Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes"

Transcrição

1 Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online Ivo Gomes

2 Análise aos websites dos Museus Nacionais Em colaboração com o Público Digital

3 Análise aos websites dos Museus Nacionais O Público Digital pediu a 5 especialistas para analisarem um conjunto de websites de Museus Nacionais (supostamente são os websites dos Museus com mais visitantes físicos em Portugal). A minha análise centrou-se essencialmente na usabilidade e acessibilidade dos websites e não tanto em aspectos gráficos ou de webdesign (que penso ter sido a perspectiva dos restantes 4 especialistas). No final foi elaborada uma lista dos melhores e dos piores sites de Museus Nacionais, tendo em conta as opiniões de todos os especialistas. 3

4 Análise aos websites dos Museus Nacionais A análise centrou-se essencialmente nestes pontos: Navegabilidade; Usabilidade; Acessibilidade; Conteúdos; Disponibilização da Informação. 4

5 Websites Analisados Museu Nacional dos Coches Museu Monográfico de Coimbra Museu Nacional de Arqueologia Museu Nacional de Arte Antiga Museu Nacional do Azulejo

6 Websites Analisados Museu Virtual da Imprensa Museu Nacional de Soares dos Reis Museu Berardo Museu do Brinquedo Museu do Neo-Realismo Museu de Serralves

7 Museu Nacional dos Coches NOTA: O website do Museu Nacional dos Coches foi remodelado após ter sido feita esta análise e grande parte dos problemas encontrados já foram corrigidos. 7

8 Museu Nacional dos Coches Pontos Fracos Página de entrada inútil e sem qualquer link ou informação relevante, que após alguns segundos, abria a página inicial do site. (CORRIGIDO) Menus em Flash (poderiam limitar um pouco a interacção em alguns utilizadores). (CORRIGIDO) Apesar de ostentar o símbolo de acessibilidade web, o site possuía vários erros de prioridade 1 e prioridade 2 que dificultavam a sua navegabilidade para utilizadores com incapacidade visual. (Corrigidos os Erros de Prioridade 1 e foi removido o símbolo de Acessibilidade Web) 8

9 Museu Nacional dos Coches Pontos Fracos Inconsistência nos Menus 9

10 Museu Nacional dos Coches Pontos Fracos Inexistência de informação sobre localização no website e a maior parte das páginas da colecção não conteúdo 10

11 Museu Nacional dos Coches Pontos Fracos As páginas Loja, Agenda e Publicações não dão nenhuma informação relevante e apontam para a página inicial do website do Instituto Português de Museus. 11

12 Museu Nacional dos Coches Pontos Fortes Bastante informação sobre cada um dos elementos da colecção do museu (quando disponível). 12

13 Museu Monográfico de Coimbra 13

14 Museu Monográfico de Coimbra Pontos Fracos Pouco contraste entre o texto cinza claro e o fundo branco. Os links existentes ao longo das várias páginas não são facilmente distinguíveis do resto do texto uma vez que são da mesma cor e a única característica que os identifica como sendo link (apenas em algumas páginas) é o facto de terem o símbolo >> a seguir ao texto. Links 14

15 Museu Monográfico de Coimbra Pontos Fracos O pequeno menu de topo contém apenas ícones sem nenhuma informação textual sobre para que servem. É necessário passar o rato por cima dos ícones para mostrar o texto e identificar para que servem. Este facto viola uma das principais regras de usabilidade que indica que a informação não deve estar escondida do utilizador, principalmente quando se tratam de links para outras páginas. 15

16 Museu Monográfico de Coimbra Pontos Fracos A loja do site funciona de forma pouco usual. Apesar dos produtos estarem bem organizados e com o título e preço bem visíveis, a compra dos mesmos não é assim tão simples porque ao clicar num produto apenas nos é mostrada uma fotografia em ponto grande, sem mais nenhuma informação. Para comprar um produto é necessário clicar num pequeno ícone com o título info que nos leva para uma página de ajuda, que por sua vez nos direcciona para um formulário onde se podem seleccionar quais os produtos a comprar, no entanto, aqui os produtos não têm foto. 16

17 Museu Monográfico de Coimbra Pontos Fracos 17

18 Museu Monográfico de Coimbra Pontos Fortes Bastantes informações úteis sobre o museu e horários de abertura; Mapa do local e visitas virtuais com bastantes fotos e vistas em 360º; Glossário bastante completo e útil para quem esteja interessado em aprofundar mais os seus conhecimentos de arqueologia romana. 18

19 Museu Nacional de Arqueologia 19

20 Museu Nacional de Arqueologia Pontos Fracos Blocos de informação com demasiado destaque em toda a página podem distrair o utilizador e a falta de informação sobre a localização no site faz com que o utilizador se perca facilmente. 20

21 Museu Nacional de Arqueologia Pontos Fracos A disponibilização dos conteúdos em páginas com duas colunas que por vezes se transforma em uma coluna e de seguida volta a ter duas colunas, pode tornar a leitura um pouco mais confusa para quem está habituado a ler conteúdos de uma forma mais linear. 21

22 Museu Nacional de Arqueologia Pontos Fracos Inconsistência na localização dos menus interiores e nas cores utilizadas. 22

23 Museu Nacional de Arqueologia Pontos Fortes Boa organização e estruturação do menu de navegação principal; Página com a selecção da peça do mês (poderá ser útil para chamar a atenção dos visitantes de forma dinâmica, mostrando um pouco daquilo que o museu tem para oferecer. 23

24 Museu Nacional de Arte Antiga 24

25 Museu Nacional de Arte Antiga Pontos Fracos Os links existentes ao longo das várias páginas não são facilmente distinguíveis do resto do texto uma vez que são da mesma cor que os títulos de algumas secções (verde). A navegação entre as várias páginas é pouco intuitiva. Quando se entra numa secção do menu, o mesmo desaparece e é necessário voltar sempre à página inicial do site para aceder às restantes áreas disponíveis (o menu está disponível no código, mas escondido da página). 25

26 Museu Nacional de Arte Antiga Pontos Fracos 26

27 Museu Nacional de Arte Antiga Pontos Fracos A informação das páginas está disponibilizada de forma pouco intuitiva e é necessário clicar em links anterior seguinte para ver todas as informações disponíveis em certas páginas em vez de ter o texto corrido. Os links ler mais nas notícias não abrem a notícia completa numa nova página. Em vez disso, é descarregado um PDF com a notícia sem que haja algum aviso ao utilizador. 27

28 Museu Nacional de Arte Antiga Pontos Fortes Disponibilização de algumas imagens e textos (em PDF) sobre 10 obras de referência do museu (no entanto não é fácil aceder a esta página uma vez que está escondida nos menus e as imagens de destaque na página inicial nãõ têm link para a página). 28

29 Museu Nacional do Azulejo 29

30 Museu Nacional do Azulejo Pontos Fracos A página inicial tem dois links para entrar no site, um link para entrar na versão gráfica e outro para entrar na versão texto. Provavelmente foi criada uma versão de texto porque a versão gráfica não é facilmente navegável por utilizadores com necessidades especiais. No entanto, na versão de texto do site, os links não possuem qualquer tipo de separação entre eles, tornando mais confusa a navegação utilizando um screen-reader. A versão gráfica do site abre numa pequena janela popup, o que, por um lado limita a área visível do site (e retira o controlo do utilizador) e por outro pode ser bloqueada pelos browsers mais recentes com protecção antipopup. 30

31 Museu Nacional do Azulejo Pontos Fracos A navegabilidade está muito má e em alguns sub-links do menu abrem novas janelas popup por cima do popup que é o site. 31

32 Museu Nacional do Azulejo Pontos Fracos Devido às reduzidas dimensões da janela popup que contém o site, e uma vez que existe uma imagem no header que ocupa 50% da altura da janela, os conteúdos ficam reduzidos a uma área muito pequena. Assim, quando existe mais texto do que o espaço disponível permite, existem dois pequenos botões para fazer scroll para cima e para baixo. Esta forma de interacção é pouco intuitiva porque o utilizador está habituado a utilizar barras de scroll, que são mais fáceis de operar do que ter que encontrar e clicar em dois pequenos botões (para utilizadores com menor precisão manual no uso do rato (ex: idosos), acertar nestes botões pode ser complicado). 32

33 Museu Nacional do Azulejo Pontos Fracos 33

34 Museu Nacional de Soares dos Reis 34

35 Museu Nacional de Soares dos Reis Pontos Fracos Todos os textos (menus, sub-menus, títulos de páginas, texto da página) são apenas imagens com o texto escrito. No browser apenas se vê o texto se as imagens forem carregadas. Para utilizadores com necessidades especiais que usem um screen-reader, os textos das imagens serão invisíveis. Apesar de todas as imagens do site terem um texto descritivo (alt), deveria ser fornecida uma forma alternativa (em texto) para navegar no site. Com Imagens Sem Imagens 35

36 Museu Nacional de Soares dos Reis Pontos Fortes Galeria fotográfica (por temas) de vários objectos em exposição no museu. 36

37 Museu Berardo 37

38 Museu Berardo Pontos Fracos Não existe informação visual sobre a localização do utilizador na página (ex: menu seleccionado), uma vez que por vezes o título da página não é suficiente. Apenas existe esta informação de localização quando se entra numa das colecções (na forma de breadcrumbs no topo da página). 38

39 Museu Berardo Pontos Fracos Pouco contraste entre o texto (cinza) e o fundo (branco); Tamanho reduzido do tipo de letra. 39

40 Museu Berardo Pontos Fortes Existe uma boa consistência gráfica ao longo de todo o site e os elementos comportam-se sempre da mesma maneira, evitando-se assim surpresas inesperadas para os utilizadores. Informação detalhada sobre cada peça da colecção. 40

41 Museu do Brinquedo 41

42 Museu do Brinquedo Pontos Fracos Página inicial desnecessária para selecção do idioma; A navegação é feita através de imagens com texto escrito. Nenhuma das imagens possui um texto alternativo e não existe nenhuma forma alternativa de navegação no site para utilizadores que não consigam visualizar as imagens. Com Imagens Sem Imagens 42

43 Museu do Brinquedo Pontos Fortes Boa navegabilidade, com acesso rápido às informações que o público normalmente procura (ex: horários), mas os conteúdos são fracos e em alguns casos (exposições) não existe nenhuma informação no site. 43

44 Museu de Serralves 44

45 Museu de Serralves Pontos Fracos O tamanho do texto poderá ser demasiado pequeno para ser lido confortavelmente por alguns utilizadores; O funcionamento do calendário é confuso. Ao seleccionar um dia, os resultados da pesquisa são actualizados, mas o calendário mantém-se sempre no dia actual (ex: ao seleccionar um dia em Junho de 2008, os eventos mudam para a data seleccionada, mas o calendário mantém-se em Março de 2008) 45

46 Museu de Serralves Pontos Fracos Duplicação de menus. Os menus interiores contêm a mesma informação que o menu principal. 46

47 Museu de Serralves Pontos Fortes Boa navegabilidade e feedback sobre a área seleccionada. Boa separação entre os conteúdos (texto) e a apresentação (layout) através do uso de folhas de estilo. Visita virtual ao Parque de Serralves e à colecção do museu (se bem que limitada apenas a algumas salas); Bastantes imagens sobre cada uma das áreas do museu. 47

48 Classificação

49 Classificação (de 0 a 50) 1. Museu de Serralves: Museu Berardo: Museu Nacional de Arqueologia: Museu Monográfico de Coimbra - Conímbriga: Museu Nacional dos Coches: Museu Nacional de Soares dos Reis: Museu do Brinquedo: Museu do Neo-Realismo: Museu Virtual da Imprensa: Museu Nacional de Arte Antiga: Museu Nacional do Azulejo: 9 49

50 Conclusão Apenas 4 websites têm nota positiva (superior a 25 pontos em 50 possíveis); Pouca preocupação geral com a acessibilidade; Muita informação para disponibilizar mas falta uma estrutura ou arquitectura de informação mais coerente e que consiga de uma forma fácil organizar a informação nas páginas; Apenas um website corrigiu (alguns) dos problemas encontrados; Nem todos os Museus têm dinheiro para investir num novo website; 50

51 Obrigado pela vossa atenção!

52 usabilidade-museus-online.pdf

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011 Manual Profissional BackOffice Mapa de Mesas v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar ZSRest Backoffice... 3 4. Confirmar desenho de mesas... 4 b) Activar mapa de mesas... 4 c) Zonas... 4 5. Desenhar

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica Museu de Olaria Manual e Guia de exploração do Museu de Olaria para utilização em contexto

Leia mais

gettyimages.pt Guia do site área de Film

gettyimages.pt Guia do site área de Film gettyimages.pt Guia do site área de Film Bem-vindo à área de Film do novo site gettyimages.pt. Decidimos compilar este guia, para o ajudar a tirar o máximo partido da área de Film, agora diferente e melhorada.

Leia mais

DOWNLOAD DO APLICATIVO: INSTALAÇÃO DO APLICATIVO

DOWNLOAD DO APLICATIVO: INSTALAÇÃO DO APLICATIVO DOWNLOAD DO APLICATIVO: O aplicativo deve ser baixado pelo endereço: http://www.estudeadistancia.com/avamobile/ A partir do dia 03/06 será disponibilizado dois links para download: 1 download do aplicativo

Leia mais

Introdução. João Sá Marta 1 1/28/10

Introdução. João Sá Marta 1 1/28/10 Introdução CMS (Sistema de gestão de conteúdos) para WEB Possui um sistema de gestão de utilizadores e de permissões avançado Editor de páginas de fácil utilização Permite a adição de módulos de modo a

Leia mais

GeoMafra Portal Geográfico

GeoMafra Portal Geográfico GeoMafra Portal Geográfico Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar

Leia mais

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Manual de Utilização Site Manager Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Índice 1. Acesso ao Site Manager...3 2. Construção/Alteração do Menu Principal...4 3. Inserção/ Alteração de Conteúdos...7 4. Upload

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

Museu do Louvre - virtual. Lígia Oliveira

Museu do Louvre - virtual. Lígia Oliveira Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica Museu do Louvre - virtual Manual e Guia de exploração do Museu do Louvre - virtual para utilização

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais

1. Para criar uma conta grátis no site JIMDO, basta aceder através do url: www.jimdo.com e preencher os vários campos.

1. Para criar uma conta grátis no site JIMDO, basta aceder através do url: www.jimdo.com e preencher os vários campos. 1. Para criar uma conta grátis no site JIMDO, basta aceder através do url: www.jimdo.com e preencher os vários campos. 2. Opção de escolha do idioma do site. 1 3. Escolher o nome do site, colocar o email

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

O prime gestão é um software online constituído por vários módulos:

O prime gestão é um software online constituído por vários módulos: O prime gestão é um software online constituído por vários módulos: Assistências Técnicas (indicado para empresas que façam deslocações, intervenções ex: sector de jardinagem, informática, reparação de

Leia mais

Para iniciar a construção de WebQuest no Servidor PHP de webquests do Centro de Competência CRIE do CAPAG, aceda ao seguinte url:

Para iniciar a construção de WebQuest no Servidor PHP de webquests do Centro de Competência CRIE do CAPAG, aceda ao seguinte url: C e n tro d e C ompetênci a CRIE d o CA PAG Versão Beta 4 E l a b o r a d o p o r : M a r i a d e B a l s a m ã o M e n d e s G u i ã o d e P H P W e b Q u e s t V a m o s C r i a r W e b q u e s t s?

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

GeoMafra Portal Geográfico

GeoMafra Portal Geográfico GeoMafra Portal Geográfico Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar

Leia mais

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Sumário 1. Configurações Iniciais...2 1.1. Configurando o Menu Personalizado...2 1.2. Configurando os Widgets...3 2. Localize o nome de

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET Como Começar? Criação Páginas Apresentação Etapas Como começar Para que um site tenha sucesso é necessário um correcto planeamento do mesmo. Todos os aspectos de desenho de um site devem ser pensados de

Leia mais

e Campus do ISPA Instituto Universitário

e Campus do ISPA Instituto Universitário e Campus do ISPA Instituto Universitário Manual de utilização do Moodle Perfil utilizador: Docente Versão: Agosto 2010 Índice Índice... 2 Índice de Figuras... 3 Introdução... 4 1. Primeiros passos... 5

Leia mais

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE REQUIREMENT SPECIFICATION. Periver_SoftwareRequirementSpecification_2008-03-31_v1.0.doc. Versão 1.0

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE REQUIREMENT SPECIFICATION. Periver_SoftwareRequirementSpecification_2008-03-31_v1.0.doc. Versão 1.0 PLATAFORMA Versão 1.0 31 de Março de 2008 TABELA DE REVISÕES Versão Autores Descrição da Versão Aprovadores Data António Rocha Cristina Rodrigues André Ligeiro V0.1r Dinis Monteiro Versão inicial António

Leia mais

SClínico - SAPE - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima

SClínico - SAPE - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima SClínico SAPE Agradecimentos: À enfermeira Cármen Cunha, pela sua grande paciência, disponibilidade e ajuda. Índice geral 1. Introdução... 3 2. Iniciar

Leia mais

1 2 3 W O R K S H O P 4 5 6 W O R K S H O P 7 W O R K S H O P 8 9 10 Instruções gerais para a realização das Propostas de Actividades Para conhecer em pormenor o INTERFACE DO FRONTPAGE clique aqui 11 CONSTRUÇÃO

Leia mais

ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria BlackBoard - Moodle Guia rápido

ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria BlackBoard - Moodle Guia rápido ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria BlackBoard - Guia rápido ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria Unidade de Ensino a Distância Equipa Guia

Leia mais

Critérios. Melhores Práticas e Regras

Critérios. Melhores Práticas e Regras AULA 10 - ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO WEB Usabilidade Projetando para o usuário Os conceitos de usabilidade têm como base o desenvolvimento de projetos centrados nas necessidades reais dos usuários. Lembre-se,

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Conteúdo

Manual de Gerenciamento de Conteúdo Manual de Gerenciamento de Conteúdo 1 Sumário 1) O que é um Gerenciador de Conteúdo...3 2) Como o Site está Estruturado...3 3) Como Gerenciar o Conteúdo do Site...5 3.1) Adicionar Itens no Menu de Navegação...6

Leia mais

Avaliação dos Equívocos Descritos por Nielsen em Páginas Web

Avaliação dos Equívocos Descritos por Nielsen em Páginas Web Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Informática Departamento de Informática Aplicada Interação Homem-Computador INF01043 Aluno: Leonardo Garcia Fischer Cartão UFRGS: 116627 Matrícula:

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Actividades de exploração Objectivo Explorar as funcionalidades essenciais do Programa, na perspectiva da construção/actualização

Leia mais

novo ManageToRefresh

novo ManageToRefresh novo ManageTo Refresh ENGINE2CONTENT P2/10 Novo ENGINE2CONTENT P3/10 Engine2Content v4.0 O motor para os seus conteúdos A nova ferramenta de gestão de backoffice Engine2content v4.0, permite de uma forma

Leia mais

Interface Pessoa Máquina

Interface Pessoa Máquina Interface Pessoa Máquina Relatório Consolidado do Protótipo PrintShirt Grupo 95 Sumário Executivo Os testes que puderam ser realizados à interface do PrintShirt foram bastante superficiais dado que o programa

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006)

Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006) Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006) Este documento tem como objectivo ajudar os nossos clientes a trabalhar com o nosso site. Se necessitar de alguma ajuda extra não hesite em contactar-nos. Apesar

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e atividades O e-campus do ISPA - Instituto

Leia mais

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar a iniciação ao OneNote 1 O MICROSOFT OFFICE ONENOTE 2003 OPTIMIZA A PRODUTIVIDADE AO PERMITIR QUE OS UTILIZADORES CAPTEM, ORGANIZEM

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.6 PÁGINA DE PESQUISA A página principal do PacWeb permite a realização de um número muito variado de pesquisas, simples, ou pelo contrário extremamente complexas, dependendo

Leia mais

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PRÓXIMA AULA: APRESENTAÇÃO DE PLANO DE COMUNICAÇÃO E O FILME DO YOUTUBE? AULA 12 A. EMAIL MARKETING - Objectivos e problemas - Ideias - Vantagens

Leia mais

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle O Moodle dispõe de uma variedade de ferramentas que podem aumentar a eficácia de um curso online. É possível facilmente compartilhar materiais de estudo,

Leia mais

Vox4all Manual de Utilização http://arca.imagina.pt/manuais/manual Vox4all BR.pdf

Vox4all Manual de Utilização http://arca.imagina.pt/manuais/manual Vox4all BR.pdf Vox4all Manual de Utilização http://arca.imagina.pt/manuais/manual Vox4all BR.pdf A voz ao seu alcance! Software de comunicação aumentativa e alternativa para smartphone e tablet Projeto co financiado

Leia mais

MANUAL DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - NETAULA CURSOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL ALUNO

MANUAL DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - NETAULA CURSOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL ALUNO MANUAL DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - NETAULA CURSOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL ALUNO MANUAL NETAULA PERFIL ALUNO Caro aluno da EAD da ULBRA Para você ter acesso às salas das disciplinas ofertadas

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica What s a Print Manual e Guia de exploração do What s a Print para utilização em contexto de

Leia mais

Guia de criação de layout de Loja Virtual

Guia de criação de layout de Loja Virtual Guia de criação de layout de Loja Virtual Julho / 2013 (51) 3079-4040 contato@ezcommerce.com.br http://www.ezcommerce.com.br Este guia tem o intuito de orientar a criação de layout para a plataforma de

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Índice Índice... 2 1. Registo de Utilizadores Individuais... 3 2. Alteração da Senha de Acesso... 5 3. Recuperação da Senha de Acesso... 5 4. Dados do Utilizador... 6 4.1 Perfil pessoal...

Leia mais

GESTÃO DE CONTEÚDOS WEB

GESTÃO DE CONTEÚDOS WEB Plataforma Visioncast - SigmaContents GESTÃO DE CONTEÚDOS WEB Visioncast - SigmaContents - Sistema de Gestão de Conteúdos Web 1 2 IT Web Soluções / Visioncast.net Plataforma Visioncast - SigmaContents

Leia mais

P3 Tratamos tudo por tu. Duarte Pereira e Ivan Mendes

P3 Tratamos tudo por tu. Duarte Pereira e Ivan Mendes P3 Tratamos tudo por tu Duarte Pereira e Ivan Mendes Conteúdo 1.Introdução... 2 2. O caso p3... 3 2.1 Estatística... 3 3. Público-alvo... 4 4. Objetivos de Comunicação... 5 5. Vantagens desvantagens...

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

Check List de Pendências Nilko (Institucional e Gabinetes)

Check List de Pendências Nilko (Institucional e Gabinetes) Check List de Pendências Nilko (Institucional e Gabinetes) Cache O que eles indicaram para resolver o problema para não deixar nada em cache é usar, em todas as páginas, o código:

Leia mais

Manual de Utilização Chat Intercâmbio

Manual de Utilização Chat Intercâmbio Manual de Utilização Chat Intercâmbio 1 INDICE 1 Chat Intercâmbio... 6 1.1 Glossário de Termos Utilizados.... 6 1.2 Definições de uma Sala de Chat... 7 1.3 Como Acessar o Chat Intercâmbio... 8 1.4 Pré-requisitos

Leia mais

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores CGA Directa Manual do Utilizador Acesso, Adesão e Lista de Subscritores Versão 1.00 de 10 de Março de 2008 Índice Pág. Introdução 3 Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Acesso Acesso 4 Adesão Adesão 5 2.1

Leia mais

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador.

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR PROFESSOR(A)

MANUAL DO UTILIZADOR PROFESSOR(A) PROFESSOR(A) INTRODUÇÃO Caro(a) professor(a), Obrigado por descarregar este manual do utilizador do Ephorus. Em caso de dúvidas, por favor contacte o utilizador principal do Ephorus no seu estabelecimento

Leia mais

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath Diretório Virtual Solução Global de Hardware e Software para Shoppings, Aeroportos, Museus, Estações de Comboio e outras áreas. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath - Solução Global de Hardware e Software

Leia mais

Projecto Website. www.treelance.pt

Projecto Website. www.treelance.pt Projecto Website www.treelance.pt 1 Índice Conceito... 3 Finalidade... 3 Utilizadores... 4 Design... 6 SEO... 15 2 Conceito O projecto consiste na criação de uma plataforma de freelance que reúna e ponha

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Laboratório Virtual

Leia mais

CAPÍTULO 4. AG8 Informática

CAPÍTULO 4. AG8 Informática 2ª PARTE CAPÍTULO 4 Este capítulo têm como objetivo: 1. Tratar das etapas do projeto de um Website 2. Quais os profissionais envolvidos 3. Administração do site 4. Dicas para não cometer erros graves na

Leia mais

Manual do Utilizador Aluno

Manual do Utilizador Aluno Manual do Utilizador Aluno Escola Virtual Morada: Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto PORTUGAL Serviço de Apoio ao Cliente: Telefone: (+351) 707 50 52 02 Fax: (+351) 22 608 83 65 Serviço Comercial:

Leia mais

IPAHN Novo Portal 4 ª Revisão e Análise do CMS e Novo Portal Dezembro 2014

IPAHN Novo Portal 4 ª Revisão e Análise do CMS e Novo Portal Dezembro 2014 IPAHN Novo Portal 4 ª Revisão e Análise do CMS e Novo Portal Dezembro 2014 Relação de itens verificados e propostas de alteração que consideramos fundamental para a continuidade dos trabalhos de transição

Leia mais

Manual de uso do Gerente

Manual de uso do Gerente Manual de uso do Gerente Manual do Hypnobox: www.hypnobox.com.br/manual Índice Acessar o Hypnobox Endereço o www Login e Senha Tela Principal Perfil de acesso Editar Dados pessoais Fila de corretores Gerenciar

Leia mais

REGRAS DE ESCRITA PARA A WEB

REGRAS DE ESCRITA PARA A WEB REGRAS DE ESCRITA PARA A WEB ESTRUTURA BÁSICA... 2 ESCRITA PARA A WEB 1... 2 Layout para a web... 3 Classificação... 5 Navegação... 5 Design e layout do site... 7 1 Adaptado de: in MCGOVERN, Gerry, NORTON,

Leia mais

Plano E-commerce Guia de início rápido. Plano E-commerce. Guia de início rápido

Plano E-commerce Guia de início rápido. Plano E-commerce. Guia de início rápido Plano E-commerce 1 ÍNDICE 1 GUIA DE INÍCIO RÁPIDO... 3 2 WEB SITE DE ADMINISTRAÇÃO... 3 3 ASSISTENTE DE CONFIGURAÇÃO... 4 4 CRIAR CATEGORIAS... 7 5 CRIAR PRODUTOS... 9 6 VERIFICAR OPÇÕES IMPORTANTES DO

Leia mais

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP DELEGAÇÃO REGIONAL DO NORTE CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE VIANA DO CASTELO-SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL UFCD 0152 Estrutura de um sítio

Leia mais

DIIC Divisão de Identidade Imagem e Comunicação

DIIC Divisão de Identidade Imagem e Comunicação Migração de Páginas Web Uniformização de Layout DIIC Divisão de Identidade Imagem e Comunicação UC.PT Pagina www.uc.pt As páginas web da Universidade de Coimbra, UC.PT, estão neste momento a ser alvo de

Leia mais

PLANEAMENTO DO SITE. - Objectivos. - Público-alvo. -Estrutura. - Navegação

PLANEAMENTO DO SITE. - Objectivos. - Público-alvo. -Estrutura. - Navegação PLANEAMENTO DO SITE Desenhar e planear o site tendo em conta: - Objectivos - Público-alvo -Estrutura - Navegação MCM 2007 1 Objectivos Entender a posição do cliente O que se pretende com a criação do site?

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

Acessibilidade Web. Ivo Gomes

Acessibilidade Web. Ivo Gomes Acessibilidade Web Ivo Gomes 1 O que é a Acessibilidade Web? Permi'r que todos os u'lizadores tenham acesso ao site. Independentemente de terem alguma necessidade especial. Independentemente de terem algum

Leia mais

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções Portal da Imprensa Regional Actualizações e Correcções Índice Versão: 3.1.3... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.1... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.0... 4... 4 BackOffice... 4 Histórico de Versões...

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira - Access - Programa de base de dados relacional funciona em Windows Elementos de uma Base de Dados: Tabelas Consultas Formulários

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO AO MACROMEDIA DREAMWEAVER MX 2004 O Macromedia Dreamweaver MX 2004 é um software que permite a criação de páginas de Internet profissionais, estáticas

Leia mais

Fluxo de trabalho no Picasa

Fluxo de trabalho no Picasa Fluxo de trabalho no Picasa Neste bloco serão abordados: Download e Instalação Aquisição de imagens Tratamento básico de imagem digital fotográfica Opções de impressão Tratamento para envio para a web

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011 Manual Avançado Ementas : Email e SMS v2011 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. INICIAR O ZSRest FrontOffice... 3 1 4. CONFIGURAÇÃO INICIAL... 4 b) Configurar E-Mail... 4 c) Configurar SMS... 5 i. Configurar

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

Office Web Apps para Professores Passo-a-passo

Office Web Apps para Professores Passo-a-passo Office Web Apps para Professores Passo-a-passo Usar o Office Web Apps no Windows Live Para usar o Office Web Apps no Windows Live precisa de ter uma conta Microsoft, Windows Live ou Office 365 um endereço

Leia mais

A minha primeira página

A minha primeira página A minha primeira página O processo de criação de páginas e modelação de dados, assim como o relacionamento entre esses dados, encontram-se fortemente abstraídos na MWE. Isso é conseguido por meio de ferramentas

Leia mais

O catálogo On-line dos produtos da Pramet Tools s.r.o. contém parâmetros técnicos, desenhos e possibilidade de criar seu próprio kit de ferramentas.

O catálogo On-line dos produtos da Pramet Tools s.r.o. contém parâmetros técnicos, desenhos e possibilidade de criar seu próprio kit de ferramentas. Guia do Usuário [Versão 1.0, Atualizado em 1.11.2012] Pramet Tools s.r.o., [PRAMET E-catálogo Guia do Usuário ] O catálogo On-line dos produtos da Pramet Tools s.r.o. contém parâmetros técnicos, desenhos

Leia mais

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/ Crie uma pasta (0) no ambiente de trabalho com o seu nome. Inicie o Internet Explorer através do: W O R K S H O P Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Teste rveras@unip.br Aula 11 Agenda Usabilidade Compatibilidade Validação Resolução de tela Velocidade de carregação Acessibilidade Testes Nesta etapa do projeto do web site

Leia mais

Quando tiver tudo preenchido, pressione o botão. Abre outro formulário, que deverá preencher, pressionando no final do. Figura 1

Quando tiver tudo preenchido, pressione o botão. Abre outro formulário, que deverá preencher, pressionando no final do. Figura 1 C r i a r u m B l o g n o G uião E l a b o r a d o p o r : M a r i a d e B a l s a m ã o M e n d e s 2 2 C r i a r u m B l o g n o Criar o Blog Para criar um Blog, no Blogger, abra o site: http://www.blogger.com/start?hl=pt-

Leia mais

Grafismo Internet e Intranet. Índice:

Grafismo Internet e Intranet. Índice: Grafismo Internet e Intranet Índice: 1 Introdução...3 2 Solução...4 3 Internet...5 3.1 Estrutura básica...5 3.2 Componentes...8 3.2.1 Logo... Error! Bookmark not defined. 3.2.2 Banner...9 3.2.3 Login...

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Caro aluno da EAD da ULBRA Para você ter acesso às salas das disciplinas ofertadas

Leia mais

Sistema de Gerenciamento Remoto www.pevermelho.art.br

Sistema de Gerenciamento Remoto www.pevermelho.art.br Sistema de Gerenciamento Remoto www.pevermelho.art.br 1 - SOBRE O SGR Este manual irá lhe ajudar a entender o funcionamento do SGR (Sistema de Gerenciamento Remoto) permitindo assim que você possa atualizar

Leia mais

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico LNDnet Lançamento de notas pelos docentes Portal académico A base para elaboração do presente manual foi o manual da Digitalis (SIGES.11.0.0 Manual de Utilizador) ao no qual foram registada as adaptações

Leia mais

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE GestProcessos Online Manual do Utilizador GestProcessos Online GABINETE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EAmb Esposende Ambiente, EEM Rua da Ribeira 4740-245 - Esposende

Leia mais

Procedimentos de Segurança

Procedimentos de Segurança Guia de utilização Janeiro 2008 Índice 1. Verificar a Validade do Certificado de...2 2. Adicionar econstroi aos sites fidedignos...5 3. Autorizar janelas de pop-up...8 Proibida a reprodução. Pág. 1 de

Leia mais