1. INTRODUÇÃO À QUÍMICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. INTRODUÇÃO À QUÍMICA"

Transcrição

1 Química-rgânica ITRDUÇÃ À QUÍMIA 1.1 istórico É fato que a descoberta dos modos de obtenção do fogo pela humanidade foi uma das mais importantes descobertas para a sobrevivência humana na Terra. Além disso, pode-se considerar que este foi o primeiro contato do homem com as transformações químicas permitindo-lhe dominar as técnicas de como conservar melhor os alimentos, as partir do processo de fumagem. a história da civilização Egípcia, utilizavam-se o índigo (proveniente do anil) e a alizarina para tingir têxteis. Ainda hoje, é usado o índigo para tingir as calças de ganga, mas este corante é obtido por processos industriais. Fórmula de estrutura do corante índigo. A alizarina, corante vermelho derivado da raiz da Rubia tinctorum, é o nome genérico de uma variedade de corantes, tais como o Verde Alizarina ianina G e o Azul Brilhante Alizarina R. Fórmula de estrutura do corante Alizarina. Já os fenícios utilizavam um corante de cor púrpura, o qual era obtido a partir das glândulas branquiais do molusco Murex trunculus, para tingir tecidos. Todos estes corantes eram de origem orgânica, demonstrando que o homem possuía um domínio da Química rgânica desde o aparecimento da civilização. desenvolvimento da Química rgânica om o culminar da Química Tradicional do século XVIII, Torbern lof BERGMA ( ), dividiu, em 1777, a Química em: QUÍMIA RGÂIA (Química dos compostos provenientes dos organismos vivos) QUÍMIA IRGÂIA (Química dos compostos existentes no reino mineral) Deste modo, surgiu a distinção entre matéria orgânica e inorgânica. o final do século XVIII e

2 54 Química-rgânica início do século XIX, os químicos começaram a se dedicar ao estudo das substâncias encontradas em organismos vivos. omo todas as substâncias orgânicas conhecidas eram extraídas de animais e de vegetais, os químicos supunham que elas não poderiam ser produzidas (sintetizadas) em laboratório. A teoria do Vitalismo foi uma teoria formulada por Jons Jacob Berzelius (1807), a qual descrevia que a matéria orgânica só podia ser produzida pelos seres vivos. A base dessa teoria era a dificuldade ou até mesmo a impossibilidade de se obter matéria orgânica a partir de substâncias inorgânicas. princípio do acerto... Em 1828, Friedrich Wholler foi o primeiro cientista a sintetizar um composto orgânico (ureia) a partir de um composto inorgânico (cianato de amônio). 4 aquecimento 2 cianato de amônio 2 uréia Saiba mais Wholler era discípulo de Berzellius. A seguir há um trecho da carta escrita por Wholler ao seu professor: A química orgânica na atualidade enlouquece qualquer pessoa, para mim é como um bosque tropical primitivo cheio de coisas surpreendentes. Uma selva interminável que inspira medo, em que uma pessoa não se atreve entrar, porque parece não ter saída. Disponível em: <http://manueldamata.blogs.sapo.pt>. Acesso em: 28 out om o desenvolvimento da ciência, o químico alemão Friedrich August Kekulé propôs a nova definição aceita atualmente: Química orgânica é o ramo da química que estuda os compostos do carbono. Esta afirmação está correta, contudo, nem todos os compostos que contêm carbono são orgânicos, por exemplo, o dióxido de carbono, o ácido carbônico, a grafite, o diamante, etc. 1.2 s compostos orgânicos e inorgânicos s compostos orgânicos se diferenciam dos inorgânicos através de certas propriedades específicas tais como: constituição, solubilidade, temperatura de fusão e ebulição, combustibilidade e condutividade elétrica. Vejamos do que se trata cada uma delas. onstituição s compostos orgânicos são formados por uma pequena gama de constituintes composta por carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, fósforo e enxofre conhecido como PS. Já na contramão deste conceito temos os inorgânicos que são formados por todos os elementos conhecidos sem exclusão. Solubilidade Sabemos segundo a teoria de interações intermoleculares que, para uma substância ser solúvel em outra, ambas precisam apresentar a mesma polaridade. É assim que dita a regra: semelhante dissolve semelhante.

3 Química-rgânica 55 A maioria dos compostos orgânicos são apolares e se o solvente em questão for a água (polar), já se pode imaginar o resultado: compostos orgânicos não interagem muito bem com água. Temperatura de fusão e ebulição Pelo fato de podermos encontrar compostos orgânicos em três estados físicos na natureza já é uma prova que possuem temperatura de fusão menor do que compostos inorgânicos. Já as substancias inorgânicas como os minerais, por exemplo, só existem à temperatura ambiente no estado sólido. As interações intermoleculares presentes em compostos orgânicos são mais fracas quando comparadas as interações existentes nos compostos inorgânicos. Sendo assim as moléculas se afastam e podem existir no estado líquido ou gasoso. Já em compostos inorgânicos, as interações entre as moléculas são muito, portanto, é a forma que adquirem. ombustibilidade Quanto à capacidade de sofrer combustão, pode-se dizer que os compostos orgânicos são responsáveis por grande parte da energia que consumimos. Por exemplo, o que mantêm nossos fogões acesos são os gases propano e butano ambos orgânicos. Exercícios de sala 1 (UFES) om relação aos compostos orgânicos e inorgânicos, é incorreto afi rmar: a) s compostos orgânicos geralmente apresentam ponto de ebulição maior que os compostos inorgânicos. b) s compostos orgânicos geralmente apresentam ponto de fusão menor que os compostos inorgânicos. c) s compostos inorgânicos são geralmente mais solúveis em água que os compostos orgânicos. d) s organismos vivos são constituídos por grande quantidade de compostos orgânicos. e) em todo composto que apresenta carbono em sua estrutura é composto orgânico. 2 (FUVEST-SP) ite dois procedimentos experimentais para distinguir uma amostra de composto inorgânico de uma amostra de composto orgânico, ambas sólidas. Explique sua resposta. 3 (VEST) Em relação às moléculas orgânicas, é correto afi rmar: a) uma molécula orgânica não pode ter diferentes grupos funcionais. b) algumas moléculas orgânicas não contêm átomos de carbono. c) moléculas orgânicas são produzidas somente por organismos vivos. d) todas as moléculas, contendo o elemento carbono, são orgânicas. e) moléculas orgânicas apresentam um esqueleto de carbono e podem apresentar grupos funcionais a ele ligados. 1.3 carbono É o elemento químico fundamental, obrigatório na constituição de todos compostos orgânicos, sem exceção. químico alemão Friedrich Kekulé ( ) desenvolveu diversas investigações na área da química orgânica; inclusive em 1858, propôs a Teoria da Tetravalência do arbono. A partir dessa teoria, ele constatou que as principais características do átomo de carbono são: Seu número atômico é 6 e a sua configuração eletrônica é: K = 2 e L = 4;. omo possui quatro elétrons na última camada, estes podem formar quatro ligações covalentes.

4 56 Química-rgânica Você se lembra... Uma ligação covalente consiste na partilha de um par de elétrons por dois átomos. Deste modo, cada elétron de valência poderá estabelecer uma ligação química com outro átomo. Assim, o átomo de carbono poderá estabelecer quatro ligações químicas de forma a obedecer à regra do octeto. átomo de carbono, por apresentar quatro elétrons na camada de valência, tem a capacidade de estabelecer quatro ligações covalentes, que podem ser simples, duplas ou triplas Dupla ligação Ligações Simples 3 Ligação tripla átomo de carbono tem a capacidade de se ligar a outros átomos, formando cadeias curtas (por exemplo, o etano) ou longas (por exemplo, os polímeros) com as mais variadas disposições. Exemplos: Esteróides arboidratos Saiba mais Surge um novo conceito de isômero dois compostos diferentes possuem a mesma fórmula molecular, mas diferente fórmula estrutural. Exemplo, o álcool etílico (etanol) e o éter dimetílico (etoxietano) são substâncias com propriedades químicas diferentes, mas a sua fórmula molecular é a mesma ( 2 6 ). 3 etanol 3 3 etóxi-etano Resumindo: que torna o átomo de carbono especial é que: a) na maioria dos compostos orgânicos, encontra-se ligado a átomos de hidrogênio, oxigênio, azoto, enxofre e outros, embora o carbono se possa ligar praticamente a todos os elementos, metálicos ou não metálicos. Deste modo, pode-se originar uma grande variedade de compostos orgânicos. b) pode estabelecer ligações fortes a outros átomos de carbono e, assim, criar cadeias longas e ramificadas ou em anéis.

5 Química-rgânica 57 utro ponto importante: a hibridação do carbono s átomos de carbono têm uma grande capacidade de se ligar a outros átomos (de carbono ou de outros elementos). Além disso, o carbono é capaz de fazer múltiplas ligações, cujo átomo mais abundante na natureza é o isótopo -12. Ele possui 6 prótons, 6 nêutrons e 6 elétrons. Sua configuração eletrônica, em seu estado fundamental, está representada a seguir. 1s 2 2s 2 2p 2 2p 2s 1s Assim o carbono deveria ser divalente. Mas isso não se confirma na prática, já que é tetravalente. Isso ocorre graças à hibridação, processo em que um elétron do orbital 2 s passa para o orbital vazio p devido ao fato de receber energia. 1s 2 2s 1 2p 3 2p 2s estado excitado 1s Após a promoção do elétron, dá-se a fusão dos orbitais, que ocorre de três maneiras diferentes. 1 orbital s funde-se com 1p 1 orbital s funde-se com 2p 180º 180º 2p 2sp linear 2p 2sp 2 trigonal 120º plana 2s 2s 1s 1s 1 orbital s funde-se com todos os 3p 2p 2sp 3 109º28 tetraédrico 2s 1s bservação: 109º28 é aproximadamente 109,5º

6 58 Química-rgânica Exercícios de sala 4 Que tipo de hibridização você esperaria para cada átomo de carbono das seguintes moléculas: a) propano b) 2-metilpropano c) 1-buten-3-ino 2 d) Ácido acético 3 5 Por que as moléculas descritas a seguir não podem existir? a) 5 b) 2 6 c) 3 5 Br 2 6 Formaldeído, 2, contém uma dupla ligação carbono-oxigênio. Desenhe as estruturas de Lewis e a fórmula estrutural de traços para o formaldeído indicando a hibridização do átomo de carbono. 7 Desenhe a fórmula estrutural do propeno ( 3 2 ), indicando a hibridização de cada carbono e o valor de cada ângulo de ligação. 8 (UFBA) a estrutura α γ 2 2 β, o valor real dos ângulos são: a) 180 o, 90 o e 90 o. b) 180 o, 120 o e 90 o. c) 120 o, 90 o e 109,5 o. d) 180 o, 120 o 109,5 o. e) 90 o, 120 o e 90 o.

7 Química-rgânica 59 9 (FAAP-SP) Dada a estrutura do hidrocarboneto: indique os átomos de carbono que apresentam hibridização sp 2 e os que apresentam hibridização sp A cafeína, estrutura a seguir, é um estimulante encontrado no café afeína Em relação aos carbonos, assinale a alternativa que apresenta as hibridações corretas a) sp 3 sp 3 sp 3 sp 3 sp 2 sp 2 sp sp b) sp 3 sp 2 sp 2 sp 2 sp 2 sp 2 sp 3 sp 3 c) sp 2 sp 3 sp sp sp 3 sp 3 sp sp 3 d) sp 3 sp 3 sp sp sp sp 3 sp 3 sp 3 e) sp 3 sp 3 sp 2 sp 3 sp 3 sp 3 sp 3 sp 3 11 (IFPI) A heroína ou diacetilmorfi na é uma droga opioide, natural ou sintética, produzida e derivada do ópio, extraído da cápsula (fruto) de algumas espécies de papoula. consumo de heroína pode causar dependência física, envelhecimento acelerado e danos cerebrais irreversíveis, além de outros problemas de saúde. om relação à estrutura química da heroína, assinale a alternativa que apresenta a sua fórmula molecular. a) b) c) d) e)

8 60 Química-rgânica úmero de oxidação (X) para o carbono Quando dois átomos de diferentes eletronegatividades se ligam por covalência, a nuvem eletrônica fica mais próxima do átomo de maior eletronegatividade. Portanto, nas substâncias moleculares, não existem de fato cargas reais positivas e negativas. É por comodidade didática que atribuímos carga elétrica aos átomos de uma molécula. número que mede essa carga aparente, presente nas substâncias moleculares que possuem ligações polares, bem como a carga do íon, chama-se número ou estado de oxidação. Para o carbono o valor do X terá valor máximo e mínimo de +4 a 4. bserve os exemplos que se seguem: F F F F + 4 F F F + 2 F F 0-4 Exercícios de sala 12 Determine o número de oxidação dos carbonos marcados (*) a) 3 2 b) 2 3 c) 3 l 3 d)

9 Química-rgânica 61 lassificação dos carbonos carbono pode ser classificado de acordo com a posição que ocupa na cadeia carbônica. Sua classificação compreende de primário a quaternário. bserve o esquema a seguir. P P P P P T T S P Em que: P = primário (ligado diretamente a um carbono). S = secundário (ligado a dois carbonos). T = terciário (ligado a três carbonos). Q = quaternário (ligado a quatro carbonos). = nulário (ligado a outros átomos que não são carbonos). S Q P P Exercícios de sala 13 (UERJ) A testosterona, um dos principais hormônios sexuais masculinos, possui fórmula estrutural plana: 3 3 Determine: a) o número de átomos de carbono, classifi cados como terciários, de sua molécula; b) sua fórmula molecular. 14 (FGV-SP) composto de fórmula: apresenta quantos carbonos primários, secundários, terciários e quaternários, respectivamente? a) 5, 5, 2 e 1. b) 5, 4, 3 e 1. c) 7, 4, 1 e 1. d) 6, 4, 1 e 2. e) 7, 3, 1 e 2.

10 62 Química-rgânica 1.4 adeias carbônicas carbono possui a propriedade de formar diferentes tipos de cadeias, as quais podem ser representadas por três tipos de fórmulas. 1) Fórmula molecular: representa o número de átomos presentes na estrutura. Exemplo: ) Fórmula estrutural: representa a estrutura da molécula. ou 3 3 ou ) Fórmula resumida: representa os átomos de carbonos por vértices e/ou pontas. Exercícios de sala 15 (UFSAR) ipro (ciprofl oxacino) é um antibiótico administrado por via oral ou intravenosa, usado contra infecções urinárias e, recentemente, seu uso tem sido recomendado no tratamento do antraz, infecção causada pelo micro-organismo Bacillus anthracis. A fórmula estrutural deste antibiótico é mostrada na fi gura a seguir. F Qual a fórmula molecular deste antibiótico?

11 Química-rgânica (UFF) Analise a estrutura seguinte e escreva sua fórmula molecular. 17 (PU-RI) A fórmula molecular de um hidrocarboneto com cadeia carbônica é: 3 a) 9 8. b) 9 7. c) d) e) adeia arbônica pode ser definida como o conjunto de todos os átomos de carbono, como também de heteroátomos que constituem a molécula de qualquer composto orgânico. Elas podem ser classificadas de acordo com a presença ou ausência de uma determinada característica. São elas: adeia aberta: são aquelas cadeias carbônicas que possuem duas ou mais extremidades livres, ou seja, não possuem nenhum ciclo. encadeamento dos átomos não sofre nenhum fechamento. Exemplo: adeia fechada: não há nenhuma extremidade, isto é, forma-se um ciclo, núcleo ou anel, pois há o encadeamento dos átomos de carbono

12 64 Química-rgânica adeia Mista: é aquela cadeia que possui pelo menos uma parte em que os átomos não estão encadeados (ou seja, fechados), e a outra parte é fechada P P adeia homogênea: é aquela cadeia carbônica que não possui nenhum heteroátomo, ou seja, átomos entre carbonos. Atenção: é só entre carbonos. Se for fora da cadeia, continuará sendo homogênea. Exemplo: adeia heterogênea: possui algum heteroátomo em sua cadeia. Exemplo: adeia Saturada: quando apresenta somente ligações simples entre os átomos de carbono. u seja, possui somente ligações do tipo sigma (σ) entre os carbonos. 3 3 Dizemos que o carbono presente nesta cadeia é saturado, pois apresenta quatro ligações simples. adeia Insaturada: quando apresenta pelo menos uma ligação dupla (=) ou então uma tripla ( ). u seja, possui pelo menos uma ligação pi (π) entre os carbonos. 3 2 A ligação tripla na extremidade direita da cadeia a caracteriza como insaturada. oxigênio inserido entre os dois átomos de carbono é classificado como heteroátomo adeia normal: cadeia possui apenas duas extremidades. Só existem carbonos primários e secundários para o caso de cadeias abertas e homogêneas quando heterogêneas podem aparecer carbonos primários. Para cadeias fechadas temos carbonos secundários e para quando estas são heterogêneas também podem aparecer carbono primário.

13 Química-rgânica adeia ramificada: aquela cadeia que possui mais de duas extremidades e tem pelo menos um carbono terciário ou quaternário. o caso de cadeias ramificadas o que ocorre é que com a presença do heteroátomo podemos encontrar nesta cadeia átomos de carbono primários ou até nulários. 3 3 adeias aromáticas: Possuem uma cadeia carbônica especial chamada de Anel Benzênico ou úcleo Benzênico, ou seja, formada por seis átomos de carbono e seis átomos de hidrogênio em uma disposição especial de ligações simples e duplas que se alternam: 3 Uma cadeia carbônica aromática pode ser mononuclear ou polinuclear: quando existir mais de um anel aromático na molécula, ela é classificada como polinuclear, sendo que as cadeias com apenas um anel benzênico são mononucleares. Mononuclear Polinuclear Uma cadeia aromática polinuclear pode ser condensada ou isolada: quando existe ao menos um átomo de carbono comum a mais de um anel aromático, a cadeia é classificada como condensada, enquanto as demais são chamadas de isoladas. Esquema geral para classificação das cadeias carbônicas Abertas, Acíclicas ou Alifáticas ormais Ramificadas Saturada Insaturada omogênea eterogênea Saturada Insaturada omogênea eterogênea

14 66 Química-rgânica Fechadas ou íclicas Alicíclicas ormais Ramificadas Saturada Insaturada omogênea eterogênea Saturada Insaturada omogênea eterogênea Aromáticas Mononucleares Polinucleares Isoladas ondensadas Exercícios de sala 18 (UFPB) ácido adípico de fórmula: , empregado na fabricação do náilon apresenta cadeia carbônica: a) saturada, aberta, homogênea e normal. b) saturada, aberta, heterogênea e normal. c) insaturada, aberta, homogênea e normal. d) insaturada, fechada, homogênea e aromática. e) insaturada, fechada, homogênea e alicíclica. 19 (ovest) onsidere estas cadeias carbônicas: 2 (I) 2 2 S 2 Gás mostarda, usado l em guerras químicas l omposto responsável pelo sabor de banana (II) (III) omposto responsável pela essência de morango (IV) Éter sulfúrico, usado como anestésico 2 2 S omposto responsável pelo odor e sabor do alho (V)

15 Química-rgânica 67 Analise estas afi rmações: 0-0) composto (I) apresenta cadeia alifática, normal, homogênea e saturada. 1-1) Em (II), temos uma cadeia alifática, normal, heterogênea e saturada. 2-2) A cadeia do composto (III) é aberta, ramifi cada, heterogênea e insaturada. 3-3) composto (IV) possui cadeia alifática, normal, heterogênea e saturada. 4-4) A classifi cação da cadeia do composto (V) é aberta, normal, homogênea e insaturada. 20 (PU-PR) om respeito à estrutura: Assinale a alternativa correta. a) A hibridação dos carbonos 1, 3 e 5 assinalados na estrutura são, respectivamente, sp 2, sp 3, sp. b) A cadeia pode ser classifi cada como acíclica, insaturada, ramifi cada e heterogênea. c) á apenas uma ligação sigma. d) Existem cinco (5) ligações pi. e) s átomos de carbono 2, 3 e 4 são, respectivamente, secundário, quaternário e terciário. 21 (UFPR) A vida na Terra se organizou em torno de alguns poucos elementos, dos quais os mais encontrados na estrutura dos seres vivos são: hidrogênio, oxigênio, carbono e nitrogênio. Além da disponibilidade desses elementos (estão entre os mais abundantes na crosta terrestre e na água do mar), outros fatores devem ter contribuído para a utilização desses elementos pelos seres vivos. o que se refere ao carbono, por exemplo, a capacidade de seus átomos de se ligarem entre si, formando cadeias, que podem incluir também átomos de outros elementos, deve ter desempenhado um papel essencial. Dessa capacidade, resulta a formação de um grande número de compostos e estruturas diversas, com suas diferentes propriedades. a fi gura a seguir, estão exemplos dessas cadeias. Sobre essas cadeias, é correto afi rmar: A B D E 01) (A) é uma cadeia aberta, insaturada e ramifi cada. 02) (B) é uma cadeia aromática. 04) () é uma cadeia heterocíclica. 08) (D) é uma cadeia acíclica heterogênea. 16) (E) é uma cadeia aberta ramifi cada, na qual a principal tem 7 carbonos.

16 Prezado leitor, Agradecemos o interesse em nosso material. Entretanto, essa é somente uma amostra gratuita. aso haja interesse, todos os materiais do Sistema de Ensino E estão disponíveis para aquisição através de nossa loja virtual. loja.cneceduca.com.br

QUIMICA ORGÂNICA (Rodrigo Rosa)

QUIMICA ORGÂNICA (Rodrigo Rosa) QUIMICA ORGÂNICA (Rodrigo Rosa) HISTÓRICO Teoria da Força Vital - teoria postulada por Berzelius (1779-1848) na qual afirmava que era necessária uma força especial, desconhecida, somente presentes nos

Leia mais

Agora, utilizando as definições vistas, vamos classificar todos os átomos de carbono presentes na estrutura a seguir: CH 2

Agora, utilizando as definições vistas, vamos classificar todos os átomos de carbono presentes na estrutura a seguir: CH 2 Unidade 19 ompostos orgânicos Agora, utilizando as definições vistas, vamos classificar todos os átomos de carbono presentes na estrutura a seguir: 459 3 carbonos c = primários 3 3 3 2 2 carbonos carbonos

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO TAREFINHA DE QUÍMICA PARA O DIA 28/03 2º COLEGIAL EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 1. Complete as ligações simples, duplas e triplas que estão faltando nas estruturas abaixo: 2. Complete as seguintes fórmulas estruturais,

Leia mais

Química Orgânica - Introdução

Química Orgânica - Introdução Química Orgânica - Introdução 01. HISTÓRICO Teoria da Força Vital - teoria postulada por Berzeliu (1779-1848) na qual afirmava que era necessária uma força especial, desconhecida, somente presentes nos

Leia mais

O carbono é um dos elementos químicos com capacidade de formar cadeias, ligando-se entre si e com outros elementos químicos.

O carbono é um dos elementos químicos com capacidade de formar cadeias, ligando-se entre si e com outros elementos químicos. ITS Química do Petróleo 3 Módulo: Prof.ª Mônica Fonseca Química Orgânica: É a parte da Química que estuda os compostos do carbono. Compostos orgânicos naturais: as principais fontes de compostos orgânicos

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA ORGÂNICA

INTRODUÇÃO À QUÍMICA ORGÂNICA PROFESSOR: EQUIPE DE QUÍMICA BANCO DE QUESTÕES - QUÍMICA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE 1 ============================================================================================= INTRODUÇÃO À QUÍMICA

Leia mais

PROF. JOÃO NETO MÓDULO: CADEIAS CARBÔNICAS

PROF. JOÃO NETO MÓDULO: CADEIAS CARBÔNICAS PROF. JOÃO NETO MÓDULO: CADEIAS CARBÔNICAS Complete as estruturas a seguir com o número correto de hidrogênios. 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 Considere as estruturas I e II e responda os exercícios 11

Leia mais

LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO

LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO 2 o EM QUÍMICA 2º TRIMESTRE 08 07 15 LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO 1. (Enem 2000) Para compreender o processo de exploração e o consumo dos recursos petrolíferos, é fundamental conhecer a gênese e

Leia mais

5. (FEEVALE-RS) Marque a alternativa correta que apresenta classificação da cadeia carbônica da essência de abacaxi, cuja fórmula estrutural é:

5. (FEEVALE-RS) Marque a alternativa correta que apresenta classificação da cadeia carbônica da essência de abacaxi, cuja fórmula estrutural é: 2ª LISTA DE EXERCÍCIOS QUIMICA ORGÂNICA Profº. Sandro Lyra 1. (UECE) A "nicotina" pode ser representada pela fórmula abaixo. Quantos átomos de carbono E quantos hidrogênios existem em uma molécula desse

Leia mais

MÓDULO 4 Estudo Físico dos Gases... 13 Transformações Gasosas Equação de Estado Hipótese de Avogrado

MÓDULO 4 Estudo Físico dos Gases... 13 Transformações Gasosas Equação de Estado Hipótese de Avogrado Química SUMÁRIO Química 1 MÓDULO 3 Ligações Químicas... 3 Ligações Iônica, ovalente, ovalente Dativa e Metálica Eletrólitos e não Eletrólitos Soluções Eletrolíticas e Soluções não Eletrolíticas Química

Leia mais

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES. 02. Classifique as cadeias seguintes em abertas, fechadas ou mistas:

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES. 02. Classifique as cadeias seguintes em abertas, fechadas ou mistas: SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES EXERCÍCIOS DE CARBONO. 01. Classifique os átomos de carbono das seguintes cadeias: 02. Classifique as cadeias seguintes em abertas, fechadas ou

Leia mais

QUESTÕES DE QUÍMICA ORGÂNICA

QUESTÕES DE QUÍMICA ORGÂNICA QUESTÕES DE QUÍMICA ORGÂNICA I 1- Um composto é orgânico quando: a) Possui carbono em sua molécula; b) Deriva dos seres vivos; c) Deriva dos vegetais; d) Possui obrigatoriamente carbono e nitrogênio em

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA - PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA

SEQUÊNCIA DIDÁTICA - PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA Título do Podcast Área Segmento Duração Plásticos Ciências da Natureza Ensino Médio 5min43seg SEQUÊNCIA DIDÁTICA - PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA Habilidades do Ensino Médio: H24: Reconhecer o petróleo

Leia mais

Lista de Exercícios. Química orgânica. 01 - (Ufg GO/1ªF)

Lista de Exercícios. Química orgânica. 01 - (Ufg GO/1ªF) 01 - (Ufg G/1ªF) Lista de Exercícios Química orgânica A distribuição eletrônica do carbono, no estado fundamental, entretanto, mostra que ele é bivalente. Para que o carbono atenda ao postulado de Kekulé,

Leia mais

PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339. f) 3-etil-2-metil-2-hexeno;

PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339. f) 3-etil-2-metil-2-hexeno; PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA Lista de Exercícios Hidrocarbonetos Classificação e Nomenclatura de alcanos e alcenos. 01) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares dos seguintes alcanos: a) propano;

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEORIA CORPUSCULAR

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEORIA CORPUSCULAR LIGAÇÕES QUÍMICAS 5 TEORIA CORPUSCULAR 1 INTRODUÇÃO O fato de os gases nobres existirem na natureza como átomos isolados, levou os cientistas KOSSEL e LEWIS a elaborar um modelo para as ligações químicas.

Leia mais

GEOMETRIA MOLECULAR E INTERAÇÕES QUÍMICAS MOLECULARES. Professor Cristiano

GEOMETRIA MOLECULAR E INTERAÇÕES QUÍMICAS MOLECULARES. Professor Cristiano GEOMETRIA MOLECULAR E INTERAÇÕES QUÍMICAS MOLECULARES Professor Cristiano GEOMETRIA MOLECULAR É o estudo de como os átomos estão distribuídos espacialmente em uma molécula. Dependendo dos átomos que a

Leia mais

hidrogênio. a) I e II. b) I e IV. c) II e III. d) I, III e IV. e) II, III e IV.

hidrogênio. a) I e II. b) I e IV. c) II e III. d) I, III e IV. e) II, III e IV. Quimica Lista de Cadeias carbônicas d) tem quatro ligações. e) possui cadeia carbônica mista e heterogênea. 1. (Unicamp) A fórmula geral dos hidrocarbonetos de cadeia aberta que contém uma dupla ligação

Leia mais

16. (VUNESP/BARRETOS/2014) Leia o texto para responder a questão a seguir. Brócolis pode prevenir e evitar avanço da artrose

16. (VUNESP/BARRETOS/2014) Leia o texto para responder a questão a seguir. Brócolis pode prevenir e evitar avanço da artrose 16. (VUNEP/BARRET/2014) Leia o texto para responder a questão a seguir. Brócolis pode prevenir e evitar avanço da artrose 17. (UNICAMP/2014) Na tirinha abaixo, o autor explora a questão do uso apropriado

Leia mais

Exercícios de Revisão de Química 2º Ano - 2014

Exercícios de Revisão de Química 2º Ano - 2014 Questão 01) I. (graf) + 2H 2(g) H 4(g) H = -74,5 kj/mol II. (graf) + 2(g) 2(g) H = -393,3 kj/mol III. H 2(g) + 1/2 2(g) H 2 (l) H = -285,8 kj/mol IV. (s) (g) H = +715,5 kj/mol V. 6 (graf) + 3H 2(g) 6 H

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO Química orgânica I) BREVE HISTÓRICO: COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO 1777 Bergman Primeira separação da Química Orgânica e Inorgânica. Química Inorgânica: estuda os compostos

Leia mais

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos

ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nova Friburgo, de de 2014. Aluno (a): Gabarito Professor(a): ATIVIDADES EM QUÍMICA Recuperação paralela de conteúdos Nº: Turma:100 Assuntos: Estrutura atômica; Tabela Periódica; Propriedades periódicas;

Leia mais

LIGAÇÃO COVALENTE APOLAR ELEMENTOS COM MESMA ELETRONEGATIVIDADE

LIGAÇÃO COVALENTE APOLAR ELEMENTOS COM MESMA ELETRONEGATIVIDADE LIGAÇÃO COVALENTE APOLAR ELEMENTOS COM MESMA ELETRONEGATIVIDADE LIGAÇÃO COVALENTE POLAR ELEMENTOS COM ELETRONEGATIVIDADES DIFERENTES MOLÉCULA APOLAR VETORES SE ANULAM ///// µ R = 0 MOLÉCULA APOLAR VETORES

Leia mais

Apostila de Química Geral

Apostila de Química Geral Cursinho Vitoriano UNESP - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Câmpus de São José do Rio Preto Apostila de Química Geral Período noturno Ligações químicas interatômicas Vanessa R.

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q50 Forças intermoleculares

Química. Resolução das atividades complementares. Q50 Forças intermoleculares Resolução das atividades complementares 4 Química Q50 Forças intermoleculares p. 15 1 (Unifor-CE) Considerando a natureza das ligações químicas intermoleculares existentes nas substâncias: Etanol C 2 H

Leia mais

Química Orgânica HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO

Química Orgânica HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO Química Orgânica HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO amos Relembrar... Orbitais Atômicos casinha do elétrons Existem 4 orbitais atômicos s p d f Ligações sigma (σ) e ligações pi (π) Ligações do tipo sigma(σ) Ocorre

Leia mais

Química D Extensivo V. 3

Química D Extensivo V. 3 Química D Extensivo V. 3 Exercícios 01) Alternativa correta: A 5 4 3 2 1 CH 3 CH 2 CH CH CH 2 OH CH 3 CH 3 metil metil 02) Alternativa correta: D 8 7 6 5 4 3 2 1 CH 3 C = CH CH 2 CH 2 CH CH 2 CH 2 OH CH

Leia mais

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Química Orgânica I Prof. Vanderlei I Paula Lista de exercícios 4 / Data: 02/05/2015

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Química Orgânica I Prof. Vanderlei I Paula Lista de exercícios 4 / Data: 02/05/2015 01 - A adição de Br a um alceno pode conduzir a produtos diferentes caso, nessa reação, seja empregado o alceno puro ou o alceno misturado a uma pequena quantidade de peróxido. 2 + Br 2 Br 2 + Br peróxido

Leia mais

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA - PROFESSOR PAULO CESAR (www.profpc.com.br) EXERCÍCIOS SOBRE CADEIAS CARBÔNICAS

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA - PROFESSOR PAULO CESAR (www.profpc.com.br) EXERCÍCIOS SOBRE CADEIAS CARBÔNICAS PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA - PROFESSOR PAULO CESAR (www.profpc.com.br) EXERCÍCIOS SOBRE CADEIAS CARBÔNICAS 1. (Uff-RJ) A estrutura dos compostos orgânicos começou a ser desvendada nos meados do séc.

Leia mais

Fascículo 7 Unidades 16, 17 e 18. 2ª Edição

Fascículo 7 Unidades 16, 17 e 18. 2ª Edição 2ª Edição Fascículo 7 Unidades 16, 17 e 18 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Governador Sergio Cabral Vice-Governador Luiz Fernando de Souza Pezão SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA Secretário

Leia mais

Ensino Médio Unidade Parque Atheneu. Professor (a): Me. DIOGO LOPES Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE QUÍMICA I

Ensino Médio Unidade Parque Atheneu. Professor (a): Me. DIOGO LOPES Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE QUÍMICA I Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Me. DIOGO LOPES Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE QUÍMICA I OBS: Sua lista semanal deverá ser respondida em folha de papel almaço, copiando

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Química Cadeias Carbônicas e Hibridação

Exercícios com Gabarito de Química Cadeias Carbônicas e Hibridação Exercícios com Gabarito de Química Cadeias Carbônicas e Hibridação 01. (COVEST/11) O ácido acetil salicílico (AAS) é um importante analgésico sintético: 2-2) Todos os carbonos presentes na molécula da

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final Disciplina: Química Ano: 2012 Professor (a): Elisa Landim Turma: 1º FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça a lista

Leia mais

01) Considere as seguintes substâncias: e as seguintes funções químicas: a ácido carboxílico.

01) Considere as seguintes substâncias: e as seguintes funções químicas: a ácido carboxílico. 01) onsidere as seguintes substâncias: I) 3 e as seguintes funções químicas: a ácido carboxílico. B álcool. aldeído. II) III) IV) 3 3 3 D cetona. E éster. F éter. A opção que associa corretamente as substâncias

Leia mais

PROFESSOR LOURIVAL NETO

PROFESSOR LOURIVAL NETO QUÍMICA EM 1 DIA PROFESSOR LOURIVAL NETO UBERLÂNDIA LIGAÇÕES QUÍMICAS Iônica: Ocorre devido a transferência de elétrons! Ìons mantêmse em um cristal Retículo cristalino. A força eletrostática mantém os

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 Questão 26 Como a questão pede a separação do sólido solúvel do líquido, o único processo recomendado é a destilação simples. Lembrando que filtração e decantação

Leia mais

química 2 Questão 37 Questão 38 Questão 39 alternativa C na alternativa B. Sabendo-se que a amônia (NH 3)

química 2 Questão 37 Questão 38 Questão 39 alternativa C na alternativa B. Sabendo-se que a amônia (NH 3) química 2 Questão 37 Questão 38 abendo-se que a amônia (N 3) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (2 2) não possui isômeros. ua molécula apresenta polaridade,

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q49 Polaridade das moléculas

Química. Resolução das atividades complementares. Q49 Polaridade das moléculas Resolução das atividades complementares 4 Química Q49 Polaridade das moléculas p 7 1 Em relação à polaridade das moléculas, responda: a) Quais as condições para que uma molécula seja polar? b) Uma molécula

Leia mais

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é:

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: 01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: a) Halogênios b) Calcogênios c) Metais Alcalinos Terrosos d) Metais Alcalinos e) Gases Nobres 02) (UFF-RJ)

Leia mais

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal LIGAÇÃ QUÍMICA Introdução: s átomos, ao se unirem, procuram perder ou ganhar elétrons na última camada até atingirem a configuração eletrônica de um gás nobre. Teoria do octeto: s átomos dos elementos

Leia mais

Polaridade de moléculas

Polaridade de moléculas Polaridade de moléculas 01. (Ufscar) É molécula polar: a) C 2 H 6. b) 1,2-dicloroetano. c) CH 3 Cl. d) p-diclorobenzeno. e) ciclopropano. 02. (Mackenzie) As fórmulas eletrônicas 1, 2 e 3 a seguir, representam,

Leia mais

QUÍMICA ORGÂNICA Teoria Geral

QUÍMICA ORGÂNICA Teoria Geral QUÍMICA RGÂNICA Teoria Geral Tipos de Carbono Dependendo do número de ligações que o átomo de carbono faz com outros carbonos, podemos classificá-los como:! rimário: ligado diretamente a, no máximo, um

Leia mais

Questão 3 Sobre esse composto, pode-se afirmar:

Questão 3 Sobre esse composto, pode-se afirmar: Questão 1 A cafeína é uma substancia presente nas sementes de café. Ela age, quando ingerida, sobre o sistema nervoso, deixando a pessoa mais alerta. Porem é toxica em altas doses. Sua fórmula estrutural

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q42 Ligação metálica

Química. Resolução das atividades complementares. Q42 Ligação metálica Resolução das atividades complementares 3 Química Q42 Ligação metálica p. 59 1 (Cefet-PR) Analise as afirmações a seguir: I. O metal X é leve, sofre pouca corrosão e é bastante utilizado na construção

Leia mais

APROFUNDAMENTO DE QUIMICA ORGÂNICA LISTA 04 09/10/2014. Assunto: Estudo das Funções Orgânicas

APROFUNDAMENTO DE QUIMICA ORGÂNICA LISTA 04 09/10/2014. Assunto: Estudo das Funções Orgânicas APROFUNDAMENTO DE QUIMICA ORGÂNICA LISTA 04 09/10/2014 Assunto: Estudo das Funções Orgânicas 01-( Medicina Jundiaí 2014 ) Considere as fórmulas estruturais de substâncias utilizadas como antibióticos:

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL Conteúdos Competências / Habilidades Avaliação/Atividades

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL Conteúdos Competências / Habilidades Avaliação/Atividades Estrutura atômica I (Unid. 02 e 3) COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO

Leia mais

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Ligação Química e Estudo do Átomo de Carbono Aula 1 1- INTRODUÇÃO Os átomos são formados por nêutrons, prótons e elétrons.

Leia mais

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS -GEOMETRIA e POLARIDADE MOLECULAR - HIBRIDIZAÇÃO - FORÇAS INTERMOLECULARES - PIRES

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS -GEOMETRIA e POLARIDADE MOLECULAR - HIBRIDIZAÇÃO - FORÇAS INTERMOLECULARES - PIRES QUÍMICA Prof. Daniel Pires LIGAÇÕES QUÍMICAS -GEOMETRIA e POLARIDADE MOLECULAR - HIBRIDIZAÇÃO - FORÇAS INTERMOLECULARES - PIRES 1. Considere as seguintes moléculas: H O; PC؃; BHƒ; SF e CO. a) Indique

Leia mais

TURMA DOS 30 01. Considere a cadeia carbônica representada a seguir:

TURMA DOS 30 01. Considere a cadeia carbônica representada a seguir: 01. Considere a cadeia carbônica representada a seguir: 06. Considere as seguintes substâncias e suas fórmulas estruturais: I. Antídoto efetivo no envenenamento por arsênio: Os carbonos numerados classificam-se

Leia mais

Orbitais híbridos sp 2

Orbitais híbridos sp 2 Hibridização Para entendermos o que é hibridização (também chamada de hibridação) ou um orbital híbrido nós estudaremos a molécula do metano (CH 4). A estrutura do metano experimentalmente é tetraédrica.

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Um novo jeito de se aprender química Helan Carlos e Lenine Mafra- Farmácia- 2014.2

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Um novo jeito de se aprender química Helan Carlos e Lenine Mafra- Farmácia- 2014.2 ATENÇÃO: Não sou o detentor dos direitos e também não tenho a intenção de violá-los de nenhuma imagem, exemplo prático ou material de terceiros que porventura venham a ser utilizados neste ou em qualquer

Leia mais

propan-1-ol ciclopropano

propan-1-ol ciclopropano propan-1-ol ciclobutano ciclopropano propeno Representação por traços 2- Introdução à Química rgânica Representações de Fórmulas Estruturais 2- Introdução à Química rgânica Representações de Fórmulas Estruturais

Leia mais

Exercícios de Aprendizagem

Exercícios de Aprendizagem UFMS/CPCS AGRONOMIA Disciplina: Química Orgânica Professora Matildes Blanco LISTA -EXERCÍCIOS REFERENTE À AVALIAÇÃO 01 (P1) Exercícios de Aprendizagem 01) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares

Leia mais

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32 QUÍMICA Questão 3 Em 9,9 g de um sal de cálcio encontra-se 0,5 mol desse elemento. Qual a massa molar do ânion trivalente que forma esse sal? Dado: Ca 40 g/mol. (A) 39 g/mol. (B) 278 g/mol. (C) 63,3 g/mol.

Leia mais

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular. Química 1 MÓDULO 9 Isomeria Plana e Espacial... 3. Química 2. 3 a Série do Ensino Médio

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular. Química 1 MÓDULO 9 Isomeria Plana e Espacial... 3. Química 2. 3 a Série do Ensino Médio Química SUMÁRI Química 1 MÓDUL 9 Isomeria Plana e Espacial... 3 Química 2 MÓDUL 9 Termoquímica... 11 Processos Exotérmicos e Processos Endotérmicos ombustões alor de Formação Lei de ess Energia de Ligação

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2011-2 GABARITO DA PROVA DISCURSIVA DE QUÍMICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2011-2 GABARITO DA PROVA DISCURSIVA DE QUÍMICA UFJF CNCURS VESTIBULAR 2011-2 GABARIT DA PRVA DISCURSIVA DE QUÍMICA Questão 1 Sabe-se que compostos constituídos por elementos do mesmo grupo na tabela periódica possuem algumas propriedades químicas semelhantes.

Leia mais

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 / Nome: nº 1. Atualmente, a troposfera é constituída por espécies maioritárias, como o azoto, N 2, o oxigénio,

Leia mais

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA TEMAS 1. Estrutura da matéria 1.1 Elementos, átomos e iões 1.2

Leia mais

Mary Santiago Silva 05/05/2010

Mary Santiago Silva 05/05/2010 Espectrometria de Massas Interpretação do Espectro de Massas Prof. Marcelo da Rosa Alexandre Departamento de Química - UFS Introdução Fragmentação em espectro de massas por EI oferece importante informação

Leia mais

QUÍMICA. 01. A Coréia do Norte realizou, recentemente, um teste. 03. A Tabela abaixo apresenta a variação da pressão de

QUÍMICA. 01. A Coréia do Norte realizou, recentemente, um teste. 03. A Tabela abaixo apresenta a variação da pressão de QUÍMIA 01. A oréia do Norte realizou, recentemente, um teste nuclear subterrâneo, que foi condenado pelo onselho de Segurança da ONU. Sabe-se que as armas em desenvolvimento por aquele país estão baseadas

Leia mais

Química Orgânica. Florence M. Cordeiro de Farias. Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons.

Química Orgânica. Florence M. Cordeiro de Farias. Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons. Química rgânica Florence M. Cordeiro de Farias Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons. http://creativecommons.org.br http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/br/legalcode

Leia mais

Química E Superintensivo

Química E Superintensivo GABARIT Superintensivo Exercícios 01) 02) B 03) A 04) D a) Errada. A cadeia é mista (uma parte aberta e outra fechada). b) Errada. A cadeia é heterogênea, tem dois heteroátomos: e N. c) erta. Possui uma

Leia mais

Fração. Página 2 de 6

Fração. Página 2 de 6 1. (Fgv 2014) De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (AIE), aproximadamente 87% de todo o combustível consumido no mundo são de origem fóssil. Essas substâncias são encontradas em diversas

Leia mais

Resolução Comentada - Química

Resolução Comentada - Química Resolução Comentada - Química UFTM 2013 1 Fase Vestibular UFTM 2013 1 Resolução Prova de Química Tipo 1 Questão 76 A soja é considerada um dos alimentos mais completos em termos de propriedades nutricionais,

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa QUESTÃO 01 Num laboratório químico, havia três frascos que continham, respectivamente, um alcano, um álcool e um alqueno. Foram realizados experimentos que envolviam

Leia mais

Gabarito -Funções Orgânicas 2015

Gabarito -Funções Orgânicas 2015 Gabarito: Resposta da questão 1: [Resposta do ponto de vista da disciplina de Química] As cenouras de coloração laranja podem ter sido trazidas a Pernambuco durante a invasão holandesa e contêm um pigmento

Leia mais

CADEIAS CARBÔNICAS: CLASSIFICAÇÃO

CADEIAS CARBÔNICAS: CLASSIFICAÇÃO CADEIAS CARBÔNICAS: CLASSIFICAÇÃO Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (FES-MT) Classifique as cadeias carbônicas segundos os critérios: normal, ramificada,

Leia mais

Resumo Teórico. Fala Gás Nobre! Tudo bem?

Resumo Teórico. Fala Gás Nobre! Tudo bem? Resumo Teórico 2 Fala Gás Nobre! Tudo bem? Já assistimos todos os vídeos sobre a Poluição da Água. Estamos cada vez mais próximos do sucesso. Por isso quero te entregar esse material que contém o resumo

Leia mais

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br PLANEJAMENTO DE AÇÕES DA 2 ª ETAPA 2015 PERÍODO DA ETAPA: 01/09/2015 á 04/12/2015 TURMA: 9º Ano EF II DISCIPLINA: CIÊNCIAS / QUÍMICA 1- S QUE SERÃO TRABALHADOS DURANTE A ETAPA : Interações elétricas e

Leia mais

- LIGAÇÕES IÔNICAS: Na (1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 ) + Cl (1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 5 ) Na + (1s 2 2s 2 2p 6 ) + Cl - (1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 )

- LIGAÇÕES IÔNICAS: Na (1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 ) + Cl (1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 5 ) Na + (1s 2 2s 2 2p 6 ) + Cl - (1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 ) - LIGAÇÕES IÔNICAS: A ligação iônica é a ligação química formada pela atração eletrostática entre íons positivos e íons negativos. A ligação se dá entre dois átomos quando um elétron, ou mais um, se transfere

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CURSO de LICENCIATURA em QUÍMICA Disciplina: Didática da Química Profª Maira Ferreira

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CURSO de LICENCIATURA em QUÍMICA Disciplina: Didática da Química Profª Maira Ferreira UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CURSO de LICENCIATURA em QUÍMICA Disciplina: Didática da Química Profª Maira Ferreira MODELOS DE LIGAÇÕES QUÍMICAS E PROPRIEDADES FÍSICAS DAS SUBSTÂNCIAS 1 Os conceitos

Leia mais

Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV - UNESP. CURSO: Agronomia. DISCIPLINA: Química Geral

Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV - UNESP. CURSO: Agronomia. DISCIPLINA: Química Geral Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV - UNESP CURSO: Agronomia DISCIPLINA: Química Geral ASSUNTO: Soluções e Unidades de Concentração 1 1. TIPOS MAIS COMUNS DE SOLUÇÃO Solução

Leia mais

2. Assinale a alternativa que apresenta, na seqüência, os termos corretos que preenchem as lacunas da seguinte afirmativa:

2. Assinale a alternativa que apresenta, na seqüência, os termos corretos que preenchem as lacunas da seguinte afirmativa: COLÉGIO JOÃO PAULO I QUÍMICA 8ª Série Nome: Turma: Data: Professor (a): Nota Máxima: 6,0 Nota: 1. Assinale a ÚNICA proposição CORRETA que contém o melhor método para separar os três componentes de uma

Leia mais

ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO

ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO 1. (Ufv 99) Sobre isômeros, é CORRETO afirmar que: a) são compostos diferentes com a mesma fórmula molecular. b) são representações diferentes da mesma substância. c)

Leia mais

Forças intermoleculares, Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier

Forças intermoleculares, Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier , líquidos e sólidos 1 Uma comparação entre líquidos e sólidos As propriedades físicas das substâncias entendidas em termos de teoria cinética molecular : Os gases são altamente compressíveis, assumem

Leia mais

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09

Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 Escola Secundária Anselmo de Andrade Teste Sumativo de Ciências Físico - Químicas 9º Ano Ano Lectivo 08/09 2ºTeste Sumativo 1ºPeríodo Duração do Teste:60 minutos Data: 05 / 12 / 08 Prof. Dulce Godinho

Leia mais

SEI Ensina - MILITAR Química

SEI Ensina - MILITAR Química SEI Ensina - MILITA Química Funções e Nomenclaturas e Química rgânica idrocarbonetos e Derivados alogenados Função aracterística Nomenclatura idrocarbonetos Somente átomos de arbono e idrogênio o Alcanos

Leia mais

SIMULADO DE QUÍMICA. 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da:

SIMULADO DE QUÍMICA. 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da: SIMULADO DE QUÍMICA 1) Para eliminar a poeira e outras impurezas sólidas do ar, muitos aparelhos de purificação usam método da: a) ( ) filtração; b) ( ) flotação; c) ( ) separação de mistura; d) ( ) ventilação.

Leia mais

www.professormazzei.com ISOMERIA Folha 01 João Roberto Fortes Mazzei

www.professormazzei.com ISOMERIA Folha 01 João Roberto Fortes Mazzei 01. Dentre as alternativas a seguir, é incorreto afirmar que: a) etanol e etóxi-etano apresentam, respectivamente, isomeria funcional e de compensação. b) 2-buteno e propino apresentam, respectivamente,

Leia mais

Fundamentos da Química Orgânica

Fundamentos da Química Orgânica Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Profa. Roberlucia A. Candeia Disciplina: Química Orgânica Fundamentos da Química Orgânica Histórico - Desde os Primórdios:

Leia mais

Quando esses temas são compreendidos, o aprendizado da química orgânica se torna muito mais fácil, diminuindo a necessidade de memorização.

Quando esses temas são compreendidos, o aprendizado da química orgânica se torna muito mais fácil, diminuindo a necessidade de memorização. REAÇÕES ORGÂNIAS A primeira vista, a química orgânica pode ser observada como uma coleção confusa de milhões de compostos, dezenas de grupos funcionais e um número infinito de reações químicas. Ao estudá-la,

Leia mais

Estrutura Eletrônica e Ligação Aula 2. QO-427 Prof. J. Augusto

Estrutura Eletrônica e Ligação Aula 2. QO-427 Prof. J. Augusto Estrutura Eletrônica e Ligação Aula 2 QO-427 Prof. J. Augusto Química Orgânica Orgânica até meados de 1800 referia-se a compostos de fontes com vida ( fontes minerais eram inorgânicos ) Wöhler em 1828

Leia mais

Apostila de Química 04 Compostos Orgânicos

Apostila de Química 04 Compostos Orgânicos 1.0 Introdução Apostila de Química 04 Compostos Orgânicos Composto orgânico Todo elemento que possui carbono na sua composição. Existem exceções grafite, monóxido de carbono, carboidratos... Química orgânica

Leia mais

Profa Fernanda Galante Fundamentos de Química e Biologia Molecular/ Nutrição Material 3 1 LIGAÇÕES QUIMICAS

Profa Fernanda Galante Fundamentos de Química e Biologia Molecular/ Nutrição Material 3 1 LIGAÇÕES QUIMICAS Profa Fernanda Galante Fundamentos de Química e Biologia Molecular/ Nutrição Material 3 1 LIGAÇÕES QUIMICAS REGRA DO OCTETO Cada átomo tem um número de elétrons diferente e estes e - (elétrons) estão distribuídos

Leia mais

RESOLUÇÃO COMENTADA DA PROVA DA UNESP DE 2014

RESOLUÇÃO COMENTADA DA PROVA DA UNESP DE 2014 RESOLUÇÃO COMENTADA DA PROVA DA UNESP DE 2014 1-Alguns historiadores da Ciência atribuem ao filósofo pré-socrático Empédocles a Teoria dos Quatro Elementos. Segundo essa teoria, a constituição de tudo

Leia mais

Resumo das Funções Orgânicas e nomenclatura

Resumo das Funções Orgânicas e nomenclatura Resumo das Funções Orgânicas e nomenclatura EXERCÍCIOS As questões 2 e 3 referem-se aos textos abaixo. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado as usinas de compostagem,

Leia mais

NÚMERO DE OXIDAÇÃO. Porém, nem todos os compostos que existem são formados por íons. Observe a seguinte estrutura: METANO H C

NÚMERO DE OXIDAÇÃO. Porém, nem todos os compostos que existem são formados por íons. Observe a seguinte estrutura: METANO H C NÚMER DE XIDAÇÃ INTRDUÇÃ Na química há reações chamadas reações de óxido-redução que são de extrema importância no nosso dia-a-dia. Essas reações (que serão estudadas na próxima unidade) podem apresentar

Leia mais

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida.

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida. TEXTO PARA A QUESTÃO 1. Sonda espacial detecta sal de cozinha em lua de Saturno A análise da composição química do anel mais externo de Saturno revelou a presença de 98% de água, 1% de cloreto de sódio,

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente BIOLOGIA I TRIMESTRE A descoberta da vida Biologia e ciência Origem da vida

Leia mais

Profº André Montillo

Profº André Montillo Profº André Montillo www.montillo.com.br Definição: É o ramo da química que estuda os composto formados pelo arbono. São os compostos encontrados nos organismos vivos e representam 60% da massa do organismo:

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q36 Classificação de elementos

Química. Resolução das atividades complementares. Q36 Classificação de elementos Resolução das atividades complementares 3 Química Q36 Classificação de elementos p. 24 1 (Fatec-SP) Imagine que a tabela periódica seja o mapa de um continente, e que os elementosquímicos constituem as

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA Hibridização Revisão - Química Orgânica Básica 1 Tabela Periódica 2 Moléculas Diatômicas 3 Moléculas Poliatômicas 4 Eletronegatividade 5 A interação da luz e a matéria 6 Hibridização

Leia mais

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo.

Teoria Atômica. Constituição da matéria. Raízes históricas da composição da matéria. Modelos atômicos. Composição de um átomo. Teoria Atômica Constituição da matéria Raízes históricas da composição da matéria Modelos atômicos Composição de um átomo Tabela periódica Raízes Históricas 6000 a.c.: descoberta do fogo 4000 a.c.: vidros,

Leia mais

NÚCLEO DE APRENDIZAGEM

NÚCLEO DE APRENDIZAGEM NÚLE DE APRENDIZAGEM QUÍMIA - 98 química orgânica INTRDUÇÃ A química é dividida em inorgânica e orgânica. A Química rgânica é aquela que trata dos compostos que possuem carbono. Em meados do século XVIII,

Leia mais

QUESTÕES DISSERTATIVAS

QUESTÕES DISSERTATIVAS QUESTÕES DISSERTATIVAS (Unicamp) A população humana tem crescido inexoravelmente, assim como o padrão de vida Conseqüentemente, as exigências por alimentos e outros produtos agrícolas têm aumentado enormemente

Leia mais

UFSC. Química (Amarela) 31) Resposta: 43. Comentário

UFSC. Química (Amarela) 31) Resposta: 43. Comentário UFSC Química (Amarela) 1) Resposta: 4 01. Correta. Ao perder elétrons, o núcleo exerce maior atração sobre os elétrons restantes, diminuindo o raio. Li 1s2 2s 1 Li+ 1s 2 Raio atômico: átomo neutro > íon

Leia mais

QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier. Prática 03 Síntese do Oxalato de Bário

QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier. Prática 03 Síntese do Oxalato de Bário UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier Prática 03 Síntese do Oxalato

Leia mais

Sobre as substâncias representadas pelas estruturas I e II, é INCORRETO afirmar:

Sobre as substâncias representadas pelas estruturas I e II, é INCORRETO afirmar: 8 GABARITO 1 1 O DIA 2 o PROCESSO SELETIVO/2005 QUÍMICA QUESTÕES DE 16 A 30 16. Devido à sua importância como catalisadores, haletos de boro (especialmente B 3 ) são produzidos na escala de toneladas por

Leia mais

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 11 Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 4 ), para que a água esteja em conformidade com

Leia mais