Referência eletrônica de material para concurso: Propriedade Industrial Aplicada Reflexões para o magistrado.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Referência eletrônica de material para concurso: Propriedade Industrial Aplicada Reflexões para o magistrado."

Transcrição

1 Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Propriedade industrial / Aula 04 Professor: Marcelo Tavares Conteúdo: Patente de Invenção e de Modelo de Utilidade. Referência eletrônica de material para concurso: Propriedade Industrial Aplicada Reflexões para o magistrado. Endereço eletrônico: u.pdf Patente Documento expedido pelo Estado que gera direito de exploração exclusiva de uma invenção ou de um modelo de utilidade. Esse documento é expedido pelo INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). Art. 5º, XXIX CRFB/88: XXIX a lei assegurará aos autores de inventos industriais privilégio temporário para sua utilização, bem como proteção às criações industriais, à propriedade das marcas, aos nomes de empresas e a outros signos distintivos, tendo em vista o interesse social e o desenvolvimento tecnológico e econômico do País; Para que o inventor obtenha essa proteção do Estado que dá o direito de explorar temporariamente a sua invenção, ele tem que dá acesso público (interesse social). Expirado o prazo da exploração exclusiva cai em domínio público, ou seja, qualquer um poderá explorar. Exemplo: Invenção de um medicamento, a indústria que inventa tem exploração exclusiva durante 20 anos. Terminado esse período, outras indústrias poderão produzir.

2 Mas a patente não dá ao inventor o direito de uma exploração absoluta e descompromissada com o interesse social. O Estado quer que a invenção traga ganhos de evolução para sociedade. E sendo explorada com abuso pode levar a uma desapropriação por interesse social. No caso da invenção do modelo de utilidade há um mecanismo parecido com esse, mas brando que é chamado de licenciamento compulsório. Modelo de utilidade é uma melhoria funcional de algo que já existe, já desenho industrial é uma criação estética. O que pode ser patenteado, têm que preencher 3 pressupostos: Novidade; Aplicação industrial; Atividade inventiva para invenção ou ato inventivo para modelo de utilidade. Estado da técnica é o conhecimento público que alguém tenha daquela invenção. Exceção ao Estado da técnica art 12 da LPI lei 9.279/96 Art. 12. Não será considerada como estado da técnica a divulgação de invenção ou modelo de utilidade, quando ocorrida durante os 12 (doze) meses que precederem a data de depósito ou a da prioridade do pedido de patente, se promovida: I pelo inventor; II pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial INPI, através de publicação oficial do pedido de patente depositado sem o consentimento do inventor, baseado em informações deste obtidas ou em decorrência de atos por ele realizados; ou

3 III por terceiros, com base em informações obtidas direta ou indiretamente do inventor ou em decorrência de atos por este realizados. Desenho industrial é uma criação estética, como por exemplo um para choque com um desenho novo. Já um para choque que de alguma forma dá uma melhoria de performance, deixando o carro mais rápido, é um modelo de utilidade. O que não pode ser patenteado, 2 espécies: O que não é invenção art 10 da LPI. E aquilo que é invenção, mas a lei não permite o patenteamento. Art. 10. Não se considera invenção nem modelo de utilidade: I descobertas, teorias científicas e métodos matemáticos; II concepções puramente abstratas; III esquemas, planos, princípios ou métodos comerciais, contábeis, financeiros, educativos, publicitários, de sorteio e de fiscalização; IV as obras literárias, arquitetônicas, artísticas e científicas ou qualquer criação estética; V programas de computador em si; VI apresentação de informações; VII regras de jogo; VIII técnicas e métodos operatórios ou cirúrgicos, bem como métodos terapêuticos ou de diagnóstico, para aplicação no corpo humano ou animal; e IX o todo ou parte de seres vivos naturais e materiais biológicos encontrados na natureza, ou ainda que dela isolados, inclusive o genoma ou germoplasma de qualquer ser vivo natural e os processos biológicos naturais.

4 Nulidade da Patente Arts. 46,47,48 e 49 da LPI: Art. 46. É nula a patente concedida contrariando as disposições desta Lei. Art. 47. A nulidade poderá não incidir sobre todas as reivindicações, sendo condição para a nulidade parcial o fato de as reivindicações subsistentes constituírem matéria patenteável por si mesmas. Art. 48. A nulidade da patente produzirá efeitos a partir da data do depósito do pedido. (efeito ex tunc) Art. 49. No caso de inobservância do disposto no art. 6º, o inventor poderá, alternativamente, reivindicar, em ação judicial, a adjudicação da patente. Anotações e Licença A lei prevê que o inventor que não tem condição econômica de explorar pode pedir ao INPI que faça oferta pública da invenção dele. Licença compulsória se o titular da patente não produz ou age com abuso pode se pedir a licença compulsória administrativamente. O INPI vai estipular o preço. Invento realizado por prestador de serviço ou empregado Se o empregado foi contratado para criar, a invenção será da empresa. Se o empregado criou fora do horário de trabalho sem usar nada da empresa, a invenção será dele;

5 Invenção mista, se o empregado inventa dentro do horário ou usa algo da empresa a invenção será dividida entre a empresa e o empregado.

Patentes Conceitos Básicos

Patentes Conceitos Básicos Patentes Conceitos Básicos O que é patente O que é patenteável O que não é patenteável Como é um documento de patente Como definir o escopo de proteção Como é o processo de patenteamento 2014 www.axonal.com.br

Leia mais

Aplicação em concurso

Aplicação em concurso Marcelle Franco Espíndola Barros (TRF-3 2011 CESPE objetiva) André, Bruno e César realizaram uma mesma invenção, respectivamente, nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2011. As invenções foram depositadas

Leia mais

Patentes na Indústria Farmacêutica

Patentes na Indústria Farmacêutica Patentes na Indústria Farmacêutica 1. PATENTES 2. O MERCADO FARMACÊUTICO 3. COMPETIVIDADE DO SETOR 4. A IMPORTÂNCIA DAS PATENTES NO MERCADO FARMACÊUTICO PATENTES PATENTES Definiçã ção o ( LEI 9.279 DE

Leia mais

REDAÇÃO DE PATENTES. Parte I - Revisão de Conceitos

REDAÇÃO DE PATENTES. Parte I - Revisão de Conceitos REDAÇÃO DE PATENTES Parte I - Revisão de Conceitos Maria Fernanda Paresqui Corrêa 1 Juliana Manasfi Figueiredo 2 Pesquisadoras em Propriedade Industrial 1 DIALP - Divisão de Alimentos, Plantas e Correlatos

Leia mais

COMO PROTEGER SUA INVENÇÃO NO BRASIL UTILIZANDO AS PATENTES

COMO PROTEGER SUA INVENÇÃO NO BRASIL UTILIZANDO AS PATENTES COMO PROTEGER SUA INVENÇÃO NO BRASIL UTILIZANDO AS PATENTES Dr Rockfeller Maciel Peçanha Conselheiro e Diretor do CREA-RJ Esta apresentação é de responsabilidade do autor não refletindo necessariamente

Leia mais

Inovação tecnológica e empreendedorismo:

Inovação tecnológica e empreendedorismo: Inovação tecnológica e empreendedorismo: Ciência, desenvolvimento tecnológico, proteção industrial e geração de novos negócios Prof. Dr. Cleber Gustavo Dias 22/09/2015 Programação da oficina 1. Relações

Leia mais

Propriedade Industrial. (Lei 9.279/96) Direitos Autorais (Lei 9.610/98)

Propriedade Industrial. (Lei 9.279/96) Direitos Autorais (Lei 9.610/98) Propriedade Industrial Patentes (Lei 9.279/96) Invenção Modelo de Utilidade Desenho Industrial Marcas Direitos Autorais (Lei 9.610/98) Software (Lei n 9.609/98) Patentes Invenção/Modelo de Utilidade Proteção

Leia mais

COMO ESCREVER UMA PATENTE

COMO ESCREVER UMA PATENTE Universidade Federal do Piauí Centro de Ciências da Saúde Laboratório de Pesquisa em Neuroquímica Experimental COMO ESCREVER UMA PATENTE Palestrante: Profª Maria Leonildes B. G. C. B. Marques Universidade

Leia mais

Propriedade Intelectual e Patentes

Propriedade Intelectual e Patentes Propriedade Intelectual e Patentes Ernani Souza Jr. Redator de Patentes NUPITEC - CDT/UnB Patentes http://www.forbes.com/sites/timworstall/2013/02/10/apples-winning-the-samsung-patent-battles-and-losing-the-war/

Leia mais

1. Patente de Invenção (PI) Produtos ou processos que atendam aos requisitos de atividade inventiva, novidade e aplicação industrial.

1. Patente de Invenção (PI) Produtos ou processos que atendam aos requisitos de atividade inventiva, novidade e aplicação industrial. 1 O que é patente? Patente é um título de propriedade temporária sobre uma invenção ou modelo de utilidade, outorgado pelo Estado aos inventores ou autores ou outras pessoas físicas ou jurídicas detentoras

Leia mais

Propriedade Industrial. Curso de Engenharia de Telecomunicações Legislação Professora Msc Joseane Pepino de Oliveira

Propriedade Industrial. Curso de Engenharia de Telecomunicações Legislação Professora Msc Joseane Pepino de Oliveira Propriedade Industrial Curso de Engenharia de Telecomunicações Legislação Professora Msc Joseane Pepino de Oliveira 1 PROPRIEDADE INTELECTUAL Propriedade intelectual é gênero, do qual são espécies: o O

Leia mais

Patentes e a CTIT. Rodrigo Dias de Lacerda Setor de Propriedade Intelectual. Abril de 2012

Patentes e a CTIT. Rodrigo Dias de Lacerda Setor de Propriedade Intelectual. Abril de 2012 Patentes e a CTIT Rodrigo Dias de Lacerda Setor de Propriedade Intelectual Abril de 2012 TÓPICOS A SEREM ABORDADOS Propriedade Intelectual Propriedade Industrial O que é Patente? O que é patenteável? Como

Leia mais

Uso Estratégico de Patentes em Negócios com foco em informações tecnológicas. Henry Suzuki Axonal Consultoria Tecnológica

Uso Estratégico de Patentes em Negócios com foco em informações tecnológicas. Henry Suzuki Axonal Consultoria Tecnológica Uso Estratégico de Patentes em Negócios com foco em informações tecnológicas Henry Suzuki Axonal Consultoria Tecnológica www.clevercaps.com.br Ministrante Henry Suzuki Sócio Diretor da Axonal Consultoria

Leia mais

Propriedade Intelectual / Propriedade Industrial / Patentes

Propriedade Intelectual / Propriedade Industrial / Patentes Propriedade Intelectual / Propriedade Industrial / Patentes Lei da Propriedade Industrial L.P.I. Nº 9.279 de 14 de maio de 1996. Regula direitos e obrigações relativas à propriedade industrial. Finalidade

Leia mais

Pesquisa Científica e Inovação

Pesquisa Científica e Inovação Pesquisa Científica e Inovação Prof. Dr. João Irineu de Resende Miranda Agência de Inovação e Propriedade Intelectual - UEPG Pesquisa Científica Processo realizado para Responder a uma questão Resolver

Leia mais

Conteúdo: - Propriedade Industrial; Conceito; Classificação; Indicação Geográfica; Concorrência Desleal.

Conteúdo: - Propriedade Industrial; Conceito; Classificação; Indicação Geográfica; Concorrência Desleal. Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Propriedade industrial / Aula 01 Professor: Marcelo Tavares Conteúdo: - Propriedade Industrial; Conceito; Classificação; Indicação Geográfica; Concorrência Desleal.

Leia mais

PATENTES - CURSO BÁSICO

PATENTES - CURSO BÁSICO PATENTES - CURSO BÁSICO Maria Fernanda Paresqui Corrêa 1 Juliana Manasfi Figueiredo 2 Pesquisadoras em Propriedade Industrial 1 DIALP - Divisão de Alimentos, Plantas e Correlatos 2 DIMOL - Divisão de Biologia

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2008

PROJETO DE LEI N o, DE 2008 PROJETO DE LEI N o, DE 2008 (Do Srs. Paulo Teixeira e Dr. Rosinha) Acrescenta incisos ao art. 10 da Lei n 9.279, de 14 de maio de 1996, que regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.

Leia mais

Propriedade Intelectual O que é/para que serve? Renata Reis Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual GTPI/ABIA/REBRIP

Propriedade Intelectual O que é/para que serve? Renata Reis Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual GTPI/ABIA/REBRIP Propriedade Intelectual O que é/para que serve? Renata Reis Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual GTPI/ABIA/REBRIP Propriedade Intelectual É o conjunto de direitos que incidem sobre as criações

Leia mais

Desafios para o Desenvolvimento de Biológicos: da prova de conceito ao mercado. Ricardo Amaral Remer

Desafios para o Desenvolvimento de Biológicos: da prova de conceito ao mercado. Ricardo Amaral Remer Desafios para o Desenvolvimento de Biológicos: da prova de conceito ao mercado Ricardo Amaral Remer Desafios para o Desenvolvimento de Biológicos: da prova de conceito ao mercado PI é um insumo fundamental

Leia mais

Inovação da Ideia ao Mercado

Inovação da Ideia ao Mercado Inovação da Ideia ao Mercado Como proteger minha Inovação 26.05.2015 AHK-SP Henrique Steuer I. de Mello henrique@dannemann.com.br dannemann.com.br 2013 2013 Dannemann Dannemann Siemsen. Siemsen. Todos

Leia mais

Introdução à Propriedade Intelectual

Introdução à Propriedade Intelectual Introdução à Propriedade Intelectual UFF Leila Longa Gisele de Mendonça Coordenação de Gestão Tecnológica e Inovação Vice-Presidência de Desenvolvimento Tecnológico FIOCRUZ Maio/2007 PROPRIEDADE INTELECTUAL

Leia mais

Sumário. Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996

Sumário. Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996 Sumário Proposta da coleção Leis especiais para concursos... 13 Apresentação da 2ª edição... 15 Apresentação... 17 Abreviaturas utilizadas nas referências e nos comentários... 19 Lei nº 9.279, de 14 de

Leia mais

Os direitos da propriedade industrial adquirem-se mediante o seu registo.

Os direitos da propriedade industrial adquirem-se mediante o seu registo. 1. Registo Os direitos da propriedade industrial adquirem-se mediante o seu registo. O registo das modalidades da Propriedade Industrial, compete a todos operadores das actividades económicas que nisso

Leia mais

Desenvolvimento de Produtos, Inovação e a. Prof. Dr. João Irineu de Resende Miranda Agência de Inovação e Propriedade Intelectual AGIPI/UEPG

Desenvolvimento de Produtos, Inovação e a. Prof. Dr. João Irineu de Resende Miranda Agência de Inovação e Propriedade Intelectual AGIPI/UEPG Desenvolvimento de Produtos, Inovação e a Pós-Graduação Prof. Dr. João Irineu de Resende Miranda Agência de Inovação e Propriedade Intelectual AGIPI/UEPG Propriedade Intelectual - Conceito A Propriedade

Leia mais

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Direito Empresarial II Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Aula 05 Proteção Conferida Pela Patente: Impedir que terceiros explorem (art. 42). Sem fins comerciais possível exploração

Leia mais

Ariane Oliveira da Silva 30/07 a 02/08 de 2013.

Ariane Oliveira da Silva 30/07 a 02/08 de 2013. Propriedade Intelectual: conceitos e ferramentas Ariane Oliveira da Silva 30/07 a 02/08 de 2013. Sumário Ø Conceitos Básicos em Propriedade Intelectual Ø A Lei de Inovação e as Universidades Ø Propriedade

Leia mais

DIREITO DE EMPRESA I. Prof.: Esp. Ariel Silva.

DIREITO DE EMPRESA I. Prof.: Esp. Ariel Silva. DIREITO DE EMPRESA I Prof.: Esp. Ariel Silva. 2 l NOÇÕES GERAIS Criações do gênio humano; Preocupação da era industrial: l Produção em grande escala; l Proveito econômico da criação. França (1330): exclusividade

Leia mais

Fórum Latino Americano da Indústria Farmacêutica 2013. Cartagena Colômbia

Fórum Latino Americano da Indústria Farmacêutica 2013. Cartagena Colômbia Fórum Latino Americano da Indústria Farmacêutica 2013 Cartagena Colômbia ANTONIO CARLOS DA COSTA BEZERRA Agência Nacional Coordenação de Propriedade Intelectual-COOPI Breve histórico das patentes farmacêuticas

Leia mais

ões Instituto Nacional da Propriedade Industrial Departamento de Patentes e Modelos de Utilidade

ões Instituto Nacional da Propriedade Industrial Departamento de Patentes e Modelos de Utilidade A A protecção das invenções ões Instituto Nacional da Propriedade Industrial Departamento de Patentes e Modelos de Utilidade 1 A protecção das invenções Sumário rio: 1. Modalidades de protecção 2. O que

Leia mais

Cartilha do Inventor JUNHO DE 2012. NIT Mantiqueira

Cartilha do Inventor JUNHO DE 2012. NIT Mantiqueira Cartilha do Inventor JUNHO DE 2012 NIT Mantiqueira PREFÁCIO Ao longo dos últimos dois anos o atendimento àqueles que tomaram a iniciativa de solicitar pedidos de patente de invenção ou de registro de software

Leia mais

Inovação Tecnológica & Propriedade Industrial

Inovação Tecnológica & Propriedade Industrial Inovação Tecnológica & Propriedade Industrial Especialização em Engenharia de Produção UFJF Prof. Ricardo M. Naveiro Sumário Conceitos: inovação tecnológica e P&D Conhecimentos para a inovação tecnológica

Leia mais

Prioridades do Registro

Prioridades do Registro Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Propriedade industrial / Aula 03 Professor: Marcelo Tavares Conteúdo: Marcas (cont.), Desenho Industrial (início). continuação de Marcas Quanto a forma de apresentação:

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO BÁSICO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA GESTORES DE TECNOLOGIA 13 a 17 de abril de 2009 São João Del-Rei- MG

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO BÁSICO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA GESTORES DE TECNOLOGIA 13 a 17 de abril de 2009 São João Del-Rei- MG CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO BÁSICO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA GESTORES DE TECNOLOGIA 13 a 17 de abril de 2009 São João Del-Rei- MG OBJETIVO: Apresentar uma visão atualizada dos mecanismos de proteção

Leia mais

CARTILHA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL

CARTILHA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL CARTILHA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Avenida Treze de Maio, 2081 Benfica CEP: 60040-531 Tel: (85) 3307-3744 E-mail: nit@ifce.edu.br 2 Sumário APRESENTAÇÃO

Leia mais

PROPRIEDADE INDUSTRIAL - IV. 1. História e conceito do Direito Industrial:

PROPRIEDADE INDUSTRIAL - IV. 1. História e conceito do Direito Industrial: PROPRIEDADE INDUSTRIAL - IV 1. História e conceito do Direito Industrial: - Como referência ao direito industrial encontramos o uso da expressão marca e patente. Este ramo do direito teve início na Inglaterra

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL ALAGOAS PATENTE

INSTITUTO FEDERAL ALAGOAS PATENTE INSTITUTO FEDERAL ALAGOAS PATENTE INSTITUTO FEDERA DE ALAGOAS. Núcleo de Inovação Tecnológica. Patente. Maceió. 2014. 11 p. 03 O QUE É UMA PATENTE A patente é um título de propriedade temporário outorgado

Leia mais

III CURSO DE TREINAMENTO PROFISSIONAL NÍVEL BÁSICO 1º SEMESTRE DE 2010 PARANÁ EM PROPRIEDADE INDUSTRIAL APOIO

III CURSO DE TREINAMENTO PROFISSIONAL NÍVEL BÁSICO 1º SEMESTRE DE 2010 PARANÁ EM PROPRIEDADE INDUSTRIAL APOIO III CURSO DE TREINAMENTO PROFISSIONAL EM PROPRIEDADE INDUSTRIAL NÍVEL BÁSICO 1º SEMESTRE DE 2010 PARANÁ APOIO 1 III CURSO DE TREINAMENTO PROFISSIONAL EM PROPRIEDADE INDUSTRIAL NÍVEL BÁSICO - 1º SEMESTRE

Leia mais

Propriedade Intelectual e Exportação

Propriedade Intelectual e Exportação Propriedade Intelectual e Exportação Rita Pinheiro Machado Coordenadora Geral ACADEMIA/ INPI Rio de Janeiro, 12 de abril de 2016 Sumário O que é e como se divide a Propriedade Intelectual? Desde quando

Leia mais

Patentes absurdas. Escada "spider" para a banheira. (Doughney Edward Thomas Patrick 1994 Nº Patente GB 2272154)

Patentes absurdas. Escada spider para a banheira. (Doughney Edward Thomas Patrick 1994 Nº Patente GB 2272154) Patentes absurdas Escada "spider" para a banheira. (Doughney Edward Thomas Patrick 1994 Nº Patente GB 2272154) Leia mais em: As patentes mais absurdas da história http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=21894

Leia mais

CARGA HORÁRIA: 40 horas QUADRO DE HORÁRIOS. Segunda 05/04. Terça 06/04. Quarta 07/04. Quinta 08/04. Sexta 09/04. Horário.

CARGA HORÁRIA: 40 horas QUADRO DE HORÁRIOS. Segunda 05/04. Terça 06/04. Quarta 07/04. Quinta 08/04. Sexta 09/04. Horário. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO BÁSICO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA GESTORES DE TECNOLOGIA 05 a 09 de abril de 2010 Centro de Treinamento do INPI- Praça Mauá, 07/ 10 o andar, RJ Informações: cursos@inpi.gov.br

Leia mais

Diretrizes de Exame de Patentes

Diretrizes de Exame de Patentes Instituto Nacional da Propriedade Industrial Diretoria de Patentes Diretrizes de Exame de Patentes v01.00 Dezembro de 2002 DIRETRIZES DE EXAME DE PEDIDOS DE PATENTE ÍNDICE DIRETRIZES DE EXAME DE PEDIDOS

Leia mais

EDIÇAo REVISADA E AMPLIADA. Software. Cubivares Nome Empresarial. Manole STF00091281

EDIÇAo REVISADA E AMPLIADA. Software. Cubivares Nome Empresarial. Manole STF00091281 4ª EDIÇAo REVISADA E AMPLIADA Software Cubivares Nome Empresarial ~ Manole STF00091281 SUMÁRIO Apresentação....................IX CAPiTULO I - NOÇÕES GERAIS 1. O homem e o instrumento........ 1 2. O sentimento

Leia mais

UniRitter PORTO ALEGRE/Brasil 01/09/14 Laureate International Universities

UniRitter PORTO ALEGRE/Brasil 01/09/14 Laureate International Universities UniRitter PORTO ALEGRE/Brasil 01/09/14 Laureate International Universities Núcleo de Propriedade Intelectual /UniRitter: Direitos de Propriedade Intelectual Márcia Santana Fernandes Pró-Reitora de Pesquisa,

Leia mais

Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Art. 1o. - Esta lei regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.

Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Art. 1o. - Esta lei regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Lei de patentes INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial LEI No. 9.279 DE 14 DE MAIO DE 1996 Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1o.

Leia mais

PROPRIEDADE INDUSTRIAL

PROPRIEDADE INDUSTRIAL PROPRIEDADE INDUSTRIAL A vigente Lei de Propriedade Industrial (LPI Lei n. 9.279/96) aplica-se à proteção das invenções, dos modelos de utilidade, dos desenhos industriais e das marcas. Para que a invenção

Leia mais

COMO PROTEGER A PROPRIEDADE INTELECTUAL DA SUA EMPRESA. Flavia Mansur Murad Schaal Julia Costa Diniz

COMO PROTEGER A PROPRIEDADE INTELECTUAL DA SUA EMPRESA. Flavia Mansur Murad Schaal Julia Costa Diniz COMO PROTEGER A PROPRIEDADE INTELECTUAL DA SUA EMPRESA Flavia Mansur Murad Schaal Julia Costa Diniz AFINAL, O QUE É PROPRIEDADE INTELECTUAL? Propriedade Intelectual Criações Sinais Distintivos Industriais

Leia mais

O Sistema de Propriedade Intelectual no Brasil

O Sistema de Propriedade Intelectual no Brasil O Sistema de Propriedade Intelectual no Brasil Propriedade intelectual É o conjunto de direitos que incidem sobre as criações do intelecto humano. Sistema criado para garantir a propriedade ou exclusividade

Leia mais

Audiência Pública para debater o PL 4961/2005

Audiência Pública para debater o PL 4961/2005 Audiência Pública para debater o PL 4961/2005 Leonor Magalhães Galvão Co-Coordenadora da Comissão de Estudos de Biotecnologia da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual Câmara dos Deputados Comissão

Leia mais

Diretrizes de Exame de Patentes

Diretrizes de Exame de Patentes Instituto Nacional da Propriedade Industrial Diretoria de Patentes Diretrizes de Exame de Patentes v01.00 Dezembro de 2002 ÍNDICE DIRETRIZES DE EXAME DE PEDIDOS DE PATENTE INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE

Leia mais

Direito Comercial. Propriedade Industrial

Direito Comercial. Propriedade Industrial Direito Comercial Propriedade Industrial Os Direitos Industriais são concedidos pelo Estado, através de uma autarquia federal, o Instituo Nacional de Propriedade Industrial (INPI). O direito à exploração

Leia mais

XX. (Pesquisador em Propriedade Industrial/INPI/CESPE/2014):

XX. (Pesquisador em Propriedade Industrial/INPI/CESPE/2014): XX. (Pesquisador em Propriedade Industrial/INPI/CESPE/2014): Com relação ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), julgue os itens a seguir. 26. Uma função comissionada que fique vaga, por

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996.

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço

Leia mais

HISTÓRIA. Alvará, de 28 de abril de 1.809 - Isenta de direitos as matérias primas do uso das fábricas e concede outros favores aos fabricantes e

HISTÓRIA. Alvará, de 28 de abril de 1.809 - Isenta de direitos as matérias primas do uso das fábricas e concede outros favores aos fabricantes e Page 1 of 9 SUMÁRIO INTRODUÇÃO HISTÓRIA HISTÓRICO DAS LEIS DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL NO BRASIL PROPRIEDADE INTELECTUAL QUE É PATENTE? QUEM PODE REQUERER UMA PATENTE REQUISITOS BÁSICOS PARA PROTEÇÃO INDUSTRIAL

Leia mais

A PESQUISA E A PROPRIEDADE INTELECTUAL NA USP

A PESQUISA E A PROPRIEDADE INTELECTUAL NA USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA A PESQUISA E A PROPRIEDADE INTELECTUAL NA USP MARIA APARECIDA DE SOUZA LORENA, 27 DE MARÇO DE 2014. Agência USP de Inovação - Pró-Reitoria de Pesquisa.

Leia mais

27/07/2011 Adm. Mauricio Serino Lia

27/07/2011 Adm. Mauricio Serino Lia Marcas e Patentes na Inovação Propriedade Intelectual como instrumento de apoio à Inovação 27/07/2011 Adm. Mauricio Serino Lia Ambientação Objetivos da apresentação: Visão geral sobre a propriedade intelectual

Leia mais

XXIX CURSO DE TREINAMENTO PROFISSIONAL EM PROPRIEDADE INDUSTRIAL

XXIX CURSO DE TREINAMENTO PROFISSIONAL EM PROPRIEDADE INDUSTRIAL XXIX CURSO DE TREINAMENTO PROFISSIONAL EM PROPRIEDADE INDUSTRIAL NÍVEL BÁSICO - 1º SEMESTRE DE 2014 RIO DE JANEIRO Objetivo Apresentar conceitos e o procedimento administrativo inerente à Propriedade Industrial.

Leia mais

Registro de Marcas e Patentes

Registro de Marcas e Patentes Registro de Marcas e Patentes Propriedade Intelectual Propriedade Industrial (marcas, patentes e desenhos industriais) + Direito de Autor Sistema de Propriedade Intelectual - Direito autoral e patentes:

Leia mais

PATENTES E MODELOS DE UTILIDADE

PATENTES E MODELOS DE UTILIDADE PATENTES E MODELOS DE UTILIDADE Existem mentes privilegiadas, capazes de inventar produtos ou processos que em muito têm contribuído para o progresso da humanidade. Falamos, por exemplo de um medicamento,

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO BÁSICO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA GESTORES DE TECNOLOGIA 31 de agosto a 04 de setembro de 2009 UNESP BAURU- SP

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO BÁSICO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA GESTORES DE TECNOLOGIA 31 de agosto a 04 de setembro de 2009 UNESP BAURU- SP CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO BÁSICO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA GESTORES DE TECNOLOGIA 31 de agosto a 04 de setembro de 2009 UNESP BAURU- SP OBJETIVO: Apresentar uma visão atualizada dos mecanismos

Leia mais

Bolsa do Empreendedorismo Dia da Europa. PROPRIEDADE INDUSTRIAL O que é? Para que serve? Teresa Colaço

Bolsa do Empreendedorismo Dia da Europa. PROPRIEDADE INDUSTRIAL O que é? Para que serve? Teresa Colaço Bolsa do Empreendedorismo Dia da Europa PROPRIEDADE INDUSTRIAL O que é? Para que serve? Teresa Colaço Departamento de Informação e Promoção da Inovação Lisboa 9 Maio 2012 O que é a Propriedade Industrial?

Leia mais

Dúvidas frequentes, esclarecimentos sobre leis e normas

Dúvidas frequentes, esclarecimentos sobre leis e normas Dúvidas frequentes, esclarecimentos sobre leis e normas Rosana Cavalcante de Oliveira Tiago Rolim Marques Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura,

Leia mais

PATENTES. Módulo Básico

PATENTES. Módulo Básico PROPRIEDADE DA PATENTES Módulo Básico Eng. Sérgio Bernardo - DSc. Pesquisador em Propriedade Industrial Divisão de Química II - DIRPA Curso de Capacitação em Propriedade Intelectual Módulo Básico Diretoria

Leia mais

LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.

LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. LEI Nº 9.279, DE 14 DE MAIO DE 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. TÍTULO V DOS CRIMES CONTRA A PROPRIEDADE INDUSTRIAL CAPÍTULO I DOS CRIMES CONTRA AS PATENTES- Excludentes

Leia mais

Concessão de Patentes na Área de Biotecnologia no Brasil

Concessão de Patentes na Área de Biotecnologia no Brasil Concessão de Patentes na Área de Biotecnologia no Brasil Claudia Magioli Coordenadora Geral de Patentes II Área de Biotecnologia Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação 7 de novembro de 2013 Centro

Leia mais

A PROPRIEDADE INTELECTUAL COMO INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E TECNOLÓGICO

A PROPRIEDADE INTELECTUAL COMO INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E TECNOLÓGICO A PROPRIEDADE INTELECTUAL COMO INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E TECNOLÓGICO USO DA INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA CONTIDA NOS DOCUMENTOS DE PATENTES Florianópolis 12 de maio de 2009 Propriedade

Leia mais

Propriedade intelectual Câmpus Pato Branco NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DIRETORIA DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITÁRIAS

Propriedade intelectual Câmpus Pato Branco NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DIRETORIA DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITÁRIAS Propriedade intelectual Câmpus Pato Branco NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA O que é a propriedade intelectual? A convenção da Organização Mundial da Propriedade Intelectual define como propriedade intelectual:

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. Examinador de Patentes Divisão de Física e Eletricidade - DIRPA

INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. Examinador de Patentes Divisão de Física e Eletricidade - DIRPA I N PI INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PATENTES CURSO BÁSICO Catia Valdman Examinador de Patentes Divisão de Física e Eletricidade - DIRPA Curso Básico de Capacitação para Gestores de Propriedade

Leia mais

INTENSIVO III/ INTENSIVÃO FEDERAL/ FEDERAL PLENO Disciplina: Direito Comercial Tema: Aula 04 Prof.: João Galhardo Data: 05/01/2008 MATERIAL DE APOIO

INTENSIVO III/ INTENSIVÃO FEDERAL/ FEDERAL PLENO Disciplina: Direito Comercial Tema: Aula 04 Prof.: João Galhardo Data: 05/01/2008 MATERIAL DE APOIO MATERIAL DE APOIO INDICE 1. Bibliografia 2. Material do Professor 3. Questões 1. Bibliografia Newton Silveira Propriedade Intelectual Saraiva Fábio Ulhoa Coelho Curso de Direito Comercial - Saraiva Maurício

Leia mais

Síntese para estudos sobre Propriedade Intelectual Níveis Técnico e Médio

Síntese para estudos sobre Propriedade Intelectual Níveis Técnico e Médio Síntese para estudos sobre Propriedade Intelectual Níveis Técnico e Médio MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO MCTI Subsecretaria de Coordenação das Unidades de Pesquisas SCUP Arranjo de Núcleos

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL

PROPRIEDADE INTELECTUAL PROPRIEDADE INTELECTUAL Importância e Modos de Proteção Vasco Dias, Consultor e Advogado Contexto Empreendedorismo de Base Tecnológica Análise e gestão do risco Actividades de Vigilância Tecnológica Business

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI Maio / 2011 Propriedade Intelectual É o conjunto de direitos que incidem sobre

Leia mais

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO c E v I CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO MÓDULO: Ideia Empresarial/Protecção da Ideia José Paulo Rainho Coordenador do UAtec Universidade de Aveiro Curso de Empreendedorismo e Valorização

Leia mais

PROTEÇÃO AO PROGRAMA DE COMPUTADOR. Divisão de Registro de Programas de Computador e Topografia de Circuitos DICIG / CGIR / DIPTO

PROTEÇÃO AO PROGRAMA DE COMPUTADOR. Divisão de Registro de Programas de Computador e Topografia de Circuitos DICIG / CGIR / DIPTO PROTEÇÃO AO PROGRAMA DE COMPUTADOR Divisão de Registro de Programas de Computador e Topografia de Circuitos DICIG / CGIR / DIPTO PROPRIEDADE INDUSTRAL PROPRIEDADE INTELECTUAL DIREITO AUTORAL PROTEÇÃO SUI

Leia mais

(a) Retribuição por meio eletrônico (*) Retribuição

(a) Retribuição por meio eletrônico (*) Retribuição TABELA DE RETRIBUIÇÕES PELOS SERVIÇOS DO INPI (valores em Reais) Anexo da Resolução INPI/PR Nº 280, de 30 de dezembro de 2011 Código SERVIÇOS DA DIRETORIA DE PATENTES DIRPA INVENÇÃO, CERTIFICADO DE ADIÇÃO

Leia mais

Dia da Propriedade Industrial. Patentes de Genes. Vanessa Fatal Examinadora de Patentes. Universidade de Évora 21.09.2010

Dia da Propriedade Industrial. Patentes de Genes. Vanessa Fatal Examinadora de Patentes. Universidade de Évora 21.09.2010 Dia da Propriedade Industrial Patentes de Genes Vanessa Fatal Examinadora de Patentes Universidade de Évora 21.09.2010 Europa 1973 EPC define que processos essencialmente biológicos não são patenteáveis

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI Abril / 2011 Propriedade Intelectual É o conjunto de direitos que incidem sobre

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL DESENHO INDUSTRIAL. Profa. Dra. Suzana Leitão Russo

PROPRIEDADE INTELECTUAL DESENHO INDUSTRIAL. Profa. Dra. Suzana Leitão Russo PROPRIEDADE INTELECTUAL DESENHO INDUSTRIAL Profa. Dra. Suzana Leitão Russo DESENHO OU MODELO INDUSTRIAL Concepção funcional-estética de um produto, possível de reprodução em série, industrialmente. Vigência:10

Leia mais

VIOLAÇÕES DE PATENTES E DESENHOS INDUSTRIAIS NO BRASIL E O SISTEMA INTERNACIONAL DE PATENTES

VIOLAÇÕES DE PATENTES E DESENHOS INDUSTRIAIS NO BRASIL E O SISTEMA INTERNACIONAL DE PATENTES VIOLAÇÕES DE PATENTES E DESENHOS INDUSTRIAIS NO BRASIL E O SISTEMA INTERNACIONAL DE PATENTES MILTON LEÃO BARCELLOS & CIA. LTDA. PROPRIEDADE INTELECTUAL DESDE 1957 Milton Lucídio Leão Barcellos Advogado

Leia mais

Resolução 158/Reitoria/Univates Lajeado, 23 de novembro de 2011

Resolução 158/Reitoria/Univates Lajeado, 23 de novembro de 2011 Resolução 158/Reitoria/Univates Lajeado, 23 de novembro de 2011 Estabelece a Política Institucional de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia do Centro Universitário UNIVATES O Reitor do

Leia mais

MARINHA DO BRASIL SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIAE INOVAÇÃO DA MARINHA NORMAS PARA PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL NA MB

MARINHA DO BRASIL SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIAE INOVAÇÃO DA MARINHA NORMAS PARA PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL NA MB Anexo(5), da Port nº 26/2011, da SecCTM MARINHA DO BRASIL SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIAE INOVAÇÃO DA MARINHA NORMAS PARA PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL NA MB 1 PROPÓSITO Estabelecer orientações

Leia mais

Capa PATENTES. O que se deve saber a respeito. da área de q. RQI - 2º trimestre 2012

Capa PATENTES. O que se deve saber a respeito. da área de q. RQI - 2º trimestre 2012 Capa PATENTES O que se deve saber a respeito da área de q 6 : Ricardo Pereira ão teria ocorrido em Veneza, no inicio do s 7 Rogério Filgueiras ` ` _ ` 8 direito, lhe permite, inclusive, licenciar os direitos

Leia mais

Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são:

Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são: Quais os requisitos de patenteabilidade? Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são: (1) Novidade - a matéria objeto da pesquisa precisa ser nova, ou melhor,

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL:

PROPRIEDADE INTELECTUAL: PROPRIEDADE INTELECTUAL: LEGISLAÇÃO - 2 Profa. Dra. Suzana Leitão Russo Prof. Gabriel Francisco Silva Profa. Dra. Ana Eleonora Almeida Paixão Art. 1º Esta Lei regula direitos e obrigações relativos à propriedade

Leia mais

Formação do Engenheiro de Produção: Competências Acadêmicas e Profissionais

Formação do Engenheiro de Produção: Competências Acadêmicas e Profissionais Formação do Engenheiro de Produção: Competências Acadêmicas e Profissionais Propriedade Intelectual e seu impacto nos programas de pós-graduação XVI ENCEP Encontro Nacional de Coordenadores de Cursos de

Leia mais

Importância da Propriedade Intelectual nas atividades de pesquisa e inovação Agência de Inovação Inova Unicamp

Importância da Propriedade Intelectual nas atividades de pesquisa e inovação Agência de Inovação Inova Unicamp Importância da Propriedade Intelectual nas atividades de pesquisa e inovação Agência de Inovação Inova Unicamp 9 anos de parcerias em inovação Tópicos para Discussão Contexto relacionado a Inovação A Universidade

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PATENTES: ETAPAS DO PROCESSAMENTO

INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PATENTES: ETAPAS DO PROCESSAMENTO I N PI INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PATENTES: ETAPAS DO PROCESSAMENTO 111 Processamento Administrativo do Pedido de Patente Apresentação do Pedido Apresentação do Pedido Art. 19 Relatório

Leia mais

A protecção do Capital Intelectual

A protecção do Capital Intelectual Caso específico de Patentes A protecção do Capital Intelectual 7 Concurso poliempreende projectos de vocação empresarial Formação AUDAX/Poliempreende ed. 2009 Lisboa, 7 de Novembro de 2009 goncalo.amorim@iscte.pt

Leia mais

PATENTES E SUAS ETAPAS. Antes de efetuado um depósito, recomendamos exame E BUSCA preliminar, para verificar se o pedido está de acordo com as normas.

PATENTES E SUAS ETAPAS. Antes de efetuado um depósito, recomendamos exame E BUSCA preliminar, para verificar se o pedido está de acordo com as normas. PATENTES E SUAS ETAPAS Antes de efetuado um depósito, recomendamos exame E BUSCA preliminar, para verificar se o pedido está de acordo com as normas. A busca de anterioridade não é obrigatória, mas é altamente

Leia mais

EXTENSIVO PLENO Direito Empresarial Profª. Elisabete Vido Aula 3 e 4 2009/1

EXTENSIVO PLENO Direito Empresarial Profª. Elisabete Vido Aula 3 e 4 2009/1 MATERIAL DE AULA I) Ementa da aula 1. Ação Renovatória 1.1. Requisitos 1.2. Legitimidade ativa 1.3. Prazo decadencial 1.4. Retomada e Indenização pela perda do ponto 2. Propriedade Industrial II) Legislação

Leia mais

RESOLUÇÃO UNIV N o 31 DE 27 DE JULHO DE 2011.

RESOLUÇÃO UNIV N o 31 DE 27 DE JULHO DE 2011. RESOLUÇÃO UNIV N o 31 DE 27 DE JULHO DE 2011. Aprova o novo Regulamento da Agência de Inovação e Propriedade Intelectual da Universidade Estadual de Ponta Grossa, e revoga a Resolução UNIV n o 27, de 20

Leia mais

TABELA DE RETRIBUIÇÕES DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO INPI (valores em Reais)

TABELA DE RETRIBUIÇÕES DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO INPI (valores em Reais) TABELA DE RETRIBUIÇÕES DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO INPI (valores em Reais) Anexo da Resolução INPI/PR Nº 129, de 10 de março de 2014. Código 200 201 Descrição do serviço Pedido nacional de invenção; Pedido

Leia mais

Curso Geral Módulo EaD DL 101P BR

Curso Geral Módulo EaD DL 101P BR Curso Geral Módulo EaD DL 101P BR OBJETIVO: Apresentar uma visão atualizada dos mecanismos de proteção das criações intelectuais, enfocando o arcabouço legal brasileiro e as atribuições do INPI. CARGA

Leia mais

Paulo Rogério Pinto Rodrigues Leandro César Moreira Santos Letícia Kurchaidt Pinheiro Camargo. 1ª Edição INTEG INCUBADORA TECNOLOGICA DE GUARAPUAVA

Paulo Rogério Pinto Rodrigues Leandro César Moreira Santos Letícia Kurchaidt Pinheiro Camargo. 1ª Edição INTEG INCUBADORA TECNOLOGICA DE GUARAPUAVA Paulo Rogério Pinto Rodrigues Leandro César Moreira Santos Letícia Kurchaidt Pinheiro Camargo 1ª Edição INTEG INCUBADORA TECNOLOGICA DE GUARAPUAVA Guarapuava-PR 2009 SUMÁRIO S237c Catalogação na Publicação

Leia mais

A propriedade intelectual

A propriedade intelectual A propriedade intelectual É um conjunto de direitos que incidem sobre a criação do intelecto humano. Não possuem existência física e são baseadas em conhecimento, são ativos intangíveis. A Propriedade

Leia mais

Guia para o requerimento do Serviço Especial. Opinião Preliminar sobre a Patenteabilidade

Guia para o requerimento do Serviço Especial. Opinião Preliminar sobre a Patenteabilidade INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO DIRETORIA DE PATENTES Guia para o requerimento do Serviço Especial Opinião Preliminar sobre a Patenteabilidade

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 478, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 478, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 478, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012. Dispõe sobre concessão de incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte.

Leia mais

Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. In: Internet: <www.planalto.gov.br> (com adaptações).

Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. In: Internet: <www.planalto.gov.br> (com adaptações). Texto para os itens de 1 a 15 A Constituição Federal, em seu artigo 5.º, que trata dos direitos e deveres individuais e coletivos, estabelece o direito à proteção das criações intelectuais. No inciso XXVII,

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL MARCA SINAIS DISTINTIVOS. Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies 23/05/2016

PROPRIEDADE INTELECTUAL MARCA SINAIS DISTINTIVOS. Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies. MARCA Classificação - espécies 23/05/2016 PROPRIEDADE INDUSTRIAL PROPRIEDADE INTELECTUAL PROPRIEDADE INTELECTUAL Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br Facebook: Armindo Castro Homepage: www.armindo.com.br Celular/WhatsApp:

Leia mais

Resolução nº 02-07 CONSUNI

Resolução nº 02-07 CONSUNI Resolução nº 02-07 CONSUNI O Conselho Universitário da Universidade de Caxias do Sul UCS, no uso das suas atribuições estatutárias e regimentais, e considerando a Portaria n. º 170, de 15 de maio de 1998,

Leia mais