CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL. 3ª Edição

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL. 3ª Edição"

Transcrição

1 CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL 3ª Edição 1

2 2

3 ANTÔNIO GOMES DAS NEVES Contador, Perito, Professor de Legislação Trabalhista e Perícia Contábil na graduação e pós-graduação. CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL 3ª Edição 3

4 R EDITORA LTDA. Todos os direitos reservados Rua Jaguaribe, 571 CEP São Paulo, SP Brasil Fone (11) Julho, 2012 Versão impressa - LTr ISBN Versão digital - LTr ISBN Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Neves, Antônio Gomes das Curso básico de perícia contábil / Antônio Gomes das Neves. 3. ed. São Paulo : LTr, A perícia : aspectos gerais e legais... O perito : aspecto legal... Bibliografia. 1. Perícia contábil 2. Perícia contábil Estudo e ensino I. Título CDU :657 Índice para catálogo sistemático: 1. Perícia contábil : Processo civil :657

5 DEDICATÓRIA A Luis Filipe, que a 01 (um) ano me faz viver a doce experiência de ser vovô. Êh... Vôôô...!!! 5

6 6

7 SUMÁRIO PREFÁCIO João Pedro Ayrimoraes Soares Júnior ASPECTOS CONCEITUAIS, LEGAIS E GERAIS 1.1. Perícia Perícia contábil Objetivo A perícia como prova Meios de busca da prova pericial Legislação e normas aplicadas Código de Processo Civil Decreto-Lei n / Normas contábeis Legislação e norma complementar CLT Consolidação das Leis do Trabalho Código de ética Resolução n. 803/ Doutrina Auditoria x Perícia diferenças e semelhanças Classificação da perícia Perícia judicial Perícia extrajudicial Perícia arbitral Perícia estatal Perícia voluntária O campo pericial Os fóruns judiciais Natureza das ações Perícias de mérito, essencialmente, contábil Outras perícias ligadas à gestão Perícia Trabalhista Aspectos peculiares aplicados à perícia trabalhista

8 Perícias em processos de Sistema Financeiro de Habitação e empréstimos bancários Sistema Financeiro de Habitação SFH Empréstimos bancários Perícias em Liquidação de Sentença PERITO 2.1. Perito-Contador Formação legal Competência técnico-profissional Conhecimento de outras áreas Perfil ético-profissional do perito Impedimento e suspeição do perito Suspeição pelo CPC Impedimento pelas Normas Contábeis Suspeição pela NBC PP Penalidades impostas ao perito Afastamento do perito Ressarcimento de prejuízo e inabilitação Pena de reclusão Honorários do perito-contador Fatores considerados para estabelecimento dos honorários Como requerer o depósito dos honorários na Perícia Judicial Responsabilidade pelo pagamento dos honorários Do levantamento dos honorários na Perícia Judicial Assistente técnico ou perito-contador assistente Formação legal e função dos assistentes Ajuste nas condições de trabalho honorários A PERÍCIA JUDICIAL 3.1. Da requisição da perícia Do indeferimento da perícia Do preparo ou instrução do processo pericial Da nomeação do perito e procedimentos para instrução do processo pericial Escolha e nomeação do perito... 60

9 Da aceitação e apresentação da proposta de honorários Apresentação da proposta Apresentação de quesitos e assistentes Quesitos Quesitos Impertinentes Quesitos Suplementares Planejamento para execução dos trabalhos periciais Requisição de documentos, material e informações Diligências Relacionamento perito-contador e perito-contador assistente Laudo Pericial Estrutura do laudo Do prazo para entrega do laudo Manifestações sobre a perícia Dos pareceres dos peritos-contadores assistentes sobre o laudo Pedido de esclarecimentos Realização de nova perícia Resumo do ciclo operacional da perícia judicial Da nomeação do perito ao esclarecimento do laudo A PERÍCIA EXTRAJUDICIAL 4.1. Objetivo Para decisões administrativas Para instrução de processo judicial Operacionalização da perícia contábil Planejamento e execução Quesitos na perícia extrajudicial Laudo pericial Atuação dos assistentes técnicos ANEXOS 5.1. Laudo pericial contábil Normas Brasileiras de Contabilidade Artigos do CPC relacionados à perícia contábil Lei n , de 11 de Junho de Código de ética profissional do contador REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

10 10

11 PREFÁCIO Pela natureza técnica e complexidade da matéria envolvida, frequentes são os processos em que a adequada resolução do litígio depende dos esclarecimentos trazidos pela perícia contábil. De efeito, muitas vezes não se mostram suficientes os conhecimentos jurídicos dos usuais sujeitos do processo para o deslinde da causa. Nem as partes, nem os advogados, nem o Ministério Público, nem mesmo o juiz, possuem elementos para a completa cognição da demanda. E tal situação se revela de maneira particularmente tormentosa quando a causa versa questões afetas ao Sistema Financeiro da Habitação, Sistema Tributário Nacional, contratos bancários, desapropriação, leasing, benefícios previdenciários, entre outros temas de acentuada dificuldade. Em casos que tais a prática demonstra, somente o concurso da competente perícia contábil municia os sujeitos do processo das informações necessárias ao adequado conhecimento da lide. É bem verdade que não está o juiz adstrito ao laudo pericial (Código de Processo Civil, art. 436), podendo afastar ou mitigar suas conclusões, determinar a realização de nova perícia, apreciar livremente a prova. Mas todos aqueles que militam no foro sabem que muitos são os casos em que uma boa perícia pode apontar para uma correta solução do litígio. E boa perícia não apenas no sentido técnico, mas também, e, principalmente, no aspecto ético. É que o perito, como profissional da confiança do Juízo, jamais poderá descurar de trazer sempre a verdade, em toda sua profundidade e extensão, daquilo que lhe for dado a examinar. Tanto isso é imperioso que, a par dos preceitos ético-profissionais internos à corporação laboral (Conselhos Federal/ Regionais de Contabilidade), a própria legislação penal sanciona as condutas infringentes a esse dever (por exemplo: Código Penal, art. 342). Todos esses aspectos foram abordados neste Curso de Perícia Contábil, da lavra de Antônio Gomes das Neves. Com estilo leve e fluente, o autor, Contador e Professor Universitário de reconhecida competência, oferece as lições e procedimentos para a realização de uma boa perícia, seja no sentido técnico, seja no sentido ético. 11

12 Oxalá alcance esta obra larga aceitação nos meios acadêmicos e profissionais, com o que, não restam duvidas, aproveitaremos todos: juízes, promotores, advogados, contadores, jurisdicionados, estudantes, enfim, a sociedade inteira. João Pedro Ayrimoraes Soares Júnior Juiz Federal da Seção Judiciária do Estado do Piauí 12

13 1. ASPECTOS CONCEITUAIS, LEGAIS E GERAIS 1.1. PERÍCIA Segundo Aurélio, em seu Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa, a palavra perícia tem como origem o termo em latim peritia, que significa habilidade, destreza. É exame técnico, científico. É, portanto, qualidade do profissional que tem elevado nível de conhecimento técnico. A doutrina contábil e jurídica atribui diversos conceitos para perícia. Há conceituação com base nos fins a que se destina, sendo, desta forma, conceituada como prova, evidência. Também é conceituada como técnica ou meio de busca da prova, tomando, assim, o conceito de exame, vistoria e investigação técnica. Perícia é, portanto, mecanismo técnico especializado para busca e alcance de prova, não alcançada por pessoa ou, mesmo, por profissional comum PERÍCIA CONTÁBIL É o exame, ou prova ou ainda investigação técnica que está ligada a fatos contábeis. É, portanto, a utilização de meios técnicos para busca de prova ligada ao patrimônio, aos registros dos atos e fatos de uma administração econômica do ponto de vista quantitativo e qualitativo. Com base nos aspectos conceituais citados, nos fatos que caracterizam como atividade profissional contábil, nos procedimentos operacionais e ainda nos meios em que se realizam, conceituamos Perícia Contábil, como sendo o conjunto de procedimentos técnicos envolvendo o exame, a vistoria, a indagação, a investigação, o arbitramento e a avaliação, que tem como objetivo esclarecer aspectos técnicos contábeis e demonstrar fatos para subsidiar na formação da convicção do juiz, tratando-se de perícia judicial, bem como mostrar ao interessado a realidade de um fato para tomada de decisão, tratando-se de perícia extrajudicial. No tocante à conceituação de perícia, a NBC TP 01, item 2, assim se expressa: 13

14 CONCEITO [...] 2. A perícia contábil constitui o conjunto de procedimentos técnico-científicos destinados a levar à instância decisória elementos de prova necessários a subsidiar à justa solução do litígio ou constatação de um fato, mediante laudo pericial contábil e/ou parecer pericial contábil, em conformidade com as normas jurídicas e profissionais, e a legislação específica no que for pertinente OBJETIVO Conforme já se expôs no próprio conceito, a perícia tem como objetivo investigar os fatos alegados e mostrar a verdade em torno dos mesmos. Ísis de Almeida, em sua obra Manual das Provas no Processo Trabalhista, conceitua prova como sendo a série de elementos constituintes dos autos de um processo que, em conjunto ou individualmente, conduzem ao conhecimento dos fatos, objeto da ação e da defesa, afirmando-lhes a veracidade e dando procedência às alegações das partes. É, portanto, de acordo com os ensinamentos do referido mestre, a demonstração da certeza, verdade e autenticidade de um fato. Desta forma, no litígio não se podem tomar como verdadeiros os fatos e argumentos trazidos aos autos e alegados pelas partes, na tese de pleito ou defesa. Através dos meios, técnicas e procedimentos admitidos, a perícia deverá apurar a verdade para dar conhecimento e convicção ao julgador ou às partes interessadas, para tomada de decisão, contemplando, de forma justa, o detentor do direito. Tem, portanto, a perícia, como objetivo, mostrar a verdade existente em torno dos fatos apresentados no litígio. A comprovação do fato ou da certeza objetiva dar convicção ao julgador para decidir, ou às partes interessadas, para tomada de decisão A PERÍCIA COMO PROVA Diversos são os meios de prova conhecidos e admitidos pela legislação brasileira. A prova é tratada no capítulo VI do Código de Processo Civil, que em seu art. 332 dispõe que são hábeis para provar a verdade dos fatos, todos os meios legais, bem como os moralmente legítimos. 14 Art Todos os meios legais, bem como os moralmente legítimos, ainda que não especificados neste Código, são hábeis para provar a verdade dos fatos, em que se funda a ação ou a defesa.

15 O referido capítulo indica como meios de prova os seguintes: O depoimento pessoal; A confissão; A exibição da coisa ou documento; A documentação; O testemunho; A perícia; A inspeção judicial. A perícia se constitui na mais robusta das provas ou meios de prova. Trata-se da evidenciação da verdade de forma técnica e científica. Reza o caput do art. 145 do CPC que, quando a prova depender de conhecimento técnico ou científico, o juiz será assistido por um perito. Art Quando a prova do fato depender de conhecimento técnico ou científico, o juiz será assistido por perito, segundo o disposto no art Na prova pericial, outras modalidades citadas podem servir como meio para o alcance da convicção do perito à medida que este, em busca da prova técnica, pode interrogar, vistoriar e examinar documentos, mediante diligências, conforme se constata pela leitura do art. 145 combinado com o art. 429, ambos do CPC. Art Para o desempenho de sua função, podem o perito e os assistentes técnicos utilizar-se de todos os meios necessários, ouvindo testemunhas, obtendo informações, solicitando documentos que estejam em poder de parte ou em repartições públicas, bem como instruir o laudo com plantas, desenhos, fotografias e outras quaisquer peças. A perícia é a modalidade de prova que não pode ser emitida por cidadão ou profissional comum, por se tratar de assunto técnico científico. A perícia não admite os termos eu acho, mais ou menos, eu entendo ou parece. O perito deve ter segurança de suas conclusões, baseado em fatos, para dar convicção ao julgador. A conclusão da prova é a convicção técnica da verdade mediante fatos e verdades. Apesar do caráter técnico e científico disposto no art. 145 do CPC, na prática, admitem-se casos em que a perícia não se torna obrigatória, pelo rigor técnico. Há casos em que não há obrigatoriedade da atuação do expert com conhecimento técnico, porém é impraticável, operacionalmente, ao magistrado e/ou auxiliares, tornando-se, portanto, neste caso, facultativa, a realização da perícia. 15

16 São casos que necessitam de levantamento de dados e informações, em que se faz necessária a realização de diligências externas e outros procedimentos que demandam longo tempo para execução, como levantamento de jornada de trabalho em cartão de pontos para averiguação do exercício de horas extras, ou ainda apuração do valor das vendas ou cálculos aritméticos, principalmente em liquidação de sentença, com grande número de beneficiários MEIOS DE BUSCA DA PROVA PERICIAL São procedimentos lícitos e cabíveis ou meios adotados pelo perito, em busca da prova pericial. 16 O art. 420 do CPC indica o exame, a vistoria e a avaliação Art A prova pericial consiste em exame, vistoria ou avaliação... A NBC TP 01, item 18 a 26, indica, além dos três citados, a indagação, a investigação, o arbitramento, a mensuração, a avaliação e a certificação. A referida norma conceitua cada um destes procedimentos que o perito utiliza para busca da prova ou, como indica a norma, para fundamentar suas conclusões, conforme mostramos a seguir: PROCEDIMENTOS [...] 18. Os procedimentos de perícia contábil visam fundamentar as conclusões que serão levadas ao laudo pericial contábil ou parecer pericial contábil, e abrangem, total ou parcialmente, segundo a natureza e a complexidade da matéria, exame, vistoria, indagação, investigação, arbitramento, mensuração, avaliação e certificação. 19. O exame é a análise de livros, registros das transações e documentos. 20. A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de forma circunstancial. 21. A indagação é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou de fato relacionado à perícia. 22. A investigação é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer pericial contábil o que está oculto por quaisquer circunstâncias. 23. O arbitramento é a determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico-científico. 24. A mensuração é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e obrigações. 25. A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos, obrigações, despesas e receitas.

17 26. A certificação é o ato de atestar a informação trazida ao laudo pericial contábil pelo perito-contador, conferindo-lhe caráter de autenticidade pela fé pública atribuída a este profissional LEGISLAÇÃO E NORMAS APLICADAS A legislação brasileira e doutrina que trata de perícia são escassas. Consequentemente é escassa também a literatura que trata do tema. Vejamos a seguir a legislação vigente sobre o tema CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL No Código de Processo Civil, a matéria vigente que disciplina a perícia está disposta no título VIII, capítulo VI, seção VII, que trata da prova pericial, especificamente nos artigos de número 420 a 439 e no título IV, capítulo V, seção II que trata do perito especificamente nos arts. 145, 146 e 147. É importante ressalvar que a matéria disposta no CPC não é aplicada especificamente à perícia contábil, mas a todas as espécies, que ocorrem no processo judicial. Há inclusive dispositivos, não aplicados à perícia contábil a exemplo do art. 434 e outros que, não necessariamente, são aplicados, ou às vezes, tornam, se no mínimo, não recomendáveis, dependendo das circunstâncias, a exemplo do disposto no art. 431-A, considerando que o início efetivo da perícia contábil não se dá simplesmente com a carga e retirada dos autos, carecendo de planejamento, agendamento de diligências e demais procedimentos admitidos. Art Quando o exame tiver por objeto a autenticidade ou a falsidade de documento, ou for de natureza médico-legal, o perito será escolhido, de preferência, entre os técnicos dos estabelecimentos oficiais especializados. O juiz autorizará a remessa dos autos, bem como do material sujeito a exame, ao diretor do estabelecimento. (Alterado pela L ). Parágrafo único. Quando o exame tiver por objeto a autenticidade da letra e firma, o perito poderá requisitar, para efeito de comparação, documentos existentes em repartições públicas; na falta destes, poderá requerer ao juiz que a pessoa, a quem se atribuir a autoria do documento, lance em folha de papel, por cópia, ou sob ditado, dizeres diferentes, para fins de comparação DECRETO-LEI N /46 O diploma legal de 24 de março de 1946 criou o Conselho Federal de Contabilidade e definiu as atribuições dos profissionais de contabilidade. 17

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 858/99 Reformula a NBC T 13 Da Perícia Contábil. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO a necessidade de reformulação

Leia mais

Inicialmente, apresentamos os dispositivos da legislação pertinente ao assunto:

Inicialmente, apresentamos os dispositivos da legislação pertinente ao assunto: P rezados concursandos, Neste encontro, vamos estudar alguns itens de um ponto que tem provocado grande apreensão nos candidatos que participarão do concurso do ICMS do Estado do Ceará. Trata se do tópico

Leia mais

Prof. Eduardo Salles Pimenta. Unidade I PERÍCIA, AVALIAÇÃO E

Prof. Eduardo Salles Pimenta. Unidade I PERÍCIA, AVALIAÇÃO E Prof. Eduardo Salles Pimenta Unidade I PERÍCIA, AVALIAÇÃO E ARBITRAGEM Introdução O profissional é nomeado pelo juiz para desempenhar o papel de perito judicial. Deve elaborar um planejamento e determinar

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução.

Copyright Proibida Reprodução. PROCEDIMENTO PADRÃO PERÍCIA AMBIENTAL Prof. Éder Responsabilidade Clementino dos civil Santos INTRODUÇÃO BRASIL: Perícia Ambiental É um procedimento utilizado como meio de prova; Fornecimento de subsídios

Leia mais

Aula VII de Processo Civil II Provas continuação. Prova pericial e inspeção judicial.

Aula VII de Processo Civil II Provas continuação. Prova pericial e inspeção judicial. Aula VII de Processo Civil II Provas continuação. Prova pericial e inspeção judicial. Perícia: na falta do conhecimento especializado ao juiz, este indica um técnico que possa fazer o exame dos fatos objeto

Leia mais

Arbitral Foi regulamentada através da lei 9.307/96 e refere-se a perícia realizada no juízo arbitral- instancia criada pela vontade das partes.

Arbitral Foi regulamentada através da lei 9.307/96 e refere-se a perícia realizada no juízo arbitral- instancia criada pela vontade das partes. 1. O que significa a sigla CPC? Código Processo Civil (determina normas da Perícia) 2. Como definir a perícia? A perícia é a prova pericial que demonstra um conjunto de procedimentos técnicos e científicos

Leia mais

ASPECTOS ÉTICOS E LEGAIS DAS PERÍCAS ODONTOLÓGICAS

ASPECTOS ÉTICOS E LEGAIS DAS PERÍCAS ODONTOLÓGICAS ASPECTOS ÉTICOS E LEGAIS DAS PERÍCAS ODONTOLÓGICAS Prof. Dr. Eduardo Daruge Titular de Odontologia Legal e Deontologia da FOP-UNICAMP Prof. Medicina Legal da Faculdade de Direito da UNIMEP DEFINIÇÃO: PERÍCIAS

Leia mais

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho.

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Perícia: na falta do conhecimento especializado ao juiz, este indica um técnico que possa fazer o exame dos fatos objeto da causa, transmitindo esses conhecimentos

Leia mais

SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL

SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL FASE INICIAL DA PERÍCIA FASE INICIAL DA PERÍCIA DEFERIMENTO DA PROVA PERICIAL N Ã O NOMEAÇÃO DO PERITO SIM A C E I T A

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N 1.057/05 Aprova a NBC P 2.4 Honorários O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO que as Normas Brasileiras de Contabilidade

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO DE LAUDOS PERICIAIS EM MEDICINA DO TRABALHO

GUIA PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO DE LAUDOS PERICIAIS EM MEDICINA DO TRABALHO GUIA PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO DE LAUDOS PERICIAIS EM MEDICINA DO TRABALHO 1ª edição 2002 2ª edição 2011 3ª edição 2014 ANTONIO BUONO NETO Médico Especialista em Medicina do Trabalho pela AMB. Ex-Presidente

Leia mais

PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES)

PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES) PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES) Regulamenta o exercício da atividade, define a atribuições do Perito Judicial e do Assistente Técnico e dá outras providências. O congresso nacional decreta:

Leia mais

O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS

O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Curso de Avaliações Prof. Carlos Aurélio Nadal cnadal@ufpr.br AULA 01 O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Conflito de interesses - duas pessoas possuem interesse sobre o mesmo bem

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.021/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.021/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.021/05 Aprova a NBC T 13.2 Planejamento da Perícia. O, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO que as Normas Brasileiras de Contabilidade e suas Interpretações

Leia mais

Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL

Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL 1 Prof. Fábio Ibanhez Bertuchi PROF. FÁBIO IBANHEZ BERTUCHI E-MAIL: FABIOBERTUCHI@UNITOLEDO.BR FORMAÇÃO ACADÊMICA: - Pós Graduado em Perícia Contábil e Auditoria (UEL-PR) -

Leia mais

Perícia Contábil. Preparatório para o Exame de Suficiência em Contabilidade

Perícia Contábil. Preparatório para o Exame de Suficiência em Contabilidade Preparatório para o Exame de Suficiência em Contabilidade Perícia Contábil Professor Remo Dalla Zanna 1 BLOCO 1 Legislação: NBC TP 01 CPC Código de Processo Civil 2 Instrutor: Remo Dalla Zanna 2 Perícia

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE CURSO 1. Identificação

Leia mais

Perícia Contábil. Prof.ª Bruna Socreppa

Perícia Contábil. Prof.ª Bruna Socreppa 1 Perícia Contábil Prof.ª Bruna Socreppa 2 O estudo da prova pericial contábil pressupõe desenvolver uma abordagem interdisciplinar, inter-relacionando diversos aspectos do Direito Processual Civil com

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL. Paulo Cordeiro de Mello. Economista e Contador Perito Judicial Professor Universitário

PERÍCIA CONTÁBIL. Paulo Cordeiro de Mello. Economista e Contador Perito Judicial Professor Universitário PERÍCIA CONTÁBIL Paulo Cordeiro de Mello Economista e Contador Perito Judicial Professor Universitário O que é Perícia Contábil? É o trabalho técnico, realizado por profissional com formação e conhecimento

Leia mais

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos GLOSSÁRIO Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos nele apresentados, embora aplicáveis em outros contextos. Análise atividade que envolve a determinação

Leia mais

Cartilha de Perícia Contabil CRCBA - 1

Cartilha de Perícia Contabil CRCBA - 1 Cartilha de Perícia Contabil CRCBA - 1 Comissão Técnica de estudos relacionados à Perícia Contábil, Mediação e Arbitragem CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DA BAHIA - CRCBA Rua do Salete, nº

Leia mais

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO À PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO. Prof(a) Cristina Lisbôa Vaz de Mello

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO À PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO. Prof(a) Cristina Lisbôa Vaz de Mello A PERÍCIA CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO À PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO Prof(a) Cristina Lisbôa Vaz de Mello 1 ...o Perito não é apenas os olhos do Juiz, é também os ouvidos, o Perito é o

Leia mais

Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias

Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias 03/12/2012 Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias ASPECTOS INTRODUTÓRIOS E PRÁTICOS DA PERÍCIA As características e caminhos percorridos pelo profissional na condição de perito

Leia mais

A Perícia contábil e sua importância.

A Perícia contábil e sua importância. A Perícia contábil e sua importância. Prof. MSc. Wilson Alberto Zappa Hoog i Resumo: Apresentamos uma breve análise sobre a importância da perícia contábil, abordando, resumidamente, os aspectos de elaboração

Leia mais

LAUDO PERICIAL E PARECER PERICIAL CONTÁBIL

LAUDO PERICIAL E PARECER PERICIAL CONTÁBIL LAUDO PERICIAL E PARECER PERICIAL CONTÁBIL LAUDO PERICIAL Laudo é o documento, elaborado por um ou mais peritos, onde se apresentam conclusões do exame pericial. No laudo, responde se aos quesitos (perguntas)

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC PP 01 - PERITO CONTÁBIL

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC PP 01 - PERITO CONTÁBIL NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC PP 01 - PERITO CONTÁBIL OBJETIVO 1. Esta Norma estabelece procedimentos inerentes à atuação do contador na condição de perito. CONCEITO 2. Perito é o contador regularmente

Leia mais

REGULAMENTO Nº 001 Rev.04-A PROCEDIMENTO ARBITRAL NA ÁREA TRABALHISTA

REGULAMENTO Nº 001 Rev.04-A PROCEDIMENTO ARBITRAL NA ÁREA TRABALHISTA TAESP Arbitragem & O Mediação, com sede nesta Capital do Estado de São Paulo, na Rua Santa Isabel, 160 cj.43, nos termos dos Artigos 5º, 13, 3º e 21 da Lei 9.307/96, edita o presente REGULAMENTO PARA PROCEDIMENTOS

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL E JUDICIAL NO BRASIL

PERÍCIA CONTÁBIL E JUDICIAL NO BRASIL PERÍCIA CONTÁBIL E JUDICIAL NO BRASIL A EXPRESSÃO PERÍCIA ADVÉM DO LATIM: PERITIA, QUE EM SEU SENTIDO PRÓPRIO SIGNIFICA CONHECIMENTO (ADQUIRIDO PELA EXPERIÊNCIA), BEM COMO EXPERIÊNCIA....NO BRASIL COLÔNIA,

Leia mais

XIº FEMESC Fraiburgo JUDICIAL ÉTICOS ASPECTOS. Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES. Maio 2008

XIº FEMESC Fraiburgo JUDICIAL ÉTICOS ASPECTOS. Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES. Maio 2008 XIº FEMESC Fraiburgo PERÍCIA MÉDICA M ASPECTOS ÉTICOS Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES Maio 2008 OU COMO EVITAR PROBLEMAS COM O CRM NA REALIZAÇÃO DE UMA PERICIA MÉDICA PERÍCIA MÉDICAM PERÍCIA MÉDICA M Do

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS

A IMPORTÂNCIA DA PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS A IMPORTÂNCIA DA PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS GASPARELO, Alessandra Cristina de Moraes E-mail: alessandra_gasparelo@hotmail.com] RODRIGUES, Aline E-mail: allyne_rodrigues@hotmail.com BELOTI,

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05 Aprova a NBC P 2.6 Responsabilidade e Zelo. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas Brasileiras

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TP 01 NORMA TÉCNICA DE PERÍCIA CONTÁBIL

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TP 01 NORMA TÉCNICA DE PERÍCIA CONTÁBIL NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TP 01 NORMA TÉCNICA DE PERÍCIA CONTÁBIL OBJETIVO 1. Esta norma tem como objetivo estabelecer regras e procedimentos técnicos a serem observados pelo perito, quando

Leia mais

PERÍCIAS JUDICIAIS Legislação

PERÍCIAS JUDICIAIS Legislação PERÍCIAS JUDICIAIS Legislação Eduardo Assis Módulo IV Tema 2 Colaboração: EDUARDA DE MELO ASSIS OAB 127.502 1- Generalidades Quando a prova de determinados fatos alegados pelas partes depender de conhecimentos

Leia mais

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. Regulamenta as atribuições da Secretaria de Controle Interno do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá outras providências. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX. Contabilistas NBC T 13.2 Aprovação

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX. Contabilistas NBC T 13.2 Aprovação VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX Contabilistas NBC T 13.2 Aprovação Orientador Empresarial RESOLUÇÃO CFC 1.021, DE 18 DE MARÇO DE 2005 - DOU 22.04.2005 (Íntegra) Aprova

Leia mais

PROVAS ASPECTOS GERAIS.

PROVAS ASPECTOS GERAIS. PROVAS ASPECTOS GERAIS. CONCEITO art.332 Art. 332. Todos os meios legais, bem como os moralmente legítimos, ainda que não especificados neste Código, são hábeis para provar a verdade dos fatos, em que

Leia mais

PARECER APROVADO PELO PLENO DO CFESS EM 09/09/2010

PARECER APROVADO PELO PLENO DO CFESS EM 09/09/2010 ASSUNTO: Relação do Assistente Social com autoridades do Sistema Judiciário/ Determinações ou exigências emanadas, que não se coadunam com o Código de Ética do Assistente Social e com as normas previstas

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 PARECER CONSULTA CRM-MT Nº 33/2011 INTERESSADA: Dra V. da C. R. F. Perita Médica Precidenciária/SST/MOB

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39 SUMÁRIO Apresentação da Coleção...15 CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 1. Antecedentes históricos da função de advogado...19 2. O advogado na Constituição Federal...20 3. Lei de regência da

Leia mais

Telefone p/contato: 22159822

Telefone p/contato: 22159822 Telefone p/contato: 22159822 Apresentação Turma Especial aos Sábados CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITO CONTÁBIL COM EXPERTISE FINANCEIRA O CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITO CONTÁBIL COM EXPERTISE FINANCEIRA abordará

Leia mais

Unidade II PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Roberto

Unidade II PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Roberto PERÍCIA CONTÁBIL Prof. Francisco Roberto Aspectos de uma perícia: Técnicos: Metodologia (técnica ou científica) a ser adotada na perícia. Doutrinários: A forma, modo ou o processo da realização da perícia

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: PERÍCIA CONTÁBIL

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE INTERNO DO PODER LEGISLATIVO DE POCONÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Presidente da Câmara Municipal de Poconé,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PERITO CONTÁBIL PARA JUÍZES E TRIBUNAIS NA APLICAÇÃO DE SENTENÇAS

A IMPORTÂNCIA DO PERITO CONTÁBIL PARA JUÍZES E TRIBUNAIS NA APLICAÇÃO DE SENTENÇAS A IMPORTÂNCIA DO PERITO CONTÁBIL PARA JUÍZES E TRIBUNAIS NA APLICAÇÃO DE SENTENÇAS THE IMPORTANCE OF EXPERT ACCOUNTING FOR JUDGES AND COURTS IN SENTENCES OF APPLICATION Hadans Hahnemann (UNISEPE/FVR) Luiza

Leia mais

Perícia, Arbitragem e Mediação

Perícia, Arbitragem e Mediação CRC - CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE SÃO PAULO Gestão: Domingos Orestes Chiomento 22ª Convenção de Contabilistas do Estado de São Paulo Santos Perícia, Arbitragem e Mediação 19.08.2011 Antonio Carlos

Leia mais

ROTEIRO DA LEI DO PROCESSO ELETRÔNICO Ana Amelia Menna Barreto

ROTEIRO DA LEI DO PROCESSO ELETRÔNICO Ana Amelia Menna Barreto ROTEIRO DA LEI DO PROCESSO ELETRÔNICO Ana Amelia Menna Barreto A Lei que instituiu o processo judicial informatizado, em vigor desde março de 2007, aplica-se indistintamente aos processos civil, penal,

Leia mais

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: Perícia contábil. Interesse. Alunos. 1 INTRODUÇÃO

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: Perícia contábil. Interesse. Alunos. 1 INTRODUÇÃO Um Estudo Sobre o Nível de Interesse de Alunos do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru (FAFICA) em Atuarem Como Perito Contábil RESUMO O presente trabalho

Leia mais

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC TP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 PERÍCIA CONTÁBIL Objetivo

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC TP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 PERÍCIA CONTÁBIL Objetivo NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC TP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 PERÍCIA CONTÁBIL Objetivo 1. Esta Norma estabelece regras e procedimentos técnico-científicos a serem observados pelo perito, quando

Leia mais

Edilson Aguiais é... Introdução à Perícia Judicial e Extra-Judicial. Introdução 15/09/2014. Lei 1.411 13/08/1951. Art. 1 o Art. 14

Edilson Aguiais é... Introdução à Perícia Judicial e Extra-Judicial. Introdução 15/09/2014. Lei 1.411 13/08/1951. Art. 1 o Art. 14 Introdução à Perícia Judicial e Extra-Judicial CORECON/GO Ago/14 SENHA WI-FI: 2009102009 Econ. Edilson Aguiais CRE-GO 2.337/D Edilson Aguiais é... Atividades Profissionais Economista; Consultor de Empresas;

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (FATECS) CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS ÁREA: PERÍCIA CONTÁBIL

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (FATECS) CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS ÁREA: PERÍCIA CONTÁBIL FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (FATECS) CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS ÁREA: PERÍCIA CONTÁBIL A QUALIDADE DO LAUDO PERICIAL CONTÁBIL BASEADO NAS RESOLUÇÕES DO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 315, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 315, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 315, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012 Altera as Resoluções Normativas - RN nº 85, de 7 de dezembro de 2004, que dispõe sobre

Leia mais

LAUDOS PERICIAIS CONTÁBEIS EM PROCESSOS JUDÍCIAIS: REQUISITOS E TÉCNICAS NA SUA ELABORAÇÃO 1

LAUDOS PERICIAIS CONTÁBEIS EM PROCESSOS JUDÍCIAIS: REQUISITOS E TÉCNICAS NA SUA ELABORAÇÃO 1 LAUDOS PERICIAIS CONTÁBEIS EM PROCESSOS JUDÍCIAIS: REQUISITOS E TÉCNICAS NA SUA ELABORAÇÃO 1 BIRRER, Ana Giovaneta Bolson 2 ; VIERO, Claudinei 3. 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

1.2 - Neste capítulo, as denominações economista, perito e economista perito são utilizadas com o mesmo sentido.

1.2 - Neste capítulo, as denominações economista, perito e economista perito são utilizadas com o mesmo sentido. CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA REGULAMENTAÇÃO PROFISSIONAL 4 - A profissão de economista o conteúdo técnico do desempenho profissional 4.2 Normas técnicas específicas 4.2.1 Regulamentação de Perícia Judicial

Leia mais

TEMA. Instrução e Mercado de Perícia Contábil

TEMA. Instrução e Mercado de Perícia Contábil TEMA Instrução e Mercado de Perícia Contábil Preservação da Graduação A perícia contábil é grandemente utilizada no âmbito do Poder Judiciário, mas não é um subproduto dos serviços jurídicos. A perícia

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL.

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL. 1 CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL. BELO HORIZONTE 2011 2 1 INTRODUÇÃO Com o grande crescimento da economia no Brasil, a contabilidade

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº. 2.387 de 11/08/2004, publicada no D.O.U. de 12/08/2004. Resolução nº 001/011

FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº. 2.387 de 11/08/2004, publicada no D.O.U. de 12/08/2004. Resolução nº 001/011 Resolução nº 001/011 Regulamentar a Arbitragem Expedita. do Curso de Direito; - Considerando a necessidade de Regulamentar a Arbitragem Expedita O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão aprovou, e eu

Leia mais

A FUNÇÃO DO PERITO CONTÁBIL JUDICIAL E SUA INFLUÊNCIA NA SOLUÇÃO DE LITÍGIOS NA PERCEPÇÃO DOS MAGISTRADOS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT

A FUNÇÃO DO PERITO CONTÁBIL JUDICIAL E SUA INFLUÊNCIA NA SOLUÇÃO DE LITÍGIOS NA PERCEPÇÃO DOS MAGISTRADOS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT A FUNÇÃO DO PERITO CONTÁBIL JUDICIAL E SUA INFLUÊNCIA NA SOLUÇÃO DE LITÍGIOS NA PERCEPÇÃO DOS MAGISTRADOS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT 1 2 3 RESUMO Após análise do atual momento da situação da profissão

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO IMPORTANTE MEIO DE PROVA JUDICIAL

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO IMPORTANTE MEIO DE PROVA JUDICIAL 1 A PERÍCIA CONTÁBIL COMO IMPORTANTE MEIO DE PROVA JUDICIAL Jaqueline Neves Da Silva Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis das Faculdades Integradas de Três Lagoas. Jacqueline Yamaguti Ueda

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.008/04

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.008/04 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.008/04 Aprova a NBC T 14 Norma sobre a Revisão Externa de Qualidade pelos Pares. O, no exercício de suas atribuições legais e regimentais; CONSIDERANDO que o controle de qualidade constitui

Leia mais

MANUAL DE PERÍCIA CONTÁBIL

MANUAL DE PERÍCIA CONTÁBIL Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul MANUAL DE PERÍCIA CONTÁBIL Comissão de Estudos de Perícia Contábil Porto Alegre-RS abril de 2011 Editor: CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO

Leia mais

A Lei 605/49, no artigo12, parágrafos 1º e 2º, dispõe sobre as formas de. Constituem motivos justificados:

A Lei 605/49, no artigo12, parágrafos 1º e 2º, dispõe sobre as formas de. Constituem motivos justificados: Abono de faltas e a acreditação na avaliação médica. A Lei 605/49, no artigo12, parágrafos 1º e 2º, dispõe sobre as formas de abono de faltas mediante atestado médico: Constituem motivos justificados:

Leia mais

Regulamento do Programa de Mediação, Negociação e Arbitragem do Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito

Regulamento do Programa de Mediação, Negociação e Arbitragem do Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito Associação Catarinense de Ensino FACULDADE GUILHERME GUIMBALA - FGG Curso de Direito Autorização da Unificação de Mantidas - FGG: Portaria SESu Nº 56, de 18/01/2008 (DOU de 21/01/2008) Curso de Direito

Leia mais

PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS

PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS PERÍCIA Exame realizado por técnico, ou pessoa de comprovada aptidão e idoneidade profissional, para verificar e esclarecer um fato, ou estado ou a estimação da coisa que é

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N.º 13, DE 02 DE OUTUBRO DE 2006. (Alterada pela Res. 111/2014) Regulamenta o art. 8º da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei n.º 8.625/93, disciplinando, no âmbito do Ministério Público,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Curso de Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Curso de Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Curso de Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria PERÍCIA CONTÁBIL NA APURAÇÃO DE HAVERES: ESTUDO DE CASO DE AVALIAÇÃO JUDICIAL DE UMA GRÁFICA Rodrigo

Leia mais

Perícia Contábil Noções Essenciais da Função e do Ingresso na área de atuação. Palestrante: Suely Gualano Bossa Serrati

Perícia Contábil Noções Essenciais da Função e do Ingresso na área de atuação. Palestrante: Suely Gualano Bossa Serrati Perícia Contábil Noções Essenciais da Função e do Ingresso na área de atuação Palestrante: Suely Gualano Bossa Serrati Conceito de Prova: Etimologicamente, o vocábulo prova é derivado do latim proba, de

Leia mais

ASPECTOS CONTROVERTIDOS DAS PERÍCIAS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Edwar Abreu Gonçalves

ASPECTOS CONTROVERTIDOS DAS PERÍCIAS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Edwar Abreu Gonçalves ASPECTOS CONTROVERTIDOS DAS PERÍCIAS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Edwar Abreu Gonçalves EDWAR ABREU GONÇALVES Formação Acadêmica: 1. Engenheiro Civil. 2. Engenheiro de Segurança do Trabalho.

Leia mais

LEGISLAÇÃO E NORMAS TÉCNICAS

LEGISLAÇÃO E NORMAS TÉCNICAS LEGISLAÇÃO E NORMAS TÉCNICAS AULA 2 A Perícia Perito e Assistente Técnico Prof. Me. Marco Antonio Ferreira Finocchio A Perícia: vocabulário Autor (Reclamante) Quem move a ação Reclamada (Ré) Quem sofre

Leia mais

A PARTICIPAÇÃO DO PERITO CONTADOR ASSISTENTE NA FORMAÇÃO DA PROVA TÉCNICA EM PROCESSOS JUDICIAIS DA ÁREA CÍVEL

A PARTICIPAÇÃO DO PERITO CONTADOR ASSISTENTE NA FORMAÇÃO DA PROVA TÉCNICA EM PROCESSOS JUDICIAIS DA ÁREA CÍVEL A PARTICIPAÇÃO DO PERITO CONTADOR ASSISTENTE NA FORMAÇÃO DA PROVA TÉCNICA EM PROCESSOS JUDICIAIS DA ÁREA CÍVEL Fernando Ferreira Dias Filho 1 Leila Henriques Araújo 2 RESUMO: O perito contador assistente

Leia mais

Curso (Prático) de Perícia Financeira

Curso (Prático) de Perícia Financeira Apresentação Objetivos Curso (Prático) de Perícia Financeira Contábil e O Curso de Perícia Contábil aborda as matérias necessárias aos profissionais que atuam como perito, para que interpretem adequadamente

Leia mais

Aspectos Introdutórios e Práticos da Perícia

Aspectos Introdutórios e Práticos da Perícia Aspectos Introdutórios e Práticos da Perícia Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor de Desenvolvimento Profissional da APEJESP e Paschoal Rizzi Naddeo Vice-Presidente da APEJESP Peritos Contadores 23ª

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: PERÍCIA CONTÁBIL

Leia mais

ANÁLISE JURÍDICA SOBRE HONORÁRIOS PERICIAIS

ANÁLISE JURÍDICA SOBRE HONORÁRIOS PERICIAIS ANÁLISE JURÍDICA SOBRE HONORÁRIOS PERICIAIS EMENTA: ASSISTENTE SOCIAL. PERITO JUDICIAL. CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. HONORÁRIOS PERICIAIS. APLICAÇÃO EM PROCESSOS JUDICIAIS. BENEFÍCIO DA JUSTIÇA GRATUITA.

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 Dispõe sobre a mediação extrajudicial. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Capítulo I Disposições Gerais Art. 1º Esta lei dispõe sobre mediação extrajudicial. Parágrafo único.

Leia mais

IV Seminário Paulista de Perícias Judiciais

IV Seminário Paulista de Perícias Judiciais IV Seminário Paulista de Perícias Judiciais 26 de agosto de 2011 / IBAPE-SP Painel 1: O Perito Judicial e a Justiça Gratuita Dr. Sandro Rafael Barbosa Pacheco I Disposições Gerais. Dispositivos aplicados

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE A PERÍCIA E A AUDITORIA CONTÁBIL: ENFOQUE SOBRE AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS DOS PROCESSOS Por: Flávio Tupinambá da Costa Torres

Leia mais

Ciclano da Silva Advogados Associados

Ciclano da Silva Advogados Associados Ciclano da Silva Advogados Associados EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO REGIONAL DE ALTA FLORESTA, COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE BAIXA FLORESTA/PR. FULANO DE TAL, pessoa

Leia mais

Florianópolis (SC), 7 a 9 de setembro de 2.006. Nelson Agostinho Burille adv. e eng. Laudo pericial. Ater-se ao objeto da Perícia

Florianópolis (SC), 7 a 9 de setembro de 2.006. Nelson Agostinho Burille adv. e eng. Laudo pericial. Ater-se ao objeto da Perícia Associação Iberoamericana de Engenharia de Segurança do Trabalho Florianópolis (SC), 7 a 9 de setembro de 2.006. Nelson Agostinho Burille adv. e eng. Laudo pericial Ater-se ao objeto da Perícia Tipos de

Leia mais

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º A Auditoria Interna do IF Sudeste de Minas Gerais, está vinculada ao Conselho Superior,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. Acresce o 7 ao artigo 9º da Instrução Normativa nº 003, de 23 de setembro de 2009, que estabelece

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 497/GDGSET.GP, DE 24 DE SETEMBRO DE 2014

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 497/GDGSET.GP, DE 24 DE SETEMBRO DE 2014 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 497/GDGSET.GP, DE 24 DE SETEMBRO DE 2014 Institui no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho o Termo Circunstanciado Administrativo (TCA). O PRESIDENTE

Leia mais

PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA.

PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA. PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA. VOTO DE VISTA: FAUZI AMIM SALMEM PELA APROVAÇÃO DO RELATÓRIO, COM AS SEGUINTES

Leia mais

Nota. é de competência exclusiva de contador registrado. A perícia arbitral é aquela exercida sob o a serem observados pelo perito,

Nota. é de competência exclusiva de contador registrado. A perícia arbitral é aquela exercida sob o a serem observados pelo perito, Boletim Manual de Procedimentos Perícia Contábil Objetivos, execução, procedimentos e planejamento SUMÁRIO 1. Introdução 2. Conceitos, defi nições e competências 3. Postura desejável do perito-contador

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 06/2006, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2006

RESOLUÇÃO Nº 06/2006, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2006 RESOLUÇÃO Nº 06/2006, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2006 Altera o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC do Curso de Direito, na forma do Anexo. O VICE-REITOR, NO EXERCÍCIO DA REITORIA DA UNIVERSIDADE

Leia mais

7º Simpósio de Ensino de Graduação AS ALTERAÇÕES GERADAS PELA APROVAÇÃO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE PARA O SETOR PÚBLICO NBC T 16

7º Simpósio de Ensino de Graduação AS ALTERAÇÕES GERADAS PELA APROVAÇÃO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE PARA O SETOR PÚBLICO NBC T 16 7º Simpósio de Ensino de Graduação AS ALTERAÇÕES GERADAS PELA APROVAÇÃO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE PARA O SETOR PÚBLICO NBC T 16 Autor(es) LEONARDO GARCIA PAIS DE ARRUDA Orientador(es) ELAINE

Leia mais

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA A 1 CNPJ 04.214.41910001-05 DECRETO N 3.091, DE 05 DE JANEIRO DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Procuradoria Geral do Município ". O PREFEITO MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES,, no

Leia mais

Responsabilidade em saúde

Responsabilidade em saúde Responsabilidade em saúde Cível:obrigação de indenização indene de prejuízo Constituição Federal/Código civil/cdc Elementos de responsabilidade Autor Ato Culpa Dano Nexo causal CÓDIGO CIVIL Art. 186 Aquele

Leia mais

FADERGS FACULDADE DE DESENVOLVIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL - FADERGS ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS VIVIANE GONÇALVES ALMEIDA

FADERGS FACULDADE DE DESENVOLVIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL - FADERGS ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS VIVIANE GONÇALVES ALMEIDA FADERGS FACULDADE DE DESENVOLVIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL - FADERGS ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS VIVIANE GONÇALVES ALMEIDA O IMPACTO DA PERÍCIA CONTÁBIL NO ESCLARECIMENTO DE LITÍGIOS

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 200 Registro: 2014.0000390320 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2044896-12.2014.8.26.0000, da Comarca de Franca, em que é agravante MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

1 C O N S E L H O R E G I O N A L D E E C O N O M I A 2ª REGIÃO - SP VIADUTO 9 DE JULHO, 26 - TÉRREO - CEP 01050-060 - TEL.:3291-8700 - FAX.

1 C O N S E L H O R E G I O N A L D E E C O N O M I A 2ª REGIÃO - SP VIADUTO 9 DE JULHO, 26 - TÉRREO - CEP 01050-060 - TEL.:3291-8700 - FAX. 1 RESOLUÇÃO nº 468/2006 Fixa procedimentos para a emissão de ATESTADO DE CADASTRAMENTO dos profissionais legalmente inscritos no Conselho Regional de Economia CORECON 2ª Região SP, para atuarem como Peritos

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso.

AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso. AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso. Por que se diz instrumento: a razão pela qual o recurso se chama agravo de

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA 03/2015 QUESTIONAMENTO 12. Pergunta: No que tange ao Anexo II Critérios de elaboração e julgamento da proposta técnica:

CONCORRÊNCIA AA 03/2015 QUESTIONAMENTO 12. Pergunta: No que tange ao Anexo II Critérios de elaboração e julgamento da proposta técnica: CONCORRÊNCIA AA 03/2015 QUESTIONAMENTO 12 Pergunta: No que tange ao Anexo II Critérios de elaboração e julgamento da proposta técnica: Item A.I.c: Poderá a apresentação também se dar em pen drive (com

Leia mais

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares REGIMENTO INTERNO DA UNIFEI CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º. A Auditoria Interna da Universidade Federal de Itajubá é um órgão técnico de assessoramento da gestão, vinculada ao Conselho de

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE POSITIVO ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE POSITIVO ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS A CONTRIBUIÇÃO DO LAUDO PERICIAL CONTÁBIL NAS DECISÕES DOS MAGISTRADOS EM PROCESSOS DA 9ª REGIÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO. JOÃO PAULO

Leia mais

SINDICÂNCIA PATRIMONIAL

SINDICÂNCIA PATRIMONIAL SINDICÂNCIA PATRIMONIAL A sindicância patrimonial, assim como os demais procedimentos investigativos, conforma um procedimento inquisitorial, sigiloso, não contraditório e não punitivo, que visa colher

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 - O discente ingressante no Curso de Direito da Faculdade Zumbi dos Palmares deverá cumprir obrigatoriamente 240 (duzentas e quarenta) de atividades complementares.

Leia mais

Resolução CFC nº 1.109 de 29/11/07 DOU 06/12/07

Resolução CFC nº 1.109 de 29/11/07 DOU 06/12/07 Resolução CFC nº 1.109 de 29/11/07 DOU 06/12/07 Dispõe sobre a NBC P 5 sobre o Exame de Qualificação Técnica para Registro no Cadastro Nacional de O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas

Leia mais

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL 17ª Sessão DOS PRINCÍPIOS DA PROVA EM PROCESSO CIVIL Carla de Sousa Advogada 1º Curso de Estágio 2011 1 PROVA? FUNÇÃO DA PROVA: Demonstrar a realidade dos factos (artigo 341.º

Leia mais

OBJETO DA PERÍCIA INADMISSIBILIDADE DA PERÍCIA. artigo 145 do CPC:

OBJETO DA PERÍCIA INADMISSIBILIDADE DA PERÍCIA. artigo 145 do CPC: Aulas Completas a partir de 10 de Agosto 2011, a saber: 1 Perícia (Continuação) 2 Prova Pericial 3 Perito 4 Inspeção judicial OBJETO DA PERÍCIA artigo 145 do CPC: Quando a prova do fato depender de conhecimento

Leia mais