COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE"

Transcrição

1 COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE SEDE: Av. Engº Hildebrando de Góis, 220 Ribeira CEP: CGC/MF: / Insc.Est.: Natal/RN (084) FAX: (84) TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA A CONSTRUÇÃO E FORNECIMENTO DE BALSA/FLUTUANTE EQUIPADA COM SISTEMA DE RAMPAS REMOVÍVEIS/DEMONTÁVEIS, PARA UTILIZAÇÃO NO EMBARQUE E DESEMBARQUE DE PASSAGEIROS NO PORTO DE NATAL E NO TRANSPORTE DE CARGAS. 1. OBJETIVO 1.1. Este Termo de Referência tem por objetivo estabelecer a normas e condições necessárias para a CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA A CONSTRUÇÃO E FORNECIMENTO DE BALSA/FLUTUANTE EQUIPADA COM SISTEMA DE RAMPAS REMOVÍVEIS/DEMONTÁVEIS, PARA UTILIZAÇÃO NO EMBARQUE E DESEMBARQUE DE PASSAGEIROS NO PORTO DE NATAL E NO TRANSPORTE DE CARGAS.

2 2. JUSTIFICATIVA 2.1. Esta aquisição tem por finalidade proporcionar condições para o embarque e desembarque dos passageiros de Navios Cruzeiros fundeados nas proximidades do Canal de Acesso ao Porto de Natal, bem como da utilização da balsa para transporte de cargas em geral, caso necessário. 3. DA QUALIFICAÇÃO 3.1. Será exigida apresentação dos documentos (ART Anotação de Responsabilidade Técnica, etc.) assinados por Engenheiro Naval responsável, relativos ao projeto de tal embarcação, devidamente registrados em entidade profissional competente (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura, etc.). 4. GENERALIDADES 4.1. O Porto de Natal está situado à margem direita do Rio Potengi. Suas coordenadas geográficas são: S de Latitude e W de Longitude. A CODERN Companhia Docas do Rio Grande do Norte está localizada à Avenida Hildebrando de Góis, 220, Ribeira, CEP , Natal/RN Os parâmetros dimensionais do objeto desta Licitação (dimensões da balsa, altura dos vãos da rampa) foram considerados partindo-se de valores relativos aos níveis de preamar e baixamar do Rio Potengi em relação aos Berços de atracação do Cais do Porto de Natal. 5. VISITA TÉCNICA 5.1. É garantida ao licitante a VISITA TÉCNICA, que poderá ser realizada por todos os representantes credenciados pelas empresas interessadas, para informações sobre condições que possam afetar os custos relativos ao objeto desta Licitação A Visita Técnica tem também a finalidade de esclarecer as dúvidas das empresas interessadas em participar do Certame Licitatório e para fins de conhecimento dos locais para os quais está se contratando o objeto desta Licitação A Visita Técnica deverá ser realizada preferencialmente pelo

3 responsável técnico da empresa interessada, ou na impossibilidade deste, por profissional qualificado da empresa, devidamente credenciado, portando a Carteira de Identidade (ou outro documento equivalente) Não será permitido que um mesmo preposto represente 02 (duas) ou mais empresas distintas A CODERN fornecerá o Atestado de Visita Técnica, que deverá ser anexado à documentação de HABILITAÇÃO A empresa interessada deverá agendar a Visita Técnica de seu representante junto a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (84) ou O Licitante poderá declinar do direito de realizar a vistoria técnica. O Acórdão 409/2006 TCU - Plenário confirma a idéia de que a vistoria prévia é um direito do licitante, e não sua obrigação, amparado pela razoabilidade Nesse caso, ao invés do atestado de visita técnica, o Licitante deve anexar ao envelope de Habilitação, declaração em que declara expressamente o declínio do direito de realizar a visita técnica e o seu conhecimento integral das condições do local, sob pena de inabilitação A apresentação dessa declaração isenta a CODERN de qualquer responsabilidade decorrente do desconhecimento do licitante relativamente às condições necessárias para fabricação e finalidade do Objeto Licitado. 6. OBJETO 6.1. A Empresa contratada deverá construir uma Balsa com a utilização de chapas e perfis metálicos (aço) soldados estruturalmente, obedecendo rigorosamente todas as Normas no que tange a utilização dos materiais, processos de soldagem, entre outras Características Dimensionais Comprimento mínimo: 20 metros Largura mínima: 6 metros Estruturais Material do casco, convés, anteparas e demais

4 elementos estruturais: Aço ASTM A-36, ou equivalente Tipo de estrutura do casco: Transversal Espessura mínima da chapa utilizada na fabricação do costado: 3/16 ou superior Espessura mínima da chapa utilizada na fabricação do convés: 3/16 ou superior Equipamentos Elétrica Bateria tipo chumbo ácida, 12 v Amarração e fundeio Âncora tipo Bruce, equipada com elemento de amarração não flutuante Salvatagem (duas) Bóias classe III, com retinida (dois) Coletes tamanho G, classe III Lastro No mínimo 08 (oito) Bombas de sucção, com capacidade mínima de l/h Acessórios Agulha magnética de governo Buzina Cabeços de amarração 6.2. A Empresa contratada deverá construir e montar sobre a balsa uma rampa, equipada com toldo de proteção, corrimão e piso antederrapante, através da qual o passageiro deverá realizar o desembarque e acessar o Cais do Porto de Natal Características Dimensionais Largura mínima: 1,10 metros Estruturais Material dos elementos estruturais (cantoneiras, tubos, chapas, etc.): Aço Carbono, ou similar O sistema de fixação da escada na balsa deverá ser

5 do tipo encaixe ou aparafusado, de modo que seja possível a retirada de toda a estrutura (rampa) para utilização da balsa para transporte de Cargas, quando necessário A rampa deverá possuir toldo de proteção em toda a sua extensão. 7. PINTURA/TRATAMENTO ANTI-CORROSIVO À SER APLICADO EM TODOS OS ELEMENTOS METÁLICOS A Balsa à ser construída, bem como a rampa deverão ser submetidas à sistema de pintura, conforme o seguinte parâmetros: Jateamento abrasivo até o metal branco padrão Sa2½ ª Demão (primer): Epoxi alto teor de zinco, com espessura de película seca mínima de 70 µm ª Demão (intermediária): Epoxi alta espessura, com espessura de película seca mínima de 100 µm ª Demão (intermediária): Epoxi alta espessura, com espessura de película seca mínima de 100 µm ª Demão (acabamento): Esmalte poliuretano, com espessura de película seca mínima de 50 µm. Obs: A espessura total deverá ser de pelo menos 320 µm. Obs: A aplicação da pintura deverá ser feita interna e externamente, abrangendo completamente todos os elementos metálicos. 8. NORMAS/AUTORIZAÇÃO DE OPERAÇÃO 8.1. A Embarcação deverá ser entregue a CODERN totalmente Legalizada, Certificada e/ou Classificada, atendendo plenamente a todas as Normas (NORMAM 01 Navegação em Mar Aberto, ABTN, NBR, etc.) estabelecidas pela Marinha do Brasil, ou qualquer outro órgão regulador, não devendo haver, portanto, nenhum impedimento técnico (Conformidade com as Normas) ou Financeiro (Taxas, obtenção de Licenças, Etc.) para que a mesma venha a operar.

6 9. LAYOUT DA EMBARCAÇÃO E RAMPA 9.1. A Embarcação e a Rampa deverão ser construídas, conforme parâmetros apresentados nos layouts em anexo. 10. ENTREGA DO OBJETO/MATERIAL 9.1. Os materiais/equipamentos deverão ser entregues, sem nenhum custo adicional, na CODERN Companhia Docas do Rio Grande do Norte, localizada à Av. Eng. Hildebrando de Góis, 220, Ribeira, Cep: , Natal-RN. 10. PRAZO DE ENTREGA O prazo para entrega do Objeto Licitado deverá ser de 60 (sessenta) dias corridos, a conta da data de assinatura da Ordem de serviço. 11. GARANTIA O Objeto à entregue deverá ter Garantia de no mínimo 12 (doze) meses, a ser contada, a partir da data de recebimento dos mesmos, pela CODERN. 12 de maio de 2014 Manoel Pascoal Guimarães Neto Eng. Mecânico - Mat. a0665 Assessor DTC

7 ANEXO II LAYOUT constituído dos seguintes anexos: ANEXO I DIMENSÕES DA BALSA 6 m 20 m

8 ANEXO II VISTA GERAL DO CONJUNTO BALSA/RAMPA

9 ANEXO III VISTA LATERAL DO CONJUNTO DO CONJUNTO BALSA/RAMPA NÍVEL DA MARÉ: BAIXAMAR - EMBARQUE E DESEMBARQUE ATRAVÉS DA RAMPA SUPERIOR Embarcação Balsa Cais 4 m

10 ANEXO IV VISTA LATERAL DO CONJUNTO DO CONJUNTO BALSA/RAMPA NÍVEL DA MARÉ: PREAMAR - EMBARQUE E DESEMBARQUE ATRAVÉS DA RAMPA INTERMEDIÁRIA Embarcação Balsa Cais 1,6 m

TORRES AUTOPORTANTES -Triangulares - Quadradas DISTRIBUIDOR AUTORIZADO

TORRES AUTOPORTANTES -Triangulares - Quadradas DISTRIBUIDOR AUTORIZADO TORRES AUTOPORTANTES -Triangulares - Quadradas DISTRIBUIDOR AUTORIZADO Normas de Fabricação NORMAS TÉCNICAS DO PROJETO ABNT NORMA: NBR 6123 ( Forças devidas ao vento em edificações); ABNT NORMA: NBR 10777

Leia mais

ANEXO 01 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ARMÁRIOS PARA CRMS

ANEXO 01 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ARMÁRIOS PARA CRMS Página 1 de 5 ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS 0 PARA LICITAÇÃO ORIGINAL REV. A REV. B REV. C REV. D REV. E REV. F DATA 01.08.11 25.04.14 EXECUÇÃO JADR AF VERIFICAÇÃO JADR JADR APROVAÇÃO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE 1 (UMA) PONTE ROLANTE

TERMO DE REFERÊNCIA FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE 1 (UMA) PONTE ROLANTE PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA ESPECIAL DE CONCESSÕES E PARCERIAS PUBLICO E PRIVADA CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

FINALIDADE DESTA ESPECIFICAÇÃO

FINALIDADE DESTA ESPECIFICAÇÃO SESC PANTANAL HOTEL SESC PORTO CERCADO POSTO DE PROTEÇÃO AMBIENTAL SÃO LUIZ BARÃO DE MELGAÇO/MT ESTRUTURAS METÁLICAS PARA COBERTURA DE BARRACÃO DEPÓSITO MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO VI 1. FINALIDADE DESTA

Leia mais

CIE - CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE (QUADRAS REVERSÍVEIS) MINISTÉRIO DO ESPORTE

CIE - CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE (QUADRAS REVERSÍVEIS) MINISTÉRIO DO ESPORTE PROJETO EXECUTIVO DE ESTRUTURAS METÁLICAS CIE - CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE (QUADRAS REVERSÍVEIS) MINISTÉRIO DO ESPORTE MEMORIAL DESCRITIVO DE ESTRUTURAS METÁLICAS - CIE - R40-45 - R01 ESTRUTURA METÁLICA

Leia mais

FÓRUM TRABALHISTA DE SÃO JOSÉ

FÓRUM TRABALHISTA DE SÃO JOSÉ FÓRUM TRABALHISTA DE SÃO JOSÉ MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE ESTRUTURA METÁLICA Responsabilidade e Compromisso com o Meio Ambiente MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE ESTRUTURA METÁLICA OBRA: Fórum Trabalhista

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBRA...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUTAR OS SERVIÇOS PERTINENTES A ESTRUTURAS TEMPORÁRIAS CONFORME CROQUIS ESQUEMÁTICOS

Leia mais

Rev.1 18.01.2013. Estantes cantoneira

Rev.1 18.01.2013. Estantes cantoneira 18.01.2013 Estantes cantoneira O sistema de estantes em cantoneira foi concebido para satisfazer as necessidades de armazenagem nas indústrias, oficinas, armazéns, etc, tendo em vista uma solução económica.

Leia mais

TRANSPORTADORES DE CORREIA

TRANSPORTADORES DE CORREIA 1. DESCRIÇÃO Os Transportadores de correia é a solução ideal para o transporte de materiais sólidos a baixo custo. Sua construção é compacta e com excelente desempenho funcional. Sua manutenção é simples

Leia mais

CALDEMA. Sertãozinho, 07 de agosto de 2006

CALDEMA. Sertãozinho, 07 de agosto de 2006 ALDEMA SERTÃOZINHO Sertãozinho, 07 de agosto de 2006 ATESTADO TÉCNICO Venho por meio desta, atestar que a empresa FAM Construções Metálicas Ltda, localizada a Rod. Engenheiro Constâncio Cintra Km 77,5

Leia mais

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA Processo n.º E-04/. /2012. Contratação de empresa para fornecimento e instalação de sistema de gerenciamento de tráfego para elevadores do prédio da SEFAZ, localizado na Avenida Presidente Vargas, 670

Leia mais

,DE PORTUÁRIA COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE - CODERN

,DE PORTUÁRIA COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE - CODERN PROC. o 31 FOLHA,DE PORTUÁRIA COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE - CODERN SEDE: Av. Eng. Hildebrando de Gois, 220 - Ribeira - CEP: 59010-700 CNPJ: 34.040.345/0001-90- Insc. Estadual: 20.061.797-4 Natal/RN

Leia mais

ANDAIMES E PLATAFORMAS DE TRABALHO

ANDAIMES E PLATAFORMAS DE TRABALHO Página: 1 de 5 ITEM TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO 18.15.1 Manter 18.15.1.1 18.15.2 Os andaimes devem ser dimensionados e construídos de modo a suportar, com segurança, as cargas de trabalho a que estarão

Leia mais

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 A SEFIT Serviços Especializados de Fisioterapia do Trabalho Ltda, inscrita no CNPJ n.º 04.207.225/0001-74,

Leia mais

EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO GERÊNCIA DO MOBILIÁRIO E SINALIZAÇÃO VIÁRIA MEMORIAL DESCRITIVO PARADA SEGURA TIPO 1 PARA PASSEIO

EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO GERÊNCIA DO MOBILIÁRIO E SINALIZAÇÃO VIÁRIA MEMORIAL DESCRITIVO PARADA SEGURA TIPO 1 PARA PASSEIO MEMORIAL DESCRITIVO PARADA SEGURA TIPO 1 PARA PASSEIO SUMÁRIO: MEMORIAL DESCRITIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PLANTAS MEMORIAL DESCRITIVO 1. INTRODUÇÃO O presente projeto foi desenvolvido pela EPTC com o

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL SEADES DIRETORIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DSAN

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL SEADES DIRETORIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DSAN 1. APRESENTAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA Este documento se constitui no Termo de Referência que contém as instruções necessárias para a contratação de empresa para a realização de pesquisa e diagnóstico de

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA N.º Revisão:00 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA N.º Revisão:00 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA N.º 00 1 de 7 TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PELO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇO PARA LOCAÇÃO DE CONTAINERES MARÍTIMO DE 40 PARA USO NO TERMINAL DE LOGÍSTICA DE CARGA

Leia mais

ANEXO IV ESPECIFICAÇÃO DE PINTURA PARA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA

ANEXO IV ESPECIFICAÇÃO DE PINTURA PARA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA Celesc Di Celesc Distribuição S.A. ANEXO IV ESPECIFICAÇÃO DE PINTURA PARA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA PINTURA SISTEMAS DE PROTEÇÃO ANTICORROSIVA PARA APLICAÇÃO EM : TRANSFORMADORES

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06 Extintores de Incêndio Portáteis. Revisão: 00 Folha: 1 de 7 1. Objetivo Assegurar que todos os canteiros de obras atendam as exigências para utilização dos extintores de incêndio portáteis de acordo com

Leia mais

Ar Condicionado Split System Hi-Wall

Ar Condicionado Split System Hi-Wall COTAÇÃO ELETRÔNICA: 027/2013 COMPRASNET Termo de Referência Ar Condicionado Split System Hi-Wall Sala dos Administradores Almoxarifado Unidade Pedro de Toledo 1- OBJETO Contratação de empresa especializada

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ML/EB/21 020.1 DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS PORTARIA Nº 215/DPC, DE 08 DE OUTUBRO DE 2010. Altera as Normas da Autoridade Marítima para Embarcações Empregadas na Navegação Interior - NORMAM-02/DPC. O DIRETOR

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP Nº 02/2008

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP Nº 02/2008 MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP Nº 02/2008 1 DO OBJETO Visa à contratação de empresa especializada nos serviços de fornecimento, entrega e instalação

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA COBERTURA DE QUADRA POLIESPORTIVA

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. (Proteção Periférica Primária e Secundária)

MANUAL TÉCNICO. (Proteção Periférica Primária e Secundária) MANUAL TÉCNICO (Proteção Periférica Primária e Secundária). 2 SUMÁRIO Proteção Periférica Primária e Secundária...03 Descrição Técnica...04 Sistema de Ancoragem...06 Norma Regulamentadora NR-18...07 Atualização

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARBALHA SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E OBRAS PROJETO BÁSICO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESTADO DO CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARBALHA SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E OBRAS PROJETO BÁSICO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PROJETO BÁSICO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - OBRA: PINTURA DE PISO E CONFECÇÃO DO ALAMBRADO DA QUADRA DA ESCOLA JOSEFA ALVES - LOCAL: MUNICÍPIO DE BARBALHA/ CEARÁ. 1.0 - CONSIDERAÇÕES

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB 1 -DO OBJETO O objeto do Pregão Presencial é a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de rádio-táxi

Leia mais

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA 2 SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA Com um conceito que busca facilidades, desenvolvemos uma plataforma cabinada, compacta e moderna, perfeita para o tipo de aplicação em estrutura de alvenaria. Com

Leia mais

PRODUTO: ARMÁRIO DE AÇO COM DUAS PORTAS DE CORRER Portaria nº 69/SMG- G/2009 de 03/07/2009

PRODUTO: ARMÁRIO DE AÇO COM DUAS PORTAS DE CORRER Portaria nº 69/SMG- G/2009 de 03/07/2009 1 G/2009 de 03/07/2009 1. DESTINAÇÃO Para guarda de material de escritório em geral. 2. REQUISITOS GERAIS (VER DESENHO Nº 9w1 e/ou 11w1 ) 2.1. DESCRIÇÃO O móvel será todo de aço compondo-se de uma caixa

Leia mais

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO:

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO: 1. DESCRIÇÃO: OBJETO: O sistema de ventilação mecânica visa propiciar as condições de qualidade do ar interior nos vestiários do mercado público de Porto Alegre. Para a manutenção das condições serão controlados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO DIVISÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO DIVISÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SERVIÇO DE ENGENHARIA PARA EXECUÇÃO DE EXTENSÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO PARA ATENDER A ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM DIVERSOS LOGRADOUROS DE PORTO ALEGRE 1. GENERALIDADES O

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA UNIDADE: COORDENAÇÃO DE LOGÍSTICA - COLOG (GESUS) 1 de 10 1. DO OBJETO O objeto da licitação é a contratação de empresa especializada no fornecimento e montagem de Estruturas Metálicas Tipo Cantilever

Leia mais

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP Aprova a Norma Técnica nº 010/2005-CBMAP, sobre atividades eventuais no Estado do Amapá,

Leia mais

E S P E C I F I C A Ç Õ E S

E S P E C I F I C A Ç Õ E S E S P E C I F I C A Ç Õ E S 1) DO OBJETO: É objeto da presente licitação, a contratação de empresa para Prestação de Serviço de Auditoria externa (independente), compreendendo: 1.1 Auditoria dos registros

Leia mais

Câmara Municipal de Cosmópolis

Câmara Municipal de Cosmópolis ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 01 INTRODUÇÃO A Câmara Municipal de Cosmópolis pretende contratar, com base na Lei nº 8.666/93, na Lei nº 10.520/02, no Decreto Municipal nº 3.769/2007, no Decreto Legislativo

Leia mais

Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Araçatuba / SP

Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Araçatuba / SP CONCURSO PONTE DE MACARRÃO Objetivo Geral O objetivo geral do trabalho proposto é motivar nos alunos o desenvolvimento de habilidades que lhes permitam: Aplicar conhecimentos básicos de Mecânica e Resistência

Leia mais

PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO

PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC Indicação Indicada para permitir acesso a desníveis de até 2m. Acesso a mezaninos, entradas de edifícios

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROGRAMAÇÃO VISUAL EXTERNA

MEMORIAL DESCRITIVO PROGRAMAÇÃO VISUAL EXTERNA MEMORIAL DESCRITIVO PROGRAMAÇÃO VISUAL EXTERNA 1. FINALIDADE O presente memorial tem por finalidade orientar a elaboração de orçamento bem como a execução dos elementos componentes da PROGRAMAÇÃO VISUAL

Leia mais

Segtreinne 5.0 - PROTEÇÃO LATERAL:

Segtreinne 5.0 - PROTEÇÃO LATERAL: 1.0 - OBJETIVO: Estabelecer procedimentos seguros para montagem, desmontagem e utilização de andaimes, em serviços de manutenção nas áreas da fábrica. 2.0 - APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica à montagem,

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DE EMPRESAS PARA DESENVOLVIMENTO E HOMOLOGAÇÃO DE MOLA PNEUMÁTICA DA SUSPENSÃO DOS TUE'S

QUALIFICAÇÃO DE EMPRESAS PARA DESENVOLVIMENTO E HOMOLOGAÇÃO DE MOLA PNEUMÁTICA DA SUSPENSÃO DOS TUE'S PROJETO BÁSICO Nº 3/13 Data 14/03/2013 UO SEITEC SSituação Recebido pelo SECOM Objeto QUALIFICAÇÃO DE EMPRESAS PARA DESENVOLVIMENTO E HOMOLOGAÇÃO DE MOLA PNEUMÁTICA DA SUSPENSÃO DOS TUE'S Texto do Projeto

Leia mais

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências Normativas 4 Definições 5 Generalidades gerais 6- Procedimentos 7 Certificação e validade/garantia INSTRUÇÃO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. desenvolvimento das atividades do SEBRAE/RO.

TERMO DE REFERÊNCIA. desenvolvimento das atividades do SEBRAE/RO. Contratação de empresa especializada para desenvolver software de gestão de viagens, visando providenciar ferramenta de tecnologia capaz de gerenciar o fluxo de aquisição de passagens, e/ou locação de

Leia mais

ANEXO II MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL

ANEXO II MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL ANEXO II MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL 1 SUMÁRIO 1 MODELO 1 - CARTA DE ENCAMINHAMENTO DE DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO... 3 2 MODELO 2 - COMPROMISSO DE DISPONIBILIDADE DE

Leia mais

NORMA TÉCNICA N. O 004/2008

NORMA TÉCNICA N. O 004/2008 ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COORDENADORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS NORMA TÉCNICA N. O 004/2008 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR APARELHOS EXTINTORES

Leia mais

CADASTRO DE VISTORIA

CADASTRO DE VISTORIA 01 - Empresa: COMPANHIA VALE DO RIO DOCE - CVRD 02 - Endereço da Sede (Rua, Avenida, etc) Avenida Dante Micheline 04 - Complemento: Ponta de Tubarão 08 - CEP: 29090-900 11 CNPJ/MF: (Sede) 33 592 510 /

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 02/2015

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 02/2015 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Praça 7 de setembro, s/n, Cidade Alta Natal/RN Fone: (84) 3616.6200 website: www.tjrn.jus.br E-mail: contratos@tjrn.jus.br

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS 1ª PERGUNTA: Pelo que entendemos no edital o sistema será implantado em cada unidade do DNIT, com banco de dados descentralizados

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DG DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO - DGA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO

DIRETORIA DE GESTÃO DG DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO - DGA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 010/2014 OBJETO Contratação de empresa especializada para execução dos serviços de instalação e fornecimento de vidros temperados incolor em imóveis da Eletrobrás Distribuição Rondônia,

Leia mais

Anexo VI - Memorial Para Sistemas Mecânicos (Elevador)

Anexo VI - Memorial Para Sistemas Mecânicos (Elevador) Anexo VI - Memorial Para Sistemas Mecânicos (Elevador) Nota: As especificações técnicas abaixo são um modelo a ser adaptado para cada caso. ELEVADOR ELÉTRICO AUTOMÁTICO PARA TRANSPORTE DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 10/08 PROCESSO Nº- 01788.2007.000.14.00-0 PREGÃO Nº 26/2008 O, situado na Rua Almirante Barroso, Nº 600, Centro, em Porto Velho-RO, inscrito no CNPJ- MF sob o Nº 03.326.815/0001-53,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA Outubro de 2013 1 1 OBJETO Prestação de Serviço de Manutenção da licença

Leia mais

P R O J E T O D E P E S Q U IS A IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO. Título: Projeto de Portos no Amazonas. Aluno Pesquisador:Ricardo Almeida Sanches

P R O J E T O D E P E S Q U IS A IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO. Título: Projeto de Portos no Amazonas. Aluno Pesquisador:Ricardo Almeida Sanches P R O J E T O D E P E S Q U IS A IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Título: Projeto de Portos no Amazonas Aluno Pesquisador:Ricardo Almeida Sanches Curso: Engenharia Civil Duração: fevereiro de 2008 a junho de 2008

Leia mais

Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras

Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras TUPER Mais de 40 anos transformando aço e conduzindo soluções. A Tuper tem alta capacidade de transformar o aço em soluções para inúmeras aplicações.

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE 1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE OBJETO: Aquisição de Equipamentos, Mobiliários, Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, para atender as Necessidades

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora. Faculdade de Engenharia EDITAL

Universidade Federal de Juiz de Fora. Faculdade de Engenharia EDITAL Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Engenharia EDITAL 2º Semestre 2012 1. Disposições gerais 1.1 Tema do concurso A tarefa proposta é a construção e o teste de carga de uma ponte treliçada,

Leia mais

REQUISITOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS REF. NBR 13434 DA ABNT

REQUISITOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS REF. NBR 13434 DA ABNT ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA JUNTO A DGST REQUISITOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS REF. NBR 13434 DA ABNT ANÁLISE E VISTORIA DOS SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA Objetivo

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO URBANO

TRANSPORTE COLETIVO URBANO TRANSPORTE COLETIVO URBANO ABRIGOS PARA PONTOS DE PARADA PROJETO ARQUITETÔNICO Julho 2007 PARADAS DE ÔNIBUS Memorial Justificativo A proposta é a construção de mobiliário urbano para abrigo da população

Leia mais

Memorial Técnico para Elaboração de Proposta Comercial

Memorial Técnico para Elaboração de Proposta Comercial I MEMORIAL TÉCNICO DO XXVII CBP: 1. Objeto da Concorrência: 1.1. Selecionar a(s) Montadora(s) prestadora(s) de serviços de montagem para as diversas fases BLOCOS para a implantação do XXVII CBP no Transamérica

Leia mais

25- ANEXO I SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO GOIÁS SEE/GO

25- ANEXO I SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO GOIÁS SEE/GO 25- ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA/PROJETO BÁSICO LICITAÇÃO/MODALIDADE: REGIME DE EXECUÇÃO: PREGÃO PRESENCIAL N.º 134/2004 MENOR PREÇO GLOBAL, REGIME DE EMPREITADA POR PREÇO GLOBAL. DADOS DA SOLICITANTE ÓRGÃO/ENTIDADE

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CAIXA D ÁGUA

MANUAL DE INSTRUÇÕES CAIXA D ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES CAIXA D ÁGUA 1 CONHEÇA O NOSSO PRODUTO PARA ARMAZENAR ÁGUA POTÁVEL ASSUNTOS A SEREM ESCLARECIDOS 1) DADOS TÉCNICOS; 2) MANUTENÇÃO; 3) PRECAUÇÕES; 4) CERTIFICADO DE GARANTIA. 1) DADOS

Leia mais

CONVITE SUPRIMENTO Nº 60/2011.

CONVITE SUPRIMENTO Nº 60/2011. CIRCULAR 01/2011 CONVITE SUPRIMENTO Nº 60/2011. OBJETO: Aquisição e Instalação de cobertura tensionada em diversos espaços, incluindo serviços de engenharia de execução de fundação e estrutura de aço e

Leia mais

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região EDITAL DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE CONTADOR PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS CONTÁBEIS E DE ASSESSORIA CONTÁBIL PARA O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 21ª REGIÃO PARAÍBA CONVITE Nº 002/2016

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. CAIXA DE MEDIÇÃO EM 34, kv 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de

Leia mais

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO. Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00032/2012

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO. Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00032/2012 Page 1 of 7 Pregão Eletrônico 925866.322012.7401.4982.381486003.827 Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00032/2012 Às 09:09 horas do dia 18 de junho de 2012,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços de instalação de piso elevado acessível, com fornecimento de componentes, acessórios e materiais, visando

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO Nº 096/2013

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO Nº 096/2013 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO Nº 096/2013 Contrato de Prestação de Engenharia Civil que entre si fazem o MUNICÍPIO DE GOIATUBA e a empresa PATROLAS PINTURAS, LETREIROS, LOCAÇÃO E TRANSPORTES

Leia mais

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

PERMISSÃO DE USO PARA IDENTIFICAÇÃO, INSTALAÇÃO E EXPLORAÇÃO DE ESPAÇOS PUBLICITÁRIOS NOS TERRENOS E PRÉDIOS DA TRENSURB

PERMISSÃO DE USO PARA IDENTIFICAÇÃO, INSTALAÇÃO E EXPLORAÇÃO DE ESPAÇOS PUBLICITÁRIOS NOS TERRENOS E PRÉDIOS DA TRENSURB PROJETO BÁSICO Nº 11/13 Data 01/08/2013 UO GECOM SSituação Autorizado Objeto PERMISSÃO DE USO PARA IDENTIFICAÇÃO, INSTALAÇÃO E EXPLORAÇÃO DE ESPAÇOS PUBLICITÁRIOS NOS TERRENOS E PRÉDIOS DA TRENSURB Texto

Leia mais

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS COMPANHIA DOCAS DO CEARÁ Secretaria de

Leia mais

Definições (NORMAM-2)

Definições (NORMAM-2) Definições (NORMAM-2) Embarcação - Qualquer construção, inclusive as plataformas flutuantes e as fixas quando rebocadas, sujeita a inscrição na autoridade marítima e suscetível de se locomover na água,

Leia mais

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas CONVITE 25/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Manual de Operação e Instalação Calha Parshall MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Setembro / 2004 S/A. Rua João Serrano, 250 Bairro do Limão São Paulo SP CEP 02551-060 Fone: (0xx11)

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA 1. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PARA AQUISIÇÃO DE LETREIROS PARA O 1. OBJETO O presente termo tem por objetivo a contratação pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, de empresa para a confecção de letras/números

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 16 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO

NORMA TÉCNICA N o 16 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO ANEXO XVI AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 16 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica estabelece critérios para proteção contra incêndio

Leia mais

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas CONVITE Nº 14/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Coordenação de Meio Ambiente MERJ TERMO DE REFERÊNCIA

Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária. Coordenação de Meio Ambiente MERJ TERMO DE REFERÊNCIA Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária Superintendência Regional do Rio de Janeiro - SRRJ Coordenação de Meio Ambiente MERJ TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA REALIZAÇÃO

Leia mais

MANUAL. Instruções. Caixa D ÁGUA

MANUAL. Instruções. Caixa D ÁGUA MANUAL de Instruções Caixa D ÁGUA CONHEÇA O NOSSO PRODUTO PARA ARMAZENAR ÁGUA POTÁVEL ASSUNTOS A SEREM ESCLARECIDOS: 1) DADOS TÉCNICOS 2) MANUTENÇÃO 3) PRECAUÇÕES 4) CERTIFICADO DE GARANTIA 1) DADOS TÉCNICOS:

Leia mais

Este procedimento tem como objetivo, estabelecer critérios e procedimentos necessários para montagem e utilização de escadas, rampas e passarelas.

Este procedimento tem como objetivo, estabelecer critérios e procedimentos necessários para montagem e utilização de escadas, rampas e passarelas. Revisão: 00 Folha: 1 de 7 1. Objetivo Este procedimento tem como objetivo, estabelecer critérios e procedimentos necessários para montagem e utilização de escadas, rampas e 2. Documentos de Referência

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL Resolução nº 002 de 09 de maio de 2011. O Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. CHAMADA PÚBLICA SAE nº 001/2015 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. CHAMADA PÚBLICA SAE nº 001/2015 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. CHAMADA PÚBLICA SAE nº 001/2015 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA A SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. ( SAE ), com endereço na Av. das Nações Unidas, n o 4.777, 6º andar, sala 1 CEP

Leia mais

DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS

DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA N : ET-810-CGC-007 USUÁRIO: CEGÁS 1 de 7 FOLHA: OBJETO AMPLIAÇÃO DA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL RAMAL DE DISTRIBUIÇÃO PARA ATENDIMENTO A CLIENTES REV. Í N D I C E D E R E

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal PREGÃO ELETRÔNICO 153/2009 PROCESSO 336.637 Trata-se de pedidos de esclarecimentos encaminhados pelas empresas AURUS Comercial e Distribuidora Ltda., HUFFIX do Brasil Ambientes Empresariais e TELOS S/A

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL DEZEMBRO/2009 VITÓRIA ES APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A HKM foi fundada em 2008 por profissionais com experiência no setor metalmecânico há mais de 20 anos. A HKM foi fundada com

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA 1 PROJETO Nº 013/2014 Solicitação: MEMORIAL DESCRITIVO Tipo da Obra: PINTURA MURETA, POSTES, BRINQUEDOS DO PARQUE INFANTIL E TROCA PISO SALAS DE AULA Reforma: local indicado em planta Local: EMEI CRIANÇA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Aeroporto Internacional de Salvador Deputado Luís Eduardo Magalhães

TERMO DE REFERÊNCIA Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Aeroporto Internacional de Salvador Deputado Luís Eduardo Magalhães TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO DE 250 (DUZENTOS E CINQUENTA) PALETES DE MADEIRA, NAS DIMENSÕES DE 135MM X 1200MM X 1000MM, PARA USO NO TERMINAL DE LOGÍSTICA DE CARGA TECA

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na descrição para contratação de empresa para prestação de serviços de locação e instalação

Leia mais

T E R M O D E R E F E R Ê N C I A - Cobertura para sítio arqueológico no interior do IPN -

T E R M O D E R E F E R Ê N C I A - Cobertura para sítio arqueológico no interior do IPN - T E R M O D E R E F E R Ê N C I A - Cobertura para sítio arqueológico no interior do IPN - 1. Justificativa Considerando que, com a inauguração da Fase 1 do projeto de revitalização da zona portuária do

Leia mais

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Coordenação Geral de Infra-Estrutura - CGEST ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE ESTRUTURAS METÁLICAS DATA:

Leia mais

Figura 1: Plataforma de trabalho do andaime. Figura 2: Piso metálico da plataforma de trabalho.

Figura 1: Plataforma de trabalho do andaime. Figura 2: Piso metálico da plataforma de trabalho. INSTRUÇÕES DE USO ANDAIME TUBULAR 1. Devem ser tomadas precauções especiais, quando da montagem, desmontagem e movimentação de andaimes próximos às redes elétricas. 2. O piso de trabalho dos andaimes deve

Leia mais

CEMIG DISTRIBUIÇÃO. Autores. Alex Antonio Costa Carlos Miguel Trevisan Noal Eustáquio do Nascimento Amorim Jorge Pereira de Souza Renato Claro Martins

CEMIG DISTRIBUIÇÃO. Autores. Alex Antonio Costa Carlos Miguel Trevisan Noal Eustáquio do Nascimento Amorim Jorge Pereira de Souza Renato Claro Martins A INTEGRAÇÃO DO SESMT COM A ENGENHARIA CIVIL NA ADEQUAÇÃO DAS INSTALAÇÕES VISANDO REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES DE CONSERVAÇÃO E LIMPEZA EXECUTADAS EM DIFERENÇA DE NÍVEL Autores Alex Antonio Costa Carlos Miguel

Leia mais

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 008/2015

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 008/2015 Tipo: Menor preço COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 008/2015 A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DO DESPORTO UNIVERSITÁRIO - CBDU, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita sob o CNPJ nº 42.467.787/0001-46, com sede

Leia mais

PREFEITURA DE TIMBÓ SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA E ADMINISTRAÇÃO ATA PREGÃO PRESENCIAL Nº. 109/2015. Equipe de Apoio

PREFEITURA DE TIMBÓ SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA E ADMINISTRAÇÃO ATA PREGÃO PRESENCIAL Nº. 109/2015. Equipe de Apoio PREFEITURA DE TIMBÓ SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA E ADMINISTRAÇÃO ATA PREGÃO PRESENCIAL Nº. 109/2015 Às 10:10 horas do dia 27/11/2015, na sala de Licitações da Prefeitura de Timbó, situada na Avenida

Leia mais

1. OBJETO 2. PRODUTOS

1. OBJETO 2. PRODUTOS 1. OBJETO 1.1 Aquisição com instalação de aparelhos de ar-condicionado tipo split para atendimento da Unidade Operacional da Anatel em Mato Grosso do Sul (UO7.2). 2. PRODUTOS 2.1 Fornecimento de 4 (quatro)

Leia mais

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho "U

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho U C-EC/U Porta Comercial de Encosto em caixilho "U A Dânica Doors recomenda que as instruções de montagem contidas neste manual sejam seguidas rigorosamente para que as portas atendam em sua plena funcionalidade.

Leia mais

RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 005/2010

RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 005/2010 RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 005/2010 O MUNICÍPIO DE NOVA VENÉCIA,, pessoa jurídica de direito público interno, inscrito no CNPJ nº 27.157.428/0001-80, estabelecida

Leia mais

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico JUL/2011 Acionamento Hidráulico Atende às normas NBR 9050 e NBR15655-1 Movimentação por botão de pressionamento constante ou joystick

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO - CEL

COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO - CEL RESULTADO CONCORRÊNCIA SESC/AR-PE Nº. 007/2011 (COMPRAS/SERVIÇOS) AQUISIÇÃO DE MOBILIÁRIOS, CAMAS E COLCHÕES PARA O CTL GARANHUNS A Comissão Especial de Licitação informa que o Presidente do Conselho Regional

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I CONSIDERAÇÕES INICIAIS: a) Este roteiro serve como base às obras de Fornecimento e instalação de plataforma de percurso vertical para o Bloco B da Unidade Operacional

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ATIVIDADE DE GUARDA VOLUMES

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ATIVIDADE DE GUARDA VOLUMES EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ATIVIDADE DE GUARDA VOLUMES I UTILIZAÇÃO DA ÁREA 1.1 Para o desenvolvimento da atividade, objeto deste contrato, o CONCESSIONÁRIO utilizará as áreas concedidas, única e exclusivamente,

Leia mais

Manual de Aprovação de Projeto para Clientes de Média Tensão

Manual de Aprovação de Projeto para Clientes de Média Tensão Manual de Aprovação de Projeto para Clientes de Média Tensão 1 2 Clientes de Média Tensão São aqueles conectados ao sistema de distribuição de energia de 13.800 volts (Rede de MT) da Coelce. Definidos

Leia mais