CÓDIGO DE CONDUTA DO FUNCIONÁRIO PERFIPAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÓDIGO DE CONDUTA DO FUNCIONÁRIO PERFIPAR"

Transcrição

1 CÓDIGO DE CONDUTA DO FUNCIONÁRIO PERFIPAR 1

2

3 CÓDIGO DE CONDUTA DO FUNCIONÁRIO PERFIPAR

4 4

5 ÍNDICE APRESENTAÇÃO (BOAS VINDAS PREZADO FUNCIONÁRIO)...7 PALAVRAS DA DIRETORIA...8 CÓDIGO DE CONDUTA DO FUNCIONÁRIO PERFIPAR...9 UM POUCO DA NOSSA HISTÓRIA...9 A PERFIPAR...11 MISSÃO...11 VISÃO...11 POLÍTICA DA QUALIDADE...11 CONFLITOS DE INTERESSES...12 NEUTRALIDADE POLÍTICA...12 RELAÇÕES COM PARCEIROS DE NEGÓCIOS...13 DIREITOS HUMANOS...14 DISCRIMINAÇÃO...14 ADMISSÃO DE MEMBROS DA MESMA FAMÍLIA...15 AMBIENTE DE TRABALHO...15 RELAÇÕES DE TRABALHO...16 SIGILO DE INFORMAÇÕES OU CONFIDENCIALIDADE...16 VESTUÁRIO...17 NORMAS...18 FÉRIAS

6 USO DO CORREIO ELETRÔNICO E INTERNET...20 APARELHOS CELULARES E ELETRÔNICOS...22 VISITAS AOS AMBIENTES DA EMPRESA...23 PROCEDIMENTOS PARA AS VISITAS...25 SAÚDE E SEGURANÇA...26 PLANO DE SAÚDE...26 SEGURANÇA DO TRABALHO...26 GINÁSTICA LABORAL...27 AMBIENTE HARMÔNICO...27 MEIO AMBIENTE...28 SEGURANÇA PATRIMONIAL...29 USO DE MATERIAS, EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS...30 MATERIAIS...30 EQUIPAMENTOS...31 FERRAMENTAS...31 VIAGENS...32 VENDAS DE PRODUTOS AOS FUNCIONÁRIOS...33 VENDAS DE PRODUTOS ENTRE OS FUNCIONÁRIOS...33 RESPONSABILIDADE SOCIAL...34 RESPONSABILIDADE DAS LIDERANÇAS...35 SIGLAS IMPORTANTES

7 Apresentação Conduzimos nossos negócios com integridade sempre de acordo com a legislação vigente. O Código de Conduta do Funcionário enfatiza os princípios que a Perfipar S/A Manufaturados de Aço acredita e espera que seus funcionários e prestadores de serviço conheçam, entendam e pratiquem. Assim como, enfatiza quais são os princípios pelos quais a empresa conduz suas relações com o mercado, com o governo e com a sociedade. Esse conjunto de práticas, políticas e normas, assim como o MQP, as PIs e as IPTs, devem ser observados no exercício diário do trabalho de todos aqueles que contribuem com a empresa. Os gestores e as lideranças são responsáveis por transmitir, esclarecer dúvidas e garantir a aplicação do conteúdo desse Código. É importante ressaltar que em caso de conflito entre a lei vigente no país e os princípios contidos neste Código prevalecerá a Lei. 7

8 PALAVRA DA DIRETORIA Agir com integridade, responsabilidade, dentro dos padrões éticos não é apenas uma boa política, é também uma boa prática de negócios e respeito às pessoas. Temos orgulho em afirmar que a empresa atua no mercado há mais de quatro décadas com o engajamento de sua equipe interna e com o comprometimento e respeito às normas. Esperamos com esse Código de Conduta, oportunizar uma melhoria contínua aos nossos funcionários, parceiros, clientes e processos. Nele estão contidos nossos direitos e deveres no ambiente empresarial, sempre primando pela ética nos negócios, que nada mais é do que a busca do interesse comum. Estamos comprometidos a proteger nossa missão e nossos valores! 8

9 CÓDIGO DE CONDUTA DO FUNCIONÁRIO PERFIPAR SEJA BEM VINDO À PERFIPAR! Gostaríamos de apresentar a empresa da qual você faz parte e é uma pessoa importante. Um pouco da nossa história... A Perfilados Paraná - Indústria Comércio e Representações Ltda foi fundada em 12 de junho de 1969 pelos empresários Ivan Luiz Coelho, Armando Araujo e Aírton Araujo, na cidade de Curitiba/PR, tendo como objetivo a fabricação de perfis de aço para a indústria de serralheria do Estado do Paraná. A partir de sua fundação, a empresa seguiu sempre a política de reinvestimento dos lucros, solidificando assim a sua posição no cenário industrial. Mantendo um rigoroso controle de qualidade, projetou sua marca rapidamente no mercado nacional. A empresa necessitou alterar sua razão social para um nome que pudesse relatar o ramo de ativida- 9

10 de, passando desta forma a se chamar Perfilados Paraná - Manufaturados de Aço Ltda, conhecida desde então como Perfipar, sua marca registrada. Desde o começo a Perfipar cresceu com vigor. Atualmente seu parque fabril abrange a conformação do aço nos seguintes produtos: tubos com costura, perfis conformados a frio (leves e estruturais), chapas, defensas rodoviárias, perfis conformados a quente (laminados), telhas e silos. Esse desenvolvimento mostrou-se acentuado, com a implantação de uma unidade fabril em Colombo, no Paraná, para a produção de perfis em prensas e laminados de aço. Em 1995, ocorreu a aquisição da unidade de Chapecó, em Santa Catarina, para ampliar a produção de tubos de aço. Em 30 de novembro de 1998, a razão social foi alterada para Perfipar Manufaturados de Aço Ltda., sendo alterada novamente para Perfipar S/A Manufaturados de Aço, em 02 de dezembro de

11 A PERFIPAR MISSÃO Manter-se atualizada e inovadora, atuando no segmento do aço, satisfazendo clientes, colaboradores, acionistas e sociedade. VISÃO Ser a primeira opção de compra do cliente, nos setores que atuarmos. POLÍTICA DA QUALIDADE Nós da Perfipar temos o compromisso com a contínua melhoria da qualidade de nossos produtos e serviços, de modo a conquistar a confiança e atender às necessidades e expectativas de nossos clientes, não preterindo nossos valores: 4 Ética nos negócios; 4 Preferência pela parceria nos relacionamentos que mantemos; 4 Valorização dos nossos colaboradores no seu desenvolvimento 11

12 pessoal e profissional; 4 Empresa inovadora e criativa; 4 Credibilidade da marca Perfipar; 4 Comprometimento com os ideais dos fundadores: empresa capitalizada e humana; 4 Respeitar e preservar o meio ambiente; 4 Contribuir para uma sociedade mais justa e humana. CONFLITOS DE INTERESSES As decisões nos negócios deverão ser tomadas de maneira idônea, salvaguardando os interesses da empresa e do funcionário. Interesses particulares jamais devem entrar em conflito com os interesses da empresa. NEUTRALIDADE POLÍTICA Nem o nome, nem os recursos da Perfipar S/A Manufaturados de Aço poderão ser usados para promover os interesses de partidos e/ou candidatos políticos. Cada um reservará seu direito e sigilo de voto. 12

13 RELAÇÕES COM PARCEIROS DE NEGÓCIOS (internos e/ou externos) As relações com os parceiros de negócios são caracterizadas pela imparcialidade. Deste modo, não poderá o funcionário da Perfipar oferecer aos clientes, potenciais clientes, governo ou qualquer outra instituição/ entidade, recompensa, vantagem ou propina. Os funcionários da Perfipar não devem aceitar pagamentos ou outros tipos de benefício para gerar vantagem a terceiros. Assim como também não devem aceitar presentes e brindes acima de R$ 200,00 (duzentos reais) para uso pessoal, somente para doação e para sorteios da empresa em eventos. Qualquer atitude relacionada ao citado acima que possa insinuar ou afetar a objetividade das decisões terão as sanções previstas em lei. A Perfipar mantém uma rotina de procedimentos e autorizações (verificar PI-07, IPTs e Matrizes de Autoridade/Responsabilidade Específicas) que estabelecem as delegações e responsabilidades. Não sendo autorizadas decisões sem prévia discussão ou consulta aos documentos. 13

14 DIREITOS HUMANOS A empresa Perfipar suporta, acolhe e respeita a proteção dos direitos humanos, assegurando, assim, a não cumplicidade em casos de abusos dos direitos humanos. DISCRIMINAÇÃO A empresa Perfipar emprega e trata seus funcionários de maneira não discriminatória no que diz respeito a gênero, raça, religião, idade, deficiências, orientações sexuais, nacionalidade, opinião política, afiliação sindical, social ou étnica, assim como exige de sua equipe interna a mesma postura. Além disso, a diversidade e inclusão no local de trabalho são incentivadas em todos os níveis. Casos de discriminação devem ser denunciados ao Departamento de Recursos Humanos - RH e serão tratados com o superior imediato, RH e Diretoria. Não é tolerado nenhum tipo de trabalho forçado, compulsório e infantil. 14

15 ADMISSÃO DE MEMBROS DA MESMA FAMÍLIA No caso de membros da mesma família, não será permitido o trabalho no mesmo setor e/ou departamento, a partir da vigência desse documento. No caso de candidatos da mesma família que participem do processo seletivo para unidade onde um membro da família exerça função de liderança, não será permitida a contratação. AMBIENTE DE TRABALHO As condições necessárias para um ambiente de trabalho seguro e saudável já são fornecidas e são de responsabilidade da empresa. Porém, a manutenção, o zelo e a organização dos espaços são responsabilidades dos funcionários que atuam naquele ambiente. 15

16 RELAÇÕES DE TRABALHO Um funcionário ao assinar o contrato de trabalho com a Perfipar S/A Manufaturados de Aço, automaticamente já aceitará as normas internas da empresa. As normas definidas no contrato de trabalho são baseadas na legislação trabalhista brasileira. SIGILO DE INFORMAÇÕES OU CONFIDENCIALIDADE O empregado não deverá, durante ou após a vigência de seu contrato de trabalho, transmitir, revelar ou utilizar, qualquer informação, equipamento, documentação ou dados arquivados para terceiros ou para uso pessoal, sem autorização escrita da Diretoria ou de seus representantes legais. Lembramos aqui que s, computadores e arquivos em máquinas da empresa são direitos da empresa e a mesma se reserva ao direito legal de verificar e acessar informações quando julgar necessário. 16

17 VESTUÁRIO A Perfipar não impõe um código de vestimenta, mas exige o uso de uniforme para a área fabril e secretárias, assim como exige o bom senso dos demais funcionários. Nas áreas operacionais, os funcionários devem vestir os uniformes concedidos pela empresa, conforme necessidade de processo e as normas de segurança. Nas áreas administrativas, comercias e técnicas, recomenda-se sempre o bom senso. Nas atividades externas, recomenda-se o uso de vestimentas formais (camisa, calça social, terninhos, blazer e etc.) aos funcionários que atuam nessa área. Já nas atividades em que o contato externo é menor, é possível vestir-se de maneira menos formal (calça jeans, camisas polo e etc). 17

18 Bom senso - o uso de miniblusas, minissaias, roupas colantes, camisas de time de futebol, roupas transparentes, bermudas, regatas decotadas, regatas masculinas e chinelos são inconvenientes no ambiente de trabalho. NORMAS A Perfipar segue a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) para tomadas de decisões diárias e principalmente em casos extremos. Deste modo, fica lavrado que em caso de má conduta no ambiente de trabalho, em eventos ou encontros promovidos pela empresa, a mesma se reserva ao direito de utilizar as sanções presentes na CLT (art. 482), sem qualquer empecilho. FÉRIAS Caso o RH não receba a solicitação de férias até 1 ano e 8 meses antes do vencimento do segundo período aquisitivo, a programação será automática pelo RH. Para que o funcionário possa programar suas férias na modalidade 20 dias com 10 ou 30 dias, o mesmo deverá solicitar por 18

19 escrito ao RH 30 dias antes de vencer o período aquisitivo. Caso isso não ocorra, a empresa definirá a modalidade. 19

20 USO DO CORREIO ELETRÔNICO E INTERNET A Perfipar S/A Manufaturados de Aço é proprietária e controladora dos serviços de Tecnologia da Informação (TI), bem como dos dados armazenados nos servidores. O uso destes serviços é registrado e analisado regularmente pelo departamento responsável juntamente a Diretoria. Os serviços de TI não podem estar em desacordo com os interesses e valores da Perfipar S/A Manufaturados de Aço. O usuário é responsável pela utilização adequada das informações dos serviços de TI, sendo responsável também por assegurar que informações confidenciais e sensíveis sejam protegidas contra acessos não autorizados. Seguem algumas questões proibidas: Utilizar correio eletrônico e internet para qualquer finalidade ilegal ou que possa causar danos à reputação dos funcionários e dos negócios; Transmitir ou armazenar informações ameaçadoras, obscenas, perturbadoras, calúnias, injúrias ou difamações; 20

21 Violar a privacidade de outros usuários; Publicar informações em nome da empresa, divulgar boletins e notícias, sem passar pela pessoa responsável e sem a devida autorização; Transmitir e/ou instalar programas de computador em violação aos direitos autorais aplicáveis; Criar artigos, planilhas ou informativos para divulgação interna ou externa sem a devida autorização; Permitir o acesso de terceiros aos serviços descritos nas PIs e IPTs sem a devida aprovação formal; Negar-se a utilizar programas para proteção contra vírus de computador; Transmitir deliberadamente fotos (pessoais ou da empresa), imagens, senhas, códigos ou vírus de computador (mesmo que não intencionalmente); Usar serviços de correio eletrônico não autorizados pela Perfipar S/A no horário do expediente, tais como: Hotmail, MSN, ORKUT, BLOGS, Facebook, Twitter, entre outros. A utilização dos mesmos somente é autorizada fora do horário de expediente (horário de almoço), por ser considerado lazer; Armazenar a caixa de mensagem e servidor F:/ com informações e imagens desnecessárias; 21

22 Usar lista interna para divulgação de SPAM ou informações fora do escopo das atividades designadas ao usuário; Fica vedada a utilização de pen drives para cópias de documentos, sem autorização da gerência ou diretoria. APARELHOS CELULARES E ELETRÔNICOS Não é recomendável o uso de celulares nas áreas fabris e reuniões dentro da Perfipar S/A Manufaturados de Aço; Aparelhos celulares, máquinas fotográficas, ipod, MP3, MP4 e outros aparelhos eletrônicos portáteis não são de responsabilidade da empresa, por esse motivo sugerimos que não traga os mesmos para seu ambiente de trabalho; Não está autorizada a utilização desses aparelhos (celulares, ipod, MP3, MP4 e etc) para registrar imagens internas, ou seja, não é permitido tirar fotos; As ligações particulares de telefones fixos são controladas, assim recomendamos o bom senso. 22

23 VISITAS AOS AMBIENTES DA EMPRESA Visitas às fábricas: Coletivas - Visitas de grupos com a finalidade de conhecer a fábrica, devem ser coordenadas pelo departamento que autorizou (documento escrito e assinado). Os visitantes devem usar capacetes e crachás de identificação de visitante. Técnicas - Visitas de caráter profissional em que um fornecedor, um cliente interno ou externo, ou um técnico necessitem conhecer os produtos, a produção ou algo específico, devem, da mesma forma, ser coordenadas e assinadas por quem autorizou. Os visitantes devem usar capacetes de identificação de visitante. Pessoais - São aquelas que qualquer pessoa autoriza a visita à empresa. Essas não são permitidas, exceto se um gerente ou diretor autorizar por escrito. É proibido que o visitante ande sem acompanhamento de um responsável da unidade. Os visitantes devem usar o capacete de identificação de visitante. 23

24 Visitas às lojas e escritório: Coletivas - Visitas de pequenos grupos com a finalidade de conhecer a filial, devem ser coordenadas pelo gerente ou vendedor (necessário documento escrito e assinado). Os visitantes devem usar crachá de identificação. Técnicas - Visitas de caráter profissional, em que um fornecedor, um cliente interno ou externo, ou um técnico necessitem conhecer os produtos ou algo específico. Devem, da mesma forma, ser coordenadas e assinadas pelo gerente ou vendedor. Pessoais - São aquelas que qualquer pessoa autoriza outra pessoa a visitar a empresa, essas não são permitidas, exceto se um gerente ou diretor autorizar por escrito. É proibido que o visitante ande sem acompanhamento de alguém do escritório ou da loja. 24

25 PROCEDIMENTOS PARA AS VISITAS Os visitantes só poderão entrar na empresa acompanhados pelo funcionário autorizado; O funcionário autorizado deverá acompanhar o visitante durante toda a visita; O funcionário acompanhante é responsável pelo visitante durante todo o período em que estiver na empresa, inclusive no auxílio ao uso dos equipamentos de proteção individual; Não são permitidas visitas fora do horário normal de trabalho (7h45 às 17h33 de segunda à sexta), ou seja, em dias de eventos (festas, churrascos ou solenidades) não será permitida nenhuma visita à área operacional ou departamentos; São proibidas fotos e filmagens no interior da empresa, durante visitação, salvo com autorização da Diretoria ou Marketing; Visitas de jornalistas e afins serão atendidas exclusivamente com o acompanhamento da área de Marketing. 25

26 SAÚDE E SEGURANÇA A Perfipar está empenhada em manter o melhor ambiente de trabalho para os empregados, assim como para orientá-los para que não se envolvam em situações de risco. O principal enfoque das ações de saúde é a prevenção, por isso os exames obrigatórios por lei serão cobrados periodicamente. PLANO DE SAÚDE Oferecemos plano de saúde para nosso funcionário, deste modo o mesmo deverá conseguir as informações necessárias junto ao departamento de recursos humanos, sendo a sua participação opcional. SEGURANÇA DO TRABALHO A Perfipar mantém uma área específica que administra, normatiza e coordena atividades relacionadas à segurança no trabalho, as- 26

27 sim como à higiene ocupacional, à prevenção de acidentes, combate a incêndio e doenças ocupacionais. Temos nossos técnicos de segurança do trabalho que podem nos auxiliar sempre que necessário, além de cumprir com as NR s e O.S.S.O. GINÁSTICA LABORAL A Perfipar conta com a parceria de uma empresa para ginástica laboral, que objetiva a prevenção de doenças ocupacionais. Deste modo, proporcionamos acompanhamento com profissionais da área, sendo a participação opcional. AMBIENTE HARMÔNICO Para que todos possam atuar de maneira harmônica, cortês, com eficiência e qualidade é necessário algumas atitudes como: Tratar colegas e lideranças de maneira assertiva, adequada e com cortesia; Manter o ambiente de trabalho limpo e organizado; Zelar por seu espaço de trabalho e ferramentas; 27

28 Ter sempre atitudes positivas, colaborando para solução de problemas e conflitos; Manter sempre uma postura ética ao tratar assuntos da empresa; Respeitar e disseminar os conceitos da empresa: qualidade, missão, segurança, respeito, ações sociais e respeito ao meio ambiente; Trabalhar com energia, paixão, disposição, motivação e, principalmente, com respeito às pessoas; Buscar constantemente alternativas de transformar suas competências em valor, priorizando a qualidade em cada aspecto de sua vida e trabalho, na formação de equipes de alta performance. MEIO AMBIENTE Todos os funcionários devem se envolver, cooperar e participar em todas as ações da empresa em prol do meio/ambiente. 28

29 SEGURANÇA PATRIMONIAL O acesso às dependências da empresa só será autorizada com o uso do crachá; O funcionário que não estiver portando o seu crachá deve se dirigir à portaria /recepção e se identificar, solicitando sua autorização de entrada; Os visitantes devem apresentar carteira de identidade e usar crachá de identificação; No caso de extravio do crachá o funcionário deverá comunicar imediatamente o superior imediato e o RH; Não é permitida a entrada de objetos particulares como filmadoras, ferramentas e similares, sem autorização escrita; Não é permitida a saída de materiais, ferramentas e equipamentos de propriedade da empresa sem autorização escrita; É expressamente proibida a entrada de funcionários portando armas de fogo, armas branca, drogas, bebidas alcoólicas e afins; Os motoristas devem obedecer à legislação de trânsito vigente; O desaparecimento de bens deve ser comunicado ao superior da Unidade. 29

30 USO DE MATERIAIS, EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS Cada unidade é responsável pela orientação de seus funcionários quanto ao uso de materiais, equipamentos e ferramentas, seguindo procedimentos e política interna. MATERIAIS Os materiais fornecidos pela empresa são de propriedade da mesma, não sendo autorizado pedido ou compra de algo para uso pessoal. Todos os materiais solicitados precisam ter uma justificativa de uso, assim como uma conscientização de sua real necessidade. Para efetuar a compra é necessário preencher o documento de pedido de compra. Ficam proibidas cotações e pedidos a fornecedores sem autorização escrita do responsável pela compra. 30

31 EQUIPAMENTOS Os equipamentos da empresa (máquinas, computadores, capacetes, telefones, celulares e etc) são para uso somente a trabalho, assim fica proibido o uso dos mesmos fora das necessidades da empresa. Ligações locais serão permitidas, desde que não exceda os limites do departamento, já ligações interurbanas ou internacionais só serão autorizadas para assuntos relacionados à empresa ou emergenciais com autorização do seu superior imediato via correio. Somente é autorizada ligação particular via celular em caso de viagens pela empresa e perante autorização escrita via correio, pelo superior. FERRAMENTAS A Perfipar disponibiliza para seu dia a dia todas as ferramentas necessárias para o desenvolvimento do trabalho. Em caso de mau uso, falta de cuidado, roubo, má fé ou afins a empresa se reserva o direto de pedir reembolso dos prejuízos obtidos. 31

32 VIAGENS As despesas de viagem somente serão reembolsadas mediante apresentação de Nota Fiscal, comprovando tais gastos. Todas as viagens para fins empresariais devem conter um relatório de viagem, conforme modelo aprovado, esse documento deve conter a assinatura do funcionário viajante e de seu superior imediato. Os funcionários que possuem cartão milhagem em seu nome e utilizam passagens compradas pela empresa para pontuá-los deverão avisar a Diretoria, que fará um acordo específico com cada funcionário. Em caso de necessidade de passagens aéreas a empresa se dá o direito de comprar a passagem mais em conta no momento. Caso o funcionário queira pontuar seu cartão e para isso necessite uma passagem com custo mais elevado de outra companhia, terá que pagar a diferença do valor da passagem proposto pela empresa. 32

33 VENDAS DE PRODUTOS AOS FUNCIONÁRIOS A Perfipar criou uma Política de compra de produtos fabricados ou fornecidos pela empresa e a mesma se encontra na IPT-058. VENDAS DE PRODUTOS ENTRE OS FUNCIONÁRIOS A Perfipar busca a melhor condição de trabalho para seus funcionários, respeitando seus limites, suas necessidades e suas condições físicas e mentais. Por isso, acredita que ter uma atividade extra no mesmo ambiente de trabalho não é saudável. Deste modo, a empresa indica a ASPER para a vendas de produtos, assim como para divulgar, negociar e efetivar a venda de produtos. As demais vendas efetuadas por funcionários sem o prévio conhecimento e consentimento assinado por seu supervisor, são proibidas dentro do ambiente da empresa. 33

34 RESPONSABILIDADE SOCIAL A Perfipar é uma empresa consciente de seus deveres para com a comunidade e com a sociedade, mantendo assim uma relação periódica com entidades, instituições e eventos sociais. Para esse fim, temos uma equipe responsável em atender, identificar e sanar as necessidades possíveis à empresa. A equipe pode ser contactada pela intranet da empresa. A Perfipar preza pelo processo de manutenção ambiental, por isso cada funcionário deve estimular a sensibilização a respeito dos problemas ambientais e buscar constantemente otimização de uso dos recursos naturais, bem como formas alternativas de soluções. 34

35 RESPONSABILIDADE DAS LIDERANÇAS A empresa sabe selecionar seus líderes e é por isso que existem muitas expectativas para com eles. Portanto, é de responsabilidade das lideranças comunicar, divulgar e demonstrar o conteúdo desse Código aos demais funcionários. Além de incentivar os funcionários a comunicar comportamentos que desrespeitem esses princípios éticos. As denúncias poderão ser feitas diretamente aos superiores ou ao Departamento de Recursos Humanos. 35

36 SIGLAS IMPORTANTES Alguns termos na empresa são utilizados através de siglas, as quais são importantes para toda a empresa. Segue lista de siglas: SIGLAS AIE AMQP CGQ SIQ CQU CSQ EMS IPT ISO MQP NBR PI PS SM TAB SIGNIFICADO Auditoria Interna e Externa Acompanhamento da Melhoria da Qualidade Perfipar Coordenação Geral da Qualidade Semana Interna da Qualidade Comitê da Qualidade da Unidade Comitê Superior da Qualidade Enterprise Management System Sistema de Gerenciamento Empresarial Instruções e Padrões de Trabalho International Standardization Organization Manual da Qualidade Perfipar Norma Brasileira de Regulamentação Procedimento Interno Pesquisa de Satisfação Sugestões de Melhorias Tabelas Controladas 36

37 CIPA SIPAT ASPER EPI EPC NRs O.S.S.O Comissão Interna de Prevenções de Acidentes Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho Associação Perfipar Equipamento de Proteção Individual Equipamento de Proteção Coletiva Normas Regulamentadoras Ordem de Serviço de Segurança Ocupacional 37

38

39 Perfipar S/A Manufaturados de Aço Eu, li, compreendi, estou ciente e cumprirei com o que foi proposto no Código de Conduta do Funcionário. Coloco-me à disposição para quaisquer soluções ou sanções necessárias. Assinatura do Funcionário Nº da matrícula Data

40

41

42

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO CÓDIGO DE ÉTICA G UPO 1 Sumário APRESENTAÇÃO... 2 1. APLICABILIDADE... 3 ESCLARECIMENTOS... 3 O COMITÊ DE ÉTICA... 3 ATRIBUIÇÕES DO COMITÊ... 3,4 2. ASSUNTOS INTERNOS... 4 OUVIDORIA... 4 PRECONCEITO...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética

Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética SUMÁRIO CONCEITO OBJETIVO ABRANGÊNCIA PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTOS CONFLITOS DE INTERESSE CONFIDENCIALIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESERVAÇÃO

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta O Código de Ética e Conduta do ESA - Externato Santo Antônio estabelece o comportamento esperado de todos aqueles que trabalham na, para e com a instituição, e tem por objetivo

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DA DIRETORIA A todos os dirigentes e empregados A Companhia de Seguros Aliança do Brasil acredita no Respeito aos princípios éticos e à transparência de conduta com as

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters Código de Conduta do Fornecedor Em vigor a partir de 2 de julho de 2012 Ethics Matters Mensagem do CPO [Chief Procurement Officer - Diretor de Compras] A Duke Energy está comprometida com a segurança,

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DATA: 25/01/2016 VERSÃO 2.0 VERSÃO 2 25/01/2016 ÁLVARO BARBOSA SUMÁRIO I. INTRODUÇÃO... 3 II. PAPÉIS E RESPONSABILIDADES... 4 II.1 - COMITÊ EXECUTIVO... 4 II.2 - CONTROLES

Leia mais

EQUIPOMAN. Sistema de Gestão Integrada. Código de Ética

EQUIPOMAN. Sistema de Gestão Integrada. Código de Ética Sistema de Gestão Integrada Código de Ética CE-01/2012 Rev: 01 Data: 11/12/2012 1 Mensagem da Diretoria Prezados (as) Colaboradores (as), É com imensa satisfação que apresentamos o Código de Ética da EQUIPOMAN

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013

CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013 CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013 Se surgirem dúvidas sobre a prática dos princípios éticos ou desvios de condutas, não hesite em contatar o seu superior ou o Comitê de Ética. SUMÁRIO O CÓDIGO DE

Leia mais

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA SUMÁRIO APRESENTAÇÃO COLABORADORES Princípios éticos funcionais Emprego e Ambiente de trabalho Conflito de interesses Segredos e informações comerciais SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Leia mais

Padrões para Fornecedores da GS1 BRASIL

Padrões para Fornecedores da GS1 BRASIL Padrões para Fornecedores da GS1 BRASIL O objetivo deste documento é informar aos fornecedores dos pontos e valores fundamentais de nosso processo de compras. A GS1 Brasil mantém a ética, a transparência

Leia mais

NOSSA VIDA É FACILITAR A SUA.

NOSSA VIDA É FACILITAR A SUA. NOSSA VIDA É FACILITAR A SUA. SUMÁRIO Carta do Diretor / Conselho de Administração... 03 Diretrizes... 04 Introdução... 05 Missão e Visão... 06 Valores... 07 Princípios e Condutas... 08 Comitê de Conduta

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação NORMAS DE CONDUTA Apresentação Adequando-se às melhores práticas de Governança Corporativa, a TITO está definindo e formalizando as suas normas de conduta ( Normas ). Estas estabelecem as relações, comportamentos

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA REV. 01-28/08/2009 Sumário Sumário... Erro! Indicador não definido. 1 Introdução e Princípios Gerais... 3 2 Relações da Empresa... 3 2.1 Com os colaboradores... 3 2.2 Com os clientes...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO Este Código de Ética é público e reúne diretrizes que norteiam o comportamento dos Conselheiros, Dirigentes e Colaboradores

Leia mais

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Caro Parceiro de Negócio, A história da nossa empresa inclui um compromisso de longa data em estar de acordo com as leis onde quer que atuemos e realizar nossos

Leia mais

Código de Conduta Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin

Código de Conduta Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin Código de Conduta Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin 1 Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin Introdução O objetivo deste Código de Conduta é orientar os nossos fornecedores

Leia mais

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda.

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda. Código de Ética SPL Consultoria e Informática Ltda. Introdução Segundo o dicionário Aurélio ética é o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana suscetível de qualificação do ponto

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 2013

CÓDIGO DE CONDUTA 2013 CÓDIGO DE CONDUTA 2013 CARTA DO PRESIDENTE A, traduzimos nossos valores e damos diretrizes à, de modo a garantir um relacionamento transparente e harmonioso com clientes, e e cotidianas de trabalho., aqui

Leia mais

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os aspectos, os seus direitos e as suas obrigações. O original

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR INTRODUÇÃO Ciente de sua responsabilidade como fornecedora de refeições coletivas e prestadora de serviços, o Grupo Vivo Sabor divulga seu Manual

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA APRESENTAÇÃO Este é o Código de Conduta da Net Serviços de Comunicação S.A. e de suas controladas ( NET ). A NET instituiu este Código de Conduta norteado

Leia mais

Princípios de Conduta e Ética

Princípios de Conduta e Ética Princípios de Conduta e Ética Índice 2 Visão, Missão e Valores da Alpargatas 4 Apresentação 6 O que são princípios éticos A quem eles se aplicam O Comitê de Ética da Alpargatas 8 Compromisso com nosso

Leia mais

Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611

Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611 Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611 CNPJ: 61.460.077/0001-39 / INSCR: 105.657.106.110 Gestão

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS

MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS AS MÍDIAS SOCIAIS SÃO HOJE AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE INTERAÇÃO SOCIAL E DE COMPARTILHAMENTO DE IDEIAS E INFORMAÇÕES. O Sistema de Saúde Mãe de Deus (SSMD), sabendo

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 2015 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ALIANSCE I. Abrangência A Aliansce, todas as sociedades, direta ou indiretamente por ela controladas ou sob mesmo controle, e os Shopping Centers

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética Página 1 de 5 Código de Conduta e Ética 2012 Resumo A SAVEWAY acredita que seu sucesso está pautado na prática diária de elevados valores éticos e morais, bem como respeito às pessoas, em toda sua cadeia

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Introdução A Eucatex, através deste Código de Ética e Conduta, coloca à disposição de seus colaboradores, fornecedores e comunidade, um guia de orientação para tomada de decisões

Leia mais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Nós, Hilti (Brasil) Comercial Ltda. (coletivamente, referido como Hilti, "nós", "nosso" ou "a gente") nessa Política

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

Manual de Conduta LOGÍSTICA

Manual de Conduta LOGÍSTICA Manual de Conduta LOGÍSTICA Manual de Conduta do GRUPO PACER 1. Mensagem do Presidente 2. Apresentação 3. A Empresa 4. Uso da Marca Pacer 5. Uso de Recursos de Informática 2 6. Boas Práticas: Uniforme,

Leia mais

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP 1 Código de Ética e Conduta da Argus MENSAGEM DO PRESIDENTE Este Código de Ética e Conduta foi elaborado com a finalidade de explicitar

Leia mais

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação Política de segurança da Informação. Metodologia de levantamento da política de segurança. Objetivos e responsabilidades sobre a implementação. Métodos

Leia mais

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa Caro colaborador, A prática do Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa é tão importante que fazemos questão que cada colaborador tenha seu próprio

Leia mais

Código de Ética e Conduta. Elaborado por: Lilian Scaraviello e Carlos Espanholeto

Código de Ética e Conduta. Elaborado por: Lilian Scaraviello e Carlos Espanholeto Código de Ética e Conduta Elaborado por: Lilian Scaraviello e Carlos Espanholeto Introdução As açoes de todos os colaboradores pela integridade, respeito e transparência buscando o fortalecimento das relações

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

OBJETIVO DO CÓDIGO DE CONDUTA: Trabalho com ÉTICA HONESTIDADE HUMILDADE TRANSPARÊNCIA RESPONSABILIDADE EMPREENDEDORISMO

OBJETIVO DO CÓDIGO DE CONDUTA: Trabalho com ÉTICA HONESTIDADE HUMILDADE TRANSPARÊNCIA RESPONSABILIDADE EMPREENDEDORISMO OBJETIVO DO CÓDIGO DE CONDUTA: O CÓDIGO DE CONDUTA do GRUPO BAHAMAS, composto pelo Supermercado Bahamas e Bahamas Card (BTR), foi elaborado com o objetivo de orientar o trabalho de forma que as nossas

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação e Comunicação da Região Central do Centro do Rio Grande do Sul CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Outubro de 2013 MISSÃO Fortalecer, qualificar,

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO MAGNA INTERNATIONAL INC. DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO Oferecer ou receber presentes e entretenimento é muitas vezes uma

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA SWEETMIX

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA SWEETMIX CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA SWEETMIX Caro Colaborador, A prática do Código de Conduta Ética é tão importante que fazemos questão que cada colaborador tenha seu próprio exemplar para ler e consultar sempre

Leia mais

Apresentação... 4 A Companhia... 5 O Objetivo... 5 Missão, Visão, Valores... 5 Abrangência...6 Integração... 6 Conflito de Interesses...

Apresentação... 4 A Companhia... 5 O Objetivo... 5 Missão, Visão, Valores... 5 Abrangência...6 Integração... 6 Conflito de Interesses... Código de de ética Ética Adubos Sudoeste Ltda Gestão de Recursos Humanos Telefone: (64) 2102-2000 E-mail: ética@adubossudoeste.com.br 1ª Edição Maio 2011 Apresentação... 4 A Companhia... 5 O Objetivo...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA ABRANGÊNCIA Este Código de Ética e Conduta destina-se aos colaboradores e, no que couber, aos prestadores de serviços, visitantes e fornecedores da Panificação Tocantins. INTEGRIDADE

Leia mais

Banco do Brasil Seguros. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética

Banco do Brasil Seguros. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética Banco do Brasil Seguros. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética SUMÁRIO 1. CONCEITO 2. OBJETIVO 3. PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTOS 4. CONFLITOS DE INTERESSE 5. CUMPRIMENTO DO CÓDIGO 4 5 6 10 11

Leia mais

Princípios de Conduta e Ética

Princípios de Conduta e Ética Princípios de Conduta e Ética Índice 2 Apresentação 4 Visão, Missão e Valores da Alpargatas 6 O que são princípios éticos A quem eles se aplicam O Comitê de Ética da Alpargatas 8 Compromisso com nosso

Leia mais

DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL

DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL Na ASBRASIL, já foram estabelecidas as direções básicas da ação empresarial, conforme estabelecido em nosso plano de negócios que deseja se consolidar em uma cultura

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. O presente Código de Conduta da Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (a Companhia ), visa cumprir com as disposições do Regulamento

Leia mais

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial.

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. G7 PRO UNIIDADE BRASIIL SSOLLUÇÕEESS EESSTTRRATTÉÉGI IICASS EEM SSEEGURRANÇA CÓDIGO DE ÉTICA Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. Este documento possui informações INTERNAS

Leia mais

n Mensagem da Diretoria... 3 n Nossa Missão... 4 n Informações Gerais... 4 n Conduta e Diretrizes... 5

n Mensagem da Diretoria... 3 n Nossa Missão... 4 n Informações Gerais... 4 n Conduta e Diretrizes... 5 Código Conduta de ÍNDICE n Mensagem da Diretoria... 3 n Nossa Missão... 4 n Informações Gerais... 4 n Conduta e Diretrizes... 5 n Clientes, Fornecedores e Prestadores de Serviço... 5 n Relação com a Comunidade...

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Afonso França Engenharia - 23 Detalha as normas de conduta esperadas pela Afonso França Engenharia de seus profissionais. A Afonso França tem e dissemina princípios que devem nortear

Leia mais

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Introdução 5 INTRODUÇÃO A seguir, são descritos os comportamentos e princípios gerais de atuação esperados dos Colaboradores da Endesa

Leia mais

MANUAL DO COLABORADOR

MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR 2 SUMÁRIO 1. Apresentação ---------------------------------------------------------- 3 2. Histórico da empresa ----------------------------------------------- 4 3. Serviços prestados

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda.

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda. CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda. 1 Objetivo Descrever e comunicar os princípios que norteiam o relacionamento do Laboratório Weinmann Ltda. com as suas partes interessadas

Leia mais

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 INTRODUÇÃO Desde que foi fundada em 2001, a ética, a transparência nos processos, a honestidade a imparcialidade e o respeito às pessoas são itens adotados pela interação

Leia mais

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo Código de Conduta Índice Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo 3 4 5 6 9 Missão, Visão, Valores e Princípios Missão Visão Princípios Valores

Leia mais

Ética & Princípios de Conduta Empresarial

Ética & Princípios de Conduta Empresarial Nossa Cadeia de Fornecedores Ética & Princípios de Conduta Empresarial ao exercer atividades de negócios com a CH2M HILL Outubro 2011 Princípios baseados no livro The Little Yellow Book, escrito em 1978

Leia mais

Sumário. 8. Relacionamento com a Comunidade e com o Meio Ambiente. 9. Relacionamento com os Lojistas. 10. Relacionamento com os Fornecedores

Sumário. 8. Relacionamento com a Comunidade e com o Meio Ambiente. 9. Relacionamento com os Lojistas. 10. Relacionamento com os Fornecedores Manual de Conduta ntrodução O Shopping Recife é um empreendimento imobiliário tipo shopping center, sendo primordial que nossos colaboradores atuem com base em valores e objetivos comuns. A postura ética

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTROLE DE ACESSO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTROLE DE ACESSO 25/03/203 PSP-0. INTRODUÇÃO O Procedimento de Controle de Acesso tem como objetivo orientar e padronizar o procedimento de acesso de pessoas as fábricas, garantindo que somente pessoas autorizadas possam

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 Índice INTRODUÇÃO INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS DIREITOS HUMANOS E DIREITOS FUNDAMENTAIS NO TRABALHO Eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório

Leia mais

Código de Ética - Ultra

Código de Ética - Ultra Código de Ética - Ultra Ética na gestão - Equidade, transparência e responsabilidade - Cumprimento das leis - Desenvolvimento sustentável Ética nos relacionamentos - Acionistas e investidores - Colaboradores

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 1 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 2 de 9 ÍNDICE 1.0 OBJETIVO... 4 2.0 ESCOPO... 4 3.0 DEFINIÇÕES... 4 4.0 PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO... 5 4.1 TRABALHO FORÇADO... 5 4.2 TRABALHO

Leia mais

FRANKLIN ELECTRIC CO., INC. POLÍTICA DE USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Revisado em agosto de 2010

FRANKLIN ELECTRIC CO., INC. POLÍTICA DE USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Revisado em agosto de 2010 FRANKLIN ELECTRIC CO., INC. POLÍTICA DE USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Revisado em agosto de 2010 A. Propósito O propósito desta Política de Uso da Tecnologia da Informação ("Política") é oferecer diretrizes

Leia mais

Este Código de Conduta Ética foi impresso em papel couché, com tiragem de 1500 exemplares, em português.

Este Código de Conduta Ética foi impresso em papel couché, com tiragem de 1500 exemplares, em português. Este Código de Conduta Ética foi impresso em papel couché, com tiragem de 1500 exemplares, em português. Esta publicação é distribuída para os colaboradores da Recuperadora Sales Gama Ltda e seu público

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

Apresentação...4. Glossário...5. Princípios Éticos Suzano...6. Governança Corporativa...6. Integridade...7. Igualdade...9. Transparência...

Apresentação...4. Glossário...5. Princípios Éticos Suzano...6. Governança Corporativa...6. Integridade...7. Igualdade...9. Transparência... Índice Apresentação...4 Glossário...5 Princípios Éticos Suzano...6 Governança Corporativa...6 Integridade...7 Igualdade...9 Transparência...10 Desenvolvimento Sustentável...10 Valorização Profissional...11

Leia mais

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros.

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros. Âmbito de aplicação O presente Código de Conduta aplica-se a toda a estrutura GUARDIAN Sociedade de Mediação de Seguros, Lda., seguidamente designada por GUARDIAN, sem prejuízo das disposições legais ou

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO BASEADO NA NORMA ABNT 21:204.01-010 A Política de segurança da informação, na empresa Agiliza Promotora de Vendas, aplica-se a todos os funcionários, prestadores de

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 PALAVRA DA DIRETORIA Apresentamos, com muito prazer, o do Grupo Galvão, que foi elaborado de maneira participativa com representantes dos colaboradores

Leia mais

Raul Anselmo Randon Presidente do Conselho de Administração das Empresas Randon

Raul Anselmo Randon Presidente do Conselho de Administração das Empresas Randon Palavra do Presidente É com satisfação que editamos o Guia de Conduta Ética das Empresas Randon, um instrumento de comunicação que traduz os nossos valores e dá as diretrizes para as nossas ações profissionais,

Leia mais

Não existe sucesso ou felicidade sem o exercício pleno da cidadania e da ética global.

Não existe sucesso ou felicidade sem o exercício pleno da cidadania e da ética global. Código de Ética C 2 O conteúdo deste documento é destinado apenas a visualização, sendo expressamente proibido o uso não autorizado, reprodução, cópia, distribuição, publicação ou modificação por terceiros

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Segurança da Informação Norma: ISO/IEC NBR 27001 e ISO/IEC NBR 27002 Norma: ISO/IEC NBR 27001 e ISO/IEC NBR 27002 Histórico O BSi (British Standard Institute) criou a norma BS 7799,

Leia mais

Normas e Procedimentos Éticos do Grupo Atlas Atlas Comércio Exterior Ltda ATL Cargo Ltda.

Normas e Procedimentos Éticos do Grupo Atlas Atlas Comércio Exterior Ltda ATL Cargo Ltda. Normas e Procedimentos Éticos do Grupo Atlas Atlas Comércio Exterior Ltda ATL Cargo Ltda. 1 Palavra da Diretoria Desde a sua criação, o Grupo Atlas tem exercido suas atividades fundamentado em quatro pilares:

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Por estar inserida em uma sociedade, a Interact Solutions preza por padrões de conduta ética em suas atividades, quando se relaciona com clientes, fornecedores, canais de distribuição,

Leia mais

Código de Ética e Conduta Empresarial

Código de Ética e Conduta Empresarial Código de Ética e Conduta Empresarial Índice 1. Introdução 2. Guia para o uso do Código de Conduta e Ética - O que é o Código? - Onde se aplica o Código? - Onde se pode ser encontrado o Código? - O Código

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS 8 - Política de segurança da informação 8.1 Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a COOPERFEMSA, devendo ser adequadamente utilizada e protegida contra ameaças e riscos. A adoção

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Grupo PETRA S.A. Departamento de Tecnologia da Informação POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Início da Vigência: 01/Maio/2010 Propriedade do Grupo PETRA S.A. 1. INTRODUÇÃO Este documento foi elaborado

Leia mais

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial É sempre exigido um comportamento legal e ético Este Resumo das políticas de conduta comercial (este "Resumo") fornece uma descrição

Leia mais

C Da Nome D Empr PRO idade epar ta esa tamen T OC to OL O DE ENTRE GA Estado RG A C ssina ar go tur a CÓDIGO DE ÉTICA

C Da Nome D Empr PRO idade epar ta esa tamen T OC to OL O DE ENTRE GA Estado RG A C ssina ar go tur a CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA Prezados, O Código de Ética apresenta os princípios éticos que devem orientar as decisões e a conduta dos funcionários do Ultra e parceiros da companhia. Além de expressar os compromissos

Leia mais

Código de Conduta e Ética. da Solidus S/A CCVM

Código de Conduta e Ética. da Solidus S/A CCVM da Solidus S/A CCVM Revisado e aprovado na Reunião do Comitê Gestor de Riscos em 08/02/2013 A Corretora Solidus S/A CCVM assume o compromisso de zelar pela reputação de seus negócios e de sua imagem, assim

Leia mais

COMUNICATION ON PROGRESS 2013-2014

COMUNICATION ON PROGRESS 2013-2014 DECLARAÇÃO DE APOIO CONTÍNUO PELO CHEFE EXECUTIVO A RRV Engenharia confirma o apoio contínuo aos Dez Princípios do Pacto Global, relacionados aos Direitos Humanos, Direitos do Trabalho, Proteção do Meio

Leia mais

Caro parceiro, Queremos fornecedores e parceiros que tenham nível de comprometimento com a sociedade tão amplo quanto o do Rio 2016.

Caro parceiro, Queremos fornecedores e parceiros que tenham nível de comprometimento com a sociedade tão amplo quanto o do Rio 2016. Caro parceiro, O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 trabalha para entregar Jogos excelentes, com celebrações memoráveis que irão promover a imagem global do Brasil, baseados

Leia mais

Código de Conduta Ética Setorial do Profissional de Compras - Organização Bradesco

Código de Conduta Ética Setorial do Profissional de Compras - Organização Bradesco Código de Conduta Ética Setorial do Profissional de Compras - Organização Bradesco Caros Colaboradores, A Organização Bradesco busca constantemente os mais altos padrões de comportamento ético e está comprometida

Leia mais

Código de Conduta da Dachser

Código de Conduta da Dachser Código de Conduta da Dachser 1. Introdução A fundação de todas as atividades na Dachser é a nossa adesão a regulamentos juridicamente vinculativos em nível nacional e internacional, assim como a quaisquer

Leia mais

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD O SUCESSO DA IMCD É BASEADO NO ESTABELECIMENTO DE UM AMBIENTE QUE PROMOVE A RESPONSABILIDADE, CONFIANÇA E O RESPEITO. IMCD Código de Conduta 3 1. Introdução O

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para:

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para: Introdução A BRMALLS é uma empresa que atua em diversos estados e para manter unida nossa companhia, nossos funcionários devem agir com base em valores e objetivos comuns. Isso se reflete nas atitudes

Leia mais

Visão, Missão e Valores do Grupo Bravante

Visão, Missão e Valores do Grupo Bravante CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo Bravante apresenta a todos os seus colaboradores o seu Código de Ética. O objetivo deste é definir com clareza os princípios e valores éticos que norteiam todos os procedimentos

Leia mais

Identidade Organizacional. Prezado,

Identidade Organizacional. Prezado, Prezado, Apresentamos a todos os colaboradores, o Código de Conduta da Bolt Transportes, que foi minuciosamente elaborado de acordo com os valores que acreditamos ser essenciais para o um bom relacionamento

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Carta do CEO Caros colaboradores, Apresento a vocês o nosso código de ética. Este importante documento é um conjunto de atitudes a serem praticadas por todos nós no exercício da nossa atividade profissional.

Leia mais

Política de TI. 1 - Direitos do Colaborador

Política de TI. 1 - Direitos do Colaborador Política de TI A Política de segurança da informação da OPERARIO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO aplica-se a todos os colaboradores e prestadores de serviços, incluindo trabalhos executados externamente ou por

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS

CÓDIGO DE ÉTICA 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS CÓDIGO DE ÉTICA 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1. Este Código de Ética foi concebido pelo Conselho de Administração da Bolsa de Licitações e Leilões do Brasil (BLL) e é parte integrante do conceito operacional

Leia mais

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ESCOPO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 3.1. EPI S... 2 3.2 UNIFORMES... 2 3.3 FICHA DE CONTROLE DE EPI S E UNIFORMES... 2 3.4 GESTORES... 2 3.5 ASSOCIADOS... 2 4. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

CÓDIGO CÓDIGO DE. CONDUTAÉtic

CÓDIGO CÓDIGO DE. CONDUTAÉtic CÓDIGO CONDUTAÉtica DE CÓDIGO DE CONDUTAÉtic Mensagem do Presidente Este Código de Conduta tem como objetivo formalizar questões éticas criadas a partir dos valores e princípios da Cury Construtora e Incorporadora.

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais