MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA O ESTUDANTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA O ESTUDANTE"

Transcrição

1 MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA O ESTUDANTE Co-Financiamento:

2 Índice 1. Nota introdutória Prólogo Introdução Água Energia Resíduos Transportes Biodiversidade Conclusão

3 Nota Introdutória Você deve ser a própria mudança que deseja ver no mundo. Mahatma Gandhi, pacifista A Mirapapel, Lda assumiu, desde o momento da sua constituição, através do desenvolvimento da sua actividade, o compromisso de contribuir para a protecção do meio ambiente. Em pleno século XXI em que muitas são as ameaças ao meio ambiente e que tornase cada vez mais imperativo consciencializar a população para a necessidade da sua protecção, a Mirapapel assumiu como missão promover um conjunto diverso de acções de sensibilização junto à população Portuguesa e Espanhola. É nesse seguimento que vos apresentamos o actual manual de boas práticas, esperando que este se transforme numa ferramenta útil de apoio à utilização sustentada de recursos, seja na vossa casa, no vosso local de trabalho, na escola, enfim que vos inspire e contribua para que sejam Amigos do Ambiente em qualquer momento do dia. Não devemos esquecer que proteger o meio ambiente depende de cada um de nós e que pequenos gestos no nosso diaadia fazem toda a diferença. A Gerência, António Policarpo 2

4 Prólogo Muitas vezes, a abordagem às questões ambientais levanos a campos demasiado técnicos e especializados, onde nos sentimos excluídos ou desconfortáveis. Essa especificidade exige conhecimentos científicos elevados e cobrem diferentes disciplinas que não estão ao alcance do cidadão comum. No entanto, se formos capazes de centrar as questões ambientais num quadro do desenvolvimento, colocando as pessoas e a sua qualidade de vida como o primeiro dos objectivos ambientais, estamos certamente a contribuir para um outro modo de olhar o ambiente. Falar de ambiente deve então, antes de tudo, ser falar de qualidade de vida e bemestar. E tal não pode ficar dependente de mais ou menos conhecimentos técnicocientíficos. Olhar para a vida normal das pessoas, perceber que no seu quotidiano, pequenos gestos podem cumulativamente contribuir para uma vida responsável, perante os recursos naturais, no uso eficiente da energia ou da água, na correcta gestão e manuseamento dos resíduos, todos estes pequenos gestos não são mais do que uma responsabilidade social, com reflexos directos no ambiente, na economia e, como tal no desenvolvimento sustentável. As empresas, as famílias e as pessoas são afinal os actores do desenvolvimento sustentável, o qual, no Século XXI implica modernização, optimização tecnológica, conhecimento mas, sobretudo, bom senso e responsabilidade. Esta é a visão e o compromisso da Mirapapel. 3

5 Porquê tanto lixo? " Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma." Lavoisier 4

6 Introdução Hoje em dia, vivemos num mundo de escolhas. E muitas delas, acabam por nos diferenciar dos outros. Podemos ser góticos ou betinhos, metaleiros ou emos ou ser simplesmente alguém que não se prende a um estilo. Mas conheces alguém que diga: não sou a favor de proteger o meio ambiente? Vamos sujar isto tudo e os outros, os outros que se danem! Vamos consumir todos os recursos existentes, sejam eles petróleo, carvão, madeira ou água!? Decerto que não, mas a verdade é que foi esse o comportamento tomado ao longo dos séculos, mais propriamente nos últimos 200 anos. Porém, tu podes marcar a diferença! Não só em relação aos teus colegas, mas em relação a quem antes de ti teve o poder de decisão. Agora é a tua vez. É a tua vez de dizer basta. De dizer que queres um mundo melhor, de dizer que queres um planeta melhor, mais saudável. Neste manual vais encontrar muita coisa de que já sabes e outras que irás aprender. Todas essas coisas são importantes, e mais ainda se forem passadas à prática. Até há pouco tempo era te dito: imagina que isso estava nas tuas mãos Pois bem, agora não é para imaginares está mesmo nas tuas mãos és tu quem vai dar o exemplo aos teus pais, aos teus amigos, aos teus colegas. Este planeta precisa de ti tanto como tu precisas dele. O planeta Terra está nas tuas mãos! 5

7 Pensa globalmente, age localmente! A vida é feita de escolhas. Todos os dias, todas as horas, tu escolhes És tu quem escolhe jogar lixo na rua. És tu quem escolhe deixar a torneira aberta. Tu escolhes desperdiçar. Mas tu também podes escolher desperdiçar. Tu escolhes poupar, economizar Tu escolhes ser generoso ou não. Tu escolhes ser solidário ou não. Tu escolhes ser ético ou não. És tu quem escolhe! As tuas escolhas, a da tua família, do teu bairro, da tua cidade São elas, as seis biliões de escolhas que podem garantir, ou não, o nosso futuro. Tem atitude! Pensa verde e vive melhor Pensa globalmente, age localmente! 6

8 Água A água é talvez o recurso mais precioso do nosso planeta, pois todos os seres vivos dependem dela. A Terra é também conhecida por Planeta Azul, porque quando visto do espaço, assemelhase a uma grande esfera azul. Essa cor devese ao facto de cerca de dois terços da superfície do globo estar coberta de água. Mas a quase totalidade da água na Terra está nos oceanos, sendo salgada e apenas 3% é água doce e pode, após tratamento, ser consumida pelo homem. E muita dela como gelo, nos pólos e então, apenas temos 1% de água nos rios, lagos e poços subterrâneos. E é esse 1% que podemos usar como água potável. Apesar disso, muitas pessoas ainda poluem essa pequena fracção, deitando lixo para os rios e lagos, e deitando produtos químicos nos solos, que acabarão por contaminar a água subterrânea. 7

9 Durante muito e muito tempo, o homem actuou como se a água fosse um bem ilimitado, de tal maneira que os processos que dela dependem aumentaram os consumos em todo o mundo, quer seja para fins domésticos, agrícolas ou industriais. Todavia, e por causa do uso excessivo, este recurso já ultrapassou em muito a sua capacidade de renovação dos sistemas naturais, já que, apesar da água ser um recurso renovável à escala global, não é assim tão renovável a uma escala local, como consequência das alterações climáticas, do desequilíbrio da localização das populações e de um aumento cada vez maior de actividades económicas e domésticas. sua qualidade. A disponibilidade da água não depende apenas da sua quantidade, mas também da 8

10 Para poupar e melhorar a qualidade da água Nos sistemas de abastecimento de água das cidades, cerca de 2/3 destinase ao consumo de uso doméstico. Por isso, o nosso contributo individual para a poupança é cada vez mais importante. Não só estará a poupar um recurso importantíssimo do planeta, como estará a poupar dinheiro. Os portugueses gastam em média 161 litros/dia/pessoa. Aproximadamente 1/3 dessa água é usada em descargas dos autoclismos, 1/3 destinase ao duche/banho, cerca de 20% é para a máquina de lavar roupa e o resto é empregue em outros usos, como a limpeza e a rega de plantas interiores. Apenas entre 3 a 6 litros (2 a 4%) é utilizada para cozinhar e beber. (dados do INSAAR, INAG) Com algumas mudanças nos nossos comportamentos e pequenas adaptações técnicas, podese conseguir uma redução até 50% do consumo de água! 50% de redução de água = poupar 50% na sua conta de água! 9

11 Que podemos fazer para poupar água? Na casa de banho: Autoclismo: Evita descargas inúteis, já que cada descarga consome cerca de 10 litros de água. Diz aos teus pais para colocar autoclismos com dupla descarga e que permitam interromper a descarga completa, permitindo a poupança de metade do volume do mesmo. Se colocares uma garrafa de 1,5 litros no seu interior, poupará 15 litros de água em cada 10 descargas. Não transformes a sanita em recipiente de lixo. Restos de comida, cabelos, papéis, e tudo o que não seja papel higiénico, vai para o lixo. 10

12 Banhos: O duche é sempre preferível ao banho, pois um duche de 5 minutos gasta entre 50 a 60 litros, desde que se fechem as torneiras enquanto nos ensaboamos. Já um banho consome cerca de 300 litros. Pede aos teus pais que substitua a cabeça do chuveiro por uma outra de baixo caudal, com arejador, que mistura ar à água, mantendo quer a pressão, quer o conforto. Assim podes poupar até 50% da água gasta, reduzindo o duche para cerca de 30 litros. Com uma torneira misturadora, é possível reduzir ainda mais o fluxo, pois é mais fácil controlar a temperatura da água. Não te esqueças de o referir aos teus pais. Lavatórios: Fecha as torneiras sempre que não seja necessário estar a correr água, como durante o ensaboar das mãos, o lavar dos dentes ou da cara, o barbear, etc. As torneiras abertas podem gastar até 12 litros por minuto. Usa um copo para lavar os dentes. Dessa maneira evitará muita perda de água ao estar sempre a abrir a torneira para bochechar. 11

13 Pede que instalem arejadores ou economizadores nas torneiras, pois estes reduzem o fluxo do caudal da água, limitandoo até 6 litros de água por minuto. Não deixes torneiras a pingar, por mal funcionamento ou descuido. Uma torneira a perder uma gota por segundo representa um consumo de 1000 litros por mês. Lembra aos teus pais que com uma torneira misturadora, é possível reduzir ainda mais o fluxo, pois é mais fácil controlar a temperatura da água. O ideal é que tenham um fluxo de 6 a 8 litros por minuto. 12

14 Na cozinha: Máquina de lavar roupa: Deves encher a máquina de lavar roupa na sua máxima carga, e seleccionar o programa adequado, bem como a temperatura de lavagem, em função do tipo de roupa e do seu grau de sujidade. As máquinas de lavar roupa actuais permitem o regulamento de consumo de aguam em função do peso da carga e algumas possuem sistemas que permitem poupar até 70% da água gasta. Máquina de lavar louça: A máquina de lavar louça só deve ser posta a trabalhar quando estiver cheia, poupando assim 25% de água em relação a uma não cheia. 13

15 Com uma máquina de lavar louça moderna, de baixo consumo, gasta apenas 11 a 14 litros por lavagem, ao contrário das antigas, que consomem entre 30 a 60 litros. No lavalouças: Não laves a louça peça a peça. Juntaa e lavaa uma ou duas vezes por dia. Antes de lavar os pratos, tachos, panelas ou frigideiras, limpaos. Se necessário, deixa de molho previamente. Usa a quantidade mínima de detergente para uma lavagem eficaz. Pouparás água e detergente. Exterior: Usa a água que se coze os vegetais ou massas para regar as plantas do jardim. Além de se poupar, estamos a dar às plantas água rica em nutrientes e minerais. 14

16 Há plantas que necessitem de pouca água. Evita regálas sem necessidade. Se possível, utiliza a água de poços ou ribeiros. Regar de manhã cedo ou à noite é poupar água que se perde com o calor do sol, além de ser mais adequado para as plantas. Cobre a terra do jardim ou dos vasos com casca de pinheiro ou outros materiais. Diminui o contacto directo do solo com a luz solar, conservando a humidade da terra. A relva é uma planta delicada que necessita de muitos cuidados especiais, sendo um deles a constante hidratação. Diz aos teus pais que a substitua por grama, parecida com a relva, mas muito menos dispendiosa, quer em água, quer em pesticidas. Não laves o quintal nem a rua à frente da sua casa de mangueira. Use antes um balde. 15

17 Gastase menos 90% de água lavando o carro com uma esponja e um balde, em vez de usar a mangueira. Não te esqueças disso quando lavares o carro dos teus pais. Aproveitar as águas pluviais A reutilização de águas pluviais nas habitações baseiase na recolha das águas dos telhados ou dos terraços, em reservatórios, que poderão até ser enterrados. Esta água serve para regar os jardins exteriores. Em alguns países do Centro da Europa também já se utilizam estas águas para encher os autoclismos. Que podemos fazer para não contaminar a água? A água é um elemento muito sensível e como tal, tem de ser protegida. Muitas das substâncias que utilizamos normalmente e que contactam com a água, podem ser substituídas por outras menos nocivas ou persistentes para o meio envolvente, mais biodegradáveis. 16

18 Não uses sanitas ou lavalouças como escorredouro de lixos diversos. Sempre que as canalizações de casa entopem, utiliza um desentupidor primeiro. Se resultar, é escusado usar produtos químicos fortes, à base de soda cáustica, ácidos e outras substâncias tóxicas. Os óleos e solventes vão para os Ecocentros, como a Mirapapel, Lda. Não devem ser despejados no lavalouça ou sanita os óleos de cozinha usados, os restos de produtos de bricolage (tintas, vernizes, diluentes), restos de produtos de cosmética, e outros produtos tóxicos. Um só mililitro de óleo pode contaminar um milhão de litros de água potável, que é mais do que toda a água que uma família de quatro pessoas poderá beber nas suas vidas. Usa produtos de limpeza mais amigos do ambiente na limpeza da casa. Os produtos mais tóxicos, além de prejudicarem o ambiente, prejudicam a nossa saúde. Para substituir esses produtos, já se vendem outros que respeitam o meio ambiente, com reduzido teor de fosfatos e outros químicos poluentes, responsáveis por contaminar rios, lagos e águas subterrâneas. 17

19 Utiliza papel reciclado. A produção deste papel utiliza muito menos água e elimina menos contaminantes para as águas residuais do que quando se fabrica papel novo. Não utilizes papel higiénico de cor. 18

20 Energia A energia é um recurso fundamental para que haja vida no nosso planeta, pois precisamos de energia para nos movermos, para nos aquecermos e arrefecermos, para comunicarmos e para a iluminação, entre tantas outras coisas. Quase todos os dias nos deparamos com a palavra energia, dado as preocupações com o esgotamento dos recursos energéticos e com a crescente utilização e desenvolvimento das energias renováveis, para fazer face aos problemas ambientais. As sociedades actuais usam a energia como se não houvesse limites. Assim, um dos maiores problemas ambientais que a Terra enfrenta é as alterações climáticas. Uma alternativa consiste em promover o uso das energias alternativas e, ao mesmo tempo, pressupõe que se abandonem hábitos de consumo incorrectos, privilegiando a eficiência energética e a utilização racional da energia. Grande parte dos gastos de energia advém dos nossos lares. É então importante que tenhas consciência de como podemos reduzir esse gasto, não só beneficiando o ambiente, como também gastando menos dinheiro. 19

21 Energia Renovável: É obtida através de fontes naturais, capazes de se regenerar, sem ser possível estabelecer um fim para a sua utilização. São por isso virtualmente inesgotáveis, mas limitadas na medida da quantidade de energia que é possível de extrair em cada momento. Exemplos: energia sola, energia eólica, energia hídrica, energia da biomassa, energia das marés, energia das ondas e energia geotérmica. Vantagens das energias renováveis: São fontes inesgotáveis de energia. Apresentam reduzidos efeitos negativos sobre o ambiente (não conduzem à emissão de gases de efeito de estufa). Contribuem para reduzir a dependência energética do nosso país (a importação) de fontes de energia fósseis. Conduzem à investigação de novas tecnologias que permitam melhorar a eficiência energética. 20

22 Que fazer para poupar energia? Aparelhos domésticos: Lembra aos teus pais para escolher e utilizar de forma correcta os aparelhos domésticos, tendo em conta a Etiqueta Energética e os aparelhos eléctricos mais eficientes. Lava a roupa com a máquina na carga máxima, a baixas temperaturas e com detergentes sem fosfatos. Sempre que possível, evita a centrifugação, colocando a roupa a secar ao sol. Pede aos teus pais que coloquem o frigorífico numa zona fresca e com a grelha traseira cerca de 5 cm afastada da parede e de fontes de calor. Lembraos para manter a temperatura do frigorífico entre 5ºC a 6ºC. Temperaturas inferiores são inúteis e o consumo de energia aumenta em 8%. Não deixes o televisor, DVD ou a aparelhagem em standby, já que continua a gastar 12% da energia. Por isso, desligue os aparelhos no botão. 21

23 Abre o frigorífico o menos possível, pois sempre que é aberto, grande parte do frio se dissipa. Compra pilhas recarregáveis. É necessário um carregador, mas em poucas utilizações ele ficará pago. É sempre preferível ligar à electricidade do que usar pilhas. Iluminação: As lâmpadas fluorescentes compactas, mesmo mais caras que as lâmpadas incandescentes, duram 8 vezes mais e são 80% mais económicas. Se os teus pais ainda não optaram por lâmpadas fluorescentes, não te esqueças de os lembrar para o fazerem. 22

24 Evita sempre que possível a iluminação artificial, dando preferência à luz natural. Quando ajudares os teus pais nas limpezas, mantém as lâmpadas e os globos ou protectores bem limpos, para que a energia gasta seja aproveitada na totalidade. Apaga as luzes de um compartimento sempre que o abandonar. Nas zonas de circulação, diz aos teus pais que instalem um sensor, que apaga e acende a luz consoante a presença de alguém. Cozinhar: Baixa a intensidade do lume quando a comida começar a ferver, pois poupa energia, não alterando o tempo de cozedura. Utiliza recipientes de vidro ou cerâmica, pois permitem baixar em 25% a temperatura necessária ao cozinhado. 23

25 Mantém o fogão e bicos limpos, para uma melhor rentabilização da energia. Evita abrir a porta do forno para não dissipar a energia. Reduz o préaquecimento e desligua o forno antes do cozinhado estar pronto, pois o calor acumulado é suficiente. Climatização: Evita aquecer a casa em demasia no Inverno. Por cada grau que aumente, aumenta os seus custos em 10%. Evita arrefecer a casa em demasia no Verão. Por cada grau que diminua, aumenta os seus custos em 10%. 24

26 Evita a climatização de espaços não utilizados ou vazios, assim como o uso desnecessário destes equipamentos. Ao utilizar os aparelhos de climatização, fecha as janelas e portas, de maneira a não desperdiçar energia. Material informático: Desliga o monitor do seu computador se não o utilizar durante 15 minutos. Usa as definições do seu computador que lhe permitem poupar energia. Encontrará as propriedades de gestão de energia do computador no Painel de Controlo. Opta por equipamentos que contenham a etiqueta Energy Star, que identifica os equipamentos mais eficientes do ponto de vista energético, com capacidade para reduzir o consumo em modo stand- by. 25

27 Televisão: Não deixes a televisão ligada quando não estiver a ver. Não ligues a televisão só para servir de companhia. Utiliza a função de temporizador sempre que queira adormecer com a televisão ligada. Desliga a televisão no botão e não apenas no comando. Durante o período em que se encontra em standby a televisão continua a consumir energia. 26

28 Resíduos Resíduo é qualquer substância ou objecto de que o detentor se desfaz ou tem intenção ou obrigação de se desfazer. Com o progresso social e tecnológico, com a concentração da grande maioria das pessoas junto aos centros urbanos, o consumo de recursos aumentou muito e, consequentemente, a produção de resíduos, nomeadamente de embalagens. Mas o que para o cidadão comum é um resíduo, como uma embalagem sem outro uso que não seja o lixo, para empresas como a Mirapapel, Lda. é matériaprima. Impactos Ambientais dos Resíduos Os resíduos, principalmente os orgânicos, originam a produção de substâncias, contaminando os cursos de água e provocando infiltrações no solo. A fermentação do lixo leva à produção de gases perigosos que contaminam a atmosfera. A saúde pública pode também ser afectada, na medida em que o lixo orgânico pode ser um veículo para a transmissão de doenças. 27

29 Ciclo de Resíduos Sólidos Urbanos Os resíduos sólidos urbanos, o que normalmente chamamos de lixo doméstico, são compostos por diversos materiais, sendo os mais representativos a matéria orgânica, o papel/cartão, o plástico e as embalagens de metal. Tipos de Recolha: Recolha Selectiva Recolha Indiferenciada Onde é feita a Recolha Selectiva? Embora o passo mais importante seja a separação doméstica dos resíduos, isto é, a separação individual em casa de cada um de nós, a recolha selectiva é feita nos ECOPONTOS e nos ECOCENTROS. Periodicamente, os funcionários da limpeza passam com os diferentes camiões do lixo e fazem então a Recolha Selectiva. 28

30 Um outro tipo de resíduos são os chamados «monstros domésticos», objectos de grandes dimensões, como electrodomésticos, mobílias, etc. Estes resíduos são depositados nos Ecocentros ou são recolhidos pelo município. Para onde vão os resíduos que são separados? Uma vez colocados nos respectivos contentores do Ecoponto ou no Ecocentro, os resíduos são recolhidos, em camiões próprios, e são levados para a Estação de Triagem. Depois de passarem pela unidade de triagem, os resíduos são encaminhados para as diferentes unidades de reciclagem, onde serão transformados de modo a serem utilizados no fabrico de novos produtos. Também no caso dos electrodomésticos, há possibilidade de reciclar grande parte dos seus componentes, sendo por isso enviados para uma unidade especializada na sua reciclagem. No caso do plástico a triagem é ainda mais profunda, sendo separado em vários tipos (PEAD, PET, PVC, etc.). Os resíduos de jardinagem são utilizados, num processo designado por Compostagem. Estes resíduos irão decomporse, dando origem a um composto, utilizado como fertilizante agrícola. 29

31 No caso dos entulhos, estes podem ser utilizados na cobertura diária dos resíduos, depositados no nosso aterro sanitário. Desta forma estáse a proteger o ambiente e a natureza. E os resíduos que não sofrem separação? Os resíduos que não são recolhidos selectivamente, ou seja que no local de produção são misturados e depositados em contentores independentemente do tipo, são os «resíduos indiferenciados», depositados nos vulgares «caixotes do lixo». Estes podem ter 2 caminhos: ou são incinerados, o que permite o aproveitamento energético resultante desta combustão, ou depositados directamente no Aterro, o que também permite o aproveitamento energético do biogás resultante da sua decomposição. O que acontece aos resíduos orgânicos? Os resíduos orgânicos podem ser valorizados. Se forem recolhidos selectivamente podem ser tratados por compostagem ou digestão anaeróbica e transformados em composto. Chamase a este processo valorização orgânica. Qual a diferença entre uma lixeira e um aterro sanitário? Nas lixeiras era depositado todo o tipo de lixo. O lixo era depositado directamente no solo (sem que houvesse qualquer isolamento) e raramente havia cobertura do lixo depositado, com terras. Assim sendo, as águas poluentes (Lixiviados) infiltravamse no solo ou escorriam 30

32 para as linhas de água, e os gases libertados pela fermentação do lixo orgânico (Biogás), eram directamente libertados para a atmosfera. Num Aterro Sanitário, apenas são depositados certos tipos de lixo. Há aterros para o lixo doméstico (Resíduos Sólidos Urbanos R.S.U.), outros para resíduos industriais, por exemplo. São espaços totalmente vedados e com acesso controlado por uma portaria, de modo a identificar e autorizar ou não, a deposição dos resíduos. Toda a área, onde se irá depositar o lixo, está impermeabilizada, de modo a que não haja infiltrações poluentes no solo. Os lixiviados são retirados da área do aterro e enviados para uma ETAR, onde serão tratados. O mesmo se passa com o biogás, podendo ser feito o aproveitamento energético destes gases. Os resíduos são cobertos diariamente com uma camada de terra, para evitar os maus cheiros e também o aparecimento de animais. É urgente e vital que se coloque em prática comportamentos que resultem na Redução, na Reutilização, na Recuperação, na Reciclagem e na Responsabilização do lixo produzido. 31

33 Os 5 R s Reduzir: Reutilizar: Recuperar: Diminuir a produção de lixo, evitando o consumo supérfluo. Dar novos usos a materiais já utilizados. Valorizar os resíduos como potencial energético (normalmente efectuado por empresas). Reciclar: Utilizar os resíudos como fonte de matériaprima para produzir novos produtos Responsabilizar: Ter as atitudes certas para não prejudicar o ambiente, melhorandoo. 32

34 Ecopontos Os ecopontos são um conjunto de contentores preparados para receber, em separado, as embalagens de papel e cartão, plástico, metal e vidro. Ocupam uma pequena área e estão colocados estrategicamente em locais de fácil acesso. Ecoponto amarelo Coloca: Aerossóis vazios; Caixas de plástico; Embalagens de cartão para líquidos alimentares; Enlatados e conservas; Esferovite limpa; Frascos de plástico; Garrafas de plástico; Pacotes e latas de bebidas; Sacos de plástico; Tabuleiros de alumínio. Não Coloques:Cartões; Copos de plástico; Copos de iogurte; Electrodomésticos; 33

35 Embalagens de margarina, banha e manteiga; Embalagens de plástico e metal que tenham contido gorduras ou produtos tóxicos e perigosos; Ferramentas; Papéis; Pilhas e baterias; Tachos, talheres, tampas ou panelas. Ecoponto Verde Coloca: Boiões; Copos de vidro; Frascos; Garrafas; Vidro de todas as cores. Não Coloques:Cerâmicas; Cristais; Espelhos; Frascos de perfumes; Lâmpadas; Loiças; Pirex; Rolhas ou tampas; Vidraças; Vidros de automóveis; 34

36 Vidros farmacêuticos e de hospitais; Vidros planos. Ecoponto Azul Coloca: Caixas de cartão; Cadernos usados; Embalagens de cartão; Embalagens de papel; Envelopes; Jornais; Papéis de embrulho; Revistas; Sacos de papel; Todo o tipo de cartão; Todo o tipo de papel de escrita e impressão. Não Coloques:Caderno com lombadas de plástico ou pano; Embalagens que tenham contido cimento ou produtos tóxicos; Esferovite; Fotografias; Fraldas; Guardanapos de papel; Papéis adesivos ou autocolantes; Papéis de prata ou metalizados; Papéis plastificados, químicos ou vegetais; Papéis sujos (ex: Papel sanitário); 35

37 Sacos de plástico; Toalhetes. Pilhão Coloca: Pilhas (salinas e alcalinas, de botão, de lítio e recarregáveis); Acumuladores baterias de telemóveis (baterias de níquel cádmio, níquel metal híbrido e de iões de lítio). Não Coloques:Baterias dos automóveis e outros materiais eléctricos ou electrónicos. 36

38 Que podemos então fazer? Reduzir, reutilizar, reciclar, recuperar e responsabilizar. Assuma a política dos 5 R s. Nas tuas compras, prefere produtos avulso ou minimamente embalados com um só material e que possa ser reutilizado. Não te esqueças que a embalagem também se paga. Deposita os Resíduos Sólidos urbanos nos contentores apropriados. Não deites óleos alimentares para o esgoto. Devem ser recolhidos numa garrafa e colocados nos Oleões distribuídos pelo Concelho, com vista à sua reciclagem na produção de biodíssel. Deita as pilhas não recarregáveis no Pilhão. Diz aos teus pais para entregar os electrodomésticos fora de uso em troca dos novos no local de compra ou depositar nos locais próprios para o efeito. Utiliza, se possível, os resíduos orgânicos para fazer compostagem doméstica, que poderá utilizar como fertilizante natural na sua horta ou jardim. Quando fores às compras, leva os seus sacos (preferencialmente de pano ou rede) ou então usa o mínimo de sacos de plástico possíveis. Não te esqueças de recomendar os teus pais para fazer o mesmo. 37

39 Guarda os papeis de embrulho e laços de prendas para poder utilizar noutras ocasiões. Prefere garrafas sem tara perdida. Tenta reencher as garrafas de vidro ou plástico, em vez de adquirires novas, de cada vez que sais em passeio ou para a escola. Faz as emendas aos teus textos directamente no computador, evitando assim impressões desnecessárias. Aproveita o verso das folhas que iriam para o lixo para escrever ou imprimir rascunhos. Ao imprimir documentos, usa sempre que possível a opção de rascunho das propriedades da impressora. O tinteiro durará mais tempo, economizando mais dinheiro, mais tempo e a qualidade em relação ao modo Normal á muito pouca. 38

40 Compra tinteiros reciclados sempre que possível. A sua qualidade não é inferior aos da marca. Usa sempre que possível papel reciclado. Não estraga as impressoras como as grandes marcas tentaram transparecer nem torna um documento menos apresentável. Com o teu cão: Escolhe o local para o seu animal defecar. Remove as fezes com um saco de plástico. Fecha bem o saco e depositao num contentor. 39

41 Transportes Os transportes são um dos principais responsáveis pela emissão de gases com efeito de estufa, que é responsável pelas alterações climáticas, dada a massiva utilização de veículos. Além disso, os transportes actuais mais usados, consomem imensos recursos fósseis. Que podemos fazer? Opta pela utilização de transportes colectivos na ida para o emprego ou a escola. Em alternativa, procura descobrir quem na escola, faça o mesmo percurso. Assim, em vez de três ou quatro carros a fazer o mesmo trajecto, apenas um o fará, resultando assim numa menor poluição e num menor gasto. Nas deslocações pequenas, vai a pé ou de bicicleta. Quando os teus pais comprarem um carro novo, diz que procurem um que tenha baixas emissões em CO2 e considere a hipótese dos veículos híbridos ou eléctricos. Vai relembrando os teus pais mantenha o carro afinado e verifique regularmente a pressão dos pneus. Os consumos e as emissões serão muito menores se o fizer. 40

42 EcoCondução Mesmo que não conduzas ainda, podes sempre dar estes conselhos à tua família e amigos que já o façam: Conduz por antecipação, evitando muitas travagens e acelerações. Conduz a baixa rotações, optando por mudanças mais altas. Evita situações ao ralenti. Acelera e desacelera suavemente, evitando acelerações e travagens bruscas. Consoante o tipo de percurso, o consumo de combustível aumenta entre 5% a 40% com uma condução agressiva, comparada a uma condução normal. Faz um arranque suave, sem aquecer o motor de início e viaja a uma velocidade moderada até poder engrenar a 5ª velocidade. Adapta a velocidade à estrada e às condições de circulação. Convém sobretudo evitar acelerações fortes, seguidas de travagens frequentes ou bruscas. Uma diferença aparentemente pequena de 10km/h, numa autoestrada, entre os 120km/h e 130km/h numa viatura com 1400 cm3, representa uma diferença de mais de um litro de consumo aos 100km. 41

43 Biodiversidade Biodiversidade ou diversidade biológica é a diversidade da natureza viva. É a variedade e a variabilidade existente entre os organismos vivos e as complexidades ecológicas nas quais elas ocorrem. Medidas que podes adoptar: Participa em caminhadas e em actividades na natureza. Além de ser saudável, estarás a promover a utilização sustentável dos meios ecológicos naturais. Encontrarás perto de onde vive uma associação que se dedica a essas actividades. Não colhas nem cortes nenhuma planta quando passeares numa floresta ou num parque. Não faças fogo nem fumes em florestas ou matas, evitando assim fogos florestais. 42

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA O CIDADÃO

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA O CIDADÃO MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA O CIDADÃO Co-Financiamento: Índice 1. Nota introdutória... 2 2. Prólogo... 3 3. Introdução... 5 4. Resíduos... 7 7. Transportes... 15 8. Biodiversidade... 17 9.

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA AS FAMÍLIAS. Co-Financiamento:

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA AS FAMÍLIAS. Co-Financiamento: MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA AS FAMÍLIAS Co-Financiamento: Índice 1. Nota introdutória... 2 2. Prólogo... 3 3. Introdução... 5 4. Água... 7 5. Energia... 20 6. Resíduos... 27 7. Transportes...

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA AS EMPRESAS

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA AS EMPRESAS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA AS EMPRESAS Co-Financiamento: Índice 1. Nota introdutória... 2 2. Prólogo... 3 3. Introdução... 5 4. Água... 6 5. Energia... 12 6. Resíduos... 17 7. Transportes...

Leia mais

Luz Off, Natureza On Energia Água Resíduos Transportes.4.6.10.14.18

Luz Off, Natureza On Energia Água Resíduos Transportes.4.6.10.14.18 .1 .2 Luz Off, Natureza On Energia Água Resíduos Transportes.4.6.10.14.18.3 PO R QU Ê.4 Lavoisier enunciou esta ideia em 1785 e Einstein confirmou em 1905. Não se pode criar algo do nada nem transformar

Leia mais

Tudo o que a população pode fazer diariamente para poupar energia quer no trabalho ou em casa. Se todos colaborarmos um pouco, a natureza agradece e

Tudo o que a população pode fazer diariamente para poupar energia quer no trabalho ou em casa. Se todos colaborarmos um pouco, a natureza agradece e 1 Tudo o que a população pode fazer diariamente para poupar energia quer no trabalho ou em casa. Se todos colaborarmos um pouco, a natureza agradece e o seu bolso também. Poupar energia significa diminuir

Leia mais

19-01-2007. Educação Ambiental. Mafalda Sousa. 19 de Janeiro de 2007. Lixo que fazemos! Água que bebemos! Ar que respiramos!

19-01-2007. Educação Ambiental. Mafalda Sousa. 19 de Janeiro de 2007. Lixo que fazemos! Água que bebemos! Ar que respiramos! Jardim de Infância + EB1 de Vendas, Seixezelo Educação Ambiental Mafalda Sousa 19 de Janeiro de 2007 Vamos falar Lixo que fazemos! Água que bebemos! Ar que respiramos! Floresta que temos! 1 Cada um de

Leia mais

Campanha de Limpeza e Conservação do Ambiente da Nossa Terra. A Câmara Municipal das Lajes do Pico convida todos os munícipes a aderir à

Campanha de Limpeza e Conservação do Ambiente da Nossa Terra. A Câmara Municipal das Lajes do Pico convida todos os munícipes a aderir à Campanha de Limpeza e Conservação do Ambiente da Nossa Terra A Câmara Municipal das Lajes do Pico convida todos os munícipes a aderir à Campanha de Limpeza e Conservação do Ambiente da Nossa Terra, e a

Leia mais

Conselhos Úteis de Poupança. Vamos poupar

Conselhos Úteis de Poupança. Vamos poupar Conselhos Úteis de Poupança Vamos poupar Vamos poupar água Sabias que a Terra está 70% coberta de água e 97% dessa água está nos mares e oceanos e é salgada? Os outros 3% de água doce existem nos lagos,

Leia mais

Guia de Boas Práticas. Ambientais

Guia de Boas Práticas. Ambientais índice 1Nota Introdutória 3 2 3 4 Práticas 2.1. Em Casa 6 2.2. No Trabalho 7 2.3. No Dia-a-Dia 8 Curiosidades 3.1. Sabia que 10 3.2. Degradação de Materiais 11 Reflexão Ambiental 12 nota introdutória

Leia mais

O QUE É A RECICLAGEM?

O QUE É A RECICLAGEM? O QUE É A RECICLAGEM? A reciclagem é a transformação dos resíduos de embalagens - depois de separados por famílias de materiais (papel/cartão, vidro e embalagens de plástico ou metal) em novos objectos.

Leia mais

Campanha de sensibilização, no âmbito dos projectos ALINHAS? e Eco-Escolas. ( Formação Cívica )

Campanha de sensibilização, no âmbito dos projectos ALINHAS? e Eco-Escolas. ( Formação Cívica ) RECICLAGEM E ECOPONTOS Campanha de sensibilização, no âmbito dos projectos ALINHAS? e Eco-Escolas ( Formação Cívica ) Significado do nome reciclagem? A palavra reciclagem difundiu-se nos media no A palavra

Leia mais

Dicas para poupar energia Doméstico

Dicas para poupar energia Doméstico Dicas para poupar energia Doméstico Eficiência energética: Poupar energia, utilizá-la de forma eficiente e inteligente, para conseguir mais, com menos. Importância da eficiência energética: Redução da

Leia mais

ATITUDES QUE DEVES DE TOMAR: Economizar Reciclar e Reutilizar

ATITUDES QUE DEVES DE TOMAR: Economizar Reciclar e Reutilizar A Crise da Água ATITUDES QUE DEVES DE TOMAR: Economizar Reciclar e Reutilizar ÁGUA A água é um recurso natural que depende da maneira como o Homem a utiliza para ser renovável ou não. Quando se pensa que

Leia mais

Lagoas Park, Edifício 2 2740-265 Porto Salvo Telefone: +351 21 791 23 44 www.tdimobiliaria.pt

Lagoas Park, Edifício 2 2740-265 Porto Salvo Telefone: +351 21 791 23 44 www.tdimobiliaria.pt Lagoas Park, Edifício 2 2740-265 Porto Salvo Telefone: +351 21 791 23 44 www.tdimobiliaria.pt Partilhe connosco as suas sugestões para um ambiente melhor, através do endereço penseverde@tdimobiliaria.pt.

Leia mais

Consumo Consciente. Faz bem para você, para a sociedade e para o planeta

Consumo Consciente. Faz bem para você, para a sociedade e para o planeta Consumo Consciente Faz bem para você, para a sociedade e para o planeta Uma mudança do bem Para nós da Rossi, o consumo consciente é algo vital para a sustentabilidade da sociedade e para o futuro do nosso

Leia mais

Atribuição dos prémios decorreu no Parque Dr. José Gama

Atribuição dos prémios decorreu no Parque Dr. José Gama Educação Ambiente Ecoguia Cabanelas 2008 Dia Internacional da Luta Contra a Droga O Pelouro do Ambiente da Câmara Municipal de Mirandela assinalou o dia Internacional da Luta Contra a Droga (26 de Junho),

Leia mais

Por favor, separe os seus resídous/lixo!

Por favor, separe os seus resídous/lixo! Por favor, separe os seus resídous/lixo! Preste atenção às seguintes regras de separação dos resíduos de Salzburgo e apoe-nos na redução e reciclagem de resíduos/lixo! A sua contribuição para a protecção

Leia mais

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Que podemos nós fazer? Eficiência Energética Utilização Racional da Energia, assegurando os níveis de conforto e de qualidade de vida. Como?

Leia mais

Sustentabilidade do Planeta. Todo mundo deve colaborar!

Sustentabilidade do Planeta. Todo mundo deve colaborar! Sustentabilidade do Planeta Todo mundo deve colaborar! Situação no mundo atual O Planeta pede socorro!!!! A atividade humana tem impactado negativamente o meio ambiente. Os padrões atuais de consumo exploram

Leia mais

A minha missão é... Proteger o meu planeta!

A minha missão é... Proteger o meu planeta! A minha missão é... Proteger o meu planeta! Energia A energia que utilizas todos os dias não nasce nos eletrodomésticos lá de casa nem nos postes de iluminação da rua. É transformada a partir do petróleo,

Leia mais

13-09-2010 MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM

13-09-2010 MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM 1 2 Introdução História da limpeza; Educação Ambiental; Campanhas de Sensibilização, Publicidade; Reciclagem antigamente; Materiais reutilizáveis; Processos

Leia mais

BOAS PRÁTICAS PARA UM CONSUMO SUSTENTÁVEL

BOAS PRÁTICAS PARA UM CONSUMO SUSTENTÁVEL POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE BOAS PRÁTICAS PARA UM CONSUMO SUSTENTÁVEL APDL ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DO DOURO E LEIXÕES, S.A. BOAS PRÁTICAS PARA UM CONSUMO SUSTENTÁVEL 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 1

Leia mais

A energia é um bem escasso e o seu consumo excessivo constitui um desperdício que o Mundo já não consegue tolerar muito mais tempo

A energia é um bem escasso e o seu consumo excessivo constitui um desperdício que o Mundo já não consegue tolerar muito mais tempo A energia é um bem escasso e o seu consumo excessivo constitui um desperdício que o Mundo já não consegue tolerar muito mais tempo O sucesso na melhoria das condições ambientais é da responsabilidade de

Leia mais

Meio Ambiente. O Sagrada está remodelando todos os seus custos e benefícios. Esforço coletivo para a adoção do papel reciclado

Meio Ambiente. O Sagrada está remodelando todos os seus custos e benefícios. Esforço coletivo para a adoção do papel reciclado ASSOCIAÇÃO SOCIEDADE DIVINA PROVIDÊNCIA COLÉGIO SAGRADA FAMÍLIA Rua 7 de setembro, 915 Centro 89.010-201 Blumenau SC 47 3326 0232 www.sagrada.net Meio Ambiente A reciclagem aproveita as fibras de celulose

Leia mais

Guia. Boas Práticas Ambientais. Espalhe a Mensagem Ecológica.

Guia. Boas Práticas Ambientais. Espalhe a Mensagem Ecológica. Guia Espalhe a Mensagem Ecológica. INTRODUÇÃO 02 POLÍTICA DO AMBIENTE 04 DECLARAÇÃO DE COMPROMISSO 05 PRINCIPAIS ACÇÕES IMPLEMENTADAS 06 OBJECTIVOS A ATINGIR 07 BOAS PRÁTICAS A SEGUIR 08 SIMBOLOGIA ÚTIL

Leia mais

ÁGUA. Boas práticas para uma eficiente utilização da água

ÁGUA. Boas práticas para uma eficiente utilização da água Boas práticas para uma eficiente utilização da água ÁGUA Poupar água é não desperdiçá-la em consumos inúteis a que muitos se foram habituando ao longo dos anos. Poupar água é não desperdiçá-la em consumos

Leia mais

Pequenos gestos para reduzir a produção de resíduos. 2. Colocar um autocolante Publicidade aqui não na caixa de correio

Pequenos gestos para reduzir a produção de resíduos. 2. Colocar um autocolante Publicidade aqui não na caixa de correio Pequenos gestos para reduzir a produção de resíduos 1. Utilizar saco reutilizável 2. Colocar um autocolante Publicidade aqui não na caixa de correio 3. Evitar o desperdício alimentar 4. Comprar a granel

Leia mais

Dicas para a poupança de energia

Dicas para a poupança de energia Dicas para a poupança de energia Conselhos de verificação da factura eléctrica Analise se a potência contratada é adequada ao consumo real da instalação ou se poderá reduzi-la. Verifique se os seus consumos

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE 12:43 Page 1 INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE Jardins é Page 2 LIXO UM PROBLEMA DE TODOS Reduzir a quantidade de lixo é um compromisso de todos. Uma pessoa é capaz

Leia mais

NÃO QUEBRES O CICLO. ENTRA NO CICLO DA POUPANÇA. Poupar é muito importante. E não é só poupar dinheiro, também podes

NÃO QUEBRES O CICLO. ENTRA NO CICLO DA POUPANÇA. Poupar é muito importante. E não é só poupar dinheiro, também podes NÃO QUEBRES O CICLO. Poupar é muito importante. E não é só poupar dinheiro, também podes poupar água, energia e muitas outras coisas. Com o Ciclo da Poupança, vais aprender que poupar, além de ser bom

Leia mais

Hoje vamos falar de... ENERGIA

Hoje vamos falar de... ENERGIA Hoje vamos falar de... ENERGIA A ENERGIA ESTÁ EM TODO O LADO. OS CARROS ANDAM COM A ENERGIA ARMAZENADA NA GASOLINA MUITOS BRINQUEDOS SÃO MOVIDOS COM A ENERGIA ARMAZENADA NAS PILHAS. OS BARCOS À VELA SÃO

Leia mais

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS O Brasil vive uma crise hídrica e energética que está afetando a distribuição de ambos os recursos no país todo, em maior ou menor intensidade. O Estado de São Paulo, em especial a capital, vem sofrendo

Leia mais

Profa. Ana Luiza Veltri

Profa. Ana Luiza Veltri Profa. Ana Luiza Veltri EJA Educação de Jovens e Adultos Água de beber Como está distribuída a água no mundo? A Terra, assim como o corpo humano, é constituída por dois terços de água; Apenas 1% da quantidade

Leia mais

Vamos todos mudar. com a

Vamos todos mudar. com a Vamos todos mudar com a O nosso planeta esta a mudar O aquecimento global muda o comportamento das estações, a nossa geografia muda com a desflorestação e a desertificação, há mais escassez de água, há

Leia mais

Reciclar, são ações que. Reduzir É o inicio da conservação do meio. Reutilizar Significa reutilizar um produto de

Reciclar, são ações que. Reduzir É o inicio da conservação do meio. Reutilizar Significa reutilizar um produto de Especialistas em meio ambiente alertam para a necessidade da utilização racional dos recursos naturais. Reduzir, Reutilizar e Reciclar, são ações que contribuem para o consumo responsável reduzindo o impacto

Leia mais

CONDIÇÕES DE ENTREGA/RECEPÇÃO DO SERVIÇO EXTRA URBANO

CONDIÇÕES DE ENTREGA/RECEPÇÃO DO SERVIÇO EXTRA URBANO SERVIÇO EXTRA URBANO O Serviço extra Urbano corresponde ao serviço a ser prestado aos produtores de resíduos não urbanos de embalagens, de forma a garantir a esses produtores um destino final adequado

Leia mais

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente.

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente. Implementar ações voltadas ao uso racional de recursos sustentabilidade naturais para promover a ambiental e socioeconômica na Administração Pública Federal. A Esplanada terá metas de racionalização do

Leia mais

A MINHA CASA IDEAL TAMBEM É ECOLOGICA

A MINHA CASA IDEAL TAMBEM É ECOLOGICA A MINHA CASA IDEAL TAMBEM É ECOLOGICA Elaborado por: Tânia Fernandes E-mail: taniac2010@gmail.com Escola Eça De Queirós Turma S12 UFCD-6 18 de Abril de 2010 1 Cozinha Terraço 40 mp Área Total-144.90 m²

Leia mais

Magazine Meio Ambiente

Magazine Meio Ambiente Página 1 de 5 Magazine Meio Ambiente MEIO AMBIENTE Dez atitudes domésticas ecologicamente corretas Publicado a 28 Janeiro 2011 por Danielrox01 Substituir sacolas de plástico A sacola de plástico é a atual

Leia mais

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l Viva Melhor! Campanha Institucional CAMPANHA VIVA MELHOR! Camisetas garrafa squeeze saco lixo para carro FOLHETO PROMOCIONAL CAMPANHA Viva Melhor! JUNTOS, PODEMOS CONSTRUIR UM CAMINHO MAIS SOLIDÁRIO E

Leia mais

Controlo dos impactes das catástrofes

Controlo dos impactes das catástrofes L Controlo dos impactes das catástrofes MEDIDAS DE PROTEÇÃO DOS ECOSSISTEMAS Fenómenos geológicos Sismos Vulcões Deslizamentos de terras Algumas medidas de prevenção e controlo de danos Ter uma atitude

Leia mais

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS P O U P A R AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO Caso tenha ar condicionado nos quartos ou áreas comuns do empreendimento,

Leia mais

Combate as alterações climáticas. Reduz a tua pegada e muda o mundo!!

Combate as alterações climáticas. Reduz a tua pegada e muda o mundo!! Combate as alterações climáticas Reduz a tua pegada e muda o mundo!! O dióxido de carbono é um gás naturalmente presente na atmosfera. À medida que crescem, as plantas absorvem dióxido de carbono, que

Leia mais

A Grande Viagem do Lixo

A Grande Viagem do Lixo Olá! Eu sou a Clarinha a mascote da Lipor. Sempre que me vires, é sinal que alguém está a cuidar do ambiente e a aprender como viver num mundo mais limpo, mais verde. E tu? sabias que... Há 4 R s nossos

Leia mais

É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto.

É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto. É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto. REDUZIR REUTILIZAR RECUPERAR RECICLAR A redução deve ser adaptada por

Leia mais

Ambiental. Cartilha. Aquecimento Global. Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2. Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos?

Ambiental. Cartilha. Aquecimento Global. Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2. Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos? Cartilha Ambiental Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos? Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2 Com atitudes simples você pode contribuir para diminuir sua emissão de CO2,

Leia mais

Happy Home Wallet. Um guia que o ajuda a poupar recursos

Happy Home Wallet. Um guia que o ajuda a poupar recursos Um guia que o ajuda a poupar recursos 1 Introdução... 3 Como mudar os seus padrões de consumo?... 4 Como poupar os seus recursos diários: Água... 6 Como poupar os seus recursos diários: Energia... 8 Como

Leia mais

ECOCENTROS MUNICÍPIO DE MATOSINHOS RESIDUOS ADMISSÍVEIS E NÃO ADMISSÍVEIS RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS PLÁSTICO ELÉTRICOS E ELETRÓNICOS

ECOCENTROS MUNICÍPIO DE MATOSINHOS RESIDUOS ADMISSÍVEIS E NÃO ADMISSÍVEIS RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS PLÁSTICO ELÉTRICOS E ELETRÓNICOS RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E ELETRÓNICOS Equipamentos de frio (frigoríficos, combinados, arcas congeladoras, aparelhos ar condicionado/precisam de um transporte seguro, salvaguardando a integridade

Leia mais

IMPRESSÃO PRODUÇÃO PRESIDENTE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA GEBALIS TIRAGEM

IMPRESSÃO PRODUÇÃO PRESIDENTE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA GEBALIS TIRAGEM Ficha técnica EDIÇÃO: GEBALIS - Gestão dos Bairros Municipais de Lisboa, EEM APOIO TÉCNICO: DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor IMPRESSÃO: Câmara Municipal Lisboa - Imprensa Municipal

Leia mais

Plano de fundo notas para ppt3

Plano de fundo notas para ppt3 Plano de fundo notas para ppt3 Diapositivo 1 Alterações climáticas O que pode fazer para as combater? Esta apresentação tem como objectivo demonstrar que acções e escolhas simples feitas pelas pessoas

Leia mais

Vamos Cuidar do. nosso Planeta! Elaboração: Núcleo de Responsabilidade Social

Vamos Cuidar do. nosso Planeta! Elaboração: Núcleo de Responsabilidade Social Vamos Cuidar do Elaboração: Núcleo de Responsabilidade Social Unimed Londrina Rua Senador Souza Naves, 1333 Fone 43 3375-6161 - Fax 43 3375-6100 Cep 86010-160 - Londrina - PR nosso Planeta! responsabilidadesocial@unimedlondrina.com.br

Leia mais

Localização Estoques Hídricos

Localização Estoques Hídricos ÁGUA USO RACIONAL FUNDAÇÃO RELICTOS Ciclo da Água Estado Físico da Água. Localização Estoques Hídricos Água no Mundo Água no Nosso Corpo 74% do nosso corpo também é constituído de água. Assim como a água

Leia mais

Conteúdo: A água. O ciclo da água. Estados físicos da água. Tecnologia de tratamento. Combate ao desperdício. CIÊNCIAS DA NATUREZA

Conteúdo: A água. O ciclo da água. Estados físicos da água. Tecnologia de tratamento. Combate ao desperdício. CIÊNCIAS DA NATUREZA 2 Conteúdo: A água. O ciclo da água. Estados físicos da água. Tecnologia de tratamento. Combate ao desperdício. 3 Habilidades: Refletir sobre a importância da água para o Planeta Terra, para a vida e o

Leia mais

Nas compras: Evite ir às compras com crianças, normalmente incentivam o consumo de produtos desnecessários.

Nas compras: Evite ir às compras com crianças, normalmente incentivam o consumo de produtos desnecessários. Dicas Consumo Sustentável 5.jan.2015 Nas compras: Evite ir às compras com crianças, normalmente incentivam o consumo de produtos desnecessários. Na alimentação: Procure produtos oriundos da agricultura

Leia mais

Nome: Turma: _ Nº: Data:

Nome: Turma: _ Nº: Data: FORMAÇÃO CÍVICA Guião O Ambiente da minha Casa Nome: Turma: _ Nº: Data: De uma forma geral, todas as actividades humanas na Terra, provocam alterações no Meio Ambiente. Muitos destes impactes Ambientais

Leia mais

A Importância da reciclagem

A Importância da reciclagem Texto 1 A Importância da reciclagem Vanessa Minuzzi Bidinoto Reciclar é economizar energia, poupar recursos naturais e trazer de volta ao ciclo produtivo o que jogamos fora. Para compreendermos a reciclagem

Leia mais

Escola Profissional Desenvolvimento Rural de Abrantes. O consumismo de energia

Escola Profissional Desenvolvimento Rural de Abrantes. O consumismo de energia Escola Profissional Desenvolvimento Rural de Abrantes O consumismo de energia Consumo de Energia O consumo da energia no mundo está resumido na sua maioria pelas fontes tradicionais como o petróleo, carvão

Leia mais

BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES

BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES 3 Definições de lixo: No dicionário: sujeira, imundice, coisa(s) inúteis, velhas, sem valor. Na linguagem técnica: sinônimo

Leia mais

Jogo das Energias. 2 Colar as peças (em anexo) nas cartolinas, de acordo com as cores indicadas. Energia da biomassa

Jogo das Energias. 2 Colar as peças (em anexo) nas cartolinas, de acordo com as cores indicadas. Energia da biomassa Jogo das Energias Material: - Cartolinas (amarela, vermelha, azul e verde) - Canetas/lápis de cor - Tesouras - Cola - Bostik - Giz (amarelo, vermelho, azul e verde) Procedimento: 1 Recortar as cartolinas

Leia mais

Práticas Verdes Para Condomínios

Práticas Verdes Para Condomínios Guia de Práticas Verdes Para Condomínios A economia que faz bem para o seu bolso e para o meio ambiente Com o objetivo de incentivar e disseminar práticas sustentáveis em condomínios, o Secovi Rio criou

Leia mais

MANUAL DA PRÁTICA DA COMPOSTAGEM DOMÉSTICA

MANUAL DA PRÁTICA DA COMPOSTAGEM DOMÉSTICA MANUAL DA PRÁTICA DA COMPOSTAGEM DOMÉSTICA Maria Inês de Sousa Carmo i Índice 1. Introdução... 2 2. O que é a Compostagem?... 3 2.1. Porquê fazer a compostagem?... 3 2.2. Quais as suas vantagens?... 4

Leia mais

Apresenta: PAPEL METAL LIXO ORGÂNICO VIDRO PLÁSTICO. no luga

Apresenta: PAPEL METAL LIXO ORGÂNICO VIDRO PLÁSTICO. no luga Apresenta: Coloqu e o lixo no luga r, na hor a e no d certo. ia ORGÂNICO CAPItao VAREJO em: coleta seletiva Enquanto isso, na sala secreta de reuniões... Olá, Capitão Varejo! Grande Gênio, bom dia! Espero

Leia mais

REDUZIR REUTILIZAR RECICLAR. O caminho para um futuro melhor.

REDUZIR REUTILIZAR RECICLAR. O caminho para um futuro melhor. R R R REDUZIR REUTILIZAR RECICLAR O caminho para um futuro melhor. A FGR se preocupa com o planeta. v Reduza o quanto puder; Reutilize tudo que puder; Recicle o máximo que puder. 2 A qualidade de vida

Leia mais

Dicas Consumo Sustentável 2.fev.2015

Dicas Consumo Sustentável 2.fev.2015 Dicas Consumo Sustentável 2.fev.2015 Nas compras: Se gosta de produtos mais exóticos que não se encontram no comércio local, então poderá optar pelo comércio justo. Existem já algumas lojas no nosso país

Leia mais

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta!

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Os eletrodomésticos e equipamentos domésticos apresentam consumos energéticos diferentes. Compare-os no gráfico que segue. Iluminação É na iluminação da casa que

Leia mais

admin@ulsna.min-saude.pt

admin@ulsna.min-saude.pt Avenida de Santo António 7301-853 Portalegre Tel: 245 301 000 Fax: 245 330 359 admin@ulsna.min-saude.pt Portalegre, Março de 2012 Mudámos o nosso meio ambiente tão radicalmente, que agora temos de nos

Leia mais

CENÁRIO BRASILEIRO. Latas de alumínio e plásticos vão para a indústria de reciclagem.

CENÁRIO BRASILEIRO. Latas de alumínio e plásticos vão para a indústria de reciclagem. CENÁRIO BRASILEIRO O Brasil gera aproximadamente 250 mil toneladas de lixo por dia. Assim, imagine duas filas de caminhões de 5 toneladas de capacidade, ocupando uma distância equivalente a 10 pontes Rio-Niterói.

Leia mais

VAMOS CUIDAR DA ÁGUA!

VAMOS CUIDAR DA ÁGUA! VAMOS CUIDAR DA ÁGUA! OLÁ! TUDO BEM? Prepare-se! Nas próximas páginas você vai aprender ainda mais sobre a água e entender porque economizar cada gotinha dela é tão importante. Veja a seguir algumas dicas

Leia mais

OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento

OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento A GESTÃO DE RESÍDUOS EM ZONAS INSULARES: UM DESAFIO PARA OS AÇORES OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento Paulo Santos Monteiro (Prof. Auxiliar da FEUP) 1.700 km 270

Leia mais

Compostagem doméstica

Compostagem doméstica Compostagem doméstica Na Natureza tudo se transforma 1 2 3 Este guia vai ser-lhe útil! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as

Leia mais

DICAS PARA UM MUNDO MELHOR

DICAS PARA UM MUNDO MELHOR DICAS PARA UM MUNDO MELHOR Cartilha do Meio Ambiente Mobilização Energia Transporte Água CUIDANDO DO FUTURO Desenvolvimento sustentável define-se como aquele que atende às necessidades do presente sem

Leia mais

Demasiados residuos!

Demasiados residuos! Page 1 1 Demasiados residuos! Na Europa EU27, a produção de resíduos urbanos quase duplicou em 30 anos e atinge agora uma média de 522 kg/habitante/ano, ou seja, 10 kg por semana. Temos que agir! Um impacto

Leia mais

Sustentabilidade Bartholomeu Consultoria de Imóveis

Sustentabilidade Bartholomeu Consultoria de Imóveis Sustentabilidade Bartholomeu Consultoria de Imóveis Com o intuito de melhorarmos a qualidade do ambiente de trabalho em 2015, a Bartholomeu Consultoria de Imóveis irá desenvolver ações de sustentabilidade

Leia mais

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS: mudanças importantes no clima que se têm vindo a verificar no mundo ao longo dos tempos

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS: mudanças importantes no clima que se têm vindo a verificar no mundo ao longo dos tempos ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS: mudanças importantes no clima que se têm vindo a verificar no mundo ao longo dos tempos Causas: emissões de gases poluentes do meio ambiente (gases com efeito de estufa GEE) devido

Leia mais

Câmara Municipal da Póvoa de Varzim ÍNDICE. 1. Local. 2. Horário de funcionamento. 3. Materiais a depositar no ecocentro

Câmara Municipal da Póvoa de Varzim ÍNDICE. 1. Local. 2. Horário de funcionamento. 3. Materiais a depositar no ecocentro ÍNDICE 1. Local 2. Horário de funcionamento 3. Materiais a depositar no ecocentro 4. Normas e regras de utilização 5. Código do Catálogo Europeu dos Resíduos 6. Anexos Anexo I - Registo diário de entradas

Leia mais

ÍNDICE. 1- Introdução...5. Objetivos...6. 2- Cidadão R...7. Quem é e como atua o Cidadão R?...8 Os traços do Cidadão R...9 Sou um Cidadão R?...

ÍNDICE. 1- Introdução...5. Objetivos...6. 2- Cidadão R...7. Quem é e como atua o Cidadão R?...8 Os traços do Cidadão R...9 Sou um Cidadão R?... ÍNDICE 1- Introdução...5 Objetivos...6 2- Cidadão R...7 Quem é e como atua o Cidadão R?...8 Os traços do Cidadão R...9 Sou um Cidadão R?...10 3- Os Cidadãos R perante a energia e a eficiência...13 De que

Leia mais

Dica nº 1: Esta dica do manual é relacionada ao bom uso da água!

Dica nº 1: Esta dica do manual é relacionada ao bom uso da água! Dica nº 1: Esta dica do manual é relacionada ao bom uso da água! Fui atrás de dados sobre o seu consumo consciente no site da Sabesp e encontrei ótimas informações. Você sabia que segundo a ONU - Organização

Leia mais

E ergia i e Al A terações C imá tic i as Sónia Ribeiro

E ergia i e Al A terações C imá tic i as Sónia Ribeiro Energia e Alterações Climáticas Sónia Ribeiro Projecto Poupar Energia Eléctrica Abril a Novembro de 2008 Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção de Eficiência no Consumo de energia eléctrica,

Leia mais

Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade

Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade Catalogação na Fonte: Bibliotecária Tavita Rosa Barros CRB-5/1371 B151m Bahia Mineração Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade da BAMIN / Bahia Mineração

Leia mais

BLOCO DE COMPRAS PARA CONSUMIR MELHOR - I. Com o apoio financeiro da Comissão Europeia

BLOCO DE COMPRAS PARA CONSUMIR MELHOR - I. Com o apoio financeiro da Comissão Europeia CarnetCourse_PORT 21/10/09 16:43 Page 1 BLOCO DE COMPRAS PARA CONSUMIR MELHOR - - o m u ons produz c Um onsavel duos I res s no me p res Com o apoio financeiro da Comissão Europeia CarnetCourse_PORT 21/10/09

Leia mais

Junho 2007 nº4 MENSAGEM DO PRESIDENTE Olá Viva A edição da nossa revista O Ambúzio de Junho 2007 é um convite a uma visita às nossas Praia da Barra e da Costa Nova, e um desafio para que continues a participar

Leia mais

Eficiência. Energética. e a energia eléctrica

Eficiência. Energética. e a energia eléctrica Eficiência Energética e a energia eléctrica > Eficiência energética A é um desafio que devemos colocar a todos nós. Está ao nosso alcance, o podermos contribuir de forma decisiva para um mundo melhor e

Leia mais

REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS

REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS CONSUMO CONSCIENTE REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS ÁGUA ENERGIA INSUMOS Desenvolvimento Sustentável A ÁGUA NOSSO BEM MAIS PRECIOSO Distribuição de toda água doce 1,8 % 0,96 % 0,02 % 0,001 %

Leia mais

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA COLETA SELETIVA Conheça algumas medidas importantes para não poluir o meio ambiente na hora de jogar fora o seu lixo Já é inquestionável hoje a importância da reciclagem

Leia mais

Endereço electrónico: dgc@dg.consumidor.pt ; Sítio web: http://www.consumidor.pt

Endereço electrónico: dgc@dg.consumidor.pt ; Sítio web: http://www.consumidor.pt Frigorifico O frigorífico é o electrodoméstico mais consumidor de energia das habitações portuguesas. É responsável por praticamente 32% do consumo de electricidade. Este equipamento tem etiqueta energética.

Leia mais

VAMOS FAZER MENOS LIXO: REDUÇÃO REUTILIZAÇÃO REDUÇÃO, REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM

VAMOS FAZER MENOS LIXO: REDUÇÃO REUTILIZAÇÃO REDUÇÃO, REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM 1 VAMOS FAZER MENOS LIXO: REDUÇÃO, REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM POLÍTICA DOS 3 R S: consiste na aplicação dos seguintes princípios, por ordem de prioridade: REDUÇÃO da quantidade de resíduos produzidos e

Leia mais

Normas de funcionamento do ECOCENTRO Municipal de S. João da Madeira. Preâmbulo

Normas de funcionamento do ECOCENTRO Municipal de S. João da Madeira. Preâmbulo Normas de funcionamento do ECOCENTRO Municipal de S. João da Madeira Preâmbulo O presente documento define as normas e regras a que ficam sujeitos os utilizadores que pretendam proceder à deposição de

Leia mais

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA O QUE É? Coleta seletiva é o processo de separação dos materiais recicláveis do restante dos resíduos sólidos. Como definição de resíduos sólidos, pelo Wikipédia, entende-se

Leia mais

O que é o lixo? Pastilha elástica

O que é o lixo? Pastilha elástica O que é a INOVA-EM? A INOVA-EM é a empresa responsável pela qualidade da água que chega às nossas torneiras, pelo tratamento das águas que vão para o saneamento, pela recolha do lixo, limpeza urbana, manutenção

Leia mais

Imagina um mundo mais verde! Produzido por

Imagina um mundo mais verde! Produzido por Imagina um mundo mais verde! Produzido por O nosso planeta tem sido muito maltratado. Há muitos milhares de anos que a Terra nos dá o clima e os recursos naturais de que necessitamos para viver. No entanto,

Leia mais

dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis

dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis Um desafio que envolve você! Compartilhamos os mesmos espaços e problemas, mas também as soluções. É fundamental ter atitudes responsáveis, suprindo

Leia mais

A MULHER E O MANUSEIO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA

A MULHER E O MANUSEIO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA A sociedade define as atividades que os seres humanos devem fazer a partir do seu sexo. Aos homens são destinadas aquelas consideradas produtivas, ou seja, que servem para ganhar

Leia mais

O QUE É A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA?

O QUE É A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA? DICAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA VIVA A SUA CASA COM UMA ENERGIA MAIS SUSTENTÁVEL DICAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 03 O QUE É A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA? A eficiência energética passa pela utilização da energia

Leia mais

PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2012 POR JM. Energia sustentável

PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2012 POR JM. Energia sustentável PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 18 DE JUNHO DE 2012 POR JM Energia sustentável A ONU declarou 2012 como o Ano Internacional da Energia Sustentável para Todos. Esta iniciativa pretende chamar

Leia mais

APRESENTA: Dicas & conselhos. Como reduzir o consumo e a fatura de eletricidade, na sua casa

APRESENTA: Dicas & conselhos. Como reduzir o consumo e a fatura de eletricidade, na sua casa APRESENTA: Dicas & conselhos Como reduzir o consumo e a fatura de eletricidade, na sua casa EM CASA, TODOS TEMOS A CAPACIDADE DE CONTROLAR O CONSUMO E A FATURA DE ELETRICIDADE. EM SUA CASA, O CONSUMO JÁ

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Caparica EB1/JI Costa Caparica Agenda 21 da Criança - 2015

Agrupamento de Escolas da Caparica EB1/JI Costa Caparica Agenda 21 da Criança - 2015 - Bom dia, chamo-me João Pinto e tenho 10 anos. - Bom dia, eu sou o Stefanny Silva e tenho 10 anos. Somos alunos do 4.º ano da escola EB1/JI da Costa da Caparica e, com, a nossa professora Conceição Gamboa,

Leia mais

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso!

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as folhas do jardim ou as plantas secas do quintal ganham vida nova através de um processo

Leia mais

Programa de Gestão. Ambiental. Cartilha. Ambiental

Programa de Gestão. Ambiental. Cartilha. Ambiental Programa de Gestão Ambiental Cartilha Ambiental Índice Responsabilidade Ambiental 1. Responsabilidade Ambiental 2. Organograma 4. Política Ambiental 6. Coleta Seletiva Interna 12. Dicas Importantes A preocupação

Leia mais

O presente documento pretende apresentar algumas dicas que o ajudarão a tornar a actividade da sua Junta de Freguesia mais sustentável e responsável.

O presente documento pretende apresentar algumas dicas que o ajudarão a tornar a actividade da sua Junta de Freguesia mais sustentável e responsável. SEJA UMA JUNTA DEFREGUESIA ECO SUSTENTÁVEL Satisfazer as necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir as suas próprias necessidades é o grande objectivo do Desenvolvimento

Leia mais