PROJETO IMPLANTAÇAO DE DRENAGEM URBANA, PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA E SINALIZAÇAO URBANA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO IMPLANTAÇAO DE DRENAGEM URBANA, PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA E SINALIZAÇAO URBANA"

Transcrição

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA PROJETO IMPLANTAÇAO DE DRENAGEM URBANA, PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA E SINALIZAÇAO URBANA LOCALIZAÇÃO: Ruas da cidade NOVA BOA VISTA / RS JUNHO DE 2015

2 1.0 INTRODUÇÃO O Município de Nova Boa Vista foi criado em 20 de março de 1992, quando foi emancipado município de Sarandi-RS. Por vocação tem uma economia baseada na produção primaria, onde a produção de soja, milho, trigo, suinocultura e produção leiteira são amplamente difundidos nas propriedades do interior. Recentemente a indústria moveleira e de laticínios se implantou no Município, o que vem alavancando o crescimento urbano, com urbanização de novas áreas e implantação de novo sistema viário. Neste aspecto, algumas ruas que hora se apresentam secundarias, passam a se tornar essenciais, uma vez que elas tem a capacidade de transferir o transito de caminhões e maquinas agrícolas para fora da principal Avenida da Cidade, a qual foi projetada conforme as condições dos antigos proprietários dos lotes demarcados autorizavam, o que a tornou estreita e atualmente de difícil transito para caminhões e maquinas agrícolas. O presente memorial descritivo tem como objetivo definir e especificar materiais e serviços a serem executados na pavimentação de vários trechos na Cidade de Nova Boa Vista, onde os serviços compostos se resumem a instalação de esgoto pluvial, pavimentação asfáltica, construção de calçadas e implantação de sinalização em todos os trechos. Com a pavimentação destes trechos o Município pretende tirar do centro da cidade o trafego de caminhões e maquinas agrícolas, melhorar as condições de trafegabilidade, propiciar aos habitantes das áreas mais retiradas acesso facilitado para uso dos serviços públicos e trabalho, dando condições de sociabilidade a toda a população urbana e rural. PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA Teu Progresso, nosso Futuro Junho de 2015 Página 2 de 8

3 DESCRIÇAO TÉCNICA DOS SERVIÇOS 4.0 PROCESSO EXECUTIVO PARA DRENAGEM A. Drenagem Pluvial Tem como função conduzir as águas pluviais, de maneira que evite o acúmulo na pista de rolamento e o transbordo no passeio público. A drenagem pluvial será constituída com tubos de concreto com seção circular, classe PS2 e PA1 nas travessias de rua. A execução deverá ser feita nos locais designado em projeto, sendo que os bueiros existentes deverão estar desobstruídos e prolongados quando se fizer necessário, adequando as grelhas e demais elementos construtivos, bem como os desníveis e cotas: Os detalhes de bueiros e demais dispositivos são demonstrados no detalhamentos construtivos. Os serviços de drenagem pluvial resumem-se em: 1) Escavação das valas com as declividades e profundidades necessárias, aproveitando ao máximo o caimento do terreno natural, respeitando a profundidade das valas para poder atender o recobrimento do tubo. 2) Regularização do fundo das valas; 3) Aplicação de lastro de brita; 4) Colocação dos tubos, rejuntando os tubos com argamassa 1:4; 5) Reaterro das valas. B. Meio Fio de Concreto Os meio fios tem como objetivo conduzir as águas pluviais até as caixas coletoras, de maneira que evite o acúmulo na pista de rolamento e o transbordo para o passeio público. A execução será feita de concreto pre-moldado com as dimensões de 12X15X30X100CM, concreto Fck15MPa. Os serviços resumem-se em: 1) Instalação dos meios fios de concreto com as dimensões descritas em projeto; 2) Escavação das valas com as declividades e profundidades necessárias, respeitando a profundidade das valas para poder atender o recobrimento e a altura do espelho em relação passeio/pista. 3) Instalação dos meio fio nos locais especificados em projeto. 4) Regularização, rejuntamento e limpeza; C. Caixas Coletoras Caixas coletoras são dispositivos a serem executados com o objetivo de captar as águas pluviais e conduzi-las à rede condutora. Serão construídas em alvenaria de tijolos, rebocadas internamente com grelha em ferro. Tendo as seguintes dimensões internas 1,20m x 1,20m x 1,50m de altura, para tubos com até 1000mm de diâmetro. Sendo executado os seguintes serviços: 1) Escavação para a implantação das caixas; 2) Execução de fundo com laje de concreto magro com espessura de 10,00 cm; 3) Levantamento das paredes, com alvenaria de tijolos maciços e argamassa 1:4 (cimento e areia), ajustando devidamente os tubos de entrada e saída com o rejunte da sua união com a caixa e rebocando as paredes internas com a mesma argamassa; 4) Confecção e colocação das grades de ferro. PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA Teu Progresso, nosso Futuro Junho de 2015 Página 3 de 8

4 D. Poço de Visitas Os poços de visita são dispositivos a serem executados com o objetivo de unir a tubulação de aguas onde houver junção de 2 ou mais sentidos ou diferenças de diâmetros entre as tubulações naquele ponto. Serão construídas em alvenaria de tijolos, rebocadas internamente. Tendo as seguintes dimensões internas 1,80m x 1,00m x 2,50m de altura. Sendo executado os seguintes serviços: 1) Escavação para a implantação das caixas; 2) Execução de fundo com laje de concreto magro com espessura de 10,00 cm; 3) Levantamento das paredes, com alvenaria de tijolos maciços e argamassa 1:4 (cimento e areia), ajustando devidamente os tubos de entrada e saída com o rejunte da sua união com a caixa e rebocando as paredes internas com a mesma argamassa; 4) Confecção e colocação de tampa de concreto armado. 4.0 REGULARIZAÇÃO DO SUB-LEITO A regularização do subleito e a operação destinada a conformar o leito da via urbana, transversal e longitudinalmente. De modo geral, consiste num conjunto de operações de forma que a camada concluída atenda as condições de greide de terraplenagem e seções transversais indicadas em projetos específicos. Os equipamentos necessários para a execução deste serviço são: moto niveladora com escarificador, carro pipa e grades de disco (se necessário), rolo compactador pe de carneiro. Esta operação deve ser feita nas faixas laterais onde ainda não existe nenhum tipo de pavimento na via. Devera ser executada camada de sub-base com macadame hidráulico, espessura de 20,00 cm, devidamente compactado. Os materiais distribuídos para mistura na pista, devem ser homogeneizados e pulverizados mediante a ação combinada de grade de disco e motoniveladora. O processo de homogeneização, para o caso de emprego de dois materiais mistura dos na pista, deve ter prosseguimento até que visualmente não se faça distinção de um em relação ao outro. No decorrer desta etapa, devem ser removidos materiais estranhos ou fragmentos de tamanho excessivo. Após a obtenção do teor adequado de umidade devem ser iniciadas as operações de compactação com rolos compatíveis com o tipo de material. Os rolos percorrerão a camada a ser compactada, em trajetória eqüidistante do eixo, de modo a superpor em cada percurso, parte da superfície coberta no percurso anterior, em pelo menos 0,20m. Os percursos devem ser realizados dos bordos para o centro, nos trechos em tangente e do bordo mais baixo para o bordo mais alto, nos trechos com superelevação, até ser obtido o grau de compactação especificado no projeto O acabamento deve ser executado mediante o emprego de motoniveladora, atuando exclusivamente em operação de corte. Complementarmente a camada receberá um número adequado de coberturas com o emprego dos rolos compactadores adequados. PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA Teu Progresso, nosso Futuro Junho de 2015 Página 4 de 8

5 5.0 BASE DE BRITA GRADUADA Sobre o sub leito regularizado, devera ser executada uma base de brita granular constituída de uma mistura exclusivamente de produtos de britagem, denominada base de brita granulada, com espessura de 10,00 cm compactados a 100% da energia modificada, segundo especificações da norma do DAER ES-P-08 e suas correlatas, inclusive a norma DNIT ES 303/97. A composição percentual em peso de agregado devera obrigatoriamente se enquadrar na faixa granulométrica, denominada faixa B do DAER/RS, abaixo indicada: Peneiras % que passa em peso / ¾ O equipamento de dosagem da mistura devera possuir três ou mais silos, dosador de umidade e misturado. Este devera ser do tipo de eixos gêmeos, paralelos girando em sentidos opostos e devera produzir uma mistura uniforme dentro das condições indicadas. O espalhamento da camada de base devera ser realizado com motoniveladora, distribuído o material em espessura adequada, na largura desejada, de maneira que, após a compactação sejam satisfeitas as espessuras projetadas. Após o espalhamento, o agregado umedecido devera ser compactado por meio de rolo liso vibratório auto-propelido. Afim de facilitar a compressão e assegurar um grau de compactação uniforme, a camada de base a ser compactada, devera apresentar um teor de umidade constante, sendo necessário a utilização de carro pipa. A camada será liberada para medição mediante ensaios de densidade com emprego do frasco de areia, segundo critérios da norma DNER ME 02/94 e suas correlatas. Devera ser medida em metros cúbicos compactadas. Imprimação A base de brita graduada, após a varredura de sua superfície, será imprimada com uma pintura de material asfáltico diluído tipo CM-30. O espalhamento deste ligante asfáltico deverá ser feito por meio de carros equipados com bomba reguladora de pressão e sistema completo de aquecimento, capazes de realizar uma aplicação uniforme deste material. A taxa de aplicação do CM-30 deverá ser de 1,0 á 1,3 Kg/m². A área a ser imprimada deve se encontrar seca ou ligeiramente umedecida. 6.0 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO (CBUQ) DEFINIÇÃO O concreto betuminoso usinado à quente (CBUQ) é definido como sendo uma mistura flexível, resultante do processamento a quente em usina apropriada de uma mistura de agregado mineral graduado e cimento asfáltico de petróleo, espalhada e comprimida a quente. MATERIAIS Materiais Asfálticos Os materiais asfálticos utilizados para a execução do concreto asfáltico deverão satisfazer as exigências do Instituto Brasileiro de Petróleo. O material a ser utilizado é o cimento asfáltico de petróleo (CAP). PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA Teu Progresso, nosso Futuro Junho de 2015 Página 5 de 8

6 Materiais Pétreos Os materiais pétreos ou agregados deverão ser constituídos de uma composição de diversos tipos (tamanho das partículas), divididos basicamente em agregados graúdos e miúdos. Os agregados deverão ser de pedra britada e isentos de materiais decompostos e matéria orgânica, e ser constituídos de fragmentos sãos e duráveis. MISTURA A mistura asfáltica consistirá em uma mistura uniforme de agregados e cimento asfáltico, de maneira a satisfazer os requisitos a seguir especificados: a) As misturas para o concreto asfáltico, projetadas pelo método Marshall, não devem apresentar variações na granulometria maiores que as especificadas no projeto. A uniformidade de distribuição do ligante asfáltico na massa será determinada pelo ensaio de extração de betume, devendo a variação do teor de asfalto ficar dentro da tolerância de + ou 0,3 %; b) O concreto asfáltico deve ser misturado em uma usina fixa ou móvel, gravimétrica ou volumétrica, convencional ou tipo drum mixer. A mistura de agregados para o concreto asfáltico a ser utilizados na camada final ou rolamento deverá estar enquadrada nas faixas A ou B, respectivamente, constantes abaixo: USO ESPESSURA FAIXA - "A" CAMADA DE REPERFILAGEM E/OU ROLAMENTO MÁXIMA = 3,00 cm FAIXA - "B" CAMADA DE ROLAMENTO MÁXIMA = 5,00 cm PENEIRAS PERCENTAGEM QUE PASSA EM PESO 3/4" /2" /8" A mistura granulométrica, indicada no projeto, deverá apresentar as seguintes tolerâncias máximas: Peneira nº 4 ou maiores ± 6% Peneira nº 8 a nº 50 ± 4% Peneira nº 100 ± 3% Peneira nº 200 ± 2% PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA Teu Progresso, nosso Futuro Junho de 2015 Página 6 de 8

7 CONTROLES A empresa vencedora da licitação deverá manter no canteiro de obra ou na usina, um laboratório de asfalto dotado de todo o instrumental necessário e equipe especializada, com a finalidade de proceder todos os ensaio necessários, conforme determinado a seguir: Controle dos Agregados O controle de qualidade dos agregados será realizado pelos ensaios: a) Ensaio de sanidade e Abrasão Los Angeles, quando houver variação da natureza do material pétreo; b) Um ensaio de equivalente areia por dia de usinagem. Controle da Massa Asfáltica O controle de qualidade da massa asfáltica será realizado através de principalmente dois ensaios que são: a) Um ensaio de extração de betume por dia de usinagem, de amostras coletadas na usina ou nos caminhões transportadores. A percentagem de ligante poderá variar de ± 0,3 da fixada no projeto; b) Um ensaio de granulometria da mistura de agregados resultantes do ensaio de extração por dia. A curva granulométrica deverá manter-se contínua, enquadrando-se dentro das tolerâncias especificadas anteriormente. 7.0 PROCESSO EXECUTIVO PARA IMPLANTAÇAO DE PAVIMENTO ASFÁLTICO Neste item é apresentada a sequência de execução do serviço de implantação de pavimento asfáltico sobre o pavimento existente. a) Pintura de Ligação Sobre a superfície da base imprimada, antes da aplicação da massa asfáltica, objetivando promover a aderência entre as camadas, deverá ser feita uma aplicação de emulsão asfáltica do tipo RR-1C, numa taxa de 0,8 á 1,0 Kg/m². A execução destes serviços, deverá seguir as mesmas condições dos serviços de imprimação anteriormente descritos. B) Camada de Rolamento (capa asfáltica em CBUQ): A camada de rolamento consiste na aplicação de concreto asfáltico com uma espessura de 5,00 cm compactados, por meio de vibro-acabadora. Para este serviço são previstos os seguintes equipamentos: rolo compactador liso autopropelido, rolo de pneus e vibro-acabadora. A massa asfáltica deverá ser aplicada na pista somente quando a mesma se encontrar seca e o tempo não se apresentar chuvoso ou com neblina. A compactação da massa asfáltica deverá ser constituída de duas etapas: a rolagem inicial e a rolagem final. A rolagem inicial será executada com rolo de pneus tão logo seja distribuída à massa asfáltica. A rolagem final será executada com rolo tandem ou rolo autopropelido liso, com a finalidade de dar acabamento e corrigir irregularidades. Após o término da operação de compactação, pode-se liberar para o trânsito, desde que a massa asfáltica já tenha resfriado. PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA Teu Progresso, nosso Futuro Junho de 2015 Página 7 de 8

8 8.0 PROCESSO EXECUTIVO SINALIZAÇÃO VERTICAL E HORIZONTAL Sinalização Vertical Deverão ser implantados dispositivos de sinalização vertical com a finalidade de aumentar a segurança, ajudar a manter o fluxo e fornecer informações aos usuários da via. Os sinais deverão ser totalmente refletivos confeccionados com películas tipo Grau Técnico (GT) para letras, tarjas, números e fundo. A chapa, onde o sinal será impresso, deve ser de aço galvanizado SAE 1020, com espessura mínima de 3mm, pintadas com fundo anticorrosivo, sendo ainda a parte posterior do sinal, na cor preta. O suporte de implantação deverá ser de ferro galvanizado a fogo com diâmetro externo de 2. A altura do bordo inferior do sinal deverá ficar a 2,20 m do passeio público, garantindo assim a visualização adequada dos condutores e dificultando a depredação. Na Prancha 02 temos as posições onde deverão ser implantadas as placas e demais equipamentos, bem como as formas, símbolos e mensagens das diversas placas. Sinalização horizontal A sinalização horizontal exerce função no controle do trânsito dos veículos, regulamentando, orientando e canalizando a circulação de forma a se obter maior segurança. É traduzida através de pinturas de faixas e marcas no pavimento, utilizando-se as cores branca e amarela para as áreas especiais, Para a pintura, deverá ser empregada tinta de demarcação viária na cores indicadas, com adição de micro esferas de vidro tipo premix e DO, a uma quantidade de 250g por metro quadrado. Rampas de acesso Serão instaladas em pontos definidos no projeto de sinalização Serão executados rebaixos nos meios fios, e calçadas de concreto, espessura 7.0 cm (item da planilha orçamentaria), sobre solo compactado, seguindo as determinações da NBR PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA Teu Progresso, nosso Futuro Junho de 2015 Página 8 de 8

9

10

11

12

13

14 PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Logradouro: Avenida dos Imigrantes EXTENSÃO: 270,00 m Inicio: Rua Cludio Andrioli LARGURA MÉDIA: 15,00 m Fim Rua Olavo Pain de Andrades ÁREA A PAVIMENTAR: 4.050,00 m2 DATA: Junho de 2014 VALORES UNITÁRIOS TOTAL CÓDIGO SINAPI VALOR TOTAL ÍTEM DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANTIDADE (MAIO/2015) MATERIAIS E MÃO-DE- MATERIAIS E R$ Unit + BDI MÃO-DE-OBRA (R$) EQUIPAMEN OBRA EQUIPAMENT 1.0 PAVIMENTAÇÃO , Regularização e compactação do sub-leito m² 4.050,00 1,25 0,09 1, ,05 380, , /001 Base para pavimentação com macadame hidraulico, inclusive compactação e= 20,00 cm m³ 810,00 118,86 7,59 126, , , ,27 Carga, manobras e descarga de brita para base de macadame, com caminhão basculante m³ 810,00 2,83-2, , , m3, descarga em distribuidor Base de brita graduada, inclusive compactação e exclusive transporte e= 10,00 cm m³ 405,00 96,91 0,98 97, ,14 396, , Transporte comercial em rodovia pavimentada - brita graduada dmt= 60,00 km m³xkm ,00 1,01-1, , , Imprimação de base com CM-30 m² 4.050,00 4,45 0,04 4, ,78 182, , Pintura de ligação com RR-1C, sobre a regularização m² 4.050,00 1,19 0,10 1, ,57 418, , FabrIcação e aplicação de CBUQ com CAP 50/70 - exclusive transporte e= 5,00 cm Ton 486,00 211,37 3,22 214, , , , Transporte comercial com caminhao basculante 6 m³, rodovia pavimentada dmt= 60,00 km Tonxkm ,00 0,67-0, , ,18 Carga, manobras e descarga de mistura betuminosa a quente, com caminhão basculante m³ 202,50 5,28-5, , , m3, descarga em vibroacabadora 1.11 Transporte CAP em carreta tanque dmt= 300,00 km Tonxkm 9.477,00 0,81-0, , ,01 2. DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS , Escavação de valas para implantação de drenagem /004 Escavação mecânica de vala em mat. de 1ª cat. até 3m de prof. m³ 462,00 6,50 0,49 6, ,86 226, , Escavação mecânica de vala em mat. de 2ª cat. até 2m de prof. m³ - 10,33 1,28 11, Tubulação de drenagem /004 Lastro de brita para fundo das valas de bueiros e= 10,00 cm m³ 15,40 63,04 22,15 85,19 970,83 341, , (Insumo) Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR8890 DN 600mm p/ aguas pluviais m 124,00 72,93-72, , , Assentamento de tubos de concreto diamero 600mm, simples ou armado, junt em argamassa 1:3 cimento:areia m 124,00 15,59 33,13 48, , , , (Insumo) Tubo de concreto armado PA-2 PB-NBR 8890/ DN 800mm p/ águas pluviais m 30,00 211,77-211, , , Assentamento de tubos de concreto D=800mm, simples ou armado, junta em argamassa em 1:3 (cimento areia) m 30,00 27,28 73,75 101,03 818, , , (Insumo) Tubo concreto armado classe pa-1 pb nbr-8890/2007 dn 1500mm para águas pluviais m 100,00 588,70-588, , , Assentamento de tubos de concreto diametro = 1500mm, simples ou armado,, junta em argamassa 1:3 cimento:areia m 100,00 32,56 118,87 151, , , , Reaterro das valas de drenagem /001 Reaterro e compactação mecânica de valas sem controle de GC m³ 231,00 10,96 1,02 11, ,06 235, , Dispositivos de drenagem Meio-fio (guia) de concreto pre-moldado, dimensões 12x15x30x100cm (face superiorxface inferiorxalturaxcomprimento),rejuntado /001 c/argamassa 1:4 cimento:areia, incluindo escavação e reaterro m 540,00 39,76 5,42 45, , , , /001 Caixa coletora 1,20x1,20x1,50m, com fundo e tampa de ferro e paredes de alvenaria unid 8,00 688,10 688, , , , , Poço de visita em alvenaria, para rede d=1,50 m, parte fixa c/ 1,00 m de altura e uso de escavadeira hidráulica unid 1, , , , , , , SINALIZAÇÃO VIÁRIA 4.920, (Insumo) Suporte metálico c/ implantação DN=3" (comprimento=4,00m) unid 7,00 239,25 26,58 265, ,73 186, , /002 Placa esmaltada para identificaçao de rua e sinalizaçao m² 1,88 584,47 64,94 649, ,80 122, , Sinalizaçao horizontal com tinta retrorrefletiva a base de resina acrilica com microesferas de vidro m² 84,90 21,12 0,54 21, ,29 45, , OBRAS COMPLEMENTARES 780, Regularizaçao e compactaçao manual de terreno com soquete m² 10,00-3,51 3,51-35,10 35, /004 Lastro de brita (5 cm) m³ 0,50 53,49 15,09 68,58 26,75 7,54 34, Passeio em concreto desmepenado, traço 1:2,5:3,5 e espessura 5cm m² 10,00 27,83 17,80 45,63 278,34 177,96 456, Composiçao Faixa tatil direcional ou alerta em concreto pre-moldado alto relevo colorida, dim 20x20cm m 8,00 29,26 2,54 31,80 234,05 20,35 254, MOBILIZAÇAO DE DESMOBILIZAÇAO 5.318, Mobilização e desmobilizaçao de obra % 1,00 0,01-0,01 0, ,78 TOTAL GERAL R$ ,57 César Dobler Fink Marcio Thums Eng Civil e Seg do Trabalho Prefeito Municipal CREA RS Nova Boa Vista, Junho de 2015

15 PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Logradouro: Avenida Jacob Wagner Sobrinho EXTENSÃO: 50,00 m Inicio: Fim da pavimentaçao existente LARGURA MÉDIA: 14,00 m Fim Fim do Perimetro urbano ÁREA A PAVIMENTAR: 700,00 m2 DATA: Junho de 2015 ÍTEM CÓDIGO SINAPI (MAIO/2015) DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS MATERIAIS E MÃO-DE- MATERIAIS E R$ Unit + BDI MÃO-DE-OBRA EQUIPAMEN OBRA EQUIPAMENT 1.0 PAVIMENTAÇÃO , Regularização e compactação do sub-leito m² 700,00 1,25 0,09 1,34 873,37 65,74 939, /001 Base para pavimentação com macadame hidraulico, inclusive compactação e= 20,00 cm m³ 140,00 118,86 7,59 126, , , ,10 Carga, manobras e descarga de brita para base de macadame, com caminhão m³ 140,00 2,83-2,83 396,51-396, basculante 6 m3, descarga em distribuidor Base de brita graduada, inclusive compactação e exclusive transporte e= 10,00 cm m³ 70,00 96,91 0,98 97, ,46 68, , Transporte comercial em rodovia pavimentada - brita graduada dmt= 60,00 km m³xkm ,00 1,01-1, , , Imprimação de base com CM-30 m² 700,00 4,45 0,04 4, ,26 31, , Pintura de ligação com RR-1C, sobre a regularização m² 700,00 1,19 0,10 1,29 831,98 72,35 904, FabrIcação e aplicação de CBUQ com CAP 50/70 - exclusive transporte e= 5,00 cm Ton 84,00 211,37 3,22 214, ,18 270, , Transporte comercial com caminhao basculante 6 m³, rodovia pavimentada dmt= 60,00 km Tonxkm 5.040,00 0,67-0, , ,77 Carga, manobras e descarga de mistura betuminosa a quente, com caminhão basculante m³ 35,00 5,28-5,28 184,78-184, m3, descarga em vibroacabadora 1.11 Transporte CAP em carreta tanque dmt= 300,00 km Tonxkm 1.638,00 0,81-0, , ,57 UNID. QUANTIDADE VALORES UNITÁRIOS TOTAL VALOR TOTAL (R$) 2. DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS 4.517, Escavação de valas para implantação de drenagem /004 Escavação mecânica de vala em mat. de 1ª cat. até 3m de prof. m³ - 6,50 0,49 6, Escavação mecânica de vala em mat. de 2ª cat. até 2m de prof. m³ - 10,33 1,28 11, Tubulação de drenagem /004 Lastro de brita para fundo das valas de bueiros e= 10,00 cm m³ - 63,04 22,15 85, (Insumo) Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR8890 DN 600mm p/ aguas pluviais m - 72,93-72, Assentamento de tubos de concreto diamero 600mm, simples ou armado, junt em argamassa 1:3 cimento:areia m - 15,59 33,13 48, (Insumo) Tubo de concreto armado PA-2 PB-NBR 8890/ DN 800mm p/ águas pluviais m - 211,77-211, Assentamento de tubos de concreto D=800mm, simples ou armado, junta em argamassa em 1:3 (cimento areia) m - 27,28 73,75 101, (Insumo) Tubo concreto armado classe pa-1 pb nbr-8890/2007 dn 1500mm para águas pluviais m - 588,70-588, Assentamento de tubos de concreto diametro = 1500mm, simples ou armado,, junta em argamassa 1:3 cimento:areia m - 32,56 118,87 151, Reaterro das valas de drenagem /001 Reaterro e compactação mecânica de valas sem controle de GC m³ - 10,96 1,02 11, Dispositivos de drenagem Meio-fio (guia) de concreto pre-moldado, dimensões 12x15x30x100cm (face superiorxface /001 inferiorxalturaxcomprimento),rejuntado c/argamassa 1:4 cimento:areia, incluindo escavação e reaterro m 100,00 39,76 5,42 45, ,74 542, , /001 Caixa coletora 1,20x1,20x1,50m, com fundo e tampa de ferro e paredes de alvenaria unid - 688,10 688, , Poço de visita em alvenaria, para rede d=1,50 m, parte fixa c/ 1,00 m de altura e uso de escavadeira hidráulica unid , , , SINALIZAÇÃO VIÁRIA 1.931, (Insumo) Suporte metálico c/ implantação DN=3" (comprimento=4,00m) unid 3,00 239,25 26,58 265,83 717,74 79,75 797, /002 Placa esmaltada para identificaçao de rua e sinalizaçao m² 0,60 584,47 64,94 649,41 351,50 39,06 390, Sinalizaçao horizontal com tinta retrorrefletiva a base de resina acrilica com microesferas de vidro m² 34,30 21,12 0,54 21,66 724,50 18,58 743, OBRAS COMPLEMENTARES 390, Regularizaçao e compactaçao manual de terreno com soquete m² 5,00-3,51 3,51-17,55 17, /004 Lastro de brita (5 cm) m³ 0,25 53,49 15,09 68,58 13,37 3,77 17, Passeio em concreto desmepenado, traço 1:2,5:3,5 e espessura 5cm m² 5,00 27,83 17,80 45,63 139,17 88,98 228, Composiçao Faixa tatil direcional ou alerta em concreto pre-moldado alto relevo colorida, dim 20x20cm m 4,00 29,26 2,54 31,80 117,02 10,18 127, MOBILIZAÇAO DE DESMOBILIZAÇAO 723, Mobilização e desmobilizaçao de obra % 1,00 0,01-0,01 0,01-723,72 TOTAL GERAL R$ ,09 César Dobler Fink Marcio Thums Eng Civil e Seg do Trabalho Prefeito Municipal CREA RS Nova Boa Vista, Junho de 2015

16 PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Logradouro: Avenida Jacob Wagner Sobrinho - Recapear EXTENSÃO: 320,00 m Inicio: Proximo as torres de telecomunicaçao LARGURA MÉDIA: 14,00 m Fim Fim do trecho pavimentado ÁREA A PAVIMENTAR: 4.480,00 m2 DATA: ÍTEM CÓDIGO SINAPI (MAIO/2015) DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANTIDADE VALORES UNITÁRIOS MATERIAIS E MÃO-DE- MATERIAIS E MÃO-DE- R$ Unit + BDI EQUIPAMEN OBRA EQUIPAMENT OBRA 1.0 MOBILIZAÇAO E DESMOBILIZAÇAO Mobilização de obra e serviços topográficos (locação e marcação) % TOTAL VALOR TOTAL (R$) 2.0 PAVIMENTAÇÃO , /001 Limpeza de superficies com jato de alta pressao de ar e agua m² 4.480,00 0,34 1,02 1, , , , Pintura de ligação com RR-1C, sobre a regularização m² 4.480,00 1,19 0,10 1, ,65 463, , FabrIcação e aplicação de CBUQ com CAP 50/70 - exclusive transporte e= 5,00 cm Ton 537,60 211,37 3,22 214, , , , Transporte comercial com caminhao basculante 6 m³, rodovia pavimentada dmt= 60,00 km Tonxkm ,00 0,67-0, , ,94 Carga, manobras e descarga de mistura betuminosa a quente, com caminhão basculante m3, descarga em vibroacabadora m³ 224,00 4,55-4, , , Transporte CAP em carreta tanque dmt= 300,00 km Tonxkm 8.870,40 0,65-0, , , SINALIZAÇÃO VIÁRIA 1.976, Suporte metálico c/ implantação DN=3" (comprimento=4,00m) unid 2,00 239,25 26,58 265,83 478,50 53,17 531, /002 Placa esmaltada para identificaçao de rua unid 2,00 131,39 14,60 145,98 262,77 29,20 291, Sinalizaçao horizontal com tinta retrorrefletiva a base de resina acrilica com microesferas de vidro m² 53,20 21,12 0,54 21, ,71 28, , PASSEIOS COM ACESSIBILIDADE Regularizaçao e compactaçao manual de terreno com soquete m² - - 3,51 3, /004 Lastro de brita (5 cm) m³ - 53,49 15,09 68, Passeio em concreto desmepenado, traço 1:2,5:3,5 e espessura 5cm m² - 27,83 17,80 45, Composiçao Faixa tatil direcional ou alerta em concreto pre-moldado alto relevo colorida, dim 20x20cm m - 29,26 2,54 31, TOTAL GERAL R$ ,32 Fonte: SINAPI BDI: 24,22% César Dobler Fink Marcio Thums Eng Civil e Seg do Trabalho Prefeito Municipal CREA RS Nova Boa Vista, Junho de 2015

17 RESUMO DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA E CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO CONTRATANTE: Prefeitura Municiapl de Nova Boa vista OBRA: Implantaça de pavimentaçao asfaltica, drenagem urbana e sinalizaçao viaria ÁREA DO PAVIMENTO PRONTO (m2): 8.530,000 DATA: abr/15 ÍTEM LOGRADOURO ÁREA DO PAVIMENTO PRONTO (m2) VALOR TOTAL (R$) 1 Avenida dos Imigrantes 4.050, ,57 2 Avenida Jacob Wagner Sobrinho - Recapear 4.480, ,32 3 Avenida Jacob Wagner Sobrinho 700, ,09 TOTAIS 8.530, ,98 CRONOGRAMA 1º MÊS 2º MÊS 3º MÊS 4º MÊS 30,00% 30,00% 20,00% 20,00% 30,00% 30,00% 20,00% 20,00% , , , ,31 0,00% 0,00% 80,00% 20,00% 0,00% 0,00% 80,00% 20,00% , ,06 30,00% 50,00% 0,00% 20,00% 30,00% 50,00% 0,00% 20,00% , , , , , , ,60 23,84% 25,74% 30,41% 20,00% , , , ,98 23,84% 49,59% 80,00% 100,00%

ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA URBANA

ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA URBANA 1 ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA URBANA LOCALIZAÇÃO: Avenida Jacob Wagner Sobrinho NOVA BOA VISTA / RS JUNHO DE 2013 1 2 1.0 INTRODUÇÃO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. * escavação dos materiais constituintes do terreno natural até o greide de terraplenagem indicado no projeto;

MEMORIAL DESCRITIVO. * escavação dos materiais constituintes do terreno natural até o greide de terraplenagem indicado no projeto; MEMORIAL DESCRITIVO Município: Piratini/RS Local da obra: Rua 24 de Maio, Rua Princesa Isabel e Rua Rui Ramos. Área total: 12.057,36 m² 1) Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade

Leia mais

CBUQ Concreto Betuminoso Usinado a Quente

CBUQ Concreto Betuminoso Usinado a Quente ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PROJETO DE (Recapeamento) CBUQ Concreto Betuminoso Usinado a Quente 0,931 KM Rua Paulo Corrêa Lopes (B. São Bernardo) Setor Técnico Autores: Engº. Civil IVAN CESAR DE MELLO PINHEIRO

Leia mais

O presente memorial descritivo tem por finalidade descrever os serviços que compõe a obra de Capeamento Asfáltico nas vias acima descritas.

O presente memorial descritivo tem por finalidade descrever os serviços que compõe a obra de Capeamento Asfáltico nas vias acima descritas. MEMORIAL DESCRITIVO CAPEAMENTO ASFÁLTICO SOBRE PEDRAS IRREGULARES Proprietário: MUNICÍPIO DE ITATIBA DO SUL Local: - Rua Argentina = 5.910,43 m²; - Rua Estados Unidos = 1.528,98 m². Total = 7.439,41 m²

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA:

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: SERVIÇOS INICIAIS, CAPEAMENTO ASFÁLTICO, QUEBRA-MOLA, SINALIZAÇÃO E SERVIÇOS FINAIS E COMPLEMENTARES MUNICÍPIO: ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL - RS LOCAL: RUA LUIZ GRAEF ÁREA: 427,20

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Infra-estrutura urbana Pavimentação Asfáltica, Micro-drenagem, e Rede água potável. Município: Vera Cruz/RS Local da obra: Rua Cipriano O presente

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO MEMORIAL DESCRITIVO 1.0-OBJETO: O presente memorial tem por finalidade descrever as obras e serviços necessários para execução de Pavimentação

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Infra-estrutura urbana Pavimentação Asfáltica, Micro-drenagem e Sinalização Horizontal/Vertical Município: Vera Cruz/RS Local da obra: Rua São

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE FONTOURA XAVIER SECRETARIA DO PLANEJAMENTO LOCAL: AVENIDA 25 DE ABRIL ASSUNTO: PROJETO DE CAPEAMENTO ASFÁLTICO ÁREA TOTAL: 4.935,75 m² PROJETO BÁSICO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL MEMORIAL DESCRITIVO

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: CALÇAMENTO COM PEDRAS DE BASALTO IRREGULAR ÁREA: 4.990,99m² - CONTRATO 1016190.50 LOCAL: Rua Andina M. de Quadros, Dosalina M. de Quadros e Manoel Ferreira da Silva no Bairro

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: pavimentação asfáltica. Município: QUINZE DE NOVEMBRO

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: pavimentação asfáltica. Município: QUINZE DE NOVEMBRO MEMORIAL DESCRITIVO Obra: pavimentação asfáltica Município: QUINZE DE NOVEMBRO 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução dos serviços e empregos dos materiais que farão parte

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA - 1 - PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS - SC PROJETO: AMFRI Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí Carlos Alberto Bley

Leia mais

Planilha Múltipla 2 v00 1

Planilha Múltipla 2 v00 1 Proponente / Tomador Pref. Mun. De Fontoura Xavier Município/UF Fontoura Xavier Nº do CT Empreendimento / Apelido Gestor / Programa / Modalidade / Ação 1029.194-87 Pavimentação em ruas e avenidas MCID

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS Local: Rua Pedro Azelin da Silva Trecho: Entre a Rua 09 de Julho e a Rua Ernesto Ferreira Maia Área: TRECHO 01:

Leia mais

ORÇAMENTO 298,96. 4.981,42 2.105,60 2.3 Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR-8890 DN 400mm p/ águas m 193,00 11,00

ORÇAMENTO 298,96. 4.981,42 2.105,60 2.3 Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR-8890 DN 400mm p/ águas m 193,00 11,00 Data de referência 1-fev-14 ORÇAMENTO Agente Promotor / Proponente Prefeitura Municipal de Correia Pinto Empreendimento Pavimentação Asfaltica, Drenagem Pluvial e Sinalização Viária da Rua Braz Manoel

Leia mais

Prefeitura Municipal de Tramandaí / RS MEMORIAL DESCRITIVO. MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM SOBRE CALÇAMENTO IRREGULAR

Prefeitura Municipal de Tramandaí / RS MEMORIAL DESCRITIVO. MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM SOBRE CALÇAMENTO IRREGULAR MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM SOBRE CALÇAMENTO IRREGULAR Local: Diversas Ruas Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade expor de maneira detalhada

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARISECRETARIA DA INFRAESTRUTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARISECRETARIA DA INFRAESTRUTURA ITEM REFER. ESPECIFICAÇÕES UN QUANT P. UNIT. MELHORAMENTO, RECONSTRUÇÃO E REFORMA DO SISTEMA VIÁRIO NO DISTRITO DE ABRANTES. 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.0.1 ORSE 0004 1.0.2 1.1.4.27 1.0.3 SINAPI 12488

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica

MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica PREFEITURA MUNICIPAL DE GALVÃO ESTADO DE SANTA CATARINA MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica Rua Manoel Lustosa Martins Julho 2015 MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Execução de pavimentação asfáltica sobre

Leia mais

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO:

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM E CAPEAMENTO ASFÁLTICO Local: Diversas Ruas Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade expor de maneira detalhada as

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Infra-estrutura Urbana Município: Venâncio Aires/RS Rua Padre Réus Trecho: Entre a Rua Armando Ruschel e a Estaca 0+345 Área: 345,00m x 6,00m = 2.070,00m² Rua dos Expedicionários

Leia mais

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução dos serviços e empregos dos materiais que farão parte das obras de Pavimentação Asfáltica de 3.511,00m

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014. Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014. Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014 Município: ESTAÇÃO/RS Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon INTRODUÇÃO Tem este Memorial Descritivo por finalidade orientar

Leia mais

RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO

RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO Concórdia, dezembro de 2008 1 - APRESENTAÇÃO Este projeto refere-se à recuperação da pavimentação asfáltica em CAUQ (Concreto Asfáltico Usinado

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA estado do rio grande do sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO INHACORÁ MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA COORDENADAS:

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Projeto: Terraplenagem, Micro-drenagem, Pavimentação e Sinalização Local: Rua Reynaldo Schmaedecke Bairro Brígida Área de Pavimentação com Blocos: 3.920,57 m² Município: Venâncio Aires

Leia mais

ìiit PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA íinizé TRES DE MAIO RESTAURAÇÃO DA TRES DE MAIO. RS DIVERSAS RUAS MEMORIAL DESCRITIVO f l f Anexo I

ìiit PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA íinizé TRES DE MAIO RESTAURAÇÃO DA TRES DE MAIO. RS DIVERSAS RUAS MEMORIAL DESCRITIVO f l f Anexo I FI f l f l. Prefeitura MuniciPalde íinizé TRES DE MAIO ìiit Anexo I MEMORIAL DESCRITIVO RESTAURAÇÃO DA PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA DIVERSAS RUAS ^ TRES DE MAIO. RS Doe órgãos, doe sangue; Sa/ye vidas. Rua Minas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS OBRA: Pavimentação Asfáltica Tipo CBUQ, sobre Pavimentação de Pedra Irregular na Rua 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VERA CRUZ - RS

PREFEITURA MUNICIPAL DE VERA CRUZ - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE VERA CRUZ - RS Vera Cruz,RS, 04 de Junho de 2014 ORÇAMENTO PARA PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA LOCAL: CIPRIANO - VERA CRUZ - RS ÁREA TOTAL: 4.320,00 m² TABELA SINAPI- DATA BASE - MAR/2014-24,06%

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE DRENAGEM PAVIMENTAÇÃO, OBRAS E SINALIZAÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE DRENAGEM PAVIMENTAÇÃO, OBRAS E SINALIZAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE DRENAGEM PAVIMENTAÇÃO, OBRAS E SINALIZAÇÃO GENERALIDADES: O presente memorial tem por objetivo descrever os procedimentos que serão utilizados para a pavimentação asfáltica

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS OBRA: Pavimentação Asfáltica em Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) sobre revestimento existente. LOCAL: Rua Olímpio Maciel e Rua José Coelho. Fevereiro / 2010 1 SUMÁRIO

Leia mais

MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS

MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS PREFEITURA MUNICIPAL DE ASCURRA ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 83.102.772/0001-61 MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS OBRA: Pavimentação de Rua e Calçada PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Ascurra

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIO A EXECUÇÃO DOS ENSAIOS DE CONTROLE TECNOLÓGICO DAS OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA, SENDO INDISPENSÁVEL À APRESENTAÇÃO DO LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E DOS RESULTADOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO TERRAPLENAGEM REMOÇÃO DE CAMADA SUPERFICIAL (0,20 M)

MEMORIAL DESCRITIVO TERRAPLENAGEM REMOÇÃO DE CAMADA SUPERFICIAL (0,20 M) MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIA A APRESENTAÇÃO DE LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E OS RESULTADOS DOS ENSAIOS REALIZADOS EM CADA ETAPA DOS SERVIÇOS, CONFORME EXIGÊNCIAS DO DNIT Departamento Nacional

Leia mais

VALOR (R$) - c/ BDI 12.675.927,42 74,64% 15.818.304,02 74,67% 4.307.581,46 25,36% 5.366.018,71 25,33% 16.983.508,88 21.184.322,73

VALOR (R$) - c/ BDI 12.675.927,42 74,64% 15.818.304,02 74,67% 4.307.581,46 25,36% 5.366.018,71 25,33% 16.983.508,88 21.184.322,73 LOCAL OBRA : RIO VERDE : CANALIZAÇÃO E PISTAS MARGINAIS - CÓRREGO SAPO R E S U M O D O O R Ç A M E N T O SERVIÇO VALOR (R$) - s/ % VALOR (R$) - c/ % 1.0 - CANAL 1.1 - TERRAPLENAGEM... 5.269.441,44 31,03%

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO

PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE ASCURRA ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 83.102.772/0001-61 PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO LOCAL: EM PARTE DA RUA RIBEIRÃO SÃO PAULO CONTEÚDO:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA C.B.U.Q.

MEMORIAL DESCRITIVO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA C.B.U.Q. MEMORIAL DESCRITIVO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA C.B.U.Q. Inter.: PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CATANDUVA. 1. PESQUISA: Os logradouros contemplados com a pavimentação asfáltica deverão ser objeto de análise

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Especificações para pavimentação

MEMORIAL DESCRITIVO. Especificações para pavimentação 1- Condição Geral MEMORIAL DESCRITIVO Especificações para pavimentação 1.1- A presente especificação faz parte integrante do EDITAL completando-o nos seus diversos capítulos. 1.2- Antes do início do trabalho,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI 1/7 MANUTENÇÃO DE REDE DE DRENAGEM 1. INFRA-ESTRUTURA 1.1 ESCAVAÇÃO MANUAL EM ÁREA URBANA 1.1.1 Escavação manual de vala ou cava em material de 1ª categoria, profundidade até 1,50m m 3 3.920,00 1.1.2 3,00m

Leia mais

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker Projeto para Pavimentação de Calçamento de Pedra Irregular da Rua Cândida Correa Becker dos Trechos Esquina Modesto Vargas até Manoel Schumacker MONTE CARLO SC Janeiro de 2014 Proprietário: PREFEITURA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, FAZENDA E PLANEJAMENTO EDITAL N.01/2015 - Contribuição de Melhoria Branco, Lot. Girardi. Notifica os proprietários dos imóveis sobre

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE BAGÉ DEPARTAMENTO DE PROJETOS MEMORIAL DESCRITIVO

DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE BAGÉ DEPARTAMENTO DE PROJETOS MEMORIAL DESCRITIVO DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE BAGÉ DEPARTAMENTO DE PROJETOS MEMORIAL DESCRITIVO REPAVIMENTAÇÃO EM PAVIMENTOS COM PEDRA IRREGULAR, PARALELEPÍPEDO, BLOCOS DE CONCRETO E CBUQ. 2015 APRESENTAÇÃO Trata o

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO

MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO AGUA BOA - MT AGROVILA SANTA MARIA Rua Projetada A - B - C Avenida Projetada - LD e LE 3.1 - CALÇADA 3.1.1- Introdução Calçamentos são elementos complementares

Leia mais

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO:

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE TAPA BURACO E MICROREVESTIMENTO Local: Diversas Ruas Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade expor de maneira detalhada as normas

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS SETOR DE SERVIÇOS URBANOS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS SETOR DE SERVIÇOS URBANOS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA EM CBUQ (CONCRETO BETUMINOSO USINADO A QUENTE) LOCAL: RUA GRUPO MOMENTOS MUNICÍPIO: BOA VISTA DO BURICÁ - RS ÁREA PAVIMENTAÇÃO: 2.009,76m² e 453,47m de

Leia mais

PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA MUNICÍPIO: INDAIAL PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA PROJETO: PAVIMENTAÇÃO INTERTRAVADA COM BLOCO DE CONCRETO LOCALIZAÇÃO: TRECHO: RUA MINAS GERAIS (EST. 0+00 PP) AO PARQUE MUNICIPAL

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO A BASE DE LAJOTAS BAIRRO SANTA ANA - FORQUILHINHA SC MEMORIAL DESCRITIVO

PAVIMENTAÇÃO A BASE DE LAJOTAS BAIRRO SANTA ANA - FORQUILHINHA SC MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: LOCAL: PAVIMENTAÇÃO A BASE DE LAJOTAS RUA ELDORADO BAIRRO SANTA ANA - FORQUILHINHA SC MEMORIAL DESCRITIVO 1 OBJETIVO O presente memorial descritivo tem o objetivo de orientar os serviços e especificar

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO Responsável Técnico: CREA/RNP 121120804-4 Unidade Total da Preço da Direto (%) 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 16.364,43 74209/001 1.1 Placa de obra em chapa de aço galvanizado m2 12,50 R$ 389,02 24,11% R$

Leia mais

Estado de Mato Grosso PREFEITURA MUNICIPAL DE PRIMAVERA DO LESTE Secretaria Municipal de Infraestrutura Departamento de Engenharia

Estado de Mato Grosso PREFEITURA MUNICIPAL DE PRIMAVERA DO LESTE Secretaria Municipal de Infraestrutura Departamento de Engenharia MEMORIAL DESCRITIVO CONSTRUÇÃO DE ROTATÓRIAS, CANTEIROS E FAIXAS ELEVADAS EM DIVERSAS VIAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO Local 1: BORGUETTI; Local 2: Local 3: - RUA DO COMÉRCIO, ENTRE AV. INÁCIO CASTELLI E RUA

Leia mais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Diretoria de Infra-Estrutura Manual de Fiscalização de Obras e Vias Rurais Rodovia: Contrato: Lista de Verificação das Principais Atividades do Eng. Fiscal

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS CAPEAMENTO DIVERSAS RUAS LOCAL: CAPITÃO - RS RUAS EXTENSÃO (m) LARGURA (m) CONCORDÂNCIAS (m2) CANTEIRO (m2) ÁREA TOTAL (m2) RUA 20 DE JULHO 221,00 9,50 4,00 2.103,50

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO BUEIROS CAPEADOS Grupo de Serviço DRENAGEM Código DERBA-ES-D-11/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço tem por objetivo definir e orientar a execução de bueiros capeados,

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES OBRA: ESTACIONAMENTOS DO COMPLEXO MULTIEVENTOS E CAMPUS DE JUAZEIRO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1/5 PISOS EXTERNOS Pavimentação em Piso Intertravado de Concreto Conforme delimitado

Leia mais

1.3 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DA OBRA (3,0 x 1,5 m) 74209/001 M² 4,50 232,82 291,03 1.309,64 2 PAVIMENTAÇÃO 952.

1.3 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DA OBRA (3,0 x 1,5 m) 74209/001 M² 4,50 232,82 291,03 1.309,64 2 PAVIMENTAÇÃO 952. PLANILHA DE CUSTO - PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA OBRA: PAVIMENTAÇÃO DE VIAS URBANAS abr/14 LOCAL: DIVERSAS VIAS DO MUNICIPIO DE VAZEA DA PALMA - MG DATA BASE SINAPI: MARÇO/2014 BDI: PRAZO DE EXECUÇÃO: 180 dias

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCINAS PARA PAVIMENTAÇÃO EM PARALELEPÍPEDO

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCINAS PARA PAVIMENTAÇÃO EM PARALELEPÍPEDO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCINAS PARA PAVIMENTAÇÃO EM PARALELEPÍPEDO PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Araripina PE OBRA: Construção de Pavimentação em Araripina LOTE III LOCAL: Rua Trav.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.1.1 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO Os níveis marcados na Planta de Implantação deverão ser rigorosamente obedecidos.

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.1.1 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO Os níveis marcados na Planta de Implantação deverão ser rigorosamente obedecidos. MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO : Prefeitura Municipal de Irai OBRA : Construção de ponte em concreto armado de 4,50m de largura x 25,00m de vão total e 5,33m de altura total. LOCAL : Linha Corticeira

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE TERRAPLENAGEM, DRENAGEMPAVIMENTAÇÃO, OBRAS COMPLEMENTARES E SINALIZAÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE TERRAPLENAGEM, DRENAGEMPAVIMENTAÇÃO, OBRAS COMPLEMENTARES E SINALIZAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE TERRAPLENAGEM, DRENAGEMPAVIMENTAÇÃO, OBRAS COMPLEMENTARES E SINALIZAÇÃO Rua Tiradentes Rua Gabriel Rodrigues Rua Pedro Eduardo Voguel GENERALIDADES: O presente memorial

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P02 PREPARO DO SUBLEITO DO PAVIMENTO DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO... 3 2. DESCRIÇÃO... 3 3. TERRAPLENAGEM... 3 4. COMPACTAÇÃO

Leia mais

ESP- 09/92 IMPRIMAÇÕES BETUMINOSAS

ESP- 09/92 IMPRIMAÇÕES BETUMINOSAS INTRODUÇÃO Especificações de serviços definem os critérios da utilização de imprimações betuminosas em camadas de pavimento, de obras sob a fiscalização da Prefeitura do Município de São Paulo. 1. DESCRIÇÃO

Leia mais

fl: 01 OBRA: TRECHO: EXTENSÃO: TOTAL DO ITEM: 1.1 R$ 322.651,12

fl: 01 OBRA: TRECHO: EXTENSÃO: TOTAL DO ITEM: 1.1 R$ 322.651,12 ANEXO VII - RUA 24 DE MAIO 637 metros (ETAPAS DO CONCEDENTE) 1 1.1 PAVIMENTO RUA 24 DE MAIO 1.1.1 TERRAPLANAGEM 8.475,72 1.1.1.1 Escavação Carga e Transporte mat.1ª Cat.c/ Escavadeira 1.200

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO CÂMPUS RESTINGA

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO CÂMPUS RESTINGA MEC/SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E DE PLANEJAMENTO DPO - REITORIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO

Leia mais

COMPOSIÇÃO DE PREÇO UNITÁRIO

COMPOSIÇÃO DE PREÇO UNITÁRIO COMPOSIÇÃO DE PREÇO CÓDIGO: 02.110.00 SERVIÇO: REGULARIZAÇÃO DO SUBLEITO : m² E.0.06 E.0.07 E.0.13 E.1.01 E.1.05 E.4.07 MOTONIVELADORA CAT 120 H TRATOR AGRÍCOLA M.FERGUSON MF292 ROLO COMPACT. PC AP CA25PC

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P11 BASE DE CONCRETO MAGRO DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO... 3 2. DESCRIÇÃO... 3 3. MATERIAIS... 3 3.1 CIMENTO... 3 3.2 AGREGADOS...

Leia mais

Custo Horário dos Equipamentos --------> 427,86 B Mão de Obra Quantidade T501 Encarregado de turma 0,50 23,3400. 11,67 T701 Servente 2,00 9,9300

Custo Horário dos Equipamentos --------> 427,86 B Mão de Obra Quantidade T501 Encarregado de turma 0,50 23,3400. 11,67 T701 Servente 2,00 9,9300 DERTERRA001 Desm. dest. limpeza áreas c/arv. diam. até 0,15 m Prod. Equipe: 1.444,00 m² E003 Trator de Esteira com Lâmina (259KW) 1,00 1,00 427,86 20,28 427,86 dos Equipamentos --------> 427,86 T501 Encarregado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE HORIZONTINA

PREFEITURA MUNICIPAL DE HORIZONTINA MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE TERRAPLENAGEM, PAVIMENTAÇÃO, OBRAS COMPLEMENTARES E SINALIZAÇÃO GENERALIDADES: O presente memorial tem por objetivo descrever os procedimentos que serão utilizados para

Leia mais

EDITAL DE CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA 002/2011

EDITAL DE CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA 002/2011 EDITAL DE CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA 002/2011 JUAREZ ALVES DA COSTA, PREFEITO MUNICIPAL DE SINOP, ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais e atendendo ao que dispõe a Constituição Federal,

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P23-REPARAÇÃO DE PAVIMENTOS DANIFICADOS POR ABERTURA DE VALAS DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO...3 2. S...3 3. RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

Leia mais

Os fatores que influem na dosagem das misturas, vinculadas com as propriedades que se busca atingir no conjunto são:

Os fatores que influem na dosagem das misturas, vinculadas com as propriedades que se busca atingir no conjunto são: Misturas Betuminosas As misturas asfálticas constituem sistemas plástico-elásticos cujos componentes tem características, composta de uma fase sólida, que é constituída pelos agregados pétreos de elevado

Leia mais

ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO RAMPA NAÚTICA DE ARAGARÇAS-GO O presente memorial descritivo tem por objetivo fixar normas específicas para CONSTRUÇÃO DE UMA RAMPA NAÚTICA - RIO ARAGUAIA, em área de 3.851,89

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO SARJETAS E VALETAS Grupo de Serviço DRENAGEM Código DERBA-ES-D-01/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço tem por objetivo definir e orientar a execução de sarjetas e valetas,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DISTRITO DE CELINA/ALEGRE ES

MEMORIAL DESCRITIVO DISTRITO DE CELINA/ALEGRE ES MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DA RUA ANDRÉ MORELLI (PRINCIPAL) PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DA RUA ANDRÉ MORELLI (CONTINUAÇÃO) PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DA RUA PAULO AMITH PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM

Leia mais

SECRETARIA DE OBRAS PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA

SECRETARIA DE OBRAS PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA / GO SECRETARIA DE OBRAS PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA SOLUÇÃO 1 - APLICAÇÃO DE MICRO REVESTIMENTO E EXECUÇÃO DE TAPA BURACO GOIATUBA/GO JULHO/2013 1. INTRODUÇÃO A Prefeitura

Leia mais

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10 - -03 1/5 - -03 2/5 - -03 3/5 - -03 4/5 DESCRIÇÃO Constituintes Lastro de concreto magro, traço 1:4:8, cimento, areia e brita. Fundo e vigas de concreto armado, moldados in loco: - Fôrmas de tábuas de

Leia mais

Página 1 / 10PC 18 25_Planilha_Lagoa do Natal Shopping_Mirassol.xls

Página 1 / 10PC 18 25_Planilha_Lagoa do Natal Shopping_Mirassol.xls 01 - SERVIÇOS PRELIMINARES 0,00 01.01 - Instalação do canteiro, fornecimento de placas indicativas Un 0,00 0,00 0,00 01.02 - Serviços topográficos, locação e aconpanhamento Mês 0,00 0,00 0,00 01.02 - Elaboração

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO MACADAME SECO Grupo de Serviço PAVIMENTAÇÃO Código DERBA-ES-P-09/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a execução de macadame seco em camadas

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P10 BASE DE SOLO CIMENTO DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO...4 2. DESCRIÇÃO...4 3. MATERIAIS...5 3.1 CIMENTO...5 3.2 SOLO...5 3.3 ÁGUA...6

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-T02 ATERROS COMPACTADOS 1 DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA Í N D I C E PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO... 3 2. DESCRIÇÃO... 3 3. MATERIAIS... 3 4. EQUIPAMENTO...4 5. FUNDAÇÕES

Leia mais

PC 14_Planilha_Rua Israel O.da Silva.xls

PC 14_Planilha_Rua Israel O.da Silva.xls ESTIMATIVA DE CUSTO PONTOS CRÍTICOS: RUA ISRAEL OLIVEIRA DA SILVA. 01 - SERVIÇOS PRELIMINARES 0,00 01.01 - Instalação do canteiro, fornecimento de placas indicativas Un 0,00 0,00 0,00 01.02 - Serviços

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I REFERENTE AO EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 004/2013 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Página 1 de 10 Serviços de Terraplanagem na Subestação de Interligação à Rede Básica Construção de novo Bay de Saída

Leia mais

COMPOSIÇÃO DE CUSTO UNITÁRIO

COMPOSIÇÃO DE CUSTO UNITÁRIO Código: Serviço: Montagem de Usina de Asfalto - 40/60 t/h Unidade: und. Produção de Equipe: 0,12 Operacional E408 - Caminhão Carroceria - Mercedes Benz: 710/37-4t 1,00000 1,00000 0,00000 57,50 14,60 57,50

Leia mais

DER/PR ES-P 05/05 PAVIMENTAÇÃO: BRITA GRADUADA

DER/PR ES-P 05/05 PAVIMENTAÇÃO: BRITA GRADUADA PAVIMENTAÇÃO: BRITA GRADUADA Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304 8130 www.pr.gov.br/transportes

Leia mais

VOLUME 9 METODOLOGIAS CONSTRUTIVAS DE PAVIMENTAÇÃO

VOLUME 9 METODOLOGIAS CONSTRUTIVAS DE PAVIMENTAÇÃO VOLUME 9 1 INTRODUÇÃO A execução de obras e serviços de pavimentação no meio urbano requer um planejamento específico, com a utilização de métodos adequados e dominados pelas empresas executoras. A utilização

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Vila Olinda Instalações dos dispositivos de sinalização para

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO BASE DE SOLO-CIMENTO Grupo de Serviço PAVIMENTAÇÃO Código DERBA-ES-P-07/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a execução de base de solo-cimento,

Leia mais

OBTENÇÃO E PREPARAÇÃO do RAP e do RAM (*)

OBTENÇÃO E PREPARAÇÃO do RAP e do RAM (*) 38 PARTE IV OBTENÇÃO E PREPARAÇÃO do RAP e do RAM (*) 1. INTRODUÇÃO A reciclagem das camadas do pavimento pode ser executada na pista, ou em usina central ou fixa. Os processos de obtenção dos materiais

Leia mais

RESIDENCIAL SANTA MONICA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I

RESIDENCIAL SANTA MONICA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I RESIDENCIAL SANTA MONICA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I CONTRATO N.º ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO DO RESIDENCIAL SANTA MÔNICA A INFRAESTRUTURA DE IMPLANTAÇÃO DO LOTEAMENTO RESIDENCIAL SANTA MONICA OBEDECERÁ

Leia mais

Obras complementares - sinalização vertical

Obras complementares - sinalização vertical MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA TOTAL

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA TOTAL LOCAL: DIVERSAS RUAS - PAC 2-3ª ETAPA ÁREA TOTAL: 7.759,90 m² PLANILHA ORÇAMENTÁRIA TOTAL ITEM SERVIÇOS UNID. QTDE. TOTAL UNIT. TOTAL REFERÊNCIA 1 SERVIÇOS INICIAIS 1.1 IMPLANTAÇÃO DE PLACA DE OBRA (1,50X2,00M

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PADRONIZADOS...

PAVIMENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PADRONIZADOS... 1/25 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 11 RETIRADA DE PAVIMENTOS, GUIAS E SARJETAS... 2 12 EXECUÇÃO DE PAVIMENTOS, GUIAS E SARJETAS... 3 13 RECOMPOSIÇÃO DE

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Execução e Manutenção de MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Norma de Execução e Manutenção NBR 15953 com peças de concreto - Execução NBR 15953 Escopo Se aplica à pavimentação intertravada com peças de concreto

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG RODOVIA: BR-381MG TRECHO: DIVISA ES/MG - DIV. MG/SP

Leia mais

Curso de Tecnologia de Pavimentos de Concreto. Módulo 4 Construção de Pavimentos

Curso de Tecnologia de Pavimentos de Concreto. Módulo 4 Construção de Pavimentos Curso de Tecnologia de Pavimentos de Concreto Módulo 4 Construção de Pavimentos Seção do Pavimento BR 101 NE (exemplo) Placa de concreto - 22 cm Tração na flexão > 4,5 MPa Barreira de segurança tipo New

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC MEMORIAL DESCRITIVO IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC Lote 01 MARÇO/2011 1. PROJETO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC SUL INTRODUÇÃO O Projeto de Sinalização

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCÉLIA Avenida Brasil, 1101 Centro CEP 17780-000 - Lucélia Estado de São Paulo Telefone (18) 3551-9200 pmluce@terra.com.

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCÉLIA Avenida Brasil, 1101 Centro CEP 17780-000 - Lucélia Estado de São Paulo Telefone (18) 3551-9200 pmluce@terra.com. MEMORIAL DESCRITIVO Obra: RECAPEAMENTO ASFÁLTICO TIPO (C.B.U.Q.). Município: Lucélia S.P. Local: (RUA ARARAQUARA), Trecho entre a Rua Manoel Rodrigues e Rua Nemetala Audi. ÁREA = (7,00 m x 83,29 m) = 583,03

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Obra: OBRAS CIVIS, REFORMA E INSTALAÇÕES - PMAT PAVIMENTO TÉRREO E SUPERIOR DA PREFEITURA MUNICIPAL Local: Rua Osvaldo Aranha-nº 634 Venâncio Aires EXECUÇÃO E SERVIÇOS A execução dos

Leia mais

Pavimentação - base estabilizada granulometricamente

Pavimentação - base estabilizada granulometricamente MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m²

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m² 01 01 1.1 01.018.0001-0 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS Centro - /RJ Marcação de obra sem instrumento topográfico, considerada a projeção horizontal da área envolvente 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75

Leia mais

ÁREAS DE LAZER DA RUA CURITIBA/CANOAS MODELO DE PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

ÁREAS DE LAZER DA RUA CURITIBA/CANOAS MODELO DE PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ÁREAS DE LAZER DA RUA CURITIBA/CANOAS MODELO DE PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Item Descrição Qtd. Und. 1 URBANIZAÇÃO DA RUA CURITIBA 1.1 INSTALAÇÃO DE CANTEIRO DE OBRAS E SERVIÇOS 1.1.1 ADMINISTRAÇÃO DA OBRA 1.1.1.1

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL ORÇAMENTO Obra: PAVIMENTAÇÃO COM PARALELEPIPEDOS Convênio: 1016190.50 Local: Sede do Mcípio e Distrito de Linha Vitória Trecho:

Leia mais