ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR www.antunes.adv.br antunes@antunes.adv.br"

Transcrição

1 A DESCONSIDERAÇÃO DA PESSOA JURÍDICA POR DÍVIDAS TRABALHISTAS ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR

2 Apresentação Palestrante: Antonio Carlos Antunes Junior Pós-graduado em Direito Civil pelo CPPG-UNIFMU e em Direito Tributário pelo IBET-SP. Sócio titular do escritório "Antunes Sociedade de Advogados. Professor e conferencista do curso de especialização em direito tributário da Escola Paulista de Direito EPD Membro do Comitê de Jovens Empreendedores da FIESP. Assessor do TED IV da OAB Autor dos livros: Manual de Defesa Judicial do Contribuinte (Na Saraiva: Exame Nacional da OAB: 1ª Fase - Questões Comentadas (Na Saraiva: Col. Exame Nacional OAB - Questões Comentadas de Direito Tributário (Na Saraiva: Col. Exame Nacional OAB - Questões Comentadas de Direito Civil (Na Saraiva: Col. Exame Nacional OAB - Questões Comentadas de Ética e Disciplina e de Direito do Consumidor (http://goo.gl/881xiq)

3 1. Introdução SOCIEDADE LIMITADA Na sociedade limitada, a responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas, mas todos respondem solidariamente pela integralização do capital social (art do Cód. Civil). O limite da responsabilidade dos sócios, na sociedade limitada, é o total do capital social subscrito e não integralizado Fábio Ulhoa Coelho

4 RESUMINDO: - As dívidas deverão ser cobradas da Sociedade e, dos sócios SOMENTE na medida da sua responsabilidade; - Salvo as exceções, se integralizado 100% do Capital, os sócios não respondem pelas dívidas da sociedade (pois já disponibilizaram a quantia que se obrigaram no contrato social). Na Integralização do Capital Social das LTDA s: Pela exata estimação de bens conferidos ao capital social respondem solidariamente todos os sócios, até o prazo de cinco anos da data do registro da sociedade. (Art , 1º C.C.) Trata-se de uma medida moralizadora que visa garantir a fidelidade dos valores dos bens que foram integralizados para compor o capital social.

5 2. A Desconsideração da Personalidade Jurídica Responsabilidade Civil a) Deliberações em reuniões ou Assembléias contrárias à lei ou ao Contrato Social implicam em responsabilidade ilimitada dos sócios que as aprovaram. (Art C.C.) b) Desconsideração da Personalidade Jurídica: Em caso de abuso da personalidade jurídica, caracterizado pelo desvio de finalidade, ou pela confusão patrimonial, pode o juiz decidir que os efeitos de determinadas obrigações sejam estendidos aos bens particulares dos administradores ou sócios da pessoa jurídica (art. 50 C.C.).

6 3. Responsabilidade por Dívidas Trabalhistas a) Normas aplicáveis: Código Civil : Regras Gerais e Exceções; b) Entendimento Jurisprudencial majoritário: Art. 8º - As autoridades administrativas e a Justiça do Trabalho, na falta de disposições legais ou contratuais, decidirão, conforme o caso, pela jurisprudência, por analogia, por eqüidade e outros princípios e normas gerais de direito, principalmente do direito do trabalho, e, ainda, de acordo com os usos e costumes, o direito comparado, mas sempre de maneira que nenhum interesse de classe ou particular prevaleça sobre o interesse público.

7 Natureza Alimentar do crédito trabalhista; Proteção Constitucional do Salário; Crédito de natureza privilegiada ( 1º, art. 100 da CF/88; CTL; Lei /2005; Art. 186 do CTN); Hipossuficiência do Empregado na relação trabalhista; Aplicam: Art. 134 e 135 CTN; Art. 28 do Cód. de Def. do Consumidor; Art. 50 do Cód. Civil, entre outros (fundamento no art. 8º da CLT); 1. RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS EXCEÇÃO VIROU REGRA

8 4. Jurisprudência Ementa. Responsabilidade do sócio ou acionista. Cabimento. Demonstrada a insuficiência de bens da ré, respondem seus sócios ou acionistas pelo não pagamento dos débitos trabalhistas constituídos, eis que diante do princípio da alteridade inerente ao contrato de trabalho, não há que se transferir ao trabalhador os riscos do negócio. (TRT/SP ). Ementa: DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA. Acidente do trabalho fundado no direito comum. Deferimento do pedido de desconsideração da personalidade jurídica. Confirmação. A renitente e duradoura frustração em localizar bens passíveis de penhora caracteriza abuso da personalidade jurídica da devedora, pois descortina confusão patrimonial por escassez de bens sociais, inferindo ocultação de situação danosa decorrente do seu desconhecido paradeiro a subentender encerramento irregular de sua atividade empresária, não importando para estender-se a responsabilização da empresa aos bens particulares dos seus integrantes, a condição de sócio minoritário não ocupante da posição de gerenciamento, pois tal circunstância não arreda nem reduz a obrigação resultante do título executivo. Recurso desprovido. (AGRAVO TJ/SP).

9 Ementa: Sócio-gerente. Ausência de prazo para liberação de responsabilidade. A embargante era sócio-gerente, integrando a administração da sociedade. A lei é omissa sobre prazo para liberação de responsabilidade: Lei 6.404/79, art. 158, Código Civil, art. 50 e 1016, e Código de Defesa do Consumidor, art. 28: dispõem expressamente sobre a responsabilidade do administrador e nada dizem sobre a liberação de responsabilidade após dois anos da saída dele. O prazo de que trata o parágrafo único do art C.Civil é restrito à responsabilidade do sócio que cede suas quotas, ao passo que a responsabilidade do sócioadministrador é muito mais ampla, sem restrição de prazo. (Tribunal: TRT 2ª Região - Processo: ). 1. RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS Ementa: Responsabilidade do ex-sócio. Fraude à execução. A saída do sócio e posterior insolvência da empresa sem que haja elementos de convicção do nexo de causalidade entre os dois fatos afasta a responsabilidade do ex-sócio quando há licitude na alteração contratual. (TRT 2ª Região - Processo: )

10 Dúvidas? Palestras, Aulas e Cursos: https://www.eventials.com/ptbr/dbtraining/

RESUMO. A responsabilidade da sociedade é sempre ilimitada, mas a responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas.

RESUMO. A responsabilidade da sociedade é sempre ilimitada, mas a responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas. RESUMO 1)Sociedade Limitada Continuação 1.1) Responsabilidade do sócio dentro da sociedade limitada. A responsabilidade da sociedade é sempre ilimitada, mas a responsabilidade de cada sócio é restrita

Leia mais

RESPONSABILIDADE PESSOAL DOS SÓCIOS ADMINISTRADORES NOS DÉBITOS TRIBUTÁRIOS QUANDO DA DISSOLUÇÃO IRREGULAR DA SOCIEDADE

RESPONSABILIDADE PESSOAL DOS SÓCIOS ADMINISTRADORES NOS DÉBITOS TRIBUTÁRIOS QUANDO DA DISSOLUÇÃO IRREGULAR DA SOCIEDADE compilações doutrinais RESPONSABILIDADE PESSOAL DOS SÓCIOS ADMINISTRADORES NOS DÉBITOS TRIBUTÁRIOS QUANDO DA DISSOLUÇÃO IRREGULAR DA SOCIEDADE Carlos Barbosa Ribeiro ADVOGADO (BRASIL) VERBOJURIDICO VERBOJURIDICO

Leia mais

SOCIEDADE ENTRE CÔNJUGES

SOCIEDADE ENTRE CÔNJUGES DIREITO SOCIETÁRIO DIREITO SOCIETÁRIO Sociedade empresária/ Empresário individual Distinção entre a sociedade simples e a sociedade empresária objeto social art.982 CC/02 Duas exceções p.único do art.982

Leia mais

Pessoa jurídica: Constituída regularmente Sujeito de direitos e obrigações. Responsabilidade dos sócios ou acionistas: limitada ou ilimitada.

Pessoa jurídica: Constituída regularmente Sujeito de direitos e obrigações. Responsabilidade dos sócios ou acionistas: limitada ou ilimitada. Pessoa jurídica: Constituída regularmente Sujeito de direitos e obrigações. Responsabilidade dos sócios ou acionistas: limitada ou ilimitada. Obrigação: débito compromisso do devedor responsabilidade -

Leia mais

Responsabilidade Civil dos Administradores das Sociedades. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Responsabilidade Civil dos Administradores das Sociedades. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Responsabilidade Civil dos Administradores das Sociedades Administrador Administrador é a pessoa a quem se comete a direção ou gerência de qualquer negócio ou serviço, seja de caráter público ou privado,

Leia mais

SOCIEDADE LIMITADA. Sociedade Limitada. I - responsável integralmente e ilimitadamente pelas dívidas assumidas em seu próprio nome

SOCIEDADE LIMITADA. Sociedade Limitada. I - responsável integralmente e ilimitadamente pelas dívidas assumidas em seu próprio nome Sociedade Limitada I - responsável integralmente e ilimitadamente pelas dívidas assumidas em seu próprio nome II a limitação refere-se aos sócios 2. Responsabilidade dos Sócios I - Decreto 3.708/19 (sociedade

Leia mais

TEORIA GERAL DO DIREITO EMPRESARIAL

TEORIA GERAL DO DIREITO EMPRESARIAL Direito Societário É subárea do direito empresarial que disciplina a forma de exercício coletivo de atividade econômica empresária; Importante observação sobre as questões da primeira fase da OAB: 25%

Leia mais

O MÉDICO COMO EMPRESÁRIO DE CONSULTÓRIOS, CLÍNICAS E HOSPITAIS

O MÉDICO COMO EMPRESÁRIO DE CONSULTÓRIOS, CLÍNICAS E HOSPITAIS O MÉDICO COMO EMPRESÁRIO DE CONSULTÓRIOS, CLÍNICAS E HOSPITAIS QUAIS SÃO SEUS RISCOS E RESPONSABILIDADES? Thaissa Taques EMPRESAS MÉDICAS Quando a sociedade vai mal o sócio também padece, e vice-versa

Leia mais

Inserindo-se no tema maior objeto do presente Encontro a recuperação

Inserindo-se no tema maior objeto do presente Encontro a recuperação RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EMPREGADOS. BREVES COMENTÁRIOS Gisela de Castro Chamoun * Inserindo-se no tema maior objeto do presente Encontro a recuperação judicial e seus reflexos nos créditos trabalhistas

Leia mais

Responsabilidade Civil nas Atividades Empresariais. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Responsabilidade Civil nas Atividades Empresariais. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Responsabilidade Civil nas Atividades Empresariais Para Reflexão Ao indivíduo é dado agir, em sentido amplo, da forma como melhor lhe indicar o próprio discernimento, em juízo de vontade que extrapola

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ UNIDADE VII CIÊNCIAS CONTÁBEIS TEMA: SOCIEDADE LIMITADA PROFª: PAOLA SANTOS SOCIEDADE LIMITADA

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ UNIDADE VII CIÊNCIAS CONTÁBEIS TEMA: SOCIEDADE LIMITADA PROFª: PAOLA SANTOS SOCIEDADE LIMITADA UNIDADE VII CIÊNCIAS CONTÁBEIS TEMA: SOCIEDADE LIMITADA PROFª: PAOLA SANTOS SOCIEDADE LIMITADA 1. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL A sociedade limitada é o tipo societário de maior presença na economia brasileira.

Leia mais

Ampliação do Conceito de Estabelecimento e a Responsabilidade Solidária. Lei Nº 13.918 de 22 de dezembro de 2009. Setembro/2010. www.simonaggio.adv.

Ampliação do Conceito de Estabelecimento e a Responsabilidade Solidária. Lei Nº 13.918 de 22 de dezembro de 2009. Setembro/2010. www.simonaggio.adv. Ampliação do Conceito de Estabelecimento e a Responsabilidade Solidária Lei Nº 13.918 de 22 de dezembro de 2009 Setembro/2010 1 O ESTABELECIMENTO E O CÓDIGO CIVIL O estabelecimento como objeto de direito

Leia mais

Inovação Legislativa Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

Inovação Legislativa Empresa Individual de Responsabilidade Limitada Inovação Legislativa Empresa Individual de Responsabilidade Limitada Prof. Nelton T. Pellizzoni : Mestrando em Direitos Difusos, Universidade Metropolitana de Santos; Especialista em Direito Civil, Comercial

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 174 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA KATYLENE COLLYER PIRES DE FIGUEIREDO¹ Inspirada na Palestra dos Professores Leonardo Marques e Monica Gusmão. Está em vigor desde janeiro a Lei nº 12.441,

Leia mais

RETA FINAL - MG Disciplina: Direito Empresarial Aula nº 01 DIREITO EMPRESARIAL

RETA FINAL - MG Disciplina: Direito Empresarial Aula nº 01 DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL 1. Atividade Empresarial ( art. 966 e ss do CC) Art. 966. Considera-se empresário quem exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens

Leia mais

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE É sabido - e isso está a dispensar considerações complementares - que a pessoa jurídica tem vida distinta da dos seus sócios e administradores.

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Determinada pessoa jurídica declarou, em formulário próprio estadual, débito de ICMS. Apesar de ter apresentado a declaração, não efetuou o recolhimento do crédito

Leia mais

O sócio que ceder suas quotas continua responsável pelas obrigações sociais até dois anos depois de modificado o contrato social:

O sócio que ceder suas quotas continua responsável pelas obrigações sociais até dois anos depois de modificado o contrato social: AULA 2 4. Tipos societários 4.1 Sociedade Simples Se a sociedade simples não optar por outra forma essa é a forma que será a ela aplicada. Esse tipo é também subsidiário aos outros tipos sociais, ou seja,

Leia mais

Responsabilidade Tributária de

Responsabilidade Tributária de Responsabilidade Tributária de Sócios e Administradores Responsabilidade Societária Responsabilidade d Tributária i Responsabilidade Previdenciária Planejamento Pessoa Jurídica (Sociedade) / Sócio / Administrador

Leia mais

Acórdão-4ªC AP 01715-2005-046-12-00-4

Acórdão-4ªC AP 01715-2005-046-12-00-4 Acórdão-4ªC AP 01715-2005-046-12-00-4 SÓCIO MINORITÁRIO. RESPONSABILIZAÇÃO PELAS DÍVIDAS DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA. IMPOSSIBILIDADE. O sócio minoritário que não contribuiu diretamente para a caracterização

Leia mais

SOCIEDADE LIMITADA - X. 1. Histórico e regime jurídico:

SOCIEDADE LIMITADA - X. 1. Histórico e regime jurídico: SOCIEDADE LIMITADA - X 1. Histórico e regime jurídico: - Chamada anteriormente de sociedade por quotas de responsabilidade limitada, a sociedade limitada surgiu por atos legislativos, em atendimento aos

Leia mais

2ª ATIVIDADE: (TRABALHO MANUSCRITO): COMENTÁRIO LIVRE EM 10 LINHAS REFERENTE A UMA PESQUISA LEGISLATIVA.

2ª ATIVIDADE: (TRABALHO MANUSCRITO): COMENTÁRIO LIVRE EM 10 LINHAS REFERENTE A UMA PESQUISA LEGISLATIVA. MATRÍCULA: CURSO: SEMESTRE: UNIDADE: ENTREGA / / - PRAZO LIMITE AV1. Vide dicas MDE: Material Didático Estácio. 1ª ATIVIDADE: Pesquisar um tema referente a matéria na biblioteca e redigir um artigo nos

Leia mais

A executada PATRÍCIA DOMINGUES DOS SANTOS opôs embargos à execução às fls. 862/875 dos autos.

A executada PATRÍCIA DOMINGUES DOS SANTOS opôs embargos à execução às fls. 862/875 dos autos. PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO 7ª VARA DO TRABALHO DE BELÉM Processo: 0000239-19.2012.5.08.0007 Exequente : ANTONIO CLAUDIO DARWICH CNPJ/CPF:044.002.007-79 BORGES LEAL Executado

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE DIREITO PLANO DE ENSINO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE DIREITO PLANO DE ENSINO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE DIREITO PLANO DE ENSINO CURSO DIREITO DISCIPLINA DIREITO EMPRESARIAL IV PROFESSOR Ms. TATYANE KAREN DA SILVA

Leia mais

A INCLUSÃO DOS SÓCIOS DA SOCIEDADE-EMPREGADORA NO PÓLO PASSIVO DA DEMANDA TRABALHISTA

A INCLUSÃO DOS SÓCIOS DA SOCIEDADE-EMPREGADORA NO PÓLO PASSIVO DA DEMANDA TRABALHISTA A INCLUSÃO DOS SÓCIOS DA SOCIEDADE-EMPREGADORA NO PÓLO PASSIVO DA DEMANDA TRABALHISTA * Denis Domingues Hermida 1 Quando da propositura da reclamação trabalhista, cabe ao Advogado não só dirigir a sua

Leia mais

RESPONSABILIDADE POR DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS. Sócios Administradores Advogados e Contadores. Profa. Dra. Mary Elbe Queiroz maryelbe@queirozadv.com.

RESPONSABILIDADE POR DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS. Sócios Administradores Advogados e Contadores. Profa. Dra. Mary Elbe Queiroz maryelbe@queirozadv.com. RESPONSABILIDADE POR DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS Sócios Administradores Advogados e Contadores Profa. Dra. Mary Elbe Queiroz maryelbe@queirozadv.com.br IMPORTÂNCIA DO ESTUDO Responsabilização: Sócios, diretores,

Leia mais

Responsabilidade Civil Engenheiros e Arquitetos E&O e D&O

Responsabilidade Civil Engenheiros e Arquitetos E&O e D&O Responsabilidade Civil Engenheiros e Arquitetos E&O e D&O AsBEA Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura Encontro Regional AsBEA 2010 Nada a perder, algo a ganhar... Algo a ganhar, pouco a

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em 2003, João ingressou como sócio da sociedade D Ltda. Como já trabalhava em outro local, João preferiu não participar da administração da sociedade. Em janeiro

Leia mais

Profa. Joseane Cauduro. Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO

Profa. Joseane Cauduro. Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO Profa. Joseane Cauduro Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO Introdução A unidade I aborda: empresa e empresário; formação das sociedades; tipos de sociedades. Objetivos da disciplina: apresentar aos estudantes

Leia mais

Responsabilidade Tributária: dissolução irregular, subsidiariedade, solidariedade e substituição tributária

Responsabilidade Tributária: dissolução irregular, subsidiariedade, solidariedade e substituição tributária Responsabilidade Tributária: dissolução irregular, subsidiariedade, solidariedade e substituição tributária Pós-Doutora pela Universidade de Lisboa; Doutora pela PUC/SP; Mestre pela UFC; Professora Graduação

Leia mais

1. TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO - HISTÓRICO. 2. TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO SOCIEDADES EMPRESÁRIAS.

1. TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO - HISTÓRICO. 2. TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO SOCIEDADES EMPRESÁRIAS. 1. TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO - HISTÓRICO. As sociedades acompanham a civilização desde o seu primórdio, ainda que não da maneira que conhecemos hoje. As sociedades tiveram o seu gênese no agrupamento

Leia mais

OS LIMITES PARA A RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DOS SÓCIOS E ADMINISTRADORES POR DÉBITOS TRIBUTÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA

OS LIMITES PARA A RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DOS SÓCIOS E ADMINISTRADORES POR DÉBITOS TRIBUTÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA OS LIMITES PARA A RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DOS SÓCIOS E ADMINISTRADORES POR DÉBITOS TRIBUTÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA 1. Introdução Miguel Teixeira Filho Advogado em Joinville/SC www.teixeirafilho.com.br

Leia mais

SOCIEDADE LIMITADA: AS EXCEÇÕES QUANTO A RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS

SOCIEDADE LIMITADA: AS EXCEÇÕES QUANTO A RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS SOCIEDADE LIMITADA: AS EXCEÇÕES QUANTO A RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS Joice Monteiro Lira Tiyoda, Lilian Aparecida Guiotoku, Pedro Teófilo de Sá Universidade do Oeste Paulista UNOESTE. Curso de Ciências

Leia mais

A LEI nº 12.441/2011 E A POSSIBILIDADE DE CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

A LEI nº 12.441/2011 E A POSSIBILIDADE DE CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA A LEI nº 12.441/2011 E A POSSIBILIDADE DE CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 1- INTRODUÇÃO Com o advento da lei nº 12.441 de 11 de julho de 2011, que altera o Código Civil,

Leia mais

www.brunoklippel.com.br QUESTÕES COMENTADAS DE DIREITO DO TRABALHO PARTE 1 PRINCÍPIOS.

www.brunoklippel.com.br QUESTÕES COMENTADAS DE DIREITO DO TRABALHO PARTE 1 PRINCÍPIOS. www.brunoklippel.com.br QUESTÕES COMENTADAS DE DIREITO DO TRABALHO PARTE 1 PRINCÍPIOS. 1. MEUS CURSOS NO ESTRATÉGIA CONCURSOS: Estão disponíveis no site do Estratégia Concursos (www.estrategiaconcursos.com.br),

Leia mais

P O D E R J U D I C I Á R I O

P O D E R J U D I C I Á R I O Registro: 2013.0000791055 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0024907-79.2012.8.26.0564, da Comarca de São Bernardo do Campo, em que é apelante CRIA SIM PRODUTOS DE HIGIENE

Leia mais

STF CONSIDEROU INCONSTITUCIONAL RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS POR DÍVIDAS PREVIDENCIÁRIAS 23 MESES APÓS REVOGAÇÃO DO TEXTO JULGADO PELA CORTE.

STF CONSIDEROU INCONSTITUCIONAL RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS POR DÍVIDAS PREVIDENCIÁRIAS 23 MESES APÓS REVOGAÇÃO DO TEXTO JULGADO PELA CORTE. STF CONSIDEROU INCONSTITUCIONAL RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS POR DÍVIDAS PREVIDENCIÁRIAS 23 MESES APÓS REVOGAÇÃO DO TEXTO JULGADO PELA CORTE. Roberto Rodrigues de Morais A notícia divulgada pelo STF de

Leia mais

PARECER N, DE 2009. RELATOR: Senador FLEXA RIBEIRO

PARECER N, DE 2009. RELATOR: Senador FLEXA RIBEIRO PARECER N, DE 2009 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em decisão terminativa, sobre o PLS n 260, de 2003, de autoria do Senador Arthur Virgílio, que altera art. 13 da Lei nº 8.620, de 5

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO JURÍDICA Disciplina: Direito Comercial Tema: Recuperação Judicial Prof.: Alexandre Gialluca Data: 12/04/2007 RESUMO

CURSO DE ATUALIZAÇÃO JURÍDICA Disciplina: Direito Comercial Tema: Recuperação Judicial Prof.: Alexandre Gialluca Data: 12/04/2007 RESUMO RESUMO 1) Falência. Continuação. 1.1) Da realização ativo. Art. 108, Lei 11.101/05. O administrador Judicial providenciará a realização do ativo. Pode ser por: leilão; proposta fechada ou pregão O porduto

Leia mais

Em nossa visão a prova de Direito Civil para Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil (ESAF AFRFB/2012) não comporta qualquer possibilidade de anulação de questões. Foi bem objetiva, sendo que todas

Leia mais

Sumário. Proposta da Coleção Leis Especiais para Concursos... 11. Roteiro simplificado da Falência... 13

Sumário. Proposta da Coleção Leis Especiais para Concursos... 11. Roteiro simplificado da Falência... 13 Lei de Falência e Recuperação de Empresas Sumário Proposta da Coleção Leis Especiais para Concursos... 11 Roteiro simplificado da Falência... 13 Roteiro simplificado da Recuperação Judicial... 15 Resumo

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB XIII EXAME DE ORDEM C006 DIREITO TRIBUTÁRIO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB XIII EXAME DE ORDEM C006 DIREITO TRIBUTÁRIO C006 DIREITO TRIBUTÁRIO PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL C006042 Responsabilidade Tributária. Exceção de pré-executividade. Determinada pessoa jurídica declarou, em formulário próprio estadual, débito de ICMS.

Leia mais

1. REGISTRO RESTRIÇÕES PARA ATUAR COMO EMPRESÁRIO INDIVIDUAL. Falido:... Estrangeiro:... Médico:... Advogado:... Membros do legislativo:...

1. REGISTRO RESTRIÇÕES PARA ATUAR COMO EMPRESÁRIO INDIVIDUAL. Falido:... Estrangeiro:... Médico:... Advogado:... Membros do legislativo:... 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Registro PONTO 2: Incapacidade Superveniente PONTO 3: Sociedade Empresária 1. REGISTRO Para fazer o registro, a pessoa deve estar livre de qualquer impedimento ou proibição.

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL B Código: DV 450

PLANO DE ENSINO. Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL B Código: DV 450 PLANO DE ENSINO Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL B Código: DV 450 Pré-requisito: Direito Civil A, B. Carga horária: 90 (noventa) horas aula Créditos: 6 (seis) Natureza: anual Docente: EMENTA Sociedades

Leia mais

contrato é uma declaração unilateral de vontade, cabendo tão somente ao administrador judicial.

contrato é uma declaração unilateral de vontade, cabendo tão somente ao administrador judicial. Turma e Ano: Flex B (2013) Matéria / Aula: Empresarial / Aula 14 Professor: Thiago Carapetcov Conteúdo: - Falência: Efeitos da sentença em relação aos contratos. Falido e bens. Sentença Positiva - Decretação

Leia mais

A EFETIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA PROTEÇÃO AMBIENTAL

A EFETIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA PROTEÇÃO AMBIENTAL A EFETIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA PROTEÇÃO AMBIENTAL FERNANDO REVERENDO VIDAL AKAOUI XIV Congresso Brasileiro do Ministério Público de Meio Ambiente - ABRAMPA RESPONSABILIDADE DO ESTADO PELA PROTEÇÃO

Leia mais

Falência e Recuperação Judicial e Extrajudicial da Sociedade Empresária

Falência e Recuperação Judicial e Extrajudicial da Sociedade Empresária Falência e Recuperação Judicial e Extrajudicial da Sociedade Empresária Palestrantes: José Augusto S. Figueira Miguel Manente março de 2016 Falência e Recuperação Judicial e Extrajudicial da Sociedade

Leia mais

EXAME NACIONAL DA OAB QUESTÕES TRIBUTÁRIAS. ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR

EXAME NACIONAL DA OAB QUESTÕES TRIBUTÁRIAS. ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR EXAME NACIONAL DA OAB QUESTÕES TRIBUTÁRIAS ANTONIO CARLOS ANTUNES JUNIOR www.antunes.adv.br antunes@antunes.adv.br Apresentação Palestrante: Antonio Carlos Antunes Junior Pós-graduado em Direito Civil

Leia mais

www.uniestudos.com.br Direito Empresarial

www.uniestudos.com.br Direito Empresarial www.uniestudos.com.br Direito Empresarial Helder Goes Professor de Direito Empresarial do Universo de Estudos Advogado e Consultor Jurídico Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes Especialista

Leia mais

Incidência ou não do ITBI sobre o valor do bem excedente ao do capital integralizado

Incidência ou não do ITBI sobre o valor do bem excedente ao do capital integralizado Incidência ou não do ITBI sobre o valor do bem excedente ao do capital integralizado Kiyoshi Harada* Grassa séria controvérsia doutrinária e jurisprudencial quanto à questão de saber se incide ou não o

Leia mais

Plano de Ensino. Objetivos. Ementa

Plano de Ensino. Objetivos. Ementa Plano de Ensino Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL I Código: Série: 2ª Obrigatória (X ) Optativa ( ) CHTeórica: 68 CH Prática: CH Total: 68 Horas Obs: Objetivos Geral: Apresentar aos alunos os pontos principais

Leia mais

O FALECIMENTO DO SÓCIO DE EMPRESA LIMITADA E A SUCESSÃO DE SUAS QUOTAS À LUZ DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO

O FALECIMENTO DO SÓCIO DE EMPRESA LIMITADA E A SUCESSÃO DE SUAS QUOTAS À LUZ DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO O FALECIMENTO DO SÓCIO DE EMPRESA LIMITADA E A SUCESSÃO DE SUAS QUOTAS À LUZ DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO O falecimento do sócio de empresa limitada é matéria de grande interesse prático para qualquer sociedade

Leia mais

A jurisprudência da Lei de Falências e Recuperação de Empresas e a

A jurisprudência da Lei de Falências e Recuperação de Empresas e a A jurisprudência da Lei de Falências e Recuperação de Empresas e a Lei Complementar 147/14 Impactos para o mercado de crédito. Glauco Alves Martins Objetivo geral: aperfeiçoamento do SIMPLES e modificações

Leia mais

Configuração de grupo econômico e responsabilidade tributária. Fabiana Del Padre Tomé Doutora e professora PUC/SP

Configuração de grupo econômico e responsabilidade tributária. Fabiana Del Padre Tomé Doutora e professora PUC/SP Configuração de grupo econômico e responsabilidade tributária Fabiana Del Padre Tomé Doutora e professora PUC/SP O cenário atual Redirecionamento de execuções fiscais contra empresas do grupo econômico

Leia mais

11/11/2010 (Direito Empresarial) Sociedades não-personificadas. Da sociedade em comum

11/11/2010 (Direito Empresarial) Sociedades não-personificadas. Da sociedade em comum 11/11/2010 (Direito Empresarial) Sociedades não-personificadas As sociedades não-personificadas são sociedades que não tem personalidade jurídica própria, classificada em: sociedade em comum e sociedade

Leia mais

Tipos societários P A U L A F R E I R E 2 0 1 2

Tipos societários P A U L A F R E I R E 2 0 1 2 Tipos societários P A U L A F R E I R E 2 0 1 2 Espécies: empresárias ou simples Sociedade em nome coletivo; Sociedade em comandita simples; Sociedade em comandita por ações. Sociedade limitada; Sociedade

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL APRESENTAÇÃO EMENTA

DIREITO EMPRESARIAL APRESENTAÇÃO EMENTA EMPRESARIAL NÍVEL DE ENSINO: Graduação CARGA HORÁRIA: 80h PROFESSORES-AUTORES: Telder Andrade Lage Ana Luisa Coelho Perim Fabiano Eustáquio Zica Silva APRESENTAÇÃO O direito empresarial, ramo do direito

Leia mais

O TORMENTOSO TEMA DA DESCONSIDERAÇÃO INVERSA DA PERSONALIDADE JURÍDICA

O TORMENTOSO TEMA DA DESCONSIDERAÇÃO INVERSA DA PERSONALIDADE JURÍDICA O TORMENTOSO TEMA DA DESCONSIDERAÇÃO INVERSA DA PERSONALIDADE JURÍDICA Gina Copola (abril de 2.013) I - A doutrina pátria tem se debruçado com afinco nos últimos anos sobre o controvertido tema relativo

Leia mais

Coordenação Geral de Tributação

Coordenação Geral de Tributação Fl. 10 Fls. 1 Coordenação Geral de Tributação Solução de Consulta Interna nº 19 Data 13 de agosto de 2013 Origem COFIS ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA DE PESSOA JURÍDICA IRPJ A EIRELI não se confunde com

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEAcc-SP 2/2005

RESOLUÇÃO CONSEAcc-SP 2/2005 RESOLUÇÃO CONSEAcc-SP 2/2005 ALTERA AS EMENTAS E CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS DISCIPLINAS CH1301 - COMERCIAL I, CH1306 - COMERCIAL II E CH1308 - COMERCIAL III, DO CURSO DE, DO CÂMPUS DE SÃO PAULO, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO AGRAVO LEGAL

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO AGRAVO LEGAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO Desembargador Federal HENRIQUE HERKENHOFF Uniao Federal (FAZENDA NACIONAL) MARLY MILOCA DA CAMARA GOUVEIA E AFONSO GRISI NETO Instituto Nacional do Seguro Social

Leia mais

Nota do autor, xix. 5 Dissolução e liquidação, 77 1 Resolução da sociedade em relação a um sócio, 77

Nota do autor, xix. 5 Dissolução e liquidação, 77 1 Resolução da sociedade em relação a um sócio, 77 Nota do autor, xix 1 Empresa, 1 1 Empreender, 1 2 Noções históricas, 2 3 Teoria da empresa, 3 4 Registro, 8 4.1 Redesim, 10 4.2 Usos e práticas mercantis, 14 4.3 Empresário rural, 15 5 Firma individual,

Leia mais

Efeitos da sucessão no Direito Tributário. Os efeitos da sucessão estão regulados no art. 133 do CTN nos seguintes termos:

Efeitos da sucessão no Direito Tributário. Os efeitos da sucessão estão regulados no art. 133 do CTN nos seguintes termos: Efeitos da sucessão no Direito Tributário Kiyoshi Harada Os efeitos da sucessão estão regulados no art. 133 do CTN nos seguintes termos: Art. 133. A pessoa natural ou jurídica de direito privado que adquirir

Leia mais

Proteção Patrimonial e Planejamento Sucessório

Proteção Patrimonial e Planejamento Sucessório Proteção Patrimonial e Planejamento Sucessório Introdução Pessoa Física sócio ou administrador de uma empresa operacional. Segregar o patrimônio pessoal, como proteção contra eventual problema da sociedade

Leia mais

Limitações na ação de consignação em pagamento. Sumário: 1 Conceito. 2 Sua disciplina legal. 3 Limites da ação em consignação em pagamento.

Limitações na ação de consignação em pagamento. Sumário: 1 Conceito. 2 Sua disciplina legal. 3 Limites da ação em consignação em pagamento. Limitações na ação de consignação em pagamento Kiyoshi Harada* Sumário: 1 Conceito. 2 Sua disciplina legal. 3 Limites da ação em consignação em pagamento. 1 Conceito O que significa consignação em pagamento?

Leia mais

Decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 2.ª Região (TRT-2)

Decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 2.ª Região (TRT-2) Fevereiro 2015 RADAR STOCCHE FORBES - SOCIETÁRIO Unificação dos sistemas Empresas.Net e IPE No dia 30 de janeiro de 2015 a CVM comunicou que realizará a unificação das plataformas do Sistema IPE e do Sistema

Leia mais

A responsabilidade pessoal dos sócios nas sociedades empresárias. Michele Schwan Advogada OAB/RS

A responsabilidade pessoal dos sócios nas sociedades empresárias. Michele Schwan Advogada OAB/RS A responsabilidade pessoal dos sócios nas sociedades empresárias Michele Schwan Advogada OAB/RS 86.749 As três modalidades de constituição de empresa mais utilizadas no Rio Grande do Sul, conforme a Junta

Leia mais

AULA 5 SOCIEDADE LIMITADA

AULA 5 SOCIEDADE LIMITADA AULA 5 SOCIEDADE LIMITADA Introdução A sociedade decorre de um contrato entre pessoas que contribuem com bens e serviços para o exercício de determinada atividade visando a partilha de resultados. A Sociedade

Leia mais

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV EMENTA

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV EMENTA EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV Período: 6 Período Carga Horária: 72H/a: EMENTA Teoria geral do direito falimentar. Processo falimentar: Fases do processo de falência. Administração

Leia mais

DIREITO FALIMENTAR. Conceito de falência. Direito Falimentar - Prof. Armindo AULA 1 1. Falência (do latim fallere e do grego sphallein ):

DIREITO FALIMENTAR. Conceito de falência. Direito Falimentar - Prof. Armindo AULA 1 1. Falência (do latim fallere e do grego sphallein ): DIREITO FALIMENTAR ARMINDO DE CASTRO JÚNIOR E-mail: armindocastro@uol.com.br Homepage: www.armindo.com.br Facebook: Armindo Castro Celular: (82) 9143-7312 Conceito de falência Falência (do latim fallere

Leia mais

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV Período: 6 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV Período: 6 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV Período: 6 Período Carga Horária: 72H/a: EMENTA Teoria geral do direito falimentar. Processo falimentar: Fases do processo de falência. Administração

Leia mais

Participação dos sócios no processo de constituição de créditos contra a pessoa jurídica jurisprudência atual

Participação dos sócios no processo de constituição de créditos contra a pessoa jurídica jurisprudência atual Participação dos sócios no processo de constituição de créditos contra a pessoa jurídica jurisprudência atual Rodrigo Forcenette Mestre PUC/SP e Coordenador Adjunto UNIP Ribeirão Questões de fundo Distinção

Leia mais

1. Legislação empresarial:

1. Legislação empresarial: 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Legislação empresarial PONTO 2: Conceitos de Direito Empresarial PONTO 3: Excluídos do Regime Jurídico Empresarial PONTO 4: Espécies de Empresário PONTO 5: Gênero de Sociedades

Leia mais

PROPOSTAS PARA VOTAÇÃO PLENÁRIA

PROPOSTAS PARA VOTAÇÃO PLENÁRIA 1º CICLO DE DEBATES DE DIREITO MATERIAL E PROCESSUAL DO TRT DA 17ª REGIÃO PROPOSTAS PARA VOTAÇÃO PLENÁRIA EJUD TRT 17ª REGIÃO PROPOSTAS DE DIREITO PROCESSUAL 2 Proposta nº 01: Autor: Juiz Roque Messias

Leia mais

10/05/2016 Reconhecimento de vínculo com a Telefônica não impede equiparação salarial entre terceirizadas A Sexta Turma do Tribunal Superior do

10/05/2016 Reconhecimento de vínculo com a Telefônica não impede equiparação salarial entre terceirizadas A Sexta Turma do Tribunal Superior do Reconhecimento de vínculo com a Telefônica não impede equiparação salarial entre terceirizadas A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho proveu recurso de uma terceirizada que teve o vínculo de emprego

Leia mais

ENUNCIADOS APROVADOS NA 1ª JORNADA DE DIREITO COMERCIAL. Coordenador-Geral: Ministro Ruy Rosado

ENUNCIADOS APROVADOS NA 1ª JORNADA DE DIREITO COMERCIAL. Coordenador-Geral: Ministro Ruy Rosado ENUNCIADOS APROVADOS NA 1ª JORNADA DE DIREITO COMERCIAL Coordenador-Geral: Ministro Ruy Rosado Comissões de Trabalho: Empresa e Estabelecimento (Enunciados de n. 1 a 8) Coordenação Científica: Professor

Leia mais

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA HOMOLOGAÇÃO DO PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL ANÁLISE APÓS ÚLTIMO DESPACHO NO MOV. 2304

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA HOMOLOGAÇÃO DO PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL ANÁLISE APÓS ÚLTIMO DESPACHO NO MOV. 2304 DECISÃO INTERLOCUTÓRIA HOMOLOGAÇÃO DO PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL 2379] ANÁLISE APÓS ÚLTIMO DESPACHO NO MOV. 2304 1. PETIÇÃO DA CREDORA AUNDE BRASIL S/A. [mov. Considerando que não há previsão legal

Leia mais

Responsabilidade civil dos sócios na sociedade limitada

Responsabilidade civil dos sócios na sociedade limitada 1 de 9 5/8/2013 16:50 Jus Navigandi http://jus.com.br Responsabilidade civil dos sócios na sociedade limitada http://jus.com.br/artigos/12161 Publicado em 01/2009 Isiane Cristina Fiorentino (http://jus.com.br/949078-isiane-cristina-fiorentino/artigos)

Leia mais

DAS SOCIEDADES: (A) A PERSONALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES EMPRESARIAIS (PRINCÍPIOS DO DIREITO SOCIETÁRIO) GERA TRÊS CONSEQÜÊNCIAS:

DAS SOCIEDADES: (A) A PERSONALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES EMPRESARIAIS (PRINCÍPIOS DO DIREITO SOCIETÁRIO) GERA TRÊS CONSEQÜÊNCIAS: DAS SOCIEDADES: CONCEITO: A sociedade empresária pode ser conceituada como a pessoa jurídica de direito privado não estatal, que explora empresarialmente seu objeto social ou a forma de sociedade por ações.

Leia mais

- RECUPERAÇÃO JUDICIAL - Preservação da atividade e função social da empresa. É um contrato judicial, sendo este apenas homologado pelo juiz.

- RECUPERAÇÃO JUDICIAL - Preservação da atividade e função social da empresa. É um contrato judicial, sendo este apenas homologado pelo juiz. Turma e Ano: Flex B (2013) Matéria / Aula: Direito Empresarial / Aula 09 Professor: Thiago Carapetcov Conteúdo: Recuperação Judicial. - RECUPERAÇÃO JUDICIAL - Fundamento: Preservação da atividade e função

Leia mais

Questão 1. Sobre a ação de responsabilidade prevista no art. 159 da Lei das Sociedades Anônimas e sobre a Teoria da Aparência:

Questão 1. Sobre a ação de responsabilidade prevista no art. 159 da Lei das Sociedades Anônimas e sobre a Teoria da Aparência: PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL P á g i n a 1 Questão 1. Sobre a ação de responsabilidade prevista no art. 159 da Lei das Sociedades Anônimas e sobre a Teoria da Aparência: I. A ação

Leia mais

MODELO CONTRATO CONSTITUTIVO DE SOCIEDADE DE ADVOGADOS

MODELO CONTRATO CONSTITUTIVO DE SOCIEDADE DE ADVOGADOS MODELO CONTRATO CONSTITUTIVO DE SOCIEDADE DE ADVOGADOS NOME DO ADVOGADO, brasileiro, divorciado, advogado, inscrito na OAB/BA sob n ------, CPF.: -----------------------, residente e domiciliado nesta

Leia mais

RESPONSABILIDADE DE GRUPOS ECONÔMICOS

RESPONSABILIDADE DE GRUPOS ECONÔMICOS RESPONSABILIDADE DE GRUPOS ECONÔMICOS Profa. Dra. Mary Elbe Queiroz maryelbe@queirozadv.com.br www.queirozadv.com.br AUTUAÇÃO RFB TERMO SUJEIÇÃO PASSIVA OMISSÃO DE RECEITA de PJ X APURADA EM DEPÓSITOS

Leia mais

Sociedades. Feedback aula anterior: 26/10/2010

Sociedades. Feedback aula anterior: 26/10/2010 Prof. Thiago Gomes Sociedades Feedback aula anterior: Quais são os tipos societários que uma sociedade pode adotar? Adoção de tipo societário na sociedade simples/empresária Sociedade em nome coletivo

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL IX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL IX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL A sociedade de papel ABC Ltda. requereu a decretação da falência da sociedade empresária XYZ Ltda. Devidamente citada, a sociedade empresária XYZ Ltda. apresentou

Leia mais

A responsabilidade tributária na dissolução das sociedades. Cristiano Carvalho Pós-Doutor U.C. Berkeley e Livredocente

A responsabilidade tributária na dissolução das sociedades. Cristiano Carvalho Pós-Doutor U.C. Berkeley e Livredocente A responsabilidade tributária na dissolução das sociedades Cristiano Carvalho Pós-Doutor U.C. Berkeley e Livredocente USP Responsabilidade Limitada Origens na Roma antiga; Desenvolvimento na Europa medieval/renascentista

Leia mais

RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL

RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATERIAL DIDÁTICO RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL DIREITO COMERCIAL E LEGISLAÇÃO SOCIETÁRIA 3º SEMESTRE PROFESSORA PAOLA JULIEN OLIVEIRA DOS SANTOS ESPECIALISTA EM PROCESSO..

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: INOVAÇÃO OU CONFUSÃO?

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: INOVAÇÃO OU CONFUSÃO? Revista Jurídica da Unic / Emam - v. 1 - n. 1 - jul./dez. 2013 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: INOVAÇÃO OU CONFUSÃO? Hellen Caroline Ordones Nery Bucair 1 INTRODUÇÃO O empresário individual,

Leia mais

A FAZENDA PÚBLICA X PROCESSO FALIMENTAR: Pode a Fazenda Pública. Resumo: Surge com a Lei nº 11.101/2005 novos institutos, como o da Recuperação

A FAZENDA PÚBLICA X PROCESSO FALIMENTAR: Pode a Fazenda Pública. Resumo: Surge com a Lei nº 11.101/2005 novos institutos, como o da Recuperação A FAZENDA PÚBLICA X PROCESSO FALIMENTAR: Pode a Fazenda Pública requerer a falência do contribuinte empresário? Emerson Luiz Xavier Pereira 1 Resumo: Surge com a Lei nº 11.101/2005 novos institutos, como

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR ACÓRDÃO

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR ACÓRDÃO Registro: 2013.0000227069 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 0051818-40.2013.8.26.0000, da Comarca de Barueri, em que é agravante ITAU UNIBANCO S/A, são agravados

Leia mais

EIRELI ASPECTOS TRIBUTÁRIOS

EIRELI ASPECTOS TRIBUTÁRIOS EIRELI ASPECTOS TRIBUTÁRIOS André Henrique Lemos - Bacharel em Direito pela UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí. - Advogado militante em Direito empresarial. - Pós-graduado em administração tributária

Leia mais

Penhora de Cotas INTRODUÇÃO

Penhora de Cotas INTRODUÇÃO Penhora de Cotas MÔNICA GUSMÃO Profª de Direito Comercial da EMERJ, da EMATRA, da AMPERJ, da FEMPERJ, FESUDEPERJ e dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação da UCAM INTRODUÇÃO Penhora de cotas por dívida

Leia mais

pela Lei n.º 11.101, de 9 de Fevereiro de 2005, sendo aplicável ao empresário e à sociedade empresária.

pela Lei n.º 11.101, de 9 de Fevereiro de 2005, sendo aplicável ao empresário e à sociedade empresária. Recuperação de Empresas do Setor Educacional Thiago Graça Couto Advogado Associado da Covac Sociedade de Advogados, especialista em Direito Processual Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO SUJEITOS DA RELAÇÃO DE EMPREGO

ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO SUJEITOS DA RELAÇÃO DE EMPREGO ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO SUJEITOS DA RELAÇÃO DE EMPREGO I. EMPREGADOR 1. Conceito A definição celetista de empregador é a seguinte: CLT, art. 2º - Considera-se empregador a empresa, individual

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.084.748 - MT (2008/0194990-5) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO SIDNEI BENETI : AGRO AMAZÔNIA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA : DÉCIO JOSÉ TESSARO E OUTRO(S) :

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A responsabilidade do sócio pelas contribuições previdenciárias Patrícia Persike O presente artigo tem como objetivo o estudo da responsabilidade do sócio pelas contribuições previdenciárias

Leia mais

Consórcio e SPE. Henrique Rocha JUCERJA, 27/10/2009

Consórcio e SPE. Henrique Rocha JUCERJA, 27/10/2009 Consórcio e SPE Henrique Rocha JUCERJA, 27/10/2009 - Parte 1 - Consórcio Consórcio características básicas Consórcio tem como finalidade um empreendimento determinado (art. 278 LSA) Consórcio não tem personalidade

Leia mais

PROJETO DE LEI 1.572/11 NOVO CÓDIGO COMERCIAL ESTRUTURA E COMENTÁRIOS PONTUAIS

PROJETO DE LEI 1.572/11 NOVO CÓDIGO COMERCIAL ESTRUTURA E COMENTÁRIOS PONTUAIS PROJETO DE LEI 1.572/11 NOVO CÓDIGO COMERCIAL ESTRUTURA E COMENTÁRIOS PONTUAIS (material preparado para reunião do Comitê Societário do CESA julho 2011) Autor: Renato Berger LIVRO I DA EMPRESA TÍTULO I

Leia mais

Recente alteração: Modificação da nomenclatura passando de Varas de Falências e Concordatas para Falência e Recuperação de Empresas.

Recente alteração: Modificação da nomenclatura passando de Varas de Falências e Concordatas para Falência e Recuperação de Empresas. Francisco Marcelo Avelino Junior, Msc. Presidente APCEC 2010-20122012 (85) 96.145600 Contexto atual Recente alteração: Modificação da nomenclatura passando de Varas de Falências e Concordatas para Falência

Leia mais

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA FÁTIMA NANCY ANDRIGHI Ministra do Superior Tribunal de Justiça O estudo do instituto da DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA, exige a compreensão do que a

Leia mais