PORTUGAL: CASO DE SUCESSO!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTUGAL: CASO DE SUCESSO!"

Transcrição

1 PARCEIROS SEMINÁRIO DA POLÍTICA DE RESÍDUOS PORTUGAL PORTUGAL: CASO DE SUCESSO! 21 A 29 DE MAIO DE BRASIL SÃO PAULO RIO GRANDE DO SUL ESPÍRITO SANTO RIO DE JANEIRO ORGANIZAÇÃO brasil PATROCÍNIO

2 A TODOS, O NOSSO OBRIGADO! PATROCÍNIO EMPRESAS ASSOCIADAS PARCEIROS APOIOS ARSESP AGÊNCIA REGULADORA DE SANEAMENTO E ENERGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO

3 SEMINÁRIO DA POLÍTICA DE RESÍDUOS PORTUGAL: CASO DE SUCESSO! ÍNDICE APRESENTAÇÃO... ORGANIZAÇÃO... DEPOIMENTOS... ENQUADRAMENTO... PÚBLICO-ALVO... ORADORES... PROGRAMA... EMPRESAS EVENTO Seminário Da Politica de Resíduos. Portugal: Caso de Sucesso! DATA 21 a 29 de Maio de 2012 LOCAL 21 a 22 de Maio SÃO PAULO Local: São Paulo Center 23 a 24 de Maio RIO GRANDE DO SUL Local: Teatro Municipal de São Leopoldo 25 a 26 de Maio ESPÍRITO SANTO Local: Centro de Convenções de Vitória 28 a 29 de Maio RIO DE JANEIRO Local: Consulado Geral de Portugal Palácio de São Clemente ORGANIZAÇÃO ABOUT MEDIA BRASIL Rua da Assembléia 10 sala 3615 Centro, Rio de Janeiro/RJ CEP:

4 APRESENTAÇÃO Seminário Da Política de Resíduos Portugal: Caso de Sucesso! Depois do êxito do Seminário Portugal e Brasil em Rede na Gestão de Resíduos realizado em Lisboa em Novembro de 2011, o Grupo About Media entendeu ser de extrema oportunidade organizar no Brasil uma iniciativa que pudesse consubstanciar um momento de partilha do percurso levado a cabo por Portugal, nos últimos 20 anos, em matéria de Resíduos Sólidos. Com este objetivo, nasce o Seminário itinerante Da Política de Resíduos. Portugal: Caso de Sucesso!, que levará a 4 Estados do Brasil (São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Rio de Janeiro), no próximo mês de Maio, os protagonistas portugueses que contribuíram decisivamente para esta história exemplar. Trata-se de uma oportunidade única e rara de ouvir testemunhos em primeira mão de personalidades que executaram em Portugal a Política de Resídu- os, definiram o seu formato institucional, a sua regulação, suas infra-estruturas e os modelos econômicos. Nas últimas décadas, Portugal teve uma evolução muito importante no setor dos resíduos, designadamente nos níveis de atendimento das populações, das cidades e das indústrias. Essa evolução implicou toda uma base de organização e regulação de sistemas de resíduos, bem como a utilização de tecnologias de grande atualidade. Hoje, Portugal tem know-how e experiência acumulada nesta matéria, a qual merece ser partilhada com o Brasil que tem no Setor dos Resíduos uma área que irá conhecer um crescimento muito relevante nos próximos anos, fruto da organização do Setor e da recente implementação do PLANARES Plano Nacional de Resíduos Sólidos. brasil ORGANIZAÇÃO A About Media Brasil tem por missão produzir e disponibilizar a melhor informação sobre o mercado do Ambiente & Energia, Cidades e Economia Sustentável. As nossas iniciativas têm um enfoque predominantemente econômico e empresarial. Nelas procuramos o rigor, a clareza e a dinâmica para fazer chegar ao mercado as soluções e ferramentas indispensáveis aos seus profissionais. A About Media Brasil inspira-se no espírito dinâmico, inovador e atento às oportunidades do mercado que o Grupo About Media vem perseguindo, em Portugal, desde há 14 anos. Sabemos dos negócios do ambiente. Antecipamos o futuro. 04

5 ABOUT MEDIA BRASIL: INFORMAÇÃO COM VALOR João Belo Diretor-Geral About Media Brasil A About Media Brasil nasceu com a missão de produzir e disponibilizar a melhor informação sobre o mercado do Ambiente (Água, Resíduos e Energia), Cidades e Economia Sustentável. Centrada na antecipação das necessidades dos mercados e dos seus profissionais, queremos que as nossas iniciativas consubstanciem momentos de efetivo contato com informação válida e útil, informação que faça a diferença. As iniciativas da About Media Brasil serão sempre o resultado de uma criteriosa gestão da informação, só possível pelo conhecimento e acompanhamento das tendências que moldam os mercados, sejam econômicas ou sociais. O nosso objetivo é oferecer ao nosso público iniciativas que acrescentem valor, acrescentem informação válida. O seminário Da Política de Resíduos. Portugal: Caso de Sucesso! é um excelente exemplo da oportunidade que queremos que marque as iniciativas da About Media Brasil, porque sucede numa hora em que o Brasil arruma a casa em matéria de Resíduos. Nestas circunstâncias, poder conhecer a base da organização e regulação do Sistema de Resíduos Português, um exemplo a nível internacional, afigura-se muito conveniente. Hoje, Portugal tem know-how e experiência acumulada nesta matéria, que o Brasil deve tomar conhecimento, deve tirar partido. Pela nossa mão trazemos ao Brasil sete personalidades que executaram, contribuíram e acompanharam em Portugal a Política de Resíduos, alguns deles contribuindo diretamente para a sua definição. Sete personalidades que levarão a experiência portuguesa a quatro Estados do Brasil (São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro), num Seminário Itinerante, que faz dele, também por isso, uma iniciativa única. Aos nossos oradores, Cristina Saraiva, Dulce Álvaro Pássaro, Artur João Cabeças, Carlos Martins, Jaime Melo Baptista, José Eduardo Martins e Rui Berkemeier, o nosso muito obrigado pela sua presença e enorme disponibilidade. Impõe-se ainda agradecer aos Estados que nos acolhem São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro e ao Município de São Leopoldo. Acreditamos que uma iniciativa como esta deve perdurar e, a pensar nisso, criámos o site que queremos que venha a constituir-se, a partir do próximo mês de Junho, num facilitador de contatos entre empresas e instituições dos dois países. A About Media Brasil não quer parar por aqui e, animados pela vontade de fazer mais, vai promover no próximo mês de Setembro a iniciativa Visitas Técnicas a Portugal Gestão de Resíduos e organizar, no Estado de São Paulo, em Outubro, três Seminários Estratégicos sobre Concursos Internacionais como Oportunidade de Negócio, nas áreas da Água, Resíduos e Energia. Até lá estamos cá. Visitem-nos no site: ERP A EXPERIÊNCIA EUROPEIA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE APARELHOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS Umberto Raiteri Presidente & CEO Plataforma Europeia de Reciclagem A ERP é uma plataforma pan-europeia de gerenciamento de resíduos sendo responsável pelo tratamento adequado e a reciclagem de RAEE. Está presente em 12 países da Europa, introduzindo a concorrência no mercado de gerenciamento de resíduos, visando beneficiar produtores e consumidores e, ao mesmo tempo, caracterizando-se pela troca de know-how e de múltiplas experiências entre os diversos países. Os números em 2012 revelam um volume de negócios de aproximadamente 100 milhões de Euros, mais de 1800 membros e 85 colaboradores. Até o final deste ano esperamos atingir a meta de 2 milhões de toneladas de RAEE recolhidos. Os nossos esforços agora estão concentrados e voltados para a expansão das nossas atividades em novos países. A equipe da ERP continuará sempre a fomentar o diálogo com todos os stakeholders, visando que os esforços sejam reconhecidos e autenticados nos próximos anos, através de novas licenças para operarmos em novos mercados. Novos países implicam em grandes esforços e, muitas vezes, em mudanças de paradigmas, tendo em conta as diferentes características e necessidades do mercado local, quer sejam globais ou específicas. Estas questões podem ser equacionadas e respondidas com base em informações, pesquisas e nas experiências adquiridas durante esse longo percurso de atividades já desenvolvidas pela ERP, destacando as principais áreas de melhoria e os possíveis efeitos positivos/negativos das mudanças propostas. Termino este depoimento afirmando que me sinto particularmente orgulhoso, pois a ERP é o único sistema coletivo de gerenciamento de resíduos, operando diretamente em múltiplos países, refletindo assim operações de reciclagem mais proveitosas para o consumidor. A ERP provou ser a solução mais competitiva para as empresas nos países onde vem atuando, continuando a oferecer um serviço 100% seguro a um preço bastante justo. Vamos aproveitar todas as oportunidades para oferecer um serviço padronizado em todos os países e a todos os produtores que aderirem a nossa plataforma. 05

6 ENQUADRAMENTO O Setor dos Resíduos brasileiro atravessa um momento único, e assiste a profundas alterações. A Lei nº12.305/10 que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) marca uma nova etapa, permitindo o avanço necessário ao país na procura de soluções eficazes ao manejo adequado dos resíduos sólidos. A PNRS estabelece princípios, objetivos, diretrizes, metas e ações importantes, bem como institui instrumentos de planejamento aos vários níveis de decisão, quer sejam nacional, estadual, microregional, intermunicipal, metropolitano e municipal, determinando a responsabilidade partilhada dos vários geradores de resíduos. O Plano Nacional de Resíduos Sólidos é o principal instrumento decorrente desta Política que, entre outras, contempla e diagnostica os diversos tipos de resíduos sólidos gerados, propondo alternativas de gestão e gerenciamento passíveis de implementação. A situação atual coloca o Brasil num patamar de igualdade com os países desenvolvidos em termos de legislação. Surge um espaço natural de partilha de oportunidades e troca de experiências entre Portugal e Brasil na área dos resíduos, fruto dos laços existentes entre as duas nações e da experiência acumulada de Portugal nesta matéria. Portugal é considerado um caso de sucesso no que respeita à implementação da sua política de resíduos sólidos e poderá desempenhar um importante papel na troca de informação, soluções, transferência de know-how e tecnologia. PÚBLICO-ALVO Autoridades Federais, Estaduais e Municipais Gestores e Técnicos da Administração Pública e Municipal Consórcios Interfederativos e Intermunicipais de Gestão de Resíduos Empresários e Executivos ligados à Gestão de Resíduos Empresas fornecedoras de soluções e equipamentos no Setor Empresas e Agentes intervenientes no Mercado de Resíduos Fabricantes, Importadores, Distribuidores, Comerciantes e Titulares de Serviços Públicos de limpeza urbana e de manejo de RS Indústrias e Entidades dedicadas à reutilização, ao tratamento e à reciclagem de RS Empresas que queiram conhecer a experiência portuguesa na gestão de resíduos sólidos e antecipar potenciais tendências no setor Consultoras e Empresas de assessoria para a gestão de Resíduos 06

7 Da Política de Resíduos. Portugal: Caso de Sucesso! ORADORES DULCE ÁLVARO PÁSSARO Assessora da Direção da ERSAR Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (Ministra do Ambiente e Ordenamento do Território do XVIII Governo Constitucional de Portugal) CRISTINA SARAIVA Presidente da AMARSUL Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos JAIME MELO BAPTISTA Presidente da ERSAR Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos JOSÉ EDUARDO MARTINS Advogado, Abreu Advogados (Secretário de Estado do Ambiente do XV Governo Constitucional de Portugal) CARLOS MARTINS Professor Adjunto do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ARTUR JOÃO CABEÇAS Professor na Faculdade de Ciências e Tecnologia, da Universidade Nova de Lisboa TESTEMUNHOS E CASOS EMPRESARIAIS DOMINGOS SARAIVA Presidente da EGSRA Associação de Empresas Gestoras de Sistemas de Resíduos MIGUEL BAPTISTA Partner, F9 Consulting RUI BERKEMEIER Coordenador do Centro de Informação de Resíduos, QUERCUS Associação Nacional de Conservação da Natureza RICARDO NETO Diretor Ibérico da ERP European Recycling Plataform FERNANDO GODINHO Director Comercial, Link Management Solutions Sessão de Abertura São Paulo Bruno Covas, Secretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo Rio Grande do Sul Helio Corbellini, Secretário de Meio Ambiente do Estadodo Rio Grande do Sul, e Ary Vanazzi, Prefeito de São Leopoldo Espírito Santo Aladim Cerqueira, Secretário Interino de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Espírito Santo Rio de Janeiro Nuno Bello, Cônsul-Geral de Portugal no Rio de Janeiro e Carlos Minc, Secretário do Ambiente do Estado de Rio de Janeiro 07

8 Da Política de Resíduos. Portugal: Caso de Sucesso! Manhã 9h00 Credenciamento 9h30 Sessão de Abertura Geral Discurso de Boas-Vindas João Belo, Diretor-Geral About Media Brasil Intervenção Autoridade Estadual Lançamento da Publicação Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil Carlos Silva, Presidente da ABRELPE Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais 10h00 A evolução do setor de resíduos português (do vazadouro à sofisticação das soluções integradas) Dulce Álvaro Pássaro, Assessora da Direção da ERSAR Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (Ministra do Ambiente e Ordenamento do Território do XVIII Governo Constitucional de Portugal) Gestão de resíduos nos anos 80 e respetivo enquadramento institucional. Ponto de partida. Fatores favoráveis à mudança. Adesão à CEE. Princípios Orientadores. Consolidação Institucional. Abordagem Integrada. Definição de prioridades. O exemplo da gestão dos resíduos perigosos. Planeamento Estratégico (Plano Nacional de Resíduos; PERSU I; PERH; PESGRI; PERSU II) e implementação do PERSU I e PERSU II. 10h40 Coffee Break 11h00 A evolução do setor dos resíduos português (do vazadouro à sofisticação das soluções integradas) (Continuação) Organização do sector dos serviços de resíduos urbanos. Organização dos fluxos específicos e sua regulação pela Autoridade Nacional de Ambiente. Sistema de tratamento de Resíduos Industriais Regulação dos serviços de resíduos Medidas para o futuro: Garantir a sustentabilidade dos sistemas em funcionamento 12h00 Modelo de governância do setor Jaime Melo Baptista, Presidente da ERSAR Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos Descrição da titularidade dos serviços de resíduos urbanos e dos modelos de governância passíveis de serem utilizados e respetivas regras gerais de funcionamento Aspetos concursais e contratuais 13h15 Almoço 08 Tarde 14h30 Organização territorial dos serviços (tratamento, valorização e destino final, recolha seletiva multimaterial) Carlos Martins, Professor Adjunto do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa A importância de instrumentos de planejamento na condução da política setorial A escala territorial como fator de eficiência Opções tecnológicas de tratamento de resíduos 15h30 Requisitos fundamentais (infra-estruturas, recursos financeiros, recursos humanos) Artur João Cabeças, Professor na Faculdade de Ciências e Tecnologia, da Universidade Nova de Lisboa Conceitos, estratégias e setorização do universo de intervenção Gerenciamento de resíduos. Princípios, objetivos e metas. Modelo Técnico e Soluções: Eliminação e requalificação de Lixões Recolha seletiva, Triagem, Ecocentros Transferência, Compostagem, Digestão Anaeróbica Incineração e Aterro Sanitário Deposição / valorização de rejeitos 16h30 Coffee Break 16h45 Requisitos fundamentais (Continuação) (infra-estruturas, recursos financeiros, recursos humanos) Rui Berkemeier, Coordenador do Centro de Informação de Resíduos, QUERCUS Associação Nacional de Conservação da Natureza Tecnologias inovadoras de tratamento de resíduos em Portugal Desafios para uma melhor gestão dos resíduos em Portugal 17h45 Objetivos de qualidade Versus recuperação de custos (modelos tarifários) Cristina Saraiva, Presidente da AMARSUL Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Breve descrição do método Cost-Plus Aspetos críticos de Estrutura de Concessões Casos Práticos de Sustentabilidade Econômica e Financeira 18h45 Encerramento do 1.º dia PROGRAMA DIA 1

9 Da Política de Resíduos. Portugal: Caso de Sucesso! PROGRAMA DIA 2 Manhã 9h30 Modelo regulatório Jaime Melo Baptista, Presidente da ERSAR Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos Apresentação dos conceitos de regulação estrutural do setor Descrição dos procedimentos de regulação legal e contratual, de regulação econômica, de regulação da qualidade de serviço e de gestão de reclamações. 11h00 Coffee Break 11h15 Evolução da política de resíduos José Eduardo Martins, Advogado, Abreu Advogados (Secretário de Estado do Ambiente do XV Governo Constitucional de Portugal) Revisão da Diretiva-quadro de Resíduos, as principais alterações instituídas e o Princípio da Responsabilidade Alargada do Produtor Evolução dos Sistemas Municipais e Autarquias desde a Estratégia Nacional para a redução dos Resíduos Urbanos Biodegradáveis destinados aos Aterros (ENRRUBDA 2003) Tarde 14h30 Testemunhos e Casos Empresariais Os sistemas de tratamento de resíduos (organização no modelo intermunicipal) Domingos Saraiva, Presidente da EGSRA Associação de Empresas Gestoras de Sistemas de Resíduos 20 anos de experiência / desafios e oportunidades Financiamento de projetos no setor dos resíduos. A experiência portuguesa. Miguel Baptista, Partner, F9 Consulting ERP: A solução para o Gerenciamento Integrado de Resíduos Elétricos e Eletrônicos Ricardo Neto, Diretor Ibérico da ERP European Recycling Plataform Sistema Planejamento e Controle de Gestão para a Indústria de Resíduos (Intervenção exclusiva em São Paulo). Fernando Godinho, Diretor Comercial, Link Management Solutions Soluções para Resíduos Industriais Banais e Perigosos 12h15 Debate com a presença de todos os oradores Dulce Álvaro Pássaro, A. Ascenso Pires, Jaime Melo Baptista, Carlos Martins, Rui Berkemeier, Artur João Cabeças, Cristina Saraiva, José Eduardo Martins 09

10 EMPRESAS Nome da Empresa: Aitec Brasil S.A. Morada: Rua Luigi Galvani, 200 Cj. 112 Código Postal: Localidade: São Paulo País: Brasil Telefone: Site: Responsável a contactar: João Luciano Cargo: Business Developer Telemóvel: Marcas Representadas: Microsoft Produtos a publicar: Microsoft Dynamics Principais Clientes: Grupo Maltha Vidrociclo; SISAV, Renascimento, Triamar, Grupo EGEO, Triu (Grupo Suma) Mercados de Actuação: Portugal, Espanha, Angola, Brasil (SP) Nome da Empresa: European Recycling Platform Morada: C. Emp. Ribeira da Penha Longa Rua D. Dinis Bordalo Pinheiro, 467B Código Postal: Localidade: Alcabideche País: Portugal Telefone: Site: Responsável a contactar: Ricardo Neto Cargo: Iberian Manager Telemóvel: Produtos a publicar: Compliance services Principais Clientes: HP; Electrolux; P&G; Sony Mercados de Actuação: Alemanha, Áustria, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Irlanda, Itália, Noruega, Polónia, Portugal e Reino Unido Nome da Empresa: F9 Consulting - Consultores Financeiros, S.A. Morada: Rua Fidêncio Ramos, 160, 4.º andar, sala 409 Código Postal: CEP , Vila Olímpia Localidade: São Paulo País: Brasil Telefone: Site: Responsável a contactar: Alexandre Volta e Sousa Cargo: Partner Telemóvel: Principais Clientes: Grupo Águas de Portugal, Aquapor, Brisa Auto-estradas de Portugal, EDP Energias de Portugal Mercados de Actuação: Portugal, Brasil (SP), Angola, Moçambique e Espanha 10

11 REDE PORTUGAL BRASIL EM GESTÃO DE RESÍDUOS Mantenha-se conectado! O portal é uma plataforma digital que visa reforçar as relações comerciais entre o Brasil e Portugal no Setor dos Resíduos e disponibilizar uma porta para agilizar sinergias tecnológicas e de gestão entre as comunidades técnicas de ambos os países. Cadastre-se no portal!

12 ORGANIZAÇÃO brasil PATROCÍNIO EMPRESAS ASSOCIADAS PARCEIROS

DA POLÍTICA DE RESÍDUOS PORTUGAL CASO DE SUCESSO 21 A 29 DE MAIO DE 2012 ORGANIZAÇÃO. brasil PATROCÍNIO PARCEIROS

DA POLÍTICA DE RESÍDUOS PORTUGAL CASO DE SUCESSO 21 A 29 DE MAIO DE 2012 ORGANIZAÇÃO. brasil PATROCÍNIO PARCEIROS DA POLÍTICA DE RESÍDUOS PORTUGAL: CASO DE SUCESSO 21 A 29 DE MAIO DE 2012 PORTUGAL 23 21 28 25 BRASIL SÃO PAULO RIO GRANDE DO SUL ESPÍRITO SANTO RIO DE JANEIRO ORGANIZAÇÃO brasil PATROCÍNIO PARCEIROS APRESENTAÇÃO

Leia mais

A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE RESÍDUOS. 10 de Maio de 2014 Dr. Domingos Saraiva Presidente da Direção da EGSRA

A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE RESÍDUOS. 10 de Maio de 2014 Dr. Domingos Saraiva Presidente da Direção da EGSRA A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE RESÍDUOS 10 de Maio de 2014 Dr. Domingos Saraiva Presidente da Direção da EGSRA Surge da vontade dos Sistemas Intermunicipais, que até então se representavam

Leia mais

Planos de Resíduos Sólidos: conteúdo mínimo, implantação e deficiências. Compatibilidade dos contratos. Porto Alegre, 21 de agosto de 2015.

Planos de Resíduos Sólidos: conteúdo mínimo, implantação e deficiências. Compatibilidade dos contratos. Porto Alegre, 21 de agosto de 2015. Planos de Resíduos Sólidos: conteúdo mínimo, implantação e deficiências. Compatibilidade dos contratos Porto Alegre, 21 de agosto de 2015. CONTEÚDO 1. Políticas e Planos de Saneamento Básico e de Resíduos

Leia mais

Sistema integrado de tratamento de resíduos sólidos Experiência Europeia

Sistema integrado de tratamento de resíduos sólidos Experiência Europeia Sistema integrado de tratamento de resíduos sólidos Experiência Europeia Rosa Novais Belo Horizonte, março 2013 Gestão de Resíduos na Europa O setor de gestão e reciclagem de resíduos na União Europeia

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA Política Nacional de Resíduos Sólidos Instituída pela Lei 12.305/2010 e regulamentada pelo Decreto 7.404/2010, após 21 anos de tramitação no Congresso nacional Tem interação

Leia mais

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação O GRUPO AITEC Breve Apresentação Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo empresas e ofertas criadoras de valor no mercado mundial das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

GOIÁS 2015 O ANO DOS RESÍDUOS SEMINÁRIOS QUE PODEM MUDAR SUA VIDA!

GOIÁS 2015 O ANO DOS RESÍDUOS SEMINÁRIOS QUE PODEM MUDAR SUA VIDA! GOIÁS 2015 O ANO DOS RESÍDUOS SEMINÁRIOS QUE PODEM MUDAR SUA VIDA! Seminário III Planos Municipais de Gestão Integrada de Resíduos 14 e 15 julho 2015 Goiânia Seminário I Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

Leia mais

GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL

GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL O QUE MUDA COM A APROVAÇÃO DA P.N.R.S.? Engo. Eleusis Di Creddo Gerente de Meio Ambiente e Destinação Final SOLVI PARTICIPAÇÕES S.A. ecreddo@solvi.com Realização:

Leia mais

12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE. PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos actores, novas políticas

12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE. PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos actores, novas políticas 12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos actores, novas políticas 23 de Maio de 2012 Centro de Congressos da Univ. Católica de Lisboa ORGANIZAÇÃO

Leia mais

O encontro de reflexão estratégica dos sectores do ambiente e da energia em Portugal

O encontro de reflexão estratégica dos sectores do ambiente e da energia em Portugal O encontro de reflexão estratégica dos sectores do ambiente e da energia em Portugal APRESENTAÇÃO Organizada pelo Jornal água&ambiente, a 11.ª Grande Conferência do Jornal água&ambiente realiza-se no dia

Leia mais

Desafios na Implementação do Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Ricardo S. Coutinho Eng. Sanitarista e Ambiental Técnico Pericial Ambiental do MP-GO

Desafios na Implementação do Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Ricardo S. Coutinho Eng. Sanitarista e Ambiental Técnico Pericial Ambiental do MP-GO Desafios na Implementação do Plano Nacional de Resíduos Sólidos Ricardo S. Coutinho Eng. Sanitarista e Ambiental Técnico Pericial Ambiental do MP-GO Introdução O Plano Nacional de Resíduos Sólidos é um

Leia mais

A Construção Sustentável e o Futuro

A Construção Sustentável e o Futuro A Construção Sustentável e o Futuro Victor Ferreira ENERGIA 2020, Lisboa 08/02/2010 Visão e Missão O Cluster Habitat? Matérias primas Transformação Materiais e produtos Construção Equipamentos Outros fornecedores

Leia mais

PESGRU - Plano Estratégico para a Gestão de Resíduos Urbanos em Angola

PESGRU - Plano Estratégico para a Gestão de Resíduos Urbanos em Angola PESGRU - Plano Estratégico para a Gestão de Resíduos Urbanos em Angola 1º CONGRESSO DOS ENGENHEIROS DE LÍNGUA PORTUGUESA 18 de Setembro de 2012 Agenda da apresentação do PESGRU I. Enquadramento do PESGRU

Leia mais

A LEGISLAÇÃO AMBIENTAL INCENTIVA MUDANÇAS E CRIA OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS.

A LEGISLAÇÃO AMBIENTAL INCENTIVA MUDANÇAS E CRIA OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS. A LEGISLAÇÃO AMBIENTAL INCENTIVA MUDANÇAS E CRIA OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS. Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Eng.ª Andressa Brandalise Unidade de Assessoria e Inovação Ambiental A legislação

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS LEI Nº 12.305/2010 - DECRETO NO. 7.404/2010 BASE LEGAL Lei nº 12.305/2010 - Decreto No. 7.404/2010 Lei nº 11.445/2007 - Política Federal

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

PLANEJAMENTO DA GESTÃO DE RSU

PLANEJAMENTO DA GESTÃO DE RSU PLANEJAMENTO DA GESTÃO DE RSU copyright A criatividade com visão de longo prazo Planejamento da Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos 27/08/2015 1 SUMÁRIO 1 ENQUADRAMENTO LEGAL 2 PLANO DE GESTÃO INTEGRADA

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA Política Nacional de Resíduos Sólidos Instituída pela Lei 12.305/2010 e regulamentada pelo Decreto 7.404/2010, após 21 anos de tramitação no Congresso nacional Tem interação

Leia mais

SEMINÁRIO ESTRATÉGICO CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO. LISBOA, 29 de MARÇO 2012. ORGANIZAÇÃO Uma publicação:

SEMINÁRIO ESTRATÉGICO CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO. LISBOA, 29 de MARÇO 2012. ORGANIZAÇÃO Uma publicação: SEMINÁRIO ESTRATÉGICO CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO LISBOA, 29 de MARÇO 2012 FORMADORA ENG.ª ÂNGELA VELOSO Ângela Veloso é licenciada em Engenharia Química e tem o Mestrado em Refinação

Leia mais

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável 2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014 29 de Novembro de 2014 Aveiro - Centro Cultural e de Congressos Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Leia mais

DIÁLOGOS SOBRE A QUESTÃO METROPOLITANA NO BRASIL BRASÍLIA - 12 DE JUNHO DE 2015

DIÁLOGOS SOBRE A QUESTÃO METROPOLITANA NO BRASIL BRASÍLIA - 12 DE JUNHO DE 2015 DIÁLOGOS SOBRE A QUESTÃO METROPOLITANA NO BRASIL BRASÍLIA - 12 DE JUNHO DE 2015 PREMISSAS LEGAIS: CONSTITUIÇÃO FEDERAL ESTATUTO DA METRÓPOLE (LEI Nº 13.089, DE 12 DE JANEIRO DE 2015) AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE

Leia mais

O PAPEL DO MUNICÍPIO NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS

O PAPEL DO MUNICÍPIO NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS REALIZAÇÃO: O PAPEL DO MUNICÍPIO NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS O Município é estratégico na gestão dos resíduos sólidos. As atividades geradoras e de gestão de resíduos se desenvolvem no âmbito local.

Leia mais

ARQUITETURA CORPORATIVA PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE GOVERNANÇA DE TI SUSTENTÁVEL. Março 2013

ARQUITETURA CORPORATIVA PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE GOVERNANÇA DE TI SUSTENTÁVEL. Março 2013 ARQUITETURA CORPORATIVA PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE GOVERNANÇA DE TI SUSTENTÁVEL Março 2013 Aitec Brasil Apresentação Institucional Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo

Leia mais

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA 2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA Gestão Inteligente e Competitividade 15 de Setembro 2011 Museu da Carris Conheça as estratégias nacionais e internacionais para uma gestão eficiente da mobilidade urbana

Leia mais

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS UMA INICIATIVA INTEGRADA NA: URBAVERDE FEIRA DAS CIDADES SUSTENTÁVEIS ª 7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS ARRENDAMENTO E REABILITAÇÃO: DINAMIZAR O MERCADO, REGENERAR A CIDADE 12 de Abril de

Leia mais

Contextualização Constituição Federal de Constituição Federal 1988: de 1988:

Contextualização Constituição Federal de Constituição Federal 1988: de 1988: Plano Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos PIGIRS Arcabouço legal Constituição Federal de 1988: Artigo 225 Lei Federal Nº 11.445/2007 e Decreto Federal Nº 7.217/2010; Lei Federal Nº 12.305/2010

Leia mais

Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009. 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda

Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009. 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda Formação em Gestão de Fundos Imobiliários A formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário

Leia mais

Definições centrais do Plano Cidades Limpas PLANO REGIONAL DE GESTÃO ASSOCIADA E INTE- GRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA O CIRCUITO DAS ÁGUAS

Definições centrais do Plano Cidades Limpas PLANO REGIONAL DE GESTÃO ASSOCIADA E INTE- GRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA O CIRCUITO DAS ÁGUAS Definições centrais do Plano Cidades Limpas PLANO REGIONAL DE GESTÃO ASSOCIADA E INTE- GRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA O CIRCUITO DAS ÁGUAS setembro 2013 As proposições elencadas neste documento originam-se

Leia mais

Mais de 30 anos ao serviço das PME s

Mais de 30 anos ao serviço das PME s Mais de 30 anos ao serviço das PME s Historial 1977 Fundação da RISA pelo seu actual Chairman João Artur Rosa 1977 Área de negócio inicial: consultoria em contabilidade e fiscalidade 1984 Criação de um

Leia mais

Soluções com valor estratégico

Soluções com valor estratégico Soluções com valor estratégico Contexto O ambiente económico e empresarial transformou-se profundamente nas últimas décadas. A adesão de Portugal à U.E., a adopção do euro e o mais recente alargamento

Leia mais

SEMINÁRIO ESTRATÉGICO CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO. LISBOA, 29 de MARÇO 2012. ORGANIZAÇÃO Uma publicação:

SEMINÁRIO ESTRATÉGICO CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO. LISBOA, 29 de MARÇO 2012. ORGANIZAÇÃO Uma publicação: SEMINÁRIO ESTRATÉGICO CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO LISBOA, 29 de MARÇO 2012 FORMADORA ENG.ª ÂNGELA VELOSO Ângela Veloso é licenciada em Engenharia Química e tem o Mestrado em Refinação

Leia mais

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Executivo Lisboa, Fevereiro 2014 RISA - Apresentação ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6

Leia mais

Alimentamos Resultados

Alimentamos Resultados Alimentamos Resultados www..pt Somos uma equipa que defende que cada empresa é única, tem as suas características e necessidades e por isso cada projeto é elaborado especificamente para cada cliente. Feed

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PMGIRS

PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PMGIRS NOTA TÉCNICA PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PMGIRS Esta Nota Técnica tem o objetivo de reforçar junto aos Municípios do Estado de Pernambuco sobre os Planos Municipais de Gestão

Leia mais

PMGIRS e suas interfaces com o Saneamento Básico e o Setor Privado.

PMGIRS e suas interfaces com o Saneamento Básico e o Setor Privado. PMGIRS e suas interfaces com o Saneamento Básico e o Setor Privado. Ribeirão Preto, 08 de junho de 2011 Semana do Meio Ambiente AEAARP Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Ribeirão Preto

Leia mais

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 LUANDA PROGRAMA AVANÇADO PARA DECISORES CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 2.ª EDIÇÃO Inscrições e mais informações em: www.ambienteonline.pt/luanda-concursos-internacionais-2015

Leia mais

Senhor representante do Secretariado Geral da União do Magrebe Árabe. Senhor Secretário Geral Adjunto da União para o Mediterrâneo

Senhor representante do Secretariado Geral da União do Magrebe Árabe. Senhor Secretário Geral Adjunto da União para o Mediterrâneo Senhores Ministros Senhores Embaixadores Senhor representante do Secretariado Geral da União do Magrebe Árabe Senhor Secretário Geral Adjunto da União para o Mediterrâneo Senhora representante da Comissão

Leia mais

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS Presente em mais de 80 países e com mais de 280 escritórios em todos os Continentes, a MGI é uma das maiores

Leia mais

A água é um fator chave para o desenvolvimento sustentável. Precisamos dela para a saúde, segurança alimentar e progresso económico

A água é um fator chave para o desenvolvimento sustentável. Precisamos dela para a saúde, segurança alimentar e progresso económico A Parceria Portuguesa para a Água e a empresa municipal Águas do Porto organizam, nos dias 7 e 8 de maio, no Teatro Rivoli, a conferência Água para o Desenvolvimento Pontes e Parcerias nos Países de Língua

Leia mais

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010 Apresentação de Resultados 2009 10 Março 2010 Principais acontecimentos de 2009 Conclusão da integração das empresas adquiridas no final de 2008, Tecnidata e Roff Abertura de Centros de Serviços dedicados

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

PARCERIA PORTUGUESA PARA A ÁGUA Um Projecto de Internacionalização do Sector

PARCERIA PORTUGUESA PARA A ÁGUA Um Projecto de Internacionalização do Sector Em colaboração com: PARCERIA PORTUGUESA PARA A ÁGUA Um Projecto de Internacionalização do Sector Lisboa, 18 de Fevereiro de 2011 Francisco Nunes Correia Portugal tem um tecido diversificado e maduro de

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor

RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor Resíduos Domiciliares Resíduos da Construção Civil Resíduos de escritórios Pneus queimados Resíduos de madeira Resíduos de fibra de vidro Resíduos

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

MGI Internacional. Presença em mais de 80 países

MGI Internacional. Presença em mais de 80 países MGI Internacional Presença em mais de 80 países Presente em mais de 80 países e com mais de 280 escritórios em todos os Continentes, a MGI é uma das maiores associações internacionais de empresas independentes

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Política Nacional de Resíduos Sólidos e Logística Reversa

Política Nacional de Resíduos Sólidos e Logística Reversa Política Nacional de Resíduos Sólidos e Logística Reversa Cristina R. Wolter Sabino de Freitas Departamento Ambiental O mundo será obrigado a se desenvolver de forma sustentável, ou seja, que preserve

Leia mais

BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta COMUNICADO

BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta COMUNICADO BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Tenente Valadim, 284, Porto Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto sob o número único de matrícula e identificação fiscal 501 214 534 Capital

Leia mais

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique. Consolidar o Futuro

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique. Consolidar o Futuro Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique Consolidar o Futuro Abreu Advogados Ferreira Rocha & Associados 2012 PORTUGAL

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES

CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES NAS EMPRESAS PLANEAR PARA A REDUÇÃO DE CUSTOS E OPTIMIZAÇÃO DE SOLUÇÕES 19 e 20 Fevereiro 2013 Auditório dos CTT- Correios de Portugal Lisboa Horário Laboral: 09h30

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE LEI Nº N 12.305/2010 DECRETO Nº N 7.404/2010

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE LEI Nº N 12.305/2010 DECRETO Nº N 7.404/2010 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOSS LEI Nº N 12.305/2010 DECRETO Nº N 7.404/2010 TRAMITAÇÃO DA PNRS 1989 Projeto de Lei Nº N 354/89 do Senado 1991 Projeto de Lei Nº N 203/91

Leia mais

PLANO METROPOLITANO DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS COM FOCO EM RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (RSS) E RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E VOLUMOSOS (RCCV)

PLANO METROPOLITANO DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS COM FOCO EM RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (RSS) E RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E VOLUMOSOS (RCCV) PLANO METROPOLITANO DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS COM FOCO EM RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (RSS) E RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E VOLUMOSOS (RCCV) II Workshop Construindo o diagnóstico dos RCCV e RSS

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS S PNRS RESÍDUOS SÓLIDOS RESÍDUOS SÓLIDOS: S UM PROBLEMA DE CARÁTER SOCIAL, AMBIENTAL E ECONÔMICO MODELO TECNOLÓGICO COM AÇÕES A PARA

Leia mais

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E Quem somos? Quem somos? O que fazemos? O que nos distingue? Onde estamos? 2 Quem somos? APRESENTAÇÃO A Talent Search foi

Leia mais

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental 1 Melhoria do desempenho ambiental implementação do Sistema de Gestão Ambiental A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem implementado

Leia mais

A organização nacional do sector da água: pontos fortes e pontos fracos. um contributo português para o desenvolvimento do sector da Água

A organização nacional do sector da água: pontos fortes e pontos fracos. um contributo português para o desenvolvimento do sector da Água A organização nacional do sector da água: pontos fortes e pontos fracos. um contributo português para o desenvolvimento do sector da Água no Mundo Como pode a PPA contribuir para uma melhor consolidação.

Leia mais

As potencialidades do cluster Português da água ao serviço do desenvolvimento sustentável

As potencialidades do cluster Português da água ao serviço do desenvolvimento sustentável As potencialidades do cluster Português da água ao serviço do desenvolvimento sustentável PAULO LEMOS, Secretário de Estado Ambiente e do Ordenamento do Território Missão da Parceria Portuguesa para a

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. TÍTULO DO PROJETO

TERMO DE REFERÊNCIA 1. TÍTULO DO PROJETO 1. TÍTULO DO PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA Elaboração de estudo de viabilidade técnica e econômica da implantação da logística reversa para resíduos de equipamentos eletroeletrônicos (REEE) 2. JUSTIFICATIVA

Leia mais

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste..

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste.. Somos uma empresa de consultoria ambiental, assessoria em planejamento e gestão do território, desenvolvimento de soluções tecnológicas para gestão ambiental e elaboração de projetos para captação de recursos..

Leia mais

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas.

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas. -AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS A sua protecção, com os melhores especialistas. Porquê a auditoria ao tratamento de dados pessoais? A regulamentação do tratamento de dados pessoais é uma área complexa

Leia mais

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração.

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração. . Quem somos //Sobre A Oficina1 é uma consultoria direcionada à tecnologia da informação, com foco na implementação dos ERPs Protheus e OpenBravo, além do aplicativo de Service Desk SysAid, abrangendo

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

PROMOVER O ACESSO À INFORMAÇÃO PARA A APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA

PROMOVER O ACESSO À INFORMAÇÃO PARA A APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA PROMOVER O ACESSO À INFORMAÇÃO PARA A APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA O acesso à informação é um direito fundamental de todos os alunos com ou sem deficiência e/ou necessidades educativas especiais. Numa

Leia mais

COORDENAÇÃO. ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA

COORDENAÇÃO. ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA COORDENAÇÃO ABES-SP, Instituto PÓLIS, CAIXA, ANAMMA, UNICAMP, Projeto Pares(Poli-USP), OAF, Sindicato dos Engenheiros, Fórum Recicla São Paulo, CRUMA Ministério Público - Procuradoria Regional dos Direitos

Leia mais

A contribuição do Projeto InterAção para a Gestão dos Resíduos Sólidos em Viçosa-MG.

A contribuição do Projeto InterAção para a Gestão dos Resíduos Sólidos em Viçosa-MG. A contribuição do Projeto InterAção para a Gestão dos Resíduos Sólidos em Viçosa-MG. (Projeto InterAção) Introdução Com a tendência de um crescimento mundial da população, gerando um desenvolvimento industrial

Leia mais

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO 21-4-2015 UNIÃO EUROPEIA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Fundos Europeus Estruturais e de Investimento Índice A. Madeira 14-20 Instrumentos de Apoio ao tecido empresarial.

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados,

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados, Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados, Encontro-me hoje aqui para, em nome do Governo Regional da Madeira, apresentar a Vossas

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 PROJECTO CONJUNTO DE INTERNACIONALIZAÇÃO MÉXICO 2015-2016 MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 INSCRIÇÕES ATÉ 15 DE JANEIRO 2016 Promotor: Co-financiamento: Monitorização: Foto: Miguel Moreira

Leia mais

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 O desafio Horizonte 2020 Compromissos Nacionais Metas UE-27 20%

Leia mais

Inteligência Competitiva Uma Solução Estratégica. Jaime Quesado

Inteligência Competitiva Uma Solução Estratégica. Jaime Quesado VII Encontro da PASC Plataforma Activa da Sociedade Civil 2 de Março de 2011 Sala do Senado da Reitoria da UNL Inteligência Competitiva Uma Solução Estratégica Jaime Quesado Patrocinadores Globais Inteligência

Leia mais

Maior evento nacional de Transferência de Conhecimento. Cidades e redes inteligentes Energia Água Resíduos Ambiente.

Maior evento nacional de Transferência de Conhecimento. Cidades e redes inteligentes Energia Água Resíduos Ambiente. Cidades e redes inteligentes Energia Água Resíduos Ambiente 1 a 3 MARÇO 2016 CCL - Centro de Congressos de Lisboa Fundação AIP A Fundação AIP é hoje o maior centro de negócios de Portugal, recebendo os

Leia mais

Gestão de Resíduos Secos IV CMMA

Gestão de Resíduos Secos IV CMMA 1 Resultados da IV Conferência Municipal do Meio Ambiente de São Paulo, 30 e 31 de agosto e 1º de setembro de 2013. Reelaboração Participativa do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos - PGIRS / SP - texto

Leia mais

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA. CIP FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA UM NOVO PASSO Seminário 16 de abril de 2012 Intervenção do Presidente da CIP Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Leia mais

O contributo do Cluster Habitat Sustentável

O contributo do Cluster Habitat Sustentável O contributo do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma para a Construção Sustentável Seminário Construção Sustentável CONCRETA 2011 20/10/2011 Visão e Missão O Cluster Habitat? agregador

Leia mais

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO Como fazemos 1. Através do Serviço de Assistência Empresarial (SAE), constituído por visitas técnicas personalizadas às

Leia mais

Política Nacional de Resíduos Sólidos. Pernambuco - PE

Política Nacional de Resíduos Sólidos. Pernambuco - PE Política Nacional de Resíduos Sólidos Pernambuco - PE Desafios 1. Eliminar lixões 2. Eliminar aterro controlado 3. Implantar aterro sanitário 4. Coleta seletiva 5. Compostagem e 6. Logística reversa Legenda

Leia mais

10:00 O CIO e o Enterprise Business Assurance na gestão de grandes empresas Rui Paiva, Administrador da SSI Angola

10:00 O CIO e o Enterprise Business Assurance na gestão de grandes empresas Rui Paiva, Administrador da SSI Angola RESUMO DO EVENTO AGENDA AGENDA 09:00 Abertura e boas-vindas 09:10 Tech Market Trends em Angola e no Mundo Gabriel Coimbra, Director Geral da IDC 09:35 Visão da Economia em Angola Carlos Rosado de Carvalho,

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Universidade de Évora, 10 de março de 2015 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral

Leia mais

GESTÃO ESTADUAL DE RESÍDUOS

GESTÃO ESTADUAL DE RESÍDUOS GESTÃO ESTADUAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SETEMBRO, 2014 INSTRUMENTOS LEGAIS RELACIONADOS À CONSTRUÇÃO DA POLÍTICA E DO PLANO DE RESÍDUOS SÓLIDOS Lei n. 12.305/2010 POLÍTICA NACIONAL

Leia mais

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 1 Índice: I Enquadramento II Eixos de Intervenção Estratégica III Proposta de Orçamento IV Candidaturas a Programas de Apoio 2 I Enquadramento Estratégico

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

ESTRATÉGIAS E DESAFIOS PARA A IMPLANTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS

ESTRATÉGIAS E DESAFIOS PARA A IMPLANTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS ESTRATÉGIAS E DESAFIOS PARA A IMPLANTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Geraldo Antônio Reichert Coordenador da Câmara Temática de Resíduos Sólidos ABES Associação Brasileira de Engenharia Sanitária

Leia mais

INDUSCRIA. PLATAFORMA PARA AS INDÚSTRIAS CRIATIVAS Um Contributo para as Novas Geografias Cosmopolitas

INDUSCRIA. PLATAFORMA PARA AS INDÚSTRIAS CRIATIVAS Um Contributo para as Novas Geografias Cosmopolitas OS CONSULTORES Instituicões & Empresas Associadas: GAB. COORDENADOR da ESTRATÉGIA DE LISBOA e do PLANO TECNOLÓGICO CEDRU_Centro de Estudos e Desenvolv. Regional e Urbano McKINSEY & Company PLMJ ASSOCIADOS_Sociedade

Leia mais

APOIO ESPECIALIZADO ÀS EMPRESAS DO SETOR DO TURISMO UMA NOVA PERSPETIVA UMA NOVA ABORDAGEM

APOIO ESPECIALIZADO ÀS EMPRESAS DO SETOR DO TURISMO UMA NOVA PERSPETIVA UMA NOVA ABORDAGEM DO SETOR DO TURISMO UMA NOVA PERSPETIVA UMA NOVA ABORDAGEM PORQUÊ A CRIAÇÃO DESTA EQUIPA? Necessidade de prestar ao empresário expertise em todas as vertentes da cadeia de valor Melhor adequação dos projetos/produtos

Leia mais

MORUNGABA. Conferências Municipais de Resíduos Sólidos - Planejamento

MORUNGABA. Conferências Municipais de Resíduos Sólidos - Planejamento MORUNGABA Aspectos Gerais - Morungaba CISBRA Relação Populacional Morungaba x CISBRA 4% dos habitantes do CISBRA 4% da pop. urbana do CISBRA 3% da pop. rural do CISBRA Área CISBRA 2.576,553 km² Morungaba

Leia mais

Pesquisa de Remuneração

Pesquisa de Remuneração Pesquisa de Remuneração Por OD&M BÓSNIA BRASIL BULGÁRIA CROÁCIA ITÁLIA LITUÂNIA MACEDÔNIA MONTENEGRO SÉRVIA ESLOVÊNIA www.odmconsulting.com.br 02 GI GROUP APRESENTA OD&M CONSULTING NOVAS SOLUÇÕES A MESMA

Leia mais

ERP Portugal. Fevereiro 2013

ERP Portugal. Fevereiro 2013 ERP Portugal Fevereiro 2013 1 1 Objetivos Reconhecer e premiar um projeto académico, que se destaque no âmbito da Inovação no Sector da Gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE)

Leia mais

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO O processo de criação de um sistema intermunicipal e o desafio da sua viabilização Gilberto SILVA Sumário 1. O quadro legal e institucional de gestão

Leia mais

12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE. PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos atores, novas políticas

12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE. PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos atores, novas políticas 12. ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ÁGUA&AMBIENTE PORTUGAL EFICIENTE NA GESTÃO DE RECURSOS Novos atores, novas políticas 23 de Maio de 2012 Centro de Congressos da Univ. Católica de Lisboa ORGANIZAÇÃO Uma

Leia mais

O sucesso da política depende do forte comprometimento de cada um dos envolvidos no processo, de governo e empresas até consumidores.

O sucesso da política depende do forte comprometimento de cada um dos envolvidos no processo, de governo e empresas até consumidores. ECONOMIA - 19/08/14 BRIEFING DE POSICIONAMENTO SOBRE A POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS 1. CONTEXTO Posicionamento geral para quaisquer entrevistas realizadas no âmbito da terceira edição do projeto

Leia mais

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT 1 Janeiro de 2014 a 31 de Dezembro de 2014 Construir um mundo melhor começa num Sonho. Quem sonha, partilha o sonho e envolve os outros para agirem. E como diz o poeta a obra nasce! 2 Índice 1. Introdução

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

apresentação corporativa

apresentação corporativa apresentação corporativa 2 Índice 1. Apresentação da BBS a) A empresa b) Evolução c) Valores d) Missão e Visão 2. Áreas de Negócio a) Estrutura de Serviços b) Accounting/Tax/Reporting c) Management & Consulting

Leia mais

EDITAL N O 01/2012 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. A proposta de Acordo Setorial a ser apresentada deverá obedecer aos seguintes.

EDITAL N O 01/2012 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. A proposta de Acordo Setorial a ser apresentada deverá obedecer aos seguintes. CHAMAMENTO PARA A ELABORAÇÃO DE ACORDO SETORIAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE LOGÍSTICA REVERSA DE LÂMPADAS FLUORESCENTES, DE VAPOR DE SÓDIO E MERCÚRIO E DE LUZ MISTA. EDITAL N O 01/2012 O MINISTÉRIO

Leia mais

A ÁREA DE PRÁTICA DE DIREITO PÚBLICO DA ABBC

A ÁREA DE PRÁTICA DE DIREITO PÚBLICO DA ABBC ABBC A atuação da ABBC assenta na independência, no profissionalismo e na competência técnica dos seus advogados e colaboradores, com o escrupuloso respeito das regras deontológicas que presidem ao exercício

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Coerência das Políticas: O Desafio do Desenvolvimento. Sessão Pública ABERTURA

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Coerência das Políticas: O Desafio do Desenvolvimento. Sessão Pública ABERTURA MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Coerência das Políticas: O Desafio do Desenvolvimento Sessão Pública 19.01.2011 Assembleia da República ABERTURA Senhor Presidente da Comissão dos Negócios Estrangeiros

Leia mais