Guia do Usuário do Systems Insight Manager 7.2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia do Usuário do Systems Insight Manager 7.2"

Transcrição

1 Guia do Usuário do Systems Insight Manager 7.2 Número de peça HP Publicado: Março de 2013 Edição Edição 2

2 Copyright 2010, 2013 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Informações legais Software de computador confidencial. É necessário uma licença válida da HP para posse, utilização ou cópia. Em consonância com a FAR e a FAR , o Software Comercial de Computador, a Documentação de Software de Computador e os Dados Técnicos para Itens Comerciais estão licenciados ao Governo dos EUA segundo a licença comercial padrão do fornecedor. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. As únicas garantias atribuídas a serviços e produtos HP são definidas nas declarações de garantia que acompanham tais serviços e produtos. Nenhuma informação aqui descrita deve ser utilizada para criar uma garantia adicional. A HP não se responsabiliza por erros ou omissões editoriais ou técnicos contidos neste documento. Confirmações Microsoft, Windows, Windows Server, Windows Vista, Windows NT e Windows P são marcas registradas da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. Linux é marca registrada da Linus Torvalds nos Estados Unidos. Garantia A HP substituirá mídias de entrega defeituosas por um período de 90 dias após a data da compra. Essa garantia se aplica a todos os produtos Insight Management.

3 Índice I Introdução Sobre este documento...14 Guia do usuário...14 Layout do Guia do usuário do HP SIM Visão geral do produto...15 Recursos do HP SIM...15 Conceitos básicos...16 Descoberta e identificação...16 Inventário...16 Informações de status...16 Relatórios...17 Tratamento automático de eventos...17 Ferramentas e tarefas...17 Coleções...17 Usuários e autorizações...17 Grupos de usuários aninhados...17 Login e uso da interface gráfica do usuário...18 Credenciais do sistema/usuário...18 Alertas de segurança no Internet Explorer e no Firefox...18 Login automático...19 Configuração do CMS...19 Configuração do navegador...19 Comportamento...20 Tour guiado pela interface de usuário de HP SIM...21 Personalização das visualizações...22 II Configuração do HP SIM Configurando sistemas gerenciados...24 Configurar ou reparar agentes...24 Configuração de servidores Windows a serem gerenciados pelo HP SIM...24 Configuração de servidores HP-U a serem gerenciados pelo HP SIM...31 Configuração manual de um sistema gerenciado HP-U...32 Configuração do SNMP para enviar interceptações ao CMS...32 Configuração do acesso por SSH...33 Assinatura nas indicações/eventos do WBEM...33 Configuração de servidores Linux a serem gerenciados pelo HP SIM...34 Configuração dos agentes remotamente usando o configurar ou reparar agentes:...34 Configuração manual de sistemas gerenciados Linux...34 Instalação e configuração de SSH...34 Configuração de um sistema Linux para enviar interceptações SNMP Credenciais...36 Arquivo ML de exemplo para adicionar mais de 10 pares de nome de usuário e senha WBEM Proxy WMI Mapper Descoberta...39 Tarefas de descoberta recomendadas...39 Opções da página Discovery (Descoberta)...40 Credenciais de descoberta...41 Configuração do configurar ou reparar agentes por meio de uma tarefa de descoberta...41 Índice 3

4 Visualização dos resultados da tarefa de descoberta...41 Filtros de descoberta...41 Descoberta de servidores Gen Gerenciar comunicação...43 Configuração do software do sistema gerenciado com o recurso configurar ou reparar agentes do CMS...44 Envio de interceptações e indicações de teste Tratamento automático de eventos...46 Tarefas de tratamento automático de eventos de exemplo Usuários e autorizações...48 Usuários...48 Grupos de usuários...48 Conjuntos de ferramentas Ambiente gerenciado...50 III Recursos básicos do HP SIM Pesquisas básicas e avançadas...52 Pesquisa básica...52 Pesquisa avançada...52 Exibições hierárquicas...52 Save as (Salvar como)...53 View (Exibir)...53 Procura de ferramentas Monitoramento de sistemas...54 Visualização de coleções de sistemas...54 Páginas que exibem o status do sistema...54 Visualização do status de integridade na visualização de tabela ou ícone...55 Visualização do status de integridade na visualização em árvore...55 Tipos de status do sistema...56 Tipos de status do software...56 Tipos de status operacional WBEM...57 Monitoramento de clusters...58 Propriedades do sistema...59 Exemplo de definição das propriedades do sistema...59 Definição da empresa e das informações de contato do cliente individualmente...59 Exemplo de configuração de propriedades do sistema para vários sistemas Gerenciamento de eventos...61 Configuração de gerenciamento de eventos...61 Exemplo - Criação de uma tarefa de pager com base em notificação por Exemplos de páginas de Exemplo de uma página de padrão...63 Exemplo de uma página de Pager/SMS...64 Exemplo de uma página HTML...64 Exemplo - Criação de uma tarefa para enviar um quando um sistema atingir um estado crítico...65 Exemplo - Criação de uma tarefa para excluir todos os eventos apagados Relatórios no HP SIM...69 Relatórios padrão...69 Novos relatórios...69 Gerenciamento de relatórios...69 Comparação de instantâneos...70 Relatórios avançados Índice

5 Relatórios predefinidos...71 Executar Enhanced reports (Relatórios aprimorados)...71 Novos relatórios aprimorados...72 Edição relatórios aprimorados...72 Relatórios por Exclusão de relatórios Ferramentas do HP SIM...74 Seleção de destino...74 Agendando ferramentas...74 Gerenciando tarefas...74 Exibindo resultados...75 Exemplo - Comando ping no dispositivo...75 IV Recursos avançados do HP SIM Coleções no HP SIM...77 Coleções no HP SIM...77 Tipos de coleções...78 Criando uma coleção de sistemas...79 Outros recursos de personalização ferramentas personalizadas do HP SIM...84 Conceitos gerais...84 Tipos de ferramentas...84 Variáveis de ambiente para ferramentas personalizadas...85 Inicializando aplicativos usando ferramentas personalizadas...87 Posição do menu da ferramenta personalizada...87 Formato do URL da ferramenta personalizada...87 Criando ferramentas personalizadas por meio da GUI...88 Novo...89 Edit (Editar)...89 Exibir definição de ferramentas...89 Executar agora/agendar...89 Excluir...89 Criando ferramentas personalizadas por meio do CLI do HP SIM...89 Criando uma ferramenta SSA personalizada...89 Exemplo de ferramenta de inicialização pela Web...92 Exemplo de ferramenta MSA...93 Exemplo de Ativação da ferramenta de desktop remoto...94 Adicionando um TDEF ao HP SIM...95 Removendo um TDEF do HP SIM...95 Modificando um TDEF Pesquisa federada...97 CMS federada Configuração CMS Reconfigure Tool...99 Comandos operacionais, opções e parâmetros...99 Reconfigurando a senha do CMS Dependências Avisos Alterando a senha do CMS Reconfigurando os atributos IP e host do CMS Dependências Aviso Reconfigurando o endereço IP principal e o nome do host do CMS Reconfigurando as credenciais do banco de dados do CMS Índice 5

6 Dependências Aviso Alterando as credenciais do banco de dados do HP SIM e HP Insight Control Alterando as autorizações do banco de dados para Matrix OE e HP Operations Orchestration Reconfigurando o CMS para usar um banco de dados diferente Dependências Aviso Alterando o banco de dados associado ao CMS Entendendo a segurança do HP SIM Protegendo a comunicação Secure Sockets Layer (SSL) Como configurar as cifras Secure Shell (SSH) Hyper Text Transfer Protocol Secure (HTTPS) Secure Task Execution (STE) e Single Sign-On (SSO) Distributed Task Facility (DTF) WBEM LDAP RMI Gerenciamento de credenciais Certificados SSL Certificado principal do HP SIM Certificado SSO do HP SIM Certificado WBEM Atualizando para o HP SIM Expiração de certificado e Verificação de CRL (Verificação de revogação de certificado) Origem dos certificados do cliente e servidor Ativando ou desativando a verificação de revogação de certificado Modo offline e online da verificação de revogação de certificado Offline mode (Modo Offline) Online mode (Modo Online) Pontos de distribuição de CRL Aviso ou erro Condições para aviso Propriedades personalizáveis Compartilhamento de certificado Chaves SSH Senhas Insight Control para Servidor do VMware vcenter autorizações do servidor Navegador SSL Cookies Senhas Avisos de senha Sessão do navegador Zonas do Internet Explorer Formato de link do sistema Dependências do sistema operacional Autenticação e contas do usuário Sistema de arquivo Processos em segundo plano Windows Cygwin HP-U e Linux Índice

7 Banco de dados do HP SIM Configurando o servidor SQL para ativar a conexão SSL no banco de dados do HP SIM Instalação de um certificado em um servidor com o Microsoft Management Consold (MMC) Configuração do SSL para o servidor SQL Configuração do cliente para ativar a confiança Como testar a conexão do cliente Configurações de propriedade do banco de dados do HP SIM par ativar o SSL no servidor SQL SQL Server e MSDE SQL Server remoto PostgreSQL Oracle Interface de linha de comando Como: lista de verificação de configuração Geral Configuração do CMS Segurança forte Configurando sistemas gerenciados Como: bloqueio versus facilidade de uso nos sistemas Windows Moderado Forte Elevação de privilégio Autenticação de dois fatores Habilitando e desabilitando a autenticação de dois fatores Habilitar comunicação segura Usuários de estrutura de diretórios Nome diferenciado de usuários Nome alternativo da entidade Fase de autenticação Fase de autorização Verificação de revogação de certificado Pré-requisitos para habilitação da técnica de autenticação de dois fatores Cartões inteligentes e CSP (Provedor de serviços de criptografia) Medidas de segurança a serem seguidas HP SIM quiesce Contrato e garantia Exibindo informações de contrato e garantia Coletando dados de contrato e garantia Exibindo o status de contrato e garantia Visão geral System Information (Informações do Sistema) Contrato Garantia Monitorando o status de contrato e garantia Gerenciador de licenças CLI mxlmkeyconfig Tipos de licença Sistemas licenciados Adicionar licenças Coletar informações de licenças remotas Tabela de resultados da coleção de licenças Atribuindo e cancelando a atribuição de licenças Índice 7

8 Aplicar licenças Página Add License (Adicionar licença) Página Key details (Detalhes da chave) Página Assigning or Applying Licenses (Atribuindo ou cancelando a atribuição de licenças) Página License unlicensed systems (optional) (Licenciar sistemas não licenciados (opcional)) Integração de armazenamento usando SMI-S Sobre os sistemas de armazenamento Integração de armazenamento usando SNMP Eventos de armazenamento Detalhes do inventário de armazenamento Introdução ao SMI-S para HP SIM Sobre o SMI-S Componentes-chave CIM WBEM SLP Perfis Implementação de SMI-S Sobre a segurança do armazenamento que usa SNMP Descoberta e identificação Pré-requisitos de gerenciamento dos sistemas de armazenamento Usando soluções de armazenamento Coleção de eventos e inicialização Para SDM do Command View Configurando o destino de interceptação SNMP no Windows Configurando o destino de interceptação SNMP no HP-U Carregando o HSV MIB no CMS para EVA Recebendo eventos do protocolo WBEM de arrays P Descoberta Configurando o HP SIM com sistemas de armazenamento Assine os eventos de indicação do WBEM Exibindo coleções de sistemas de armazenamento Exibindo sistemas de armazenamento individuais Exibindo relatórios de sistemas de armazenamento Relatórios de sistemas de armazenamento existentes Exibindo a capacidade de arrays de armazenamento Exibindo a capacidade de armazenamento de todas as arrays Exibindo a capacidade de armazenamento de uma única array Gerenciando clusters MSCS Status do MSCS Campos de cluster Campos de nós Campos de rede Campos de recursos Limites de recursos do Monitor de clusters Limites da capacidade de disco CPU, limites de utilização Recursos de cluster com suporte do HP SIM Estados do Monitor de clusters Taxa de sondagem do Monitor de clusters Taxas de sondagem de CPU Taxa de sondagem de disco Taxa de sondagem do status do MSCS Taxa de sondagem do status do sistema Índice

9 27 Log de auditoria do HP SIM Configurando o log de auditoria do HP SIM Configurando os arquivos de definição de ferramentas Configurando o arquivo de propriedades do log Exibindo log de auditoria Log de auditoria de exemplo Conteúdo do log HP Version Control e o HP SIM Sobre o HP Version Control Agent Recursos adicionais Sobre o Version Control Repository Manager Sobre a integração Sobre os repositórios de software Sobre o gerenciamento de vários sistemas Compilando e personalizando MIBs Ferramentas de gerenciamento de MIB Mcompile mxmib Personalização de palavras-chave mxmib MIB Página de Configurações de interceptações SNMP Proxy Authenticator Requisitos Informações adicionais do Proxy Authenticator Configurações a serem feitas no HP SIM Configurar verificação de confiabilidade no HP SIM para o servidor do Proxy Authenticator Como usar o Proxy Authenticator A Notas importantes Os nomes de sistemas e de objetos devem ser exclusivos Configuração do Sufixo DNS primário do CMS Opções do menu do Distributed Systems Administration Utilities não disponíveis Tamanho da reserva de memória de convidado de máquina virtual Compatibilidade do Insight Remote Support Advanced Configurações de firewall do banco de dados Anotando a interface do usuário do portal Boletins de segurança Validando assinaturas de RPM Verificando quais chaves públicas estão instaladas Validar a assinatura em um RPM Como verificar assinaturas do RPM no sysmgmt.bin Central Management Server Sistemas complexos exibindo inconsistência com o número de npars dentro do complexo configurar ou reparar agentes Relatórios de coleta de dados B Solução de problemas Adobe Agentless Management Service Autenticação Inserção de Blade Navegador Central Management Server Complex configurar ou reparar agentes Índice 9

10 Exibição do contêiner Credenciais Coleta de dados Banco de dados Descoberta ilo Servidores Linux Tabela de compartimentos, página de exibição Evento Status de integridade Nome do host gerenciamento de energia do HP Insight Control gerenciamento de máquina virtual do Insight Control HP Smart Update Manager HP Service Pack para ProLiant HP Systems Insight Manager Identification (Identificação) Instalação Gerenciador de licenças Localidade Ambiente gerenciado HP MIBs Administrador Integrado OpenSSH Desempenho Ping Portas usadas pelo HP SIM Elevação de privilégio Páginas Property (Propriedade) Relatórios Segurança Login Configurações do SNMP Interceptações SNMP Comunicação do SSH Software ou firmware Página do sistema Status do sistema Assistente de seleção de destino Tarefas Ferramentas Ubuntu Upgrade UUID Virtual Connect Enterprise Manager Identificadores virtuais Máquinas virtuais VMware WBEM Indicações do WBEM WMI Mapper C Portas dinâmicas do HP SIM Windows Microsoft Windows Vista, Microsoft Windows 2008 e superior Índice

11 D Protocolos usados pelo HP SIM SNMP Windows HP-U e Linux HTTP WBEM Remote Method Invocation (RMI) Ativação remota Internet Control Message Protocol (ICMP) Lightweight Directory Access Protocol (LDAP) Protocolo Simples de Acesso a Objetos (SOAP) Funcionalidade do protocolo Definindo configurações do protocolo no HP SIM E Coleção de dados Acrescentar novo conjunto de dados (para análise de tendência histórica) Substituir conjunto de dados existentes (para análise detalhada) Coleção de dados inicial Coleção de dados bissemanal F Tarefas padrão do sistema Coleção de dados bissemanal Identificação do sistema Eventos de ruído antigos Eventos com mais de 90 dias Sondagem de status para não servidores Sondagem de status para servidores Sondagem de status para sistemas que não estão mais desativados Sondagem de status de hardware para Superdome 2 Administrador Integrado Coleção de dados Sondagem de status de hardware Sondagem de status de versão Sondagem de status de versão para sistemas que não estão mais desativados Configuração do evento de verificação Sondagem de status G Extensões de arquivo de host Valores padrão H Regras do System Type Manager Adicionando novas regras do SNMP I Arquivos de definição de ferramenta personalizada Requisitos específicos de tipo de ferramenta Atributos específicos de SSA Atributos específicos de MSA Atributos específicos de WLA Parâmetros do comando mxtool Strings parametrizadas Atributos de ferramenta comuns Atributos de filtragem de ferramenta Variáveis de ambiente Diretrizes do parâmetro da ferramenta J Suporte predefinido ao MIB no HP SIM K Suporte e outros recursos Informações a serem coletadas antes do contato com a HP Índice 11

12 Como contatar a HP Boletim de segurança e política de alertas para componentes de software próprios que não sejam da HP Serviço de assinatura Registro para suporte técnico de software e serviço de atualização Como usar o suporte técnico de software e o serviço de atualização Revendedores autorizados da HP Documentos relacionados Documentação e suporte Documentação do HP SIM Convenções tipográficas Feedback da documentação Glossário Índice Remissivo Índice

13 Parte I Introdução

14 1 Sobre este documento Guia do usuário O HP Systems Insight Manager fornece este guia do usuário para ajudá-lo a compreender os recursos de gerenciamento. Layout do Guia do usuário do HP SIM Introdução Descreve os recursos, os conceitos básicos e o uso da GUI (interface gráfica do usuário) no HP SIM. Configuração do HP SIM Descreve como configurar o HP SIM explicando os requisitos dos sistemas a serem gerenciados pelo HP SIM, as credenciais, a descoberta, o tratamento automático de eventos, os usuários e as autorizações. Recursos básicos do HP SIM Descreve os recursos básicos do HP SIM, incluindo o monitoramento de sistemas, clusters e eventos, a execução de pesquisas básicas e avançadas, a edição das propriedades dos sistemas e relatórios básicos. Recursos avançados do HP SIM Descreve os recursos avançados do HP SIM, incluindo o gerenciamento com coleções, os relatórios avançados e a criação de ferramentas personalizadas. Para obter informações sobre o suporte do HP SIM e sobre como acessar a documentação relacionada, consulte Apêndice K, "Suporte e outros recursos". 14 Sobre este documento

15 2 Visão geral do produto Recursos do HP SIM Descoberta automática Descobre e identifica automaticamente os sistemas conectados à rede. Use filtros de descoberta para evitar a descoberta de tipos de sistema indesejados. Monitoramento da integridade Ícones coloridos de status permitem ver rapidamente a integridade operacional de seus sistemas e fazer uma busca detalhada para localizar o componente com falha, caso algum componente não esteja bom. Gerenciamento de falhas e tratamento de eventos O HP SIM fornece notificação proativa de alertas de falhas reais ou iminentes dos componentes. O tratamento automático de eventos permite configurar ações para notificar os usuários adequados sobre falhas, por ou pager, e ativa a execução automática de scripts ou encaminha os eventos para plataformas empresariais, como o HP Operations Orchestration ou o HP Network Node Manager. NOTA O suporte a pagers é apenas para Central Management Server (CMS) baseado em Windows. Fechamento para novas sessões do HP SIM O botão de emergência permite que a tarefa seja completada sem o cancelamento. Comandos: mxquiesce -u Administrator -p [password] mxunquiesce -u Administrator -p [password] Inventário Executa uma coleção abrangente dos dados do sistema e permite que os usuários produzam rapidamente relatórios detalhados do inventário dos sistemas gerenciados. Salva os relatórios em vários formatos, permitindo uma fácil incorporação em pacotes de relatórios populares. Gerenciamento consistente de vários sistemas O HP SIM inicia uma tarefa em vários sistemas ou nós a partir de um único comando no CMS. Essa funcionalidade elimina a necessidade de executar operações tediosas, uma de cada vez, em cada sistema. Segurança baseada em funções Permite a delegação efetiva das responsabilidades de gerenciamento fornecendo aos administradores de sistema um controle granular sobre quais operações de gerenciamento os usuários podem executar em alguns sistemas. Duas interfaces do usuário O HP SIM fornece a opção de uma GUI baseada em navegador ou de uma CLI (interface de linha de comando), que permite incorporar o HP SIM em seus processos de gerenciamento existentes. Ferramentas personalizadas Documentos ML (Extensible Markup Language) simples que permitem integrar aplicativos baseados na Web e linha de comando de personalização ou scripts prontos para uso na interface do usuário do HP SIM. Recursos do HP SIM 15

16 Conceitos básicos Descoberta e identificação Inventário O HP SIM pode descobrir e identificar automaticamente os sistemas conectados à rede usando informações de protocolos de gerenciamento, como o Simple Network Management Protocol (SNMP, SNMPv3), Windows Management Instrumentation (WMI), WBEM, Secure Shell (SSH), Secure Sockets Layer (SSL), HTTP/HTTPs e WS-MAN. Crie tarefas de descoberta para limitar a descoberta a segmentos de rede ou intervalos de endereços IP específicos ou para controlar a frequência em que cada tarefa é executada. Use filtros de descoberta para evitar a descoberta de tipos de sistema indesejados. NOTA O HP SIM usa vários protocolos de gerenciamento para se comunicar com os sistemas gerenciados. Os protocolos usados incluem WBEM/WMI, SNMP, SNMPv3, HTTP/HTTPS, SSH e WS-MAN. Todos esses protocolos podem ser configurados para acessar dados de usuários não raiz/não administrador. Para sistemas Linux, um dos protocolos usados durante a descoberta é o SSH. Durante a descoberta, o HP SIM executa o comando /usr/sbin/dmidecode no sistema Linux remoto para buscar determinadas informações. Como esse comando requer privilégios de superusuário, o HP SIM precisa das credenciais de raiz. Portanto, para descobrir um sistema Linux que usa o protocolo SSH, insira as credenciais de raiz como parte das credenciais de descoberta, sistema ou globais. A coleção de dados reúne dados que podem ser usados para relatórios e para preencher vários campos na interface do usuário. O HP SIM coleta diversas informações, como tipo e subtipo de sistema, protocolos compatíveis e memória disponível. Você pode optar por manter somente os dados mais recentes, o que permite gerar relatórios ou comparar sistemas diferentes usando a Comparação de instantâneos. Se preferir, você pode armazenar todos os dados coletados ao longo do tempo, usando a Comparação de instantâneos para visualizar tendências em um único sistema. Informações de status Os ícones de status a seguir são usados nas colunas da lista de status para mostrar status de diferentes aspectos dos sistemas gerenciados. Por exemplo, a coluna MP exibe o ícone de status do processador de gerenciamento, caso o sistema tenha uma placa do processador de gerenciamento instalada. Tabela 1 Tipos de status Ícone de status Tipo de status Crítico Grave Secundário Aviso Normal Desativado Desconhecido Informativo 16 Visão geral do produto

17 Relatórios O HP SIM executa uma coleção abrangente dos dados do sistema e permite que você produza rapidamente relatórios detalhados do inventário dos sistemas gerenciados. Os relatórios podem ser gerados no formato HTML (Hyper Text Markup Language), ML ou CSV (Comma Separated Value). Os relatórios aprimorados podem ser gerados automaticamente e enviados por de acordo com uma programação. O tipo dos dados coletados depende do software de gerenciamento (agentes SNMP ou provedores WBEM/WMI) instalado. Tratamento automático de eventos O tratamento automático de eventos permite definir uma ação que o HP SIM executa quando um evento é recebido. Essas ações podem incluir a execução de um programa ou script, o encaminhamento do evento para outro sistema de gerenciamento, a exclusão do evento ou a notificação de um usuário por ou pager. Ferramentas e tarefas Coleções Ferramentas são ações que você executa nos sistemas gerenciados a partir da GUI ou CLI do HP SIM. Muitas ferramentas são fornecidas com o HP SIM, mas você também pode adicionar suas próprias ferramentas personalizadas. Tarefas são instâncias de ferramentas em execução. Para criar uma tarefa, selecione sistemas de destino (sistemas ou eventos com os quais a tarefa irá trabalhar) e selecione a ferramenta no menu do HP SIM. As tarefas podem ser executadas imediatamente ou de modo programado, e você pode visualizar os resultados da tarefa selecionando Tasks & Logs View Task Results (Testes e logs > Visualizar resultados da tarefa). As ferramentas podem ser executadas nos menus do HP SIM e podem ser adicionadas a uma lista de início rápido que está disponível em muitas páginas do HP SIM. Coleções são grupos de sistemas e eventos que podem ser usados para visualizar informações ou como uma maneira de especificar os destinos de uma ferramenta. Elas podem ser criadas por meio do link Customize (Personalizar) no painel Painel System and Event Collections selecionando sistemas específicos a serem incluídos ou especificando atributos a serem associados. Depois de criadas, elas são exibidas no Painel System and Event Collections para acesso rápido. As coleções compartilhadas podem ser vistas por todos que fizerem login no HP SIM. As coleções privadas só podem ser vistas pelo usuário que as criou. É possível associar coleções de eventos e coleções de sistemas e utilizá-las separadamente ou ao mesmo tempo. Por exemplo, depois de definir uma coleção de eventos de segurança, você pode observar esses eventos com facilidade em qualquer coleção de sistemas, como Eventos de segurança em todos os servidores ou Eventos de segurança em meus servidores financeiros. Por outro lado, você pode escolher uma coleção de sistemas e visualizar qualquer conjunto de eventos nesses sistemas. Por exemplo, você pode selecionar My Financial Servers (Meus servidores financeiros) e observar em All Events (Todos os eventos), Sign-in Events (Eventos de login), Security Events (Eventos de segurança) ou qualquer outra coleção de eventos à coleção de sistemas em questão. Usuários e autorizações O HP SIM permite a delegação efetiva das responsabilidades de gerenciamento fornecendo aos administradores de sistema um controle granular sobre quais usuários podem realizar operações de gerenciamento específicas em sistemas específicos. Grupos de usuários aninhados Grupo de usuários aninhado é um conceito do Windows Active Directory. Um usuário/grupo de usuários pode pertencer a um ou vários grupos de usuários. Desse modo, há uma relação hierárquica entre usuários e grupos de usuários. Conceitos básicos 17

18 Para que o Windows ofereça suporte à segurança do grupo aninhado, o usuário e os grupos de usuários do CMS devem existir no Active Directory. Os membros dos grupos de usuários (usuário e grupo de usuários) herdam o comportamento (privilégio de autenticação ou autorização) de seus grupos pai. Assim, se um usuário for membro de dois grupos de usuários diferentes com privilégios diferentes e um grupo for membro de outro grupo de usuários, o usuário herdará os direitos devido à união dos três grupos de usuários. Se um usuário for membro de mais de um grupo de usuários, as restrições de login de IP de todos os grupos de usuários serão combinadas e aplicadas ao usuário. Para substituir as restrições de login de IP de todos os grupos de usuário pelas restrições de login de IP do grupo atual do usuário, selecione Override IP Login Inclusion/Exclusion Range (Substituir intervalo de inclusão/exclusão de login de IP) na página de autorizações do usuário. Login e uso da interface gráfica do usuário O HP SIM fornece uma GUI baseada em navegador. Os navegadores compatíveis incluem: Para Windows: Microsoft Internet Explorer 8 ou versão posterior Firefox 3.x, 6.x, 9.x, 10.x e Firefox ESR Para HP-U: Firefox ou versão posterior Para fazer download, vá até Para Linux: NOTA Firefox 9 ou versão posterior Configurações do navegador: Para todos os navegadores Windows Internet Explorer, é preciso ter as opções de segurança SSL 3.0 ou TLS (Transport Layer Security) 1.0 do navegador habilitadas para o HP SIM funcionar corretamente, o que permite somente cifras mais fortes para a conexão SSL. Para usar o login automático com o Firefox, você deve configurá-lo com uma lista de sites com login automático. Para obter mais informações, consulte a seção Configuração inicial da ajuda on-line do HP SIM. Credenciais do sistema/usuário Por razões de segurança e a fim de evitar ameaças à segurança, o HP SIM não permite senha vazia ou senhas contendo somente espaço(s) vazio(s) A senha do sistema/usuário pode conter espaços vazios, mas não deve começar ou terminar com um espaço vazio Alertas de segurança no Internet Explorer e no Firefox Como o servidor da Web do HP SIM usa um certificado SSL assinado automaticamente (a não ser que haja alguma outra configuração), você verá um aviso do navegador ao navegar para o CMS. O Firefox exibe um aviso de Untrusted Connection (Conexão não confiável). O Internet Explorer exibe um aviso de Certificate Error (Erro de certificado). Os dois navegadores permitem que você continue, mas é necessário tomar medidas para evitar a exibição repetida desses avisos. Isso se aplica ao HP SIM, ao HP SMH, ao Integrated Lights-Out (ilo), Administrador Integrado e a todos os servidores da Web para os quais você navega. Toda vez que você receber um aviso de Conexão não confiável no Firefox, será necessário adicionar uma exceção de segurança permanente a fim de evitar a exibição do aviso novamente para aquele host. Se você navegar até um sistema único usando o nome de host abreviado, o 18 Visão geral do produto

19 Serviço de nome de domínio totalmente qualificado (FQDN) e o endereço IP (por exemplo, três maneiras diferentes), deverão adicionar três exceções de segurança. Com o Internet Explorer, você deve instalar o certificado SSL no armazenamento de certificados Trusted Root Certification Authorities (Autoridades de certificação de raiz confiáveis), mas o navegador continuará exibindo avisos (por padrão) quando os detalhes do certificado não forem correspondentes (por exemplo, procurando por nome de host abreviado quando o nome de host completo está no certificado). Para evitar erros de certificado quando os nomes não coincidirem, a seguinte configuração deverá ser desativada: Internet Explorer Advanced Security Warn about certificate address mismatch (Internet Explorer > Avançado > Segurança > Avisar sobre falta de correspondência no endereço do certificado). Se você não instalar o certificado SSL no Internet Explorer 8, esses avisos aparecerão para cada janela pop-up exibida no HP SIM. Login automático Você pode fazer login no HP SIM usando a mesma conta com a qual está conectado em seu desktop, ignorando a página de login do HP SIM. Se os grupos de usuários estiverem configurados para o HP SIM, a associação nesses grupos será aceita e tratada como se você tivesse feito login manualmente. Configuração do CMS O HP SIM deve estar em execução em um Windows CMS que seja membro de um domínio do Windows. O sistema de navegação deve ser um membro do mesmo domínio. A conta de serviço do HP SIM deve ser uma conta de domínio; as contas locais não podem ser utilizadas. O CMS deve ser registrado com um SPN no domínio, que deve ser configurado por um administrador de domínio. Em qualquer sistema que seja membro do domínio, o administrador de domínio pode executar o utilitário setspn.exe nas Ferramentas de suporte do Windows. Por exemplo: setspn -a HTTP/<cms_fqdn> <sim_service_account> Onde HTTP escrito em letras maiúsculas, <cms_fqdn> é o FQDN do e CMS, e <sim_service_account> é a conta de domínio na qual o serviço do HP SIM é executado. IMPORTANTE O login automático falhará se o SPN for registrado mais de uma vez. Se você alterar o nome da conta de serviço do HP SIM, primeiro deverá excluir o SPN associado ao nome da conta de serviço antiga e, depois, registrar o nome da nova conta de serviço: setspn -d HTTP/<cms_fqdn> <old_sim_service_account> setspn -a HTTP/<cms_fqdn> <new_sim_service_account> NOTA As contas locais não poderão ser usadas para a conta de serviço do HP SIM se o login automático for desejado. O recurso de login automático deve ser ativado no HP SIM no arquivo globalsettings.props. Você pode usar o comando mxglobalsettings ou modificar o arquivo diretamente. Defina o valor da propriedade AutomaticSignIn como 1. Não é necessário reiniciar HP SIM. Configuração do navegador Compatível com Internet Explorer 8, Internet Explorer 9, Internet Explorer 10 e Firefox. O Internet Explorer 7 não tem suporte. O sistema de navegação deve ser remoto; navegar localmente a partir do CMS não realiza o login automático. Login e uso da interface gráfica do usuário 19

20 Comportamento O sistema de navegação e o CMS devem ser membros do mesmo sistema Windows. Você deve estar conectado ao sistema de navegação com uma conta de domínio que esteja configurada como uma conta de usuário no HP SIM, ou seja membro de um grupo de usuários configurado no HP SIM. Não deve haver servidores proxy entre o navegador e o CMS. Use a lista de proxies a serem ignorados no navegador ou não use nenhum proxy. O navegador deve ser configurado para oferecer suporte ao login automático. A máquina de navegação remota deve usar o Adobe 10. Não há suporte para o Adobe 11. Procedimento 1. Configuração do navegador no Internet Explorer 1. No Internet Explorer, ative Integrated Windows Authentication (Autenticação integrada do Windows) na guia Tools Internet Options Advanced (Ferramentas > Opções da Internet > Avançado). 2. O CMS deve estar na zona Local Intranet (Intranet local) ou Trusted Sites (Sites confiáveis), que pode ser configurada na guia Tools Internet Options Security (Ferramentas > Opções da Internet > Segurança). 3. (Opcional) Se o CMS estiver na zona de intranet local do Internet Explorer, selecione Automatic Logon only in Intranet zone (Login automático somente na zona da intranet). 4. (Opcional) Se o CMS estiver na zona de sites confiáveis do Internet Explorer, selecione Automatic logon with current user name and password (Login automático com nome de usuário e senha atuais). Configuração do navegador no Firefox: O Firefox deve ser configurado com uma lista de sites (por exemplo, o CMS), onde o login automático pode ser realizado, e deve ser restrito aos sites de intranet locais. Para configurar essa lista, digite about:config na barra de endereço do Firefox. Na lista de Preference Names (Nomes preferenciais), selecione network.negotiate-auth.trusted-uris e clique duas vezes, ou clique com o botão direito e selecione Modify (Modificar). Aqui, você pode especificar uma lista de URLs ou domínios separados por vírgula e inserir a lista dos URLs usados para acessar HP SIM. Por exemplo: https://cms_fqdn, onde cms_fqdn é o PID do CMS. Quando o login automático ocorre, uma página de login intermediária é exibida. Se você clicar em Cancel (Cancelar) nessa página, a página de login manual será exibida. Você poderá cancelar o login automático se algum erro inesperado de rede ou domínio ocorrer. Se algum erro de configuração do navegador for detectado, o login automático será cancelado e a página de login manual será exibida junto com o erro de configuração. As falhas encontradas durante o login automático são registradas como falhas de login normais no registro de auditoria e no registro de eventos. Se não houver tentativa de login automático, nenhuma falha será detectada ou registrada pelo HP SIM. Se o login automático estiver configurado, você poderá fazer login manualmente no HP SIM. Se o login automático falhar, a página de login manual será exibida Isso poderá ocorrer se você se conectar ao sistema operacional usando uma conta que não seja do HP SIM. Se não houver tentativa de login automático Isso poderá ocorrer se o navegador não estiver devidamente configurado para login automático ou se o recurso estiver desativado no HP SIM. Se você clicar em Sign Out (Sair) no HP SIM 20 Visão geral do produto Isso permite especificar outra conta de usuário a ser usada se você estiver conectado ao sistema operacional com uma conta diferente.

21 Tour guiado pela interface de usuário de HP SIM A GUI inclui as seis regiões a seguir: 1. Área da faixa A faixa fornece um link para a página Home (Início), um link para Sign Out (Sair) do HP SIM e exibe o usuário que está conectado atualmente. Clique no ícone de minimizar, no canto superior direito, para minimizar a faixa. Para maximizar a faixa, clique no ícone correspondente. 2. Painel System Status (Status do sistema) Esse painel fornece status de eventos não autorizados, informações de status de integridade do sistema e um alarme para notificar determinados eventos ou status. Você pode personalizar o Painel System Status para seu ambiente. Caso não precise visualizar esse painel sempre, ele pode ser recolhido clicando no sinal de subtração ( ) no canto superior direito do painel. Para expandir o painel, clique no sinal de adição ( ). Se o Painel System Status estiver recolhido e você receber um alarme, o painel será expandido para exibi-lo. É possível ampliar o painel clicando no ícone Open in new window (Abrir em uma nova janela) ( ) para exibir uma janela grande separada, que pode se redimensionada e visualizada do outro lado da sala, sentado no terminal do HP SIM. 3. Painel de pesquisa O recurso de pesquisa permite procurar correspondências por nome do sistema e atributos de sistema comuns. Você também pode realizar uma pesquisa avançada de correspondências com base em alguns critérios. Para agilizar o processo de pesquisa, conforme você insere informações do sistema na caixa de pesquisa, uma lista suspensa é exibida relacionando os sistemas que começam com o texto digitado. Você pode selecionar uma opção na lista suspensa ou continuar inserindo as informações. Caso não precise visualizar esse painel sempre, ele pode ser recolhido clicando no sinal de subtração ( ) no canto superior direito do painel. Para expandir o painel, clique no sinal de adição ( ). 4. Painel System and Event Collections As coleções de sistemas e eventos permitem visualizar todos os sistemas e eventos conhecidos em um ambiente de gerenciamento específico. Uma coleção pode ser particular, visível somente para seu criador, ou compartilhada, visível para todos os usuários. Todas as coleções padrão são compartilhadas. Você pode adicionar outras coleções clicando no link Customize (Personalizar). As coleções podem ser configuradas para mostrar ícones de status de integridade nessa área. Login e uso da interface gráfica do usuário 21

22 5. Menus do HP SIM Os menus do HP SIM fornecem acesso a ferramentas, registros, opções de software e à ajuda on-line. O menu do Options (Opções) serve principalmente para os usuários que administram o software HP SIM. Caso não tenha autorização para usar essas ferramentas, não será possível visualizar alguns menus. 6. Espaço de trabalho do HP SIM O espaço de trabalho exibe os resultados da solicitação mais recente. Pode conter uma coleção, uma ferramenta ou um relatório. Algumas ferramentas iniciam uma janela separada do navegador ou o terminal do Windows em vez de exibir o espaço de trabalho. Essa área contém a página Home (Início) quando você faz login no HP SIM. Por padrão, a página introdutória é a página Home (Início). A página introdutória fornece informações e dicas sobre o HP SIM e links para recursos usados com frequência. Você pode personalizar o HP SIM para exibir uma página diferente da página Home (Início). NOTA Para maximizar o espaço de trabalho, clique no ícone Maximize (Maximizar) ao lado do ícone Help (Ajuda) ( ). Para restaurar o espaço de trabalho ao tamanho original, clique em Restore Size (Restaurar tamanho). Personalização das visualizações O link Customize (Personalizar) está disponível no canto superior direito de muitas páginas do HP SIM. Use esse link para personalizar o modo como a página é apresentada. 22 Visão geral do produto

23 Parte II Configuração do HP SIM

24 3 Configurando sistemas gerenciados A configuração de sistemas gerenciados envolve a instalação do software Management Agents necessário e a configuração dos protocolos compatíveis para comunicação com o software HP SIM. Configurar ou reparar agentes Os sistemas gerenciados devem conseguir transmitir o status para o HP Systems Insight Manager CMS para iniciar comandos para os sistemas gerenciados. Para configurar os sistemas gerenciados para comunicação com o CMS, você deve definir configurações comuns e relações de confiança. O recurso configurar ou reparar agentes permite configurar ou reparar agentes no Windows, no Linux e no HP-U. A ferramenta configurar ou reparar agentes permite reparar configurações do Simple Network Management Protocol e relações de confiança que existem entre o HP Systems Insight Manager e os sistemas de destino, caso você tenha agentes 7.2 ou posteriores instalados. Caso tenha agentes 7.1 ou anteriores instalados, você poderá atualizar senhas do Web Agent em sistemas de destino. Essa ferramenta adiciona strings da comunidade de segurança e interceptação e configurações de confiança aos sistemas de destino, mas não substitui as configurações existentes. Para substituir as configurações existentes nos sistemas de destino, use o recurso Replicate Agent Settings no HP SIM. Você pode usar a ferramenta configurar ou reparar agentes para enviar interceptações de teste do SNMP de sistemas Windows com Assistente do Insight Managements e enviar indicações de teste Web-Based Enterprise Management de sistemas Windows e HP-U com o provedor HP WBEM instalado. Você também pode configurar certificados WBEM para sistemas HP-U e usuários do WBEM/WMI para sistemas Windows com Provedores WBEM do HP Insight Management para Windows Server 2003 ou Windows Server O recurso configurar ou reparar agentes em um Windows CMS também permite instalar vários agentes e provedores em um sistema com base em ProLiant ou Itanium com o sistema operacional Windows. É possível configurar o acesso baseado em certificado ao HP Version Control Repository Manager a partir do HP Version Control Agent. Alguns recursos que podem ser instalados incluem: Agentless Management Service (AMS) Provedores WBEM do HP Insight Management para Windows Server 2003 ou Windows Server 2008 OpenSSH HP Version Control Agent para Windows HP Insight Management Agents for Windows (Agentes de Gerenciamento do HP Insight para Windows) Para obter informações detalhadas sobre como executar o configurar ou reparar agentes, consulte a ajuda on-line do HP SIM. Configuração de servidores Windows a serem gerenciados pelo HP SIM Para serem totalmente gerenciados pelo HP SIM, os servidores HP ProLiant que executam o Windows devem ter Insight Management Agents ou HP WBEM Providers instalados. Esses agentes fazem parte do ProLiant Support Pack (Pacote de suporte ProLiant). Consulte a ajuda on-line do HP SIM para obter instruções sobre como fazer isso na interface do HP SIM. Você também pode configurar esses agentes para serem instalados como parte de seus procedimentos normais de implantação do sistema operacional. Para servidores de terceiros, ative WMI e/ou SNMP no 24 Configurando sistemas gerenciados

25 sistema operacional. O HP SIM tenta recuperar informações que são instrumentadas de acordo com padrões do setor. Depois de configurar os agentes de gerenciamento nos sistemas gerenciados, a configuração restante pode ser realizada na interface de usuário do HP SIM. Continue no Capítulo 4 Capítulo 4, "Credenciais" para obter mais informações. Procedimento 2. Configuração ou reparo de agentes para Windows 1. Selecione Configure Configure or Repair Agents (Configurar > Configurar ou reparar agentes). 2. Selecione Install Agentless Management Service (AMS) on HP ProLiant Gen8 servers running Windows, Linux, or ES [Instalar Agentless Management Service (AMS) nos servidores HP ProLiant Gen8 em execução no Windows, Linux ou ES] para enviar todos os dados específicos do sistema operacional do host para o firmware ilo4. 3. Selecione Install Linux PSP or ES Agents (Instalar agentes Linux PSP ou ES) para instalar agentes Linux PSP e ES que são uma coleção dos agentes SNMP usados pelo HP SIM para coletar informações dos sistemas gerenciados e enviar interceptações para o HP SIM. 4. Selecione Install WBEM/WMI Provider (HP Insight Management WBEM Provider) for Windows para instalar provedores WBEM ou WMI em sistemas gerenciados Windows. 5. Selecione Install SNMP Agent (Insight Management Agent) for Windows [Instalar agente (Agente de gerenciamento do Insight) para o Windows] para instalar o agente SNMP nos sistemas gerenciados Windows. Esse Insight Management Agent permite realizar monitoramento e controle de rede. 6. Selecione Install OpenSSH (Instalar OpenSSH) para instalar o OpenSSH nos sistemas gerenciados Windows. 7. Selecione Install the Version Control Agent for Windows (VCA) [Instalar o Version Control Agent for Windows (VCA)] para instalar o HP VCA nos sistemas gerenciados Windows. O HP VCA permite visualizar o software HP instalado em um sistema e verificar se existem atualizações do software disponíveis no repositório. Instala o HP VCA junto com o Version Control Repository Manager e permite realizar o gerenciamento do software e firmware HP ProLiant nos sistemas gerenciados. 8. Selecione Register VM Host (Registrar VMHost) para VMware ES, Citrix enserver, Microsoft Hyper-V e en em SLES e RHEL (Register VM Host (Registrar VMHost) não está disponível para HP SIM independente). 9. Para algumas instalações, realize as seguintes etapas: a. Se estiver instalando um software anterior ou com a mesma versão do software instalado atualmente, selecione Force install the agents (Forçar instalação dos agentes). Essa opção é desativada por padrão. b. Se desejar reiniciar após a instalação, selecione a opção Reboot systems if necessary after successful install (Reiniciar sistemas se necessário após a instalação). O HP SIM determina o tipo de agente ou provedor a ser instalado com base no tipo de sistema, subtipo e descrição do sistema operacional do sistema. Se desejar instalar um agente ou provedor de 64 bits, verifique se o sistema de destino está identificado como um sistema de 64 bits no HP SIM. Se seu sistema não estiver identificado corretamente, vá até System Page Tools & Links Edit System Properties (Página do sistema > Ferramentas e links > Editar propriedades do sistema). Selecione o tipo ou subtipo de sistema correto e insira a descrição do sistema operacional manualmente. Exemplo: instalação do Insight Management Agents em um sistema ProLiant Windows de 64 bits: a. Selecione System type 1: server (Tipo de sistema: servidor). b. Selecione System subtype 1: HP ProLiant (Subtipo de sistema: ProLiant). Configuração de servidores Windows a serem gerenciados pelo HP SIM 25

26 c. Insira a descrição do sistema operacional como Microsoft Windows Server 2003, x64 Enterprise Edition Service Pack 1 ou a descrição correta do sistema operacional do seu sistema. Se desejar configurar os agentes depois da instalação, selecione a opção de reinicialização forçada. Isso permite que o componente recém-instalado seja totalmente inicializado antes de ser configurado. NOTA A instalação com reinicialização normalmente leva cerca de 8 minutos. 10. Clique em Next (Avançar). A página Step 3: configurar ou reparar agentes Settings (Etapa 3: configurações do configurar ou reparar agentes) é exibida. NOTA A página Step 3: Configure or Repair Settings (Etapa 3: configurar ou reparar configurações) muda para mostrar as opções de configuração disponíveis com os plug-ins instalados. 11. Configure os sistemas de destino selecionando uma das seguintes opções: Configure WBEM/WMI (Configurar WBEM/WMI). Esta seção permite configurar o sistema Linux, Windows ou HP-U de destino para enviar indicações ou eventos do WBEM para o HP SIM. Para essa seção, considere o seguinte: Crie uma assinatura para os eventos do WBEM para que os eventos do WBEM sejam enviados para o CMS Envie uma indicação de amostra de WBEM/WMI para essa instância do HP SIM para verificar se os eventos aparecem no HP SIM na interface Event List (Lista de eventos) ou All Event (Todos os eventos) do sistema selecionado NOTA Essa indicação aparecerá como um Informational Event (Evento informativo) na Event List (Lista de eventos) do HP SIM. NOTA Essa indicação é suportada somente nos destinos HP-U e Windows com o provedor WBEM instalado. Use um certificado HP SIM WBEM (válido por 10 anos) em vez de nome de usuário/senha para gerenciar o sistema Essa opção implanta um certificado do WBEM no sistema gerenciado e é válida somente para sistemas HP-U. Configure uma conta não administrativa para o HP SIM acessar dados WMI Essa opção se aplica aos sistemas Windows com provedores HP WBEM. A configuração do sistema gerenciado é atualizada para permitir que o usuário especificado acesse informações WMI na rede. O HP SIM usa esse usuário para ler informações de inventário e configuração do sistema e é configurado como usuário do WBEM nas System Credentials (Credenciais do sistema). Se o HP SIM estiver configurado com um usuário com direitos administrativos, essa etapa da configuração não será necessária. O HP SIM não cria esse usuário. O usuário já existe como usuário do domínio ou usuário local no sistema gerenciado. O usuário é adicionado ao grupo de usuários DCOM no sistema gerenciado e tem acesso somente leitura às informações WMI e permissões de leitura/gravação no namespace HPQ. Esse usuário não precisa ser um administrador do sistema gerenciado nem ter direitos de login. O administrador do domínio deve criar uma conta de domínio especial. 26 Configurando sistemas gerenciados

27 Para inserir as credenciais a serem usadas pelo HP SIM para acessar os sistemas gerenciados: 1. No campo User name (Nome de usuário), insira um nome de usuário. 2. No campo Password (Senha), digite a senha. 3. No campo Password (Verify) [Senha (Confirmar)], digite de novo a senha exatamente conforme digitou no campo Password (Senha). 4. No campo Domain (Optional) (Domínio - Opcional), se o destino pertencer a um domínio, insira o domínio do Windows. Configurar SNMP Se a configuração de um usuário não administrativo for bem-sucedida, essas credenciais serão salvas como credenciais do sistema para acesso do WBEM no HP SIM. Esta seção permite definir configurações SNMP. a. Selecione Set SNMP community strings (Definir strings da comunidade SNMP) para especificar as strings da comunidade de leitura e interceptação. Por padrão, a primeira string da comunidade de leitura do HP SIM que não é pública é exibida. Se não existir nenhuma string de comunidade no HP SIM, você deverá inserir uma. NOTA Se você configurar somente sistemas HP-U com instalações SNMP padrão, não precisará definir essa opção. O HP-U permite a leitura por padrão (get-community-name é definido como público por padrão nos sistemas HP-U). NOTA Se você selecionar essa opção, a string da comunidade Read Only (Somente leitura) será adicionada aos sistemas de destino. Se o sistema de destino for SuSE Linux ou Microsoft Windows 2003, os sistemas gerenciados nem sempre permitirão a comunicação SNMP entre eles e um host remoto. Essa configuração é modificada para permitir que a instância do sistema HP SIM se comunique via SNMP com esses sistemas de destino. NOTA Você pode inserir uma string de comunidade com até 255 caracteres. NOTA O reparo das configurações SNMP adicionará uma string de comunidade Read Write (Leitura/gravação) ao sistema de destino somente se não existir uma string assim atualmente. Essa string de comunidade é exclusiva para cada sistema, é composta por mais de 30 caracteres para incluir letras e números e fica visível somente para o usuário com privilégios administrativos no sistema em questão. A string de comunidade Read Write (Leitura/gravação) é exigida pelo Web Agent para executar determinadas funções de configuração de limites. Essa string de comunidade é usada localmente apenas no sistema de destino e não é usada pelo HP SIM na rede. Os sistemas Linux e HP-U não precisam de uma string de comunidade Read Write (Leitura/gravação). A string da comunidade Read Write (Leitura/gravação) é adicionada somente nos sistemas Windows. b. Selecione Set traps to refer to this instance of HP Systems Insight Manager (Definir interceptações para fazer referência a essa instância do HP Systems Insight Manager) na SNMP Trap Destination List (Lista de destinos de interceptação SNMP) dos sistemas de destino. Essa configuração permite que os sistemas de destino enviem interceptações SNMP a essa instância do HP SIM. Selecione Set additional list of SNMP Trap Destinations for an ilo Management Engine (Definir lista adicional de destinos de interceptação SNMP para ilo Management Engine) para definir destinos adicionais de interceptação SNMP. Insira as informações do destino da interceptação nos campos fornecidos. c. Selecione Send a sample SNMP trap to this instance of the HP SIM to test that events appear in HP SIM event lists (Enviar uma interceptação SNMP de amostra para esta Configuração de servidores Windows a serem gerenciados pelo HP SIM 27

28 instância do HP SIM para verificar se os eventos aparecem nas listas de eventos do HP SIM) para verificar se os eventos SNMP aparecem na lista de eventos do HP SIM. Para enviar uma interceptação de teste, é necessário configurar sistemas de destino para enviar uma interceptação para essa instância. NOTA Você pode enviar uma interceptação de teste somente de um sistema gerenciado com um Assistente do Insight Management instalado. NOTA A interceptação do Windows aparece como uma interceptação genérica do sistema e é listada como um Major Event (Evento principal) na Event List (Lista de eventos) do HP SIM. A interceptação dos destinos Linux e HP-U aparece como uma interceptação fria e é listada como Informational Events (Eventos informativos) na Event List (Lista de eventos) do HP SIM. 1) Na lista suspensa Configure SNMP for ilo Management Engine (Configurar SNMP para ilo Management Engine), selecione Agentless Management ou SNMP Pass-thru. 2) Na lista suspensa Forward Insight Management Agent SNMP Alerts (Encaminhar alertas SNMP do Insight Management Agent), selecione Enable (Ativar) ou Disable (Desativar). 3) Na lista suspensa ilo SNMP Alerts (Alertas SNMP do ilo), selecione Enable (Ativar) ou Disable (Desativar). Configurar autenticação de acesso por secure shell (SSH) Selecione esta opção para configurar autenticação de acesso por SSH nos sistemas gerenciados. Se selecionar essa opção, você deverá selecionar uma das seguintes opções: Autenticação baseada em host para SSH NOTA Para que essa opção funcione, o nome de usuário e a senha fornecidos na Etapa 4: inserir credenciais devem ser de uma conta administrativa. Para destinos Linux ou HP-U, deve ser a conta raiz e a senha. Cada usuário precisa ser autenticado no sistema gerenciado NOTA Se não desejar que todos os usuários tenham acesso de login ao HP SIM para executar a ferramenta e desejar controlar os usuários que precisam ter acesso, essa opção é mais segura. NOTA Você poderá configurar o SSH somente se o serviço OpenSSH estiver em execução nos sistemas gerenciados. Você pode instalar o OpenSSH nos sistemas Windows executando a opção Install Open SSH (Instalar OpenSSH) ou selecionando a ferramenta em Deploy Deploy Drivers, Firmware and Agents Install Open SSH (Implantar > Implantar drivers, firmware e agentes > Instalar OpenSSH). Defina o relacionamento confiável como "Trust by Certificate" (Confiabilidade por certificado) 28 Configurando sistemas gerenciados Selecione essa opção para configurar os sistemas para usar o relacionamento confiável Trust by Certificate (Confiabilidade por certificado) com o HP SIM. Para o HP SIM nos sistemas de destino, essa opção define o modo de confiança como Trust by Certificate (Confiabilidade por certificado) e copia o certificado do sistema HP SIM para o diretório de certificados confiáveis do sistema de destino. Essa opção permite que os usuários do HP SIM se conectem ao HP SMH usando o certificado para autenticação.

29 Você pode configurar o SSO para processadores de gerenciamento do Administrador Integrado e para gerenciamento remoto. Para configurar o SSO, selecione Set Trust Relationship (Definir relação de confiança). Depois de configurar o SSO, você não precisará fornecer sempre as credenciais de login para o processador de gerenciamento. NOTA Para sistemas com Management HTTP Server 5.x e anterior, a configuração configurar ou reparar agentes adiciona a senha do administrador no armazenamento Management HTTP Server e modifica as configurações SNMP, mas não pode alterar as informações sobre relação de confiança. Marque a caixa de seleção ao lado de Import Secure Sockets Layer (SSL) certificate (Importar certificado SSL) para que o HP SIM confie no HP SMH do sistema gerenciado. Essa opção é válida somente para os sistemas operacionais HP-U e Linux. Configure o HP Version Control Agent Selecione essa opção para configurar o HP VCA para apontar para o Version Control Repository Manager, onde está localizado o repositório de software e firmware, permitindo a comparação de versões e atualizações de software. Essa opção está disponível para sistemas Windows e Linux. Para configurar o HP VCA: 1. No campo Select the system where the HP VCRM is installed (Selecione o sistema onde o HP VCRM está instalado), selecione um servidor na lista suspensa. 2. No campo User Name (Nome de usuário), insira o nome de usuário para acessar o HP VCRM. Esse usuário não pode ser o usuário administrador padrão e deve ter privilégios administrativos. 3. No campo Password (Senha), digite a senha para acessar o HP VCRM. 4. No campo Password (verify) (Senha - confirmar), digite novamente a senha do HP VCRM. Defina a senha de administrador do Insight Management Agents versão 7.1 ou anterior Selecione essa opção para reparar a senha de administrador em todos os Insight Management Agents instalados nos sistemas de destino conforme aplicável para os sistemas Windows e Linux. NOTA Não defina essa opção se tiver o Insight Management Agents 7.2 ou posterior instalado. NOTA Se o sistema remoto estiver executando o HP-U, essa opção não será executada no sistema remoto porque isso não se aplica aos sistemas HP-U. Se você estiver configurando somente sistemas de destino HP-U, não precisará definir essa opção. Se selecionar essa opção, você deverá concluir as seguintes etapas: a. No campo Password (Senha), digite a nova senha de administrador. b. No campo Password (verify) (Senha - confirmar), digite novamente a nova senha de administrador. Como alternativa, selecione a opção Use certificate to authenticate HP Version Control Agent to access HP Version Control Repository Manager (Usar certificado para autenticar o VCA para ter acesso ao VCRM) na seção To configure VCRM using certificate (Para configurar VCRM usando certificado). Selecione Configure Insight Remote Support Advanced Settings for ilo Management Engine (Definir configurações do Insight Remote Support Advanced para ilo Management Engine) para definir as configurações do Insight Remote Support Advanced. Selecione uma das seguintes opções: Configuração de servidores Windows a serem gerenciados pelo HP SIM 29

30 1. Selecione Connect this server to an Insight Remote Support hosting server (Conectar este servidor a um servidor de hospedagem Insight Remote Support) e insira o URL e a porta do Remote Support. 2. Selecione Disable the Insight Remote Support Advanced connection (Desativar a conexão do Insight Remote Support Advanced). 12. Clique em Next (Avançar). A página Step 4: Enter credentials (Etapa 4: inserir credenciais) é exibida. 13. Insira as seguintes credenciais. As credenciais usadas nesta etapa devem funcionar para todos os sistemas de destino selecionados. A HP recomenda usar as credenciais do administrador do domínio. As credenciais inseridas aqui não são salvas pelo HP SIM, exceto para executar uma tarefa programada posteriormente. Se você selecionar Configure secure shell (SSH) access (Configurar acesso por SSH) para um sistema de destino Windows, a conta especificada deverá ser um membro do grupo de administradores locais. Para destinos Windows que usam uma conta de domínio, a conta é adicionada automaticamente a esse grupo. a. Selecione uma das seguintes opções: Use sign-in credentials (Usar credenciais de login) - Essas credenciais devem ser de uma conta com privilégios no sistema gerenciado. A opção de credenciais de login estará disponível se as seguintes opções forem selecionadas: Instalar WBEM/WMI Provider (HP Insight Management WBEM Provider) para Windows Instalar Simple Network Management Protocol Agent (HP Insight Management Agents) para Windows Instalar agentes Linux PSP ou ES Instalar HP Version Control Agent para Windows NOTA Essa opção não estará disponível se você tiver selecionado Install Open SSH (Instalar Open SSH) ou Register VM Host (Registrar host de VMs) na página Step 2: Install Providers and Agents (Optional) (Instalar provedores e agentes - Opcional). Use the following credentials for all systems (Usar as seguintes credenciais para todos os sistemas). b. No campo User name (Nome de usuário), insira o nome do administrador do sistema. c. No campo Password (Senha), digite a senha de administrador do sistema. d. No campo Password (Verify) (Senha - Confirmar), digite novamente a senha de administrador do sistema. e. No campo Domain (Optional) (Domínio - Opcional), se estiver usando uma conta de domínio, insira o domínio do Windows. 14. Clique em Run Now (Executar agora) ou clique em Schedule (Programar) para executar essa tarefa posteriormente. A página Task Results (Resultados da tarefa) é exibida. Se o Management HTTP Server estiver instalado nos sistemas de destino, as credenciais de login serão atualizadas no arquivo de senha do Management HTTP Server. Assim como ocorre com outras ferramentas do HP SIM, você pode configurar a ferramenta configurar ou reparar agentes para ser executada manualmente ou seguindo uma programação. Somente uma instância da ferramenta configurar ou reparar agentes pode ser executada de cada vez. 30 Configurando sistemas gerenciados

31 A ferramenta configurar ou reparar agentes pode atualizar vários sistemas de destino. Os resultados do registro indicam se a tentativa de reparo foi bem-sucedida. Para configurar ou reparar agentes, a página Task Results (Resultados da tarefa) exibe as seguintes informações. Tabela 2 Informações dos resultados da tarefa do CRA Nome do campo Status Exit Code (Código de saída) Target Name (Nome de destino) A guia stdout A guia stderr Visualizar relatório para impressão Ao clicar em View Printable report (Visualizar relatório para impressão), o relatório será aberto em uma nova janela contendo apenas um link Print (Imprimir). Não haverá caixa de mensagem ou botão OK. Descrição Esse campo exibe os detalhes de cada sistema de destino em uma instância da tarefa. Esse campo representa o êxito ou a falha de um programa executável. Se o valor de retorno for zero ou um valor positivo, o executável funcionou. Se um valor negativo for retornado, o executável falhou. Esse código de saída não indica que todas as tentativas de configuração foram bem-sucedidas. É possível que algumas tenham funcionado, mas algumas tenham falhado. Esse campo exibe o nome/endereço IP do destino. Essa guia exibe as informações do texto de saída. Essa guia exibe informações caso tenha ocorrido um erro no executável. Você pode imprimir relatórios do sistema de destino selecionado ou de todos os sistemas de destino associados à instância da tarefa. Para imprimir um relatório: a. Clique em View Printable Report (Visualizar relatório para impressão). Os relatórios são abertos em uma janela separada. Uma caixa Options Message (Mensagem de opções) é exibida. b. Clique em Print (Imprimir) para imprimir o relatório. c. Click no x vermelho na janela para fechar o relatório.. Configuração de servidores HP-U a serem gerenciados pelo HP SIM Procedimento 3. Configuração de sistemas gerenciados HP-U 1. Familiarize-se com o software de sistema gerenciado básico para HP-U. Para HP-U, o software a seguir, mostrado com versões mínimas recomendadas, é necessário para que a funcionalidade essencial do HP SIM seja operada. Esse software é instalado por padrão como parte dos ambientes operacionais HP-U 11i v2 e 11i V3 mais recentes, mas pode ser instalado ou atualizado em ambientes HP-U 11i v1 ou HP-U 11i v2 mais antigos. T1471AA HP-U Secure Shell B8465BA HP WBEM Services para HP-U OpenSSL Este pacote WBEM Services contém instrumentação de sistema básico exibida nas páginas Property (Propriedade) do HP SIM, oferecendo suporte à coleta e ao relatório da funcionalidade de inventário do HP SIM. Para maximizar o valor do HP SIM para propriedades, inventários e eventos, consulte para obter o pacote de serviços mais recente do WBEM. Configuração de servidores HP-U a serem gerenciados pelo HP SIM 31

32 Se as informações do icap forem desejadas, instale também: B9073BA versão icap para HP-U 2. Verifique se o software do sistema gerenciado está instalado. Para verificar se o software necessário mínimo está instalado, faça logon no sistema remoto e execute o seguinte comando: $ swlist l bundle T1471AA B8465BA OpenSSL Para verificar se os provedores opcionais e o System Management Homepage estão instalados, execute comandos como: $ swlist l bundle LVMProvider WBEMP-LAN-00 SysMgmtWeb SysFaultMgmt OnlineDiag 3. Adquira e instale o software do sistema gerenciado caso ele ainda não tenha sido instalado. Os pacotes SSH e WBEM estão incluídos nas mídias do HP-U Operating Environment e do Application Release, bem como parte do HP SIM depot do HP-U baixado em h18013.www1.hp.com/products/servers/management/hpsim/dl_hpux.html. Para os provedores do WBEM, consulte management/hpsim/dl_hpux.html. Depois de obter os depots contendo o software, você poderá instalá-los a partir do sistema gerenciado: $ swinstall s <depot_location> OpenSSL NOTA Como B8465BA e B9073BA versão dependem do OpenSSL, instale o OpenSSL primeiro. $ swinstall s <depot_location> T1471AA $ swinstall s <depot_location> B8465BA $ swinstall s <depot_location> <nomes dos provedores WBEM instalados> Depois de verificar se o software de gerenciamento correto está instalado em seus sistemas gerenciados, continue no Capítulo 4 Capítulo 4, "Credenciais" para concluir a configuração na interface de usuário do HP SIM. Configuração manual de um sistema gerenciado HP-U Embora os capítulos de 4 a 7 expliquem como concluir a configuração dos sistemas gerenciados na GUI do HP SIM, esta seção descreve como realizar algumas dessas mesmas etapas na linha de comando dos sistemas HP-U. Você precisa primeiro fornecer as credenciais e detectar os sistemas, conforme descrito no Capítulo 4 Capítulo 4, "Credenciais" e no Capítulo 6 Capítulo 6, "Descoberta". Em seguida, realize as seguintes ações na linha de comando, se desejar. Você pode usar a ferramenta HP SIM configurar ou reparar agentes para configurar sistemas gerenciados HP-U simultaneamente, ou configurar cada sistema gerenciado manualmente. Configuração do SNMP para enviar interceptações ao CMS No sistema gerenciado, adicione o nome de host completo ou o endereço IP do CMS como um trap-dest no seguinte arquivo: /etc/snmpagent.d/snmpd.conf trap-dest: hostname_or_ip_address Pare o agente SNMP Master e todos os subagentes com o comando: /sbin/init.d/snmpmaster stop 32 Configurando sistemas gerenciados

33 Reinicie o agente SNMP Master e todos os subagentes com o comando: /usr/sbin/snmpd Configuração do acesso por SSH No CMS, copie a chave pública gerada por SSH do CMS para o sistema gerenciado usando o mxagentconfig: Use um dos seguintes comandos: mxagentconfig -a -n <hostname> -u root -f <file_with_root_password> mxagentconfig -a -n <hostname> -u root -p <root_password> NOTA Como o uso da opção -p expõe a senha por meio da saída ps, a utilização da opção -f (com um arquivo somente leitura pela raiz e contendo apenas a senha raiz do sistema gerenciado) é altamente recomendada durante o uso do mxagentconfig -a. Se a opção -p for usada, coloque a senha entre aspas simples se a senha tiver algum caractere especial, como & ou $. Para obter mais informações e opções, consulte a página principal do mxagentconfig com o man mxagentconfig. Assinatura nas indicações/eventos do WBEM NOTA Para obter mais informações sobre os eventos do HP-U WBEM, consulte a ajuda on-line do HP SIM. Procedimento 4. Assinatura nas indicações/eventos do WBEM 1. No sistema gerenciado, verifique se WBEM está instalado. swlist -l bundle B8465BA 2. Verifique se o provedor SysFaultMgmt está instalado. Dependendo da configuração do System Fault Manager, execute o seguinte: cimprovider lm SFMProviderModule O EMSWrapperProvider é exibido. ou cimprovider ls O EMSWrapperProvider é exibido. NOTA Para obter mais informações sobre o System Fault Manager, consulte HP System Fault Management Diagnostics (Diagnósticos do HP System Fault Management). 3. No CMS: Para assinar eventos do WBEM, você deve ter acesso raiz. Você pode verificar quais credenciais são usadas para o acesso WBEM executando a seguinte linha de comando: mxnodesecurity l p wbem n <systemname> Se o sistema gerenciado não tiver uma credencial de usuário no nível raiz configurada, você poderá adicioná-la para o sistema individual. NOTA Você pode usar a ferramenta configurar ou reparar agentes na interface do HP SIM para executar essa etapa sem gravar permanentemente uma senha raiz. Para alterar o sistema individual: mxnodesecurity -a -p WBEM -c \ <username:password> -n <systemname> Configuração de servidores HP-U a serem gerenciados pelo HP SIM 33

34 4. No CMS, execute a linha de comando de indicações/eventos do WBEM: mxwbemsub -l -n <systemname> Para obter mais informações sobre como assinar e cancelar a assinatura de indicações WBEM, consulte a ajuda on-line do HP SIM. Configuração de servidores Linux a serem gerenciados pelo HP SIM Para serem totalmente gerenciados pelo HP SIM, os servidores HP ProLiant que executam Linux devem ter o Assistente do Insight Management instalado. Esses agentes fazem parte do ProLiant Support Pack (Pacote de suporte ProLiant). Você pode instalar o ProLiant Support Pack (Pacote de suporte ProLiant) manualmente ou configurá-lo para ser instalado como parte de seus procedimentos normais de implantação do sistema operacional. Depois de configurar os agentes de gerenciamento nos sistemas gerenciados, a configuração restante pode ser realizada na interface de usuário do HP SIM. Continue no Capítulo 4 Capítulo 4, "Credenciais" para obter mais informações. Configuração dos agentes remotamente usando o configurar ou reparar agentes: 1. Para os sistemas Linux, selecione Install Linux PSP or ES Agents (Instalar agentes Linux PSP ou ES). 2. Clique em Next (Avançar). A página Step 3: configurar ou reparar agentes (Etapa 3: configurar ou reparar agentes) é exibida. Configuração manual de sistemas gerenciados Linux Embora os capítulos de 4 a 7 expliquem como concluir a configuração dos sistemas gerenciados na GUI do HP SIM, esta seção descreve como realizar algumas dessas mesmas etapas na linha de comando dos sistemas Linux. Você precisa primeiro fornecer as credenciais e detectar os sistemas, conforme descrito nos capítulos 4 e 6. Em seguida, você pode realizar as seguintes ações na linha de comando, se desejar. Instalação e configuração de SSH Procedimento 5. Instalação e configuração de SSH em um sistema Linux 1. Verifique se o SSH está instalado no sistema gerenciado: rpm -qa grep ssh Se o SSH não estiver instalado, consulte seu provedor Linux para obter informações sobre como instalar o SSH. 2. No CMS, copie a chave pública gerada por SSH do CMS para o sistema gerenciado e coloque-a no arquivo de chaves autorizadas do usuário de execução (raiz ou administrador). IMPORTANTE Em um CMS que não esteja em inglês, verifique se uma conta de administrador existe no CMS e se mxagentconfig foi executado no CMS para a conta do administrador criada. Inicie a caixa de diálogo Manage SSH Keys (Gerenciar chaves SSH) a partir do prompt de comando do CMS: mxagentconfig -a -n hostname -u username -p Password Configuração de um sistema Linux para enviar interceptações SNMP NOTA Essas etapas podem variar um pouco dependendo da sua versão do Linux. Consulte o seu provedor Linux para obter detalhes caso esses caminhos e nomes de arquivo não existam no seu sistema. 34 Configurando sistemas gerenciados

35 Procedimento 6. Configuração de um sistema Linux para enviar interceptações SNMP 1. Verifique se o SNMP está instalado: rpm -qa grep snmp Se não estiver instalado, consulte seu provedor Linux para obter informações sobre como instalar o SNMP. 2. Se os daemons HP Server e Management Drivers and Agents estiverem instalados no sistema, interrompa-os: /etc/init.d/hpasm stop 3. Pare o daemon SNMP: /etc/init.d/snmpd stop 4. Edite o arquivo snmpd.conf. Para Red Hat Linux, abra o seguinte arquivo no vi editor: vi/etc/snmp/snmpd.conf Para SuSE SLES 8, abra o seguinte arquivo no vi editor: vi/usr/share/snmp/snmpd.conf a. Remova o símbolo de comentário (#) da linha do trapsink e adicione o endereço IP do CMS: trapsink IPaddress community onde IPaddress é o endereço IP do CMS. b. Adicione o CMS à comunidade somente leitura adicionando a linha: rocommunity CommunityName IPaddress em que CommunityName é a cadeia de caracteres da comunidade do SNMP usada pelo CMS e IPaddress é o endereço IP do CMS. c. Salve as alterações no arquivo. Para salvar e fechar esse arquivo usando o vi editor, pressione a tecla Esc, digite :wq! e pressione a tecla Enter. 5. Inicie o daemon SNMP: /etc/init.d/snmpd start 6. Se os daemons HP Server Management Drivers and Agents estiverem instalados no sistema, inicie-os: /etc/init.d/hpasm start Configuração de servidores Linux a serem gerenciados pelo HP SIM 35

36 4 Credenciais No HP SIM, as credenciais são usadas para permitir que o CMS se comunique com os sistemas gerenciados por WBEM/WMI, WS-MAN, SSH, SNMP e SNMPv3. Contudo, a menos que você configure os outros protocolos, a credencial de login será usada. A credencial de login não depende de protocolo e pode ser associada aos sistemas por meio da credencial de descoberta. No HP SIM, existem três tipos diferentes de credenciais: Credenciais do sistema Credenciais usadas pela identificação para acessar os sistemas gerenciados. Elas incluem as credenciais WBEM/WMI, WS-MAN e SSH, login, a string de comunidade SNMP, SNMPv3 e as credenciais de Single Sign-On (SSO). Credenciais da tarefa de descoberta Credenciais usadas por uma tarefa de descoberta que se aplicam a todos os sistemas descobertos pela tarefa. Credenciais globais Credenciais globais são credenciais de sistema que se aplicam a todos os sistemas. Durante o processo de identificação (realizado automaticamente durante a descoberta), as credenciais são testadas, começando com as credenciais de sistema. Se elas não funcionarem e a configuração Try Others (Experimentar outras) for escolhida para elas, as credenciais de descoberta serão utilizadas. De modo similar, se elas não funcionarem e a configuração Try Others (Experimentar outras) for escolhida, as credenciais globais serão testadas. Assim que uma credencial que funciona é encontrada, o HP SIM registra essa credencial como operacional e continua utilizando-a para comunicação normal com o sistema gerenciado, desde que ela continue funcionando. Se falhar, o processo será repetido na próxima vez em que a identificação for executada. Para ver as credenciais operacionais para qualquer sistema gerenciado, vá até a página System Credentials (Credenciais de sistema) (Options Security Credentials System Credentials (Segurança > Credenciais > Credenciais de sistema)). Essas credenciais operacionais aparecem na tabela Credentials that are in use (Credenciais que estão em uso). Quando uma credencial de descoberta é usada para comunicação com um sistema, uma referência da credencial é criada para o sistema em questão. Se a credencial for alterada posteriormente nessa mesma tarefa de descoberta, a credencial usada em todos os sistemas que fazem referência a ela será alterada. Isso permite que as credenciais sejam alteradas em um local (normalmente as senhas de uma conta) e sejam disponibilizadas imediatamente para uso no HP SIM. O mesmo é válido para as credenciais globais. Devido a isso, se uma credencial global ou de descoberta for excluída, você deverá responder se todas as referências a essa credencial devem ser removidas ou se cópias devem ser feitas como credenciais de sistema para cada sistema que faz referência à credencial atual. No entanto, quando uma credencial é substituída, em vez de ser excluída e adicionada novamente, a credencial é alterada e cada sistema que faz referência a ela utiliza os novos valores de nome de usuário/senha. Se a intenção não for alterar o que está atualmente em uso, adicione uma nova credencial. Para tarefas de descoberta, uma nova tarefa de descoberta deve ser criada com suas próprias credenciais, em vez de editar uma tarefa de descoberta existente, se os sistemas precisarem de credenciais diferentes das contidas na tarefa de descoberta existente. 36 Credenciais

37 Arquivo ML de exemplo para adicionar mais de 10 pares de nome de usuário e senha WBEM Para economizar tempo e esforço, crie um arquivo ML que defina as autorizações do sistema antes de executar a descoberta. Por exemplo: <?xml version="1.0" encoding="utf-8"?> <! > <nodelist> <node name="system1"> <credential protocol="wbem" username="root" password="pswd" /> </node> <node name="system2"> <credential protocol="wbem" username="root" password="pswd" /> </node> <node name="system3"> <credential protocol="wbem" username="root" password="pswd" /> </node> <node name="system4"> <credential protocol="wbem" username="root" password="pswd" /> </node> <node name="system5"> <credential protocol="wbem" username="euploid\administrator" password="pswd" /> </node> </nodelist> Você pode incluir os endereços IP dos sistemas a serem descobertos em um comentário ML para poder manter os endereços IP com o arquivo ML e copiar e colar no campo Ping inclusion ranges, system (hosts) names, templates, and/or hosts files (Executar ping em intervalos de inclusão, nomes de sistema (hosts), modelos e/ou arquivos de host) ao criar ou editar uma tarefa de descoberta. Depois de criar o arquivo ML, importe-o para o HP SIM antes de executar a descoberta usando o seguinte comando da CLI: mxnodesecurity -a -f <path-to-xml-file> A HP recomenda limitar o número de pares de nome de usuário e senha WBEM a 10 para reduzir o tempo total de execução da descoberta. Arquivo ML de exemplo para adicionar mais de 10 pares de nome de usuário e senha WBEM 37

38 5 Proxy WMI Mapper Os sistemas Windows usam uma variação no protocolo de gerenciamento WBEM chamada WMI. Para que o HP SIM se comunique com os sistemas Windows, o protocolo WBEM que o utiliza deve ser convertido no protocolo WMI e vice-versa. Esta é a função do Proxy WMI Mapper. Esse proxy normalmente é instalado no mesmo sistema do HP SIM quando o HP SIM é instalado em um sistema Windows. Para instalações Linux ou HP-U onde os sistemas Windows serão gerenciados, ele pode ser instalado em um sistema Windows separado, com seu local configurado no menu Options Protocol Settings WMI Mapper Proxy (Configurações de protocolo > Proxy WMI Mapper). Você pode configurar o Proxy WMI Mapper no Assistente para utilização inicial. Também é possível adicionar, editar e excluir proxies WMI Mapper selecionando Options Protocol Settings WMI Mapper Proxy (Configurações de protocolo > Proxy WMI Mapper). 38 Proxy WMI Mapper

39 6 Descoberta Descoberta é o processo de localizar sistemas no domínio de gerenciamento para que eles possam ser gerenciados no CMS pelo HP SIM. O HP SIM pode descobrir e identificar automaticamente sistemas conectados à rede usando informações de protocolos de gerenciamento como SNMP, SNMPv3, WMI, WBEM, SSH e SSL. Crie tarefas de descoberta para limitar a descoberta a segmentos de rede ou intervalos de endereços IP específicos ou para controlar a frequência em que cada tarefa é executada. Use filtros de descoberta para evitar a descoberta de tipos de sistema indesejados. Quando você acessa a página Discovery (Descoberta), uma tabela exibe uma lista com todas as tarefas de descoberta disponíveis. Você pode configurar várias instâncias de descoberta, com cada instância tendo sua própria programação e seu próprio conjunto de intervalos de inclusão. Quando uma tarefa de descoberta é executada, a coluna Last Run (Última execução) é atualizada para exibir seu progresso, incluindo a porcentagem de conclusão. A descoberta automática e as porcentagens de conclusão são calculadas ponderando-se dois fatores: a varredura por ping (realizada em cada host) corresponde a 10% do processo; a identificação do sistema corresponde a 90% do processo. Se nenhum host for encontrado em um endereço IP, a identificação do sistema será considerada concluída. Por exemplo, você tem 100 hosts em seu intervalo de descoberta. Se o ping for executado em 50 hosts, mas somente 10 forem identificados, você terá: 50/100 * 0,10 = 0,05 (varredura por ping) 10/100 * 0,90 = 0,09 (identificação) 0,05 + 0,09 = 0,14 * 100 = 14% (porcentagem de conclusão total). NOTA Você pode executar somente uma tarefa de descoberta de cada vez. Se você decidir executar mais de uma tarefa de descoberta, a porcentagem na coluna Last Run (Última execução) permanecerá em 0% até que a tarefa atualmente em execução seja concluída. Quando vários consoles Command View (CV) são descobertos no HP SIM, com cada um gerenciando ativamente seus próprios EVAs, a seção do sistema gerenciado da listagem CVEVA no HP SIM exibirá todas as matrizes de armazenamento (gerenciadas ativa e passivamente). Quando outro servidor CVEVA é descoberto no HP SIM, que está gerenciando o mesmo conjunto de matrizes de armazenamento, a seção do sistema gerenciado dos dois servidores CVEVA exibe somente as matrizes gerenciadas ativamente. Tarefas de descoberta recomendadas Para obter os melhores resultados, a HP recomenda criar as seguintes tarefas de descoberta e executá-las em sequência na ordem sugerida. Você talvez queira criar várias tarefas para determinados tipos, como servidores, agrupando-as para que os sistemas com as mesmas credenciais estejam nas mesmas tarefas de descoberta, com até três conjuntos de credenciais fornecidos em cada tarefa de descoberta. Isso diminui a chance de bloqueio da conta quando uma credencial inválida é inserida várias vezes. 1. Central Management Server (CMS) Essa tarefa de descoberta serve para descobrir o HP SIM CMS e seu processador de gerenciamento, se houver um. 2. Administrador Integrado Essa tarefa de descoberta serve para descobrir os Administrador Integrados de cada compartimento a ser gerenciado. Ao especificar credenciais para essa tarefa, inclua as credenciais do ilo para cada blade dos gabinetes associados aos Administrador Integrados. 3. Processadores de gerenciamento Essa tarefa de descoberta serve para descobrir todos os processadores de gerenciamento não descobertos nas tarefas anteriores. Isso inclui ilos e processadores de gerenciamento de todos os sistemas não blade. Tarefas de descoberta recomendadas 39

40 4. Servidores físicos Essa tarefa de descoberta serve para descobrir os servidores físicos (servidores blade e servidores autônomos). Os processadores de gerenciamento desses servidores devem ser descobertos antes da execução dessa tarefa de descoberta. 5. Máquinas virtuais Essa tarefa de descoberta serve para descobrir as máquinas virtuais associadas aos servidores descobertos na categoria anterior. NOTA Se as tarefas de descoberta forem executadas fora de ordem, provavelmente ocorrerão erros. Os erros típicos decorrentes da execução das tarefas de descoberta em uma ordem inadequada incluem: Erros de associação Por exemplo, um servidor não associado a um processador de gerenciamento ou uma máquina virtual não associada a um host de máquina virtual. Erros de credenciais Como a descoberta de sistemas pode acionar a descoberta adicional de sistemas ou processadores de gerenciamento associados, se as credenciais corretas não forem fornecidas para os sistemas associados, suas descobertas provavelmente mostrarão erros. Se você descobrir esses sistemas associados com uma tarefa de descoberta subsequente que contém as credenciais adequadas, eles deverão ser concluídos com êxito. NOTA As máquinas virtuais Citrix en descobertas na categoria 5 sempre retornarão um erro de descoberta, a não ser que o host Citrix en tenha sido registrado em Configure Virtual Machine Register Virtual Machine Host (Máquina virtual > Registrar host de máquina virtual). Se você tiver uma rede pequena, uma maneira alternativa de configurar as tarefas de descoberta é criar uma única tarefa com um intervalo de endereços IP e todas as credenciais necessárias para os sistemas desse intervalo. No entanto, fazer isso pode dificultar a solução de problemas e o diagnóstico de erros, caso um ou mais sistemas não sejam configurados corretamente. Opções da página Discovery (Descoberta) Na seção For all automatic discoveries (Para todas as descobertas automáticas), as seguintes opções estão disponíveis: Configure general settings (Definir configurações gerais) Selecione essa opção para definir configurações gerais que se aplicam a todas as tarefas de descoberta. Manage hosts files (Gerenciar arquivos de host) Selecione essa opção para gerenciar arquivos de host Configure global protocol settings (Definir configurações globais de protocolo) Selecione essa opção para definir configurações globais de protocolo. NOTA Para descobrir clusters corretamente, você deve ativar o SNMP com as configurações de segurança corretas no HP SIM nos sistemas de destino. Na página Discovery (Descoberta), você pode: Criar uma nova tarefa de descoberta Clique em New (Novo) para exibir a seção New Discovery (Nova descoberta). 40 Descoberta

41 Editar uma tarefa de descoberta existente Selecione uma tarefa na tabela e clique em Edit (Editar). A seção Edit Discovery (Editar descoberta) é exibida. Ativar ou desativar uma tarefa de descoberta Selecione uma tarefa e clique em Disable (Desativar) para desativar a programação de uma tarefa ativada. Se uma tarefa for desativada, o botão mudará para Enable (Ativar). Para retomar a execução automática da tarefa, clique em Enable (Ativar). Excluir uma tarefa de descoberta existente Selecione uma tarefa na tabela e clique em Delete (Excluir). View Task Results (Visualizar resultados da tarefa) Esse botão exibe os resultados da tarefa de descoberta atual. Executar uma tarefa de descoberta Selecione a tarefa que deseja executar e clique em Run Now (Executar agora). Quando uma tarefa estiver em execução, o botão Run Now (Executar agora) mudará para o botão Stop (Parar). Interromper a execução de uma tarefa de descoberta Selecione a tarefa em execução e clique em Stop (Parar). Consulte a ajuda on-line do Systems Insight Manager para obter mais informações sobre cada uma dessas opções. Credenciais de descoberta Uma das melhores maneiras de configurar credenciais para os sistemas gerenciados é fazer isso como parte de uma tarefa de descoberta. Você pode inserir um ou mais conjuntos de credenciais. Conforme cada sistema é descoberto, as credenciais relacionadas na tarefa de descoberta são testadas, em ordem, até ser encontrado um conjunto que funcione. Esse conjunto será salvo como as credenciais operacionais do sistema. Você pode configurar mais de um conjunto de credenciais para cada tarefa de descoberta, mas é recomendado manter um número pequeno (menor do que 5) para obter o melhor desempenho. Se possível, agrupe sistemas com credenciais semelhantes na mesma tarefa de descoberta. Configuração do configurar ou reparar agentes por meio de uma tarefa de descoberta Você pode optar por realizar a configuração adicional nos sistemas gerenciados, conforme são descobertos, definindo as configurações com o botão configurar ou reparar agentes. Para obter informações adicionais, consulte a ajuda on-line do HP SIM. Visualização dos resultados da tarefa de descoberta Para exibir os resultados da tarefa de descoberta, selecione a tarefa na página Discovery(Descoberta) e clique em View Task Results (Visualizar resultados da tarefa). Também é possível exibir resultados da tarefa de descoberta selecionando Tasks & Logs View Task Results (Visualizar resultados da tarefa). Filtros de descoberta Os filtros de descoberta impedem ou permitem a adição de determinados tipos de sistema ao banco de dados por meio da descoberta automática. Quando quiser descobrir sistemas de um determinado tipo, usar filtros é muito mais fácil do que especificar os endereços IP de cada sistema individual. Os filtros de descoberta não se aplicam aos sistemas adicionados individualmente. Credenciais de descoberta 41

42 Você pode acessar os filtros de descoberta na página Discovery (Descoberta) selecionando Enable discovery filters (Ativar filtros de descoberta) na seção Configure general settings (Definir configurações gerais). Para desativar os filtros, desmarque a caixa de seleção Enable discovery filters (Ativar filtros de descoberta). Para ativar os filtros, marque a caixa de seleção Enable discovery filters (Ativar filtros de descoberta) e selecione os tipos de sistema que deseja descobrir. Para acessar e modificar filtros de descoberta, você deve ter direitos administrativos. Se os filtros de descoberta estiverem ativados, somente os sistemas dos tipos selecionados serão adicionados ao banco de dados por meio da descoberta automática. Como todas as tarefas operam nos sistemas que existem no banco de dados, as tarefas não são executadas em nenhum sistema enquanto os critérios de filtragem não forem satisfeitos e o sistema não for adicionado ao banco de dados. Os filtros não afetam nenhum sistema já descoberto, mesmo que os sistemas mudarem para um tipo que não corresponde mais ao filtro atual. Se os filtros de descoberta forem desativados, a descoberta automática descobrirá os sistemas de acordo com a seção General Settings for All Discoveries (Configurações gerais para todas as descobertas) na página Discovery (Descoberta). Se você não descobrir os sistemas HP que espera encontrar, verifique se os Assistente do HP Insight Management estão instalados e em execução corretamente nos sistemas de destino. Além disso, verifique se as configurações de string de comunidade SNMP e os nomes de usuário e senhas WBEM no HP SIM e nos agentes dos sistemas que não foram descobertos estão configurados corretamente. Descoberta de servidores Gen8 A descoberta de um servidor Gen8 deve acontecer por meio do endereço IP ILO4 do servidor host. Se for um servidor blade, você poderá descobrir o servidor por meio do endereço IP do Administrador Integrado. Se o endereço IP do host for utilizado, ele será descoberto, mas não incluirá toda a instrumentação de gerenciamento HP, pois tudo isso se origina do ilo4. O ilo4 realiza todas as associações adequadas (junto com Administrador Integrado, se for um blade). O host é totalmente descarregado das tarefas de gerenciamento do sistema. A descoberta do Gen8 com agentes baseados em host totalmente instalados, com o modo sem agente desativado e devidamente configurado, pode ser realizada de diversas maneiras. Esse IP do host é o local correto para encontrar tudo que você precisa. Além disso, um IP do Administrador Integrado também é permitido aqui, se o host for um blade. Como os agentes baseados em host são utilizados, o ilo4 pode ser considerado uma passagem pelo host e também pode ser utilizado, mas é tratado como um processador de gerenciamento, não uma NIC de host. 42 Descoberta

43 7 Gerenciar comunicação Use o recurso Manage Communications (Gerenciar comunicação) para solucionar problemas de comunicação entre o CMS e os sistemas de destino. Para cada função de comunicação com falha, existem informações de solução de problemas disponíveis. Você pode redefinir configurações de comunicação, iniciar agentes e enviar certificados para sistemas de destino. Esse recurso aparece ao selecionar o menu Configure Manage Communications (Gerenciar comunicação) e inclui as seguintes guias: Guia Identification (Identificação) Inclui informações de status sobre o estado de um processo de identificação. A identificação tenta determinar o tipo de sistema, qual protocolo de gerenciamento é compatível com um sistema e tenta determinar o sistema operacional e a versão carregada, junto com outros atributos básicos sobre o sistema. Por fim, determina se o sistema está associado a outro sistema. Guia Events (Eventos) Indica se o CMS pode receber eventos dos sistemas de destino. Esse status considera a configuração de interceptações SNMP e indicações WBEM. Guia Run Tools (Executar ferramentas) Indica se o CMS pode executar ferramentas localmente nos sistemas de destino. Os problemas de comunicação dessa coluna normalmente estão relacionados a segurança e relações de confiança. Guia Version Control (Controle de versão) Indica a disponibilidade dos dados de inventário de software e firmware para os sistemas de destino. O status é coletado e armazenado durante a coleta de dados. As seguintes informações estão disponíveis: Recomendação e reparo das configurações do sistema gerenciado Inclui uma interface com guias, com uma guia para cada coluna funcional (Identification (Identificação), Events (Eventos), Run Tools (Executar ferramentas) e Version Control (Controle de versão)). Cada guia exibe os resultados de diagnóstico e inclui dicas de solução de problemas e recomendações para corrigir problemas de comunicação. Rápido reparo das configurações do sistema gerenciado Inicia a ferramenta configurar ou reparar agentes. O configurar ou reparar agentes permite configurar de modo rápido e prático os sistemas para facilitar seu gerenciamento. Atualização do status de comunicação Executa para obter um status de comunicação atualizado. Impressão da tabela de gerenciamento de comunicação Cria uma versão para impressão da lista em uma nova janela. NOTA Usuários avançados que não precisam de dicas de solução de problemas podem reparar os sistemas com mais rapidez com o recurso configurar ou reparar agentes. Para acessar configurar ou reparar agentes, selecione Configure configurar ou reparar agentes. 43

44 Configuração do software do sistema gerenciado com o recurso configurar ou reparar agentes do CMS A ferramenta HP SIM configurar ou reparar agentes é uma maneira rápida e fácil de configurar sistemas gerenciados Linux, HP-U e Windows para comunicação com o HP SIM. Para executar configurar ou reparar agentes remotamente em vários sistemas simultaneamente, é preciso ter autorizações para executar a ferramenta configurar ou reparar agentes. Além disso, é preciso inserir credenciais do usuário de nível administrador para o sistema de destino. Envio de interceptações e indicações de teste Para verificar se é possível enviar interceptações SNMP e indicações WBEM, envie interceptações e indicações de teste. Você pode enviar interceptações e indicações de teste do configurar ou reparar agentes nos sistemas Windows e HP-U, com o provedor WBEM instalado, na página Step 4: configurar ou reparar agentes (Etapa 4:), em Configure WBEM/WMI (Configurar WBEM/WMI). Selecione Send a sample WBEM/WMI indication to this instance of HP SIM (Enviar uma indicação de amostra de WBEM/WMI para essa instância do HP SIM) para verificar se os eventos aparecem no HP SIM na interface Event List (Lista de eventos) ou All Event (Todos os eventos) do sistema selecionado. Você também pode enviar indicações WBEM de teste de algumas versões do HP-U realizando o seguinte procedimento: Procedimento 7. Envio de indicações WBEM de um sistema HP-U 1. A partir do sistema gerenciado HP-U, execute o /ect/opt/resmon/lbin/send_test_event nome do monitor. Por exemplo, /etc/opt/resmon/lbin/send_test_event disk_em. Possíveis nomes de monitor: dm_memory lpmc_em disk_em dm_chassis dm_core_hw ia64_corehw fpl_em 2. Confirme se a indicação de teste é mostrada na visualização da tabela de eventos do HP SIM depois de acioná-la. Procedimento 8. Envio de indicações WBEM de um sistema Windows 1. Faça login no sistema Windows de destino. 2. Vá até Start Programs HP Insight WBEM Providers Test WMI events (Iniciar > Programas > HP Insight WBEM Providers > Testar eventos WMI). 3. Clique em qualquer uma das gravidades (informativo, aviso ou erro). 4. Clique em OK para enviar os eventos de teste para o CMS. Procedimento 9. Envio de interceptações SNMP do sistema Windows ou HP-U 1. Execute configurar ou reparar agentes e, em Step 4: configurar ou reparar agentes (Etapa 4: configurar ou reparar agentes) em Configure (Configurar), selecione Send a sample SNMP trap to this instance of HP SIM to test that events appear in HP SIM (Enviar uma interceptação SNMP de amostra do HP SIM para testar se os eventos aparecem no HP SIM) na interface do usuário Event List (Lista de eventos) ou All Event (Todos os eventos) do sistema selecionado. 44 Gerenciar comunicação

45 2. Confirme se a interceptação de teste é mostrada na visualização da tabela de eventos do HP SIM depois de acioná-la. Envio de interceptações e indicações de teste 45

46 8 Tratamento automático de eventos O tratamento automático de eventos permite definir uma ação que o HP SIM executa quando um evento é recebido. Os usuários que querem acessar esse recurso devem ter direitos administrativos. NOTA Os eventos com tratamento automático e mais de 24 horas são filtrados das tarefas AEH. Criação de uma nova tarefa Permite criar uma nova tarefa de tratamento automático de eventos. Selecione Options Events Automatic Event Handling New Task (Opções > Eventos > Tratamento automático de eventos > Nova tarefa). Gerenciamento de tarefas Permite visualizar definições, copiar tarefas, editar tarefas, visualizar resultados de tarefa, desativar ou ativar tarefas ou excluir as tarefas de tratamento automático de eventos existentes. Selecione Options Events Automatic Event Handling Manage Tasks (Opções > Eventos > Tratamento automático de eventos > Gerenciar tarefas). Configurações de Permite definir as diversas configurações de necessárias devido a uma ação do evento. Você pode acessar a página Settings (Configurações de ) usando um dos seguintes métodos: Selecione Options Events Automatic Event Handling Settings (Eventos > Tratamento automático de eventos > Configurações de ). Na página introdutória do HP SIM, clique em na seção Do this now to finish the installation (Fazer isso agora para concluir a instalação). Os s são enviados para alertar os usuários sobre problemas. Peça ao administrador de para verificar se você precisa das seguintes informações: Nome do host SMTP do servidor de de saída, como mail.company.com. Esse servidor recebe as mensagens de do HP SIM e começa a encaminhá-las para o destinatário. O nome do endereço de do servidor de gerenciamento. Esse endereço aparece no campo From (De) de qualquer enviado do HP SIM. O usuário pode ser um nome de sistema. Insira o endereço do domínio completo no formato como o emissor. NOTA Alguns sistemas de precisam de um usuário de origem válido para aceitar a mensagem. A HP recomenda usar uma conta de válida para essa finalidade. Configurações de modem Permite configurar um modem a ser usado para páginas alfanuméricas. Antes de enviar uma página do servidor HP SIM, configure o modem no servidor. Saiba qual é a porta COM usada pelo modem para enviar a página. Esse recurso está disponível somente para usuários com direitos administrativos e somente quando o HP SIM CMS está instalado no Windows. Você pode acessar a página Modem Settings for Paging (Configurações de modem para página) usando um dos seguintes métodos: Selecione Options Events Automatic Event Handling Modem Settings (Eventos > Tratamento automático de eventos > Configurações de modem). 46 Tratamento automático de eventos

47 Na página introdutória do HP SIM, clique em paging (página) na seção Do this now to finish the installation (Fazer isso agora para concluir a instalação). Acesse a página Automatic Event Handling (Tratamento automático de eventos) para editar ou excluir uma regra existente clicando em Automatic Event Handling (Tratamento automático de eventos) na seção Do this now to finish the installation (Fazer isso agora para concluir a instalação) da página introdutória do HP SIM. Tarefas de tratamento automático de eventos de exemplo O HP SIM é fornecido com três tarefas de tratamento automático de eventos de exemplo que são desativadas por padrão. Quando a página Automatic Event Handling - Manage Tasks (Tratamento automático de eventos - Gerenciar tarefas) for exibida, você poderá selecionar uma das tarefas de exemplo e clicar em View Definition (Visualizar definição). exemplo - todos os eventos de informações de desktop Essa tarefa é acionada quando um evento informativo é recebido dos sistemas de desktop descobertos, e essa tarefa apaga o evento. A mesma tarefa pode ser editada para alterar a ação dos critérios do sistema. exemplo - todas as atualizações linux MIB Essa tarefa é acionada quando uma solicitação de evento de atualização MIB é recebida de todos os sistemas de destino Linux gerenciados que são descobertos e identificados no HP SIM. A mesma tarefa pode ser editada e salva como uma nova tarefa. exemplo - todos os eventos de login com falha do servidor Essa tarefa é acionada quando uma tentativa de login com falha é feita. A falha de login pode ser causada por uma conta de usuário inválida, tentativa de login de um endereço IP excluído ou autenticação de login com falha. Tarefas de tratamento automático de eventos de exemplo 47

48 9 Usuários e autorizações Usuários OHP SIM permite configurar autorizações para usuários ou grupos de usuários específicos. As autorizações dão ao usuário acesso para exibir e gerenciar os sistemas. Cada autorização especifica um usuário ou grupo de usuários, um conjuntos de ferramentas e um sistema ou grupo de sistemas. O conjunto específico de ferramentas que podem ser executadas em um sistema é especificado no conjuntos de ferramentas atribuído. Você deve planejar quais sistemas cada usuário irá gerenciar e que conjunto específico de ferramentas cada usuário tem autorização de executar nos sistemas gerenciados. Um usuário sem autorizações para o conjuntos de ferramentas em um sistema específico não pode exibir nem gerenciar esse sistema. As autorizações são cumulativas. Se um usuário for autorizado na CaixaFerramentas1 e na CaixaFerramentas2 no mesmo sistema, ele estará autorizado para todas as ferramentas tanto na CaixaFerramentas1 quanto na CaixaFerramentas2 desse sistema. Da mesma forma, um usuário autorizado para o conjuntos de ferramentas All Tools (Todas as ferramentas) em um sistema não precisará de outra autorização de conjuntos de ferramentas nesse sistema, porque All Tools (Todas as ferramentas) sempre inclui todas as ferramentas. Consulte a ajuda on-line do Systems Insight Manager para obter mais informações sobre como configurar usuários e autorizações. Crie contas de usuário para fazer login no HP SIM. A conta deve ser válida no sistema operacional (incluindo o Active Directory no Windows) no CMS e é autenticada pelo CMS. Você deve saber o nome do usuário da conta de usuário do sistema operacional que está adicionando, mas não é necessário saber a senha. Grupos de usuários Os grupos de usuários devem existir no sistema operacional. Para o Windows, eles também devem existir no Active Directory. Os membros dos grupos de usuários no sistema operacional podem fazer login no HP SIM e herdar os atributos do grupo para direitos de configuração, restrições de endereço IP de login e autorizações. Quando os direitos de configuração, as restrições de endereço IP de login ou as autorizações de um grupo são alterados, essa alteração é refletida imediatamente para todos os membros atuais do grupo. Com direitos de configuração, o usuário herda a configuração mais alta. Com restrições de endereço IP de login, o usuário herda todas as entradas. Com autorizações, o usuário herda todas as autorizações. NOTA A associação do grupo do usuário é determinada no login. Se a associação do grupo de um usuário for alterada no sistema operacional, ela não será refletida no HP SIM até a próxima vez em que o usuário fizer login no HP SIM. Conjuntos de ferramentas Os conjuntos de ferramentas são usados para configurar um grupo de ferramentas para cada usuário que tem acesso. Os conjuntos de ferramentas são configurados para que alguns usuários possam usar o grupo de ferramentas ao qual cada usuário tem acesso, mas não outros. Por exemplo, um administrador tem acesso a mais ferramentas do que um usuário. 48 Usuários e autorizações

49 NOTA Para usuários com direitos de operador e direitos de usuário para apagar, excluir, atribuir eventos e adicionar comentários aos eventos, selecione Configuration Tool (Ferramenta de configuração) na lista suspensa Show tools in category (Mostrar ferramentas na categoria). Em seguida, selecione Clear Events (Apagar eventos), Delete Events (Excluir eventos), Assign Events (Atribuir eventos) e Comment Events (Comentar eventos) conforme necessário e clique em (Adicionar para) a fim de adicioná-los aos Toolbox contents (Conteúdo do conjuntos de ferramentas). Conjuntos de ferramentas 49

50 10 Ambiente gerenciado O recurso Managed Environment (Ambiente gerenciado) permite selecionar os sistemas operacionais que serão gerenciados. Existem quatro opções: Windows, Linux, HP-U e Other (Outro). As seleções feitas aqui configuram o HP SIM para ocultar coleções, ferramentas e relatórios para os sistemas operacionais que você não gerencia. NOTA Essas configurações podem ser alteradas a qualquer momento, e as coleções, as ferramentas e os relatórios ocultos podem ficar visíveis novamente. Se você selecionar Linux ou HP-U, poderá optar por exibir os itens de menu GlancePlus ou Ignite-U and Software Distributor no HP SIM. Os itens de menu HP-U servem para tratar de extensões de integridade em um CMS Windows ou Linux e não estão disponíveis em um CMS HP-U. Se Linux e HP-U forem selecionados, o mesmo nome de usuário deverá ser especificado para GlancePlus nos dois lugares. O usuário raiz será utilizado se nenhum nome de usuário for especificado. Se você selecionar HP-U, selecione Ignite U and Software Distributor e insira o endereço IP do servidor Ignite e as credenciais SSH (com base no host ou no usuário). NOTA O campo da senha é preenchido com um valor de dump, não com a senha real fornecida pelo usuário. O valor de dump é usado como medida de segurança. Todas as seleções são preservadas quando você sai da interface. As mesmas seleções são preservadas na página Options Managed Environment (Ambiente gerenciado). 50 Ambiente gerenciado

51 Parte III Recursos básicos do HP SIM

52 11 Pesquisas básicas e avançadas Pesquisa básica O recurso de pesquisa permite recuperar rapidamente detalhes sobre um sistema usando seu nome ou atributos comuns do sistema. Por exemplo, você pode procurar um nome de sistema, um endereço IP ou uma palavra como servidor, HP-U ou armazenamento. O campo de pesquisa permite somente os seguintes caracteres: letras, números, til (~), traço (-), ponto (.), sublinhado (_), apóstrofe (') e espaço. Conforme você digita, uma lista suspensa aparece e relaciona os sistemas com nomes que começam com o texto inserido. A lista inclui até 12 sistemas e mostra o ícone do status de integridade do sistema. Se mais de 12 sistemas forem encontrados, um sinal de reticências (...) aparecerá na parte inferior da lista. Continue digitando para refinar ainda mais a lista. Você pode usar o mouse ou as teclas de seta para selecionar um sistema a ser visualizado ou não selecionar um sistema e pressionar Enter ou clicar em Search (Pesquisar) para procurar os critérios indicados. Se um sistema tiver sido selecionado na lista suspensa, será exibida a System Page (Página do sistema) do sistema em questão. Se você não tiver selecionado um sistema e pressionar Enter ou clicar em Search (Pesquisar), a página Search Results (Resultados de pesquisa) exibirá uma lista dos sistemas que correspondem a seus critérios. Ao clicar em um nome na lista, será exibida a System Page (Página do sistema) do sistema em questão. Se nenhum sistema do banco de dados for semelhante ao sistema de destino, a página Search Results (Resultados de pesquisa) indicará que nenhuma entrada corresponde aos critérios e perguntará se você deseja pesquisar novamente ou realizar uma pesquisa avançada. Pesquisa avançada Para acessar a página Advanced Search (Pesquisa avançada), clique no link Advanced Search (Pesquisa avançada) no painel Search (Pesquisar). Você pode criar uma pesquisa de sistema, evento ou cluster selecionando systems (sistemas), events (eventos) ou clusters na caixa Search for (Procurar) na parte superior da página Advanced Search (Pesquisa avançada). Em seguida, você pode especificar os critérios a serem usados na pesquisa. O resultado da execução de uma pesquisa é uma coleção. Os critérios selecionados também podem ser salvos como uma definição de coleção, para que a pesquisa possa ser realizada novamente depois. As coleções salvas são armazenadas no Painel System and Event Collections como Systems (Sistemas) ou Events (Eventos). Essas coleções podem ser salvas como privadas ou compartilhadas. Exibições hierárquicas Alguns critérios de pesquisa precisam de exibições hierárquicas. Exemplos de critérios hierárquicos: sistema operacional, tipo de evento e software/firmware. Nesses casos, a caixa de seleção de comparação é substituída por uma caixa de seleção que contém a sintaxe apropriada para o nível da árvore em questão. O mais complexo dos casos são os critérios de software/firmware. Quando Software/Firmware é selecionado, uma série de critérios de pesquisa é adicionada abaixo em formato de árvore: o tipo de componente é e o sistema operacional é e o tipo de categoria é e o nome é e a versão é 52 Pesquisas básicas e avançadas

53 Nesse caso, conforme as seleções são feitas nas caixas de seleção de nível superior, as seleções disponíveis nas caixas de nível inferior são atualizadas. Save as (Salvar como) View (Exibir) Quando você clica em Save As Collection (Salvar como coleção), a seção Save As Collection (Salvar como coleção) é exibida. Insira um nome para a pesquisa no campo Name (Nome) e selecione onde salvá-la. Quando você clica em View (Exibir), os resultados da pesquisa aparecem abaixo da estrutura de pesquisa. Esse recurso permite visualizar os resultados da pesquisa antes de salvá-la ou realizar uma pesquisa sem salvá-la. Procura de ferramentas O recurso Tool Search (Pesquisa de ferramenta) fornece uma maneira rápida de pesquisar e filtrar textualmente, com base nos nomes de ferramenta, a localização das ferramentas na estrutura de menus em cascata do HP SIM e a descrição das ferramentas. Para obter informações adicionais, consulte a ajuda on-line do HP SIM. Procura de ferramentas 53

54 12 Monitoramento de sistemas Visualização de coleções de sistemas No HP SIM, o monitoramento de sistemas envolve a pesquisa do HP SIM no Assistente do Insight Management ou firmware nos sistemas gerenciados para recuperar informações de status e a exibição dessas informações como ícones de status. Existem vários tipos de status que podem ser exibidos, como status de integridade (HW), status de versão do software (SW) ou status do processador de gerenciamento (MP). Outros ícones de status podem ser adicionados por plug-ins ao HP SIM. Esses ícones permitem ver, de relance, o estado dos sistemas. Páginas que exibem o status do sistema Listas do sistema Existem quatro visualizações de página das listas de sistema: visualização da tabela, visualização do ícone, visualização em árvore e visualização da imagem (para racks e compartimentos). O nome e o status do sistema são comuns em cada visualização. Para acessar as páginas de lista do sistema, selecione uma coleção ou um sistema no Painel System and Event Collections. O tipo de coleção ou sistema selecionado determina a visualização exibida. Visualização de tabela A coluna HS na página da lista do sistema exibe o status de integridade geral do sistema, que é determinado pela tarefa padrão de pesquisa do status de hardware e é um acúmulo de todas as origens de status, que podem ser status SNMP, WBEM, HTTP e cluster. A legenda mostra quantos sistemas na visualização são Critical (Crítico), Major (Grave), Minor (Secundário), Normal, Disabled (Desativado) e Unknown (Desconhecido). Visualização do ícone A visualização do ícone lista o nome de todos os sistemas descobertos, bem como o status de integridade de cada sistema. A legenda mostra quantos sistemas na visualização são Critical (Crítico), Major (Grave), Minor (Secundário), Normal, Disabled (Desativado) e Unknown (Desconhecido). Visualização em árvore A visualização em árvore exibe o ícone do status de integridade e o nome de cada sistema em formato de árvore. Visualização da imagem A página de visualização da imagem para racks e compartimentos contém uma imagem dos sistemas descobertos no rack ou compartimento se disponível. Enquanto estiver conectado ao HP SIM, colocar o cursor sobre o servidor mostrado na visualização exibe informações sobre esse servidor específico, incluindo o nome do blade do servidor, o número do slot e o compartimento em que o servidor está localizado. Você também pode clicar no nome de um componente para exibir informações detalhadas sobre o componente. Em todas as visualizações, você pode marcar a caixa de seleção ao lado do nome do sistema para selecionar um sistema. Você pode selecionar mais de um sistema ou selecionar uma coleção inteira e marcar a caixa de seleção Select "collection name" itself (Selecionar "nome da coleção"). 54 Monitoramento de sistemas

55 Páginas do sistema Na System Page (Página do sistema), na guia System (Sistema), um ícone de status indica o status de integridade geral armazenado no banco de dados. Se o monitoramento do sistema for suspenso, um ícone desativado aparecerá no lugar do ícone de status do hardware e do ícone de status do software. A seção System Status (Status do sistema) contém mais informações sobre o status do sistema. Você pode acessar a System Page (Página do sistema) de uma das seguintes maneiras: Selecione Tools System Information System Page (Informações do sistema > Página do sistema) e selecione um sistema de destino. Clique no nome do sistema na coluna System Name (Nome do sistema) na página de visualização da tabela do sistema. Páginas Property (Propriedade) A guia Status da página Property (Propriedade) exibe propriedades do WBEM que ajudam a determinar o status do sistema de destino, como o status da memória e o status do processo. O status do sistema de computador é determinado pelas informações coletadas dinamicamente pelo protocolo WBEM e pelas informações fornecidas pelo provedor WMI. Você pode acessar as páginas Property (Propriedade) das seguintes maneiras: Na System Page (Página do sistema) na guia System (Sistema), clique em Properties (Propriedades). As páginas Property (Propriedade) aparecem para o sistema de destino. Selecione Tools System Information Properties (Informações do sistema > Propriedades), selecione o sistema de destino e clique em Run now (Executar agora). As páginas Property (Propriedades) são exibidas para o sistema de destino. Painel System Status (Status do sistema) Esse painel fornece status de eventos não autorizados, informações de status de integridade do sistema e um alarme para notificar determinados eventos ou status. O painel System Status (Status do sistema) está no canto superior esquerdo da interface do HP SIM e pode ser personalizado ao clicar no link Customize (Personalizar) no painel. Visualização do status de integridade na visualização de tabela ou ícone Para exibir o próximo nível de detalhe do status de qualquer página no HP SIM que mostra um ícone de status de integridade, coloque o cursor sobre o ícone e informações adicionais do detalhe do status serão exibidas. Os valores de status exibidos dependem dos agentes instalados no sistema de destino. Em alguns casos, o sistema é um contêiner, como um rack, compartimento, complexo ou cluster. Nas visualizações de tabela e ícone, o valor do status é o status do contêiner e não inclui o status dos subsistemas. Se o status for Unknown (Desconhecido), somente o nome do sistema e o ícone do status Desconhecido serão exibidos. Visualização do status de integridade na visualização em árvore A visualização em árvore exibe dados de status de cada sistema, bem como o status agregado dos sistemas do contêiner. O ícone do status está localizado no lado esquerdo da visualização em árvore, ao lado da caixa de seleção. Para os sistemas que são contêineres, o status à esquerda do nome do contêiner indica o status mais crítico dos sistemas no contêiner, incluindo o status do contêiner propriamente dito. O status do contêiner propriamente dito, se houver, aparece à direito do nome do sistema, entre parênteses, no rótulo do tipo de sistema. Coloque o cursor sobre os ícones de status para ver detalhes adicionais do status. Visualização de coleções de sistemas 55

56 Tipos de status do sistema A tabela a seguir descreve o HP SIM, os tipos de status de integridade do sistema, que aparecem na coluna HS na página da lista do sistema. Tabela 3 Tipos de status de integridade Ícone de status Tipo de status Crítico Grave Secundário Aviso Normal Desativado Desconhecido Informativo Sem status Descrição O HP SIM não pode mais se comunicar com o sistema. O sistema foi descoberto, mas não é possível executar o ping. O sistema pode estar desativado, desligado ou não está mais acessível na rede por conta de problemas de rede. Existe um problema principal neste sistema que deve ser resolvido imediatamente. Para sistemas que executam Insight Management Agent, houve falha de algum componente. O sistema talvez não esteja mais funcionando corretamente e pode haver perda de dados. No Insight Manager (WIN32), esse status foi identificado como Failed (Falha). Existe um problema secundário neste sistema. Para sistemas que executam Insight Management Agent, houve falha de um componente, mas o sistema ainda está funcionando. No Insight Manager (WIN32), esse status foi identificado como Degraded (Degradado). O sistema tem um problema potencial ou está em um estado que pode se tornar um problema. O sistema está funcionando normalmente. O sistema é acessível. O sistema está suspenso, o que permite sua exclusão da pesquisa de status, identificação, coleção de dados e do tratamento automático de eventos. Na página Automatic Discovery (Descoberta automática), se você selecionar a opção Automatically discover a server blade when its ilo is identified (Descobrir automaticamente um blade de servidor quando o ilo for identificado), novos servidores descobertos por meio do ilo (por exemplo, sem sistema operacional ou endereço IP conhecido) serão mostrados como desativados até o sistema ser descoberto com um endereço IP ou sistema operacional. O HP SIM não pode obter informações de gerenciamento sobre o sistema que está usando o SNMP. Embora não haja informações de instrumentação de gerenciamento disponíveis, é possível executar o comando ping no sistema. Ele pode ter uma string de comunidade ou configuração de segurança inválida, ou pode ser um endereço IP que não está mais associado a um sistema. O sistema talvez esteja em um estado de transição ou não erro. O sistema não foi examinado por uma ou mais tarefas de pesquisa desde que foi descoberto. Tipos de status do software A tabela a seguir descreve os tipos de status de software do HP SIM, que são exibidos na coluna SW na página da lista do sistema. Tabela 4 Tipos de status do software Ícone de status Tipo de status Grave Secundário Descrição Uma atualização que contém uma correção de bug crítica está disponível para este sistema. Uma atualização que contém novas correções de bug ou suporte de hardware está disponível para este sistema. 56 Monitoramento de sistemas

57 Tabela 4 Tipos de status do software (continuou) Ícone de status Tipo de status Normal Desativado Informativo Desconhecido Descrição Todos os componentes do sistema correspondem ao repositório. O sistema está suspenso. Nenhum status de software está disponível. O CMS não conseguiu acessar o HP VCA no sistema, de modo que o status do sistema é desconhecido. O HP VCA não consegue se comunicar com HP Version Control Repository Manager (HP VCRM). O status Desconhecido aparece para os sistemas de servidor somente nas seguintes circunstâncias: O HP VCA não está instalado no servidor gerenciado. O HP VCA está instalado em um servidor, mas esse servidor não tem uma relação de confiança estabelecida com HP SIM. O sistema operacional no servidor de destino não é compatível. Os sistemas operacionais Windows e Linux são compatíveis. A versão correta do agente não está no sistema de destino. A marca do tipo de servidor de destino não é compatível (somente os servidores HP ou Compaq são compatíveis). O sistema de destino não está licenciado para monitoramento pelo HP Insight Performance Management Pack (PMP). O sistema de destino deve ter o Insight Management Agent 6.20 ou posterior instalado. O PMP relata um status indeterminado para o sistema. Tipos de status operacional WBEM O HP SIM relata o status operacional WBEM para elementos de armazenamento e servidor, como portas de switch de armazenamento e slots de memória preenchidos. Esses ícones de status aparecem nas páginas Property (Propriedade), System Page (Página do sistema), e nos detalhes de status que aparecem quando você passa o mouse sobre a coluna do status de integridade na System Page (Página do sistema). Os seguintes status estão disponíveis: Tabela 5 Status operacional WBEM Ícone de status Tipo de status Erro não recuperável, comunicação perdida Falha previsível, erro, interrompido, entidade de suporte com erro Descrição O HP SIM não pode mais se comunicar com o elemento. Não recuperável indica que o elemento falhou e a recuperação não é possível. Comunicação perdida indica que o elemento foi descoberto anteriormente, mas não pode ser acessado no momento. Existe um problema principal neste sistema e deve ser resolvido imediatamente. Falha previsível indica que o elemento está funcionando normalmente, mas é provável que ocorra uma falha em um futuro próximo. Erro indica que o elemento está em um estado de erro. Interrompido indica que a funcionalidade do elemento foi parada abruptamente. Talvez seja necessário atualizar a configuração do elemento. Entidade de suporte em erro indica que o elemento pode estar funcionando normalmente, mas o elemento do qual ele depende está em um estado de erro. Visualização de coleções de sistemas 57

58 Tabela 5 Status operacional WBEM (continuou) Ícone de status Tipo de status Degradado, realçado Normal Em serviço, parado Desconhecido, sem contato Iniciando, parando, dormência, modo de alimentação, outro Descrição Existe um problema secundário com esse elemento. Degradado indica que o elemento não está funcionando com desempenho ideal ou pode estar relatando erros recuperáveis. Realçado indica que o elemento está funcionando, mas precisa de atenção. O elemento está funcionando normalmente. O elemento está suspenso. Em serviço indica que o elemento está sendo configurado. Parado indica que o elemento está parado. Não foi possível obter nenhuma informação de gerenciamento sobre o elemento. Desconhecido indica que o status do elemento não está disponível. Sem contato indica que o elemento existe, mas o HP SIM nunca conseguiu se comunicar com ele. Esse status fornece informações úteis sobre a porta. Nenhuma atenção é necessária. Iniciando indica que o elemento está sendo iniciado. Parando indica que o elemento está parando. Dormência indica que o elemento está inativo. Outro indica que existem informações adicionais disponíveis, mas elas não se enquadram nas categorias listadas anteriormente. Monitoramento de clusters Para acessar as coleções de Cluster do MSCS no Painel System and Event Collections, clique em Systems (Sistemas) e selecione uma das coleções de clusters disponíveis. Os usuários com direitos administrativos podem gerenciar todas as coleções de clusters compartilhadas na visualização da coleção de clusters. Os usuários podem gerenciar suas próprias coleções privadas, bem como: Salvar coleções Clique em Save As Collection (Salvar como coleção) na página de visualização de tabela do cluster. Excluir clusters Clique em Delete (Excluir) na página de visualização de tabela do cluster. Uma caixa de confirmação é exibida. Para excluir o cluster, clique em OK; para cancelar a exclusão, clique em Cancel (Cancelar). NOTA Os clusters que contêm membros de cluster não podem ser excluídos. Para excluir um cluster com seus membros de cluster, selecione a coleção All Systems (Todos os sistemas) no Painel System and Event Collections. Em seguida, selecione o cluster e todos os seus membros e clique em Delete (Excluir). Imprimir visualização da coleção de clusters Clique em Print (Imprimir) para imprimir os resultados da coleção. 58 Monitoramento de sistemas

59 Personalizar a visualização Clique em Customize (Personalizar) para personalizar as colunas que serão exibidas e em que ordem. Propriedades do sistema A ferramenta Set System Properties (Definir propriedades do sistema) permite definir as propriedades do sistema para um ou vários sistemas. Você tem duas opções para definir propriedades do sistema: Editar propriedades para um único sistema Selecione a guia Tools & Links (Ferramentas e links) na System Page (Página do sistema) e clique no link Edit System Properties (Editar propriedades do sistema). Definir propriedades para um ou mais sistemas Selecione Options System Properties Set System Properties (Opções > Propriedades do sistema > Definir propriedades do sistema). A ferramenta Suspend or Resume Monitoring (Suspender ou retomar o monitoramento) permite suspender o monitoramento de um ou vários sistemas, o que permite que os sistemas sejam excluídos dos recursos de pesquisa de status, identificação, coleção de dados e tratamento automático de eventos do HP SIM. As durações de suspensão disponíveis incluem os incrementos pré-determinados de 5 minutos, 15 minutos, 1 hora, 2 horas, 4 horas, 8 horas, 1 dia, 2 dias, 3 dias, 4 dias, 5 dias, 6 dias e 7 dias. Você pode ativar a ferramenta de suspensão indefinidamente. As alterações de configuração entram em vigor de imediato. Para visualizar as novas configurações de um sistema, clique na guia System (Sistema) na System Page (Página do sistema). As alterações feitas com essa ferramenta substituem as configurações anteriores. Um sistema que está suspenso aparece com um ícone desabilitado em todo o HP SIM. Você pode suspender ou retomar o monitoramento usando um dos seguintes métodos: Suspender ou retomar o monitoramento de um único sistema Clique na guia Tools & Links (Ferramentas e links) na System Page (Página do sistema) e clique no link Suspend/Resume Monitoring (Suspender/retomar monitoramento). Suspender ou retomar o monitoramento de um ou mais sistemas Selecione Options System Properties Suspend or Resume Monitoring (Opções > Propriedades do sistema > Suspender ou retomar o monitoramento). NOTA Você deve ter direitos administrativos para acessar essas ferramentas. Para o sistema ESi, o link WBEM Health Inclusion Status (Status de inclusão de integridade WBEM) o direciona para a página WBEM Health Inclusion Status (Status de inclusão de integridade WBEM) no HP SIM. Nessa página, você pode desativar todo ou parte do status do subcomponente de um sistema ESi para que ele não afete o status geral do sistema ESi. Isso é útil para impedir que as NICs desconectadas relatem um status de erro na integridade geral do ESi. Depois de definir o status Ignore nos componentes, a alteração não será refletida até a próxima execução da tarefa de pesquisa de status. Exemplo de definição das propriedades do sistema Definição da empresa e das informações de contato do cliente individualmente Se a empresa ou as informações de contato do cliente forem diferentes entre vários sistemas, o método de configuração preferencial será na página Set System Properties (Definir propriedades do sistema) ou Edit System Properties (Editar propriedades do sistema) usando os procedimentos descritos abaixo. Propriedades do sistema 59

60 O HP SIM fornece duas seções na página Set System Properties (Definir propriedades do sistema) em Contract and Warranty Information (Informações de contato e garantia), chamadas System Site Information (Informações do site do sistema) e Customer Contact (Contato do cliente). Cada seção é tratada pelo HP SIM como um registro exclusivo do banco de dados com o primeiro campo de cada seção representando o cabeçalho do registro. A seção System Site Information (Informações do site do sistema) usa Site name (Nome do site) como cabeçalho e Customer Contact (Contato do cliente) usa Contact's first name (Nome do contato) e Contacts last name (Sobrenome do contato) como cabeçalho. Ao inserir informações nessas seções, você deve saber que determinadas propriedades estão associadas aos campos Site name (Nome do site) e Contact's first name/last name (Nome/sobrenome do contato). Se as informações tiverem que ser exclusivas de um determinado sistema ou local de sistema, o Site name (Nome do site) e/ou o Contact's first name/last name (Nome/sobrenome do contato) também devem ser exclusivos. Em Customer Contact (Contato do cliente), a alteração de algum campo Contact job title (Cargo do contato) por meio de Contact other (Outro contato) altera as propriedades correspondentes de todos os sistemas que usam o mesmo Contact's first name/last name (Nome/sobrenome do contato). Por exemplo, se o Site name (Nome do site) tiver sido definido globalmente como Widgets Inc. e você precisar de um endereço exclusivo para um sistema individual localizado em Bruxelas. Você pode criar um Site name (Nome do site) de Widgets Inc. Bruxelas para garantir que as informações de endereço exclusivas desse sistema não substituam as System Site Information (Informações do site do sistema) do outro sistema, nem serão substituídas se forem feitas alterações nesses sistemas. IMPORTANTE Embora o HP SIM atualmente não exija o preenchimento das seções System Site Information (Informações do site do sistema) e Customer Contact (Contato do cliente), o Remote Support Pack exige que as duas seções sejam preenchidas, especialmente os campos designados por *. Exemplo de configuração de propriedades do sistema para vários sistemas Essa ferramenta permite editar propriedades para vários sistemas de uma vez. A página Set System Properties (Definir propriedades do sistema) para vários sistemas é semelhante à página Edit System Properties (Editar propriedades do sistema) para um único sistema, mas uma caixa de seleção é exibida ao lado de cada propriedade. As caixas de seleção permitem selecionar as propriedades que você deseja configurar quando a ferramenta é executada. Somente as propriedades selecionadas são salvas como uma propriedade para os sistemas de destino. Se o valor da propriedade selecionada estiver em branco, essa propriedade não será definida para All properties (Todas as propriedades) dos sistemas opcionais. NOTA Essa ferramenta pode ser usada para um único sistema. No entanto, algumas propriedades disponíveis na System Page (Página do sistema) não estão disponíveis ao selecionar essa opção. Por exemplo, o número de série não está disponível aqui, embora esteja disponível na System Page (Página do sistema). NOTA Para concluir esse procedimento, você deve ter autorização para usar a ferramenta EDIT_SYSTEM_PROPERTIES nos sistemas que deseja atualizar. Consulte a ajuda on-line do HP SIM para obter informações sobre como editar propriedades do sistema. 60 Monitoramento de sistemas

61 13 Gerenciamento de eventos Os eventos normalmente são enviados ao CMS a partir dos agentes em execução nos sistemas gerenciados. No entanto, alguns eventos são gerados diretamente do CMS propriamente dito. Os sistemas gerenciados devem ser configurados para enviar eventos ao CMS. Depois que o CMS recebe o evento, se passar pelos filtros, todas as ações configuradas para acontecer depois do recebimento são executadas e o evento é armazenado no banco de dados do HP SIM para visualização posterior. A página da lista de eventos é a visualização de uma coleção de eventos e de listas de eventos que satisfazem critérios comuns. Nessa página, é possível apagar, excluir e atribuir eventos, inserir comentários sobre o evento e visualizar relatórios para impressão. Para acessar a página da lista de eventos, selecione uma coleção de eventos no Painel System and Event Collections. O monitoramento de eventos no HP SIM inclui as seguintes tarefas: Tratamento automático de eventos Permite gerenciar tarefas de tratamento automático de eventos, criar novas tarefas de tratamento automático de eventos e definir configurações de e modem. Eliminação de eventos Permite apagar os eventos. Selecione Options Events Clear Events (Opções > Eventos > Apagar eventos). Selecione os eventos de destino a serem apagados e clique em Clear (Apagar). Os eventos apagados permanecem no banco de dados do HP SIM, mas não contribuem mais para o ícone de status registrado no painel System Status (Status do sistema). Exclusão de eventos Permite excluir eventos do banco de dados. Selecione Options Events Delete Events (Opções > Eventos > Excluir eventos). Selecione os eventos a serem excluídos e clique em Delete (Excluir). Os eventos são excluídos do banco de dados. Essa ferramenta pode ser programada para ser executada regularmente. Para obter mais informações, consulte Apêndice F, "Tarefas padrão do sistema". NOTA Você também pode excluir eventos da página de visualização de eventos. Configuração de gerenciamento de eventos As opções de menu a seguir são usadas para configurar o gerenciamento de eventos: Event Filter Settings (Configurações de filtro de eventos) Permite filtrar as interceptações SNMP recebidas dos sistemas descobertos. A configuração padrão é aceitar todas as interceptações SNMP registradas de todos os sistemas descobertos. Você pode especificar a gravidade das interceptações que deseja ver e usar os intervalos de endereço IP para criar um subconjunto dos sistemas cujas interceptações podem ser recebidas ou ignoradas. Por exemplo, você pode usar a filtragem de eventos para ignorar interceptações informativas. Esse recurso está disponível para os usuários com direitos administrativos. Para acessar Event Filter Settings (Configurações de filtro de eventos), selecione Options Events Event Filter Settings (Opções > Eventos > Configurações de filtro de eventos). SNMP Trap Settings (Configurações de interceptações SNMP) Permite adaptar as mensagens de interceptação a suas necessidades de rede específicas. As mensagens de interceptação podem ser cifradas, escritas de modo inadequado e incompreensíveis. Você pode modificar as informações da Management Information Base Configuração de gerenciamento de eventos 61

62 (MIB) na representação do banco de dados. Também é possível modificar um arquivo.cfg do MIB. A HP recomenda nunca modificar um MIB real. Para acessar as configurações de interceptação SNMP, selecione Options Events SNMP Trap Settings (Opções >Eventos > Configurações de interceptação SNMP). As configurações de interceptação SNMP estão disponíveis para os usuários com direitos administrativos e são usadas para visualizar ou editar detalhes de interceptação de um MIB registrado. Status Change Event Settings (Configurações de eventos de alteração de status) Permite controlar se um evento de alteração de status é gerado quando o status de integridade muda. Para acessar, selecione Options Events Status Change Event Settings (Opções > Eventos > Configurações de eventos de alteração de status). Subscribing to WBEM Events (Assinatura de eventos WBEM) Permite assinar eventos WBEM. Selecione Options Events Subscribe to WBEM Events (Opções > Eventos > Assinar eventos WBEM). Unsubscribing to WBEM Events (Cancelar assinatura de eventos WBEM) Permite cancelar a assinatura de eventos WBEM. Selecione Options Events Unsubscribe to WBEM Events (Opções > Eventos > Cancelar assinatura de eventos WBEM). Exemplo - Criação de uma tarefa de pager com base em notificação por É possível configurar uma tarefa de notificação para encaminhar um para um telefone celular (por exemplo, Short Message Service (Serviço de mensagem curta, SMS)) ou outras aplicações de interface de pager sempre que o CMS receber um evento crítico, principal ou secundário. IMPORTANTE Ao usar filtros de tempo, você pode usar s ou páginas com estilo de chamada. Se desejar que uma pessoa seja notificada durante o horário comercial e outra à noite, crie duas tarefas diferentes e defina o filtro de tempo de modo apropriado. NOTA Esse mesmo tipo de configuração de tarefa pode ser aplicado a uma tarefa de pager para usar um modem no servidor HP SIM para enviar uma mensagem por celular ou pager alfanumérico. NOTA O pager é permitido somente em um CMS com Windows. Procedimento 10. Definição da tarefa de notificação para encaminhar s para o celular 1. Selecione Options Events Automatic Event Handling New Task (Opções > Eventos > Tratamento automático de eventos > Nova tarefa). A página Automatic Event Handling - New Task (Tratamento automático de eventos - Nova tarefa). 2. No campo Task name (Nome da tarefa), insira um nome para a tarefa, como Eventos importantes para a tarefa de /pager. 3. Clique em Next (Avançar). A página Select event collection (Selecionar coleção de eventos) é exibida. 4. Selecione use event attributes that I will specify (usar os atributos de evento que eu especificar). 5. Clique em Next (Avançar). Na segunda caixa de seleção (seleção de comparação) na página Select Events (Selecionar eventos), clique na lista suspensa e selecione is (é). 6. Na terceira caixa de seleção (seleção de valor), os valores disponíveis para um determinado critério ou combinação de comparação são fornecidos. Selecione Informational (Informativo). 7. Clique em Add (Adicionar). 62 Gerenciamento de eventos

63 8. Na terceira caixa de seleção (seleção de valor), os valores disponíveis para um determinado critério ou combinação de comparação são fornecidos. Selecione Critical (Crítico). 9. Repita as etapas de 5 a 8 e, na terceira caixa de seleção, selecione Major (Grave) e Minor (Secundário). 10. Clique em Next (Avançar). A página Select system collection (Selecionar coleção do sistema) é exibida. 11. Selecione Use system attributes that I will specify (Usar os atributos de sistema que eu especificar). 12. Clique em Next (Avançar). A página Select systems (Selecionar sistemas) é exibida. a. Na primeira caixa de seleção (seleção de critérios), selecione system name (nome do sistema). b. Na segunda caixa de seleção (seleção de comparação), selecione is (é). c. Na terceira caixa de seleção (seleção de valor), selecione (any) (qualquer). d. Clique em Next (Avançar). A página Select actions (Selecionar ações) é exibida. 13. Selecione Send (Enviar ). a. No campo de endereço To (Para), insira o endereço de ao qual deseja enviar a notificação (vários endereços podem ser adicionados para que um grupo seja notificado). Um endereço CC também pode ser adicionado para que um gerente ou supervisor também seja notificado. b. No campo Subject (Assunto), insira o assunto. Por exemplo, Eventos do HP Systems Insight Manager. c. Na seção Message Format (Formato da mensagem), mude a opção para Pager/SMS. Essa opção envia um formato de condensado que é semelhante a uma tarefa de pager no HP SIM, o que é a maneira ideal de enviar alertas para um tipo de hardware de celular (ou quando a interface de programação de aplicativos de telefonia (TAPI) não está disponível e um provedor de para pager está sendo usado). 14. Clique em Next (Avançar). A seção Select time filter (Selecionar filtro de tempo) é exibida. 15. Selecione Use time filter (Usar filtro de tempo) e selecione Nights and Weekends (Noites e finais de semana), a não ser que você queira receber s 24 horas por dia. Nesse caso, desmarque Use time filter (Usar filtro de tempo). 16. Clique em Next (Avançar). A página Review summary (Revisar resumo) é exibida. 17. Clique em Finish (Finalizar) para criar a nova tarefa. Exemplos de páginas de O tratamento automático de eventos permite enviar o URL da página inicial de um sistema em um endereço de se esse sistema tiver uma página inicial. Se o sistema não tiver uma página inicial, o tratamento automático de eventos enviará um URL que aponta para a System Page (Página do sistema) do HP SIM do sistema no CMS atual. NOTA O URL especificado em uma mensagem de aparecerá somente se o formato for definido como padrão. Você pode enviar as seguintes páginas de do HP SIM: Padrão Pager/SMS HTML Exemplo de uma página de padrão Exemplos de páginas de 63

64 From: Doe, John Sent: Wednesday, April 28, :04 PM To: Doe, Jane Cc: Smith, Jim; Jones, Beth Subject: System A: Storage System side panel is removed (Ver. 3): Standard format Event Name: Storage System side panel is removed (Ver. 3) URL: https://systemname:2381 Event originator: System A Event Severity: Major Event received: 28-Apr-2004, 17:03:47 Event description: Storage System side panel is removed. The side panel status has been set to removed. The storage system`s side panel is not in a properly installed state. This situation may result in improper cooling of the drives in the storage system due to air flow changes caused by the missing side panel. User Action: Replace the storage system side panel. Status: sidepanelremoved Exemplo de uma página de Pager/SMS From: Doe, John Sent: Wednesday, April 28, :04 PM To: Doe, Jane Cc: Smith, Jim; Jones, Beth Subject: System A: Storage System side panel is removed (Ver. 3): Pager SMS Format testing System A, Storage System side panel is removed (Ver. 3),Status: sidepanelremoved Exemplo de uma página HTML From: Doe, John Sent: Wednesday, April 28, :04 PM To: Doe, Jane Cc: Smith, Jim; Jones, Beth Subject: qaunit1: Storage System side panel is removed (Ver. 3): HTML Format testing 64 Gerenciamento de eventos

65 Onde quanit1 é o nome do sistema. Exemplo - Criação de uma tarefa para enviar um quando um sistema atingir um estado crítico As instruções a seguir configuram uma tarefa de tratamento automático de eventos a ser executada quando um sistema descoberto chegar a um status crítico. Procedimento 11. Criação de uma tarefa para enviar um quando um sistema atingir um estado crítico 1. No painel Search (Pesquisar), clique em Advanced Search (Pesquisa avançada). A página Advanced Search (Pesquisa avançada) é exibida. 2. Selecione eventos na lista suspensa Search for (Procurar). 3. Na primeira caixa de seleção (seleção de critérios), selecione severity (gravidade) na lista suspensa. 4. Na segunda caixa de seleção (seleção de comparação), selecione is (é) na lista suspensa. 5. Na terceira caixa de seleção (seleção de valor), os valores disponíveis para um determinado critério ou combinação de comparação são fornecidos. Selecione Critical (Crítico). 6. (Opcional) Clique em View (Exibir) para visualizar os resultados de pesquisa. 7. Clique em Save As Collection (Salvar como coleção) para salvar a coleção de eventos. 8. No campo Name (Nome), insira um nome para a coleção, como Eventos críticos. 9. Em Place in (Colocar em), salve a coleção em Events by Severity (Eventos por gravidade) para que ela fique disponível para outros usuários. 10. Clique em OK para salvar a coleção ou clique em Cancel (Cancelar) para cancelar a operação de salvamento. 11. Para configurar o HP SIM para enviar um , selecione Options Events Automatic Event Handling Settings (Opções > Eventos > Tratamento automático de eventos > Configurações de ). A página Settings (Configurações de ) é exibida. 12. Especifique o host SMTP na caixa SMTP Host (Host SMTP). 13. Especifique o endereço de que o servidor de gerenciamento usa ao enviar notificações por na caixa Sender's Address (Endereço de do remetente). Exemplo - Criação de uma tarefa para enviar um quando um sistema atingir um estado crítico 65

66 14. Para autenticar seu servidor SMTP, marque a caixa de seleção Server Requires Authentication (Servidor requer autenticação). 15. Especifique o nome da conta na caixa Account name (Nome da conta). 16. Especifique a senha na caixa Password (Senha). 17. Clique em OK para salvar as alterações. 18. Para configurar os eventos de alteração de status, selecione Options Events Status Change Event Settings (Opções > Eventos > Configurações de eventos de alteração de status). A página Status Change Event Settings (Configurações de eventos de alteração de status) é exibida. 19. Selecione Enable creation of system status change events (Permitir a criação de eventos de alteração de status do sistema). Essa opção envia um evento inalcançável do sistema sempre que um sistema não pode ser alcançado por um ping por meio da tarefa de pesquisa de status de hardware. A ativação dessa opção cria um evento alcançável do sistema sempre que o sistema pode ser alcançado novamente. 20. Clique em OK para aplicar as alterações. 21. Para criar a tarefa, selecione Options Events Automatic Event Handling New Task (Opções >Eventos > Tratamento automático de eventos > Nova tarefa). A página Automatic Event Handling - New Task (Tratamento automático de eventos - Nova tarefa). 22. Na página Step 1, Select name (Etapa 1, Selecionar nome), insira um nome para a tarefa na caixa Task name (Nome da tarefa), como Enviar para status crítico. 23. Clique em Next (Avançar). A página Step 2, Select event collection (Etapa 2, Selecionar coleção de eventos) é exibida. 24. Selecione a coleção Critical Events (Eventos críticos) na lista suspensa. 25. Clique em Next (Avançar). A página Select system collection (Selecionar coleção do sistema) é exibida. Não selecione uma coleção do sistema. 26. Clique em Next (Avançar). A página Select action (Selecionar ação) é exibida. 27. Selecione Send (Enviar ). a. No campo To (Para), insira a lista dos endereços de que devem receber a notificação. b. No campo CC, insira os endereços de que devem receber uma cópia do , separando cada um com uma vírgula. c. No campo Subject (Assunto), insira uma observação descrevendo o assunto do . d. No campo Message Format (Formato da mensagem), selecione entre os seguintes formatos com base na preferência de codificação do destinatário: 66 Gerenciamento de eventos Standard (Padrão). Esse formato de mensagem padrão envia uma mensagem de texto por para os destinatários. Pager/SMS. Uma mensagem de formatada com as mesmas informações e o mesmo formato de uma mensagem de pager é enviada para os destinatários. HTML. Uma mensagem de semelhante à página HTML Event Details (Detalhes do evento HTML) é enviada para os destinatários. e. No campo Encoding (Codificação), selecione um dos seguintes formatos: Western European (ISO ) Unicode (UTF-8) Japanese (ISO-2022-JP) Japanese (Shift_JIS) Japanese (EUC-JP) S-Chinese (GB18030) T-Chinese (Big5)

67 Korean (EUC-KR) 28. Clique em Next (Avançar). A página Step 4, Select time filter (Etapa 4, Selecionar filtro de tempo) é exibida. 29. Selecione a caixa Use time filter (Usar filtro de tempo) se desejar usar filtros de tempo e selecione uma opção na lista suspensa. Clique em Manage Filters (Gerenciar filtros) se desejar configurar filtros definidos pelo usuário. 30. Clique em Next (Avançar). A página Step 5, Review summary (Etapa 5, Revisar resumo) é exibida. O Task name (Nome da tarefa), a coleção de eventos selecionada, os eventos, os critérios do sistema e informações sobre Action(s) (Ações) são exibidos. 31. Se desejar editar as seleções de , clique em Edit Settings (Editar configurações de ) para editar as configurações SMTP. 32. Clique em Finish (Finalizar) para criar a nova tarefa. Exemplo - Criação de uma tarefa para excluir todos os eventos apagados O exemplo a seguir descreve como criar uma tarefa para excluir todos os eventos de servidor apagados do banco de dados do HP SIM. É útil incluir essa tarefa em seu portfólio de gerenciamento porque a exclusão dos eventos apagados regularmente esvazia o banco de dados, eliminando as entradas desnecessárias, e melhora o desempenho do sistema. A tarefa abaixo tem os seguintes segmentos: Criação de uma coleção de eventos que contém os eventos que você deseja excluir Criação e programação da tarefa para excluir todos os eventos de servidor apagados e executar a tarefa Procedimento 12. Criação de uma tarefa para excluir todos os eventos apagados 1. No painel Search (Pesquisar), clique em Advanced Search (Pesquisa avançada). A página Advanced Search (Pesquisa avançada) é exibida. 2. Selecione eventos na lista suspensa Search for (Procurar). 3. Na primeira caixa de seleção (seleção de critérios), selecione cleared state (estado apagado) na lista suspensa. 4. Na segunda caixa de seleção (seleção de comparação), selecione is (é) na lista suspensa. 5. Na terceira caixa de seleção (seleção de valor), selecione cleared (apagado). 6. (Opcional) Clique em View (Exibir) para visualizar os resultados de pesquisa. 7. Clique em Save As Collection (Salvar como coleção) para salvar a coleção de eventos. 8. No campo Name (Nome), insira um nome para a coleção, como Excluir eventos de servidor apagados. 9. Em Place in (Colocar em), salve a coleção em Events by Severity (Eventos por gravidade) para que ela fique disponível para outros usuários. 10. Clique em OK para salvar a coleção. 11. Em seguida, selecione sistemas na lista suspensa Search (Pesquisar). 12. Na primeira caixa de seleção (seleção de critérios), selecione system type (tipo de sistema) na lista suspensa. 13. Na segunda caixa de seleção (seleção de comparação), selecione is (é) na lista suspensa. 14. Na terceira caixa de seleção (seleção de valor), os valores disponíveis para um determinado critério ou combinação de comparação são fornecidos. Selecione server (servidor). 15. (Opcional) Clique em View (Exibir) para visualizar os resultados de pesquisa. 16. Clique em Save As Collection (Salvar como coleção) para salvar a coleção de sistemas. 17. No campo Name (Nome), insira um nome para a coleção de sistemas, como Excluir eventos de servidor apagados do sistema. Exemplo - Criação de uma tarefa para excluir todos os eventos apagados 67

68 18. Para criar e programar a tarefa, selecione Options Events Delete Events (Opções > Eventos > Excluir eventos). A página Delete Events (Excluir eventos) é exibida. 19. Selecione a coleção Delete Cleared Server Events (Excluir eventos de servidor apagados) na lista suspensa 20. Clique em Apply (Aplicar). 21. Agora clique em Add system filter (Adicionar filtro do sistema) para adicionar a coleção de sistemas. 22. Selecione a coleção de sistemas criada na etapa 17 e selecione "Delete Cleared Server Events_system" itself (Excluir eventos de servidor apagados do sistema). 23. Clique em Apply (Aplicar). 24. Clique em Schedule (Programar). 25. Na caixa Task name (Nome da tarefa), forneça um nome para a tarefa, como Excluir eventos de servidor apagados. 26. Na seção Refine schedule (Refinar programação), selecione a opção de programação preferida. Neste exemplo, selecionando When new systems or events are added to the collection (Quando novos sistemas ou eventos são adicionados à coleção), o HP SIM exclui automaticamente os eventos de servidor sempre que eles forem apagados. 27. Clique em Done (Concluído). A tarefa é programada e a página All Scheduled Tasks (Todas as tarefas programadas) é exibida. Para executar essa tarefa a qualquer momento, selecione Tasks & Logs View All Scheduled Tasks (Tarefas e logs > Visualizar todas as tarefas programadas). Em seguida, selecione Delete Cleared Server Events (Excluir eventos de servidor apagados) na tabela e clique em Run Now (Executar agora). 68 Gerenciamento de eventos

69 14 Relatórios no HP SIM Relatórios padrão Os relatórios padrão são fornecidos com o HP SIM. Os relatórios são baseados em cenários de usuário comuns e não precisam de nenhuma configuração ou ativação adicional. Esses relatórios são instalados, configurados e disponibilizados para uso assim que o HP SIM é instalado e configurado. Os relatórios padrão estão associados às coleções de sistemas existentes no HP SIM, por exemplo, All Systems (Todos os sistemas) ou All Servers (Todos os servidores). Os resultados do relatório são exibidos com base na autorização de sistemas do usuário. Para acessar os relatórios padrão disponíveis, navegue até a página Manage Reports (Gerenciar relatórios). Novos relatórios Uma configuração de relatório é um conjunto de preferências definido pelo cliente que remove critérios especificados das tabelas do banco de dados e os coloca em um relatório no formato especificado. As configurações do relatório podem ser salvas e usadas para executar um relatório em uma data posterior com dados ativos. Você deve ter direitos administrativos ou direitos de operador para criar, salvar, editar, copiar ou excluir configurações de relatório. Os usuários com direitos de usuário podem executar somente as configurações de relatório autorizadas. Se o Usuário 1 com direitos administrativos gerar um relatório e uma coleção privada, o Usuário 2 com direitos administrativos poderá gerar um relatório usando a configuração de relatório e a coleção privada criadas pelo Usuário 1. O Usuário 2 pode editar, salvar e excluir a configuração de relatório, mas não pode excluir a coleção privada criada pelo Usuário 1. O assistente de criação de novo relatório ajuda a criar um novo relatório e o adiciona aos relatórios do HP SIM. Essa opção está disponível somente para HP SIM. Você pode salvar a configuração do relatório para uso futuro ou gerar um relatório único. Selecione Reports New Report... (Relatórios > Novo relatório...); a página Step 1: Select Target Systems (Etapa 1: Selecionar sistemas de destino) é exibida. Verifique os sistemas de destino e clique em Next (Avançar). A página Step 2: Specify Parameters (Etapa 2: Especificar Parâmetros) é exibida. Forneça um nome ao relatório e verifique os itens solicitados em Select items (Selecionar item) para serem exibidos no relatório e salva-o. Gerenciamento de relatórios O recurso Manage Reports (Gerenciar relatórios) fornece as seguintes opções: Executar relatório Um relatório gerado fornece as seguintes informações: Nome do relatório Coleção de sistemas associada NOTA As informações sobre a coleção de sistemas associada não serão exibidas se nenhuma coleção for selecionada para gerar o relatório. Data e hora de execução do relatório Formato do relatório gerado: HTML (Recomendado para visualização) Permite visualizar um relatório existente no formato HTML. Relatórios padrão 69

70 ML CSV Copy (Copiar) Permite visualizar um relatório existente no formato ML. Permite visualizar um relatório existente no formato CSV. O HP SIM permite copiar configurações de uma configuração de relatório existente. Você pode editar as configurações copiadas recentemente para criar um novo relatório. NOTA Você deve estar conectado ao HP SIM com direitos administrativos ou direitos de operador para copiar configurações de relatório. Caso não esteja conectado com direitos administrativos ou direitos de operador, a opção de cópia não estará disponível. New (Novo) Permite criar um novo relatório e adicioná-lo aos relatórios do HP SIM. Essa opção está disponível somente para HP SIM. Você pode salvar a configuração do relatório para uso futuro ou gerar um relatório único. Edit (Editar) O HP SIM permite editar configurações de relatório existentes. Você pode salvar as configurações de relatório atualizadas, substituindo a configuração existente, ou pode salvá-las como uma nova configuração de relatório. NOTA Você deve ter direitos administrativos ou direitos de operador para criar, salvar, editar, copiar ou excluir configurações de relatório. Os usuários com direitos de usuário não podem editar as configurações de relatório. Delete (Excluir) Você pode excluir permanentemente uma configuração de relatório da página Manage Reports (Gerenciar relatórios). Showing SQL Queries (Exibição de consultas SQL). Permite visualizar consultas SQL. Selecione Reports Manage Reports... (Relatórios > Gerenciar relatórios...). A página Manage Reports (Gerenciar relatórios) é exibida. Selecione o relatório do qual deseja visualizar os detalhes SQL, selecione Run Report (Executar relatório) e, no relatório propriamente dito, clique em Show SQL queries (Mostrar consultas SQL). Comparação de instantâneos A comparação de instantâneos permite comparar até quatro sistemas (com o mesmo sistema operacional) entre si ou comparar um único sistema consigo mesmo e observar as alterações ao longo do tempo. Para visualizar uma comparação de instantâneos, selecione Reports Snapshot Comparison... (Relatórios > Comparação de instantâneos...). A página Snapshot Comparison (Comparação de instantâneos) é exibida. Selecione os sistemas de destino e clique em Next (Avançar). Relatórios avançados Os relatórios avançados contêm a tabela Reports by Product (Relatórios por produto) que exibe os produtos registrados com o HP SIM junto com os relatórios disponíveis. Existem 18 relatórios predefinidos nos relatórios avançados do HP SIM. 70 Relatórios no HP SIM

71 A página principal do mecanismo de geração de relatórios contém a tabela Reports by Product (Relatórios por produto) que exibe os produtos registrados com o HP SIM junto com os relatórios disponíveis. A tabela Reports by Product (Relatórios por produto) exibe relatórios do HP SIM por padrão. Somente os produtos que foram registrados com o HP SIM têm relatórios predefinidos exibidos. Tabela 6 Colunas de Relatórios por produto Nome Nome do produto/relatório Tipo de relatório Sistemas de destino Descrição Descrição Exibe o nome dos produtos junto com o número total de relatórios em parênteses registrados com o HP SIM para relatórios. Quando o item do produto é expandido clicando no ícone de expansão, os relatórios disponíveis são exibidos na seção de produtos junto com os detalhes do relatório Descrição, Sistemas de destino e Tipo de relatório. Exibe o tipo de relatório como Tabela, Barra, Pizza, Barra-Pizza ou Linha. Exibe a seleção de destino na qual o relatório é executado. Exibe uma breve descrição do relatório. Tabela 7 Botões de Relatórios por Produto Nome Descrição Novo Edit (Editar) Executar relatório Relatório de Excluir Cria um novo relatório. Edita um relatório selecionado. Apenas habilitado para os relatórios criados/definidos pelo usuário em HP SIM. Permanece desativado para relatórios Predefinidos. Executa um relatório. Ativa usuários para enviar um relatório por . Exclui um relatório selecionado. Apenas os relatórios criados/definidos pelo usuário podem ser excluídos. Relatórios predefinidos Relatórios predefinidos são enviados com o HP SIM. Os relatórios se baseiam em cenários comuns dos usuários. Relatórios predefinidos estão vinculados a coleções existentes do sistema HP SIM, por exemplo, "Todos os sistemas" ou "Todos os servidores". Os resultados do relatório são exibidos com base na autorização de sistemas do usuário. Selecione Reports Enhanced Reports. A página Enhanced Reports, Reports by Product (Relatórios aprimorados, Relatórios por produto) é exibida. Executar Enhanced reports (Relatórios aprimorados) Executa um relatório disponível no mecanismo de relatórios. O relatório gerado é exibido em uma nova página ao clicar em Run Report (Executar relatório). O relatório gerado fornece o nome do relatório, a coleção do sistema associado e a data e hora de execução do relatório nos formatos a seguir. Você seleciona o formato antes de executar o relatório. HTML (Recomendado para visualização) CSV PDF Relatórios padrão 71

72 Selecione Reports Enhanced Reports (Relatórios > Relatórios aprimorados). A página Enhanced Reports (Relatórios aprimorados) é exibida. Selecione o relatório que você deseja executar. Clique em Run Report (Executar relatório). Novos relatórios aprimorados Uma configuração de relatório é um conjunto de preferências definido pelo cliente que remove critérios especificados das tabelas do banco de dados e os coloca em um relatório no formato especificado. As configurações do relatório podem ser salvas e usadas para executar um relatório em uma data posterior com dados ativos. Uma opção adicional para criar novo relatório é selecionar o tipo de relatório a ser usado. Você pode selecionar as seguintes opções em qualquer combinação. Incluir gráfico Incluir tabela O gráfico de tipo de relatório oferece suporte a três subtipos. Barra Pizza Linha (Tendência) A seção Include Chart (Incluir gráfico) é alterada dinamicamente para exibir os itens de seleção que são exigidos para criar o relatório correspondente. Dependendo do tipo de gráfico selecionado, detalhes adicionais estão presentes da seguinte forma. Título do gráfico O título do gráfico está disponível para todos os tipos de gráficos. Rodapé O rodapé está disponível para todos os tipos de gráficos. Eixo O eixo está disponível para um gráfico de linhas ou barras. Eixo Y O eixo Y está disponível para um gráfico de linhas ou barras. A opção Include Table (Incluir tabela) permite a seleção de campos da coluna e ordem a ser exibida na tabela do relatório gerado. Você pode salvar a configuração do relatório para uso futuro ou gerar um relatório único. Edição relatórios aprimorados Apenas os relatórios personalizados podem ser editados. Os detalhes do relatório aberto são preenchidos antecipadamente nos campos de texto. O botão Edit (Editar) só está ativado para relatórios personalizados no HP SIM Relatórios por Os relatórios por permitem que você agende um relatório a ser executado em um horário específico e enviado por . Você pode agendar um relatório para ser executado periodicamente ou de uma vez. Selecione uma das opções a seguir para executar o relatório. Selecione Run when the central management server is started (Executar quando o servidor de gerenciamento central é iniciado) se desejar que o relatório seja executado quando o servidor de gerenciamento central é iniciado. Selecione Run now (Executar agora) caso queira executar o relatório imediatamente. 72 Relatórios no HP SIM

73 Selecione Disable this task (Desativar esta tarefa) se quiser desativar o relatório a qualquer momento. Exclusão de relatórios Os relatórios criados pelo usuário, localizados na seção Reports by Product (Relatórios por produto), podem ser excluídos. Antes de o relatório ser excluído, uma mensagem pop-up é exibida perguntando se você tem certeza de que deseja excluir o relatório selecionado. Se você clicar em OK, o relatório será excluído, e a página do relatório e produto será atualizada para mostrar o status correto dos relatórios. Relatórios padrão 73

74 15 Ferramentas do HP SIM Seleção de destino Os destinos são sistemas sobre os quais uma ferramenta atua. Os destinos podem ser sistemas, coleções ou grupos de sistemas simples que são escolhidos apenas para a tarefa disponível. Você pode selecionar os destinos antes ou depois de selecionar a ferramenta. Você pode verificar e modificar a seleção usando o assistente de tarefas. Depois de os destinos serem verificados, eles serão exibidos na área de título da ferramenta. NOTA Algumas ferramentas podem não funcionar em vários sistemas. Nesse caso, um aviso será exibido indicando que você pode selecionar apenas um sistema individual. Consulte a ajuda online do Systems Insight Manager para obter mais informações sobre o assistente de tarefas. Agendando ferramentas As opções a seguir estão disponíveis ao agendar ferramentas para execução: Periodicamente Selecione um intervalo de minutos, horas, dias, semanas ou meses. Com o agendamento periódico, você pode configurar a tarefa a ser executada até uma determinada data e hora ou para executar apenas um número de horas definido. O agendamento periódico permite a aplicação de filtros por hora. Esses filtros especificam as horas do dia em que uma tarefa programada pode operar. NOTA Se você quiser agendar uma tarefa para ser executada uma vez por mês no 31º dia do mês e o mês tiver somente 30 dias, a tarefa será executada no 1º dia do mês seguinte. Uma vez Especifique a data e hora em que a tarefa deve ser executada. Quando novos sistemas ou eventos são adicionados à coleção Essa opção só está disponível se você selecionar Collection of Systems or Events (Coleção de sistemas ou eventos) como seu destino. A tarefa só é executada quando novos sistemas ou eventos atenderem aos critérios da coleção. Você também pode aplicar um filtro de hora para este tipo de agendamento. Quando sistemas ou eventos são removidos da coleção Essa opção é quase idêntica à opção anterior, exceto pelo fato de que a tarefa é executada somente quando os sistemas contidos na Collection of Systems or Events (Coleção de sistemas ou eventos) não atendem mais aos critérios de coleção. Um filtro de hora pode ser aplicado a este tipo de agendamento. Não agendado Essa opção especifica que a tarefa só pode ser executada manualmente por um usuário com privilégios apropriados. Essa tarefa nunca é executada automaticamente. As tarefas podem ser executadas manualmente a partir da página All Scheduled Tasks (Todas as tarefas agendadas) ou da CLI. Gerenciando tarefas O HP SIM permite gerenciar sistemas e eventos agendando e executando tarefas. As tarefas são ações executadas usando uma ferramenta do HP SIM. As instâncias da tarefa são uma única instância executada de uma tarefa. 74 Ferramentas do HP SIM

75 Os usuários podem: Criar uma variação de uma tarefa Agendar uma tarefa Modificar uma tarefa Excluir uma tarefa Parar uma tarefa em execução Rastrear status da tarefa As informações da tarefa estão disponíveis selecionando uma das seguintes opções: Tasks & Logs View All Scheduled Tasks Tasks & Logs View Task Results (Tarefas e logs > Visualizar resultados da tarefa) O HP SIM fornece tarefas (padrão) fornecidas pelo sistema. Essas tarefas podem ser desativadas ou ter suas programações modificadas, mas elas podem ser removidas ou reatribuídas a outro usuário. O HP SIM exige essas tarefas (por exemplo, Coleção de dados) para fornecer uma imagem completa dos sistemas que estão sendo monitorados. Exibindo resultados Depois de uma tarefa ser executada, você poderá visualizar os resultados da tarefa selecionando Tasks & Logs View Task Results (Exibir resultados da tarefa). A página Task Results (Tarefas e logs > Resultados da tarefa) é exibida e inclui uma tabela exibindo todas as tarefas que estão concluídas ou em execução no momento. A tabela inclui informações sobre a inicialização da tarefa, a ferramenta usada, o status da tarefa, quem executou a tarefa e a hora de início e término da tarefa. Exemplo - Comando ping no dispositivo Use a ferramenta Ping para emitir o comando ping em um sistema individual ou em vários. Para emitir o comando ping nos sistemas, selecione Diagnose Ping. É exibida a janela Ping. Selecione os sistemas de destino e clique em Run Now (Executar agora) para executar a tarefa. Se um sistema não resolver um endereço IP, a solicitação não pode ser executada. Para os sistemas com vários endereços IP, o resultado de cada endereço IP ocupa uma linha na página de resultados. O status no canto superior direito é: Pinging selected systems. Depois de emitir o comando ping em todos os sistemas na lista, o status será: Ping completed com uma marcação de tempo de hora de término. Os resultados do ping são exibidos em uma janela separada. Você pode receber as seguintes respostas: Replied. A solicitação foi executada com êxito, e o sistema no qual foi emitido o comando ping respondeu. Request timed out. A solicitação foi executada, mas o sistema no qual foi emitido o comando ping não respondeu. System does not have an IP address and cannot be pinged. Não há nenhum endereço IP associado ao sistema. Impossível executar o comando ping. Se o comando ping tiver êxito, não há nenhuma nova tentativa. Você só poderá tentar novamente quando o comando ping falhar. Os resultados do comando ping não têm efeito sobre o status do sistema nos Resultados da tarefa nem sobre as páginas da visualização do sistema. Exibindo resultados 75

76 Parte IV Recursos avançados do HP SIM

77 16 Coleções no HP SIM Coleções no HP SIM Os sistemas e eventos são agrupados em coleções com base nas informações do banco de dados do HP SIM. Depois de uma coleção ser definida, você poderá exibir os resultados ou associar a coleção a uma tarefa. Você também pode salvar uma coleção editada ou não editada como uma coleção com outro nome. Você pode usar coleções para organizar números grandes de sistemas em agrupamentos menores e mais significativos. Por exemplo, sua organização pode ter cinco administradores de sistemas diferentes que são responsáveis por 100 sistemas diferentes em 6 prédios diferentes. Você pode criar uma coleção para cada administrador que inclui apenas seus sistemas ou você pode criar uma coleção para cada prédio que inclua somente os sistemas localizados naquele prédio. Você deve ter direitos administrativos para personalizar as coleções compartilhadas. NOTA Use texto em português para nomear as coleções. Se você não usar texto em português, você poderá ver coleções nomeadas geradas pelo HP SIM. Por exemplo, coleção-<número> Você pode criar uma coleção de várias maneiras: Crie uma coleção a partir da página Customize Collections (Personalizar coleções). Clique no link Customize (Personalizar) no painel System and Event Collections (Coleções de sistema e eventos). A página Customize Collections (Personalizar coleções) será exibida. Selecione Events (Eventos) ou Systems (Sistemas) e clique em New (Novo). A seção New Collection (Nova coleção) é exibida. Página Customize Collections (Personalizar coleções) NOTA As coleções de sistemas e eventos podem ser criadas. Coleções no HP SIM 77

78 Crie uma coleção a partir da página de visualização do sistema. Clique em Save As Collection (Salvar como coleção) na parte inferior de qualquer página de visualização do sistema. Esse comando permite salvar os sistemas selecionados no momento (ou coleções) como uma nova coleção. Salvando a partir da página de visualização da tabela Execute uma pesquisa do sistema e salve os critérios de pesquisa como os atributos que estão definindo uma coleção. Salvando uma coleção a partir da página Pesquisa Avançada. Tipos de coleções Para obter mais informações sobre como salvar coleções, consulte a ajuda online do Systems Insight Manager. Por membro Quando você cria uma coleção, você pode selecionar exatamente quais coleções ou sistemas específicos você deseja incluir. Na página Customize Collections (Personalizar coleções), clique em New (Novo). A seção New Collection (Nova coleção) será exibida. Selecione Choose members individually (Escolher membros individualmente). NOTA Ao criar coleções de eventos, não é possível selecionar eventos individuais. Entretanto, é possível selecionar coleções de eventos, que lhe permitem criar uma hierarquia conveniente. 78 Coleções no HP SIM

79 Por atributo Quando você criar uma coleção, poderá descrever o conteúdo da coleção pelos atributos de seus membros. As coleções definidas pelos atributos são dinâmicas uma vez que cada vez que elas são chamadas, o conteúdo é determinado novamente. Você pode usar muitos atributos do sistema para criar coleções, por exemplo, nome do sistema (completo ou parcial), sistema operacional ou tipo de sistema. Para coleções de eventos, alguns dos atributos que você pode selecionar são status autorizado, tipo, gravidade e hora. Você pode combinar vários atributos para criar o grupo exato de sistemas ou eventos necessários. Para criar coleções por atributo, clique em Save As Collection (Salvar como coleção) na página Advanced Search (Pesquisa avançada) ou clique em New (Novo) na página Customize Collections (Personalizar coleções). Em seguida, na seção Nova coleção, selecione Escolher membros pelos atributos. Selecione os atributos e clique em Save As Collection (Salvar como coleção) Como as coleções por atributo usam uma consulta do banco de dados, as coleções que são complexas consomem mais recursos do sistema sempre que eles são acessados. Manter as coleções simples minimiza o impacto de desempenho. Coleções de combinação As coleções de combinação permitem vincular uma coleção de sistema e uma coleção de eventos e reutilizar e recombinar as coleções de sistema e eventos que você criou. NOTA Há dois tipos de coleções de combinação. Se você estiver criando uma coleção de sistema, então a coleção de combinação retornará uma lista do sistema. Se você estiver criando uma coleção de evento, então a coleção de combinação retornará uma lista de evento. Por exemplo, as duas coleções All Servers (Todos os servidores) e All Login and Logout Events (Todos os eventos de login e logout) podem ser combinados de duas formas. Uma forma retorna todos os servidores com eventos de login e logout. A outra forma retorna todos os eventos de login e logout ocorridos nos servidores. Criando uma coleção de sistemas Para obter uma visualização rápida de todos processadores de gerenciamento do sistema, faça o login em HP SIM. No painel System and Event Collections (Coleções de sistemas e de eventos), role para baixo e selecione All Management Processors (Todos os processadores de gerenciamento). A página All Management Processors (Todos os processadores de gerenciamento) será exibida. Para criar um grupo personalizado de todos os dispositivos ilo (ou por versão do ilo), crie uma coleção de sistemas. 1. No painel System and Event Collections (Coleções de sistemas e de eventos), clique em Customize (Personalizar). A página Customize Collections (Personalizar coleções) será exibida. 2. Na lista suspensa Show collections of (Mostrar coleções de), selecione Systems (Sistemas). Todas as coleções de sistemas ou de clusters disponíveis serão exibidas. 3. Clique em New (Novo). A seção New Collection (Nova coleção) será exibida. 4. Selecione Choose members by attributes (Escolher membros por atributos). 5. Na lista suspensa Search for (Procurar), selecione systems (sistemas). 6. Na lista suspensa Where (Onde), selecione system sub type (subtipo de sistema) e selecione is (é) na lista suspensa de inclusão/exclusão. 7. Selecione uma opção do Integrated Lights-Out na lista suspensa de subtipos do sistema à direita. 8. Clique em uma destas opções: View (Exibir) para executar a pesquisa e exibir os resultados imediatamente. Coleções no HP SIM 79

80 Save as Collection (Salvar como coleção) para salvar a coleção. Cancel (Cancelar) para fechar a seção New Collection (Nova coleção) sem salvar as alterações. Outros recursos de personalização A página Customize Collections (Personalizar coleções) permite criar e organizar suas coleções de uma forma que funcione para você. Página Customize Collections (Personalizar coleções) Na página Customize Collections (Personalizar coleções), algumas coleções mostram seu conteúdo e outras não. Por exemplo, na imagem acima, All Systems, HP Blade Systems e Storage Systems (Todos os sistemas, Sistemas HP Blade e Sistemas de armazenamento) não são coleções por membro, pois o ícone de expansão [ (Adicionar para)] está localizado ao lado do nome da coleção, e ao clicar no ícone, o conteúdo da coleção é exibido. Uma vez que as coleções por atributo são dinâmicas, determinar seu conteúdo e exibi-lo nessa interface consumiria muito tempo. Portanto, seu conteúdo não é exibido, e você não poderá definir propriedades em membros dessas coleções. Definir propriedades nos sistemas que não podem fazer parte da coleção no futuro seria de uso muito limitado. Edit (Editar) Qualquer coleção pode ser editada. No entanto, as coleções não podem alterar o tipo. Por exemplo, você pode alterar os critérios para uma coleção que é definida por atributo, mas não poderá alterar o tipo de coleção de forma que a coleção será uma coleção por membro ou uma coleção de combinação. 80 Coleções no HP SIM

81 Copy (Copiar) A cópia permite que você copie uma coleção de um local na hierarquia de coleção para outro. É importante notar que o que é copiado independe da coleção original; quaisquer coleções que estão na coleção copiada são elas mesmas copiadas por referência. Por exemplo, considere a seguinte hierarquia (o conteúdo da coleção não relevante para o exemplo não é mostrado): Se a Coleção B for copiada para a Coleção F, a hierarquia seria parecida com: A nova instância da Coleção B recebe um novo nome, mas seu conteúdo é copiado diretamente. O conteúdo, Coleção C e Coleção D, é copiado por referência. Tanto a Coleção B quanto a Cópia da Coleção B se referem às mesmas instâncias exatas da Coleção C e Coleção D. Posteriormente, se o Sistema C for adicionado à Coleção C e o Sistema D for adicionado à Coleção B original, o resultado seria que o Sistema C aparecerá em ambos os lugares e o Sistema D aparecerá somente em um lugar, da seguinte forma: Coleções no HP SIM 81

82 Há duas novas instâncias do Sistema C na exibição da hierarquia, uma vez que a Coleção C é a mesma em todo o aplicativo. Qualquer lugar que faça referência à Coleção C sempre conterá os mesmos sistemas. No entanto, o Sistema D só será exibido na Coleção B. A Coleção B e a Cópia da Coleção B são coleções distintas e independentes. Move (Mover) Mover permite que você mova facilmente uma coleção para o local exato desejado na hierarquia. NOTA As coleções podem ser movidas de Private (Privada) para Shared (Compartilhada), mas não de Shared (Compartilhada) para Private (Privada). Excluir A maioria das coleções pode ser excluída. No entanto, há algumas restrições. As coleções não podem ser excluídas se não estiverem vazias. As coleções não podem ser excluídas se não estiverem em uso. Ou seja, se a coleção for o destino de uma tarefa agendada, se ela for usada no painel System Status (Status do sistema) ou se ela for usada em alguma outra coleção, ela não poderá ser excluída. As coleções All Systems (Todos os sistemas) e All Events (Todos os eventos) não podem ser excluídas. Depois da exclusão de uma coleção, ela não poderá ser recuperada. Set Properties (Definir propriedades) 82 Coleções no HP SIM As coleções possuem propriedades, e essas propriedades definem a forma como as coleções se comportam no painel System and Event Collections (Coleções de sistema e eventos) e em outras partes no HP SIM. Propriedade Visible (Visível) Pode ser o caso em que há coleções de sistema ou evento, que são enviadas com o HP SIM ou que são definidas pelo usuário que você não usa, mas, ao mesmo tempo, não quer excluir. Se você não usar essas coleções, mas não quiser excluí-las, poderá removê-las da interface do usuário usando a definição Visible (Visível) nas propriedades da coleção. Quando você seleciona No, do not show collection and its members in the user interface (Não mostrar a coleção e seus membros na interface do usuário) para uma coleção, essa coleção não aparecerá mais no painel System and Event Collections (Coleções de sistema e eventos), no Assistente de tarefas ou em qualquer parte na interface do usuário (exceto no painel de personalização em si) onde as coleções são exibidas. Tornar as coleções invisíveis pode tornar o painel System and Event Collections (Coleções de sistema e eventos) menos agrupada, mas observe que, uma vez que você tornar as coleções invisíveis, elas serão excluídas de todas as partes do HP SIM, inclusive sendo removidas de tarefas. Por exemplo, se uma tarefa for agendada para ser executada em uma determinada coleção e essa coleção se tornar não visível, então a tarefa não será executada nessa coleção. Você pode alterar a configuração de visibilidade a qualquer momento. Propriedade Status Displayed (Status exibido) Você pode definir a propriedade Status Displayed (Status exibido) para permitir que você exiba facilmente o status agregado de uma determinada coleção no Painel System and Event Collections (Coleções de sistema e eventos). Você pode definir esta propriedade somente em sistemas individuais ou em coleções por atributo, por exemplo, o status agregado da coleção com menor exibição.

83 nível de hierarquia (a folha da árvore). No painel System and Event Collections (Coleções de sistema e eventos), onde o status é exibido, o status será propagado para os níveis mais altos da hierarquia (a raiz da árvore) de forma que os status mais urgentes estarão visíveis em qualquer nível. Os status são mesclados de forma que o mais significativo é sempre exibido. NOTA Os status na parte superior da lista a seguir têm propriedade sobre os da parte inferior. Crítica Grave Secundário Aviso Normal Desativado Desconhecido Informativo Propriedade Exibição padrão Quando você seleciona uma coleção no painel System and Event Collections (Coleções de sistema e eventos), o conteúdo dessa coleção é exibido na área de trabalho. Por padrão, tipos diferentes de coleções são exibidos de diversas maneiras. As coleções por atributo e as coleções de combinação são padrão para uma visualização de tabela, mas elas também podem ser exibidas como ícones ou uma árvore. As coleções por membros são padrão para uma visualização de tabela, mas elas também podem ser exibidas como ícones ou uma tabela. Tipos especiais de coleções de sistema são padrão para visualizações de imagens ou consoles especiais. Você pode alterar a visualização padrão usando esta propriedade. Coleções no HP SIM 83

84 17 ferramentas personalizadas do HP SIM Conceitos gerais Ferramentas personalizadas são ferramentas que podem ser criadas pelo usuário para serem executadas no CMS ou em sistemas de destino. Por exemplo: Ferramenta remota Uma ferramenta executada em sistemas de destino selecionados. Ela pode copiar arquivos para os sistemas de destino ou executar aplicativos -Windows específicos nos sistemas de destino. Você pode programar essa ferramenta. Ferramenta CMS Uma ferramenta que é executada no CMS. É geralmente um arquivo em lote ou script e pode transmitir variáveis ambientais. Usando o tratamento automático de eventos, você pode configurar essa ferramenta para execução quando eventos forem recebidos. Você pode programar essa ferramenta. Ferramenta de página da Web Uma ferramenta que abre um URL da Web. O URL é aberto em uma janela separada do navegador no CMS. Você não pode programar essa ferramenta. Para adicionar ferramentas personalizadas, você pode usar o menu Tools Custom Tools New Custom Tool (Ferramentas > Ferramentas personalizadas > Novas ferramentas) personalizadas na GUI ou editar os arquivos de definição de ferramentas (tdefs) em um editor de texto e registrá-las com o CLI mxtool mxtool. Ambos os procedimentos são explicados neste capítulo. Tipos de ferramentas Conforme fornecido, o HP SIM fornece um administrador com controle de gerenciamento unificado de qualquer número de servidores e dispositivos de armazenamento a partir de um único console no datacenter ou em um local remoto. Quando personalizado com ferramentas especiais ou plug-ins do Software com Valor Agregado Insight Essentials, o HP SIM se torna uma plataforma abrangente e fácil de usar para controlar o Microsoft Windows, Linux ou ambientes corporativos HP-U. O método chave para administrar vários sistemas é por meio de scripts. O HP SIM apresenta uma arquitetura modular que usa os arquivos de definição de ferramentas (TDEFs) gravados no formato de arquivo de dados ML. Um TDEF contém as definições de uma ou mais ferramentas usadas pelo HP SIM e define como a ferramenta é iniciada e executada. Uma ferramenta pode ser um script ou um arquivo executável. Criar ferramentas personalizadas permite ampliar o uso do HP SIM para seu ambiente corporativo específico. 84 ferramentas personalizadas do HP SIM

85 Tabela 8 Tipos de ferramentas Nome Ferramenta de comando Single-system-aware OU Ferramenta remota na GUI Ferramenta de comando multiple-system-aware Ferramenta de inicialização pela Web ou ferramenta de página da Web na GUI Ferramenta de inicialização de aplicativo ou CMS Ferramenta na GUI Descrição Uma ferramenta SSA é executada em um destino selecionada e reconhece apenas o ambiente do sistema de destino. Ao executar uma ferramenta SSA, o HP SIM Distributed Task Facility (DTF) do CMS usa o SSH para enviar um ou mais arquivos ao sistema de destino, que executará a ferramenta. Um exemplo de ferramenta SSA seria uma ferramenta que contém um comando Unix comum, como ls. cat ou cp. Uma ferramenta MSA é executada geralmente no CMS e pode funcionar com vários sistemas de destino. Quando inicializado, o processo da ferramenta MSA é criado uma vez e passado para todos os destinos da lista. A ferramenta Windows é um exemplo de ferramenta MSA. Uma ferramenta WLA geralmente é inicializada em um navegador separado (por padrão) ou no mesmo quadro do HP SIM e especificada por um localizador universal de recursos (URL). Os aplicativos inicializados pela Web que não compartilham os certificados do HP SIM devem ser executados em um quadro separado. Uma ferramenta de inicialização de aplicativo é um arquivo em lote, script ou executável que é executado no CMS e pode fazer referência a variáveis de ambiente especificadas pela ferramenta para acessar informações de evento ou dispositivo. Um exemplo de uma ferramenta de inicialização de aplicativos seria aquela que executa uma tarefa vinculada ao conteúdo da lista de Exchange Servers que retorna três dispositivos (A, B e C). A ferramenta será executada três vezes (no contexto de A, B e C). Variáveis de ambiente para ferramentas personalizadas NOTA Se as variáveis definidas pelo usuário tiverem os mesmos nomes das variáveis de ambiente do HP SIM, as variáveis de ambiente do HP SIM substituirão as variáveis definidas pelo usuário. As variáveis do ambiente DOS são suportadas nos parâmetros de ferramenta personalizada e funcionam como parâmetros na página New Custom Tool (Nova ferramenta personalizada) ou na página Manage Custom Tools (Gerenciar ferramentas personalizadas). A menos que você use as variáveis de ambiente do DOS em um arquivo em lote ou script, você deverá colocar dois sinais de porcentagem (%) antes e depois delas. Por exemplo, para passar na variável de ambiente NOTICELABEL como um parâmetro na linha de parâmetros, digite %%NOTICELABEL%%. Se você usar as variáveis de ambiente do DOS em um arquivo em lote ou script, use somente um sinal de porcentagem (%) antes e depois do nome da variável de ambiente. NOTICELABEL. Tipo de aviso. Uma pequena string que contém avisos de sistema descoberto, outros avisos no nível do servidor HP SIM ou o tipo de interceptação que originou o aviso. NOTICESTATE. Um valor interno usado pelo HP SIM, indicando se o aviso foi autorizado. NOTICEPLAINTET. Uma descrição do aviso em texto que contém detalhes sobre o aviso (Em andamento, Autorizado ou Não autorizado). NOTICERAWDATA. Os dados brutos do aviso são transmitidos como uma string. Isso é um conjunto de variáveis delimitado por um pequeno pipe ( ) e pode ser útil para algumas regras de análise mais simples. NOTICESEVERITYSTR. Uma descrição detalhada da gravidade do aviso, que pode ser Crítico, Informativo, Grave, Secundário, Desconhecido, Aviso ou Normal. Conceitos gerais 85

86 NOTICESEVERITY. O número inteiro do NOTICESEVERITYSTR que pode ser um dos seguintes: 0, Desconhecido 1, Normal 2, Aviso 3, Secundário 4, Grave 5, Crítico 100, Informativo NOTICEQUERYNAME. O nome da coleção com base em como o aviso foi gerado. Esse valor pode indicar o seguinte: This system or event meets the following search criteria: +QueryName; This system or event now meets the following search criteria: +QueryName; This system or event no longer meets the following search criteria: +QueryName; DEVICENAME. O nome do sistema que causou o aviso. DEVICEIPADDRESSCOUNT. O número dos endereços IP mapeados para este sistema. DEVICEIPADDRESS%d. Com base na contagem, %d é um número inteiro que mostra o endereço IP real. Por exemplo: IF, DEVICEIPADDRESSCOUNT = 2 Then, DEVICEIPADDRESS0 = DEVICEIPADDRESS1 = DEVICEMACADDRESSCOUNT. O número dos endereços MAC coletados para o sistema. Antes dessas informações estarem disponíveis, você deverá executar uma tarefa de Coleção de dados. DEVICEMACADDRESS%d. Com base na contagem de endereços MAC, %d é um número inteiro que faz referência à variável de ambiente de endereço MAC real. Por exemplo: IF, DEVICEMACADDRESSCOUNT = 2 Then, DEVICEMACADDRESS0=00:80:5F:7F:B0:81 DEVICEMACADDRESS1=00:80:C7:29:EF:B6 GENERICTRAPID. A ID de interceptação genérica SNMP da interceptação será recebida se esta for uma lista baseada em eventos e originada a partir de uma interceptação SNMP. SPECIFICTRAPID. A ID de interceptação específica SNMP da interceptação será recebida se esta for uma lista baseada em eventos e originada a partir de uma interceptação SNMP. Path. O valor da variável de ambiente Path a partir do contexto no qual o serviço está sendo executado SystemRoot. O valor da variável de ambiente SystemRoot a partir do contexto no qual o serviço está sendo executado. Windir. O valor da variável de ambiente Windir a partir do contexto no qual o serviço está sendo executado. COMPUTERNAME. O valor da variável de ambiente COMPUTERNAME a partir do contexto no qual o serviço está sendo executado. MPIP. O endereço IP do processador de gerenciamento associado. MPNAME. O nome do processador de gerenciamento associado. RELATEDDEVICECOUNT. O número de sistemas associados. 86 ferramentas personalizadas do HP SIM

87 RELATEDDEVICENAME%d. O nome do sistema associado no qual %d é o número da interação. Por exemplo: IF, RELATEDDEVICECOUNT = 2 Then, RELATEDDEVICENAME0=DeviceName0 RELATEDDEVICENAME1=DeviceName1 RELATEDDEVICEIP%d. O endereço IP do sistema associado no qual %d é o número da interação. Por exemplo: IF, RELATEDDEVICECOUNT = 2 Then, RELATEDDEVICEIP0= RELATEDDEVICEIP1= RELATIONSHIP%d. A string de relacionamento com o sistema associado e %d é o número da interação. Por exemplo: IF, RELATEDDEVICECOUNT = 2 Then, RELATIONSHIP0=ServerToEnclosure RELATIONSHIP1=VMGuestToVMHost Inicializando aplicativos usando ferramentas personalizadas Use ferramentas personalizadas no HP SIM para combinar RIBCL, CPQLOCFG e uma coleção de sistemas para gerenciar a Group Administration (Administração de grupos) de sistemas ilo. As ferramentas personalizadas são executadas no CMS e em sistemas de destino. Você pode criar uma ferramenta remota que é executada em sistemas de destino selecionados e até mesmo programar sua execução. Para obter mais informações sobre ferramentas personalizadas, consulte a ajuda do HP SIM. Posição do menu da ferramenta personalizada Para posicionar as ferramentas personalizadas nos seguintes locais de menu, use uma string no formato base submenu subsubmenu. Nível do menu menu de nível superior menu de nível superior primeiro nível da cascata menu de nível superior primeiro nível da cascata segundo nível da cascata Exemplo: Ferramentas Ferramentas Ferramentas personalizadas Ferramentas Ferramentas personalizadas Minhas ferramentas Por exemplo, posicione uma ferramenta em Tools Custom Tools (Ferramentas > Ferramentas personalizadas), coloque uma entrada no campo Menu placement (Posição do menu) como Tools CustomTools (Ferramentas Ferramentas personalizadas). Por padrão, se o campo Menu placement (Posição do menu) for deixado em branco, as ferramentas serão colocadas em Tools Custom Tool (Ferramentas > Ferramentas personalizadas). Formato do URL da ferramenta personalizada As strings do URL para ferramentas voltadas para Web e ferramentas de linha de comando devem ser fornecidas como URLs absolutos, começando com ou https://. Por exemplo, https://%n:1188/kcweb/https://%l:2381/ Conceitos gerais 87

88 As ferramentas voltadas para Web e ferramentas de linha de comando que sempre são executadas no CMS devem ser fornecidas como URLs relativos, começando com /. Por exemplo, /propertypages/identify.jsp?device=%n Várias seleções podem ser substituídas no URL. Um índice de seleção é usado durante o processo de substituição para controlar a seleção atual. O índice de seleção é inicialmente definido como 1, e a primeira seleção da lista de sistemas de destino selecionados permanece atual até que o parâmetro %z seja encontrado no URL. (Uma exceção a esta regra é o bloco de repetições.) Quando o parâmetro %z é encontrado, a próxima seleção se torna a atual, o índice de seleção é incrementado em 1 e assim por diante. Por exemplo, sendo que a página doit.jsp é invocada com o nome da rede do primeiro sistema selecionado atribuído ao parâmetro name (nome) e com o endereço IP do segundo destino selecionado atribuído ao parâmetro addr. Você pode substituir qualquer número de destinos selecionados usando a construção do bloco de repetições %(... %). Qualquer coisa dentro dos delimitadores do bloco de repetições é repetida até que a lista de seleção se esgote, começando com a seleção atual e o índice de seleção. Por exemplo, https://%{deploy.server%}/deploy/deployimage.jsp? device1=%n%z%(&device%i=%n%z%) NOTA Ao usar o parâmetro %i, o índice de seleção atual (1, 2, 3 e assim por diante) é substituído por este parâmetro durante o processo de substituição. Se o final da cláusula de repetição for atingido e nenhum parâmetro %z for encontrado, o índice de seleção e a eleição atual serão automaticamente incrementados para evitar um loop infinito durante a fase de substituição. No exemplo acima, se houvesse dois sistemas de destino selecionados, a string do URL expandido seria parecida com: https://deploy.hp.com:280/deploy/deployimage.jsp? device1=nodea.hp.com&device2=nodeb.hp.com Se houvesse apenas um sistema de destino selecionado, a string do URL expandido seria parecida com: https://deploy.hp.com:280/deploy/deployimage.jsp? device1=nodea.hp.com Como não há nenhuma seleção atual quando a string chega no bloco de repetições, o referido bloco é suprimido durante o processo de substituição. Criando ferramentas personalizadas por meio da GUI IMPORTANTE O uso de aspas simples, ', dentro de um campo de parâmetro de ferramenta, não é suportado na GUI do HP SIM. No entanto, em vez disso, você poderá usar aspas duplas, ". Use a página Manage Custom Tools (Gerenciar ferramentas personalizadas) para visualizar e gerenciar ferramentas personalizadas criadas por meio do recurso New Custom Tool (Nova ferramenta personalizada). A página Gerenciar ferramentas personalizadas exibe uma tabela listando as ferramentas personalizadas e as informações sobre cada ferramenta. A tabela inclui: Coluna de seleção Nome Descrição Comando 88 ferramentas personalizadas do HP SIM

89 Executar como Usuário Tratamento automático de eventos As opções a seguir estão disponíveis para gerenciar as ferramentas personalizadas: "Novo" (página 89) "Edit (Editar)" (página 89) "Exibir definição de ferramentas" (página 89) "Executar agora/agendar" (página 89) "Excluir" (página 89) Novo Use para criar uma ferramenta personalizada e abrir a página Select the tool to create (Selecionar ferramenta a ser criada). Edit (Editar) Use para editar uma ferramenta personalizada existente. Selecione a ferramenta e clique em Edit (Editar). A seção Edit Custom Tool Details (Editar detalhes da ferramenta personalizada) é exibida. Você pode editar todos os campos e adicionar ou excluir variáveis de ambiente. Exibir definição de ferramentas Use para exibir o código ML da ferramenta. Essa ferramenta não estará ativada se você selecionar mais de uma ferramenta. Executar agora/agendar Excluir Use para executar a ferramenta imediatamente ou agendar a ferramenta a ser executada (se a ferramenta puder ser agendada). Se a ferramenta puder ser executada, a página Agendar uma tarefa será exibida. Você pode agendar quando e com que frequência a ferramenta será executada. Use para excluir uma ferramenta. Excluir uma ferramenta faz com que ela seja removida da página Edit Custom Tool Details (Editar detalhes da ferramenta personalizada). Se uma ferramenta depender de uma tarefa, um alerta será exibido com a lista de tarefas associadas à ferramenta. Para obter informações sobre detalhes de arquivos de definições de ferramentas personalizadas, consulte Apêndice I, "Arquivos de definição de ferramenta personalizada". Criando ferramentas personalizadas por meio do CLI do HP SIM O HP SIM inclui um CLI que permite o controle manual de funções do HP SIM. Esse controle manual permite criar suas próprias ferramentas personalizadas. O CLI pode ser acessado diretamente no CMS ou de qualquer cliente de rede usando o software cliente SSH. Criar ferramentas personalizadas manualmente oferece uma melhor compreensão do formato do arquivo ML e permite maior flexibilidade no exercício das opções disponíveis ao criar TDEFs. Para obter mais informações sobre a sintaxe do arquivo de definição de ferramentas personalizadas, consulte Apêndice I, "Arquivos de definição de ferramenta personalizada". Criando uma ferramenta SSA personalizada Este procedimento usa o CLI para criar uma ferramenta SSA personalizada para copiar qualquer arquivo executável para um sistema gerenciado (sistema de destino) e tendo que executá-lo (instalá-lo) aqui. Criando ferramentas personalizadas por meio do CLI do HP SIM 89

90 Esse exemplo ilustra a criação de uma ferramenta personalizada que instala um patch de segurança em cada servidor Windows gerenciado pelo HP SIM. Se isso for feito manualmente, o administrador teria que localizar cada servidor Windows e executar os seguintes comandos naquele servidor: Efetuar logon como administrador Acesse uma unidade de rede ou mídia portátil contendo uma cópia do arquivo a ser usada para a ferramenta (nós usaremos hpsecurity_patch.exe neste exemplo) e copie esse arquivo para a unidade local. Use Iniciar/Executar ou um prompt de linha de comando para inserir o comando: <install_path>\hpsecurity_patch.exe Efetuar logoff do sistema Para este exemplo, considere que o administrador desejará executar este procedimento novamente e poderá localizá-lo rapidamente nos menus do HP SIM; assim, é criada uma entrada no menu Deploy (Implantar) chamada Software Distributor (Software Distributor) que, quando executada, permite que o administrador execute essa ferramenta personalizada. Procedimento 13. Criando a ferramenta Software Distributor 1. Efetue login no CMS usando uma senha e um nome de usuário válido. O HP SIM concede autorização com base no login do sistema operacional. NOTA Apenas os administradores possuem acesso de linha de comando ao HP SIM em um Windows CMS. Os administradores em um HP-U/Linux CMS devem ter recursos de raiz. 2. Abra uma janela de terminal ou uma janela de prompt de comando para executar os comandos do HP SIM. 3. Abra um editor de texto e crie um novo arquivo digitando o texto da versão ML e as tags da lista de ferramentas da seguinte forma: NOTA Seu editor de texto deve ser capaz de criar um arquivo somente texto sem formatação incorporada. 4. Seguindo a versão ML líder e as tags da lista de ferramentas, digite a tag do nome da ferramenta de <ssa-command-tool name=<deploy HP Security Patch> para definir o tipo e o nome da ferramenta. A string de revisão é usada para controlar versões diferentes da ferramenta como poderá ser visto posteriormente. Insira uma categoria subsequente, descrição e elementos de comentários para definir posteriormente a ferramenta para o HP SIM e o usuário (a descrição e os comentários serão exibidos na janela da GUI para essa ferramenta específica). 5. Insira um elemento execute-as-user com o valor de Administrator para definir o usuário cujas permissões sejam permitidas no nó de destino. Depois de inserir o elemento execute-as-user, o TDEF deverá ser exibido da seguinte forma: 90 ferramentas personalizadas do HP SIM

91 6. O elemento include-filter especifica quais filtros de hardware e/ou sistema operacional serão aplicados. Neste exemplo, insira os dados para incluir filtro como pode ser visto abaixo. 7. Depois do elemento include-filter está um elemento bloco que é o núcleo da ferramenta e incluir os comandos a serem executados. Insira o elemento do bloco ssa como pode ser visto a seguir. Ele copiará o arquivo para o destino especificado e o executará lá. No exemplo, ao executável do Patch de segurança HP v.1 é fornecido o nome do arquivo hpsecurity_patch.exe. NOTA O <destination> (destino) deve ser um diretório existente no Nó gerenciado. O valor de permissão do arquivo padrão usado pelo DTF para uma operação de cópia de arquivo é 755. Se outra permissão tiver que ser usada, um comando de permissão de arquivo explícito como chmod deve ser incluído no elemento copy block para fins de segurança. 8. Digite o seguinte código de elemento de atributo, que indica onde a ferramenta estará localizada no menu do HP SIM. 9. Para finalizar o TDEF, insira a tag de lista de ferramenta final como pode ser visto a seguir. O TDEF totalmente composto para uma ferramenta de cópia de SSA para implantar o Patch de segurança HP em um nó gerenciado e, em seguida, executá-lo deve ser exibido da seguinte forma: Criando ferramentas personalizadas por meio do CLI do HP SIM 91

92 10. Salve o arquivo. A HP recomenda usar um nome de arquivo que indique sua função; neste caso, DeployHPSecurityPatchv.1.xml Certifique-se de que o nome do arquivo termina com a extensão.ml. Observe que os nomes dos arquivos nos sistemas operacionais Linux e HP-U fazem distinção entre letras maiúsculas e minúsculas. O diretório usado pelo HP SIM para armazenar ferramentas é o seguinte: para sistemas HP-U e Linux: /var/opt/mx/tools para os sistemas Windows: C:\Program Files\HP\Systems Insight Manager\tools 11. Para adicionar a nova ferramenta ao HP SIM, execute o procedimento descrito na seção "Adicionando um TDEF ao HP SIM" (página 95). Para obter mais informações sobre atributos de ferramentas SSA específicos, consulte "Atributos específicos de SSA" (página 235). Exemplo de ferramenta de inicialização pela Web Uma ferramenta de inicialização pela Web inicializa um aplicativo exigindo um URL. O exemplo a seguir inicializa o aplicativo WebJetAdmin para um dispositivo selecionado na janela do HP SIM desde que esse dispositivo seja uma impressora. O elemento <web-block> (em negrito a seguir) fornece o URL do nó gerenciado sendo que WebJetAdmin está instalado. O parâmetro %n é usado para substituir o nome do host do nó gerenciado. O elemento <toolbox-enabled> pode ter um valor de verdadeiro ou falso. Se o elemento <toolbox-enabled> for verdadeiro, ele será associado aos Conjuntos de ferramentas em HP SIM Usuário e autorização. Isso permite que um usuário confiável desative a ferramenta na Toolbox (Conjunto de ferramentas) se o valor for falso. Essa ferramenta inicializa em uma janela separada do navegador usando o "target-frame" do WJAFrame. Para obter parâmetros adicionais, consulte "Parâmetros do comando mxtool" (página 237). 92 ferramentas personalizadas do HP SIM

93 NOTA No exemplo anterior, hostname.domain deve ser substituído pelo FQDN de onde a ferramenta WebJetAdmin está sendo executada. Para obter mais informações sobre atributos e requisitos da ferramenta de inicialização pela Web específica, consulte "Atributos específicos de WLA" (página 236). Para obter mais informações sobre strings parametrizadas, consulte "Strings parametrizadas" (página 238). Exemplo de ferramenta MSA A ferramenta MSA é executada no CMS e é funcional com vários destinos. O processo é executado uma vez e, em seguida, é transmitido para todos os destinos selecionados. O exemplo abaixo mostra uma ferramenta MSA que implanta a chave pública de SSH para os nós de destino gerenciados selecionados desde que esses nós sejam reconhecidos como dispositivos ilo em um servidor de partição simples HP. Para fazer isso manualmente, o administrador deve: Efetuar logon como administrador no CMS Use Start/Run ou um prompt de linha de comando para inserir o comando. mxagentconfig a- n nodename u username p password Repita o comando para cada sistema gerenciado Efetuar logoff do sistema O elemento <msa-block> (em negrito abaixo) inicia o mxagentconfig e exige os parâmetros de nome de usuário e senha. NOTA Quando a ferramenta Windows é iniciada, o sistema que está executando o navegador deve estar executando um servidor Windows para que a GUI da ferramenta esteja visível. Criando ferramentas personalizadas por meio do CLI do HP SIM 93

94 Para obter mais informações sobre atributos e requisitos da ferramenta MSA, consulte "Atributos específicos de MSA" (página 235). Exemplo de Ativação da ferramenta de desktop remoto Desktop remoto é um recurso da Microsoft que permite acessar remotamente qualquer servidor Windows Infelizmente, o Desktop remoto é desativado por padrão durante a instalação, que pode levar a problemas ao acessar o sistema sem estar presente fisicamente em frente ao servidor. O HP SIM permite criar um TDEF personalizado para ativar o desktop remoto em destinos selecionados desde que a seleção esteja executando o sistema operacional Windows 2003 Server. O exemplo a seguir demonstra a capacidade do TDEF em criar um item de menu chamado Enable Remote Desktop (Ativar Desktop remoto). 94 ferramentas personalizadas do HP SIM

95 Adicionando um TDEF ao HP SIM Depois de criar um TDEF personalizado para a função, você deverá adicioná-lo ao HP SIM. Adicione um TDEF ao HP SIM usando o comando mxtool -a, conforme descrito nos procedimentos a seguir: Procedimento 14. Adicionando um TDEF ao HP SIM 1. Em um terminal ou prompt de linha de comando, digite mxtool -a -f <file pathname>. NOTA Para obter mais informações sobre os parâmetros do comando mxtool, consulte "Parâmetros do comando mxtool" (página 237). 2. Para usar a ferramenta de inicialização pela Web anteriormente criada, digite: mxtool -a -f /tools/webjetadmin.xml Uma adição bem-sucedida de TDEF resulta em uma caixa de diálogo exibindo o seguinte Successfully parsed tool file Successfully added tool named "WebJetAdmin" Successfully added 1 tool Removendo um TDEF do HP SIM Remover um TDEF do HP SIM requer o uso da opção -r ao executar o comando mxtools. Remover uma ferramenta não é algo específico do sistema operacional e pode ser executado a partir de um prompt de comando ou terminal. Para remover um TDEF do HP SIM, use o comando mxtool -r como no exemplo abaixo: Procedimento 15. Removendo um TDEF do HP SIM 1. mxtool -r -f /tools/webjetadmin.xml 2. Uma remoção bem-sucedida de TDEF resultará na caixa de diálogo exibindo o seguinte: Successfully parsed tool file Successfully removed tool named "WebJetAdmin" Successfully removed 1 tool Criando ferramentas personalizadas por meio do CLI do HP SIM 95

96 NOTA Se os resultados de uma ferramenta ou tarefa estiverem vinculados a uma ferramenta, por padrão, a ferramenta não poderá ser removida. A opção -x force é usada neste caso. Modificando um TDEF Modificar um TDEF permite que os usuários personalizem o ML para alinhar com suas empresas. Cada TDEF incluído pode ser modificado para se adequar com as necessidades comerciais de cada cliente. Para modificar um TDEF para executar como um usuário diferente, execute as seguintes etapas: Procedimento 16. Modificando um TDEF 1. Modifique as ferramentas do Windows HP SIM para usar a nova conta de usuário da seguinte forma: a. Navegue para o diretório de ferramentas. Exemplo: C:\Program Files\HP\HP SIM\tools b. Procure no diretório de ferramentas a ferramenta a ser modificada. Opcionalmente, você pode criar um arquivo de definição de ferramentas a partir de uma ferramenta existente usando o comando mxtool. Exemplo: mxtool - lf -t netstat> netstat.xml c. Edite netstat.xml usando um editor de texto. Localize cada linha execute-as-user no arquivo ML. Exemplo: <execute-as-user>administrator</execute-as-user> d. (Opcional) Altere o valor do atributo de revisão para o tipo de ferramenta e elemento de nome ou use a opção -x force na linha de comando mxtool: Exemplo: No código de amostra da ferramenta de comando do SSA no exemplo anterior, altere revision="1.0" to revision="1.1". e. Execute mxtool para atualizar a definição de ferramentas: Exemplo: mxtool -m -f netstat.xml -x force. 2. Configure cada sistema gerenciado para executar as ferramentas com a conta do usuário. Se a conta do usuário atual tiver sido usada para instalar o OpenSSH, então o nó gerenciado deverá ser configurado corretamente. Se for usada uma conta diferente, então o administrador deverá executar a ferramenta Configure or Repair Agents (Configurar ou reparar agentes) nos sistemas (especificando o administrador ou outra conta a ser usada pelo SSH) ou execute as seguintes etapas: a. Adicione o usuário administrador ao arquivo passwd usando o utilitário "sshuser" no sistema gerenciado. Exemplo: sshuser -u MyUser -d MyDomain -f "C:\Program Files\OpenSSH\etc\passwd" b. Execute mxagentconfig no CMS para configurar a autenticação de chave pública para o usuário administrador. Exemplo: mxagentconfig -a -n <managed system> -u MyDomain\MyUser NOTA Para obter mais informações sobre os parâmetros do comando mxtool, consulte "Parâmetros do comando mxtool" (página 237). Para visualizar as alterações nos TDEFs, atualize a GUI do HP SIM selecionando a lista de sistemas. Não é necessário reiniciar o software. 96 ferramentas personalizadas do HP SIM

97 18 Pesquisa federada Selecione Reports Federated Search... (Relatórios > Pesquisa federada...) A Pesquisa federada é um plug-in do HP SIM baseado na Web que permite que você pesquise rapidamente uma série de sistemas do Systems Insight Manager CMS. A Pesquisa federada encontra sistemas usando os critérios básicos do sistema como nome, tipo de sistema, subtipo e sistema operacional. A ferramenta de pesquisa também pode pesquisar informações de inventário de software para localizar, por exemplo, versões do firmware por todos os sistemas Windows. A partir dos resultados da pesquisa, você pode detalhar os sistemas específicos nos CMSs específicos, acessando todos os recursos nos CMSs e você poderá exportar os resultados para o formato CSV, um valor separado por vírgula. Também pode ser realizada um pesquisa avançada. Como funciona Os administradores do sistema efetuam login no CMS host que está executando a ferramenta Pesquisa federada e executam a ferramenta a partir do menu HP SIM Reports (Relatórios). Uma lista de CMSs pesquisáveis é exibida com seu respectivo status de conexão, informações sobre versão e contagens do sistema. NOTA A Pesquisa federada deve ser configurada antes de uma pesquisa poder ser executada. Envie os critérios de pesquisa (nome, status, tipo de sistema/subtipo, produto, sistema operacional), e a interface do usuário da Pesquisa federada pesquisa outros CMSs por meio de suas respectivas APIs do serviço Web do HP SIM. Outros CMSs na organização retornam os resultados da pesquisa individual em uma única tabela. CMS federada Configuração O recurso Configuração federada do CMS fornece as seguintes opções: Adicionando um CMS Um assistente o orienta por meio do processo de adição de um CMS. Excluindo um CMS Um CMS selecionado pode ser removido da lista de CMSs. Quando o CMS é excluído, o relacionamento confiável que foi configurado entre o CMS principal e o CMS secundário também é removido. Atualizando a lista Atualizar a lista faz novamente uma verificação das configurações a partir do CMS. Consertando a configuração de um CMS Depois da configuração inicial de um CMS, as alterações no CMS danificariam a Configuração federada do CMS. A tabela do CMS exibe o status de configuração atual desde a última atualização. Se a configuração for danificada, você deverá usar Fix CMS Configuration (Consertar configuração do CMS) para repará-la. Procedimento 17. Adicionando um CMS 1. Clique em Adicionar CMS. O assistente Adicionar CMS é exibido. 2. Insira o nome do CMS remoto usando o nome do host ou o endereço IP. 3. Verifique o certificado SSL a partir do CMS remoto. Essa etapa obtém o certificado SSL a partir do CMS secundário e permite instalá-lo no CMS principal. Se o certificado for recuperado com êxito, ele será exibido. Depois de visualizar CMS federada Configuração 97

98 o certificado, você poderá clicar em Finish (Concluir) ou Cancel (Cancelar) o assistente. Se você concluir o assistente, o certificado será instalado. NOTA A comunicação com um CMS secundário é iniciada a qualquer momento, o certificado retornado deverá já estar instalado. 4. Configure o CMS remoto. O certificado SSL principal dos CMSs é exportado para o CMS secundário, e o CMS secundário é configurado para confiar no CMS principal. Para executar esta configuração, você deverá fornecer credenciais para um usuário do HP Systems Insight Manager com todos os direitos sobre o CMS secundário. As credenciais fornecidas são usadas para esta transação e não são armazenados de forma permanente. NOTA Para evitar erros de conexão do CMS remoto, certifique-se de que um firewall não esteja bloqueando as portas e no CMS remoto. Consulte a ajuda online do HP Systems Insight Manager para obter informações adicionais. 98 Pesquisa federada

99 19 CMS Reconfigure Tool O recurso CMS Reconfigure Tool fornece um conjunto de comandos que permitem que você faça alterações comuns de reconfiguração rapidamente no HP SIM, HP Insight Control, HP Virtual Connect Enterprise Manager e HP Matrix OE. O desafio na tentativa de fazer as alterações de configuração do CMS ou do sistema operacional é a dificuldade de saber exatamente quais etapas precisam ser executadas em um determinado sistema operacional/ambiente instalado do CMS. O comando mxreconfig preenche a necessidade de uma ferramenta de aplicativos automatizados para executar essas tarefas para os componentes de software do Insight Management. O CMS Reconfigure Tool é suportado pelo HP SIM e somente nos sistemas que estão executando o Microsoft Windows com SQL Server. Antes de executar qualquer comando do CMS Reconfigure Tool, certifique-se de que seja feito o backup do CMS e do banco de dados associado. Para obter informações sobre como fazer backup do CMS, consulte o see o documento técnico Backing up and restoring HP Insight Software Central Management System (Windows) (pode estar em inglês) no site: insightmanagement/sim/docs. Comandos operacionais, opções e parâmetros As opções de tipo de comandos operacionais para mxreconfig são as opções de um único caractere designado que devem ser a primeira opção colocada na string da linha de comando inserida. Esses tipos de opções podem ou não exigir uma string de argumento adicional. Por exemplo, a opção de comando operacional -m (modo) requer um argumento. Essa opção operacional é usada para especificar um determinado modo de reconfiguração. A string exigida do argumento associado identifica qual modo de tarefa de reconfiguração específico precisa ser executado no modo especificado, como host (para alterar o nome do host) ou password (para alterar a senha). Um exemplo de um comando mxreconfig pode ser visto a seguir. Esse comando é uma solicitação para alterar o nome do host CMS (opções adicionais de linha de comando para este comando específico de reconfiguração serão descritas posteriormente). >mxreconfig m host Um exemplo de uma opção de comando operacional que não requer um argumento é a opção -h (ajuda). Essa opção operacional é usada para mostrar o texto de uso da ajuda online breve no console. Nenhuma string de argumento associada é necessária. >mxreconfig h As opções de tipo de parâmetros são as opções de um único caractere que seguem a opção de comando operacional na string da linha de comando inserida. Esses tipos de opções podem ser necessários ou podem ser opcionais para a opção de comando operacional especificada que está sendo fornecida, e a opção de parâmetro em si pode não exigir uma string de argumento adicional. Um exemplo de uso de uma opção de tipo de parâmetro é a opção -a que é usada para especificar o nome do usuário do banco de dados. Esta opção especificada de tipo de parâmetro não requer um argumento de string adicional, que é o nome do usuário do banco de dados especificado atual. >mxreconfig m dbauth a db-username-here O uso dos comandos disponíveis depende dos produtos instalados. Consulte o HP Systems Insight Manager Command Line Guide em para obter informações sobre as opções de comando, argumentos e parâmetros. Comandos operacionais, opções e parâmetros 99

100 Reconfigurando a senha do CMS O comando mxreconfig m password solicita uma nova senha e altera as credenciais configuradas. O comando mxreconfig m password realinha as credenciais da conta de serviços de software do Insight Management com a senha do sistema operacional (depois de ter sido alterada). Se o usuário que instalou o software Insight Management alterar a senha de logon do Windows, esse usuário também deverá executar este comando para fazer com que o software Insight Management coincida com a nova senha do sistema operacional. Quando este comando é executado e a nova senha é digitada e confirmada, todos os serviços são parados. A senha digitada é então atualizada nos serviços que estão configurados para execução usando as credenciais do usuário de instalação. Os serviços que estão sendo executados como sistema local não serão alterados. NOTA Este comando não funcionará com o implantação do servidor do HP Insight Control. Consulte o HP Insight Control Server Deployment User Guide (Guia do usuário de implementação do HP Insight Control Server) para obter mais informações. Dependências O HP SIM, HP Insight Control, HP Virtual Connect Enterprise Manager ou HP Matrix OE está instalado e configurado em um sistema operacional Windows, usando o Microsoft SQL. O usuário alterou sua senha no sistema operacional usando as ferramentas de alteração de senha padrão do Windows. NOTA Se você tiver o implantação do servidor do HP Insight Control instalado, deverá atualizar as credenciais que ele usa, seguindo a seção Changing deployment server/solution username or password (after initial installation) (Alterando o nome do usuário ou a senha da solução/servidor de implantação) no Guia do Usuário de Implantação do Servidor do HP Insight Control. Avisos Verifique se todas as tarefas relacionadas ao HP SIM, HP Insight Control, HP Virtual Connect Enterprise Manager e HP Matrix OE estão concluídas antes de executar este comando. Se o HP System Management Homepage estiver aberto, feche-o. Alterando a senha do CMS Procedimento 18. Alterando a senha do CMS para HP SIM e Insight Control 1. Abra um prompt de comando no CMS. 2. Digite o seguinte e pressione Enter: mxreconfig -m password 3. Digite a nova senha (os caracteres estão ocultos) e pressione Enter. 4. Quando for solicitada a confirmação da senha, digite a nova senha novamente e pressione Enter. 5. Você deve autorizar a nova senha com a antiga. Digite a senha antiga e pressione Enter. 6. O utilitário interrompe os serviços do HP SIM, HP Insight Control, HP Virtual Connect Enterprise Manager e HP Matrix OE, altera a senha e reinicia os serviços. 7. Se o CMS estiver associado com um banco de dados SQL instalado localmente, e os serviços do banco de dados SQL estiverem executando com a mesma autenticação do usuário, atualize a credencial de login de serviços SQL com a nova senha. 8. Se o banco de dados SQL associado for remoto, então você também deverá seguir o mxreconfig -m dbauth. 100 CMS Reconfigure Tool

101 Procedimento 19. Alterando a senha do CMS para Matrix OE e Operations Orchestration 1. Execute os seguintes comandos a partir do prompt de comando: mxpassword -m -x MxDBUserPassword=<New Password> mxpassword -m -x io.db.password=<new Password> mxpassword -m -x oo.admin.password=<new Password> 2. Atualize o arquivo gwlmdb.properties executando o seguinte comando a partir do prompt de comando: vseinitconfig -a 3. Abra o prompt de comando do Windows e navegue até..\program Files\ HP\ Operations Orchestration\Central\tools. 4. Execute change-db-props.bat para alterar a senha do banco de dados do Operations Orchestration. Digite o seguinte e pressione Enter: C:\Program Files\HP\Operations Orchestration\Central\tools>change-db-props.bat <db-user-name><new password> O comando change-db-props deve ser executando passando somente o nome de usuário e não o domínio, mesmo que esta seja uma conta de domínio. 5. Reinicie o serviço RSCentral Windows. O serviço RSCentral deve ser atualizado para usar o usuário e a senha para a conta alterada (não a conta local). O serviço deve ser executado com credenciais que tenham acesso ao banco de dados. 6. Abra o Operations Orchestration Central (portal da Web) em HYPERLINK "https:// localhost:16443/pas/ e efetue login usando as credenciais antigas (inalteradas). NOTA Se o portal da Web não for aberto depois da Etapa 5, verifique se o serviço RSCentral está sendo executado com as novas credenciais; se não estiver, atualize a credencial de logon do serviço com a nova senha e repita a partir da Etapa Selecione a guia Administração e altere a senha para o usuário admin. A nova senha admin deve coincidir com oo.admin.password especificado na Etapa 1. Reconfigurando os atributos IP e host do CMS O comando mxreconfig m host permite realinhar o nome do host do CMS e/ou endereço IP com o sistema operacional depois da alteração do nome do host do sistema operacional e/ou endereço IP. Por exemplo, este comando pode ser usado depois de renomear o servidor no qual o HP SIM está instalado. O comando host faz: Interrompe todos os serviços HP SIM e Insight Control instalados. Atualiza referências ao nome do host do CMS. Atualiza o endereço IP principal do CMS. Cria um novo certificado do CMS. Inicia todos os serviços HP SIM e Insight Control instalados. Reconfigurando os atributos IP e host do CMS 101

102 NOTA Se o banco de dados SQL associado ao CMS estiver instalado localmente (no mesmo servidor) e você tiver alterado o nome do host e/ou endereço IP, deverá executar o comando mxreconfig -m sqlredirect antes de executar mxreconfig -m host -c <OldCmsName>. Onde: -c <OldCmsName> Nome antigo do CMS. NOTA Caso tenha configurado sites no Gerenciador de recuperação do Matrix, deve-se aplicar uma etapa adicional: Execute o comando mxreconfig -m host -c <OldCmsName>. O Gerenciador de recuperação do Matrix (MRM) atualiza o nome do Central Management Server local com o nome do atual host local. Também é preciso alterar o nome do CMS remoto do MRM no CMS (remoto) do peer. Consulte a Ajuda online do MRM para a edição de sites. Dependências Limitações conhecidas: O array de armazenamento do HP EVA não é compatível se o nome do host local for alterado com o comando mxreconfig O HP SIM, HP Insight Control ou Matrix Operating Environment está instalado e configurado em um host do sistema operacional Windows, usando o Microsoft SQL. O nome do host para o sistema operacional foi alterado usando as ferramentas de configuração padrão do Windows. O host ainda está no mesmo domínio. Todas as credenciais são conhecidas. O novo nome do host pode ser resolvido pelo servidor DNS. O novo endereço IP é válido (atribuído por meio do DHCP, se ativado no CMS) e é o endereço IP atribuído ao CMS. Se o banco de dados SQL for um banco de dados local executando no servidor do CMS, reconfigure as informações do banco de dados do CMS usando o comando sqlredirect. Aviso Verifique se todas as operações do HP SIM ou HP Insight Control estão concluídas antes de executar este comando. Reconfigurando o endereço IP principal e o nome do host do CMS Para reconfigurar o endereço IP principal e o nome do host do CMS, faça o seguinte: Procedimento 20. Reconfigurando o endereço IP principal e o nome do host do CMS 1. Abra um prompt de comando no CMS e navegue até o diretório de instalação do HP SIM. 2. Digite o seguinte e pressione Enter: mxreconfig -m host 3. Siga os prompts que são exibidos para completar a alteração do endereço IP e do nome do host. 102 CMS Reconfigure Tool

103 Reconfigurando as credenciais do banco de dados do CMS O comando mxreconfig m dbauth a <dbuserdomain\dbuser> permite alterar as credenciais usadas pelo Insight Management para acessar o banco de dados do CMS. Se o nome do usuário usado para efetuar logon no banco de dados associado ao software Insight Management tiver que ser alterado, então esse comando deverá ser usado. Dependências O CMS está instalado e configurado em um host do sistema operacional Windows, usando o Microsoft SQL. Todas as credenciais são conhecidas. As credenciais do banco de dados fornecidas pelo usuário durante este comando são válidas para o banco de dados do CMS. Aviso Verifique se todas as operações do software Insight Management estão concluídas antes de executar este comando. Alterando as credenciais do banco de dados do HP SIM e HP Insight Control Etapas adicionais são necessárias para alterar as autorizações do banco de dados para o Matrix OE e Operations Orchestration: Procedimento 21. Alterando as credenciais do banco de dados do HP SIM e HP Insight Control 1. Abra um prompt de comando no CMS e navegue até o diretório de instalação do HP SIM. 2. Digite o seguinte e pressione Enter. mxreconfig -m dbauth -a <db-user-name> 3. Digite a nova senha quando solicitado e pressione Enter. Alterando as autorizações do banco de dados para Matrix OE e HP Operations Orchestration Etapas adicionais são necessárias para alterar a senha do CMS para Matrix OE e Operations Orchestration: Procedimento 22. Alterando as autorizações do banco de dados para Matrix OE e HP Operations Orchestration 1. Atualize o arquivo gwlmdb.properties executando o seguinte comando a partir da linha de comando: vseinitconfig -a 2. Abra um prompt de comando do Windows e navegue até..\program Files\HP\ Operations Orchestration\Central\tools. 3. Execute os seguintes comandos a partir do prompt de comando: mxpassword -m -x MxDBUserPassword=<New Password> mxpassword -m -x io.db.password=<new Password> 4. Execute change-db-props.bat para alterar a senha do banco de dados do Operations Orchestration. Digite o seguinte e pressione Enter: Por exemplo: C:\Program Files\HP\Operations Orchestration\Central\ tools>change-db-props.bat <dbuser> <New password> O comando change-db-props deve ser executando passando somente o nome de usuário e não o domínio, mesmo que esta seja uma conta de domínio. Reconfigurando as credenciais do banco de dados do CMS 103

104 5. Atualize o arquivo jdbc.properties localizado em IO_install_directory\conf. Atualize a seguinte linha: jdbc.username = <new_user> 6. Atualize o arquivo jdbc.properties de serviço de estorno localizado em IO_install_directory\chargeback\conf. Atualize a seguinte linha: jdbc.username = <new_user> NOTA Se o HP Capacity Advisor Data Service não estiver em execução depois de executar dbauth, você deverá atualizar o arquivo de host em Windows\System32\drivers\etc e adicionar <cms_name>, sendo que <cms_name> é o nome do host do CMS. Certifique-se de ter salvo o arquivo e reinicie o HP Capacity Advisor Data Service se ele tiver sido parado. Reconfigurando o CMS para usar um banco de dados diferente Use o comando mxreconfig m sqlredirect -s <dbserver> -b <dbname> -a <dbuserdomain\dbuser> [-p <dbport>] para reconfigurar o CMS para usar um banco de dados diferente. Onde: -a <dbuser> Nome do usuário do banco de dados com privilégios administrativos devem incluir o nome do domínio. <-b dbname> Nome do novo banco de dados. -s <dbserver> Nome do novo servidor de banco de dados -p <dbport> Número da porta para acessar o novo servidor de banco de dados Este comando atualiza o CMS para associá-lo a um novo banco de dados Microsoft SQL residindo em um servidor diferente. Se o banco de dados anteriormente associado ao HP SIM ou HP Insight Control tiver que ser alterado, use este comando para especificar o novo servidor de banco de dados e nome do banco de dados. Opcionalmente, você pode especificar o número da porta do banco de dados na qual o HP SIM ou HP Insight Control se comunica com o novo banco de dados, e a credencial do nome do usuário que o HP SIM ou HP Insight Control usa para acessar o novo banco de dados. NOTA Isso não é suportado no VCEM ou Matrix Operating Environment. NOTA Os parâmetros s, a e b e seus argumentos são necessários. O parâmetro p e seu argumento é opcional. Dependências Este comando host faz: Interrompe todos os serviços HP SIM ou HP Insight Control instalados. Redireciona o CMS para usar o novo banco de dados SQL. Modifica os arquivos de configuração do CMS para refletir o novo nome do SQL Server. Reinicia todos os serviços HP SIM ou HP Insight Control instalados. O banco de dados a ser associado ao HP SIM ou HP Insight Control foi copiado e configurado em um SQL Server diferente. 104 CMS Reconfigure Tool

105 O HP SIM ou HP Insight Control está instalado e configurado em um sistema operacional Windows, usando o Microsoft SQL. Aviso Verifique se todas as operações do HP SIM ou HP Insight Control estão concluídas antes de executar este comando. Alterando o banco de dados associado ao CMS Para alterar o banco de dados associado ao CMS, execute o seguinte: Procedimento 23. Alterando o banco de dados associado ao CMS 1. Abra um prompt de comando no CMS e navegue até o diretório de instalação do HP SIM. 2. Digite o seguinte e pressione Enter. mxreconfig m sqlredirect -s <dbserver> -b <dbname> -a <dbuserdomain\dbuser> Onde: -a <dbuser> Nome do usuário do banco de dados com privilégios administrativos devem incluir o nome do domínio. -b <dbname> Nome do novo banco de dados. -s <dbserver> Nome do novo servidor de banco de dados 3. Digite a senha do banco de dados quando solicitado e pressione Enter. Reconfigurando o CMS para usar um banco de dados diferente 105

106 20 Entendendo a segurança do HP SIM Este capítulo fornece uma visão geral dos recursos de segurança disponíveis na estrutura do HP SIM. O HP SIM é executado em um CMS e se comunica com sistemas gerenciados usando vários protocolos. Você pode navegar até o CMS ou diretamente para o sistema gerenciado. Protegendo a comunicação Secure Sockets Layer (SSL) O Transport Layer Security (TLS) e seu antecessor, o Secure Sockets Layer (SSL), são protocolos criptográficos que fornecem segurança da comunicação. Ele fornece criptografia para impedir a espionagem, bem como a integridade de dados para impedir modificações, além de poder autenticar tanto o cliente quanto o servidor, alavancando a tecnologia de chave pública. Todas as comunicações estabelecidas entre o navegador e o CMS estão protegidas por SSL. O HP SIM suporta SSLv3.0 e TLS 1.0 e utiliza conjuntos de cifras mais fortes, por padrão, para os serviços SOAP e da Web. Entretanto, a lista de cifras podem ser configuradas para se adequarem às necessidades de segurança. Para obter mais informações, consulte "Como configurar as cifras" (página 106). Observe também que o HP SIM não força conjuntos de cifras mais fortes para o receptor de indicação do WBEM. Como configurar as cifras Começando com a versão 7.2, HP SIM é capaz de suportar cifras definidas pelo usuário para as necessidades de segurança do conjunto. Mesmo o conjunto padrão de cifras sendo limitado aos disponíveis no JRE, ele pode ser estendido para suportar níveis mais altos, fazendo o download e configurando o Java Cryptography Extensions (JCE) na parte superior do JRE distribuído com o HP SIM. Para obter mais informações, consulte downloads/jce-6-download html. 1. Use o comando CLI do mxcipher -d para visualizar as cifras existentes configuradas em HP SIM. 2. Use o comando CLI do mxcipher -e para alterar as cifras para que se adequem às suas necessidades de segurança. Secure Shell (SSH) Para obter mais informações, consulte o documento HP Systems Insight Manager CLI Guide em SSH é um protocolo padrão do setor para proteger comunicações. Ele fornece criptografia para impedir a espionagem bem como a integridade de dados para impedir modificações, além de poder autenticar tanto o cliente quanto o servidor usando diversos mecanismos, inclusive autenticação com base em chaves. O HP SIM suporta SSH 2. Hyper Text Transfer Protocol Secure (HTTPS) HTTPS se refere às comunicações HTTP por SSL. Todas as comunicações entre o navegador e o HP SIM são executadas por HTTPS. O HTTPs também é usado para a comunicação entre o CMS e o sistema gerenciado. Secure Task Execution (STE) e Single Sign-On (SSO) STE é um mecanismo para execução segura de um comando em um sistema gerenciado usando os agentes da Web. Ele fornece autenticação, autorização, privacidade e integridade em uma única solicitação. O SSO fornece os mesmos recursos, mas é executado ao procurar um sistema. O STE e SSO são implementados de diversas maneiras. SSL é usado para todas as comunicações 106 Entendendo a segurança do HP SIM

107 durante a troca de STE e SSO. Um valor de uso único é solicitado do sistema antes de emitir a solicitação STE ou SSO para ajudar a impedir ataques de interceptação de atraso ou reprodução. Em seguida, o HP SIM emite a solicitação STE ou SSO assinada digitalmente. O sistema gerenciado usa a assinatura digital para autenticar o servidor do HP SIM. Observe que o sistema gerenciado deve ter uma cópia do certificado SSO do CMS importado no agente Web e ser configurado para confiar em um certificado para validar a assinatura digital. Opcionalmente, o SSL pode autenticar o sistema para HP SIM, usando os certificados do sistema, para impedir que o HP SIM forneça acidentalmente dados suscetíveis a um sistema desconhecido. NOTA Para SSO para agentes da Web, as ferramentas do Replicate Agent Settings e Instalar software e firmware fornecem acesso em nível de administrador aos agentes da Web. HP System Management Homepage Como administrador, System Management Homepage Como Operador e System Management Homepage Como usuário fornecem acesso SSO no nível descrito. Distributed Task Facility (DTF) WBEM O DTF é usado para ferramentas de comandos de personalização e ferramentas multiple-system-aware e single-system-aware. Os comandos são emitidos de forma segura no sistema gerenciado usando o SSH. Cada sistema gerenciado deve ter a chave pública SSH do CMS em seu armazenamento de chave confiável de forma que ele possa autenticar o CMS. Os sistemas gerenciados também são autenticados no CMS por sua chave pública SSH. No HP SIM, o recurso Privilege Elevation permite que as ferramentas sejam executadas nos sistemas gerenciados HP-U, Linux e ES, assinando primeiro como um usuário "não root" e depois solicitando elevação de privilégios para executar ferramentas no nível root. Pode ser configurado em Options Security Privilege Elevation (Segurança > Elevação de privilégios). Todo o acesso WBEM é feito por meio de HTTPS para segurança. O HP SIM é configurado com um nome de usuário e senha para acesso do agente WBEM. Usando o SSL, o HP SIM pode opcionalmente autenticar o sistema gerenciado usando seu certificado SSL. Para HP-U, os certificados podem ser usados em vez do nome de usuário e senha para autenticação WBEM. Você pode configurar a autenticação WBEM a na guia System Credentials WBEM (Credenciais do sistema > WBEM), selecionando Options Security Credentials System Credentials (Segurança > Credenciais > Credenciais do sistema). Para obter mais informações, consulte a ajuda online do HP SIM. LDAP Quando configurado para usar um serviço de diretório, o HP SIM pode ser configurado para usar LDAP com SSL (padrão) ou sem SSL, que transmite credenciais em texto simples. Para ativar o LDAP via SSL no Microsoft Active Directory, consulte o scid=kb;en-us; Além disso, o servidor do diretório pode ser autenticado utilizando a lista Trusted Certificate (Certificado de confiança) em HP SIM. RMI O Java RMI é protegido exigindo solicitações assinadas digitalmente usando a CMS chave privada, que só deve estar disponível para o sistema local. Todas as comunicações usam o host local para impedir que a comunicação fique visível na rede. Gerenciamento de credenciais Certificados SSL Há vários certificados usados pelo HP SIM. Gerenciamento de credenciais 107

108 Certificado principal do HP SIM O certificado principal do HP SIM é usado pelo servidor Web SSL do HP SIM, pela interface SOAP do aplicativo parceiro e pelo receptor de indicações WBEM. Este certificado é usado para autenticar o HP SIM no navegador, nos aplicativos parceiros que se comunicam com o HP SIM por meio do SOAP e no agente WBEM que fornece indicações para o HP SIM. Por padrão, o certificado principal do SIM é autoassinado. O suporte à Infraestrutura de chave pública (PKI) é fornecido de forma que o certificado principal possa ser assinado por um servidor de certificados interno ou por uma autoridade de certificação (CA) de terceiros. HP SIM sugere e suporta certificados de tamanhos padrão com bits ou superior. No caso de cenários de instalação nova, o certificado HP SIM será um certificado de bits autoassinado. Certificado SSO do HP SIM Para as operações de conexão única, o HP SIM utiliza somente certificados de SSO; esse é o certificado de bits autoassinado. O HP SIM não suporta nenhum outro certificado de terceiros ou certificado assinado por CA para SSO. NOTA Embora o certificado de bits seja sugerido pelo HP SIM, como nem todos os sistemas gerenciados são compatíveis com ele, o HP SIM utiliza o certificado de 1024 bits para o SSO, sobretudo considerando a retrocompatibilidade e as atualizações. Certificado WBEM No HP SIM 7.0 e posterior, o certificado WBEM usa o comprimento de chave de bits. Uma nova instalação do HP SIM 7.0 ou posterior cria um certificado WBEM com o comprimento de chave de bits. O certificado WBEM pode ser gerado novamente, se necessário, com os seguintes comandos: mxcert -w(distinguished Name) mxcert -W Atualizando para o HP SIM 7.2 O certificado principal do HP SIM é atualizado automaticamente para um certificado autoassinado de bits, caso o certificado anterior seja um certificado de bits autoassinado. De qualquer forma, caso o certificado anterior seja um certificado de bits ou acima, ou um certificado assinado por CA, o HP SIM irá reter o certificado existente e não irá recriar um novo certificado. Além disso, você pode precisar importar os certificados confiáveis de volta no armazenamento confiável do HP SIM. O certificado SSO do HP SIM é criado se, e apenas se, não houver nenhum certificado SSO anterior. NOTA O certificado SSO é usado pelo HP SIM 7.0 e posterior. Logo, existe a possibilidade de que a versão anterior do HP SIM não contenha um certificado SSO. Apenas nesses casos, o certificado SSO será criado durante o processo de atualização. Assim que o certificado SSP for criado, os relacionamentos confiáveis com os sistemas gerenciados deve ser restabelecidos importando o novo certificado SSO nos sistemas gerenciados. O certificado WBEM HP SIM é um certificado de bits autoassinado e não será substituído na atualização para o HP SIM Entendendo a segurança do HP SIM

109 Expiração de certificado e Verificação de CRL (Verificação de revogação de certificado) O HP SIM fornece o suporte para a verificação de revogação de certificado. Por padrão, a verificação de revogação é ativada para os certificados do cliente e servidor. No entanto, os certificados do servidor são verificados quanto à revogação somente se eles ativaram Requer certificado confiável (Opções Segurança Credenciais Sistemas confiáveis Certificados confiáveis). A verificação de revogação de certificado pode ser configurada a partir da GUI, selecionando Options Security Certificate Revocation Configuration Check (Opções > Segurança > Configurar verificação de revogação de certificado). Você também pode configurar a verificação de revogação de certificado inserindo: mxcert -L na linha de comando. Origem dos certificados do cliente e servidor Os certificados do cliente são enviados para HP SIM pelo portal da Web, solicitações de parceiros e WBEM Services. Os certificados do servidor são enviados para HP SIM pelos sistemas gerenciados. Ativando ou desativando a verificação de revogação de certificado O HP SIM permite desativar a verificação de revogação de certificado para os certificados do cliente e servidor. Desativar a verificação de revogação para certificado do cliente não afeta a autenticação de dois fatores, em que o certificado do cliente (também chamado de certificado do usuário) é sempre verificado quanto à revogação. Ativar a verificação de revogação de certificado pode afetar o desempenho do sistema uma vez que ele baixa o arquivo CRL (Lista de revogação de certificado) do servidor de certificado durante o processamento da verificação de revogação. O download do arquivo CRL ocorre somente se um arquivo CRL associado ao certificado não estiver ainda armazenado em cache no servidor ou se o arquivo CRL armazenado em cache tiver expirado. Ativar ou desativar a verificação de revogação de certificado não exige o reinício do HP SIM. Modo offline e online da verificação de revogação de certificado A verificação de revogação de certificado é executada offline e/ou online. Offline mode (Modo Offline) O modo offline é definido como o modo padrão de verificação de revogação. O modo offline espera que os arquivos CRL sejam armazenados em cache no sistema. Você deve preencher regularmente os arquivos CRL associados aos certificados no diretório mantido pelo HP SIM. No Windows, o diretório é \data\crl, e no Linux/HP, este diretório é /var/opt/mx/data/crl. Alerta na expiração do arquivo CRL Se qualquer um dos arquivos CRL presentes neste diretório expirar, então o HP SIM enviará um alerta ao Sistema. Esses alertas podem ser vistos na página "Todos os eventos". A intenção deste alerta é informar ao Usuário para atualizar o diretório CRL com os últimos arquivos CRL. Veja abaixo para configurar algumas das configurações relacionadas ao alerta de CRL. Online mode (Modo Online) O modo online pode ser ativado opcionalmente. Ativar o modo online não anula o modo offline da verificação de CRL. Gerenciamento de credenciais 109

110 Se o arquivo CRL associado a um certificado não estiver presente no diretório acima ou se o arquivo CRL armazenado em cache tiver expirado, então o HP SIM verificará se o modo online foi ativado. Se o modo online estiver ativado, o HP SIM tentará baixar o arquivo CRL do servidor de certificados. Depois de baixar o arquivo CRL, o HP SIM armazenará o arquivo em cache no diretório acima. Formas de ativar o modo online Há duas formas de ativar o modo online. Uma forma é por meio das configurações de Proxy, a outra é diretamente. No primeiro método, você deverá salvar o endereço host e a porta do servidor proxy. O outro método considera que o servidor de certificados pode ser atingido a partir do servidor CMS sem a necessidade de configurações do proxy. Exemplo, o servidor de certificados está localizado na mesma intranet do servidor CMS. No futuro, as configurações de proxy serão feitas em um local comum no HP SIM. Pontos de distribuição de CRL Aviso ou erro O HP SIM espera que estejam presentes pontos de distribuição de CRL no certificado e que URLs do ponto de distribuição de CRL sejam válidos. Há uma possibilidade de que a verificação de revogação possa falhar se algum dos pontos de distribuição contiver um URL inválido. O HP SIM processa apenas URLs de ponto de distribuição HTTP. Se um certificado não contiver um URL de ponto de distribuição HTTP, então a verificação de CRL para o certificado falhará. Se a verificação de revogação de certificado não puder ser executada com êxito, então o HP SIM registrará isso como um aviso, mas não cessará a conexão com o sistema peer. A conexão só cessará se o HP SIM identificar o certificado como revogado. Na autenticação de dois fatores, se a verificação de revogação não for bem-sucedida ou se o certificado for revogado, então o usuário não poderá efetuar login no CMS. Condições para aviso Se o ponto de distribuição de CRL não estiver disponível no certificado Se o ponto de distribuição de CRL não contiver URL HTTP Se o arquivo CRL não estiver disponível no diretório CRL (ou expirado) e se o arquivo não puder ser baixado do URL do ponto de distribuição de CRL Propriedades personalizáveis Há algumas propriedades CRL que podem ser configuradas por meio do arquivo globalsettings.properties presente no diretório \config do HP SIM. A GUI do CRL ou a linha de comando não pode suportar todas essas configurações. Tempo limite de download do arquivo CRL: Nome da propriedade: CRL_FETCH_TIMEOUT O valor padrão é (10s) O atraso de expiração é de 1 dia, por padrão. Isso pode ser personalizado usando: Nome da propriedade: CRLExpirationStart O valor padrão é 1 Se você não quiser receber alertas na expiração da CRL: Nome da propriedade: CRLAlert 1 Ativar 110 Entendendo a segurança do HP SIM

111 0 Desativar Configurações do proxy: A porta e o host do proxy podem ser configurados usando as propriedades abaixo. As configurações do proxy podem ser eliminadas ou removidas se ambas as propriedades forem removidas ou definidas como vazias no arquivo globalsettings.properties. Nome da propriedade: PROYHOST Nome da propriedade: PROYPORT Compartilhamento de certificado Chaves SSH Senhas O HP SIM suporta um mecanismo pelo qual outros componentes instalados no sistema podem usar o mesmo certificado e chave privada, facilitando a autenticação do sistema como um todo, em vez de cada componente individual. Isso é usado no momento pelos agentes Web e componentes WBEM no CMS. Um par de chaves SSH é gerado durante a configuração inicial. A chave pública do CMS é copiada para o sistema gerenciado usando a ferramenta mxagentconfig. Esse par de chaves não é igual para o SSL e requer um processo manual para gerar novamente um novo par. Consulte as páginas principais ou a documentação online para mxagentconfig para obter mais detalhes. Consulte o documento técnico Secure Shell (SSH) in HP SIM (pode estar em inglês) localizado em As chaves SSH dos sistemas confiáveis não expiram. Essas chaves podem ser removidas manualmente do armazenamento confiável. As senhas configuradas nas páginas Credenciais do sistema e Credenciais globais do HP SIM são armazenadas no banco de dados criptografado usando Blowfish de 128 bits. Essas senhas podem ser gerenciadas posteriormente usando o comando CLI mxnodesecurity. Pode-se armazenar algumas senhas em um arquivo no CMS que também são criptografadas usando a chave Blowfish de 128 bits. Essas senhas podem ser gerenciadas usando o comando mxpassword. O arquivo de senhas e o arquivo da chave Blowfish são restritos com as permissões do arquivo do sistema operacional para administradores ou raiz. Antes do HP SIM 5.3, as senhas configuradas nas páginas de configurações do protocolo do HP SIM são armazenadas em um arquivo local no CMS, restritos com as permissões do arquivo do sistema operacional para administradores ou root. Essas senhas podem ser gerenciadas posteriormente usando o comando mxnodesecurity. Para as contas de usuário, o HP SIM confia no ambiente do cliente (por exemplo, sistema operacional Windows) para governar a política de credenciais (expiração, bloqueio, etc.). Insight Control para Servidor do VMware vcenter autorizações do servidor Para registrar o Insight Control para Servidor do VMware vcenter, descubra o próprio Insight Control para Servidor do VMware vcenter, e em seguida essa descoberta deve incluir o UUID do Insight Control para Servidor do VMware vcenter. Essas credenciais geralmente são definidas em credenciais específicas da tarefa de descoberta, mas podem ser específicas do sistema ou globais. Essa não precisa ser a mesma conta que possui acesso aos recursos Insight Control para Servidor do VMware vcenter, mas pode ser Por padrão, para se conectar ao WMI, o Windows requer acesso de administrador local no servidor (isso pode ser configurado no Insight Control para Servidor do VMware vcenter) Gerenciamento de credenciais 111

112 Navegador SSL Cookies Senhas Os firewalls podem bloquear consultas WMI ou SNMP O UAC pode até mesmo impedir que as credenciais do administrador executem consultas WMI com privilégios de administrador O SNMP não requer nenhuma credencial, mas a segurança do serviço SNMP deve permitir pacotes do CMS SNMP ou WMI é suficiente. Se ambos estiverem disponíveis, uma descrição mais completa do servidor será coletada. Para se comunicar através do Insight Control para Servidor do VMware vcenter, as permissões adequadas do vcenter acessam os recursos adequados. O vcenter utiliza as contas e a autenticação do Windows Essa conta não requer acesso a todos os recursos ES, apenas àqueles gerenciados por seu Matrix Ela é armazenada em uma página separada no HP SIM, configurações do Insight Control para Servidor do VMware vcenter, podendo ou não ser compatível com as credenciais de descoberta do servidor Em geral, o acesso é concedido a um ou mais "bancos de dados". Outras coleções do recursos também funcionam, como o cluster. NOTA Se o Insight Control para Servidor do VMware vcenter for um guest VM, não é necessário descobrir seu host. Você pode ignorar os alertas associados ao host não descoberto. Nós solicitamos comunicações com o WMI e/ou o SNMP. Para o SNMP, uma string da comunidade de leitura deve ser conhecida pelo CMS. Se os pacotes do SNMP forem restritos a hosts específicos, o CMS deve ser incluído nessa lista de hosts. Não são necessárias credenciais adicionais. Para o WMI, a instalação do servidor padrão do Windows requer uma conta de administrador local. Entretanto, isso pode ser configurado a fim de permitir o acesso de qualquer conta específica. Toda a comunicação estabelecida entre o navegador e o CMS ou qualquer servidor gerenciado ocorre usando HTTPS por SSL. Qualquer navegação usando HTTP (não usando SSL) é automaticamente redirecionada para HTTPS. Embora os cookies sejam exigidos para manter uma sessão conectada, somente um identificador de sessão será mantido no cookie. Nenhuma informação confidencial está no cookie. O cookie é marcado como seguro, portanto ele só é transmitido por SSL. Uma separação restrita entre o conteúdo fornecido por sites não relacionados deve ser mantida no lado do cliente para impedir a perda de integridade e confidencialidade de dados. A HP recomenda evitar links ou recursos que chegaram de sites não autorizados quando uma sessão válida do HP SIM está em execução nos navegadores. Os campos de senha exibidos pelo HP SIM não exibem a senha. As senhas entre o navegador e o CMS são transmitidas via SSL. 112 Entendendo a segurança do HP SIM

113 Avisos de senha Há vários tipos de avisos que podem ser exibidos pelo navegador ou pelo plug-in Java no navegador, a maioria tendo que fazer com o certificado do servidor SSL. Untrusted system Esse aviso indica que o certificado foi emitido por um sistema não confiável. Uma vez que os certificados são autoassinados por padrão, é provável que isso aconteça se você ainda não tiver importado o certificado em seu navegador. No caso de certificados assinados por CA, o certificado de raiz assinado deverá ser importado. O certificado pode ser importado antes de navegar se você tiver obtido o certificado por algum outro método seguro. O certificado também pode ser importado quando você obtém o aviso, mas está suscetível a spoofing uma vez que o sistema host não está autenticado. Faça isso se você puder confirmar de forma independente a autenticidade do certificado ou se tiver certeza de que o sistema não foi comprometido. Invalid certificate> Se o certificado for inválido porque ele não é mais válido ou expirou, poderá ser um problema de data ou hora, que pode ser resolvido corrigindo a data e hora do sistema. Se o certificado não for válido por algum outro motivo, poderá ser necessário gerá-lo novamente. Host name mismatch> Se o nome no certificado do sistema gerenciado não corresponder ao nome no navegador, você poderá obter esse aviso. Isso pode ser resolvido navegando usando o nome do sistema, como ele é exibido no certificado, por exemplo marketing1.ca.hp.com ou marketing1. O certificado do HP SIM oferece suporte a vários nomes para ajudar a aliviar este problema. Consulte a seção "Formato de link do sistema" (página 114) abaixo para obter informações sobre como alterar o formato dos nomes criados nos links por HP SIM. Applet assinado Versões anteriores do HP SIM usam um plug-in Java que pode exibir adicionalmente um aviso sobre confiar em um applet assinado. Essas versões anteriores do HP SIM usam um applet assinado pela Hewlett-Packard Company, cujo certificado é assinado pela Verisign. Sessão do navegador Por padrão, o HP SIM não expira uma sessão do usuário enquanto o navegador está exibindo a faixa do HP SIM. Isso é conhecido como modo de monitor e permite um monitoramento contínuo dos sistemas gerenciados sem qualquer interação do usuário. A sessão expira depois de 20 minutos se o navegador é fechado ou navega para outro site. Um modo ativo também é suportado onde a sessão expira depois de 20 minutos se o usuário não interagir com o HP SIM, clicando um item de menu, link ou botão. Você pode ativar o modo ativo, editando o arquivo globalsettings.props e altere a configuração EnableSessionKeepAlive para falso. As melhores práticas de segurança incluem cuidado ao visitar outros sites. Você deve usar uma nova janela de navegador ao acessar outros sites; quando tiver terminado de usar o HP SIM, você deve se desconectar e fechar a janela do navegador. Zonas do Internet Explorer O Internet Explorer oferece suporte a várias zonas que podem ser configuradas com configurações de segurança diferentes. O nome usado para navegar para o HP SIM ou sistemas gerenciados podem afetar em qual zona do navegador o Internet Explorer coloca o sistema. Por exemplo, navegar pelo endereço IP ou Domain Name System (DNS) completo (por exemplo, hpsim.mycorp.com) pode colocar o sistema na zona de Internet mais restrita do navegador, causando operação inadequada. Certifique-se de que os sistemas colocados na zona de Internet Navegador 113

114 correta ao navegar. Você pode precisar configurar o Internet Explorer ou usar um formato de nome diferente ao navegar. Formato de link do sistema Para facilitar a navegação para sistemas gerenciados, o HP SIM fornece a opção System Link Configuration (Configuração do link do sistema) para configurar como os links para sistemas gerenciados são formados. Vá para Options Security System Link Configuration (Segurança > Configuração do link de sistema). As seguintes opções estão disponíveis: Use o nome do sistema Use o endereço IP do sistema Use o nome do DNS completo do sistema Se você precisar de nomes de DNS completos para resolver o sistema na sua rede, tenha em mente que o navegador pode exibir um aviso se o nome no certificado do sistema não coincidir com o nome no navegador. Dependências do sistema operacional Autenticação e contas do usuário As contas do HP SIM são autenticadas em relação ao sistema operacional host do CMS. Quaisquer recursos do sistema operacional que afetam a autenticação do usuário afetam a conexão ao HP SIM. O sistema operacional do CMS pode implementar uma política de bloqueio para desativar uma conta depois de um número especificado de sinal inválido em tentativas. Além disso, uma conta pode ser desativada manualmente no domínio do Microsoft Windows. Qualquer conta que não possa ser autenticada em comparação com o sistema operacional impede a conexão ao HP SIM usando essa conta. Para uma conexão automática ao HP SIM, as contas do usuário devem ser contas de domínio. NOTA Um usuário que já tenha conectado ao HP SIM não pode ser autenticado novamente em comparação ao sistema operacional até a próxima tentativa de conexão e continua a permanecer conectado ao HP SIM, retendo todos os direitos e privilégios relacionados, até ser desconectado do HP SIM. IMPORTANTE Se estiver criando contas do sistema operacional exclusivamente para as contas do HP SIM, forneça aos usuários o conjunto mais limitado de privilégios do sistema operacional exigido. Quaisquer contas do administrador ou root devem ser protegidas corretamente. Configure quaisquer restrições de senha, políticas de bloqueio e assim por diante no sistema operacional. Sistema de arquivo O acesso ao sistema de arquivos deve ser restrito para proteger o código-objeto do HP SIM. Modificações inadvertidas ao código-objeto podem afetar adversamente a operação do HP SIM. A modificação mal-intencionada pode permitir ataques secretos, como capturar credenciais de conexão ou modificar comandos nos sistemas gerenciados. O acesso de nível de leitura também deve ser controlado para proteger dados suscetíveis como chaves privadas e senhas, que são armazenadas em um formato recuperável no sistema de arquivos. O HP SIM não armazena as senhas de conta do usuário para usuários se conectando ao HP SIM. IMPORTANTE O HP SIM define as restrições adequadas nos arquivos do aplicativo. Essas restrições não devem ser alteradas uma vez que isso afetaria a operação do HP SIM ou permitiria o acesso não pretendido aos arquivos. 114 Entendendo a segurança do HP SIM

115 Processos em segundo plano No Windows, o HP SIM é instalado e executado como um serviço do Windows. Essa conta de serviço exige privilégios do administrador no CMS e no banco de dados e pode ser uma conta local ou uma conta de domínio. Para uma conexão automática ao HP SIM, uma conta de domínio deve ser usada. No UNI, o HP SIM é instalado e executado como daemons executando como root. Windows Cygwin HP-U e Linux A versão do Cygwin fornecida com o servidor SSH para Windows, para o CMS e os sistemas gerenciados, foi modificada com aprimoramentos de segurança para restringir acesso ao segmento de memória compartilhado. Como um resultado, ele não interopera com a versão geralmente disponível do Cygwin. Apenas os usuários administrativos podem se conectar a um sistema executando o servidor SSH modificado. O comando device /dev/random é usado, se disponível, no CMS, como uma origem para números aleatórios no HP SIM. Banco de dados do HP SIM O acesso ao servidor de banco de dados deve ser restrito para proteger os dados do HP SIM. Especifique senhas apropriadas não em branco para todas as contas de banco de dados, incluindo a conta (sa) do administrador do sistema para SQL Server. As alterações nos dados operacionais, como autorizações, tarefas e informações de coleção, podem afetar a operação do HP SIM. Os dados do sistema contêm informações detalhadas sobre os sistemas gerenciados, parte deles pode ser considerada restrita inclusive informações de ativos, configuração e assim por diante. Os dados de tarefa podem conter dados extremamente suscetíveis, como nomes do usuário e senhas. Configurando o servidor SQL para ativar a conexão SSL no banco de dados do HP SIM Para ativar a comunicação DB do SSL no HP SIM, é preciso completar o seguinte: "Instalação de um certificado em um servidor com o Microsoft Management Consold (MMC)" (página 115) "Configuração do SSL para o servidor SQL" (página 116) "Configuração do cliente para ativar a confiança" (página 117) "Configurações de propriedade do banco de dados do HP SIM par ativar o SSL no servidor SQL" (página 117) Instalação de um certificado em um servidor com o Microsoft Management Consold (MMC) Para usar a criptografia SSL, é preciso instalar um certificado no servidor onde o servidor SQL está sendo executado. Conclua as etapas a seguir para instalar o certificado utilizando o snap-in do MMC. Procedimento 24. Configuração do snap-in do MMC 1. Abra o snap-in de certificados: a. Abra o console do MMC clicando em Start Run (Iniciar > Executar). A janela Run (Executar) será aberta. b. Digite MMC. c. No menu Console, selecione Add/Remove Snap-in (Adicionar/Remover snap-in). d. Clique em Add (Adicionar) e, em seguida, clique em Certificates (Certificados). Banco de dados do HP SIM 115

116 e. Clique em Add (Adicionar). Você será solicitado a abrir o snap-in da atual conta do usuário, a conta do serviço ou a conta do computador. f. Selecione Computer Account (Conta do computador). g. Selecione Local computer (Computador local) e clique em Finish (Concluir). h. Na caixa Add Standalone Snap-in (Adicionar standalone individual), clique em Close (Fechar). i. Na caixa Add/Remove Snap-in (Adicionar/Remover snap-in), clique em OK. Seus certificados instalados estão localizados na pasta Certificates (Certificados) na pasta Personal (Pessoal). 2. Instale o certificado no servidor utilizando o snap-in do MMC. a. Caso deseje ativar a criptografia para um cliente ou clientes específicos, pule essa etapa e siga para "Configuração do SSL para o servidor SQL" (página 116). b. Selecione a pasta Personal (Pessoal) no painel à esquerda. c. Clique com o botão direito no painel à direita, aponte para All Tasks (Todas as tarefas) e clique em Request New Certificate (Solicitar novo certificado). A janela Certificate Request Wizard (Assistente de solicitação de certificado) é aberta. d. Clique em Next (Avançar). e. Selecione Certificate type is "computer" (O tipo do certificado é "computador"). f. Na caixa de texto Friendly Name (Nome amigável), insira um nome amigável para o certificado ou deixe a caixa em branco e, em seguida, complete o assistente. Após a conclusão do assistente, você verá o certificado na pasta com o nome de domínio do computador totalmente qualificado. Configuração do SSL para o servidor SQL Procedimento 25. Configuração do SSL para o servidor SQL 1. Configurar SSL: a. No grupo de programa Microsoft SQL Server, clique em Start (Iniciar) e em Configuration Tools (Ferramentas de Configuração). b. Clique em SQL Server Configuration Manager (Gerente de configuração do servidor SQL). c. Expanda SQL Server Network Configuration (Configuração de rede do servidor SQL), clique com o botão direito nos protocolos do servidor que deseja e clique em Properties (Propriedades). d. Na guia Flags (Sinalizadores), visualize ou especifique a opção de criptografia do protocolo. O pacote de login será sempre criptografado. Quando a opção ForceEncryption para o Mecanismo do banco de dados estiver definida como Yes (Sim), todas as comunicações cliente/servidor são criptografadas, e os clientes que não suportam criptografia têm o acesso negado. Quando a opção ForceEncryption para o Mecanismo do banco de dados estiver definida como No (Não), a criptografia pode ser solicitada pelo aplicativo do cliente, mas não é necessária. O servidor SQL deve ser reiniciado após a mudança da definição do ForceEncryption. 2. Requisitos do certificado: Para um servidor SQL carregar um certificado SSL, o certificado deve atender às seguintes condições: a. O certificado deve estar no armazenamento de certificados do computador local ou no armazenamento de certificados do atual usuário. b. A hora do atual sistema deve ser depois da propriedade Valid from (Válido a partir de) do certificado e antes da propriedade Valid to (Válido até) do certificado. 116 Entendendo a segurança do HP SIM

117 c. O propósito do certificado deve ser a autenticação do servidor. Isso requer a propriedade Enable Key Usage (Permitir o uso da chave) do certificado para especificar a Autenticação do servidor ( ). d. A propriedade Subject (Assunto) do certificado deve indicar que o nome comum (CN) é o mesmo do host ou nome de domínio totalmente qualificado (FQDN) do computador do servidor. Se o servidor SQL estiver em execução no cluster de failover, o CN deve corresponder ao nome do host do FQDN do servidor virtual, e os certificados devem ser fornecidos em todos os sistemas do cluster do failover. e. O SQL Server 2008 R2 e o SQL Server 2008 R2 Native Client suportam certificados curingas. Outros clientes podem não suportar certificados curingas. Para obter mais informações, consulte a documentação do cliente e a base de conhecimento da Microsoft KB em Configuração do cliente para ativar a confiança Procedimento 26. Como fazer o cliente confiar na conexão SSL 1. Exporte os certificados (cadeia) do servidor SQL usando o MMC nos arquivos. Exporte os certificados na seguinte ordem: rootca, intermediateca e certificado do servidor. 2. Crie um armazenamento de chaves usando a ferramenta de chaves Java ou utilize o armazenamento de chaves do JRE (cacertrs). 3. Importe os certificados no armazenamento de chaves como certificados confiáveis na seguinte ordem: a. Certificado root (CA root) b. Certificado intermediário (CA intermediário) c. Certificado do servidor Como testar a conexão do cliente Procedimento 27. Como testar a conexão do cliente Para testar a conexão do cliente, você pode: a. Usar a ferramenta Query Analyzer (Analisador de consulta) ou b. Usar qualquer aplicativo JDBC/ODBC onde você possa alterar a string de conexão. Configurações de propriedade do banco de dados do HP SIM par ativar o SSL no servidor SQL Para configurar o HP SIM para suportar a comunicação SSL no servidor SQL, conclua o seguinte: Procedimento 28. Definição das configurações de propriedade do banco de dados do HP SIM par ativar o SSL no servidor SQL 1. Importe os certificados do servidor SQL como ~/HP Systems Insight Manager/config/ certstor/hp.keystore como certificados confiáveis na seguinte ordem: a. Certificado root (CA root) b. Certificado intermediário (CA intermediário) c. Certificado do servidor 2. Altere os seguintes parâmetros no arquivo database.props: a. hp.database.ssl=authenticate b. hp.database.username=username c. hp.database.password=password 3. Altere os seguintes parâmetros no arquivo database.admin: a. hp.database.ssl=authenticate b. hp.database.username=username Banco de dados do HP SIM 117

118 c. hp.database.password=password 4. Acrescente o seguinte valor no final do conjunto de valores definidos na guia connection-url do arquivo hpsim-ds.xml, localizado na pasta ~/HP Systems Insight Manager/ jboss/server/hpsim/deploy/. ;ssl=authenticate 5. Reinicie os serviços do servidor SQL. 6. Inicie o HP SIM. NOTA Esse recurso é suportado somente no CMS do Windows com o servidor SQL do MS como banco de dados. Você pode utilizar a ferramenta de chaves Java para importar o certificado do servidor SQL no arquivo hp.keystore. Você pode usar a GUI do HP SIM selecionando as ferramentas. Para obter informações adicionais, consulte: SQL Server e MSDE O HP SIM utiliza somente a autenticação do Windows com o servidor SQL e o MSDE. A instalação do MSDE com versões anteriores do HP SIM cria uma senha aleatória para a conta sa, embora não seja usada para o HP SIM. SQL Server remoto PostgreSQL Oracle O SQL Server oferece suporte a recursos avançados de segurança, inclusive criptografia SSL durante a conexão e comunicação de dados. Mais informações podem ser encontradas na documentação do SQL Server e no site da Microsoft. O PostgreSQL usa uma senha que é gerada aleatoriamente quando o HP SIM é instalado. Essa senha pode ser alterada por meio da linha de comando. Consulte a página principal do mxpassword para mais informações. O administrador do banco de dados Oracle deve criar um usuário (preferencialmente com uma senha não em branco) para o HP SIM usar ao conectar ao Oracle. O usuário Oracle deve ter, no mínimo, as funções Conectar e DBA, que permitem que o HP SIM tenha os privilégios corretos para criar e excluir as tabelas e visualizações do HP SIM, junto com o acesso de leitura/gravação às tabelas do HP SIM. As alterações nos dados operacionais, como autorizações, tarefas e informações de coleção, podem afetar a operação do HP SIM. Os dados do sistema contêm informações detalhadas sobre os sistemas gerenciados, parte deles pode ser considerada restrita inclusive informações de ativos, configuração e assim por diante. Os dados de tarefa podem conter dados extremamente suscetíveis, como nomes do usuário e senhas. Interface de linha de comando A maioria da funcionalidade do HP SIM pode ser acessada por meio da linha de comando. Para acessar a interface da linha de comando, você deverá estar conectado ao CMS usando uma conta do sistema operacional que seja uma conta de usuário válida do HP SIM. As autorizações e os privilégios dessa conta no HP SIM se aplicam também à interface da linha de comando. 118 Entendendo a segurança do HP SIM

119 NOTA Em um sistema Windows, a conta do sistema operacional deve ter acesso de nível de administrador no CMS para todos os comandos funcionarem corretamente. Como: lista de verificação de configuração Geral O acesso ao CMS deve ser restrito, tanto no nível do sistema operacional de rede quanto no nível físico. Uma separação restrita entre o conteúdo fornecido por sites não relacionados deve ser mantida no lado do cliente para impedir a perda de integridade e confidencialidade de dados. A HP recomenda evitar links ou recursos que chegaram de sites não autorizados quando uma sessão válida do HP SIM está em execução nos navegadores. Configurar firewalls para permitir protocolos e portas desejadas Rever bloqueio versus facilidade de uso Depois de configurar o CMS e os sistemas gerenciados, execute a descoberta no CMS As políticas de conta do usuário (senha, bloqueio e assim por diante) devem ser configuradas e forçadas por seu ambiente. O CMS deve ser configurado na intranet local. Configuração do CMS Inspecionar o certificado do servidor SSL e atualize, se desejado Configurar senhas e strings de comunidade do SNMP (Consulte a seção "Configurando sistemas gerenciados" (página 119) abaixo) Configurar contas do usuário, com base nas contas do sistema operacional que acessará o HP SIM Rever e configurar conjuntos de ferramenta se os padrões não forem apropriados Rever e configurar autorizações para usuários Configurar formato de configuração do link do sistema Rever log de auditoria Segurança forte NOTA Como: bloqueio versus facilidade de uso para obter mais detalhes. Ativar a opção Requer certificados confiáveis, inspecione e importe os certificados SSL do sistema desejado ou certificados de conexão root Requerer somente chaves SSH conhecidas, inspecionar e importar chaves públicas SSH do sistema desejado Configurando sistemas gerenciados Configure as strings de comunidade SNMP, que são exigidos no CMS. Para WBEM no HP-U e Linux, configure a senha do WBEM. Essa senha é exigida no CMS. Para o nível mais alto de segurança, um nome de usuário diferente e uma senha podem ser Como: lista de verificação de configuração 119

120 usados para cada sistema gerenciado; cada par de senha e nome de usuário deve ser inserido no CMS para ativar o acesso. Para HP-U, os certificados podem ser usados em vez do nome de usuário e senha para autenticação WBEM. Para obter mais informações, consulte a ajuda online do HP SIM. O CMS requer um nome de usuário e senha para acessar os dados WMI nos sistemas Windows. Por padrão, uma conta do administrador de domínio pode ser usada para isso, mas você deve usar uma conta com privilégios limitados para acesso WMI. Você pode configurar as contas aceitas por cada sistema gerenciado do Windows, usando a ferramenta Gerenciamento de computador: 1. Selecione o item WMI Control (Controle do WMI). 2. Clique com o botão direito do mouse em WMI Control (Controle do WMI) e selecione Security (Segurança). 3. Selecione a guia Security (Segurança), selecione Root namespace (Espaço de nome root) e clique em Security (Segurança) 4. Adicione um usuário para acessar os dados WMI junto com seus direitos de acesso. As opções ativar conta e ativar permissões remotas devem ser ativadas para operação correta do HP SIM. 5. O nome do usuário e a senha especificados aqui devem ser configurados no CMS. Configurar contas do usuário para Insight Web Agents Adicione a chave pública SSH do CMS para o armazenamento de chave confiável do sistema executando mxagentconfig no CMS. Configure a opção de relacionamento confiável para Insight Web Agents; importe o certificado SSL do CMS se definido como confiável por certificado. CUIDADO Estabelecer a confiabilidade por certificado para HP SMH permite que qualquer usuário do HP SIM ganhe acesso administrativo aos hosts do HP SMH. Isso permite que o usuário do HP SIM execute qualquer comando remotamente no host do HP SMH. Como: bloqueio versus facilidade de uso nos sistemas Windows Moderado O HP Insight Management Agents deve ser configurado como confiável pelo certificado. Isso requer a distribuição do certificado do HP SIM, que inclui a chave pública em todos os sistemas gerenciados. Depois de os sistemas terem sido configurados como sistema do HP SIM confiável, eles aceitarão comandos seguros apenas desse sistema específico. Esse certificado pode ser distribuído em uma série de formas diferentes, inclusive: Use a opção configurar ou reparar agentes Definir relacionamento confiável no HP SIM para implantar o certificado do HP SIM nos sistemas gerenciados. Dependendo do sistema gerenciado, isso pode usar as conexões de rede do Windows ou SSL para copiar arquivos e configurar os sistemas gerenciados. Use a interface baseada na Web em um Insight Management Agent individual para especificar o sistema do HP SIM como confiável. Isso faz com que os agentes puxem o certificado digital do sistema HP SIM imediatamente, permite que você o verifique e configura o relacionamento confiável. Enquanto essa opção não tem alguma vulnerabilidade limitada, seria possível ludibriar o sistema do HP SIM no momento que o certificado é puxado e então configurar o relacionamento confiável inesperado. No entanto, ele é razoavelmente seguro para a maioria das redes. Importe o certificado do HP SIM durante a instalação inicial do Insight Management Agents. Isso pode ser feito manualmente durante uma instalação assistida ou por meio do arquivo 120 Entendendo a segurança do HP SIM

121 de configuração em um autônomo. Esse método é mais seguro porque há uma pequena oportunidade para o ataque de spoofing descrito acima. Se você já tiver implantado o Insight Management Agent, poderá distribuir o arquivo de configurações de segurança e o certificado do HP SIM diretamente para os sistemas gerenciados usando a segurança do sistema operacional. IMPORTANTE Ao usar a opção Confiabilidade por certificado, o certificado SSL do HP SIM deverão ser redistribuídos se um novo certificado SSL for gerado para o HP SIM. O SSH no sistema gerenciado normalmente opera de modo semelhante para confiabilidade por certificado que requer a chave pública SSH a partir do CMS. Observe que a chave pública SSH não é igual ao certificado SSL. O comando mxagentconfig é usado no CMS para copiar a chave para o sistema gerenciado. Isso deve ser feito para cada conta de usuário que deve ser usada no sistema gerenciado uma vez que a conta root ou de Administrador é usada por padrão. A chave pública SSH do HP SIM deve ser redistribuído se o par de chaves SSH for gerado novamente. Forte A opção de segurança forte permite que tire proveito de todos os recursos de segurança. Essa opção fornece o mais alto nível de segurança disponível na estrutura de segurança do HP SIM, mas há algumas etapas procedurais adicionais que você deve fazer nas suas operações do servidor. Além disso, essa opção é facilitada usando seu próprio PKI, que inclui uma autoridade de certificação e um servidor de certificado. Procedimento 29. Configurando a segurança como forte 1. Gere certificados a partir do seu servidor de certificado para cada sistema gerenciado e o sistema do HP SIM. Para fazer isso, gere primeiro uma solicitação de conexão de certificado (CSR) a partir de vários sistemas. Isso gera um arquivo PKCS#7. Esse arquivo deve ser levado para o servidor de certificados e assinado e, então, o arquivo resultante (geralmente uma resposta PKCS#10) deverá ser importado em cada sistema gerenciado e no sistema do HP SIM. Para maximizar a segurança, é importante que nenhuma das etapas seja feita por uma rede a menos que todas as comunicações já estejam protegidas por algum outro mecanismo. Assim, no caso do Insight Management Agent, uma mídia removível (por exemplo, uma unidade USB, um disquete) deve ser levada diretamente para o sistema gerenciado, deve ser colocado o arquivo PKCS#7 nela e levada par um sistema seguro com acesso ao servidor de certificados. O arquivo de resposta PKCS#10 deve ser colocado de forma semelhante na mídia removível e retornado para o sistema gerenciado para ser importado no Insight Management Agent. 2. Leve o certificado root (apenas o certificado, não a chave pública) do seu servidor de certificados e importe na lista de certificados confiáveis do HP SIM. Isso permite que o HP SIM confie em todos os sistemas gerenciados uma vez que eles foram assinados com o certificado root. 3. Tire o certificado do sistema do HP SIM e importe-o no Insight Management Agent de cada sistema. Isso permite que os sistemas gerenciados confiem no sistema do HP SIM. Esse certificado pode ser distribuído usando qualquer um dos métodos disponíveis para distribuir o certificado do HP SIM. No entanto, a opção para puxar o certificado diretamente do sistema do HP SIM pela rede deve ser evitada devido ao ataque potencial com intervenção humana. Como na opção Moderada, você deverá redistribuir o certificado SSL do HP SIM para os sistemas gerenciados sempre que um novo certificado SSL do HP SIM é gerado. 4. Assim que as etapas tiverem sido concluídas, você poderá ativar a opção no HP SIM para ativar a opção Requerer certificados confiáveis. Selecione Options Security Trusted Systems (Segurança > Sistemas confiáveis) e clique em Trusted Certificates (Certificados confiáveis). Como: bloqueio versus facilidade de uso nos sistemas Windows 121

122 Os avisos apresentados nesta opção esclarecem que qualquer sistema gerenciado que não tenha um certificado assinado por seu servidor de certificados não enviará comandos seguros a partir do sistema do HP SIM, embora ele será monitorado quando ao status do hardware. 5. Para SSH, ative a opção para aceitar conexões SSH apenas de sistemas especificados. Selecione Options Security Trusted Systems (Segurança > Sistemas confiáveis), clique em SSH Host Keys (Chaves do host SSH) e ative The central management server will accept an SSH connection only if the host key is in list below (O servidor de gerenciamento central aceitará a conexão SSH apenas se a chave do host estiver na lista abaixo). Em seguida, você deve importar manualmente a chave SSH pública de cada sistema gerenciado para a lista de chaves do HP SIM. Para configurar isso nas versões anteriores do HP SIM, adicione ou modifique a linha a seguir no arquivo Hmx.properties: M_SSH_ADD_UNKNOWN_HOSTS=false e reinicie o HP SIM. Em seguida, você deve importar manualmente a chave SSH pública de cada sistema gerenciado para a lista de chaves do HP SIM. 122 Entendendo a segurança do HP SIM

123 21 Elevação de privilégio A elevação de privilégio permite que usuários sem privilégios de root executem ferramentas que exigem privilégios de root em sistemas gerenciados HP-U, Linux e VMware ES. Para usar esse recurso com o HP SIM, é necessário instalar um utilitário de elevação de privilégio, como su, sudo ou Powerbroker no sistema gerenciado. Normalmente, esses utilitários são usados para entrar como um usuário normal, portanto, ao executar um programa que exija root, você prefixa a linha de comando daquele programa com o executável do utilitário de elevação de privilégio. Por exemplo sudo rm /private/var/db/.setupfile. Alguns desses utilitários podem ser configurados para solicitar uma senha ao usuário antes de permitir o acesso de root. Para que o HP SIM execute ferramentas em sistemas gerenciados usando elevação de privilégio, o HP SIM deve ser configurado para saber qual usuário usar para entrar nos sistemas gerenciados, como prefixar a linha de comando que irá executar e se o utilitário de elevação de privilégio irá solicitar uma senha ou não. Isso é configurado no Assistente para utilização inicial ou no menu Options (Opções) selecionando Options Security Privilege Elevation (Segurança > Elevação de privilégio). É possível configurar diferentes valores dessas configurações para sistemas Unix e Linux versus sistemas VMware ES. IMPORTANTE Sempre que a elevação de privilégio estiver habilitada, as outras ferramentas, que fizerem uso da elevação de privilégio, devem fornecer a senha de elevação de privilégio. Depois de configurar o HP SIM para usar a elevação de privilégio, ele determinará se uma ferramenta precisa de elevação de privilégio examinando o parâmetro execute-as da ferramenta. Esse é o usuário com o qual a ferramenta deve ser executada no sistema gerenciado. Se esse parâmetro for especificado como root no arquivo de definição da ferramenta (tdef), o HP SIM invocará a elevação de privilégio. Se esse parâmetro não estiver especificado no tdef, o HP SIM padronizará o valor de execute-as como a identidade do usuário que invoca a ferramenta no HP SIM. Se esse usuário estiver conectado como root, a elevação de privilégio também será usada. Quando o HP SIM determina que a elevação de privilégio deve ser usada, ele usa SSH para entrar no sistema remoto com o usuário que foi configurado na página de configurações da elevação de privilégio (um usuário específico, o usuário que está conectado no momento no HP SIM ou um usuário especificado em tempo de execução). Se o usuário precisar ser especificado em tempo de execução ou se uma senha for necessária para a elevação de privilégio, esses prompts aparecerão na página Task Wizard (Assistente de tarefa) que coletará todos os parâmetros necessários para executar uma ferramenta. Depois que o HP SIM estiver conectado no sistema remoto por meio de SSH, ele invocará o comando para a ferramenta prefixado com o executável do utilitário de elevação de privilégio e fornecerá a senha, se necessário. Autenticação de dois fatores A autenticação de dois fatores é uma técnica alternativa, que um usuário com todos os direitos pode configurar como um mecanismo de registro em log para o HP SIM. Essa técnica de entrada oferece uma comunicação mais segura do que a técnica de nome de usuário e senha, pois exige dois fatores para entrar no sistema. Os dois fatores são: Cartão inteligente PIN (Número de identificação pessoal) A autenticação de dois fatores é aplicável à interface da Web do HP SIM e é aplicável à porta Habilitando e desabilitando a autenticação de dois fatores Por padrão, o HP SIM usa o modo de entrada de nome de usuário e senha. A técnica de autenticação de dois fatores pode ser habilitada ou desabilitada na GUI selecionando Autenticação de dois fatores 123

124 Options Security Two-factor Authentication Change Authentication Mechanism (Opções > Segurança > Autenticação de dois fatores > Alterar mecanismo de autenticação). Essa técnica também pode ser configurada usando a interface de linha de comando: mxauthnconfig m 0 1 Depois de habilitar ou desabilitar a autenticação de dois fatores, o serviço HP SIM deve ser reiniciado para que as alterações entrem em vigor. Apenas uma técnica de autenticação será habilitada de cada vez. Todos os usuários serão autenticados com base na técnica de autenticação habilitada no momento. Habilitar comunicação segura O HP SIM verifica se o certificado do usuário, contido no cartão inteligente, é confiável através de uma autoridade de certificação (CA) válida e reconhecida. Ele permitirá que os usuários façam logon no CMS apenas se o certificado for confiável e não estiver expirado ou revogado pelo emissor da CA e também verificará se o usuário é um usuário válido do SIM. Usuários de estrutura de diretórios A autenticação de dois fatores não tem suporte para usuários locais do CMS. Tem suporte apenas para usuários do domínio que estejam configurados no Microsoft Active Directory ou qualquer outro serviço de diretórios; por exemplo, o diretório Apache, e assim por diante. O HP SIM espera que uma conta de usuário esteja salva no HP SIM. Essa conta pode ser configurada na GUI selecionando Options Security Two-factor Authentication Configuration (Opções > Segurança > Configuração da autenticação de dois fatores) ou usando a interface de linha de comando mxauthnconfig -a. Consulte o HP SIM Guia da linha de comando do para obter mais informações. Nome diferenciado de usuários É importante salvar o DN (nome diferenciado) de usuários no HP SIM onde todos os usuários baseados em certificado são configurados. O HP SIM não dá suporte a vários nomes diferenciados de usuários. O atributo do nome do usuário deve ser fornecido com um campo que é único na estrutura de diretórios e pode ser usado para criar somente um usuário em HP SIM. Pode ser samaccountname, no caso de Active Directory, ou qualquer campo único, como um UID/ID/ /empID, no caso de diretórios abertos. Nome alternativo da entidade O HP SIM espera que todos os certificados tenham o campo de nome Subject Alternative Name ->Other (Nome alternativo da entidade -> Outro), que contém o nome UPN. Esse nome UPN mapeará a conta do usuário no HP SIM. Fase de autenticação Esta fase envolve a validação do certificado para os seguintes requisitos: Se o certificado é confiável por uma autoridade de certificação (CA) válida ou conhecida Se o certificado não está expirado e ainda é válido. Se o certificado não está revogado pela CA. Se houver falha em qualquer uma dessas validações, um erro será relatado ao usuário pelo CMS. Fase de autorização A fase de autenticação é seguida pela fase de autorização. Essa fase envolve a autorização do usuário para executar tarefas no CMS. Esta etapa verifica se o usuário autenticado tem uma conta de usuário válida no HP SIM. 124 Elevação de privilégio

125 Verificação de revogação de certificado Este é um dos pré-requisitos para habilitar a autenticação de dois fatores. Pré-requisitos para habilitação da técnica de autenticação de dois fatores Uma conta de servidor de domínio deve estar configurada no HP SIM. O nome diferenciado dos usuários deve estar configurado no HP SIM. A verificação de revogação de certificado deve estar configurada no HP SIM. Consulte "Expiração de certificado e Verificação de CRL (Verificação de revogação de certificado)" (página 109) para obter mais informações. Os certificados raiz e intermediários da CA associados aos certificados dos usuários devem ser importados para o HP SIM. Isso pode ser feito selecionando Options Security Credentials Trusted Systems Trusted Certificates (Opções > Segurança > Credenciais > Sistemas confiáveis > Certificados confiáveis). Alterne para o modo de autenticação de dois fatores e reinicie o CMS. Todos os usuários devem possuir certificados para fazer logon no HP SIM. Os administradores ainda podem acessar todas as CLIs (como mxuser, mxnode etc.) quando o HP SIM for executado em modo de autenticação de dois fatores. Cartões inteligentes e CSP (Provedor de serviços de criptografia) O HP SIM não se comunica diretamente com o Provedor de serviços de criptografia, em vez disso, ele utiliza os recursos do navegador. Os navegadores precisam ser configurados manualmente para se comunicar com o CSP do cartão inteligente. Os navegadores precisam reconhecer os cartões inteligentes e solicitar o PIN quando o usuário se conecta ao HP SIM. Por exemplo, se o Active Client estiver instalado e em execução em uma estação de trabalho cliente, e se o usuário se conectar ao HP SIM por meio do Internet Explorer, o Internet Explorer iniciará a comunicação com o CSP do Active Client e solicitará que o usuário insira o cartão inteligente. Medidas de segurança a serem seguidas Você recebe um aviso para fechar o navegador e remover o cartão inteligente imediatamente depois de fazer logoff do HP SIM. Isso limpará qualquer certificado armazenado em cache pelo navegador ou pelo CSP do software. É recomendável usar uma janela nova do navegador para fazer logon no HP SIM. Sempre insira um cartão inteligente antes de se conectar ao HP SIM. Alguns navegadores podem não reconhecer ou se comunicar com o CSP até que você insira o cartão inteligente. Sempre que você receber um erro durante a autenticação, feche o navegador e tente novamente. Isso é porque o navegador tratará a sessão atual como com falha e não permitirá que você execute um novo handshake com o servidor. Não armazene seus certificados no navegador. Isso pode permitir que outras pessoas usem seu certificado. Etapas de logon: Digite https://<cms>:50000 no navegador (IE ou Firefox). Se o navegador estiver configurado corretamente, você será solicitado a fornecer o PIN. O usuário é autenticado e autorizado com êxito. Autenticação de dois fatores 125

126 22 HP SIM quiesce O Quiesce do HP SIM é uma entidade independente que realiza a operação de pausar e retomar as operações do HP SIM. Ele ajuda a permitir que tarefas em progresso sejam concluídas bloqueia o início de novas tarefas, para que se possa realizar uma exportação ou backup limpo dos dados de gerenciamento do CMS. A criticalidade da tarefa é usada durante a operação de pausa, que faz parte do Backup autônomo. Quando o sistema é pausado, não é possível iniciar nenhuma tarefa nova, nem excluir ou modificar tarefas existentes. A duas principais operações do Quiesce do HP SIM são: Quiesce (Pausa) Unquiesce (Reativação) O comportamento esperado quando o HP SIM é pausado é: bloquear o sistema para que o estado do sistema não seja alterado, a menos que a operação de reativação seja executada. Bloquear o sistema inclui: não permitir que nenhuma nova tarefa seja iniciada, e que nenhuma tarefa existente seja excluída ou modificada não permitir nenhum comando CLI que modifique o estado do HP SIM a ser executado não permitir nenhum chamada SOAP que modifique o estado do HP SIM a ser executado Deve-se interromper ou permitir a conclusão de todas as tarefas em execução, dependendo da criticalidade da tarefa. As tarefas críticas podem ser concluídas As tarefas não críticas são canceladas O comportamento esperado quando HP SIM é reativado é desbloquear o sistema para que você possa continuar com as operações normais Sempre que HP SIM for pausado, é possível ver o estado na faixa superior da GUI do HP SIM. Consulte o HP Systems Insight Manager Command Line Interface Guide para obter informações sobre a definição da criticalidade da tarefa usando a linha de comando. Consulte a ajuda online do HP SIM para ver como definir a criticalidade usando a GUI. 126 HP SIM quiesce

127 23 Contrato e garantia O Contract and Warranty Status (Status de contrato e garantia) está disponível quando você tem um Windows CMS, e o HP Insight Remote Support Pack está instalado. É possível exibir atualizações de Status de contrato e garantia para sistemas HP que tenham a coleção de dados de contrato e garantia habilitada. Clique no ícone Contract and Warranty Status (Status de contrato e garantia) para exibir a página Contract and Warranty Details (Detalhes de contrato e garantia) do sistema). Os seguintes requisitos devem ser atendidos para exibir os dados de contrato e garantia no HP SIM: O HP SIM CMS deve ter conectividade com o O software Remote Support Pack deve estar instalado e configurado corretamente. O Remote Support Software Manager é instalado no CMS durante a instalação do HP SIM. Quando a instalação do HP SIM estiver concluída, você deve configurar o Remote Support Software Manager para se adequar às suas especificações corporativas. Depois de configurado, o Remote Support Software Manager baixará e instalará a ferramenta Remote Support. A ferramenta Remote Support deve estar instalada, configurada e registrada para que seja possível recuperar os dados de contrato e garantia. Para coletar os dados de contrato e garantia de um sistema, o número de série do sistema, a ID do produto e o código do país devem estar presentes nas propriedades do sistema. Na maioria dos casos, o número de série e a ID do produto são obtidos durante o processo de identificação do HP SIM. É possível inserir o número de série e a ID do produto, se necessário. É importante especificar o código do país correto para garantir informações precisas. Se o HP SIM não puder obter o código do país, ele será padronizado como EUA. Se você tiver um contrato de suporte, digite um identificador de direito ou de obrigação e o tipo do direito, se desejar exibir os dados de contrato. NOTA A coleção de informações de contrato e garantia é limitada a um vez por dia. Exibindo informações de contrato e garantia É possível exibir informações de contrato e garantia: Clicando no ícone CW na página de exibição da tabela do sistema. Clicando no link Contract and Warranty status (Status de contrato e garantia) na página do sistema. Exibindo o relatório Warranty-Contract (Garantia-Contrato). Pesquisando sistemas com contratos ou garantias que expiram em um número de dias especificado. Configurando alertas para sistemas com contratos ou garantias a expirar. Exibindo as tarefas de coleção de dados inicial e mensais de contrato e garantia. Exibindo a coleção de Remote Support Eligible (Suporte remoto qualificado), que lista os sistemas que têm suporte do Remote Support Pack se você tiver optado por habilitá-los para suporte e se tiverem direito de suporte. Se um sistema estiver habilitado sem o direito adequado, os eventos serão submetidos à ferramenta Remote Support, mas não serão monitorados e não dispararão uma resposta. Exibindo informações de contrato e garantia 127

128 NOTA Se você receber uma resposta incorreta para um sistema de marca HP específico depois de clicar no ícone CW na página de exibição da tabela do sistema, poderá haver um problema de direitos com o sistema. Esse não é um problema do Remote Support ou do HP SIM. Contate o suporte da HP. Você deve ter um número de série, uma ID de produto e qualquer contrato ou números de Care Pack válidos aplicáveis. Coletando dados de contrato e garantia As tarefas a seguir são usadas para coletar dados de contrato e garantia: Coleção inicial de contrato e garantia. Esta tarefa coleta dados de contrato e garantia de sistemas recentemente descobertos. Se as propriedades do sistema necessárias não forem inseridas para um novo sistema ou coletadas automaticamente pelo HP SIM durante a identificação, os dados de contrato e garantia não serão coletados. Coleção mensal de contrato e garantia Esta tarefa coleta dados de contrato e garantia mensalmente. Se as propriedades do sistema necessárias não forem inseridas para um novo sistema ou coletadas automaticamente pelo HP SIM durante a identificação, os dados de contrato e garantia não serão coletados. Se você desejar executar a tarefa Contract and Warranty Collection (coleção de contrato e garantia) imediatamente para um sistema atualizado, selecione Options Contract and Warranty Data Collection (Opções > Coleção de dados de contrato e garantia). A coleção de informações de contrato e garantia é limitada a um vez por dia. IMPORTANTE A execução da tarefa de coleção de contrato e garantia mais de uma vez por mês não é recomendada ou necessária uma vez que os dados não são alterados com frequência. Exibindo o status de contrato e garantia Visão geral A página Contract and Warranty Status (Status de contrato e garantia) está disponível sempre que você clica no ícone CW na página de exibição da tabela do sistema ou no link Contract and Warranty Status (Status de contrato e garantia) na página do sistema. Essa página lista as System Information (Informações do sistema) e os detalhes de contrato e garantia. NOTA Um sistema pode ter vários contratos e garantias. System Information (Informações do Sistema) System Name (Nome do sistema) O nome ou o endereço IP do sistema. Serial Number (Número de série) O número de série do sistema. Pode ser o número de série descoberto pelo HP SIM ou o número inserido no campo Customer-Entered serial number (Número de série inserido pelo cliente) na página Edit System Properties (Editar propriedades do sistema) Registered Product Number (Número do produto registrado) O número do produto. Normalmente, o número do produto é o número usado para ordenar um sistema. Product Line (Linha de produtos) Detalhes sobre a linha de produtos. 128 Contrato e garantia

129 Contrato CCRN (Customer Contract Reference Number) A referência usada para o contrato, conforme renovado ao longo do tempo. Active Contract (Contrato ativo) Esse valor será true (verdadeiro) se existir um contrato ativo. Start Date (Data de início) A data de início de um contrato ativo. End Date (Data de término) A data de término de um contrato ativo. Se nenhuma data de término estiver disponível, esse campo estará em branco. Contract Status (Status do contrato) Os valores possíveis são: A: Ativa F: A data de início está no futuro : Expirado E: Não há uma data de término I: O contrato é informal. O status pode indicar que o contrato não foi finalizado B: Entrega bloqueada C: Cancelado Active Obligation (Obrigação ativa) Esse valor será true (verdadeiro) se existir um contrato de suporte ativo para um sistema. A data de início e de término do contrato é listada para cada item do contrato juntamente com as seguintes informações: Status Os valores possíveis são: A: Ativa F: A data de início está no futuro : Expirado E: Não há uma data de término I: O contrato é informal. O status pode indicar que o contrato não foi finalizado B: Entrega bloqueada C: Cancelado Nível de serviço O nível de serviço especificado na oferta. Inclui a quantidade de tempo durante o qual a HP precisa reagir a um problema, o tempo para a resolução de um conjunto de problemas e o tipo de resposta que a HP usará para reagir a um problema. Exibindo o status de contrato e garantia 129

130 Garantia Entregas Uma descrição dos serviços oferecidos com este contrato, por exemplo, suporte no local ou peças e materiais. Tipo de garantia O tipo de garantia, por exemplo, Base Warranty (Garantia básica), Bundled Warranty (Garantia do pacote) ou HP Care Pack. Start Date (Data de início) A data de início de uma garantia ativa. Extension (Extensão) O número de dias para os quais esta garantia foi estendida. Wty: HP HW Maintenance Onsite Support A data de início e de término da garantia é listada para cada item da garantia juntamente com as seguintes informações: Status Os valores possíveis são: A: Ativa F: A data de início está no futuro : Expirado E: Não há uma data de término I: O contrato é informal. O status pode indicar que o contrato não foi finalizado B: Entrega bloqueada C: Cancelado Nível de serviço O nível de serviço especificado na garantia. Inclui a quantidade de tempo durante o qual a HP precisa reagir a um problema, o tempo para a resolução de um conjunto de problemas e o tipo de resposta que a HP usará para reagir a um problema. Entregas Uma descrição dos serviços oferecidos com esta garantia, por exemplo, suporte no local ou peças e materiais. Wty: Suporte da HP para a configuração inicial Status Os valores possíveis são: A: Ativa F: A data de início está no futuro : Expirado E: Não há uma data de término I: O contrato é informal. O status pode indicar que o contrato não foi finalizado B: Entrega bloqueada 130 Contrato e garantia

131 C: Cancelado Nível de serviço O nível de serviço especificado na garantia. Inclui a quantidade de tempo durante o qual a HP precisa reagir a um problema, o tempo para a resolução de um conjunto de problemas e o tipo de resposta que a HP usará para reagir a um problema. Entregas Uma descrição dos serviços oferecidos com esta garantia, por exemplo, suporte no local ou peças e materiais. Monitorando o status de contrato e garantia O status de contrato e garantia é mostrado pelos seguintes tipos de status: Tabela 9 Status de contrato e garantia Ícone de status Significado do ícone Grave Descrição O contrato ou garantia está expirado Secundário As informações do contrato estão temporariamente indisponíveis. O contrato expira em 30 dias. Aviso Normal Desconhecido Desativado O contrato expira em 90 dias. O sistema tem um contrato ou garantia válido. Nenhuma informação do contrato foi localizada. O sistema talvez não tenha um número de série ou uma ID de produto. A opção Do not collect contract and warranty data for this system (Não coletar dados de contrato e garantia para este sistema) está definida para o sistema. Exibindo o status de contrato e garantia 131

132 24 Gerenciador de licenças O License Manager permite exibir e gerenciar licenças de produtos na interface do usuário do HP SIM. Para acessar informações adicionais sobre Atualizações, Upgrades e Suporte técnico, contate o representante de serviços ou parceiro da HP ou acesse o HP Support Center em NOTA Para executar o License Manager, você deve ter direitos administrativos no CMS (para definir, selecione Options Security Users and Authorizations User) (Segurança > Usuários e autorizações) e escolha a opção Configure CMS Security (Configurar segurança do CMS) e o conjuntos de ferramentas All Tools (Todas as ferramentas) [para definir, selecione Options Security Users and Authorizations Authorizations (Opções > Segurança > Usuários e autorizações > Autorizações)] nos sistemas gerenciados que você deseja licenciar. É possível exibir e associar licenças a sistemas de destino especificados descobertos pelo HP SIM. Um produto pode usar sistemas artificiais para conter licenças. Portanto, você pode ver nomes de sistemas não existentes. As licenças do sistema podem ser revistas por produto. As licenças podem ser associadas a sistemas específicos. As licenças podem ser coletadas e implantadas em processadores de gerenciamento. Novas licenças podem ser adicionadas individualmente ou em massa a partir de um arquivo. As tabelas do banco de dados do License Manager são atualizadas e sincronizadas diariamente à meia-noite ou na inicialização do HP SIM, e as informações de licenças expiradas são enviadas a plug-ins registrados. Para alguns produtos, o License Manager permite apenas que os usuários revisem as licenças do sistema, as licenças disponíveis e adicionem licenças. Para outros produtos, o License Manager permite a associação de licenças a sistemas selecionados pelo usuário. A associação da licença depende do produto específico. Para alguns produtos, as licenças podem ser associadas livremente a sistemas selecionados e essas associações podem ser alteradas. No entanto, na maioria dos casos, a licença é bloqueada para o sistema depois que é usada com o produto. Depois de bloqueadas, as associações não podem mais ser alteradas. Para outros produtos, a associação do produto é permanente depois de realizada no License Manager. Finalmente, alguns produtos permitem que o License Manager gerencie completamente suas licenças, de forma que a seleção e os sistemas de licenciamento são finais. A distinção entre esses últimos modos é que as associações poderão ser alteradas se as opções do usuário incluírem Assign/Un assign (Atribuir/Remover atribuição) e serão finais se houver uma opção Apply (Aplicar). O License Manager inclui funcionalidade para coletar e implantar licenças com a maioria dos processadores de gerenciamento. O núcleo do License Manager estabelece e mantém um canal de comunicação seguro para implantação de licenças com o processador de gerenciamento por meio de duas opções fornecidas pelo HP SIM, SSL e Secure Shell (SSH). O SSL e o SSH atendem aos requisitos de um canal seguro. Se os sistemas de destino forem processadores de gerenciamento, os processadores de gerenciamento devem dar suporte a SSH, e você deve fornecer as credenciais necessárias. Uma solução baseada em SSH usa CLO. Todas as versões de firmware de processador de gerenciamento incluem suporte para SSH/CLP. O suporte ao ProLiant SSH/CLP é incluído na v1.70 ou superior do firmware do processador de gerenciamento. O suporte ao SSH/CLP do Integrity está incluído no firmware do processador de gerenciamento. Todos os processadores de gerenciamento podem ser atualizados para essa versão ou posterior. A coleção de licenças usa um mecanismo baseado em HTTP e opera sem credenciais. Em muitas instâncias, o firmware do processador de gerenciamento permite que o usuário defina se as informações da licença estão disponíveis sob demanda usando esse mecanismo. 132 Gerenciador de licenças

133 Tabela 10 Hardware com suporte para coleções de licenças de processadores de gerenciamento Integrity Hardware Nome do produto Tipo de servidor Suporte a firmware rx2660 Merlin Rack F ou superior rx3600 Ruby Rack F ou superior rx6600 Sapphire Rack F ou superior BL860c Tahiti Blade T ou superior BL870c Barbara Blade T ou superior NOTA A nova coleção de licenças do processador de gerenciamento tem suporte no processador de gerenciamento e nos dispositivos do processador de gerenciamento. A implantação tem suporte no processador de gerenciamento e em processadores de gerenciamento com versões de firmware mais recentes. Em alguns casos, as licenças são gerenciadas e controladas pelo sistema licenciado (licenciamento remoto). Nesse caso, o License Manager fornece a facilidade de coletar e implantar licenças para esses sistemas. Para sistemas que não são processadores de gerenciamento, a comunicação usada é um mecanismo Microsoft COM. Para alguns produtos, a licença é armazenada em uma estrutura de licenciamento no Registro do Windows no sistema licenciado. O License Manager utiliza a API de registro remoto da Microsoft sobre o protocolo COM para atribuir licenças e coletar informações sobre licenças desses sistemas remotos. As informações sobre licença são duplicadas no banco de dados do HP SIM, mas as licenças são gerenciadas remotamente e devem ser coletadas periodicamente para manter essas informações atualizadas. As credenciais de autenticação dos sistemas especificados serão necessárias quando as licenças forem enviadas para o sistema especificado. Se as credenciais de autenticação do WBEM tiverem sido fornecidas para um destino específico, essas credenciais serão usadas. Se as credenciais específicas não tiverem sido fornecidas, cada conjunto de credenciais do WBEM fornecidas como credenciais globais serão usadas uma depois da outra. Se nenhuma credencial for fornecida, a conexão será tentada usando as credenciais padrão do servidor do HP SIM. O serviço de registro remoto deve ser iniciado e executado nos sistemas candidatos de destino para a coleção ou atribuição de chaves. Esse mecanismo de gerenciamento de licenças é raro. Quando usadas, essas instâncias serão claramente declaradas na documentação do produto. NOTA Não há suporte à coleção automática de licenças de processadores de gerenciamento. NOTA Por padrão, você não tem suporte ou opções de atualização. Depois de 9 de julho de 2007, todas as chaves de licença são incluídas em um ano de acesso 24 horas por dia, sete dias por semana ao Serviço de Atualizações e Suporte Técnico para Software da HP. O License Manager informa quais chaves de licença estão "habilitadas para suporte e atualização" e quais chaves de licença requerem a compra de atualizações ou upgrades futuros. CLI mxlmkeyconfig O mxlmkeyconfig do CLI permite que você combine todos os arquivos chaves do License Manager em um só arquivo em vez de ter que executar vários arquivos. Combinar esses arquivos em um único arquivo facilita a adição de novas chaves a partir de um arquivo através da interface gráfica do usuário do License Manager. O comando mxlmkeyconfig utiliza todas as chaves e informações relacionadas e as coloca no arquivo de chaves resultante. O programa da CLI não permite duplicatas. Se houver valores de <cadeia de caracteres de chave> duplicados, uma mensagem de aviso será exibida e apenas CLI mxlmkeyconfig 133

134 o primeiro valor será colocado no arquivo de chaves resultante. Se forem encontrados arquivos formatados inadequadamente, serão exibidas mensagens de aviso. O arquivo de chaves é criado quando o comando mxlmkeyconfig da CLI é executado. Se o arquivo de chaves resultante já existir, as chaves anteriores permanecerão e as informações dos arquivos de chaves de origem serão adicionadas ao arquivo de chaves resultante. Tipos de licença O License Manager exibe as licenças por produto. Se uma licença autorizar vários produtos, o número de estações permitidas por licença será aplicado integralmente a cada produto autorizado. Por exemplo, uma licença que autoriza cinco estações de trabalho e dois produtos autorizará cinco estações de trabalho para cada produto. Tabela 11 Tipos de licença Tipo de licença Flexible Quantity (Quantidade flexível) Activation Key Agreement (Contrato de chave de ativação) Demo (estações de trabalho e tempo) Demo (tempo) Beta Duração Descrição Oferece funcionalidade ilimitada completa por um tempo ilimitado e para um número específico de estações de trabalho adquirido, até Oferece funcionalidade ilimitada completa por um tempo ilimitado. Esta licença representa um limite superior esperado no número de estações de trabalho, até Oferece funcionalidade ilimitada completa por um tempo limitado e um número específico de estações de trabalho. A licença determina o número de dias que a chave permite que o produto funcione. Os dias começam a ser contados a partir do dia do primeiro uso. A chave pode permitir que mais de uma instância do produto seja executada. As chaves de Demo autorizam até 255 estações de trabalho para até 255 dias. Oferece funcionalidade ilimitada completa por um tempo limitado. A licença determina o número de dias que a chave permite que o produto funcione. Os dias começam a ser contados a partir do dia do primeiro uso. A chave pode permitir que mais de uma instância do produto seja executada. As chaves de Demo autorizam o uso por até dias. Oferece funcionalidade ilimitada completa por um tempo limitado. A licença determina o número de dias que a chave permite que o produto funcione. Os dias começam a ser contados a partir do dia em que a chave é criada. A chave pode permitir que mais de uma instância do produto seja executada. As chaves de Demo autorizam o uso por até dias. Oferece licença de tempo limitado com funcionalidade completa. Uma DLL (Duration license) pode ser atribuída a um sistema várias vezes. Quando o produto licenciado consome uma licença e essa licença expira subsequentemente, uma nova licença será consumida e removida da pilha de licenças atribuídas (se houver uma, usando a mesma chave de licença). Por exemplo, se sete licenças de produto da mesma chave de DLL forem atribuídas, a licença permanecerá válida por sete vezes o intervalo especificado na licença DLL correspondente. Qualquer número de licenças ainda atribuídas podem ter a atribuição cancelada a qualquer momento. A unidade de tempo básica codificada na chave é um mês. Uma DLL 134 Gerenciador de licenças

135 Tabela 11 Tipos de licença (continuou) Tipo de licença Descrição pode autorizar até 255 estações de trabalho por até 255 meses. Subscription (Assinatura) Oferece licença de tempo limitado com funcionalidade completa. A unidade de tempo básica codificada na chave é um mês. Uma licença Subscription pode autorizar até 255 estações de trabalho por até 255 meses. Todas as licenças de assinatura baseadas em uma chave de licença de assinatura específica expirarão quando a primeira licença usada dessa chave expirar. Todas as representações de tempo no License Manager são exibidas em dias NOTA O HP SIM considera que um mês é igual a 30 dias. Tabela 12 Tipos de licença relatados pelos produtos do processador de gerenciamento Tipo de licença Descrição Intrinsic (Intrínseca) Individual Permanent (Permanente) Demo (tempo) Oferece funcionalidade ilimitada completa e representa uma chave de uso único do produto. Esse tipo de licença é específico aos processadores de gerenciamento. Oferece funcionalidade ilimitada completa e representa uma chave de uso único do produto. Esse tipo de licença é específico aos processadores de gerenciamento. Oferece funcionalidade ilimitada completa. Oferece funcionalidade ilimitada completa por um tempo limitado. A licença determina o número de dias que a chave permite que o produto funcione. Os dias começam a ser contados a partir do dia do primeiro uso. A chave pode permitir que mais de uma instância do produto seja executada. As chaves de Demo autorizam o uso por até dias. Sistemas licenciados License Systems (Sistemas licenciados) no License Manager permite listar os sistemas licenciados para o produto selecionado. Os produtos podem optar por não exibir todos ou alguns detalhes de licenciamento. Alguns produtos fornecem licenças para habilitar outros produtos. As chaves de licença geradas por esses produtos podem ser adicionadas manualmente. Em muitos casos, essas licenças geradas não são visíveis para o usuário. Portanto, a única maneira de determinar se um sistema está licenciado para um produto é verificar o status da licença do produto que gera a habilitação e anotar essa relação. Adicionar licenças O HP SIM permite adicionar chaves de licença individuais no banco de dados do License Manager. As chaves de licença do produto HP ilo podem ser adicionadas ao banco de dados porque podem ser implantadas diretamente nos processadores de gerenciamento. Coletar informações de licenças remotas Collect Remote License Info (for management processors) [Coletar informações de licenças remotas para processadores de gerenciamento] coleta licenças usando um protocolo baseado em HTTP que não exige credenciais. Sistemas licenciados 135

136 Ao coletar licenças remotas, lembre-se do seguinte: Não há suporte à coleção automática de licenças de processadores de gerenciamento. Por padrão, você não tem suporte ou opções de atualização. Depois de 9 de julho de 2007, todas as chaves de licença são incluídas em um ano de acesso 24 horas por dia, sete dias por semana ao Serviço de Atualizações e Suporte Técnico para Software da HP. O License Manager informa quais chaves de licença estão "habilitadas para suporte e atualização" e quais chaves de licença requerem a compra de atualizações ou upgrades futuros. Collect Remote License Info (for servers) [Coletar informações sobre licenças remotas (para servidores)] coleta detalhes de licenças de destinos selecionados. Se as licenças armazenadas no sistema selecionado (para obter detalhes, consulte as informações específicas do produto), a máquina selecionada deve estar executando uma variante do Microsoft Windows. Esse processo de coleção terá o comportamento correto quando um produto for selecionado na tabela de Informações sobre licenças de produtos acima. Quando nenhum produto foi selecionado, o comportamento será determinado pelo tipo do sistema selecionado. Quando nenhum produto foi selecionado, selecione o processador de gerenciamento e NÃO o servidor que hospeda o processador de gerenciamento desejado. Tabela de resultados da coleção de licenças 1 System Name (Nome do sistema). Os nomes dos sistemas onde a tarefa foi executada. 2 Chave. As chaves de licença recebidas dos sistemas de destino. Cada chave recuperada de um sistema está em uma linha separada. Alguns produtos possuem mais de uma chave de licença. Os detalhes das licenças estão contidos na chave, e cada chave pode habilitar mais de um produto. 3 Product (Produto). O nome do produto associado ao uso desta chave. 4 Response Status (Status de resposta). O status da solicitação dos dados de licença do sistema selecionado. Tarefa bem-sucedida A. Licensing information from the remote system. B. Licensing information from the target system. NOTA Esse status de resposta é exibido para sistemas que executam SO variante do Windows e têm a licença armazenada no Registro. Tarefa malsucedida A. Connection to device failed. Possible reasons could be device not reachable or device is an older firmware version of management processor. Isso ocorre devido às seguintes razões: a. Erro na rede - conexão recusada. b. Erro na rede - tempo limite da conexão expirado. 136 Gerenciador de licenças

137 c. O sistema que você está tentando conectar tem uma versão de firmware mais antiga ou sem suporte. B. Device not found. Falha ao executar ping no sistema. C. License Key overused. Please refer to the license agreement to avoid any violations. D. No valid licensing information found on the remote system. E. No licensing information on the remote system. F. Problem collecting licensing information. G. Failed to contact this system. Network path not found or similar error. H. Specified system is no longer in the database. I. Target system is not running Microsoft Windows as required. J. Keys cannot be collected from a system of this type. NOTA Isso será exibido se o sistema for de um tipo diferente, como um switch, uma impressora, um cluster, um complexo ou um sistema que não está executando o SO Windows. K. Cannot collect keys stored on this node. HP SIM host and specified system must be running Microsoft Windows. NOTA Isso ocorre quando, por exemplo, o CMS ou um sistema remoto não está executando um sistema operacional variante do Windows. L. License Manager does not know how to assign licenses for this product. License Manager has no information about this product. Install the HP Systems Insight Manager plug-in that uses this license or collect license information from a system running this product first. Atribuindo e cancelando a atribuição de licenças O HP SIM permite atribuir e cancelar a atribuição de licenças de produtos para plug-ins, se aplicável a esse plug-in, e atribuir licenças a sistemas de destino remotos quando as licenças são gerenciadas remotamente. Lembre-se de que as licenças de processador de gerenciamento devem ser aplicadas diretamente ao processador de gerenciamento e não a seu servidor host. Ao atribuir licenças a plug-ins, observe o seguinte para destinos que não são de processador de gerenciamento. Quando uma licença é atribuída a um sistema, ela não é bloqueada ou consumida até que o produto opere naquele sistema. Um sistema pode ser licenciado com uma chave de demonstração apenas uma vez. Se a licença expirar, a única opção para continuar a usar o sistema com esse produto será adquirir uma licença. Um sistema licenciado por uma chave de demonstração pode ser licenciado novamente a qualquer momento com uma licença paga. A atribuição de uma licença pode ser cancelada de um sistema e atribuída a outro sistema, desde que o produto habilitado pela licença não tenha consumido a licença. Depois que um produto foi usado em um sistema, a licença será bloqueada para esse sistema permanentemente. As licenças entregues diretamente a um sistema de destino que gerencia suas próprias licenças não podem ter a atribuição cancelada (o produto fornecerá detalhes sobre quando uma licença deve ser enviada a um servidor remoto). Não há nenhuma penalidade devido à permanência dessas licenças nesses sistemas porque elas são consumidas com base em necessidade. As licenças remanescentes podem ser usadas em outro lugar. Atribuindo e cancelando a atribuição de licenças 137

138 Uma DLL pode ser atribuída a um sistema várias vezes. Quando o produto licenciado consome uma licença e essa licença expira subsequentemente, uma nova licença será consumida e removida da pilha de licenças atribuídas (se houver uma, usando a mesma chave de licença). Por exemplo, se sete licenças de produto baseadas na mesma chave de DLL forem atribuídas, a licença permanecerá válida por sete vezes o intervalo de tempo especificado na licença DLL correspondente. Qualquer quantidade de licenças ainda atribuídas podem ter a atribuição cancelada a qualquer momento. Alguns produtos limitam o uso da interface do License Manager. Consequentemente, a opção Manage Licenses (Gerenciar licenças) pode ser selecionada, no entanto, a opção Apply (Aplicar) ou Assign/Un-assign (Atribuir/Cancelar atribuição) pode estar desabilitada. Aplicar licenças Uma licença aplicada a um sistema é irreversível. As licenças aplicadas a processadores de gerenciamento são gerenciadas pelo processador de gerenciamento e, portanto, a política é definida pelo processador de gerenciamento. A licença é bloqueada para o sistema especificado. Para destinos de processador de gerenciamento: Quando uma licença é atribuída a um processador de gerenciamento, um registro é criado e armazenado no banco de dados do License Manager. Se o processador de gerenciamento selecionado já estiver licenciado, você não poderá substituir essa licença por uma nova licença no License Manager. Primeiro, você deve excluir a licença existente no console do processador de gerenciamento e, em seguida, inserir a nova licença (diretamente ou usando o License Manager). No entanto, o Integrity MP substitui uma chave de demonstração por uma licença permanente. Se uma chave permanente já estiver presente, o Integrity MP exibirá uma mensagem, como License already Installed. Uma atribuição de licença não pode ser cancelada de um processador de gerenciamento e atribuída a outro processador de gerenciamento. As licenças entregues diretamente a um sistema de destino real não podem ter a atribuição cancelada porque o comportamento do produto que opera com essa licença está fora do escopo do License Manager. Ao atribuir licenças a destinos de processador de gerenciamento, as credenciais de SSH de cada destino devem ser conhecidas. Ao implantar licenças em servidores remotos, as credenciais de acesso devem ser conhecidas. Lembre-se de que as licenças de processador de gerenciamento devem ser aplicadas diretamente ao processador de gerenciamento e não a seu servidor host. Página Add License (Adicionar licença) 1 Selecione a cadeia de caracteres completa da chave e pressione Ctrl +C para copiá-la. Posicione o cursor em qualquer um dos cinco campos que formam a caixa de entrada e pressione Ctrl + V ou clique com o botão direito do mouse para colar a chave de licença. Se a função Add License (Adicionar licença) foi selecionada depois de você ter copiado a chave, pressione Ctrl + V para colar a chave. A chave de licença é exibida com cinco caracteres em cada campo. 2 Digite o caminho e o nome do arquivo completos no campo Specify a file name and path (Especifique um nome e um caminho de arquivo). 138 Gerenciador de licenças

139 3 Clique em Browse (Procurar). a. A caixa de diálogo Choose file (Escolher arquivo) é exibida. b. Navegue para o arquivo que contém as licenças a serem adicionadas. c. Quando um arquivo for localizado, clique em Process (Processar). NOTA Ao colar na chave completa, a chave pode estar no formato normal de cinco grupos de cinco caracteres, com cada grupo separado por um hífen (-), (por exemplo ). Não há espaços entre os caracteres e os hífens. Página Key details (Detalhes da chave) Clique em Process (Processar) para exibir os detalhes da licença. 1 Product (Produto) O nome do produto. 2 License Version (Versão da licença) A versão da licença do produto. 3 Licenses Type (Tipo de licença) O tipo da licença, por exemplo Demo (Demonstração), Beta, Duration (Duração), Site e Maintenance (Manutenção). 4 Licenses Purchased (Licenças compradas) O número de licenças compradas para um produto. 5 Days Max (Número máximo de dias) O número máximo de dias em que as licenças podem ser usadas. 6 Back (Voltar) Retorna para a página Add License (Adicionar licença). 7 Add Licenses Now (Adicionar licenças agora) Adiciona as chaves no banco de dados. Página Key details (Detalhes da chave) 139

140 Página Assigning or Applying Licenses (Atribuindo ou cancelando a atribuição de licenças) 1 System Name (Nome do sistema) O nome do sistema onde a tarefa foi executada. 2 Serial Number (Número de série) Um número escolhido pelo produto de licenciamento para identificar sistemas remotos. (Verifique as informações sobre o produto para obter detalhes específicos). 3 Unique Identifier (Identificador exclusivo) Uma cadeia de caracteres exclusiva que identifica ainda mais um sistema. Os sistemas podem ser licenciados por qualquer combinação de nome de sistema, número de série ou identificador exclusivo. 4 Status O status de uso da licença no sistema denominado. 5 Sistema operacional O nome e a edição do sistema operacional instalado no produto. 6 Tipo de sistema O tipo do sistema licenciado, por exemplo, servidor, armazenamento ou não gerenciado. 7 System IP Address (Endereço IP do sistema) O endereço IP do sistema licenciado. 8 All Features Supported (Com suporte a todos os recursos) Um valor "Yes" (Sim) ou "No" (Não). Os sistemas podem ser licenciados com uma licença de pacote. O Yes (Sim) nessa coluna significa que todos os produtos licenciados por licença de pacote dão suporte completo ao sistema indicado. Um No (Não) indica que algumas licenças não dão suporte a esse sistema. Você deve determinar quais produtos não dão suporte ao sistema selecionado. 9 License advisories and warnings resulting from last licensing activity: (Aconselhamentos e avisos de licenças resultantes da última atividade de licenciamento:) Tabela que indica que outras licenças que precisam existir no sistema indicado são totalmente compatíveis com a licença do produto selecionado. 140 Gerenciador de licenças

141 Página License unlicensed systems (optional) (Licenciar sistemas não licenciados (opcional)) 1 Status das licenças do sistema Exibe o status das licenças do sistema, como Not licensed (Não licenciado) ou a duração da licença atribuída. 2 Sistema selecionado a ser licenciado O nome do sistema está selecionado para que uma licença seja atribuída a ele. 3 Licenças disponíveis atualmente Exibe todas as licenças disponíveis atualmente a serem atribuídas. 4 Licença selecionada Uma licença está selecionada para ser atribuída ao sistema Apply license (Aplicar licença) Aplica a licença selecionada ao sistema selecionado. A página de licenças online que exibe a alteração nas duas tabelas System license status (Status das licenças do sistema) e Licenses currently available (Licenças disponíveis atualmente) depois que um nó é licenciado com a licença DLL. 1 Status das licenças do sistema O sistema exibe o status como tendo uma licença de duração atribuída. 2 Licenças disponíveis atualmente Exibe que a licença Duration (Duração) foi reduzida pelo número de licenças atribuídas ao sistema Página License unlicensed systems (optional) (Licenciar sistemas não licenciados (opcional)) 141

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

HP Insight Remote Support

HP Insight Remote Support HP Insight Remote Support Guia de Configuração de Dispositivos Monitorados Versão do software: 7.4 Data de publicação do documento: Julho de 2015 Data de lançamento do software: Julho de 2015 Informações

Leia mais

Serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem c-class (SO + IC)

Serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem c-class (SO + IC) Informações técnicas Serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem c-class (SO + IC) Serviços HP Care Pack O serviço HP Installation and Startup para infraestrutura HP BladeSystem

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia

Leia mais

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9 Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9 SUMÁRIO Introdução... 2 Finalidade e público-alvo... 2 Sobre este documento... 2 Termos mais utilizados...

Leia mais

4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows 8.1 Update

4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows 8.1 Update 4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911 2015 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox, Xerox com a marca figurativa e FreeFlow são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros

Leia mais

Online Help InfraStruXure Central

Online Help InfraStruXure Central Online Help InfraStruXure Central Version 5.0.0 Sobre a Ajuda A Ajuda está sempre disponível e pode ser exibida e iniciada de várias formas. Os tópicos relevantes podem ser impressos da janela do navegador

Leia mais

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 Sumário Prefácio: Prefácio...vii Capítulo 1: Apresentação do MozyPro...9 Capítulo 2: Noções básicas sobre os Conceitos do MozyPro...11 Noções básicas

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.1 Novidades no StruxureWare Data Center Expert 7.2.x Saiba mais sobre os novos recursos disponíveis na versão StruxureWare Data Center Expert 7.2.x.

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Microsoft Corporation Publicação: 14 de março de 2005 Autor: Tim Elhajj Editor: Sean Bentley Resumo Este documento fornece instruções

Leia mais

GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO. Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS

GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO. Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS Guia Rápido Suplemento da câmera AXIS M5013/M5014 Página 3 AXIS M5013/M5014 Guia Rápido Suplemento

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Novidades no StruxureWare Data Center Expert 7.2.x Saiba mais sobre os novos recursos disponíveis na versão StruxureWare Data Center Expert 7.2.x.

Leia mais

TeamViewer 9 Manual Management Console

TeamViewer 9 Manual Management Console TeamViewer 9 Manual Management Console Rev 9.2-07/2014 TeamViewer GmbH Jahnstraße 30 D-73037 Göppingen www.teamviewer.com Sumário 1 Sobre o TeamViewer Management Console... 4 1.1 Sobre o Management Console...

Leia mais

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente Versão 2.5 31.01.12 e-academy Inc [CONFIDENCIAL] SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 FINALIDADE E PÚBLICO-ALVO... 3 SOBRE ESTE DOCUMENTO... 3 TERMOS MAIS

Leia mais

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers Guia de Instalação Rápida 13897290 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes de instalar Sobre a conta

Leia mais

BlackBerry Enterprise Server

BlackBerry Enterprise Server BlackBerry Enterprise Server Versão: 5.0 Service pack: 3 Guia de monitoramento Publicado: 2011-04-02 SWD-1398426-0402045748-012 Conteúdo 1 Solução de monitoramento do BlackBerry Enterprise Server... 5

Leia mais

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 2010 Guia de Instalação Rápida 20047221 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes da instalação Sobre a conta de serviço do

Leia mais

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version R8. Português

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version R8. Português Kaseya 2 Software Deployment and Update Dados de exibição rápida Version R8 Português Outubro 23, 2014 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as defined

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS FUNDAMENTOS DE Visão geral sobre o Active Directory Um diretório é uma estrutura hierárquica que armazena informações sobre objetos na rede. Um serviço de diretório,

Leia mais

Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação

Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação Notas, avisos e advertências NOTA: uma NOTA indica informações importantes que ajudam você

Leia mais

Introdução. Symantec AntiVirus. Sobre o Symantec AntiVirus. Como começar

Introdução. Symantec AntiVirus. Sobre o Symantec AntiVirus. Como começar Introdução AntiVirus Sobre o AntiVirus Copyright 2008 Corporation. Todos os direitos reservados. Documentação versão 10.2.1.0, o logotipo da, LiveUpdate, AntiVirus, Client Security, Security Response e

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação WatchKey WatchKey USB PKI Token Manual de Instalação e Operação Versão Windows Copyright 2011 Watchdata Technologies. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido copiar e distribuir o conteúdo

Leia mais

Ajuda do Active System Console

Ajuda do Active System Console Ajuda do Active System Console Visão geral... 1 Instalação... 2 Como ver as informações do sistema... 4 Limites de monitoração do sistema... 5 Definições de notificação de email... 5 Configurações de notificação

Leia mais

Positivo Network Manager 4

Positivo Network Manager 4 Positivo Network Manager 4 O gerenciamento eficiente de informações e de tecnologia da informação (TI) é um fator reconhecidamente crítico na maioria das organizações. As informações e as tecnologias que

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Instruções de operação Guia de segurança

Instruções de operação Guia de segurança Instruções de operação Guia de segurança Para um uso seguro e correto, certifique-se de ler as Informações de segurança em 'Leia isto primeiro' antes de usar o equipamento. CONTEÚDO 1. Instruções iniciais

Leia mais

A versão SonicOS Standard 3.9 conta com suporte nos seguintes equipamentos do SonicWALL: SonicWALL TZ 180 SonicWALL TZ 180 Wireless

A versão SonicOS Standard 3.9 conta com suporte nos seguintes equipamentos do SonicWALL: SonicWALL TZ 180 SonicWALL TZ 180 Wireless SonicOS Notas de versão do SonicOS Standard 3.9.0.1 para TZ 180/180W Conteúdo Conteúdo... 1 Compatibilidade da plataforma... 1 Como alterar o idioma da interface gráfica do usuário... 2 Aprimoramentos...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE MANUAL DO USUÁRIO DE REDE Armazenar registro de impressão na rede Versão 0 BRA-POR Definições de observações Utilizamos o seguinte ícone neste Manual do Usuário: Observações indicam como você deve reagir

Leia mais

ProRAE Guardian V1.5 Guia de referência rápida

ProRAE Guardian V1.5 Guia de referência rápida ProRAE Guardian V1.5 Guia de referência rápida Para obter uma descrição completa das funções do programa, consulte o guia do usuário do ProRAE Guardian (incluso no CD de software). SUMÁRIO 1. Principais

Leia mais

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP Guia de instalação do software HP LaserJet Enterprise M4555 MFP Series Guia de instalação do software Direitos autorais e licença 2011 Copyright Hewlett-Packard Development

Leia mais

Utilizando License Server com AnywhereUSB

Utilizando License Server com AnywhereUSB Utilizando License Server com AnywhereUSB 1 Indice Utilizando License Server com AnywhereUSB... 1 Indice... 2 Introdução... 3 Conectando AnywhereUSB... 3 Instalação dos drivers... 3 Configurando AnywhereUSB...

Leia mais

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Estas instruções ensinam como instalar os Utilitários Intel a partir do CD nº 1 do Intel System Management Software (liberação somente para os dois CDs

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Manual de referência do Device Storage Manager

Manual de referência do Device Storage Manager Manual de referência do Device Storage Manager Avisos sobre direitos autorais e marcas comerciais Copyright 2003 Hewlett-Packard Development Company, L.P. É proibida a reprodução, adaptação ou tradução

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O ACTIVE DIRECTORY NO WINDOWS SERVER 2008

INSTALANDO E CONFIGURANDO O ACTIVE DIRECTORY NO WINDOWS SERVER 2008 INSTALANDO E CONFIGURANDO O ACTIVE DIRECTORY NO WINDOWS SERVER 2008 Objetivo Esse artigo tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o Active Directory no Windows Server 2008. Será também apresentado

Leia mais

Kaseya 2. Guia do usuário. Version R8. Português

Kaseya 2. Guia do usuário. Version R8. Português Kaseya 2 vpro Guia do usuário Version R8 Português Outubro 23, 2014 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as defined in Kaseya s Click-Accept EULATOS as

Leia mais

Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server. Guia de Inicialização Rápida

Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server. Guia de Inicialização Rápida Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server Guia de Inicialização Rápida O ESET Smart Security fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no ThreatSense,

Leia mais

KM-NET for Accounting. Guia de Operação

KM-NET for Accounting. Guia de Operação KM-NET for Accounting Guia de Operação Informações legais e gerais Aviso É proibida a reprodução não autorizada deste guia ou parte dele. As informações neste guia estão sujeitas a alterações sem aviso

Leia mais

Backup Exec Continuous Protection Server. Guia de Instalação Rápida

Backup Exec Continuous Protection Server. Guia de Instalação Rápida Backup Exec Continuous Protection Server Guia de Instalação Rápida Guia de Instalação Rápida Este documento contém os seguintes tópicos: Antes da instalação Requisitos do sistema para o produto Execução

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012 Para WebReporter 2012 Última revisão: 09/13/2012 Índice Instalando componentes de pré-requisito... 1 Visão geral... 1 Etapa 1: Ative os Serviços de Informações da Internet... 1 Etapa 2: Execute o Setup.exe

Leia mais

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida.

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Guia do Usuário Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Protegemos mais usuários contra ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Cuidar de nosso meio ambiente,

Leia mais

Introdução ao Tableau Server 7.0

Introdução ao Tableau Server 7.0 Introdução ao Tableau Server 7.0 Bem-vindo ao Tableau Server; Este guia orientará você pelas etapas básicas de instalação e configuração do Tableau Server. Em seguida, usará alguns dados de exemplo para

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Especificação Técnica Última atualização em 31 de março de 2010 Plataformas Suportadas Agente: Windows XP e superiores. Customização de pacotes de instalação (endereços de rede e dados de autenticação).

Leia mais

Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup

Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup HP Technology Services O serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution fornece a

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Readme do NetIQ imanager 2.7.7. 1 O que há de novo. 1.1 Aperfeiçoamentos. Setembro de 2013

Readme do NetIQ imanager 2.7.7. 1 O que há de novo. 1.1 Aperfeiçoamentos. Setembro de 2013 Readme do NetIQ imanager 2.7.7 Setembro de 2013 O NetIQ imanager 2.7.7 possui novos recursos e soluciona diversos problemas de versões anteriores. É possível fazer o upgrade para o imanager 2.7.7 a partir

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

SMART CARD LOGON COM TOKEN USB CONFIGURANDO UMA AUTORIDADE CERTIFICADORA

SMART CARD LOGON COM TOKEN USB CONFIGURANDO UMA AUTORIDADE CERTIFICADORA SMART CARD LOGON COM TOKEN USB A Microsoft oferece suporte nativo para smart card logon nos sistemas operacionais Windows 2000, Windows 2003, Windows XP e Windows Vista. Usuários podem optar em fazer autenticação

Leia mais

Seu manual do usuário HP proliant ml350 g4 server http://pt.yourpdfguides.com/dref/880727

Seu manual do usuário HP proliant ml350 g4 server http://pt.yourpdfguides.com/dref/880727 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP proliant ml350 g4 server. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

HP Web Jetadmin 10.4. Guia de instalação e configuração

HP Web Jetadmin 10.4. Guia de instalação e configuração HP Web Jetadmin 10.4 Guia de instalação e configuração Copyright e Licença Copyright 2015 HP Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão prévia por escrito é proibida, exceto

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

Pacote de gerenciamento de servidores Intel. Guia do Usuário

Pacote de gerenciamento de servidores Intel. Guia do Usuário Pacote de gerenciamento de servidores Intel Guia do Usuário Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS PARA

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

ESET SMART SECURITY 8

ESET SMART SECURITY 8 ESET SMART SECURITY 8 Microsoft Windows 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP / Home Server 2003 / Home Server 2011 Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento

Leia mais

CA Nimsoft Unified Reporter

CA Nimsoft Unified Reporter CA Nimsoft Unified Reporter Guia de Instalação 7.5 Histórico de revisões do documento Versão do documento Data Alterações 1.0 Março de 2014 Versão inicial do UR 7.5. Avisos legais Este sistema de ajuda

Leia mais

Notas de versão do HP Intelligent Provisioning

Notas de versão do HP Intelligent Provisioning Notas de versão do HP Intelligent Provisioning Número de peça HP 680065-202 Publicado: junho de 2012 Edição 2 Copyright 2012 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Versão: 1.10 Descrição Estas notas

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de CPU, disco, memória. rsp série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de CPU, disco, memória. rsp série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de CPU, disco, memória rsp série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins informativos

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Início Rápido 7.0 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia O material contido neste documento é fornecido "como está" e está sujeito a alterações

Leia mais

Adobe Acrobat Connect Pro 7 Notas de lançamento

Adobe Acrobat Connect Pro 7 Notas de lançamento Adobe Acrobat Connect Pro 7 Notas de lançamento Bem-vindo ao Adobe Acrobat Connect Pro 7. Este documento contém informações de última hora sobre produtos que não foram mencionadas na documentação do Connect

Leia mais

4.0 SP1 (4.0.1.0) novembro 2014 708P90868. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows Server 2012

4.0 SP1 (4.0.1.0) novembro 2014 708P90868. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows Server 2012 4.0 SP1 (4.0.1.0) novembro 2014 708P90868 Guia de Instalação: Windows Server 2012 2014 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox, Xerox e Design, FreeFlow e VIPP são marcas registradas da

Leia mais

Geração e instalação de Certificado APNS

Geração e instalação de Certificado APNS Geração e instalação de Certificado APNS Manual Rápido para geração e instalação de um Certificado APNS Apple Versão: x.x Manual rápido MobiDM para Certificado APNS Página 1 Índice 1. CERTIFICADO APNS

Leia mais

Notas de versão do Servidor

Notas de versão do Servidor Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Notas de versão do Servidor Sobre estas notas de versão Estas notas de versão fornecem informações sobre o servidor Dell KACE K1000, versão

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Microsoft Corporation Autor: Susan Norwood Editor: Craig Liebendorfer Resumo Este guia fornece instruções para começar a

Leia mais

HP Visual Collaboration Desktop. Guia do usuário. HP Visual Collaboration Desktop v2.0

HP Visual Collaboration Desktop. Guia do usuário. HP Visual Collaboration Desktop v2.0 HP Visual Collaboration Desktop Guia do usuário HP Visual Collaboration Desktop v2.0 First edition: December 2010 Avisos legais Copyright 2010 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações aqui

Leia mais

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 Início Rápido da Administração Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 10.2 27 de maio de 2009 www.novell.com Início Rápido da Administração do ZENworks 10 Asset Management Informações Legais A Novell,

Leia mais

HP Insight Remote Support

HP Insight Remote Support HP Insight Remote Support Guia de instalação e configuração Versão do software: 7.4 Data de publicação do documento: Julho de 2015 Data de lançamento do software: Julho de 2015 Informações legais Garantia

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009.

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009. Guia de Instalação do SolidWorks 2009 INTRODUÇÃO A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009. O SolidWorks pode ser instalado

Leia mais

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Guia: Manual de instalação do Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Data do Documento: novembro de 2012 1 Conteúdo 1. Sobre este manual... 3 2. Requisitos de Sistema...

Leia mais

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Importante: as instruções contidas neste guia só serão aplicáveis se seu armazenamento de mensagens for Avaya Message Storage Server (MSS)

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2 Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.4.2 2006-2014 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedido por escrito, nenhuma licença é

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Guia do usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 8.5 (MeetingPlace Scheduling)

Guia do usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 8.5 (MeetingPlace Scheduling) Guia do usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 8.5 (MeetingPlace Scheduling) Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San Jose, CA 95134-1706 USA http://www.cisco.com

Leia mais

Guia de Instalação do Backup Exec Cloud Storage para Nirvanix. Versão 1.0

Guia de Instalação do Backup Exec Cloud Storage para Nirvanix. Versão 1.0 Guia de Instalação do Backup Exec Cloud Storage para Nirvanix Versão 1.0 Guia de Instalação do Backup Exec Cloud Storage para Nirvanix O software descrito neste livro é fornecido sob um contrato de licença

Leia mais

Manual de utilização da rede Wireless Ambiente Windows

Manual de utilização da rede Wireless Ambiente Windows Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas Manual de utilização da rede Wireless Ambiente Windows Versão 20100201 I. Apresentação Desde 01/06/2006, está

Leia mais

Kaseya 2. Guia de Início Rápido. para VSA 6.0

Kaseya 2. Guia de Início Rápido. para VSA 6.0 Kaseya 2 Iniciar Guia de Início Rápido para VSA 6.0 June 9, 2010 About Kaseya Kaseya is a global provider of IT automation software for IT Solution Providers and Public and Private Sector IT organizations.

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em disco totalmente

Leia mais

ESET SMART SECURITY 7

ESET SMART SECURITY 7 ESET SMART SECURITY 7 Microsoft Windows 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP / Home Server 2003 / Home Server 2011 Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento

Leia mais

HP Visual Collaboration Desktop. Introdução

HP Visual Collaboration Desktop. Introdução HP Visual Collaboration Desktop Introdução HP Visual Collaboration Desktop v2.0 First edition: December 2010 Notificação legal Copyright 2010 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações contidas

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registradas da Microsoft Corporation nos EUA. As informações

Leia mais

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Este documento é fornecido no estado em que se encontra. As informações e exibições expressas neste documento,

Leia mais