Geoinformação na Bahia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Geoinformação na Bahia"

Transcrição

1 IV Encontro de Produtores e Usuários de Informações Geoespaciais do Estado da Bahia Geoinformação na Bahia Produção, qualidade e acesso

2 Produção de Geoinformação: Novas Tecnologias

3 GRUPO ENGEMAP

4 CONTEÚDO Sensores para Aerolevantamento VANT Mapeamento Móvel Terrestre Perspectivas futuras

5 Sensores para Aerolevantamento Sistema Fotogramétrico Digital Varredura a laser (LIDAR) Sensor Hiperespectral

6 Sistema Fotogramétrico Digital ULTRACAM Vexcel ADS Leica DSS - Trimble Alguns Sistemas Fotogramétricos Digitais SAAPI -Sistema Aerotransportado de Aquisição e Pós-processamento de Imagens digitais

7 Sistema Fotogramétrico Digital Imagens Digitais com Resolução Espacial de 5 a 80 cm Câmara digital Tipo Frame Quadro ou Varredura -RGB e IR Sistema autônomo de controle, disparo e sincronismo dos sensores, com sistema GPS/IMU (inercial) integrado Sistema de armazenamento de dados em HD SSD (Solid State Disk Disco de Estado Sólido).

8 IMAGENS E PRODUTOS DERIVADOS DA FOTOGRAMETRIA Estádio da Fonte Nova - BA GSD 10 cm

9 IMAGENS E PRODUTOS DERIVADOS DA FOTOGRAMETRIA Aeroporto de Maceió - AL GSD 10 cm

10 Sistema Fotogramétrico Digital Exemplos de Produtos Ortofoto 1:2000 Restituição planialtimétrica na escala 1:2000 Modelo Digital de Superfície (MDS) Representação 3D

11 DETECÇÃO DE ALTERAÇÕES Estádio da Fonte Nova - BA GSD 10 cm

12 Análise de Áreas de Inundação Rio do Sul SC GSD 20 cm

13 Mapeamentos Estaduais MAPEAMENTO DO ESTADO DA BAHIA Voo Aerofotogramétrico GDS de cm para a Região Metropolitana de Salvador e Recôncavo Baiano e 80 cm para o restante do Estado. Três aeronaves disponíveis para o projeto. Ortofotos Digitais Levantamento de apoio de Campo Aprox. 45 mil pontos levantados pela ENGEMAP e DSG (Diretoria do Serviço Geográfico do Exército Brasileiro 3 Diretoria de Levantamento-DL). HVs e pontos de homologação melhor que 10 cm (XYZ). Ortofoto RGB com GSD de 80 cm (60 cm RMS e Recôncavo Baiano). Precisão na escala de 1: (PEC Classe A) para todo Estado. MDS, MDT (Modelo Digital de Superfície e Terreno) e Curvas de Nível MDS e MDT com precisão de 1,8 metros, compatível para escala de 1:5.000 para todo Estado. Curvas de Nível Equi. de 10 metros parmetros a as regiões Oeste e Litoral. Curvas de Nível Equi. de 20 para a região do Semi-árido. Curvas de Nível Equi. de 05 metros para a RMS e Recôncavo Planimetria Região Metropolitana de Salvador e Recôncavo Baiano Restituição e reambulação. Planimetria: rodovias, eixos de logradouros, ferrovias, edificações principais e hidrografia.

14 Mapeamentos Estaduais O R M D T O+ F OC TU O R V A S D E N Í V E L MAPEAMENTO DO ESTADO DA BAHIA

15 Mapeamentos Estaduais MAPEAMENTO DO ESTADO SANTA CATARINA Área Estadual: km2 Voo (RGB+IR) com GSD de 39 cm para todo Estado; Apoio de Campo Marco Geodésicos, HVs e Pontos de Validação\Homologação (melhor que 10 cm XYZ); Ortofoto RGB+IR com GSD de 39 cm, com precisão melhor que 1 metro, compatível para a escala de 1:5.000 (PEC Classe A) para todo Estado. MDE (Modelo Digital de Elevação) com precisão melhor que 1 metro, compatível para a escala de 1:5.000 (PEC Classe A) para todo Estado. MDT (Modelo Digital de Terreno) com precisão melhor que 1 metro, compatível para a escala de 1:5.000 (PEC Classe A) para todo Estado Hidrografia Completa na escala de 1:10.000, conforme INDE*. Bacias Hidrográfica (Ottocodificada) na escala de 1:10.000, no formato de Geoprocessamento. * Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE -

16 Mapeamentos de Corredores

17 Mapeamentos Cadastrais em áreas urbanas Aumento na Receita Tributária - IPTU

18 Fusão de imagens RGB e IR Aplicações Temáticas Imagem RGB Florianópolis - SC SAAPI Imagem IR Florianópolis - SC SAAPI Classificação nãosupervisionada aplicada nas imagens do visível Classificação nãosupervisionada aplicada na composição com infravermelho

19 Varredura a Laser (LIDAR) LIDAR LIght Detection And Ranging; Sensores a laser: medem a distância entre o sensor e o objeto e, através de varredura dinâmica, conseguem determinar centenas de pontos por segundo com alta precisão; Útil para a geração de MDT Modelo Digital de Terreno; Componentes: Laser; Mecanismo de varredura; Ótica de projeção; Ótica do receptor; GPS; Sistema inercial

20 Varredura a Laser (LIDAR) Os lasers para aplicações topográficas operam na região do infravermelho (1064nm 1540nm); As distâncias são medidas enviando pulsos de luz e gravando-se o tempo necessário de retorno de cada pulso; Frequência dos pulsos: alta frequência ~ 500 KHz; Alguns sistemas registram também a intensidade do pulso para gerar uma imagem de intensidade. Possibilidade de trabalhar durante a noite (não requer luz visível).

21 Varredura a Laser (LIDAR) Aplicações Mapeamento de corredores: (rodovias, ferrovias, Linhas de Transmissão-LT e dutos) Agricultura e Florestas: (cálculo de biomassa, diâmetros de copas, altura de indivíduos e grupos e mapas de declividade) Mapeamentos Topográficos: Mineração, Parques Eólicos e UHEs Planejamento Urbano com modelagem 3D de cidades Aeroportos (modelos de simulação de voo e mapeamento de obstruções) Mapeamento temático de cidades e áreas ambientais

22 Varredura a Laser (LIDAR) Aplicações

23 Varredura a Laser (LIDAR) Aplicações Perfil (laser) Rodovia

24 Varredura a Laser (LIDAR) Aplicações Perfil (laser) Rodovia TERRENO + VEGETAÇÃO

25 Varredura a Laser (LIDAR) Aplicações Perfil (laser) Rodovia TERRENO

26 Ex: Rodovias - Vantagens do LIDAR em relação aos métodos Topográficos: Mapeamento de corredores (rodovias, ferrovias, linhas de transmissão, dutos) Amostragem de dados muito superior Maior velocidade de produção para grandes projetos Menor erro acumulativo Equipe menor e mais qualificada -> menor risco de acidentes Possibilidade de produtos alternativos fora do escopo original

27 Vantagens do LIDAR Possibilidade de produtos alternativos fora do escopo original : Integração com imagens digitais (Imageamento óptico + LIDAR): - Mapeamentos planimétricos do entorno (Mapeamentos de feições, obras de arte, hidrografia) - Análise das faixas de domínio - Análises de vegetação e uso do solo integração imagens RGB/IR (Classificação de Imagens) Mapas de declividade Visualização 3D

28 Varredura a Laser (LIDAR)

29 Sensor Hiperespectral Sensor Hiper-espectral CASI 1500 Características: Foco em aplicações temáticas Sensor de média resolução: ~ 0,25 2,00 m Alta resolução espectral ( Ex: CASI 1500 até 288 bandas espectrais) Característica radiométrica mais importante que geométrica Assinatura espectral do alvo

30 Sensor Hiperespectral Aplicações Gestão Ambiental Controle de desmatamentos Monitoramento e gestão de áreas de reflorestamento Prevenção e controle de acidentes ambientais Monitoramento da qualidade da água Análise Geoambiental

31 Sensor Hiperespectral Aplicações Mapas de Uso do Solo

32 Sensor Hiperespectral Aplicações Agricultura Detecção antecipada e controle de pragas na lavoura Aplicação seletiva e automática de defensivos agrícolas Cálculo de estimativa de produção Classificação da saúde da vegetação: Saudável (verde escuro), Leve (verde), Moderada (amarelo), Grave (vermelho) Cana-de-açúcar

33 Sensor Hiperespectral Aplicações Outras Aplicações Monitoramento das áreas de servidão de oleodutos e gasodutos Detecção de derramamento de óleo Identificação de minerais Contaminação por óleo

34 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado

35 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado SIGLAS E DEFINIÇÕES VANT: Veículo Aéreo Não Tripulado UAV: Unmanned Aerial Vehicle UAS: Unmanned Aerial System ARP: Aeronave Remotamente Pilotada RPA: Remotely Piloted Aircraft

36 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado O QUE É UM VANT? VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado) Qualquer tipo de aeronave que não necessita de pilotos embarcados para ser guiada, controlados à distância, por meios eletrônicos e computacionais, sob a supervisão e governo humanos, ou sem a sua intervenção, por meio de Controladores Lógicos Programáveis (PLC).

37 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado Classificação: Peso Alcance Autonomia Finalidade Sensores: câmera RGB, IR, filmadora, multiespectral, hiper-espectral, termal, etc. Uso militar Uso civil e comercial

38 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado Situação atual dos VANT s G1 notícias 12/08/2014 EPTV 09/05/2014 UOL 31/01/2014 Folha de SP 14/08/2014

39 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado LEGISLAÇÃO AIC 21/10 DECEA IS Decisão 127 ANAC NOTAM Autorizações especiais CAVE Certificado de Autorização de voo Experimental Autorização especial para o Departamento da Polícia Federal (DPF) NOVA REGULAMENTAÇÃO (RESUMO) 3 Classes: classe 1: <25 kg; classe 2: kg; classe 3 > 150kg Permissão em áreas não povoadas Limitação de altitude (< 120 m) Habilitação de pilotos Regulamentação do link de comunicação Registro das aeronaves e empresas

40 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado LEGISLAÇÃO STATUS: Audiência Pública Período: 03 de setembro de 2015 a 03 de outubro de 2015 Documentos disponíveis em: Sessão presencial: 11 de setembro de 2015

41 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado SX8 VANT SENSORMAP

42 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado SX8 VANT SENSORMAP

43 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado VANT para Cartografia de precisão CASE: Mapeamento CIGEX Exército VANT Sensormap Hexacopter Dimensão da área: 1 Km² 3 pontos de controle GSD das fotos: 3,5 cm Produtos: Mosaico de ortofotos com precisão 1:1.000 Modelo digital de Superfície com grid 1 x 1m (1:1.000) Modelo digital de Terreno com grid 1 x 1m (1:1.000) Restituição de vias e edificações

44 VANT para Cartografia de precisão CASE: Mapeamento CIGEX Exército Mapeamento na escala de 1:1.000

45 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado CASE: Mapeamento CIGEX Exército Mapeamento na escala de 1:1.000

46 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado CASE: Mapeamento AMAN Academia Militar das Agulhas Negras Exército Mapeamento na escala de 1:1.000

47 VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado Para que serve um VANT? Aplicações em Geoinformação Aplicações: Mapeamentos Planialtimétricos Mapeamento de Áreas Patrimoniais Cálculo de Volume - Mineração Inspeção de linhas elétricas Aplicações militares Arqueologia Vigilância aérea Monitoramento e cadastro de áreas agrícolas e ambientais Monitoramento de desastres Controle de áreas poluídas Segurança pública Monitoramento de fronteiras...

48 Sistema de Mapeamento Móvel Terrestre

49 Sistema de Mapeamento Móvel Terrestre Sistema de multi-aquisição de imagens com câmaras digitais industriais (até 6 câmaras); Desenvolvimento próprio da Sensormap; Câmara traseira para registro da qualidade dos pisos das vias; Integração com sensor Laser terrestre; Solução de georreferenciamento direto de precisão (GPS/IMU) com DMI integrado; Unidade de processamento de alto desempenho e armazenamento em discos de estado sólido;

50 Sistema de Mapeamento Móvel Terrestre Captura de imagens em várias direções

51 Sistema de Mapeamento Móvel Terrestre Vídeo Registro em várias vistas

52 Sistema de Mapeamento Móvel Terrestre LIDAR Sistemas de Mapeamento Móvel Integração com câmaras fotográficas e sistemas GPS/INS Aplicações: - Cadastro de rodovias e ferrovias; - Mapeamento de fachadas e obras de arte - Análises de pavimentação

53 Sistema de Mapeamento Móvel Terrestre Exemplo de projeto: DER-SP DER Viscinais: Georreferenciamento e inventário de rodovias vicinais no Estado de São Paulo com integração em sistema de geoprocessamento: km lineares

54 Perspectivas futuras Crescimento dos VANT s Qual a aplicabilidade? Segurança operacional Satélite x Aerolevantamento x VANT Grandes áreas Baixa flexibilidade Projetos de corredores Mapeamento Urbano Áreas menores e restritas Alta flexibilidade Monitoramento

55 Obrigado!

56 2015

57

PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS. Sensores aéreos e orbitais

PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS. Sensores aéreos e orbitais PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS Sensores aéreos e orbitais Pilares do Mapeamento 1. Resolução espacial e radiométrica 2. Cobertura multispectral 3. Geometria consistente 4. Automação e resposta rápida

Leia mais

POTENCIALIDADES DO AEROLEVANTAMENTO NO MEIO URBANO

POTENCIALIDADES DO AEROLEVANTAMENTO NO MEIO URBANO POTENCIALIDADES DO AEROLEVANTAMENTO NO MEIO URBANO ANTONIO JORGEFURQUIM Eng. Cartógrafo http://fotosefotos.com AEROFOTOGRAMETRIA Voo Apoiado (GPS/IMU) AEROFOTOGRAMETRIA ADS 52 Câmera Digital Grande Formato

Leia mais

Dados para mapeamento

Dados para mapeamento Dados para mapeamento Existem dois aspectos com relação aos dados: 1. Aquisição dos dados para gerar os mapas 2. Uso do mapa como fonte de dados Os métodos de aquisição de dados para o mapeamento divergem,

Leia mais

Sensores Aerotransportados

Sensores Aerotransportados Sensores Aerotransportados Sensores Aerotransportados X ou + Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs): Concorrentes ou Complementares? José Alexandre F. da Silva Engenheiro Cartógrafo A EMPRESA - Informações

Leia mais

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS DO SISTEMA LASER

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS DO SISTEMA LASER INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS DO SISTEMA LASER Leonardo Ercolin Filho Engefoto Engenharia e Aerolevantamentos S.A. Consultoria de Pesquisas e Tecnologias leonardoercolin@engefoto.com.br Fone: +55 41 3071 4252

Leia mais

VANT O Uso na Agricultura de Precisão

VANT O Uso na Agricultura de Precisão VANT O Uso na Agricultura de Precisão Conceituação De acordo com acircular de Informações Aeronáuticas AIC N21/10, do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), define que: É um veículo aéreo projetado

Leia mais

PARA QUE SERVE O QUADRICOPTERO SIRIUS SD4:

PARA QUE SERVE O QUADRICOPTERO SIRIUS SD4: Skydrones, nova empresa gaucha de aviônica, que atua no desenvolvimento de microvants veículos aéreos não tripulados, testa seu protótipo SIRIUS SD4, com novo sistema de telemetria. O produto estará pronto

Leia mais

Soluções em Imagens da Terra para Uso. Cooporativo TÍTULO APRESENTAÇÃO. aplicações do mapeamento 3D a partir de

Soluções em Imagens da Terra para Uso. Cooporativo TÍTULO APRESENTAÇÃO. aplicações do mapeamento 3D a partir de Soluções em Imagens da Terra para Uso TÍTULO APRESENTAÇÃO Cooporativo CURITIBA MÊS / 2010 Novas aplicações do mapeamento 3D a partir de laser imagens Marco Antônio Néia CONCEITOS Tecnologia: LASER (Light

Leia mais

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS - Produtos Cartográficos - Geoprocessamento - Sistemas de Informações Geográficas (GIS) - Serviços de Mapas - Demo de um GIS aplicado na PMSP CARTOGRAFIA (conceitos)

Leia mais

GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES. Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo

GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES. Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo Com um novo conceito enraizado na inovação, a Droneng busca integrar a multidisciplinaridade no

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO 04/04/2013 Leonardo Scharth Loureiro Silva Sumário 1 Fundamentos básicos de Sensoriamento Remoto 2 Levantamento aerofotogramétrico para fins de cadastro

Leia mais

IV Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação Recife - PE, 06-09 de Maio de 2012 p. 001-009

IV Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação Recife - PE, 06-09 de Maio de 2012 p. 001-009 p. 001-009 GERAÇÃO DE BASE CARTOGRÁFICA DIGITAL A PARTIR DE PRODUTOS FOTOGRAMÉTRICOS PARA A GERAÇÃO DE ORTOFOTOCARTA, CARTA TOPOGRÁFICA E BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS O CASO DO PROJETO DE MAPEAMENTO DO ESTADO

Leia mais

EXÉRCITO BRASILEIRO. Departamento de Ciência e Tecnologia. Diretoria de Serviço Geográfico. MundoGEO#Connect Latin America 2014

EXÉRCITO BRASILEIRO. Departamento de Ciência e Tecnologia. Diretoria de Serviço Geográfico. MundoGEO#Connect Latin America 2014 EXÉRCITO BRASILEIRO Departamento de Ciência e Tecnologia Diretoria de Serviço Geográfico MundoGEO#Connect Latin America 2014 PRODUZINDO GEOINFORMAÇÃO BÁSICA PARA A DEFESA E SOCIEDADE Gen Bda PEDRO SOARES

Leia mais

Lúcio Ma>as Eng. Diretor Lucio.ma>as@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br

Lúcio Ma>as Eng. Diretor Lucio.ma>as@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br Lúcio Ma>as Eng. Diretor Lucio.ma>as@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br Carlos Jamel Biólogo, Diretor cjamel@novaterrageo.com.br www.novaterrageo.com.br Webinar - A Invasão dos VANTs 13/08/2012

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA LIDAR EM PROJETOS DE ENGENHARIA DE INFRAESTRUTURA VIÁRIA

UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA LIDAR EM PROJETOS DE ENGENHARIA DE INFRAESTRUTURA VIÁRIA XI CONGRESSO NACIONAL Y VIII LATINOAMERICANO DE AGRIMENSURA UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA LIDAR EM PROJETOS DE ENGENHARIA DE INFRAESTRUTURA VIÁRIA Eng. Cart. Bruno da Cunha Bastos (1) Eng. Cart. MSc. Leonardo

Leia mais

F e r n a n d o P r i o s t e L a n d P r o M a d a l e n a F e r n a n d e s L a n d c o b a J o s é R e n a t o M a c h a d o S e r p e n

F e r n a n d o P r i o s t e L a n d P r o M a d a l e n a F e r n a n d e s L a n d c o b a J o s é R e n a t o M a c h a d o S e r p e n L E VA N TA M E N TO S P L A N I A LT I M É T R I C O S P O R L A S E R S C A N PA R A P R O J E TO S E X E C U T I V O S E C A DA S T R O D E R O D O V I A S F e r n a n d o P r i o s t e L a n d P r

Leia mais

MAPEAMENTO FLORESTAL

MAPEAMENTO FLORESTAL MAPEAMENTO FLORESTAL ELISEU ROSSATO TONIOLO Eng. Florestal Especialista em Geoprocessamento OBJETIVO Mapear e caracterizar a vegetação visando subsidiar o diagnóstico florestal FUNDAMENTOS É uma ferramenta

Leia mais

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 O constante desenvolvimento de sistemas aerotransportados para captação de imagens finalmente trouxe ao mercado os modernos sensores para captação de imagens

Leia mais

Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Vendas Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br. VANT e Suas Aplicações

Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Vendas Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br. VANT e Suas Aplicações Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Vendas Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br VANT e Suas Aplicações Soluções existentes Cobertura Pequena Baixa Aéreo e LIDAR VANT Alta Satélites Flexibilidade & Atualização

Leia mais

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Instituto Geográfico Português Direcção-Geral dos Recursos Florestais Paulo Patrício Inventário Florestal Nacional A Direcção-Geral dos Recursos Florestais

Leia mais

O SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS TÉCNICAS DE ANÁLISE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE NOVAS E VELHAS TECNOLOGIAS, UM ESTUDO DE CASO SOBRE A TECNOLOGIA LIDAR.

O SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS TÉCNICAS DE ANÁLISE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE NOVAS E VELHAS TECNOLOGIAS, UM ESTUDO DE CASO SOBRE A TECNOLOGIA LIDAR. O SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS TÉCNICAS DE ANÁLISE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE NOVAS E VELHAS TECNOLOGIAS, UM ESTUDO DE CASO SOBRE A TECNOLOGIA LIDAR. (O mapeamento de território através das arvores). Diogo Caio

Leia mais

VANTs: a Revolução nos Levantamentos Aéreos. Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Produtos Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br

VANTs: a Revolução nos Levantamentos Aéreos. Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Produtos Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br VANTs: a Revolução nos Levantamentos Aéreos Eng. Luiz Dalbelo Gerente de Produtos Santiago & Cintra www.santiagoecintra.com.br Necessidade O que é necessário para tomada de decisão. O que o homem pode

Leia mais

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria Geomática Aplicada à Engenharia Civil 1 Fotogrametria Conceitos 2 Segundo Wolf (1983), a Fotogrametria pode ser definida como sendo a arte, a ciência e a tecnologia de se obter informações confiáveis de

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I)

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB450 TOPOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO II PROF. DR. CARLOS ALBERTO VETTORAZZI

Leia mais

Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) no contexto do monitoramento agrícola Lúcio André de Castro Jorge

Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) no contexto do monitoramento agrícola Lúcio André de Castro Jorge Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) no contexto do monitoramento agrícola Lúcio André de Castro Jorge lacjorge@gmail.com VANTS NA AGRICULTURA Vantagens sobre aeronaves convencionais e satélites Custo

Leia mais

FOTOINTERPRETAÇÃO. Interpretação e medidas. Dado qualitativo: lago

FOTOINTERPRETAÇÃO. Interpretação e medidas. Dado qualitativo: lago FOTOINTERPRETAÇÃO a) conceito A fotointerpretação é a técnica de examinar as imagens dos objetos na fotografia e deduzir sua significação. A fotointerpretação é bastante importante à elaboração de mapas

Leia mais

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana.

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana. Cartografia Desde os primórdios o homem tentou compreender a forma e as características do nosso planeta, bem como representar os seus diferentes aspectos através de croquis, plantas e mapas. Desenhar

Leia mais

Planejamento de cidades inteligentes: ganhando força através da colaboração NITERÓI

Planejamento de cidades inteligentes: ganhando força através da colaboração NITERÓI Planejamento de cidades inteligentes: ganhando força através da colaboração NITERÓI CIDADES INTELIGENTES Conceito ganhou impulso nos últimos 5 anos Uma nova economia: (Fonte: Pyke Research) mercado de

Leia mais

TOPOCART: Cartografia, Engenharia, Meio Ambiente e Urbanismo a serviço do desenvolvimento.

TOPOCART: Cartografia, Engenharia, Meio Ambiente e Urbanismo a serviço do desenvolvimento. TOPOCART: Cartografia, Engenharia, Meio Ambiente e Urbanismo a serviço do desenvolvimento. Equipe Técnica 300 Profissionais: Engenheiros Civis, Agrônomos, Agrimensores, Cartógrafos e Ambientais Arquitetos,

Leia mais

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento

USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO. Geoprocessamento USO DO GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DO SETOR AGRÍCOLA PARA FINS TRIBUTÁRIOS NA SEFAZ-GO Geog.Ms. Maria G. da Silva Barbalho maria-gsb@sefaz.go.gov.br Conceito Disciplina do conhecimento que utiliza

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA Jugurta Lisboa Filho Departamento de Informática Universidade Federal de Viçosa (MG) jugurta@dpi.ufv.br Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática Tópicos

Leia mais

EXÉRCITO BRASILEIRO Departamento de Ciência e Tecnologia Diretoria de Serviço Geográfico

EXÉRCITO BRASILEIRO Departamento de Ciência e Tecnologia Diretoria de Serviço Geográfico EXÉRCITO BRASILEIRO Departamento de Ciência e Tecnologia Diretoria de Serviço Geográfico MAPEAMENTO DA AMAZÔNIA: PROJETO ESTRATÉGICO PARA O BRASIL GEOINFORMAÇÕES NA AMAZÔNIA Gen Div PEDRO RONALT VIEIRA

Leia mais

Padrões de Dados para INDE

Padrões de Dados para INDE Padrões de Dados para INDE Apresentação: Cap Gabriel Dresch Rio de Janeiro RJ, 17 de Agosto de 2012 OBJETIVO Apresentar as especificações técnicas que estão sob responsabilidade do Exército Brasileiro.

Leia mais

Bases de Dados Geoespaciais: Conceitos e Tendências. Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com

Bases de Dados Geoespaciais: Conceitos e Tendências. Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com Sumário Dados e informações Base de dados Normatização dos Dados Banco de dados único Interoperabilidade de dados Tendências DADOS E INFORMAÇÕES Dados são observações

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Métodos de Aquisição de dados Planialtimétricos

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Métodos de Aquisição de dados Planialtimétricos UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2 Métodos de Aquisição de dados Planialtimétricos Recife, 2014 Métodos de Aquisição dos Dados O cuidado

Leia mais

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários , Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários Cláudia Paixão A Ilha da Madeira apresenta um conjunto de riscos específicos entre os quais se destacam: Movimentação de Massas Cheias Rápidas

Leia mais

Sistema de Informações Geográficas

Sistema de Informações Geográficas UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE Pós Graduação Ecologia e Manejo de Recursos Naturais Sistema de Informações Geográficas Prof. Fabiano Luiz Neris Criciúma, Março de 2011. A IMPORTÂNCIA DO ONDE "Tudo

Leia mais

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pesquisas CBERS - UFRGS 2001: Início do projeto Participantes: - PPG-SR / CEPSRM - Instituto de Geociências Geodésia Geografia Geologia - Faculdade

Leia mais

VANT NAURU 500. Aspectos técnicos da aeronave, voo e processamento de dados

VANT NAURU 500. Aspectos técnicos da aeronave, voo e processamento de dados VANT NAURU 500 Aspectos técnicos da aeronave, voo e processamento de dados Objetivos da apresentação Fornecer informações básicas sobre o sistema NAURU 500, as possibilidades de aplicações e alternativas

Leia mais

SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE

SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene Delazari Grupo de Pesquisa em Cartografia e SIG da UFPR SIG Aplicado ao Meio Ambiente - 2011 GA020- SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene S. Delazari -

Leia mais

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO.

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. INTRODUÇÃO Criar um site sobre as ciclovias da cidade de Curitiba. A idéia surgiu no ano de 2010 a partir de uma conversa entre alguns colaboradores

Leia mais

Fotogrametria (definição clássica):

Fotogrametria (definição clássica): Fotogrametria (definição clássica): Pode ser definida como a Ciência, Arte e Tecnologia de se obterem Medidas dignas de confiança por meios de Fotografias É derivada de três palavras de origem grega que

Leia mais

O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas

O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas Iara Musse Felix Diretora de Desenvolvimento de Negócios da Salvador

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II. Profa. Adriana Goulart dos Santos

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II. Profa. Adriana Goulart dos Santos Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II Profa. Adriana Goulart dos Santos Aerofotogrametria Fotogrametria é a ciência aplicada que se propõe a registrar,

Leia mais

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Projeto de Engenharia Ambiental Sensoriamento remoto e Sistema de Informação Geográfica Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Sensoriamento

Leia mais

Modelagem Digital do Terreno

Modelagem Digital do Terreno Geoprocessamento: Geração de dados 3D Modelagem Digital do Terreno Conceito Um Modelo Digital de Terreno (MDT) representa o comportamento de um fenômeno que ocorre em uma região da superfície terrestre

Leia mais

Webinar. Laser Scanner 3D é o futuro da topografia? Conceitos, coleta, processamento, apresentação, aplicações

Webinar. Laser Scanner 3D é o futuro da topografia? Conceitos, coleta, processamento, apresentação, aplicações Webinar Conceitos, coleta, processamento, apresentação, aplicações Rovane Marcos de França Professor de Geodésia e Georreferenciamento do IFSC Consultor da Vector Geo4D Engenheiro Civil / Técnico em Geomensura

Leia mais

Sistemas Sensores. Introdução

Sistemas Sensores. Introdução Sistemas Sensores 5ª Aulas Introdução O sol foi citado como sendo uma fonte de energia ou radiação. O sol é uma fonte muito consistente de energia para o sensoriamento remoto (REM). REM interage com os

Leia mais

Consiste num sistema de recolha de dados de imagem e LIDAR (Light Detection and Ranging) montado num veículo

Consiste num sistema de recolha de dados de imagem e LIDAR (Light Detection and Ranging) montado num veículo O que é um Sistema de Mobile Mapping? Consiste num sistema de recolha de dados de imagem e LIDAR (Light Detection and Ranging) montado num veículo O que faz um Sistema de Mobile Mapping? Captura exata

Leia mais

Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014

Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Dinâmica Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Arquivos & Certificados Webinar 10 Mitos Geo Resultados

Leia mais

Técnicas de Cartografia Digital

Técnicas de Cartografia Digital Técnicas de Cartografia Digital Maria Cecília Bonato Brandalize 2011 Aula 8 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens Como são representados

Leia mais

VANT e fotogrammetria

VANT e fotogrammetria VANT e fotogrammetria Um piscar sobre a tecnologia Emanuele Traversari UFPE - 5 de Julho 2013 1 O que é um VANT O VANT é uma sigla para Veículo Aéreo Não Tripulado: é uma aeronave genérica, criada para

Leia mais

Projeto SAR-VANT Segmento Radar de Abertura Sintética

Projeto SAR-VANT Segmento Radar de Abertura Sintética Projeto SAR-VANT Segmento Radar de Abertura Sintética ORBISAT DA AMAZÔNIA IND. E AEROLEVANTAMENTO S.A. Palestrante: Dr. Karlus A.C. de Macedo OrbiSat Feira MundoGeo#Connect, 14 a 16 de Junho Centro de

Leia mais

Drone de mapeamento profissional

Drone de mapeamento profissional Drone de mapeamento profissional 4 razões para escolher o ebee 01. Mais mapas e maior precisão O ebee cobre até 12 km 2 (4,6 mi 2 ) em um único voo, enquanto que, voos sobre áreas menores e com baixa

Leia mais

Drone de mapeamento de nível topográfico

Drone de mapeamento de nível topográfico Drone de mapeamento de nível topográfico 3 motivos para escolher o ebee RTK 01. Precisão do nível topográfico Precisão absoluta do ortomosaico/modelo de elevação digital é de até 3 cm (1,2 polegadas)

Leia mais

Compreendendo os Efeitos da Projeção nas Imagens Aéreas

Compreendendo os Efeitos da Projeção nas Imagens Aéreas Compreendendo os Efeitos da Projeção nas Imagens Aéreas Introdução Com a atual popularização dos sistemas CAD, ficou muito fácil para usuários de cartografia carregarem um arquivo vetorial, oriundo de

Leia mais

MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA

MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA Guilherme Sonntag Hoerlle*, Jaerton Santini, Nicole Becker Portela, Suane Wurlitzer Bonatto,

Leia mais

Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais

Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais Lauriana Rúbio Sartori Nilton Nobuhiro Imai Antônio Maria Garcia Tommaselli Roberto da Silva

Leia mais

Uso de Imagens de Satélite e VANT como Ferramenta de Gestão na Cultura da Cana de Açúcar

Uso de Imagens de Satélite e VANT como Ferramenta de Gestão na Cultura da Cana de Açúcar Uso de Imagens de Satélite e VANT como Ferramenta de Gestão na Cultura da Cana de Açúcar Luciano Rosolem Gerente Regional de Vendas luciano.rosolem@geoagri.com.br (65) 9683-9102 Julho de 2015 Necessidade

Leia mais

PERNAMBUCO TRIDIMENSIONAL: RELEVOS DE PERNAMBUCO

PERNAMBUCO TRIDIMENSIONAL: RELEVOS DE PERNAMBUCO SEINFRA PERNAMBUCO TRIDIMENSIONAL: RELEVOS DE PERNAMBUCO João Bosco de Almeida Secretário de José Almir Cirilo Secretário Executivo de Coordenação Geral Fellipe Alves Gestor de Planejamento A PRIMEIRA

Leia mais

Opções de utilização de produtos cartográficos e gerenciamento de bases de dados espaciais na Gestão Municipal, Prefeitura de Joinville/SC.

Opções de utilização de produtos cartográficos e gerenciamento de bases de dados espaciais na Gestão Municipal, Prefeitura de Joinville/SC. Opções de utilização de produtos cartográficos e gerenciamento de bases de dados espaciais na Gestão Municipal, Prefeitura de Joinville/SC. Geógrafo, Msc Celso Voos Vieira Gerente da Unidade de Gestão

Leia mais

3ª DIVISÃO DE LEVANTAMENTO PROJETO DE MAPEAMENTO DO ESTADO DA BAHIA

3ª DIVISÃO DE LEVANTAMENTO PROJETO DE MAPEAMENTO DO ESTADO DA BAHIA 3ª DIVISÃO DE LEVANTAMENTO DO ESTADO DA BAHIA 1º Ten QEM João Alberto Batista de Carvalho 1º Ten QEM Raphael Luiz França Greco ESTADO DA BAHIA População: 15.044.137 Área(km²): 564.733,177 Número de Municípios:

Leia mais

Benefícios das Ortofotos Geradas a Partir das Imagens da ADS40 com Sensor SH52

Benefícios das Ortofotos Geradas a Partir das Imagens da ADS40 com Sensor SH52 Benefícios das Ortofotos Geradas a Partir das Imagens da ADS40 com Sensor SH52 Abstract As câmeras aéreas digitais são a mais avançada tecnologia de precisão para obtenção de imagens aerofotogramétricas.

Leia mais

Métodos de Aquisição de Dados para Elaboração de Cartografia. Aerolevantamento

Métodos de Aquisição de Dados para Elaboração de Cartografia. Aerolevantamento Métodos de Aquisição de Dados para Elaboração de Cartografia Aerolevantamento FOTOGRAMETRIA A Fotogrametria é a ciência ou tecnologia de se obter informações sobre objetos físicos e do meio ambiente, através

Leia mais

LEVANTAMENTO DE GERENCIAMENTO POR DRONE EM OBRAS RODOVIÁRIAS

LEVANTAMENTO DE GERENCIAMENTO POR DRONE EM OBRAS RODOVIÁRIAS LEVANTAMENTO DE GERENCIAMENTO POR DRONE EM OBRAS RODOVIÁRIAS Profa. Rita Moura Fortes ERI Engineering And Research Institute Pesquisas Ltda Prof. João Virgilio Merighi Latersolo Serviços de Engenharia

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB210 GEOPROCESSAMENTO SEGUNDO SEMESTRE DE 2013 PROF. DR. CARLOS ALBERTO

Leia mais

Novas tendências para a geração e gerenciamento de dados geográficos desenvolvidas pelo Consórcio Cadic - Dmapas

Novas tendências para a geração e gerenciamento de dados geográficos desenvolvidas pelo Consórcio Cadic - Dmapas Novas tendências para a geração e gerenciamento de dados geográficos desenvolvidas pelo Consórcio Cadic - Dmapas Eng. Ignacio de las Peñas CADIC - DMAPAS Dados básicos das empresas que formam o consórcio

Leia mais

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Paula Bernasconi Ricardo Abad Laurent Micol Maio de 2008 Introdução O município de Alta Floresta está localizado na região norte do estado de Mato

Leia mais

GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES. Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo

GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES. Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo Com um novo conceito enraizado na inovação, a Droneng busca integrar a multidisciplinaridade no

Leia mais

Drones, modelos, usos e aplicações. Ailson Brito Santos Benedito José Santos Luciano Lisboa

Drones, modelos, usos e aplicações. Ailson Brito Santos Benedito José Santos Luciano Lisboa Drones, modelos, usos e aplicações Ailson Brito Santos Benedito José Santos Luciano Lisboa Apresentação Palestrantes O site de projetos benejsan (www.benejsan.com.br) O Grupo de desenvolvimento de software

Leia mais

E-mailT UV W WX Y Z!W [ \ ] X \ ^_ Y `Q^a Y

E-mailT UV W WX Y Z!W [ \ ] X \ ^_ Y `Q^a Y ! " # $! &%'! ()*) ( +-,. / 0 1 2 3*4 56/73*8. /.8 9 3*8:; 2 1 < 3*= >*. 8? 3!@!1 8 A / 1 B 9 1 = C*54.D?. / E*1 3 F&G F&H 2 2. /I 7 :JKDJL*M G J G6N / 5*8 O. P1 < OI 7 :JK DJ&.: G K G J3Q2 R 5*? S7 :JK

Leia mais

7.5 Planialtimetria 7.5.1 Topologia Tem por objetivo o estudo das formas da superfície terrestre e das leis que regem o seu modelado.

7.5 Planialtimetria 7.5.1 Topologia Tem por objetivo o estudo das formas da superfície terrestre e das leis que regem o seu modelado. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA UNIDADE DE FLORIANÓPOLIS DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CURSO TÉCNICO DE GEOMENSURA MÓDULO II UNIDADE CURRICULAR TOPOGRAFIA III 7.5

Leia mais

Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas Multiplataforma para Inspeção de Linhas de Transmissão

Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas Multiplataforma para Inspeção de Linhas de Transmissão Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas Multiplataforma para Inspeção de Linhas de Transmissão Willian Ramires Pires Bezerra Companhia Hidro Elétrica do São Francisco Chesf Geraldo José Adabo Instituto

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA 1. Introdução Nos últimos anos, a área de geotecnologias ganhou maior visibilidade através da popularização

Leia mais

CARTOGRAFIA TEMÁTICA e GPS

CARTOGRAFIA TEMÁTICA e GPS CARTOGRAFIA TEMÁTICA e GPS Orientação e Forma Diversidade = A visibilidade é variável Ordem = As categorias se ordenam espontaneamente Proporcionalidade = relação de proporção visual Cores convencionais

Leia mais

OPERAÇÃO DE VANT ASPECTOS RELACIONADOS COM A SEGURANÇA OPERACIONAL

OPERAÇÃO DE VANT ASPECTOS RELACIONADOS COM A SEGURANÇA OPERACIONAL OPERAÇÃO DE VANT ASPECTOS RELACIONADOS COM A SEGURANÇA OPERACIONAL Luiz Munaretto - - - - - - - - - - Anais do 5º Simpósio de Segurança de Voo (SSV 2012) Direitos Reservados - Página 330 de 1112 - - -

Leia mais

FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2. 2- Câmaras Fotogramétricas

FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2. 2- Câmaras Fotogramétricas FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2 2- Câmaras Fotogramétricas Generalidades (fotografia) Elementos Fotografia aérea Espectro Eletromagnético 1 Fotogrametria é a arte, ciência, e tecnologia de obtenção

Leia mais

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS Gilberto Pessanha Ribeiro ¹, ², ³ gilberto@globalgeo.com.br ¹ Globalgeo Geotecnologias www.globalgeo.com.br ² Faculdade

Leia mais

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto

044.ASR.SRE.16 - Princípios Físicos do Sensoriamento Remoto Texto: PRODUTOS DE SENSORIAMENTO REMOTO Autor: BERNARDO F. T. RUDORFF Divisão de Sensoriamento Remoto - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais São José dos Campos-SP - bernardo@ltid.inpe.br Sensoriamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Prof. Pablo Santos 4 a Aula SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA - SIG Introdução Definições Necessárias

Leia mais

OS LIMITES POSICIONAIS DO GOOGLE EARTH

OS LIMITES POSICIONAIS DO GOOGLE EARTH OS LIMITES POSICIONAIS DO GOOGLE EARTH Além da freqüência de atualização das imagens fornecidas pelo Google Earth, os usuários também devem ter consciência dos limites de precisão e as aplicações possíveis,

Leia mais

Pollyanna Neves da Silva Departamento de Pós-Graduação Latu- Sensu - Consultoria e Licenciamento Ambiental Centro Universitário UNA

Pollyanna Neves da Silva Departamento de Pós-Graduação Latu- Sensu - Consultoria e Licenciamento Ambiental Centro Universitário UNA O SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS TÉCNICAS DE ANÁLISE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE NOVAS E VELHAS TECNOLOGIAS, UM ESTUDO DE CASO SOBRE A TECNOLOGIA LIDAR (O MAPEAMENTO DE TERRITÓRIO ATRAVÉS DAS ÁRVORES) Diogo Caio

Leia mais

MODERNAS TECNOLOGIAS PARA COLETA DE INFORMAÇÕES ESPACIAIS. Antonio Maria Garcia Tommaselli 1

MODERNAS TECNOLOGIAS PARA COLETA DE INFORMAÇÕES ESPACIAIS. Antonio Maria Garcia Tommaselli 1 MODERNAS TECNOLOGIAS PARA COLETA DE INFORMAÇÕES ESPACIAIS Antonio Maria Garcia Tommaselli 1 Abstract: The aim of this paper is to present the current status of the sensors for spatial data acquisition

Leia mais

METODOLOGIA PARA AQUISIÇÃO DE POLÍGONOS 3D A PARTIR DA CLASSIFICAÇÃO E DO TRATAMENTO DE NUVENS DE PONTOS LIDAR

METODOLOGIA PARA AQUISIÇÃO DE POLÍGONOS 3D A PARTIR DA CLASSIFICAÇÃO E DO TRATAMENTO DE NUVENS DE PONTOS LIDAR METODOLOGIA PARA AQUISIÇÃO DE POLÍGONOS 3D A PARTIR DA CLASSIFICAÇÃO E DO TRATAMENTO DE NUVENS DE PONTOS LIDAR RAFAEL COSTA CAVALCANTI ANA LÚCIA BEZERRA CANDEIAS JOÃO RODRIGUES TAVARES JÚNIOR Universidade

Leia mais

Enquadramento de coberturas de base LiDAR na produção de informação geográfica. Nome: Armindo das Neves Estereofoto, Geoengenharia, SA

Enquadramento de coberturas de base LiDAR na produção de informação geográfica. Nome: Armindo das Neves Estereofoto, Geoengenharia, SA Enquadramento de coberturas de base LiDAR na produção de informação geográfica Nome: Armindo das Neves Estereofoto, Geoengenharia, SA Sumário Enquadramento do LiDAR na produção de informação geográfica;

Leia mais

Sumário. Uso de imagens de satélite para monitoramento ambiental, planejamento do uso da Terra e gestão espacial à luz dos recentes desastres naturais

Sumário. Uso de imagens de satélite para monitoramento ambiental, planejamento do uso da Terra e gestão espacial à luz dos recentes desastres naturais Sumário Apresentação GlobalGeo Uso de imagens de satélite para monitoramento ambiental, planejamento do uso da Terra e gestão espacial à luz dos recentes desastres naturais Problemas meteorológicos para

Leia mais

SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA FORNECIMENTO DE IMAGENS DE SATÉLITE

SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA FORNECIMENTO DE IMAGENS DE SATÉLITE COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO - CHESF DIRETORIA DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO - DE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO DA EXPANSÃO - SPE DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE - DMA DIVISÃO DE MEIO AMBIENTE

Leia mais

Desafios legais para regulamentação dos VANTs e oportunidades

Desafios legais para regulamentação dos VANTs e oportunidades Desafios legais para regulamentação dos VANTs e oportunidades O que é Micro VANT? µ VANT ou µ RPAs é uma subdivisão de VANTs levando em conta seu peso máximo de decolagem, autonomia operacional, distância

Leia mais

O SISTEMA DE IMAGENS E INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS. DO EXÉRCITO ( SIMAGEx) Gen Div PAIVA DE SÁS

O SISTEMA DE IMAGENS E INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS. DO EXÉRCITO ( SIMAGEx) Gen Div PAIVA DE SÁS e 1 2º ENCONTRO DE USUÁRIOS DE SENSORIAMENTO REMOTO O SISTEMA DE IMAGENS E INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS DO EXÉRCITO ( ) Gen Div PAIVA DE SÁS Diretor do Serviço Geográfico e 2 Introdução Objetivos Visão Contextual

Leia mais

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a:

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a: Os equipamentos IKE 1000 são equipamentos GPS de elevada precisão, robustos, adequados para recolher diferentes tipos de informação no campo, tais como dados geoespaciais com informação alfanumérica associada,

Leia mais

Tecnologias Digitais de Geoprocessamento

Tecnologias Digitais de Geoprocessamento Gilberto Pessanha Ribeiro Engenheiro Cartógrafo - UERJ Mestre em Ciências Geodésicas - UFPR Doutor em Geografia UFF Especialista em Geologia do Quaternário Museu Nacional/UFRJ gilberto@eng.uerj.br gilberto@globalgeo.com.br

Leia mais

SPRING 3.6.03 - Apresentação

SPRING 3.6.03 - Apresentação SPRING 3.6.03 - Apresentação GEOPROCESSAMENTO Conjunto de ferramentas usadas para coleta e tratamento de informações espaciais, geração de saídas na forma de mapas, relatórios, arquivos digitais, etc;

Leia mais

Inovação Tecnológica no Cadastro Técnico Multifinalitário

Inovação Tecnológica no Cadastro Técnico Multifinalitário Inovação Tecnológica no Cadastro Técnico Multifinalitário Amilton Amorim Universidade Estadual Paulista - UNESP. Departamento de Cartografia Presidente Prudente SP. Grupo de Pesquisa em Aquisição e Representação

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Fotogrametria. Parte 1

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Fotogrametria. Parte 1 UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2 Fotogrametria Parte 1 Recife, 2014 Fotogrametria (definição clássica): Pode ser definida como a Ciência,

Leia mais

Leica Geosystems HDS High Definition Surveying Inovação, Tecnologia e Precisão

Leica Geosystems HDS High Definition Surveying Inovação, Tecnologia e Precisão Leica Geosystems HDS High Definition Surveying Inovação, Tecnologia e Precisão Seminário Geomática nas Obras de Engenharia e Infraestrutura 27 de Outubro de 2011, São Paulo Irineu da Silva Miguel Menegusto

Leia mais

CARTOGRAFIA - Topografia e Geodésia

CARTOGRAFIA - Topografia e Geodésia CARTOGRAFIA - Topografia e Geodésia Apresentação Empresa certificada pela Iso 9001 em Cartografia. Há quase 30 anos no mercado, a MESSEN ENGENHARIA incorpora as áreas de construção civil e cartografia,

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO "Departamento de Licitações"

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO Departamento de Licitações PROCESSO N.º 02/2009 TOMADA DE PREÇOS N.º 0/2009 ANEXO IV CRONOGRAMA FÍSICO PRAZO DE EXECUÇÃO (MESES) ITEM DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS o MÊS 2 o MÊS 3 o MÊS 4 o MÊS 5 o MÊS 6 o MÊS 7 o MÊS 8 o MÊS

Leia mais

AVALIAÇÃO AMBIENTAL DE ALTERNATIVAS DE TRAÇADO DE DUTOS TERRESTRES

AVALIAÇÃO AMBIENTAL DE ALTERNATIVAS DE TRAÇADO DE DUTOS TERRESTRES AVALIAÇÃO AMBIENTAL DE ALTERNATIVAS DE TRAÇADO DE DUTOS TERRESTRES Guilherme Mendonça da Cunha (PETROBRAS), Giovani Schifino Dellamea, Renato Fernandes, Wilson José de Oliveira. RESUMO Este Trabalho apresenta

Leia mais

Introdução ao SIG. Objetivos Específicos 18/11/2010. Competência: Apresentar: Utilidade de um SIG

Introdução ao SIG. Objetivos Específicos 18/11/2010. Competência: Apresentar: Utilidade de um SIG MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE - ICMBio DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA - DIPLAN COORDENAÇÃO GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS -

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão 01 Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão Rodrigo G. Trevisan¹; José P. Molin² ¹ Eng. Agrônomo, Mestrando em Engenharia de Sistemas Agrícolas (ESALQ-USP); ² Prof. Dr. Associado

Leia mais