lh e c o n fe re o in c is o II d o a rt. 4 º d o Re g u la m e n to d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (R-1 56 ), a p ro v a d o

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "lh e c o n fe re o in c is o II d o a rt. 4 º d o Re g u la m e n to d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (R-1 56 ), a p ro v a d o"

Transcrição

1 PORTARIA Nº D G P, D E 4 D E NOV E M B RO D E Alte ra a d is trib u iç ã o d e e fe tiv o d e m ilita re s te m p o rá rio s, p a ra o a n o d e O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL, n o u s o d a a trib u iç ã o q u e lh e fo i c o n fe rid a p e lo a rt. 3 9 d a Po rta ria d o C o m a n d a n te d o E x é rc ito n º 4 6 2, d e 2 1 d e a g o s to d e , e d e a c o rd o c o m o e s ta b e le c id o n o D e c re to n º , d e 1 6 d e fe v e re iro d e , q u e d is p õ e s o b re o s e fe tiv o s d o p e s s o a l m ilita r d o E x é rc ito e m s e rv iç o a tiv o, p a ra , re s o lv e : Art. 1 º Alte ra r a d is trib u iç ã o d o s e fe tiv o s d e o fic ia is e s a rg e n to s te m p o rá rio s p a ra , d e a c o rd o c o m o q u a d ro a b a ix o : REGI Ã O MI LI TAR OCT/OI T OMT/ODT/OFT/OV T OTT/OEMT Sg t Tm p r 1 ª RM ª RM ª RM ª RM ª RM /5ª D E ª RM ª RM /7 ª D E ª RM /8 ª D E ª RM ª RM ª RM ª RM TOTAL PARC IAL TOTAL GERAL Art. 2 º D e te rm in a r q u e e s ta Po rta ria e n tre e m v ig o r n a d a ta d e s u a p u b lic a ç ã o. Art. 3 º Re v o g a r a Po rta ria n º 0 55-D G P, d e 1 1 d e a b ril d e PORTARIA Nº D G P, D E 7 D E NOV E M B RO D E Ap ro v a a s No rm a s p a ra o F u n c io n a m e n to d o s Ó rg ã o s d e S e rv iç o M ilita r e m Te m p o d e Pa z (NT 0 1 -D S M ) O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL, n o u s o d a a trib u iç ã o q u e lh e c o n fe re o in c is o II d o a rt. 4 º d o Re g u la m e n to d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (R-1 56 ), a p ro v a d o p e la Po rta ria d o C o m a n d a n te d o E x é rc ito n º 2 1 7, d e 2 2 d e a b ril d e , re s o lv e : Art. 1 º Ap ro v a r a s No rm a s p a ra o F u n c io n a m e n to d o s Ó rg ã o s d e S e rv iç o M ilita r e m Te m p o d e Pa z (NT 0 1 -D S M ), q u e c o m e s ta b a ix a. Art. 2 º E s ta b e le c e r q u e e s ta Po rta ria e n tre e m v ig o r n a d a ta d e s u a p u b lic a ç ã o. Art. 3 º Re v o g a r a Po rta ria n º D G P, d e 1 4 d e d e z e m b ro d e B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

2 NORMAS PARA O FU NCI ONAMENTO DOS Ó RGÃ OS DE SERV I Ç O MI LI TAR EM TEMPO DE PAZ (NT 0 1-DSM) Í NDI CE DOS ASSU NTOS ASSU NTO Ar t. C APÍTU L O I - D A F INAL ID AD E... 1 º C APÍTU L O II - D A L E G IS L AÇ Ã O B Á S IC A... 2 º C APÍTU L O III - D O S E RV IÇ O M IL ITAR... 3 º/5º C APÍTU L O IV - D A RE G IÃ O M IL ITAR (RM )... 6 º C APÍTU L O V - D A C IRC U NS C RIÇ Ã O D E S E RV IÇ O M IL ITAR (C S M )... 7 º C APÍTU L O V I - D A D E L E G AC IA D E S E RV IÇ O M IL ITAR (D e l S M )... 8 º/1 1 C APÍTU L O V II- D AS PRE S C RIÇ Õ E S D IV E RS AS... - S e ç ã o I - D a Pro p o s ta d e Trib u ta ç ã o /1 3 S e ç ã o II - D a D iv is ã o Te rrito ria l /1 6 S e ç ã o III - D o Pla n o Re g io n a l d e C o n v o c a ç ã o (PRC ) S e ç ã o IV - D o Pro c e s s o d e D is trib u iç ã o /2 5 S e ç ã o V - D a Re n o v a ç ã o d e M a tríc u la e m TG /2 7 S e ç ã o V I - D o s E x im id o s d o S e rv iç o M ilita r /2 9 S e ç ã o V II - D o s B ra s ile iro s Re s id e n te s n o E x te rio r (B RE ) /3 1 S e ç ã o V III - D o F o rn e c im e n to d e 2 ª e m a is v ia s d o C R /3 3 S e ç ã o IX - D a C e rtid ã o d e S itu a ç ã o M ilita r S e ç ã o X - D a E lim in a ç ã o d o s C e rtific a d o s M ilita re s ANE X OS : ANE X O A - M OD E L O D E TAB E L A D E V INC U L AÇ Ã O D AS C S /J S M /OM A e PRE V IS Ã O D A S E L E Ç Ã O G E RAL ANE X O B - M OD E L O D E TAB E L A D E D IS TRIB U IÇ Ã O POR C S /C S F A ANE X O C - M OD E L OS D E C E RTID Ã O D E S ITU AÇ Ã O M IL ITAR NORMAS PARA O FU NCI ONAMENTO DOS Ó RGÃ OS DE SERV I Ç O MI LI TAR EM TEMPO DE PAZ (NT 0 1-DSM) CAPÍ TU LO I DA FI NALI DADE Art. 1 º E s ta s No rm a s d e s tin a m -s e a re g u la r a s a tiv id a d e s d o s ó rg ã o s re s p o n s á v e is p e la e x e c u ç ã o d o s e rv iç o m ilita r n o â m b ito d o E x é rc ito B ra s ile iro, e x c e to ju n ta s d e s e rv iç o m ilita r, q u e s ã o tra ta d a s e m le g is la ç ã o e s p e c ífic a. CAPÍ TU LO I I DA LEGI SLAÇ Ã O BÁ SI CA Art. 2 º C o n s titu e m -s e le g is la ç ã o b á s ic a p a ra e s ta s No rm a s : I - C o n s titu iç ã o d a Re p ú b lic a F e d e ra tiv a d o B ra s il, d e 5 d e o u tu b ro d e ; B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

3 II - L e i n º , d e 1 0 d e o u tu b ro d e Am p a ro d o E s ta d o a o s C o n s c rito s ; III - L e i n º , d e 1 7 d e a g o s to d e L e i d o S e rv iç o M ilita r (L S M ); IV - L e i n º , d e 8 d e ju n h o d e L e i d e Pre s ta ç ã o d o S e rv iç o M ilita r p e lo s E s tu d a n te s d e M e d ic in a, F a rm á c ia, Od o n to lo g ia e V e te rin á ria e p e lo s M é d ic o s, F a rm a c ê u tic o s, D e n tis ta s e V e te rin á rio s ; (RL S M ); V - L e i n º , d e 4 d e o u tu b ro d e L e i d e Pre s ta ç ã o d o S e rv iç o Alte rn a tiv o ; V I - D e c re to n º , d e 2 0 d e ja n e iro d e Re g u la m e n to d a L e i d o S e rv iç o M ilita r V II - D e c re to n º , d e 7 d e ju n h o d e In s tru ç õ e s G e ra is p a ra In s p e ç ã o d e S a ú d e d o s C o n s c rito s n a s F o rç a s Arm a d a s (IG IS C ); V III - D e c re to n º , d e 2 9 d e n o v e m b ro d e Re g u la m e n to d a L e i d e Pre s ta ç ã o d o S e rv iç o M ilita r p e lo s e s tu d a n te s d e M e d ic in a, F a rm á c ia, Od o n to lo g ia e V e te rin á ria e p e lo s M é d ic o s, F a rm a c ê u tic o s, D e n tis ta s e V e te rin á rio s ; IX - Po rta ria n º /C OS E M I, d e 7 d e ju n h o d e In s tru ç õ e s G e ra is p a ra o S e rv iç o M ilita r d e B ra s ile iro s n o E x te rio r; X - Po rta ria No rm a tiv a n º /M D, d e 1 6 d e fe v e re iro d e Re g u la m e n ta o E s ta b e le c im e n to d e C o n v ê n io s p a ra a Pre s ta ç ã o d o S e rv iç o Alte rn a tiv o a o S e rv iç o M ilita r; X I - D e c re to n º , d e 2 3 d e ju lh o d e In s tru ç õ e s G e ra is p a ra a C o o rd e n a ç ã o d a C o n s c riç ã o n a s F o rç a s Arm a d a s - IG C C F A; e X II - D e c re to n º , d e 1 1 d e a g o s to d e In s titu i a C a rta d e S e rv iç o s a o C id a d ã o e d á o u tra s p ro v id ê n c ia s. CAPÍ TU LO I I I DO SERV I Ç O MI LI TAR Art. 3 º O s e rv iç o m ilita r n o E x é rc ito c o m p re e n d e u m c o n ju n to d e ó rg ã o s d e d ire ç ã o e e x e c u ç ã o d e s tin a d o s, p re c ip u a m e n te, a a s s e g u ra r: h u m a n o s. I - o re c ru ta m e n to d o p e s s o a l n e c e s s á rio a o s e u e fe tiv o d e p a z ; II - o lic e n c ia m e n to d o s e u p e s s o a l in c o rp o ra d o o u m a tric u la d o ; e III - a a d m in is tra ç ã o e o c o n tro le d a s u a Re s e rv a, v is a n d o à m o b iliz a ç ã o d e re c u rs o s Art. 4 º O s e rv iç o m ilita r é d a re s p o n s a b ilid a d e d ire ta d a s re g iõ e s m ilita re s (RM ), s o b a o rie n ta ç ã o té c n ic o -n o rm a tiv a d a D ire to ria d e S e rv iç o M ilita r (D S M ). Art. 5º C o n s titu e m -s e e m ó rg ã o s d e s e rv iç o m ilita r (OS M ): I - Re g iõ e s M ilita re s (RM ) - re s p o n s á v e is p e lo p la n e ja m e n to, e x e c u ç ã o, c o o rd e n a ç ã o e fis c a liz a ç ã o d o s e rv iç o m ilita r, e d a s a tiv id a d e s re la c io n a d a s a o s tiro s -d e -g u e rra (TG ) e e s c o la s d e in s tru ç ã o m ilita r (E s IM ), e m s u a s á re a s d e re s p o n s a b ilid a d e ; II - C irc u n s c riç õ e s d e s e rv iç o m ilita r (C S M ) - ó rg ã o s re g io n a is d e e x e c u ç ã o, c o n tro le e fis c a liz a ç ã o d o s e rv iç o m ilita r, s u b o rd in a d o s à s RM ; III - D e le g a c ia s d e s e rv iç o m ilita r (D e l S M ) - ó rg ã o s d e e x e c u ç ã o, c o n tro le e fis c a liz a ç ã o d o s e rv iç o m ilita r, d ire ta m e n te s u b o rd in a d o s à s C S M, e m c u jo te rritó rio te n h a m s e d e, a b ra n g e n d o u m a o u m a is ju n ta s d e s e rv iç o m ilita r; e B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

4 IV - J u n ta s d e s e rv iç o m ilita r (J S M ) - ó rg ã o s e x e c u to re s d o s e rv iç o m ilita r n o s m u n ic íp io s a d m in is tra tiv o s, e s ta n d o v in c u la d o s te c n ic a m e n te à s C S M c o rre s p o n d e n te s, p o r in te rm é d io d a s D e l S M e, a d m in is tra tiv a m e n te, à s p re fe itu ra s m u n ic ip a is. CAPÍ TU LO I V DA REGI Ã O MI LI TAR Art. 6 º Ao C o m a n d a n te d a RM c o m p e te : I - p la n e ja r, c o o rd e n a r e fis c a liz a r a s a tiv id a d e s re g io n a is re la tiv a s : a ) à c o n v o c a ç ã o p a ra o s e rv iç o m ilita r te m p o rá rio ; b ) a o re c ru ta m e n to e lic e n c ia m e n to d o c o n tin g e n te a n u a l; c ) à re g u la riz a ç ã o d a s itu a ç ã o m ilita r d o s c id a d ã o s e m s e u s d iv e rs o s a s p e c to s ; d ) a o e m p re g o d o s is te m a e le trô n ic o d e re c ru ta m e n to m ilita r (S E RM IL ); e e ) à s re la ç õ e s p ú b lic a s e p u b lic id a d e re fe re n te s a o s e rv iç o M ilita r; II - tra n s m itir o rie n ta ç ã o té c n ic a à s re s p e c tiv a s C S M e d e m a is o rg a n iz a ç õ e s m ilita re s (OM ) s o b s u a ju ris d iç ã o ; III - e x e c u ta r a s a tiv id a d e s re la tiv a s a o p la n e ja m e n to e e x e c u ç ã o d a m o b iliz a ç ã o d e re c u rs o s h u m a n o s ; IV - p ro p o r à D ire to ria d e S e rv iç o M ilita r m o d ific a ç õ e s n a d iv is ã o te rrito ria l p a ra fin s d e S e rv iç o M ilita r; V - re a liz a r a s e x c lu s õ e s d o C o rp o d e Ofic ia is d a Re s e rv a d o E x é rc ito (C ORE ) e a s tra n s fe rê n c ia s p a ra o s Q u a d ro s d e M é d ic o s, D e n tis ta s, F a rm a c ê u tic o s e d e E n g e n h e iro s M ilita re s, d e Ofic ia is e As p Of R/2, d e a c o rd o c o m a le g is la ç ã o e m v ig o r; V I - h o m o lo g a r d o c u m e n to s re la tiv o s à d e s ig n a ç ã o e d is p e n s a d o s S e c re tá rio s d e J S M ; V II - tra ta r d o s a s s u n to s a tin e n te s (a o )(à )(a ): a ) e s tu d o e in fo rm a ç ã o s o b re o s re q u e rim e n to s d e re a b ilita ç ã o d e p ra ç a s lic e n c ia d a s o u e x c lu íd a s a b e m d a d is c ip lin a d o E x é rc ito o u d a s Po líc ia s M ilita re s e C o rp o d e B o m b e iro s M ilita r, e la b o ra n d o a re s p e c tiv a n o ta p a ra o B o le tim Re g io n a l; b ) n e c e s s id a d e d e re c u rs o s p a ra a e x e c u ç ã o d o s e rv iç o m ilita r; c ) e la b o ra ç ã o d o s d o c u m e n to s re la tiv o s à in s tru ç ã o n o s TG ; d ) o rie n ta ç ã o d o fu n c io n a m e n to e in s p e ç ã o d a s C S M, TG e E s IM ; e ) m ilita re s te m p o rá rio s ; e f) c o n v o c a ç ã o e à d is trib u iç ã o d o c o n tin g e n te a n u a l, e m lig a ç ã o c o m o s ó rg ã o s c o rre s p o n d e n te s d a M a rin h a e d a Ae ro n á u tic a s itu a d o s e m s u a á re a d e ju ris d iç ã o ; V III - a tu a liz a ç ã o d a re la ç ã o d o s m u n ic íp io s ju ris d ic io n a d o s p e la RM, p a ra fin s d e d iv is ã o te rrito ria l, trib u ta ç ã o, c ria ç ã o e in fo rm a tiz a ç ã o d e J S M ; IX - s e le ç ã o e d is trib u iç ã o d o c o n tin g e n te a in c o rp o ra r o u a m a tric u la r, d e n tro d a s n o rm a s b a ix a d a s p e la D S M ; X - c o n fe rê n c ia d o s b o le tin s d e n e c e s s id a d e p re e n c h id o s p e la s OM, d e a c o rd o c o m o s p a d rõ e s fu n c io n a is c o n s ta n te s n o s re s p e c tiv o s q u a d ro d e c a rg o s p re v is to s (Q C P), p a ra o p ro c e s s a m e n to d a d is trib u iç ã o ; B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

5 X I - fis c a liz a ç ã o d a e x e c u ç ã o d e n o rm a s re la tiv a s à s e le ç ã o d e p e s s o a l; X II - e la b o ra ç ã o : a ) d o s Pla n o s d e In s p e ç ã o d a s C o m is s õ e s d e S e le ç ã o /C o m is s ã o d e S e le ç ã o d a s F o rç a s Arm a d a s (C S /C S F A); b ) d o Pla n o Re g io n a l d e C o n v o c a ç ã o (PRC ), c o m b a s e n o Pla n o G e ra l d e C o n v o c a ç ã o (PG C ), n a s In s tru ç õ e s C o m p le m e n ta re s d e C o n v o c a ç ã o (IC C ) e n a L e i d o S e rv iç o M ilita r (L S M ); (PG L ); c ) d o Pla n o Re g io n a l d e L ic e n c ia m e n to (PRL ), c o m b a s e n o Pla n o G e ra l d e L ic e n c ia m e n to d ) d a d ifu s ã o d o s e d ita is d e c o n v o c a ç ã o e a v is o s d e s e le ç ã o ; e ) d o s p la n o s, m a p a s e re la tó rio s, re m e te n d o -o s à D S M d e a c o rd o c o m o c a le n d á rio d e e v e n to s d o s e rv iç o m ilita r; f) d a s d ire triz e s in e re n te s a o s e rv iç o m ilita r p a ra a o rie n ta ç ã o d a s C S M e d e m a is OM s e d ia d a s e m s u a á re a d e ju ris d iç ã o ; e ju ris d iç ã o ; a n o A+ 1 ; g ) d o Pla n o e d a D ire triz Re g io n a l d e Pre p a ro d e M o b iliz a ç ã o d e RH d e s u a á re a d e X III - in fo rm a r à D S M a s n e c e s s id a d e s d e M F D V n o â m b ito re g io n a l; X IV - d is trib u ir, e n tre a s OM s e d ia d a s e m s u a á re a, a s v a g a s d e M F D V p a ra o E AS p a ra X V - p re p a ra r, p a ra fin s d e d is p e n s a d o s e rv iç o m ilita r in ic ia l, a p ro p o s ta d a re la ç ã o d o s e s ta b e le c im e n to s d e in te re s s e m ilita r a s e re m d e c la ra d o s d ire ta m e n te re la c io n a d o s c o m a D e fe s a Na c io n a l; X V I - fis c a liz a r a e x e c u ç ã o d o PRC, p rin c ip a lm e n te n o q u e s e re fe re a o a c o m p a n h a m e n to d a s a tiv id a d e s d a s C S /C S F A; X V II - re a liz a r o p la n e ja m e n to e a e x e c u ç ã o d o s e x e rc íc io s d e a p re s e n ta ç ã o d a re s e rv a (E X AR) e d o s e x e rc íc io s d e m o b iliz a ç ã o ; X V III - c o n tro la r o (a ) (s ): a ) Of R/2 e As p R/2 re s id e n te s n a á re a re g io n a l, p o r in te rm é d io d o S E RM IL ; b ) re c u rs o s d is trib u íd o s p e la D S M, d e s tin a d o s à e x e c u ç ã o d o s e rv iç o m ilita r; c ) m a te ria l, p rin c ip a lm e n te o a rm a m e n to e a m u n iç ã o, d is trib u íd o a o s TG ; e d ) C e rtid ã o d e S itu a ç ã o M ilita r g e ra d a n o s ítio d a D S M n a I n te r n e t, a b a Po rta is d e S e rv iç o, p o d e n d o d e le g a r e s ta c o m p e tê n c ia a o s c h e fe s d e C S M ; X IX - o rg a n iz a r o s p ro c e s s o s re la tiv o s à p e rd a d o p o s to e p a te n te d o s Of e As p R/2, e n c a m in h a n d o -o s a o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l (D G P), c o m a s c ó p ia s d a s re s p e c tiv a s s e n te n ç a s ; X X - s o lic ita r à D e le g a c ia Re g io n a l d o M in is té rio d a E d u c a ç ã o a re la ç ã o d o s In s titu to s d e E n s in o d e F o rm a ç ã o d e M é d ic o s, F a rm a c ê u tic o s, D e n tis ta s e V e te rin á rio s (IE F M F D V ); X X I - s o lic ita r a o s IE F M F D V a re la ç ã o d o s fo rm a n d o s d e s e x o m a s c u lin o, re m e te n d o a s fic h a s d e s e le ç ã o m ilita r (F IS E M I) a o s IE c o n s id e ra d o s c o m o trib u tá rio s ; X X II - p la n e ja r e e x e c u ta r a s a tiv id a d e s re fe re n te s a o p ro c e s s o s e le tiv o p a ra Of e s a rg e n to s (S g t) Tm p r, c o n fo rm e p re c o n iz a d o n a le g is la ç ã o v ig e n te ; B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

6 X X III - fa z e r a p re v is ã o, e s to c a g e m e d is trib u iç ã o d e to d o o m a te ria l n e c e s s á rio a o fu n c io n a m e n to d a s C S /C S F A; X X IV - re c e b e r e d is trib u ir o m a te ria l re la c io n a d o a o s e rv iç o m ilita r; X X V - m a n te r: a ) e m o rd e m e e m d ia, o s a rq u iv o s d o c u m e n ta is d a s C S /C S F A; b ) c o n ta to c o m a im p re n s a p a ra a d iv u lg a ç ã o d a s a tiv id a d e s d e s e rv iç o m ilita r, d e a c o rd o c o m a s d ire triz e s d o e s c a lã o s u p e rio r; c ) a tu a liz a d o o : 1. F ic h á rio d e in fo rm a ç õ e s s o b re o s m u n ic íp io s s e d e s d o s TG ; e 2. M a p a m e n s a l d e a rre c a d a ç ã o d e ta x a e m u lta s m ilita re s, p o r in te rm é d io d o s ítio d a D S M (S IS C OD S M ), a té o d ia 1 0 d e c a d a m ê s ; d ) o c o n tro le d o s in s tru to re s d o s TG ; X X V I - e la b o ra r o s re la tó rio s d e m a tríc u la s, in s p e ç õ e s e e x a m e s n o s TG ; X X V II - le v a n ta r a s n e c e s s id a d e s d o s re c u rs o s n e c e s s á rio s a o fu n c io n a m e n to d o s TG ; X X V III - lig a r-s e c o m o c e n tro d e te le m á tic a d e á re a (C TA) d e a p o io p a ra a s o lu ç ã o d o s p ro b le m a s n o S E RM IL q u e a fe te m a RM ; X X IX - s o lu c io n a r o s p ro c e s s o s d e a d ia m e n to d e in c o rp o ra ç ã o, d e a rrim o, d e is e n ç ã o, d e c o n c e s s ã o d e c e rtific a d o d e d is p e n s a d o s e rv iç o a lte rn a tiv o e d e re a b ilita ç ã o p a ra o s e rv iç o m ilita r, p o d e n d o d e le g a r e s ta c o m p e tê n c ia a o s c h e fe s d e C S M ; e X X X - c o o rd e n a r a re a liz a ç ã o d o e s tá g io p a ra o s D e l S M e In s tru to r d e TG n o m e a d o s. CAPÍ TU LO V DA CI RCU NSCRI Ç Ã O DE SERV I Ç O MI LI TAR Art. 7 º Ao s c h e fe s d e C S M c o m p e te : I - c o la b o ra r c o m o s tra b a lh o s re la tiv o s a o p re p a ro e à e x e c u ç ã o d a M o b iliz a ç ã o d e Re c u rs o s H u m a n o s, d e a c o rd o c o m a s in s tru ç õ e s d a RM ; II - c o la b o ra r c o m a RM n o c o n tro le d e e n d e re ç o s d e Of R/2 e As p R/2 re s id e n te s fo ra d o m u n ic íp io s e d e d a RM, p o r in te rm é d io d e s u a s D e l S M e J S M ; III - m a n te r a tu a liz a d o n o S E RM IL o s d a d o s re la tiv o s a ó b ito s d e c id a d ã o s ; IV - c o o rd e n a r, fis c a liz a r e c o n tro la r o s tra b a lh o s d a s D e l S M e J S M, re la tiv o s a o s a lis ta m e n to s re a liz a d o s, c o n s o a n te c o m a s n o rm a s e m v ig o r; V - m a n te r: a ) e m d ia o s d a d o s d e a lis ta m e n to e m o b iliz a ç ã o d e re c u rs o s h u m a n o s s o b s u a re s p o n s a b ilid a d e, n o S E RM IL ; b ) a tu a liz a d o s o : 1. M a p a M e n s a l d e Arre c a d a ç ã o d e Ta x a e M u lta s M ilita re s, p o r in te rm é d io d o s ítio d a D S M (S IS C OD S M ), a té o d ia 1 0 d e c a d a m ê s ; 2. S E RM IL ; e B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

7 3. M a p a d e C o n tro le d e C e rtific a d o s M ilita re s e m B ra n c o, p o r in te rm é d io d o s ítio d a D S M n a I n te r n e t (S IS C OD S M ), a té o d ia 1 0 d e c a d a m ê s ; S E RM IL ; V I - fis c a liz a r e c o n tro la r o c a rre g a m e n to d o s a rq u iv o s d e a lis ta m e n to d a s J S M n o V II - p ro v id e n c ia r o p a g a m e n to d a g ra tific a ç ã o d e p ró -la b o re a o s s e c re tá rio s d e J S M ; V III - e n c a m in h a r à D S M a s n e c e s s id a d e s d e re c u rs o s p a ra a s a tiv id a d e s d o s e rv iç o m ilita r, d e a c o rd o c o m a s in s tru ç õ e s e m v ig o r; IX - p ro p o r à RM : a ) a c ria ç ã o, e x tin ç ã o e tra n s fe rê n c ia d e D e l S M ; b ) a c ria ç ã o, e x tin ç ã o e s u s p e n s ã o d e fu n c io n a m e n to d e J S M ; c ) a d e s ig n a ç ã o d e s e c re tá rio d e J S M ; d ) m e d id a s d e c o n tra in te lig ê n c ia p a ra o s e rv iç o m ilita r; e e ) a s m o d ific a ç õ e s n a d iv is ã o te rrito ria l; X - re g u la riz a r a s itu a ç ã o m ilita r d o s b ra s ile iro s n a s c id o s n o Pa ís o u n o e x te rio r, re p a tria d o s, a n is tia d o s, b o ls is ta s, re s id e n te s n o e x te rio r e, ta m b é m, o s q u e p e rd e ra m o u re a d q u irira m a n a c io n a lid a d e o u d ire ito s p o lític o s ; X I- c o n tro la r: a ) o s c e rtific a d o s m ilita re s e x p e d id o s, in u tiliz a d o s e o s e m b ra n c o, a s s im c o m o o p a g a m e n to d a s re s p e c tiv a s in d e n iz a ç õ e s, q u a n d o fo r o c a s o ; b ) o re c o lh im e n to d e ta x a m ilita r e m u lta s, p o r in te rm é d io d o s m a p a s e s ta tís tic o s re c e b id o s d a s D e l S M /J S M ; c ) o s re c u rs o s d is trib u íd o s p e la D S M, d e s tin a d o s à e x e c u ç ã o d o s e rv iç o m ilita r; e d ) a d is trib u iç ã o d e c e rtific a d o s m ilita re s e im p re s s o s p a d ro n iz a d o s p a ra a s OM, D e l S M e J S M, b e m c o m o s e u c o n s u m o, p o r in te rm é d io d o s ítio d a D S M n a I n te r n e t (S IS C OD S M ); v ig o r; X II - s o lu c io n a r o s p ro c e s s o s re la tiv o s a : a ) re tific a ç ã o d e d a d o s p e s s o a is e m c e rtific a d o s m ilita re s, d e a c o rd o c o m a s n o rm a s e m b ) re a b ilita ç ã o d e in c a p a z e s o u d e lic e n c ia d o s a b e m d a d is c ip lin a, a o a d ia m e n to d e in c o rp o ra ç ã o e a o s c id a d ã o s q u e p re te n d e m s e e x im ir d o s e rv iç o m ilita r, p o d e n d o d e le g a r e s ta c o m p e tê n c ia a o d e le g a d o d e s e rv iç o m ilita r; e c ) fo rn e c im e n to d e c e rtific a d o s d e re s e rv is ta (C R), c e rtific a d o s d e d is p e n s a d e in c o rp o ra ç ã o (C D I), d e is e n ç ã o (C I), d e d is p e n s a d o s e rv iç o a lte rn a tiv o (C D S A), d e re c u s a d e p re s ta ç ã o d e s e rv iç o a lte rn a tiv o (C RPS A) e a te s ta d o s d e d e s o b rig a d o o u e x im id o d o s e rv iç o m ilita r; X III - a u x ilia r a RM n a e la b o ra ç ã o d o PRC ; X IV - p la n e ja r a s c a m p a n h a s d e a lis ta m e n to, D ia d o Re s e rv is ta e o u tra s, n a á re a s o b s u a re s p o n s a b ilid a d e, c o n fe c c io n a n d o o s re s p e c tiv o s re la tó rio s ; X V - n a a u s ê n c ia d o p re fe ito m u n ic ip a l, p re s id ir a s c e rim ô n ia s d e e n tre g a d e C D I a o s re s id e n te s n o m u n ic íp io s e d e d a C S M, q u a n d o p o s s ív e l; B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

8 X V I - e la b o ra r s e u p la n o d e in s p e ç õ e s, e d o s OS M s u b o rd in a d o s, s u b m e te n d o -o s à a p ro v a ç ã o d a RM ; X V II - p ro v id e n c ia r o s e x p e d ie n te s re fe re n te s à s p ro p o s ta s d e d e s ig n a ç ã o e s u b s titu iç ã o d e p re s id e n te e s e c re tá rio d e J S M ; X V III - p a rtic ip a r d a s a tiv id a d e s d e in te lig ê n c ia, a tu a n d o, p o r in te rm é d io d o s D e l S M, s e g u n d o a s in s tru ç õ e s d o e s c a lã o s u p e rio r; X IX - b a ix a r d ire triz e s, n o rm a s e in s tru ç õ e s n e c e s s á ria s a o s tra b a lh o s in e re n te s a o s e rv iç o m ilita r, e m s u a e s fe ra d e a trib u iç ã o ; X X - im p o r, e x -o ffic io o u m e d ia n te re p re s e n ta ç ã o, a o s in fra to re s d a L S M e s e u Re g u la m e n to, a s m u lta s e s ta b e le c id a s n a re fe rid a le g is la ç ã o, n o q u e lh e c o u b e r; X X I - is e n ta r d o p a g a m e n to d e ta x a m ilita r e d a s m u lta s o s q u e d e c la ra re m n ã o te r c o n d iç õ e s d o p a g a m e n to d a s m e s m a s, n a fo rm a d o e s ta b e le c id o n a le g is la ç ã o, p o d e n d o d e le g a r ta l c o m p e tê n c ia a o s D e l S M ; X X II - c o n ta c ta r d ire ta m e n te o u tro ó rg ã o d e e x e c u ç ã o d o s e rv iç o m ilita r, a fim d e c o n firm a r a s itu a ç ã o m ilita r d e c id a d ã o, p o d e n d o d e le g a r e s ta c o m p e tê n c ia a o D e l S M ; X X III - e x e c u ta r a s a tiv id a d e s d e m o b iliz a ç ã o d e re c u rs o s h u m a n o s a fe ta s à C S M ; X X IV - re a liz a r, s o b a c o o rd e n a ç ã o d a RM, u m e s tá g io p a ra o s D e l S M n o m e a d o s ; X X V - in fo rm a r a o D e l S M n o m e a d o e s u a OM a d a ta d e a s s u n ç ã o d a c h e fia d a d e le g a c ia d e s e rv iç o m ilita r; X X V I - re a liz a r s im p ó s io s a n u a is d e D e l S M e s e c re tá rio s d e J S M c o m re c u rs o s d o s ó rg ã o s m u n ic ip a is, d e n tro d e s u a s p o s s ib ilid a d e s ; X X V II - e la b o ra r e d iv u lg a r a c a rta d e s e rv iç o s a o c id a d ã o, n o â m b ito d e s u a e s fe ra d e c o m p e tê n c ia, c o n fo rm e p re v is to n o D e c , d e 1 1 Ag o 0 9 ; e X X V III - a s s in a r o s C R, C D I, C D S A, C I, C RPS A e a te s ta d o s d e d e s o b rig a d o, p o d e n d o d e le g a r e s s a c o m p e tê n c ia a o s D e l S M. CAPÍ TU LO V I DA DELEGACI A DE SERV I Ç O MI LI TAR Art. 8 º A D e le g a c ia d e S e rv iç o M ilita r: OM ; e I - p o d e rá fu n c io n a r a n e x a à u m a J S M d o m u n ic íp io s e d e, n o in te rio r d a C S M o u d e o u tra II - te rá u m d e le g a d o d e s e rv iç o m ilita r n o m e a d o p e lo D G P. Art. 9 º Ao D e le g a d o d e S e rv iç o M ilita r c o m p e te : I - o rie n ta r, fis c a liz a r e c o n tro la r a s a tiv id a d e s d o s e rv iç o m ilita r d a s J S M v in c u la d a s, in s p e c io n a n d o -a s, n o m ín im o, d u a s v e z e s p o r a n o ; II - c o n tro la r e e fe tu a r o c a rre g a m e n to d o s a rq u iv o s d e a lis ta m e n to d a s J S M n o S E RM IL ; B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

9 III - o rg a n iz a r e : a ) d irig ir e e x e c u ta r, s o b o rie n ta ç ã o d a C S M, u m e s tá g io p re p a ra tó rio p a ra o s in d ic a d o s a o c a rg o d e S e c re tá rio d e J S M ; e b ) d irig ir a s c e rim ô n ia s c ív ic a s re fe re n te s a o s e rv iç o m ilita r e a s d e e n tre g a d e C e rtific a d o s n o m u n ic íp io s e d e d a D e l S M ; IV - c o n tro la r a d o c u m e n ta ç ã o s ig ilo s a, n ã o p o d e n d o ta l a tiv id a d e s e r d e le g a d a ; V - re m e te r à C S M : a ) o M a p a d e C o n tro le d e C e rtific a d o s M ilita re s e m B ra n c o, c o n fo rm e m o d e lo d o S IS C OD S M n o s ítio d a D S M n a I n te r n e t; b ) o M a p a M e n s a l d e Arre c a d a ç ã o d e Ta x a e M u lta s M ilita re s, c o n fo rm e m o d e lo d o S IS C OD S M n o s ítio d a D S M n a I n te r n e t; e c ) to d o s o s p ro c e s s o s o riu n d o s d a s J S M o u d a p ró p ria D e l S M, q u e n ã o s e ja m d e s u a c o m p e tê n c ia, p a ra fin s d e s o lu ç ã o e p u b lic a ç ã o e m b o le tim.; V I - d a r c o n h e c im e n to à s J S M d a s re c o m e n d a ç õ e s, o rd e n s, n o rm a s, a v is o s e p u b lic a ç õ e s re fe re n te s a o s e rv iç o m ilita r; V II - re c o lh e r à C S M o s c e rtific a d o s m ilita re s p re e n c h id o s e n ã o p ro c u ra d o s, q u e te n h a m p e rm a n e c id o n a s J S M p o r u m p e río d o s u p e rio r a 9 0 (n o v e n ta ) d ia s, e x c e tu a d a s a s s itu a ç õ e s p e c u lia re s d e c o n h e c im e n to d o s D e l S M ; V III - p ro v id e n c ia r p a ra q u e e m to d a s a s J S M d e s u a ju ris d iç ã o e x is ta e s to q u e d e C e rtific a d o s M ilita re s n e c e s s á rio s a o a te n d im e n to d o c id a d ã o ; IX - re c e b e r d a s J S M, c o n s o lid a r e e n c a m in h a r à C S M o s m a p a s e s ta tís tic o s, p a ra e fe ito d a g ra tific a ç ã o p ró -la b o re ; X - fis c a liz a r e to m a r m e d id a s d e m o d o a n ã o p e rm itir in te rm e d iá rio s n o tra to d e a s s u n to s re la tiv o s a o s e rv iç o m ilita r, in fo rm a n d o à C S M q u a lq u e r e x p lo ra ç ã o q u e s e fa ç a n e s s e s e n tid o ; X I - e fe tu a r a s lig a ç õ e s n e c e s s á ria s c o m a s a u to rid a d e s e d e m a is p e s s o a s q u e te n h a m re s p o n s a b ilid a d e c o m o p a rtic ip a n te s d a e x e c u ç ã o d a L S M e s e u Re g u la m e n to ; e D e l S M. X II - a c o m p a n h a r a s C S /OM A e p re s id ir a s C S /TG n o s m u n ic íp io s ju ris d ic io n a d o s p e la Art O D e le g a d o d e S e rv iç o M ilita r, q u a n d o d e ix a r a fu n ç ã o, p o r m o tiv o d e fo rç a m a io r, a n te s d a a p re s e n ta ç ã o d o s u c e s s o r, d e v e rá : I - re c o lh e r à C S M o s d o c u m e n to s d e M o b RH e o s d o c u m e n to s s ig ilo s o s e x is te n te s ; II - p a s s a r a o m ilita r d e s ig n a d o p e lo C h d a C S M e n q u a d ra n te o m a te ria l c a rg a p e rte n c e n te à F a z e n d a Na c io n a l, o m a te ria l p e rte n c e n te a o m u n ic íp io a d m in is tra tiv o e a d o c u m e n ta ç ã o d e c a rá te r o s te n s iv o ; e III - c o m u n ic a r a o s p re s id e n te s d e J S M ju ris d ic io n a d a s o s e u a fa s ta m e n to. Art As D e l S M s e rã o e q u ip a d a s p e la C S M, p o d e n d o s e r a p o ia d a s e m p e s s o a l e m a te ria l p e lo s m u n ic íp io s o n d e e s tã o lo c a liz a d a s B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

10 CAPÍ TU LO V I I DAS PRESCRI Ç Õ ES DI V ERSAS Se ç ã o I Da Pr o p o s ta d e Tr ib u ta ç ã o Art A RM d e v e rá c o o rd e n a r c o m o D istrito Na v a l (D N) e c o m o C o m a n d o Aé re o Re g io n a l (C OM AR) a trib u ta ç ã o d o s m u n ic íp io s e m su a á re a d e re sp o n s a b ilid a d e, d e a c o rd o c o m a s n e c e ssid a d e s d e in c o rp o ra ç ã o d e c a d a F o rç a. Art Pa ra a p ro p o s ta d e trib u ta ç ã o, a s RM d e v e m : I - in s e rir n o s PRC a s trib u ta ç õ e s p a ra o rg a n iz a ç õ e s m ilita re s d a a tiv a (OM A), TG e c e n tro s e n ú c le o s d e p re p a ra ç ã o d e o fic ia is d a re s e rv a (C POR/NPOR), b e m c o m o o s IE M F D V d is p e n s a d o s d e trib u ta ç ã o, d e a c o rd o c o m o PG C ; II - e la b o ra r e e n c a m in h a r à D S M, a té m a io d o a n o A-2, a s p ro p o s ta s d e trib u ta ç ã o q u e c o n s ta rã o d o PG C d o a n o A ; e III - c o n s id e ra r, a lé m d o p re s c rito n o RL S M : a ) q u e a s e le ç ã o d o s m u n ic íp io s trib u tá rio s (M T) d e v e rá a te n d e r à s n e c e s s id a d e s re g io n a is e m te rm o s d e c o n s c rito s e à e c o n o m ia d e re c u rs o s ; e b ) a in c o n v e n iê n c ia d a trib u ta ç ã o d e m u n ic íp io s q u e te n h a m p e q u e n a q u a n tid a d e d e c o n s c rito s e fe tiv a m e n te a p ro v e itá v e is, p a rtic u la rm e n te s e a s e le ç ã o tiv e r q u e s e r re a liz a d a p o r c o m is s õ e s v o la n te s. Se ç ã o I I Da Div is ã o Te r r ito r ia l Art A c ria ç ã o e o fu n c io n a m e n to d e n o v a s J S M, c o m o c o n s e q u ê n c ia d a c ria ç ã o d e n o v o s m u n ic íp io s, d e p e n d e m d a in fo rm a tiz a ç ã o d a s m e s m a s, d a d e s ig n a ç ã o d o S e c re tá rio e d e lo c a l a d e q u a d o p a ra s u a in s ta la ç ã o. Art A in c lu s ã o d e n o v o s m u n ic íp io s o u tra n s fe rê n c ia s d e m u n ic íp io s n a d iv is ã o te rrito ria l d e u m a C S M d e v e rá s e r fe ita c o m a in d ic a ç ã o d a D e l S M à q u a l p a s s a rá a p e rte n c e r, m e d ia n te p ro p o s ta d a C S M à RM q u e, a p ó s a n á lis e, a e n c a m in h a rá à D S M. 1 º Po d e rã o s e r s o lic ita d a s m o d ific a ç õ e s re s u lta n te s d a s s e g u in te s c a u s a s : I - c ria ç ã o e e x tin ç ã o d e n o v o s m u n ic íp io s ; II - c ria ç ã o e e x tin ç ã o d e J S M ; III - n e c e ssid a d e d e m u d a n ç a d e ju ris d iç ã o d e J S M ; IV - n e c e ssid a d e d a tra n s fe rê n c ia d e s e d e d e D e l S M ; e V - a lte ra ç ã o to p o n ím ic a d e m u n ic íp io s. 2 º As m o d ific a ç õ e s d e q u e tra ta o 1 º d e s te a rtig o s e rã o a u to riz a d a s p e lo C h e fe d o D e p a rta m e n to -G e ra l d o Pe s s o a l, d e s d e q u e n ã o im p liq u e m a u m e n to d e d e s p e s a o u d e e fe tiv o p re v is to, s e n d o p u b lic a d a s n o B o le tim d o E x é rc ito. Art O p ro c e sso d e c ria ç ã o e e x tin ç ã o d e D e l S M d e v e rá s e r e n c a m in h a d o, p e la RM, à D S M, c o m e s tu d o fu n d a m e n ta d o, s e n d o re m e tid a a o E M E p a ra a n á lis e e p u b lic a ç ã o. B o le tim d o E x é rc ito n º 4 6, d e 1 8 d e n o v e m b ro d e

soluções sustentáveis soluções sustentáveis

soluções sustentáveis soluções sustentáveis soluções sustentáveis 1 1 1 2 3 KEYAS S OCIADOS UNIDADES DE NEGÓCIO ALGUNS CLIENTES 2 2 1 2 3 KEYAS S OCIADOS UNIDADES DE NEGÓCIO ALGUNS CLIENTES 3 3 APRES ENTAÇÃO A KEYAS S OCIADOS a tu a d e s d e 1

Leia mais

Programa Copa do Mundo 2014

Programa Copa do Mundo 2014 Programa Copa do Mundo 2014 Programa Copa do Mundo 2014 Gerente do Programa: Mario Queiroz Guimarães Neto Rede do Programa: Rede de Cidades Objetivo do Programa: Organizar com excelência os eventos FIFA

Leia mais

IN S A In s titu t N a tio n a l

IN S A In s titu t N a tio n a l IN S A : U m a re d e d e 5 e s c o la s s u p e rio re s d e e n g e n h a ria O INS A de Rennes existe desde 1966 R ouen O INS A de Rouen existe desde 1985 O INS A de S trasbourg existe desde 2003 R

Leia mais

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O O s depós itos fos s ilíferos, o s s ítios paleontológ icos (paleobiológicos ou fossilíferos) e o s fós s eis q u e a p r e s e n ta m valores científico, educativo o u cultural

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E J A R D I M

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E J A R D I M N Ú C L E O D E C O M P R A S E L I C I T A Ç Ã O A U T O R I Z A Ç Ã O P A R A R E A L I Z A Ç Ã O D E C E R T A M E L I C I T A T Ó R I O M O D A L I D A D E P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 027/ 2

Leia mais

R E DE MA IS VIDA R e de de A te nç ã o à S a úde do Ido s o

R E DE MA IS VIDA R e de de A te nç ã o à S a úde do Ido s o R E DE MA IS VIDA R e de de A te nç ã o à S a úde do Ido s o C ic lo d e D e b a te s : "1 C liq0 u e Ap a ra n eo d ita s r do eo s tilo Ed o ssta u b tí tu lo to m e s tre d o Id o s o E lia n a M á

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O P A R A N Á L E T Í C I A M A R I A G R O B É R I O A B O R T O : U M A Q U E S T Ã O M O R A L, L E G A L, C U L T U R A L E E C O N Ô M I C A C U R I T I B A

Leia mais

A N E X O P L A N O M U N I C I P A L D E E D U C A Ç Ã O 2 0 1 5 2024

A N E X O P L A N O M U N I C I P A L D E E D U C A Ç Ã O 2 0 1 5 2024 E S T A D O D E S A N T A C A T A R I N A P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E M A J O R V I E I R A S E C R E T A R I A M U N I C I P A L D E E D U C A Ç Ã O, C U L T U R A E D E S P O R T O C N

Leia mais

Padrões de lançamento para Estações de Tratamento de Esgotos Domésticos Reunião AESBE 10/02/09

Padrões de lançamento para Estações de Tratamento de Esgotos Domésticos Reunião AESBE 10/02/09 Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP Associação das Empresas Estaduais de Saneamento Básico - AESBE Padrões de lançamento para Estações de Tratamento de Esgotos Domésticos Reunião

Leia mais

AGÊNCIA AMBIENTAL FEDERAL AMERICANA - USEPA

AGÊNCIA AMBIENTAL FEDERAL AMERICANA - USEPA AGÊNCIA AMBIENTAL FEDERAL AMERICANA - USEPA Emenda ao 40 CFR Parts 261, 266, 268 e 271 Documento: FERTILIZANTES À BASE DE ZINCO PRODUZIDOS A PARTIR DE MATERIAL SECUNDÁRIO PERIGOSO Julho/2002 S U M Á R

Leia mais

O P a pel da M ídia no C o ntro le da s P o lític a s de S a úde

O P a pel da M ídia no C o ntro le da s P o lític a s de S a úde B ra s ília, 26 de s etem bro de 2009 C o ntro le da s P o lític a s de L uiz R ibeiro FU N Ç Ã O D O J O R N A L I S M O J o r n a lis m o é a a tiv id a d e p r o fis s io n a l q u e c o n s is te e

Leia mais

Embarque no Turismo O Papel do Turismo no Desenvolvimento do País

Embarque no Turismo O Papel do Turismo no Desenvolvimento do País Embarque no Turismo O Papel do Turismo no Desenvolvimento do País Belo Horizonte/MG, 21 de junho de 2010 Segmentação A s eg mentação es tá pres ente em todos os mercados, incluindo o mercado do turis mo;

Leia mais

A COMUNICAÇÃO COMO ELEMENTO MOTIVACIONAL DOS ALUNOS INGRESSANTES NO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO BILÍNGÜE DA FAZU

A COMUNICAÇÃO COMO ELEMENTO MOTIVACIONAL DOS ALUNOS INGRESSANTES NO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO BILÍNGÜE DA FAZU Secretariado Executivo Bilíngüe/Office Administration 127 A COMUNICAÇÃO COMO ELEMENTO MOTIVACIONAL DOS ALUNOS INGRESSANTES NO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO BILÍNGÜE DA FAZU INTRODUÇÃO O p re s e n te

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE EM SAÚDE

A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE EM SAÚDE AUDITORIA IA CLÍNICA A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE EM SAÚDE Auditoria é em um exame cuidadoso e sistemático das atividades desenvolvidas em determinada empresa ou setor, cujo objetivo é averiguar

Leia mais

C ontextualização his tórica da operacionalização da R es olução C onama 258/99 1/19

C ontextualização his tórica da operacionalização da R es olução C onama 258/99 1/19 C ontextualização his tórica da operacionalização da R es olução C onama 258/99 1/19 C iclo de vida : Do pneu novo ao pneu us ado FABRICAÇÃO IMPORTAÇÃO MERCADO Pneus Novos EXPORTADOS Pneus novos Fora do

Leia mais

Ote r m o tr a b a lh o d e riv a d o la tim v u lg a r tr ip a lia r e, q u e s ig n ific a m a r tiriz a r c o m o

Ote r m o tr a b a lh o d e riv a d o la tim v u lg a r tr ip a lia r e, q u e s ig n ific a m a r tiriz a r c o m o TRABALHO VOLUNTÁRIO E TRABALHO RELIGIOSO A lic e M o n te ir o d e B a r r o s* Sum ário: TRA BA LH O V O LU N TÁ RIO ; Introdução; Conceito; Term o de adesão; Ressarcim ento de Despesas; O trabalho voluntário

Leia mais

P la no. B a nda L a rg a

P la no. B a nda L a rg a de P la no N a c io na l B a nda L a rg a 1 Sumário 1. Im p o r tâ n c ia E s tr a té g ic a 2. D ia g n ó s tic o 3. O b je tiv o s e M e ta s 4. A ções 5. In v e s tim e n to s 6. G o v e r n a n ç a

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

R eg is tro de P rodutos R em edia dores. Cintia M. Araújo Souza CCONP/CGASQ/DIQUA Brasília, 12/03/2013

R eg is tro de P rodutos R em edia dores. Cintia M. Araújo Souza CCONP/CGASQ/DIQUA Brasília, 12/03/2013 R eg is tro de P rodutos R em edia dores Cintia M. Araújo Souza CCONP/CGASQ/DIQUA Brasília, 12/03/2013 Remediadores Ambientais LEGIS LAÇÃO ES PECÍFICA: Res olução CONAMA nº 314, de 29/10/2002 D is põe

Leia mais

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 Estratégico III Seminário de Planejamento Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 G es tão Em pre sa rial O rie nta ção pa ra om erc ado Ino vaç ão et

Leia mais

Ministério Público Federal, B rasília 8 de junho de 2009. Leonardo C. Fleck, C ons ervação E s tratég ica

Ministério Público Federal, B rasília 8 de junho de 2009. Leonardo C. Fleck, C ons ervação E s tratég ica Ministério Público Federal, B rasília 8 de junho de 2009 Leonardo C. Fleck, C ons ervação E s tratég ica P r e o c u p a ç ã o c o m a q u a lid a d e d o s g a s to s p ú b lic o s e m c e n á r io

Leia mais

As marcas dos castigos na infância

As marcas dos castigos na infância Seminário Educar Sem Castigo Discutindo o Projeto de Lei 7672/2010 As marcas dos castigos na infância Cida Alves Núcleo de Prevenção da Violências e Promoção da S aúde S MS de Goiânia Rede Não B ata Eduque

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

Avaliação, Tecnologias, e Custos Sociais e Econômicos

Avaliação, Tecnologias, e Custos Sociais e Econômicos Avaliação, Tecnologias, e Custos Sociais e Econômicos Eduardo L.G. Rios-Neto Belo Horizonte, 11 de outubro de 2013 ESQUEMA DA APRESENTAÇÃO: I. Comentários Gerais Introdutórios II. III. IV. Pareamento de

Leia mais

www.investorbrasil.com

www.investorbrasil.com Proposta curso preparatório para CPA 20 - ANBIMA www.investorbrasil.com Apresentação INVESTOR APRESENTAÇÃO A INVESTOR é uma escola que nasceu da necessidade das pessoas aprenderem as ferramentas e instrumentos

Leia mais

A va lia ç ã o de R is c o s A plic a da à Q ua lida de em D es envo lvim ento de S o ftw a re

A va lia ç ã o de R is c o s A plic a da à Q ua lida de em D es envo lvim ento de S o ftw a re Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br contato@primeup.com.br +55 21 2512-6005 A va lia ç ã o de R is c o s A plic a da à Q ua

Leia mais

XPath e XQuery. Carina F. Dorneles dorneles@inf.ufsc.br - UFSC

XPath e XQuery. Carina F. Dorneles dorneles@inf.ufsc.br - UFSC XPath e XQuery Carina F. Dorneles dorneles@inf.ufsc.br - UFSC Navegação/acesso aos dados em XML E n c o n tra r o s e le m e n to s a tra v é s d e c a m inhos q u e in d iq u e m o c o n te x to d e ta

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

O siste ma foi de se nvolvido e m C # atra vé s da fe rrame nta Microsoft Visual S tudio 2008. Banco de dados Microsoft S QL S e rve r 2008 r2

O siste ma foi de se nvolvido e m C # atra vé s da fe rrame nta Microsoft Visual S tudio 2008. Banco de dados Microsoft S QL S e rve r 2008 r2 His tó ric o O de s e nvolvime nto do S is te ma Voto E le trônico do Ministé rio P úblico do E stado de S ão P aulo te ve s e u início e m 2009 com a fina lidade de automatiza r os proce ssos e le itorais

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10 QUESTÃO 1 VESTIBULAR FGV 010 JUNHO/010 RESOLUÇÃO DAS 15 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA MANHÃ MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A O mon i tor de um note book tem formato retangular com a di ag o nal medindo

Leia mais

J u i n 2 0 0 9 L e ttr e d 'i n fo r m a ti o n n 1 9 E d i to r i al E p p u r si m u o ve «E t p o u r ta n t e l l e b o u g e» m u r m u r a G a l l i l é e s u r s o n c h a m p e s t l a r g e.

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO 1. RESULTADOS QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO 1.1- QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO: AMOSTRA REFERENTE AS

Leia mais

E fe itos fina nc e iros do S im ple s N a c iona l: L im ite s de s ua utiliza ç ã o fre nte a o

E fe itos fina nc e iros do S im ple s N a c iona l: L im ite s de s ua utiliza ç ã o fre nte a o E fe itos fina nc e iros do S im ple s N a c iona l: L im ite s de s ua utiliza ç ã o fre nte a o ordeg rana o m a d om, R Se 2nto 6 d e Ju n h jurídic o d e 2 01 0 B ra s il - 4 º ou 5 º P I B? P ré -

Leia mais

. D A D O S I N I C I A I S 1.1 N a t u r e z a e fi n a l i d a d e d a e d i f i c a ç ã o : i n d i ca r o ti p o d e e d ifi ca ç ã o ( e x : e s c o l a r u r a l co m 0 2 s a l a s, e sc o la u r

Leia mais

O b ra s da C o pa 2 0 1 4. P re fe it u ra Mu nic ipa l de P o rt o A le g re

O b ra s da C o pa 2 0 1 4. P re fe it u ra Mu nic ipa l de P o rt o A le g re O b ra s da C o pa 2 0 1 4 P re fe it u ra Mu nic ipa l de P o rt o A le g re RE C URS OS Ma triz de R e s po n s a b ilida de s Ma triz de R e s po n s a b ilida de s Assinada em 13 de janeiro de 2010

Leia mais

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to.

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. GASTRONOMIA Instruções Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. Res pe i te mar gens e en tra das de pa rá gra fo. Use as in for ma ções

Leia mais

Sustentabilidade e Facilites. Prepared for: O ar condicionado de alto. desempenho em edifícios. comerciais CAPÍTULO. Metodologia

Sustentabilidade e Facilites. Prepared for: O ar condicionado de alto. desempenho em edifícios. comerciais CAPÍTULO. Metodologia II Seminário de Sustentabilidade e Facilites 2010 Prepared for: O ar condicionado de alto desempenho em edifícios comerciais CAPÍTULO 1 Metodologia Capítulo 1 Eficiência Correspondência ou adequação de

Leia mais

e Caracterização Não-Superior

e Caracterização Não-Superior Evolução e Caracterização da Formação Pós-Secundária Não-Superior em Portugal O O Estado da Arte Cristina Reis Rede de Escolas Objectivos: 1º - Perceber a evolução desta tipologia de oferta formativa.

Leia mais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais Datas Comemorativas White Paper Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais As datas comemorativas podem ser exploradas para rentabilizar o seu comércio, seja ele físico ou online. Dedique

Leia mais

o bje tiv o f in a l d o C oa c h in g é fa z e r c o m qu e o s c lie n te s t o rn e m -s e a u tô no m o s.

o bje tiv o f in a l d o C oa c h in g é fa z e r c o m qu e o s c lie n te s t o rn e m -s e a u tô no m o s. O r ie n ta ç õ e s In i ci ai s E u, R ic k N e ls o n - P e rs on a l & P rof e s s io n al C o a c h - a c re dito qu e o o bje tiv o f in a l d o C oa c h in g é fa z e r c o m qu e o s c lie n te

Leia mais

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem Quadro de conteúdos Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano Língua Portuguesa Matemática História Geografia Ciências Naturais Arte Inglês ABC da passarinhada O alfabeto Quantidade A ideia de quantidade Eu, criança

Leia mais

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.)

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.) 32988 Quarta-feira 22 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Ou tu bro de 2003 Art. 3º O Gru po Parlamentar reger-se-á pelo seu regulamento in ter no ou, na falta deste, pela decisão da ma i o ria absoluta de seus mem

Leia mais

n o m urd ne Hel e n o mis

n o m urd ne Hel e n o mis Em nosso cotidiano existem infinitas tarefas que uma criança autista não é capaz de realizar sozinha, mas irá torna-se capaz de realizar qualquer atividade, se alguém lhe der instruções, fizer uma demonstração

Leia mais

REFORMA POLÍTICA. Capítulo VI

REFORMA POLÍTICA. Capítulo VI REFORMA POLÍTICA Capítulo VI REFORMA QUE O GOVERNO LULA E O CONGRESSO NACIONAL DEVEM PRIORIZAR [espontânea e única, em %] Pe so 1 0 0 % Re fe rê ncia s a re form a s Re form a Agrá ria 7 Re form a Tra

Leia mais

PROGRAM A + V IDA. P o lític a de Á lc o o l, Fum o e O utra s

PROGRAM A + V IDA. P o lític a de Á lc o o l, Fum o e O utra s PROGRAM A + V IDA P o lític a de Á lc o o l, Fum o e O utra s D ro g a s da S ec reta ria de S a úde R ec COSTA ife JOÃO do MARCELO Coordenação Clínica do CAPS AD Eulâmpio Cordeiro SMS-PCR (DSIV) Coordenação

Leia mais

U M P R O G R A M A E S P E C I A L D E M O B I L I D A D E I N T E R N A C I O N A L E M C I Ê N C I A, T E C N O L O G I A e I N O V A Ç Ã O.

U M P R O G R A M A E S P E C I A L D E M O B I L I D A D E I N T E R N A C I O N A L E M C I Ê N C I A, T E C N O L O G I A e I N O V A Ç Ã O. U M P R O G R A M A E S P E C I A L D E M O B I L I D A D E I N T E R N A C I O N A L E M C I Ê N C I A, T E C N O L O G I A e I N O V A Ç Ã O. C o n s e lh o N a c io n a l d e D e s e n v o lv im e n

Leia mais

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a E M P R IM E I R A MÃO T h e O i ta v os é o e x c lu s i v o h o te l d e 5 e s tre la s q u e co m p le t a e v a l ori za a ofe rta d a Q u i n ta d a M a ri n h a, co n s olid a n d o -a c om o d e

Leia mais

CATMAT SISTEMA DE CATALOGAÇÃO DE MATERIAIS CATSER SISTEMA DE CATALOGAÇÃO DE SERVIÇOS

CATMAT SISTEMA DE CATALOGAÇÃO DE MATERIAIS CATSER SISTEMA DE CATALOGAÇÃO DE SERVIÇOS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS CATMAT SISTEMA DE CATALOGAÇÃO DE MATERIAIS CATSER SISTEMA DE

Leia mais

12 ru e d e R ib e a u v illé. T é l. :03.88.57.51.7 1 / Fa x : Ed it é le 13 /05/2016 à 17 :23 Page : 1 / 12

12 ru e d e R ib e a u v illé. T é l. :03.88.57.51.7 1 / Fa x : Ed it é le 13 /05/2016 à 17 :23 Page : 1 / 12 R A M F A R A N D O L E 12 ru e d e R ib e a u v illé 6 7 7 3 0 C H A T E N O IS R e s p o n s a b le s d u R e la is : B ie g e l H. - R o e s c h C. T é l. :03.88.57.51.7 1 / Fa x : * * * * * * * * *

Leia mais

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira.

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira. Q u a, 3 0 d e J u l h o d e 2 0 1 4 search... REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES Selecione a Edição ANTIGAS C l i q u e n o l i n k a b a i xo p a r a a c e s s a r a s e d i ç õ e s a n

Leia mais

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR O Sonho de Renato O Sonho de Renato a e i o u A E I O U so nho de Re na to Eu sou Renato Valadares Batista. Tenho 14 anos. Sou filho de Pedro Batista e Luzia Valadares.

Leia mais

White Paper. Boas Práticas de E-mail Marketing

White Paper. Boas Práticas de E-mail Marketing White Paper Boas Práticas de E-mail Marketing Saiba como alguns cuidados simples podem melhorar os resultados de suas campanhas de e-mail marketing Para garantir a qualidade no mix de comunicação atual,

Leia mais

Cadastro Territorial Multifinalitário no planejamento e gestão territorial urbana

Cadastro Territorial Multifinalitário no planejamento e gestão territorial urbana Mundo Geo Connect Seminário Geotecnologia na Gestão Municipal Sessão Desafios para as Prefeituras: o CTM como instrumento de política fiscal e urbana São Paulo, 16 de junho de 2011 Cadastro Territorial

Leia mais

G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o. U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e C a m p i n a G r a n d e U F C G

G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o. U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e C a m p i n a G r a n d e U F C G M E T O D O L O G I A U T I L I Z A D A P E L O P E T C O M P U T A Ç Ã O D A U F C G P A R A M I N I S T R A R C U R S O S DE I N F O R M À T I C A B À S I C A G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o C u

Leia mais

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO Consórcio muda d ndrço Corrio Lagano - 20/01/2016 5 - Colunista - Olivt Salmória Mídia Imprssa Co m d n 1 Içara prd vantagm comptitiva 9/01) Diário d Notícias/Criciúma - 20/01/2016 7 - Gral Mídia Imprssa

Leia mais

Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades

Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades PNV 289 Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades Orides Bernardino São Leopoldo/RS 2012 Centro de Estudos Bíblicos Rua João Batista de Freitas, 558 B. Scharlau Caixa Postal 1051 93121-970

Leia mais

Prof. Dr. Jorge O. Trierweiler Departamento de Eng. Química (DEQUI) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Prof. Dr. Jorge O. Trierweiler Departamento de Eng. Química (DEQUI) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Prof. Dr. Jorge O. Trierweiler Departamento de Eng. Química (DEQUI) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) D imens õ es do P ro blema do L ixo Q ua lquer s o luç ã o tem que s er a na lis a

Leia mais

White Paper. Mais produtividade e mobilidade com Exchange Server. O correio eletrônico é uma das ferramentas de

White Paper. Mais produtividade e mobilidade com Exchange Server. O correio eletrônico é uma das ferramentas de White Paper Mais produtividade e mobilidade com Exchange Server Entenda como usar melhor a plataforma de correio eletrônico da Microsoft para ganhar mais eficiência na comunicação da sua empresa O correio

Leia mais

ESTUDANTES E MÉDICOS FORMADOS EM CUBA PREPARAM A III CARAVANA DA SAÚDE EM SERGIPE

ESTUDANTES E MÉDICOS FORMADOS EM CUBA PREPARAM A III CARAVANA DA SAÚDE EM SERGIPE N 5 / junho/julho - Cuba - Sergipe - 2011 Médicos de ciência e consciência Informativo Eletrônico ESTUDANTES E MÉDICOS FORMADOS EM CUBA PREPARAM A III CARAVANA DA SAÚDE EM SERGIPE Palestra sobre Cuba em

Leia mais

E mpresa B rasileira de S erviços Hospitalares EBS ER H. Plano de Ação

E mpresa B rasileira de S erviços Hospitalares EBS ER H. Plano de Ação E mpresa B rasileira de S erviços Hospitalares EBS ER H Plano de Ação 1 C O N T E X TO (R es ulta do s R E H U F) D es de s ua c o nc epç ã o o R E H U F tem a tua do : N a fo rm a de Fina nc ia m ento

Leia mais

ÍN DICE GERAL. das sociedades (artigo 64.! 1 do CSC)... 19

ÍN DICE GERAL. das sociedades (artigo 64.! 1 do CSC)... 19 ÍN DICE GERAL P ro g ra m a d a s J o rn a d a s so b re a R e fo rm a d o C ó d ig o d a s S o c ie d a d e s C o m e r c ia is... 5 A p re s e n ta ç ã o... 9 D isc u rso d o M in istro d e E sta d o

Leia mais

Oferta Significado 2011. Candidaturas POPH 3.2, 8.3.2 e 9.3.2 Formação para a Inovação e Gestão. Setembro 2011

Oferta Significado 2011. Candidaturas POPH 3.2, 8.3.2 e 9.3.2 Formação para a Inovação e Gestão. Setembro 2011 Oferta Significado 2011 Candidaturas POPH 3.2, 8.3.2 e 9.3.2 Formação para a Inovação e Gestão Setembro 2011 Data para submissão das Candidaturas: Até 10 de Outubro 2011 Financiamento Formação Geral Micro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Departamento de Engenharia

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Departamento de Engenharia PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Departamento de Engenharia GRANDES EVENTOS SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO 1 EVENTO DATA E HORA LOCAL TIPO E OBJETIVO DURAÇÃO INTERFERÊNCIAS

Leia mais

I I I I I I I I I I «I? I... I l ISI _

I I I I I I I I I I «I? I... I l ISI _ e x p o s iç ã o (E s p a ç o E A V ) 15 24 p a le s tra ja n e iro fe v e re iro m a rç o a b ril m a io ju n h o ju lh o a g o s to s e te m b ro o u tu b ro n o v e m b ro d e z e m b ro E xposição

Leia mais

1. A cessan do o S I G P R H

1. A cessan do o S I G P R H 1. A cessan do o S I G P R H A c esse o en de reç o w w w.si3.ufc.br e selec i o ne a o p ç ã o S I G P R H (Siste m a I n te g ra d o de P la ne ja m e n t o, G estã o e R e c u rs os H u m a n os). Se

Leia mais

w w w. v o c e s a. c o m. b r SEFAZ BAHIA

w w w. v o c e s a. c o m. b r SEFAZ BAHIA sumário executivo w w w. v o c e s a. c o m. b r w w w. e x a m e. c o m. b r melhores empresas para você trabalhar São Pau lo, setembro de 2010. Pre za do(a) Sr(a)., SEFAZ BAHIA Em pri mei ro lu gar,

Leia mais

MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS

MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS João Pedro Cordeiro Resumo O presente artigo versa sobre as práticas de gestão de recursos humanos pelas empresas, e mais especificamente

Leia mais

P a n o r a m a d o s e to r fe r tiliz a n te s

P a n o r a m a d o s e to r fe r tiliz a n te s P a n o r a m a d o s e to r fe r tiliz a n te s H e n r iq u e M a ia R ib e ir o S u p e r v is o r c o m e r c ia l G u s ta v o N. G. P. R o s a S u p e r v is o r té c n ic o FE R TI L I Z A N TE

Leia mais

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009 FGV 010/1-13.1.009 VESTIBULAR FGV 010 DEZEMBRO 009 MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A PROVA DE MATEMÁTICA QUESTÃO 1 (Prova: Tipo B Resposta E; Tipo C Resposta C; Tipo D Resposta A) O gráfico abaio fornece o

Leia mais

dos novos d e s e n v o I v i m e n t o s urbanos nas malhas i n f r a - e s t r u t u r a i s

dos novos d e s e n v o I v i m e n t o s urbanos nas malhas i n f r a - e s t r u t u r a i s REPUBLICA DEMOCRÁTICA WÍ DE SÃO TOME E PRÍNCIPE ( U nidade'disciplina-trabalho) GOVE RN O DECRETO-LEl N.' 029/2014 No âmbito do p roje cto de "Ap o io ao Desenvolvimento urbano em São Tomé e Príncìpe",

Leia mais

Portal da Justiça A Justiça ao serviço do cidadão e das empresas

Portal da Justiça A Justiça ao serviço do cidadão e das empresas 1 de 7 Portal da Justiça A Justiça ao serviço do cidadão e das empresas Publicação On- Line de Acto Societário e de outras entidades Imprimir Ajuda Fechar Publicação NIF/NIPC 500065268 Entidade Clube de

Leia mais

White Paper. Flexibilidade e economia na era IP

White Paper. Flexibilidade e economia na era IP White Paper Flexibilidade e economia na era IP Saiba como utilizar as tecnologias mais modernas de comunicação de voz pela internet para conseguir mais economia e rapidez em telefonia para sua empresa

Leia mais

Proposta de Revisão Metodológica

Proposta de Revisão Metodológica Proposta de Revisão Metodológica Gestão do Desempenho Dezembro de 20 DIDE/SVDC Propostas para 202 Nova sist em át ic a de pac t uaç ão e avaliaç ão de m et as set oriais e de equipe; Avaliaç ão de De s

Leia mais

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação Brasília, Março de 2010 I Conferência da ANAMBA e Encontro Regional Americano do EMBA COUNCIL São Paulo, 08 a 10 de março de 2010 A AVALIAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO TÓPICOS O SNPG e a necessidade

Leia mais

VANDERLEI SOARES MOYA Diretor Técnico do GNACS Componente Estadual de Auditoria SES São Paulo Especialista em Gestão da Atenção à Saúde

VANDERLEI SOARES MOYA Diretor Técnico do GNACS Componente Estadual de Auditoria SES São Paulo Especialista em Gestão da Atenção à Saúde VANDERLEI SOARES MOYA Diretor Técnico do GNACS Componente Estadual de Auditoria SES São Paulo Especialista em Gestão da Atenção à Saúde NOVEMBRO DE 2014 A U D IT O R IA A U D IT O R IA N A S A Ú D E A

Leia mais

Consulta de Atas de Registro de Preços da área da Saúde

Consulta de Atas de Registro de Preços da área da Saúde Consulta de Atas de Registro de Preços da área da Saúde Passo a passo para consulta ao Banco de Dados da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. W Favoritos I ~ la..q.,ft >> CJJ lij ~ ~ Página Segurança

Leia mais

GLOSSÁRIO PREV PEPSICO

GLOSSÁRIO PREV PEPSICO GLOSSÁRIO PREV PEPSICO A T A A ABRAPP Aã Aã I Aí I R ANAPAR A A M A A A Lí Aá S C é ç í ê çõ 13ª í ã. Açã B E F Pê P. Cí ê, ã ê. V Cê Aã P ( á). N í, - I R P Fí (IRPF), S R F, à í á, ( 11.053 2004), çã.

Leia mais

- 15G0078G130 - MÓDULO USB INSTRUÇÕES DA INTERFACE PARA ASAC-0/ASAC-1/ASAB

- 15G0078G130 - MÓDULO USB INSTRUÇÕES DA INTERFACE PARA ASAC-0/ASAC-1/ASAB - 15G0078G130 - MÓDULO USB INSTRUÇÕES DA INTERFACE PARA ASAC-0/ASAC-1/ASAB Emitido em 15/6/2012 R. 01 Este manual é parte integrante e essencial do produto. Leia atentamente as instruções contidas nele,

Leia mais

White Paper. E-mail Marketing: por onde começar?

White Paper. E-mail Marketing: por onde começar? White Paper E-mail Marketing: por onde começar? Primeiros passos para definir o planejamento de suas campanhas de e-mail marketing Para garantir a qualidade no mix de comunicação, é importante criar suas

Leia mais

Uma voz livro em sua defeso

Uma voz livro em sua defeso W re to r-p rip rle tá rio Sérgio Fleury Moraes CIRCULAÇÃO SEMANAL Uma voz livro em sua defeso ^ A N O 9 N 267 REDAÇAO E OFICINASí AV..T1RADENTES, 877 - Cx. P. 3» - FONE 72-2358 SANTA CR U Z DO RIO PARDO,

Leia mais

SISTEMA MODULAR DE FOLHA DE PAGAMENTO

SISTEMA MODULAR DE FOLHA DE PAGAMENTO SISTEMA MODULAR DE FOLHA DE PAGAMENTO TERMO DE ABERTURA DO PROJETO... 5 P A R T I C I P A N T E S... 5 I D E N T I F I C A Ç Ã O D O P R O J E T O... 5 Nome e Sigla do Projeto... 5 Cliente e Representante...

Leia mais

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos Classificação Periódica dos Elementos 1 2 3 1 Massa atômica relativa. A incerteza no último dígito é 1, exceto quando indicado entre parênteses. Os valores com * referemse Número Atômico 18 ao isótopo

Leia mais

Fabiano Leoni. William Corbo

Fabiano Leoni. William Corbo Fabiano Leoni William Corbo O CURSO Este é um curso pensado especialmente para líderes inquietos e cheios de vontade de mergulhar fundo em PESSOAS. O curso Cultura & Encantamento pretende fornecer importantes

Leia mais

A Prefeitura Municipal de Conceição da Feira, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

A Prefeitura Municipal de Conceição da Feira, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. Edição Nº Nº 030/2012 00034 Sexta-Feira Quit-Feira 22 08 de de Fevereiro Março de 2012 2013 A Prefeitura Municipal de Conceição da Feira, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

Leia mais

White Paper. Gestão Ágil de Produtos

White Paper. Gestão Ágil de Produtos White Paper Gestão Ágil de Produtos Um bom gestor de produtos de software oferece o suporte e a confiança que a equipe de desenvolvimento precisa Com o advento das metodologias ágeis de desenvolvimento

Leia mais

7a. Edição Editora Atlas

7a. Edição Editora Atlas FIB - FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU Pós-graduação em Auditoria, Controladoria e Finanças Disciplina: PLANEJAMENTO E CONTROLE ORÇAMENTÁRIO Slide 1 Professor: MASAKAZU HOJI ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

A Prefeitura Municipal de Santa Barbara, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

A Prefeitura Municipal de Santa Barbara, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. Edição Nº Nº 030/2012 00004 Sexta-Feira Quit-Feira 08 11 de Março Janeiro de de 2012 2013 A Prefeitura Municipal de Santa Barbara, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. Nº

Leia mais

RESPONSABILIDADES DO GERADOR

RESPONSABILIDADES DO GERADOR RESPONSABILIDADES DO GERADOR RELIZAR O TRANSPORTE DOS RESÍDUOS POR MEIO DE TRANSPORTADORAS IDÔNEAS. OBTER DOS ÓRGÃOS AMBIENTAIS A APROVAÇÃO DO DESTINO DOS RESÍDUOS. EFETUAR O TRATAMENTO E A DISPOSIÇÃO

Leia mais

IX FÓRUM APCER. EXCELÊNCIA EMPRESARIAL PARA PME s

IX FÓRUM APCER. EXCELÊNCIA EMPRESARIAL PARA PME s IX FÓRUM APCER EXCELÊNCIA EMPRESARIAL PARA PME s AGENDA Breve Apresentação AIP Projecto Excelência Empresarial Modelo EFQM Associação Industrial Portuguesa Criada em 1837 MISSÃO É uma instituição privada

Leia mais

Alencar Instalações. Resolvo seu problema elétrico

Alencar Instalações. Resolvo seu problema elétrico Alencar Instalações Resolvo seu problema elétrico T r a b a lh a m o s c o m : Manutenção elétrica predial, residencial, comercial e em condomínios Redes lógicas Venda de material elétrico em geral. Aterramentos

Leia mais

VESTIBULAR UNICAMP 2010-1ª FASE - NOVEMBRO/2009

VESTIBULAR UNICAMP 2010-1ª FASE - NOVEMBRO/2009 VESTIBULAR UNICAMP 2010-1ª FASE - NOVEMBRO/2009 Comentário da Redação Nes te ano, a pro va de Re da ção da Uni camp foi ex ce len te. Em pri me i ro lu gar, pelo res pe i to ao for ma to tra di ci o nal

Leia mais

ASPECTOS E NOÇÕES DA HABILITAÇÃO NO SISCOMEX

ASPECTOS E NOÇÕES DA HABILITAÇÃO NO SISCOMEX ASPECTOS E NOÇÕES DA HABILITAÇÃO NO SISCOMEX IN SRF nº n 650/2006 A.D.E. COANA nº n 03/2006 Delegacia da Receita Federal do Brasil em Sorocaba - SRRF 8ªRF 8 Evilásio Savergnini Filho Auditor Fiscal da

Leia mais

UNICAMP 2012 (2ª Fase)

UNICAMP 2012 (2ª Fase) 1. Re so lu ção (se rá con si de ra do ape nas o que es ti ver den tro des te es pa ço). a)...in te res se do pú bli co (L1): Tra ta-se de um subs tan ti vo pos to que de ter mi na do pe lo ar ti go o,

Leia mais

Escultura. Obra elaborada durante un workshop na Escola de Artes Visuais no mês de ju lh o.

Escultura. Obra elaborada durante un workshop na Escola de Artes Visuais no mês de ju lh o. \ * [ ESCOIA DC ARFES VISUAIS/ exposições 1993 GALCR1A DA ESCORA DE ARIES VISUAIS DJALMA Desenhos, s e r ig r a fia s e recortes. 23 de março a 25 de a b r il 890 v is ita n te s. "A RAREEAÇAO DOS SENTIDOS"

Leia mais

10.1 Objetivos, Conceitos e Funções. Os obje ti vos prin ci pais do con tro le orça men tá rio são: Responsabilidade pelo Controle Orçamentário

10.1 Objetivos, Conceitos e Funções. Os obje ti vos prin ci pais do con tro le orça men tá rio são: Responsabilidade pelo Controle Orçamentário Capítulo 10 Controle Orçamentário Essa etapa acon te ce após a exe cu ção das tran sa ções dos even tos eco nô mi cos pre vis - tos no plano orça men tá rio. Não se con ce be um plano orça men tá rio sem

Leia mais

KEITH CAMERON SMITH. As 10 principais diferenças entre os milionários e a classe média

KEITH CAMERON SMITH. As 10 principais diferenças entre os milionários e a classe média KEITH CAMERON SMITH As 10 principais diferenças entre os milionários e a classe média Prefácio Por que es cre vi es te livro? Três mo ti vos me le va ram a es cre ver es te li vro. O pri - meiro foi a

Leia mais

Q UA N TO ELA REALMENTE C U S TA PA RA A SUA EMPRESA?

Q UA N TO ELA REALMENTE C U S TA PA RA A SUA EMPRESA? Q UA N TO ELA REALMENTE C U S TA PA RA A SUA EMPRESA? I n d ú s t ri a, amiga do meio ambiente O uso dos mananciais hídri cos é de impo rtância e s t rat é g i ca para a Indústri a. Além de essencial à

Leia mais