Junho, 2014 Policy Brief- Vol. 4 Nº #06. BPC Monitor. 2014: ano de eleições em economias emergentes... foco no Brasil e na África do Sul

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Junho, 2014 Policy Brief- Vol. 4 Nº #06. BPC Monitor. 2014: ano de eleições em economias emergentes... foco no Brasil e na África do Sul"

Transcrição

1 Junho, 2014 Policy Brief- Vol. 4 Nº #06 BPC Monitor 2014: ano de eleições em economias emergentes... foco no Brasil e na África do Sul

2 2014: ano de eleições em economias emergentes... foco no Brasil e na África do Sul BPC Monitor Junho, 2014 Policy Brief - Vol. 4 Nº #06

3 PUC-Rio REITOR Pe. Josafá Carlos de Siqueira SJ VICE-REITOR Pe. Francisco Ivern Simó SJ VICE-REITOR PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS Prof. José Ricardo Bergmann VICE-REITOR PARA ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS Prof. Luiz Carlos Scavarda do Carmo VICE-REITOR PARA ASSUNTOS COMUNITÁRIOS Prof. Augusto Luiz Duarte Lopes Sampaio VICE-REITOR PARA ASSUNTOS DE DESENVOLVIMENTO Pe. Francisco Ivern Simó SJ DECANOS Prof. Luiz Alencar Reis da Silva Mello Prof. Luiz Roberto A. Cunha Prof. Hilton Augusto Koch Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro PREFEITO Eduardo Paes SECRETARIA MUNICIPAL DA CASA CIVIL Pedro Paulo Carvalho Teixeira INSTITUTO PEREIRA PASSOS Eduarda La Rocque

4 Sobre o BRICS Policy Center O BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisas BRICS é uma iniciativa conjunta da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). O Centro é dedicado ao estudo dos países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e demais potências médias, e é administrado pelo Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio (IRI), em colaboração com o Instituto Pereira Passos (IPP). Equipe BPC SUPERVISOR GERAL Paulo Luiz Moreaux Lavigne Esteves COORDENADORA ADMINISTRATIVA Lia Frota e Lopes Equipe técnica EDITORAÇÃO E DESIGN Thalyta Gomes Ferraz Vinicius Kede PESQUISADORES Monica Herz João Pontes Nogueira Leane Cornet Naidin Luis Manuel Fernandes Sérgio Veloso Carlo Patti ASSISTENTE ADMINISTRATIVA Bruna Risieri

5 BRICS Policy Center Centro de Estudos e Pesquisas BRICS Rua Dona Mariana, 63 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ Telefone: (21) / CEP/ZIP CODE: / Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta obra pode ser reproduzida ou transmitida por quaisquer meios (eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e gravação) ou arquivada em qualquer sistema ou banco de dados sem permissão escrita da Editora. As opiniões aqui expressas são de inteira responsabilidade do(a)(s) autor(a)(es)(as), não refletindo, necessariamente, a posição das instituições envolvidas. Sobre os autores Eth Ludmila Rodrigues Mestranda em Relações Internacionais na PUC-RIO e estagiária do BRICS Policy Center, no núcleo Country Desks, onde trabalha com a África do Sul. Matshaba Mothiane Research Fellow no South African Institute of International Affairs (SAIIA) Economic Diplomacy Programme e pesquisadora visitante do BRICS Policy Center. Ficha Catalográfica 2014: ano de eleições em economias emergentes... foco no Brasil e na África do Sul; Eth Ludmila Rodrigues; Matshaba Mothiane; Carlo Patti Rio de Janeiro: BPC, p ; 29,7 cm / ISSN: Relações Internacionais. 2. África do Sul 3. Eleições. Carlo Patti É pesquisador do Instituto de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Brasil), e obteve seu Ph.D. em História das Relações Internacionais da Universidade de Florença, em No BPC, é coordenador do Country Desks.

6 Sumário Introdução... Brasil e África do Sul... Cenário Eleitoral... Cenário Econômico... Conclusão... Referências Bibliográficas

7 Sumário Executivo A realização de eleições em diversas economias emergentes traz uma importância significativa para o ano de Índia, Brasil e África do Sul passam por eleições gerais no ano corrente mas, ao passo que uma mudança de liderança era esperada na Índia, as perspectivas para o Brasil e a África do Sul eram de continuidade política. Nesse sentido, esse monitor tem como objetivo discutir aspectos políticos, sociais e econômicos do Brasil e da África do Sul e como eles podem afetar as eleições em ambos os países. Executive Summary The hosting of elections in many emerging economies brings great significance to the year of India, Brazil and South Africa are going through general elections this year but, while a leadership change was expected in India, the prospects for Brazil and South Africa were of political continuity. Therefore, this monitor aims to discuss political, social and economic aspects of Brazil and South Africa and how they can affect the elections in both countries. 7

8 BRICS POLICY CENTER BRICS MONITOR 2014: ano de eleições em economias emergentes... foco no Brasil e na África do Sul* Eth Ludmila Rodrigues, Matshaba Mothiane e Carlo Patti Introdução É importante refletir sobre a relevância do ano de 2014 para as economias emergentes, no sentido de que muitas delas têm realizado ou realizarão eleições gerais e que, assim, podem passar por mudanças nas suas lideranças políticas. Índia, Brasil e África do Sul (integrantes do IBAS 1 ) realizam eleições gerais este ano - recentemente ocorreram na África do Sul e na Índia, e no Brasil, as eleições ocorrerão no próximo mês de outubro - ao mesmo tempo em que enfrentam grandes desafios econômicos e agitações sociais domésticas. Na Índia, as votações começaram no dia 7 de abril e aconteceram até o dia 12 de maio. Foram 551 milhões de eleitores na maior (e mais prolongada) eleição do mundo. Os principais concorrentes nas eleições parlamentares foram: o Partido do Congresso, liderado por Rahul Gandhi, e o maior opositor, o Partido do Povo Indiano, ou Bharatiya Janata Party (BJP), liderado por Narendra Modi cujas altas expectativas de vitória se tornaram realidade. O resultado das eleições foi anunciado no dia 16 de maio, antes que o 15º LokSabha (ou Casa do Povo, câmara baixa do Parlamento indiano, responsável pela escolha do primeiro-ministro) renovado com as eleições - completasse o seu mandato constitucional em 31 de maio, e declarou a vitória do partido de oposição BJP. 1. Brasil e África do Sul É relevante ressaltar o Brasil e a África do Sul já que eles, como a Índia, possuem influência significativa nas suas próprias regiões, assim como em nível global, através da participação em fóruns mundiais como os BRICS e o G-20. Diferente de outras economias emergentes, como a Índia, o Brasil e a África do Sul são *Trabalho publicado originalmente no GEG Africa e apoiado pelo SAIIA, em 06/05/14. Esta versão do texto foi traduzida para o português, atualizada e revisada. Original disponível em: 1 Criado em 2003, o IBAS se caracteriza como um agrupamento entre a Índia, o Brasil e a África do Sul que tem como objetivo a coordenação entre os membros no tocante às questões globais, à construção de uma nova arquitetura internacional e ao aprofundamento das relações entre eles. Para mais informações, ver o website do IBAS: 8

9 2014: ano de eleições em economias emergentes...foco no Brasil e na África do Sul os países com menores probabilidades de mudança de governo o que, no caso da África do Sul, já foi confirmado nas eleições ocorridas em 7 de maio, que resultaram na permanência do African National Congress (ANC) no poder -, embora os presidentes em exercício enfrentem grandes desafios na tentativa de equilibrar a necessidade de solucionar as questões econômicas e abordar o crescente descontentamento social. A África do Sul acabou de perder o posto de maior economia da África para a Nigéria. O Brasil, a maior economia da América Latina, acaba de presenciar queda no seu crescimento econômico, que saiu do pico de 7,5%, em 2010, para 2,3% em 2013 e para uma projeção de crescimento de apenas 1,44% 2 em No Brasil, as eleições previstas para outubro serão para a escolha de presidente, senadores, governadores, deputados federais e estaduais. Os pleitos nesses dois países são importantes não apenas pelas suas questões domésticas, como as mencionadas, mas também pela considerável influência política e econômica que os dois países exercem nas suas respectivas regiões. 2. Cenário Eleitoral Para os sul-africanos, o ano de 2014 representa 20 anos de democracia e liberdade no país 3. Essa é uma oportunidade para refletir sobre os desafios e as realizações do passado e para o eleitorado determinar quem vai liderar a nação pelos próximos cinco anos. No poder desde a primeira eleição democrática, em 1994, pesquisas anteriores às eleições mostraram que o apoio ao ANC tem diminuído, no entanto, o partido se manteria no poder sob a liderança do presidente Jacob Zuma. Nesse sentido, a vitória do ANC confirmou tal previsão. Em relatório intitulado Two Decades of Freedom, o Goldman Sachs ressalta alguns dos importantes desafios que o país continua a enfrentar, sendo as questões levantadas de grande importância para o eleitorado. Em primeiro lugar, o país tem passado por grandes manifestações trabalhistas nos últimos anos, particularmente no crucial setor de mineração 4, que não diminuíram mesmo após a morte de 34 mineiros em Marikana, na África do Sul, em agosto 2012, como consequência do conflito entre policiais e mineiros em greve. Em segundo lugar, há uma progressiva taxa de desemprego que afeta, primordialmente, a população jovem do país e, na atualidade, alcança uma taxa de 25,2% 5. Em terceiro lugar, tem havido um aumento acentuado na quantidade de protestos alusivos ao fraco fornecimento de serviços básicos pelo governo. Apesar das melhorias trazidas pelo governo após o fim do Apartheid, como a realização de vários projetos de infraestrutura, a construção de 1,4 milhão de casas e a emergência de uma nova classe média negra, ainda há graves problemas, a exemplo do desemprego mencionado e a grande desigualdade econômica e social. Por último, as preocupações relativas à corrupção governamental foram renovadas, principalmente em referência ao relatório elaborado pela Protetora Pública Thuli Mandosela em março, que constatou que o presidente se beneficiou indevidamente de melhorias feitas em sua residência privada localizada em Nkandla, afetando ainda mais a confiança no ANC 6. 2 De acordo com o Relatório do Banco Central do Brasil divulgado em 6 de junho de 2014, disponível em: br/pec/gci/port/readout/r pdf 3 Para mais informações, ver o This Week in BRICS África do Sul (Volume 2, Nº de abril a 01 de maio de 2014), disponível em: 4 Para mais informações, ver o This Week in BRICS África do Sul (Volume 2, Nº a 24 de abril de 2014), disponível em: 5 Fonte: 6 Para mais informações, ver o This Week in BRICS África do Sul (Volume 2, Nº de março a 03 de abril de 2014 e Volume 2, Nº 32, 04 a 10 de abril de 2014), disponíveis em: doc/ pdf e 9

10 2014: ano de eleições em economias emergentes...foco no Brasil e na África do Sul Malusi Gigaba (membro do comitê executivo nacional do ANC), em artigo ao jornal Mail & Guardian, afirmou que, para resolver estes desafios e outros semelhantes o ANC identificou a transformação socioeconômica radical como a próxima fase da nossa transição democrática, e a tarefa mais crucial diante de nós. Isso requer que nós [o ANC] reestruturemos a nossa economia para uma voltada para a absorção da mão de obra, caracterizada pela propriedade generalizada e desracializada e pela igualdade no emprego. (GIGABA, 2014) Também é esperada a vitória da atual presidenta brasileira, Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), para mais um mandato como chefe de Estado. O Brasil, na última década, alcançou um crescimento socioeconômico considerável, diminuiu significativamente seu nível de pobreza e alcançou uma taxa de desemprego de 4,9% em abril. No entanto, continuam existindo muitos desafios que levaram à diminuição da popularidade do partido desde a sua primeira vitória em Para o Brasil, as eleições de 2014 também acontecem em meio à realização da Copa do Mundo no país, ocorrida no mesmo ano, bem como aos preparativos para os Jogos Olímpicos de O Brasil, assim como a África do Sul, tem enfrentado instabilidade social significativa e exigências de uma vida melhor por parte do eleitorado. Desde 2013, milhares de pessoas tomaram as ruas em protesto contra o alto custo de vida, a insatisfação com os serviços públicos e os custos das obras para a realização dos eventos esportivos. A inflação tem girado em torno de 6% e, de acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), o Brasil está entre os países com a maior carga tributária do mundo, mas que continua atrás em termos de qualidade dos serviços públicos oferecidos. Segundo o IBPT, em 2013, os brasileiros trabalharam 150 dias, ou quase 5 meses, para pagar seus tributos. Dentre os BRICS, o Brasil é aquele que apresenta a maior carga tributária, com cerca de 36% em 2013, enquanto a Rússia conta com 23%, a Índia, 13%, a China, 20% e a África do Sul, 18% 7. Questões urgentes se referem à corrupção do governo e à má prestação de serviços sociais (especialmente em educação, saúde, transporte), que tem sido, em parte, atribuída às grandes despesas com a preparação para a Copa do Mundo e para as Olimpíadas. O artigo Grand Visions Fizzle in Brazil, publicado no New York Times, cita o descontentamento com os novos e custosos estádios 8. Gil Castello Branco, diretor do Contas Abertas, um grupo de vigilância brasileiro que analisa os orçamentos públicos, diz que Nós estamos acordando para a realidade de que imensos recursos foram desperdiçados em projetos extravagantes, quando nossas escolas públicas ainda são uma bagunça e os esgotos ainda estão nas nossas ruas. Quedas recentes em sua popularidade antes das eleições vão exigir que a presidenta Dilma Rousseff tome medidas decisivas para enfrentar as questões levantadas nos protestos assim como para encarar os desafios econômicos. 3. Cenário Econômico A África do Sul e o Brasil, assim como outras economias emergentes, estão lutando para manter o crescimento constante em face da significativa volatilidade econômica global. Gill Marcus, o presidente do South African Reserve Bank, expressou suas preocupações ao afirmar que uma nova fase da crise 7 Fonte: Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) - https://www.ibpt.org.br/noticia/1443/carga-tributaria-brasileira-e-quase-o-dobro-da-media-dos-brics 8Disponível em: html?ref=world&_r=3 10

11 2014: ano de eleições em economias emergentes...foco no Brasil e na África do Sul financeira global foi acumulando pressão sobre as economias emergentes. Na verdade, África do Sul e Brasil foram colocados num grupo que James Lord, do Morgan Stanley s, chamou de Fragile Five. Este grupo inclui Índia, Indonésia e Turquia - países que têm, na última década, alcançado níveis altos de crescimento econômico, mas que agora enfrentam variados desafios como grandes déficits em conta corrente, pequenas taxas de crescimento econômico e moedas fracas. Todos os integrantes do Fragile Five realizam eleições deste ano. A diminuição do crescimento nas economias emergentes, enquanto em grande parte atribuída a problemas estruturais internos, também é sustentada pela decisão do Federal Reserve Bank, dos EUA, em 2013, de promover uma política de relaxamento quantitativo. Para os investidores, as eleições apresentam um risco considerável, mas podem ser uma oportunidade para mudar a política econômica em favor de uma recuperação mais rápida. Ronak Gopaldas, em business report para o website de notícias IOL, explicou que os investidores estão interessados em saber se os governos perseguem abordagens políticas populistas ou pragmáticas. Uma abordagem pragmática, explica ele, significaria a adoção pelo o governo da África do Sul de algumas medidas impopulares para mitigar a inflação e revitalizar a economia estagnada e reconquistar a confiança dos investidores. No entanto, essas mudanças nem sempre são aquelas que desejam o eleitorado. 4. Conclusão Para estes países, as eleições atuais apresentam uma oportunidade para reavaliar as vitórias e os fracassos do passado. Mais importante, as eleições trazem consigo a necessidade de equilibrar os tipos de ações necessárias para satisfazer os corações do eleitorado e, ao mesmo tempo, tomar medidas bem calculadas e talvez conservadoras para revitalizar suas economias. Para os presidentes em exercício do Brasil e da África do Sul, estas eleições, portanto, podem vir a ser as últimas previsíveis. A queda na popularidade do ANC na África do Sul e da Presidenta Dilma no Brasil são indicadores desse fenômeno. Nesse sentido, elas demonstram que, apesar das mudanças incipientes positivas trazidas por esses governos no seu início, novas medidas precisam ser tomadas para abordar as remanescentes questões de cunho econômico, político e social e a consequente e crescente insatisfação das populações de ambos os países. Assim, os governantes precisam compreender que, na reavaliação das vitórias e dos fracassos do passado, os últimos, aparentemente, estão se sobrepondo às primeiras. Referências Bibliográficas GAIER, Rodrigo. Taxa de desemprego no Brasil cai a 4,9% em abril, diz IBGE. Exame. 22 mai Disponível em: <http://exame.abril.com.br/economia/noticias/taxa-de-desemprego-no-brasil-cai-a-4-9-em-abrildiz-ibge-2>. Acesso em: Abril GIGABA, Malusi. Soapbox: Radical economic change should be the focus of this election. Mail & Guardian. 23 abril Disponível em: <http://mg.co.za/article/ soapbox-radical-economic-changeshould-be-the-focus-of-this-election>. Acesso em: Abril, Global Emerging Markets Equity Team. Elections 2014: How Fragile are the Fragile Five? Morgan Stanley. 3 dez Disponível em: <https://www.morganstanley.com/public/tales_from_the_emerging_world_ 11

12 2014: ano de eleições em economias emergentes...foco no Brasil e na África do Sul Fragile_Five.pdf>. Acesso em: Abril GOLDMAN SACHS. Two decades of freedom: what South Africa is doing with it, and what now needs to be done. Johannesburg, 4 nov Disponível em: <http://www.goldmansachs.com/our-thinking/ outlook/colin-coleman-south-africa/20-yrs-of-freedom.pdf>. Acesso em: Abril GOPALDAS, Ronak. Business Report: SA, Brazil and India face key elections to restart growth. IOL. Disponível em: <http://www.iol.co.za/business/opinion/sa-brazil-and-india-face-key-elections-to-restartgrowth #.u54vw_ldv4_>. Acesso em: Abril Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação. Cálculo do IRBES (Índice de Retorno de Bem Estar à Sociedade). Curitiba, mar Disponível em: <https://www.ibpt. org.br/noticia/1614/brasil-continua-desequilibrado-na-questao-arrecadacao-de-impostos-x-servicos-apopulacao > Acesso em: Abril Estudo IBPT: Dias Trabalhados para pagar Tributos. Curitiba, Mai Disponível em: <https:// Acesso em: Abril Evolução Da Carga Tributária Brasileira e Previsão Para Curitiba, dez Disponível em: <https://www.ibpt.org.br/noticia/1443/carga-tributaria-brasileira-e-quase-o-dobro-da-media-dos- BRICS>. Acesso em: Abril J.P. The Bugbear of Brazil. The Economist. São Paulo, 16 jan Disponível em: <http://www.economist. com/blogs/americasview/2014/01/inflation-brazil>. Acesso em: Abril KENICHI, Serino. South Africa s wave of discontentment. Aljazeera. 20 mar Disponível em: <http://www. aljazeera.com/indepth/features/2014/03/south-africa-wave-discontentment html>. Acesso em: Abril MONAGHAN, Angela. Fragile economies under pressure as recovery prompts capital flight. The Guardian (The Observer). 2 fev Disponível em: <http://www.theguardian.com/business/2014/feb/02/ emerging-markets-brazil-indonesia-south-africa>. Acesso em: Abril ROMERO, Simon. Grand Visions Fizzle in Brazil. The New York Times. Paulistana, 12 abril Disponível em: <http://www.nytimes.com/interactive/2014/04/12/world/americas/grand-visions-fizzle-in-brazil. html?ref=world&_r=3>. Acesso em: Abril

BPC Policy Brief. Monitor: O caminho para Nova Déli? A reforma do FMI, a sucessão no Banco Mundial e o banco do BRICS

BPC Policy Brief. Monitor: O caminho para Nova Déli? A reforma do FMI, a sucessão no Banco Mundial e o banco do BRICS Junho, 2012 BPC Policy Brief - V. 2 N. 46 BPC Policy Brief Monitor: O caminho para Nova Déli? A reforma do FMI, a sucessão no Banco Mundial e o banco do BRICS Diego Santos Vieira de Jesus Sobre o BRICS

Leia mais

BPC Policy Brief. Monitor: Os membros originais do BRICS antes da Cúpula de Nova Déli. Junho, 2012 BPC Policy Brief - V. 2 N. 47

BPC Policy Brief. Monitor: Os membros originais do BRICS antes da Cúpula de Nova Déli. Junho, 2012 BPC Policy Brief - V. 2 N. 47 Junho, 2012 BPC Policy Brief - V. 2 N. 47 BPC Policy Brief Monitor: Os membros originais do BRICS antes da Cúpula de Nova Déli Diego Santos Vieira de Jesus Sobre o BRICS Policy Center O BRICS Policy Center

Leia mais

BPC Policy Brief. Monitor: As Eleições de 2014 na Índia: A vitória de Narendra Modi e os seus significados para o mundo

BPC Policy Brief. Monitor: As Eleições de 2014 na Índia: A vitória de Narendra Modi e os seus significados para o mundo Agosto, 2014 BPC Policy Brief - V. 4 N. 10 BPC Policy Brief Monitor: As Eleições de 2014 na Índia: A vitória de Narendra Modi e os seus significados para o mundo Higor Hebert França da Cunha e Carlo Patti

Leia mais

JORNALISMO ON-LINE: modos de fazer. organização Carla Rodrigues

JORNALISMO ON-LINE: modos de fazer. organização Carla Rodrigues JORNALISMO ON-LINE: modos de fazer organização Carla Rodrigues Reitor Pe. Josafá Carlos de Siqueira, S.J. Vice-Reitor Pe. Francisco Ivern Simó, S.J. Vice-Reitor para Assuntos Acadêmicos Prof. José Ricardo

Leia mais

MB ASSOCIADOS CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO. Sergio Vale Economista-chefe

MB ASSOCIADOS CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO. Sergio Vale Economista-chefe MB ASSOCIADOS CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO Sergio Vale Economista-chefe I. Economia Internacional II. Economia Brasileira Comparação entre a Grande Depressão de 30 e a Grande Recessão de 08/09 Produção

Leia mais

Maio, 2013 BPC Policy Brief - V. 3 N. 55. Policy Brief. O Brasil e a Cooperação Sul-Sul: Como responder aos desafios correntes

Maio, 2013 BPC Policy Brief - V. 3 N. 55. Policy Brief. O Brasil e a Cooperação Sul-Sul: Como responder aos desafios correntes Maio, 2013 BPC Policy Brief - V. 3 N. 55 Policy Brief O Brasil e a Cooperação Sul-Sul: Como responder aos desafios correntes O Brasil e a Cooperação Sul-Sul: Como responder aos desafios correntes Policy

Leia mais

INTRODUÇÃO A RELEVÂNCIA DOS BRICS

INTRODUÇÃO A RELEVÂNCIA DOS BRICS INTRODUÇÃO Entre os dias 04 e 06 de junho de 2012, a cidade do Rio de Janeiro sediará a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), durante a qual entidades da sociedade civil

Leia mais

BPC Policy Brief. Monitor: Eleições Brasileiras 2014: reviravoltas e resultados. Novembro, 2014 BPC Policy Brief - V. 4 N. 12

BPC Policy Brief. Monitor: Eleições Brasileiras 2014: reviravoltas e resultados. Novembro, 2014 BPC Policy Brief - V. 4 N. 12 Novembro, 2014 BPC Policy Brief - V. 4 N. 12 BPC Policy Brief Monitor: Eleições Brasileiras 2014: reviravoltas e resultados Luísa Medeiros e Carlos Frederico Pereira da Silva Gama Sobre o BRICS Policy

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano Mais um plano CONJUNTURA ECONÔMICA A chave da agenda positiva tão perseguida pelo governo federal em tempos de crise política e volta da inflação parece ser a preservação dos empregos. Na última terça-feira

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

Perspectivas da Economia Brasileira

Perspectivas da Economia Brasileira Perspectivas da Economia Brasileira CÂMARA DOS DEPUTADOS Ministro Guido Mantega Comissão de Fiscalização Financeira e Controle Comissão de Finanças e Tributação Brasília, 14 de maio de 2014 1 Economia

Leia mais

Relatório da Cúpula de Sanya

Relatório da Cúpula de Sanya Agosto de 2011. Relatório da Cúpula de Sanya I. Introdução No dia 14 de abril de 2011, os líderes do Brasil, da Rússia, da Índia, da China e da África do Sul se reuniram em Sanya, na província de Hainan,

Leia mais

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável Este artigo é cópia fiel do publicado na revista Nu e va So c i e d a d especial em português, junho de 2012, ISSN: 0251-3552, . Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

Os países do BRIC: dando suporte à economia global

Os países do BRIC: dando suporte à economia global Os países do BRIC: dando suporte à economia global International Business Report 212 Este relatório analisa a ascensão das economias do BRIC, a sua importância crescente para a economia global e as tendências

Leia mais

PARA 2014 ELEITORAL PROJEÇÕES DE OLHO NA DISPUTA. IPOs 2013 EMPRESAS BRASILEIRAS

PARA 2014 ELEITORAL PROJEÇÕES DE OLHO NA DISPUTA. IPOs 2013 EMPRESAS BRASILEIRAS ENTREVISTA: MARCO GEOVANNE, DIRETOR DE PARTICIPAÇÕES DA PREVI RI IPOs 2013 COMO FOI O ANO PARA AS EMPRESAS BRASILEIRAS QUE ESTREARAM NA BOLSA? RELAÇÕES COM INVESTIDORES www.revistari.com.br nº179 DEZ 2013

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Agosto 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Empresas recuperam em contratos até 39 vezes o valor doado a políticos Seg, 30 de Março de 2015 12:52

Empresas recuperam em contratos até 39 vezes o valor doado a políticos Seg, 30 de Março de 2015 12:52 É política de boa vizinhança. Evidentemente quando você apoia um partido ou um candidato, no futuro eles vão procurar ajudá-lo, afirmou o empresário Cristiano Kok, da empreiteira Engevix, em entrevista

Leia mais

Governança Sustentável nos BRICS. Resumo executivo

Governança Sustentável nos BRICS. Resumo executivo Governança Sustentável nos BRICS Resumo executivo Sumário executivo A rapidez com que, nos últimos anos, as economias emergentes do Brasil, da Rússia, da Índia, da China e da África do Sul vêm se aproximando

Leia mais

A África do Sul Pós-Apartheid: entre a Ortodoxia da Política Econômica e a Afirmação de uma Política Externa Soberana

A África do Sul Pós-Apartheid: entre a Ortodoxia da Política Econômica e a Afirmação de uma Política Externa Soberana A África do Sul Pós-Apartheid: entre a Ortodoxia da Política Econômica e a Afirmação de uma Política Externa Soberana Alexandre de Freitas Barbosa e Ângela Cristina Tepassê São Paulo, 3 de novembro de

Leia mais

AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA. Abril/2013

AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA. Abril/2013 AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA Abril/2013 Cenário Político 2 A conjuntura política brasileira aponta uma antecipação dos debates em torno da eleição presidencial de 2014,

Leia mais

BRICS. Panorama. Junho 2015. Subseção - Força Sindical

BRICS. Panorama. Junho 2015. Subseção - Força Sindical BRICS Panorama Junho 2015 Subseção - Força Sindical BRICS INFORMAÇÕES BÁSICAS BRICS Brics é uma sigla que se refere a Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que se destacaram no cenário mundial

Leia mais

Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo

Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo A grande janela de oportunidades (O Brasil decola) A grande janela de oportunidades Linha do tempo das conquistas

Leia mais

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica CFO Panorama Global dos Negócios Queda acentuada do otimismo no Brasil, preocupação com câmbio e alta da taxa de juros estão entre os principais resultados da pesquisa. -------------------------------------------

Leia mais

A emergência de um novo mundo no século XXI?

A emergência de um novo mundo no século XXI? A emergência de um novo mundo no século XXI? José Eustáquio Diniz Alves 1 A economia mundial deve crescer cerca de 4 vezes nos próximos 40 anos. Isto quer dizer que o Produto Interno Bruto (PIB) terá o

Leia mais

China: crise ou mudança permanente?

China: crise ou mudança permanente? INFORMATIVO n.º 36 AGOSTO de 2015 China: crise ou mudança permanente? Fabiana D Atri* Quatro grandes frustrações e incertezas com a China em pouco mais de um mês: forte correção da bolsa, depreciação do

Leia mais

DISCURSO DO SECRETÁRIO-GERAL DA ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS, JOSÉ MIGUEL INSULZA, NA SESSÃO DE ABERTURA DA QUARTA CÚPULA DAS AMÉRICAS

DISCURSO DO SECRETÁRIO-GERAL DA ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS, JOSÉ MIGUEL INSULZA, NA SESSÃO DE ABERTURA DA QUARTA CÚPULA DAS AMÉRICAS DISCURSO DO SECRETÁRIO-GERAL DA ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS, JOSÉ MIGUEL INSULZA, NA SESSÃO DE ABERTURA DA QUARTA CÚPULA DAS AMÉRICAS Mar del Plata, 4 de novembro de 2005. Senhor Presidente da Nação

Leia mais

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA HENRIQUE MARINHO MAIO DE 2013 Economia Internacional Atividade Econômica A divulgação dos resultados do crescimento econômico dos

Leia mais

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Alessandro Golombiewski Teixeira Secretário-Executivo do MDIC Rio de Janeiro, Agosto de 2011 Introdução 1 Contexto

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA CLIPPING SENADO FEDERAL E CONGRESSO NACIONAL NOTICIÁRIO FEVEREIRO DE 2011 SEAI 02/2011 Brasília, março de 2011 Análise de Notícias Senado Federal e Congresso Nacional 1. Imprensa

Leia mais

Ação Empresarial. Crescimento Econômico Sustentado

Ação Empresarial. Crescimento Econômico Sustentado Crescimento Econômico Sustentado Abril de 2007 Crescimento Econômico Sustentado Crescer com qualidade, segurança e de modo sustentável, de forma a assegurar a geração de emprego, de renda e distribuição

Leia mais

A União Européia e o Euro

A União Européia e o Euro A União Européia e o Euro Crise na Grécia, Situações na Irlanda, em Portugal, Espanha e Itália Senado Federal Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional Audiência Pública - 12 de setembro de 2011

Leia mais

Palestra: Macroeconomia e Cenários. Prof. Antônio Lanzana 2012

Palestra: Macroeconomia e Cenários. Prof. Antônio Lanzana 2012 Palestra: Macroeconomia e Cenários Prof. Antônio Lanzana 2012 ECONOMIA MUNDIAL E BRASILEIRA SITUAÇÃO ATUAL E CENÁRIOS SUMÁRIO I. Cenário Econômico Mundial II. Cenário Econômico Brasileiro III. Potencial

Leia mais

Número 12 (18 de abril de 2008) Publicação periódica do Clube Brasileiro-Catalão de Negócios. Com o apoio de:

Número 12 (18 de abril de 2008) Publicação periódica do Clube Brasileiro-Catalão de Negócios. Com o apoio de: Clube Brasileiro-Catalão de Negócios (CB-CN) Av. Juscelino Kubitschek, 1726 conj. 111 sala 9 Vila Olímpia São Paulo SP Brasil CEP: 04543-000 www.cb-cn.com E-mail: info@cb-cn.com Número 12 (18 de abril

Leia mais

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global Jorge A r bache U n i v e r s i d a d e d e B r a s í l i a S E M P E X 2 0 1 4 M a c e i ó, 2 2 / 5 / 2 0 1 4 0,45

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

* (Resumo executivo do relatório Where does it hurts? Elaborado pela ActionAid sobre o impacto da crise financeira sobre os países em

* (Resumo executivo do relatório Where does it hurts? Elaborado pela ActionAid sobre o impacto da crise financeira sobre os países em * (Resumo executivo do relatório Where does it hurts? Elaborado pela ActionAid sobre o impacto da crise financeira sobre os países em desenvolvimento) A atual crise financeira é constantemente descrita

Leia mais

Posição dos BRICS diante da questão da Palestina

Posição dos BRICS diante da questão da Palestina BRICS Monitor Posição dos BRICS diante da questão da Palestina Janeiro de 2012 Núcleo de Política Internacional e Agenda Multilateral BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisa BRICS BRICS Monitor

Leia mais

R. Gen. Aristides Athayde Junior, 350. 80730-370. Bigorrilho. Curitiba. Paraná Telefone: 41 3053-3219. www.ibpt.com.br

R. Gen. Aristides Athayde Junior, 350. 80730-370. Bigorrilho. Curitiba. Paraná Telefone: 41 3053-3219. www.ibpt.com.br EVOLUÇÃO DA CARGA TRIBUTÁRIA BRASILEIRA E PREVISÃO PARA 2013 Com base na arrecadação até novembro de 2013 e com a divulgação do PIB do 3º. trimestre deste ano, o IBPT fez a sua previsão para a carga tributária

Leia mais

sobre as transações no setor de saúde

sobre as transações no setor de saúde 10 Minutos sobre as transações no setor de saúde Valor global de fusões e aquisições cresce e reverte tendência Destaques O valor total das transações no setor de saúde aumentou 4% em relação à segunda

Leia mais

Respostas Erradas para Perguntas Difíceis

Respostas Erradas para Perguntas Difíceis Carta do Gestor Respostas Erradas para Perguntas Difíceis Caros Investidores, Ao longo das últimas semanas, continuamos a observar a piora dos fundamentos da economia brasileira. Os problemas que surgem

Leia mais

Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas

Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas Em novembro os preços do café recuaram e as chuvas contínuas no Brasil seguraram novos aumentos de preços.

Leia mais

A União Europeia vive, hoje, uma verdadeira questão social. Uma questão que é, ao mesmo tempo, económica, financeira e política. São muitas as razões:

A União Europeia vive, hoje, uma verdadeira questão social. Uma questão que é, ao mesmo tempo, económica, financeira e política. São muitas as razões: DISCURSO DE S. EXA A PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA NA CONFERÊNCIA DE PRESIDENTES DOS PARLAMENTOS DA UNIÃO EUROPEIA NICÓSIA, CHIPRE Sessão III: Coesão social em tempos de austeridade o que podem

Leia mais

Um dos grandes desafios para tornar o Brasil mais condizente com os anseios da sua população é a "modernização" da vida política.

Um dos grandes desafios para tornar o Brasil mais condizente com os anseios da sua população é a modernização da vida política. Apesar dos problemas associados à má distribuição de renda, o Brasil- ingressa no século XXI com uma das maiores economias do mundo e um compromisso com a paz mundial e o sistema democrático e sem conflitos

Leia mais

A INSERÇÃO INTERNACIONAL DO BRASIL E SEUS REFLEXOS PARA A DEFESA. Juliano da Silva Cortinhas Instituto Pandiá Calógeras MD

A INSERÇÃO INTERNACIONAL DO BRASIL E SEUS REFLEXOS PARA A DEFESA. Juliano da Silva Cortinhas Instituto Pandiá Calógeras MD A INSERÇÃO INTERNACIONAL DO BRASIL E SEUS REFLEXOS PARA A DEFESA Juliano da Silva Cortinhas Instituto Pandiá Calógeras MD Palestra UFMS 05/06/2013 CONTEXTO SISTÊMICO Maior complexidade da agenda internacional

Leia mais

Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal

Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal Foco na América Latina Grant Thornton International Business Report (IBR) Grant Thornton Global Dynamism Index (GDI) The Economist Intelligence

Leia mais

BRIC A EMERGÊNCIA OU INSURGÊNCIA DA PERIFERIA?

BRIC A EMERGÊNCIA OU INSURGÊNCIA DA PERIFERIA? BRIC A EMERGÊNCIA OU INSURGÊNCIA DA PERIFERIA? Ontem, Brasília foi realmente o foco das atenções mundiais. No Brasil, um pouco menos. Não foi o Brasil que inventou isso, mas a gente registrou o fenômeno

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA CLIPPING SENADO FEDERAL E CONGRESSO NACIONAL NOTICIÁRIO JUNHO DE 2010 SEAI 06/2010 Brasília, julho de 2010 Análise de Notícias Senado Federal e Congresso Nacional 1. Eleições:

Leia mais

BRICS e o rumo de uma liderança inexistente

BRICS e o rumo de uma liderança inexistente BRICS e o rumo de uma liderança inexistente Jaqueline Ganzert Afonso 1 RESUMO Os BRICS surgem como bloco sem uma identidade política. As características econômicas do acrônimo criaram uma expectativa de

Leia mais

AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015?

AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015? AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015? Luís Artur Nogueira Jornalista e economista Editor de Economia da IstoÉ DINHEIRO Comentarista econômico da Rádio Bandeirantes Atibaia 17/05/2014 Qual

Leia mais

X SEMINÁRIO SUL BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA PÚBLICA. BENTO GONÇALVES / RS / Maio 2012

X SEMINÁRIO SUL BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA PÚBLICA. BENTO GONÇALVES / RS / Maio 2012 X SEMINÁRIO SUL BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA PÚBLICA BENTO GONÇALVES / RS / Maio 2012 CENÁRIO INTERNACIONAL ESTADOS UNIDOS Ø Abrandamento da política monetária para promover o crescimento sustentável. Ø Sinais

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Julho 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Reforma do Sistema Político

Reforma do Sistema Político Reforma do Sistema Político Texto preparatório e questões norteadoras Data: 17/07/2013 Local: Centro de Estudos Helênicos, Areté. Roda de Conversa: Reforma do Sistema Político Data: 17.07.2013 Espaço Areté

Leia mais

O QUE PODERÁ OCORRER NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2014?

O QUE PODERÁ OCORRER NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2014? 16 O QUE PODERÁ OCORRER NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2014? Adriano Oliveira Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) adrianopolitica@uol.com.br Resumo: Este artigo tem os objetivos de desenvolver uma análise

Leia mais

A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente

A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente BRICS Monitor A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente Agosto de 2011 Núcleo de Análises de Economia e Política dos Países BRICS BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisa BRICS BRICS Monitor

Leia mais

Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil

Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil Fernando Veloso IBRE/FGV Book Launch of Surmounting the Middle Income Trap: The Main Issues for Brazil (IBRE/FGV e ILAS/CASS) Beijing, 6 de Maio

Leia mais

PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES

PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES INTRODUÇÃO Período governado por GENERAIS do exército brasileiro. Adoção do modelo desenvolvimento dependente, principalmente dos EUA, que subordinava a

Leia mais

PANORAMA EUA VOL. 3, Nº 5, JUNHO DE 2013

PANORAMA EUA VOL. 3, Nº 5, JUNHO DE 2013 PANORAMA EUA VOL. 3, Nº 5, JUNHO DE 2013 PANORAMA EUA OBSERVATÓRIO POLÍTICO DOS ESTADOS UNIDOS INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARA ESTUDOS SOBRE OS ESTADOS UNIDOS INCT-INEU ISSN 2317-7977 VOL.

Leia mais

Volatilidade retorna e preços continuam baixos no mercado de café

Volatilidade retorna e preços continuam baixos no mercado de café Volatilidade retorna e preços continuam baixos no mercado de café Os preços diários do café caíram para seus níveis mais baixos de 19 meses durante agosto, com os mercados de produtos básicos no mundo

Leia mais

Mercado cafeeiro prossegue volátil, mas sem direção

Mercado cafeeiro prossegue volátil, mas sem direção Mercado cafeeiro prossegue volátil, mas sem direção Em agosto a flutuação dos preços foi muito grande, e o indicativo composto da OIC caiu 10 centavos, para depois subir 12 centavos antes do fim do mês.

Leia mais

A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil

A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil Análise Economia e Comércio Bernardo Erhardt de Andrade Guaracy 30 de outubro de 2003 A Redução do Fluxo de Investimento

Leia mais

O Brasil, os demais BRICS e a agenda do setor privado.

O Brasil, os demais BRICS e a agenda do setor privado. O Brasil, os demais BRICS e a agenda do setor privado. João Augusto Baptista Neto* Analista de Comércio Exterior Secretaria Executiva da CAMEX 1. Brasil, os demais BRICS e o setor privado brasileiro Muito

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador DELCÍDIO DO AMARAL

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador DELCÍDIO DO AMARAL PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DEFESA NACIONAL, sobre o Projeto de Decreto Legislativo nº 155, de 2015 (nº 62, de 2015, na origem), de autoria da Comissão de Relações Exteriores

Leia mais

Indicadores CNI ISSN 2317-7012 Ano 6 Número 2 junho de 2016. Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO. Junho /2016

Indicadores CNI ISSN 2317-7012 Ano 6 Número 2 junho de 2016. Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO. Junho /2016 Indicadores CNI ISSN 2317-7012 Ano 6 Número 2 junho de 2016 Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Junho /2016 Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Junho / 2016 2016. CNI Confederação Nacional da

Leia mais

As desigualdades sociorraciais no Brasil

As desigualdades sociorraciais no Brasil 1 A Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen) e as eleições de 2010 As desigualdades sociorraciais no Brasil No Brasil republicano do século 21 existe igualdade apenas no papel da Lei. Não há efetivamente

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 32 11/09/15 NESTA EDIÇÃO

Análise Semanal. Edição nº 32 11/09/15 NESTA EDIÇÃO NESTA EDIÇÃO CONJUNTURA ECONÔMICA Adeus, investment grade 2 Cortes, afinal? 3 Ata docopom 4 Indicadores 4 Visões da crise: Dilma 5 Visões da crise: Lula 5 Expectativas Focus 6 CENÁRIO POLÍTICO Impeachment,

Leia mais

Uma lenta recuperação

Uma lenta recuperação Texto preparado A África do Sul e os Desafios da Economia Mundial David Lipton, Primeiro Subdirector-Geral do FMI Fundo Monetário Internacional Instituto de Relações Internacionais da África do Sul, Pretória

Leia mais

A Escalada Protecionista nos BRICS no contexto pós Crise financeira Internacional - Monitoramento de Medidas de Política Comercial

A Escalada Protecionista nos BRICS no contexto pós Crise financeira Internacional - Monitoramento de Medidas de Política Comercial BRICS Monitor A Escalada Protecionista nos BRICS no contexto pós Crise financeira Internacional - Monitoramento de Medidas de Política Comercial Outubro de 2011 Núcleo de Desenvolvimento, Comércio, Finanças

Leia mais

Relatório Econômico Mensal JULHO/13

Relatório Econômico Mensal JULHO/13 Relatório Econômico Mensal JULHO/13 Índice INDICADORES FINANCEIROS 3 PROJEÇÕES 4 CENÁRIO EXTERNO 5 CENÁRIO DOMÉSTICO 7 RENDA FIXA 8 RENDA VARIÁVEL 9 Indicadores Financeiros BOLSA DE VALORES AMÉRICAS mês

Leia mais

Brasil, passado e presente em perspectiva E o que esperar para os próximos anos?

Brasil, passado e presente em perspectiva E o que esperar para os próximos anos? Brasil, passado e presente em perspectiva E o que esperar para os próximos anos? Sinduscon 23 de abril de 2014 A nossa conversa de hoje Brasil nos anos recentes Aspectos de desenvolvimento A primeira década

Leia mais

Política, Democracia e Cidadania

Política, Democracia e Cidadania Política, Democracia e Cidadania Por um jovem brasileiro atuante Por Floriano Pesaro Vereador, líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo. Natural de São Paulo, Floriano é sociólogo formado

Leia mais

A ascensão dos subdesenvolvidos. Geografia Professor Daniel Nogueira

A ascensão dos subdesenvolvidos. Geografia Professor Daniel Nogueira GE GRAFIA A ascensão dos subdesenvolvidos Geografia Professor Daniel Nogueira Os grupos econômicos são grupos de países com comportamento econômico específico. Geralmente economias com aspectos semelhantes.

Leia mais

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento Sobeet São Paulo, 26 de junho de 2013 EMBARGO 26 Junho 2013 12:00 horas Horário de Brasília 1 Recuperação

Leia mais

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. OBS: EM NEGRITO OS ENUNCIADOS, EM AZUL AS

Leia mais

Country equity: percepções do consumidor chileno sobre o Brasil e a China e seus produtos

Country equity: percepções do consumidor chileno sobre o Brasil e a China e seus produtos Anita Fernandes Koenigsdorf Country equity: percepções do consumidor chileno sobre o Brasil e a China e seus produtos Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO Educação Profissional e Tecnológica Sergio Moreira BRASIL ÍNDICE GLOBAL DE COMPETITIVIDADE 2013/2014 Ranking Global de Competitividade BRICS: 2006 a 2013 Brasil ficou em 56º

Leia mais

Os determinantes do custo Brasil

Os determinantes do custo Brasil Os determinantes do custo Brasil PET-Economia: Reunião de Conjuntura 14 de Outubro de 2011 Entendendo o O é um termo genérico, usado para descrever o conjunto de dificuldades estruturais, burocráticas

Leia mais

RALCILENE SANTIAGO DA FROTA JOSÉ DEOCLECIANO DE SIQUEIRA JÚNIOR CARLOS DOMINGUES ÀVILA IGLAIR RÉGIS DE OLIVEIRA THIAGO AUGUSTO DE LIMA COSTA E SILVA

RALCILENE SANTIAGO DA FROTA JOSÉ DEOCLECIANO DE SIQUEIRA JÚNIOR CARLOS DOMINGUES ÀVILA IGLAIR RÉGIS DE OLIVEIRA THIAGO AUGUSTO DE LIMA COSTA E SILVA RALCILENE SANTIAGO DA FROTA JOSÉ DEOCLECIANO DE SIQUEIRA JÚNIOR CARLOS DOMINGUES ÀVILA IGLAIR RÉGIS DE OLIVEIRA THIAGO AUGUSTO DE LIMA COSTA E SILVA ESTUDO COMPARATIVO DA REPERCUSSÃO POLITICA NO LEGISLATIVO

Leia mais

A visita da presidente Dilma à China

A visita da presidente Dilma à China A visita da presidente Dilma à China Análise Ásia Déborah Silva do Monte 02 de Julho de 2011 A visita da presidente Dilma à China Análise Ásia Déborah Silva do Monte 02 de Julho de 2011 A presidente Dilma

Leia mais

BRICS Monitor. Especial RIO+20. Os BRICS rumo à Rio+20: África do Sul. Novembro de 2011

BRICS Monitor. Especial RIO+20. Os BRICS rumo à Rio+20: África do Sul. Novembro de 2011 BRICS Monitor Especial RIO+20 Os BRICS rumo à Rio+20: África do Sul Novembro de 2011 Núcleo de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisas BRICS BRICS

Leia mais

ECONOMIA BRASILEIRA DESEMPENHO RECENTE E CENÁRIOS PARA 2015. Prof. Antonio Lanzana Dezembro/2014

ECONOMIA BRASILEIRA DESEMPENHO RECENTE E CENÁRIOS PARA 2015. Prof. Antonio Lanzana Dezembro/2014 ECONOMIA BRASILEIRA DESEMPENHO RECENTE E CENÁRIOS PARA 2015 Prof. Antonio Lanzana Dezembro/2014 SUMÁRIO 1. Economia Mundial e Impactos sobre o Brasil 2. A Economia Brasileira Atual 2.1. Desempenho Recente

Leia mais

A grande marcha dos BRICS

A grande marcha dos BRICS A grande marcha dos BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS) respondem ao conservadorismo das instituições de Bretton Woods com a criação de um banco, visto por especialistas como o primeiro

Leia mais

HISTÓRIA. 1946 A PUC-Rio adquiriu o status de Universidade. 1955 Mudança da Instituição para o atual Campus.

HISTÓRIA. 1946 A PUC-Rio adquiriu o status de Universidade. 1955 Mudança da Instituição para o atual Campus. HISTÓRIA PUC-Rio foi a primeira instituição privada de ensino superior fundada no país, em1940, pelo Cardial D. Sebastião Leme e pelo Padre Leonel Franca S.J. 1946 A PUC-Rio adquiriu o status de Universidade.

Leia mais

Perspectivas para a Inflação

Perspectivas para a Inflação Perspectivas para a Inflação Carlos Hamilton Araújo Setembro de 213 Índice I. Introdução II. Ambiente Internacional III. Condições Financeiras IV. Atividade V. Evolução da Inflação 2 I. Introdução 3 Missão

Leia mais

Escalando a muralha de Zhõngguó

Escalando a muralha de Zhõngguó ASSUNTO em pauta Getty Images Escalando a muralha de Zhõngguó Competitividade, desafios sociais e futuros consumidores chineses. Por Marcelo Zorovich 11 R E V I S T A D A E S P M março / abril de 011 D

Leia mais

Prof. José Luis Oreiro Instituto de Economia UFRJ Pesquisador Nível I do CNPq.

Prof. José Luis Oreiro Instituto de Economia UFRJ Pesquisador Nível I do CNPq. Prof. José Luis Oreiro Instituto de Economia UFRJ Pesquisador Nível I do CNPq. Frenkel, R. (2002). Capital Market Liberalization and Economic Performance in Latin America As reformas financeiras da América

Leia mais

O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI

O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI 18º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI Cenário econômico atual e perspectivas para nosso país Henrique Meirelles 16 de Outubro, 2013 1 Agenda Introdução

Leia mais

30/04/2009. Entrevista do Presidente da República

30/04/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, à imprensa estrangeira especializada (Around the Rings, Inside The Games, EFE, AP, Kyodo News, Reuters), após reunião

Leia mais

RENDA FIXA TESOURO DIRETO 09/10/2012

RENDA FIXA TESOURO DIRETO 09/10/2012 DESTAQUES DO RELATÓRIO: Carteira Recomendada A nossa carteira para este mês de Outubro continua estruturada considerando a expectativa de aumento da taxa de juros a partir do próximo ano. Acreditamos que

Leia mais

Boletim de Comércio Exterior da Bahia Março 2015

Boletim de Comércio Exterior da Bahia Março 2015 ISSN 2179-8745 Boletim de Comércio Exterior da Bahia Março 2015 Sumário SUMÁRIO Governo do Estado da Bahia Rui Costa Secretaria do Planejamento João Leão Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais

Leia mais

II Encontro de Estudos Indianos - Interações Índia Brasil 2015

II Encontro de Estudos Indianos - Interações Índia Brasil 2015 Programas Sócio Assistenciais no Brasil e na Índia: comparativo entre o Bolsa Família e o MNREGA (Mahatma Gandhi National Rural Employment Guarantee Act) Klauss Henry Nogueira Belo Horizonte, 25 de junho

Leia mais

Brazil and Latin America Economic Outlook

Brazil and Latin America Economic Outlook Brazil and Latin America Economic Outlook Minister Paulo Bernardo Washington, 13 de maio de 2009 Apresentação Impactos da Crise Econômica Situação Econômica Brasileira Ações Contra-Cíclicas Previsões para

Leia mais

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do regime internacional sobre mudanças climáticas Brasília,

Leia mais

O Desenvolvimento Hoteleiro no Interior do Brasil

O Desenvolvimento Hoteleiro no Interior do Brasil O Desenvolvimento Hoteleiro no Interior do Brasil Panorama e Oportunidades Apresentado por O Desenvolvimento Hoteleiro No Interior do Brasil A economia brasileira, caracterizada pelos setores de agricultura,

Leia mais

BRASIL: CENARIOS ELEITORAL E ECONÔMICO

BRASIL: CENARIOS ELEITORAL E ECONÔMICO BRASIL: CENARIOS ELEITORAL E ECONÔMICO 1 Brasil 3 Panorama Geral Mercado atento às pesquisas eleitorais. Mostram a candidata Dilma Rousseff em torno de 38/40%, Aécio Neves 20/22% e Eduardo Campos 8/10%.

Leia mais

Prof. Thiago Oliveira

Prof. Thiago Oliveira Prof. Thiago Oliveira Depois da 2ª Guerra Mundial o Brasil passou por um período de grandes transformações no campo da política, economia e sociedade, superando o Estado Novo de Getúlio e experimentando

Leia mais

Observações sobre o Reequilíbrio Fiscal no Brasil

Observações sobre o Reequilíbrio Fiscal no Brasil Observações sobre o Reequilíbrio Fiscal no Brasil Nelson Barbosa Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 1º de junho de 2015 Cenário Macroeconômico e Reequilíbrio Fiscal O governo está elevando

Leia mais

ood Plus Em Bretton Woods foram criadas instituições Multilaterais, como o FMI, a ONU e a OMC. Bretton Woods

ood Plus Em Bretton Woods foram criadas instituições Multilaterais, como o FMI, a ONU e a OMC. Bretton Woods Bretton Woods Plus BWPlus s retton ood + e Foram criadas instituições multilaterais, como a Organização das Nações Unidas (ONU), o Banco Mundial, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a proposta da Organização

Leia mais

O que fazer para reformar o Senado?

O que fazer para reformar o Senado? O que fazer para reformar o Senado? Cristovam Buarque As m e d i d a s para enfrentar a crise do momento não serão suficientes sem mudanças na estrutura do Senado. Pelo menos 26 medidas seriam necessárias

Leia mais