urbanos, como São Paulo, em função da falta de chuvas.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "urbanos, como São Paulo, em função da falta de chuvas."

Transcrição

1 Escassez e Qualidade da Água Por que é importante? A América Latina é privilegiada em termos de recursos hídricos. A região detém 31% do estoque de toda a água doce do mundo, sendo que o indicador médio de recursos hídricos por pessoa é de 28 mil m³ ao ano, número bem acima da média mundial de 7 mil m³ ao ano, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) 17. Isso se deve ao fato da região contar com 4 das 25 maiores rios do planeta: Amazonas, Paraná, Orinoco e Magdalena, e com alguns dos maiores lagos do mundo, incluindo o Maracaibo, Titicaca, Poopo e Buenos Aires. Entretanto, a configuração geográfica da região faz com o que o acesso à água seja desigual. A América Latina possui dois terços de seu território classificados como áridos ou semiáridos, incluindo áreas como o centro e o norte do México, o nordeste do Brasil, o sul da Argentina, o norte do Chile, sul da Bolívia e do Peru que são compostos tanto por desertos naturais quanto desertos gerados pela atividade humana. Além disso, as ilhas do Caribe também sofrem com a falta de acesso à água potável por serem territórios pequenos demais para terem rios substanciais. Isso faz com que dependam exclusivamente da água subterrânea para as suas necessidades, cuja superexploração gera um processo grave de infiltração de água salgada e deterioração das águas subterrâneas 18. Já no Brasil, apesar de deter cerca de 12% do estoque de água potável do planeta, a escassez também já está presente. Em 2014, o país está enfrentando crises de abastecimento em grandes centros urbanos, como São Paulo, em função da falta de chuvas. Diante desse cenário, os desafios relacionados à qualidade e à escassez da água na América Latina não estão tão distantes dos desafios enfrentados por outras regiões do mundo, mais secas. De acordo com dados de 2012, da Organização das Nações Unidas (ONU), ainda existem 35 milhões de pessoas na região sem acesso a fontes de água potável e cerca de 100 milhões sem saneamento básico 19. Quando possuem acesso a esses serviços, o sistema de tratamento de água é de baixa qualidade, com uma infraestrutura obsoleta e em mau estado. De acordo com o Banco Mundial, na América Latina, 45% da água é perdida antes de chegar ao consumidor, e as perdas podem atingir até 75% nos sistemas atuais de distribuição das grandes cidades 20. Para complementar esse quadro, estimativas de 2010, da ONU, apontam que a população da América Latina deve continuar a crescer e atingir cerca de 720 milhões de pessoas até Esse crescimento equivale à criação de uma nova cidade de 560 mil habitantes a cada mês, aumentando consideravelmente a demanda por água na região, 23

2 especialmente em grandes cidades, aumentando a pressão sobre as reservas localizadas em seu entorno 21. Aproximadamente 80% da população latinoamericana é urbanizada, sendo que a cidade de São Paulo, no Brasil, foi classificada como a terceira maior megalópole do mundo, com uma população de 20,3 milhões de habitantes de acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) 22. O aumento da população e da demanda gera uma forte competição por água entre os usuários: setor agrícola, indústria e usuários domésticos. Segundo dados da FAO, na América Latina e no Caribe, 73% da água consumida é usada para fins agrícolas e 9% para uso industrial, o que provoca um outro desafio: a contaminação da água devido ao tratamento insuficiente dos efluentes industriais e agrícolas, além dos esgotos domésticos 23. Um exemplo desse problema pode ser constatado na Argentina, onde os rios Paraná, Salado del Norte, Salado del Sur, Carcarañá, de la Plata, Colorado e Riachuelo estão entre os mais contaminados do planeta. Segundo estudo realizado pela Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) em 2012, apenas 20% da água residual na América Latina é tratada 24. Todos esses fatores, exigem das companhias de abastecimento a modernização da rede de distribuição de água, com o uso de tecnologias avançadas que permitam melhorar a qualidade de tratamento e reuso garantindo água de qualidade para a população. Por fim, as secas associadas às mudanças do clima contribuem para piorar o quadro de escassez da água. Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), regiões como o nordeste do Brasil poderão sofrer uma redução de 22% na precipitação até 2100, enquanto na região dos Andes o fornecimento de água também poderá ser afetado devido ao degelo contínuo, já que mais de dois milhões de peruanos dependem diretamente da água coletada nas cordilheiras 25. QUAL É O NOSSO PAPEL? Na América Latina, trabalhamos para oferecer tecnologias e serviços adaptados às necessidades locais, para a conservação, reutilização e tratamento de águas residuais tanto para clientes industriais como quanto para as operadoras de serviço de abastecimento para a população, melhorando ou preservando a disponibilidade de água para todos os usuários. Para isso, focamos nossos esforços em quatro vertentes: 1. Promover o reuso da água Significa tratar os efluentes domésticos e industriais para que essa água seja utilizada novamente em procedimentos como limpeza de praças e de vias públicas, reposição em sistemas de resfriamento da indústria e em outros processos industriais. 2. Desenvolver tecnologias de purificação e filtragem da água Significa trabalhar por meio da ultrafiltração, que realiza o tratamento de águas residuais difíceis de serem tratadas por meios convencionais, até torná-la potável novamente. Essa modernização da tecnologia permite não só a melhoria do acesso à água potável para a população, como também a redução do espaço necessário para instalar os equipamentos de tratamento. 3. Desenvolver soluções para a dessalinização da água marinha Significa desenvolver tecnologias que tornem mais barato o processo de dessalinização da água, tornando-a apropriadas aos mais diversos usos. 4. Promover campanhas de engajamento e reconhecimento para incentivar nossos clientes a adotar práticas de gestão da água mais sustentáveis Significa promover premiações e outras formas de reconhecimento que evidenciem as tecnologias e as práticas adotadas por nossos clientes para melhorar a produtividade de seus processos, ao mesmo tempo em que contribuem para a conservação dos recursos hídricos. As premiações também permitem que essas empresas sirvam de exemplo para outras indústrias na região. Para ajudar a enfrentar os desafios de qualidade e escassez da água na América Latina, investimos em tecnologias e fornecemos soluções que ajudam a otimizar o uso e o tratamento da água, contribuindo também para o desenvolvimento e a competitividade da região. 24

3 O QUE A GE FAZ? 1. Promover o reuso da água Reuso da água na cidade de Campinas, Brasil Para promover o reuso da água na indústria, desenvolvemos uma solução de Bioreator de Membrana ZeeWeed (MBR), um sistema que combina uma tecnologia de ultrafiltração com o tratamento biológico, permitindo o reuso das águas residuais. Esse sistema também oferece vantagens operacionais e econômicas em relação às estações de tratamento de águas residuais convencionais, já que eliminam a necessidade de decantadores secundários e uso de produtos químicos, reduzindo o consumo de água dos nossos clientes. A GE trabalha no mundo todo para resolver os mais complexos desafios relacionados à disponibilidade e à qualidade da água. Também na América Latina, investimos continuamente em tecnologias que permitam aos nossos clientes maximizarem o potencial de uso de suas fontes de água, beneficiando o meio ambiente e a sociedade como um todo. Clóvis Sarmento Leite Diretor de Parcerias & Alianças, GE Water, Engineered Systems Latin America Atualmente, essa solução é usada na cidade de Campinas, no Estado de São Paulo, Brasil, e é responsável pelo tratamento de 180 litros de água de esgoto por segundo, no projeto Capivari II, estação de produção de água de reuso coordenada pela Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A (SANASA). Para a segunda fase da implantação do sistema, em 2015, a previsão é dobrar a capacidade de tratamento para 360 litros de água de esgoto por segundo. 25

4 Entenda como a água é tratada pelo ZeeWeed Esquema ilustrativo e simplificado da solução apresentada Permeabilidade Esgoto Água sem oxigênio Tanque de fluxo reverso Sistema de membrana de limpeza Tanques de membranas Água com oxigênio Descarte do Iodo em excesso/ Tanque de drenagem Área para a circulação do Iodo O sistema é composto pela associação de um reator biológico com as membranas de ultrafiltração, que têm o tamanho de um poro tão pequeno (0,04 μm), que não permitem a passagem de bactérias, parasitas e outros microorganismos presentes nos esgotos. Essa combinação de tecnologias permite remover a carga de poluentes e microorganismos, contribuindo para proteger os mananciais e assegurar qualidade da água aos nossos clientes. Reuso da água no aeroporto de Viracopos, Brasil Outro fruto da implantação do sistema MBR no projeto Capivari II da SANASA, foi o contrato realizado firmado entre a SANASA e o aeroporto de Viracopos, em Campinas, para o recebimento de água de reuso produzida na estação. O contrato prevê o abastecimento do aeroporto a partir do segundo semestre de 2014, por meio de uma nova adutora com nove quilômetros de extensão, que permite o reuso de 182 litros de água por segundo, bem como a redução do consumo de água potável, a preservação dos mananciais da região e uma sensível economia mensal com o consumo de água, hoje estimada em US$ 64 mil mensais. A utilização do sistema de ultrafiltração permite produzir em maior quantidade e com maior qualidade em um espaço 30% menor do que o necessário para uma estação de tratamento convencional, o que representa também uma oportunidade de redução de custos operacionais. Para levar essa solução aos clientes, estamos promovendo uma remodelagem de suas fábricas, para que, seja possível produzir mais água. Reuso como solução para a crise hídrica em São Paulo, Brasil Para atender a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e atenuar os impactos da crise hídrica na região metropolitana de São Paulo, estamos trabalhando em parceria com a empresa Xylem Water Solutions Brasil para a instalação de equipamentos de ultrafiltração no sistema Rio Grande, rio que abastece a represa Billings. 26

5 Para enfrentar o período sazonal de seca, o sistema de ultrafiltração da GE, além de ser uma tecnologia que se adequa bem a limitações de espaço, permitiu à Sabesp disponibilizar um volume adicional de 500 litros de água por segundo para distribuição. A previsão é que essa distribuição chegue a litros por segundo após as novas instalações. Antônio César Costa e Silva Assessor da Diretoria Metropolitana da Sabesp, São Paulo. 2. Desenvolver tecnologias de purificação e filtragem da água Soluções de ultrapurificação no Brasil Com o crescente consumo de energia elétrica no mercado brasileiro, muitas usinas de produção de açúcar e etanol têm investido em centrais termelétricas que utilizam o bagaço da cana como combustível para a geração de energia. Para isso, essas empresas buscam inovações que deixam seus sistemas de produção e cogeração mais eficientes, como sistemas de ultrafiltração e de osmose reversa para o tratamento da água utilizada no processo. Pressão OSMOSE REVERSA Tratamento de esgoto para reuso em Campos de Jordão, Brasil Inaugurada em março de 2013, a primeira Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) na cidade de Campos de Jordão, São Paulo, foi projetada pela Sabesp para garantir o tratamento de 100% dos esgotos coletados, contribuindo tanto para a qualidade do saneamento básico da cidade quanto para o processo de despoluição dos rios que correm pelo município. Nesse projeto, fomos responsáveis pelo fornecimento dos equipamentos de ultrafiltração, que permitem atualmente à ETE de Campos do Jordão o tratamento de 213 litros de esgoto por segundo, atendendo à demanda atual da população fixa e flutuante, que equivale a cerca de 47 mil habitantes fixos e 800 mil turistas na temporada de inverno. As instalações, que incluem quatro unidades da tecnologia ZeeWeed e fazem parte da estratégia de sustentação do crescimento da demanda até 2035, tornam possíveis o reuso da água para diferentes aplicações. Água salgada Membrana semipermeável As usinas de etanol contam com essa tecnologia para tratar a água, que é transformada em vapor nas caldeiras, reduzindo a utilização de produtos químicos e aumentando a geração de energia. Além disso, os novos modelos de turbinas e caldeiras a vapor exigem altos níveis de pureza da água, o que torna os sistemas antigos de tratamento inadequados. Água doce Em atendimento a essa demanda local, desenvolvemos a tecnologia Propak, que junta os sistemas de ultrafiltração e osmose reversa em uma única plataforma, reduzindo em 35% o espaço necessário para a sua instalação e em até 70% os custos operacionais para o tratamento da água. 27

6 A usina São João, localizada em Araras, no interior de São Paulo, é uma das usinas do setor sucroenergético que já trabalham com esse sistema. Atualmente, a usina produz cerca de 250 mil toneladas de açúcar cristal e 100 milhões de litros de etanol e, partir da safra , deverá gerar cerca de 120 megawatts de energia elétrica. 3. Desenvolver soluções para a dessalinização da água marinha Para contribuir para as necessidades de água potável em regiões com escassez, a GE desenvolve tecnologias para a dessalinização da água marinha, utilizando a tecnologia da osmose reversa. Dessalinização no Maranhão, Brasil Para viabilizar o projeto de dessalinização de água marinha no Estado do Maranhão, Brasil, estamos produzindo equipamentos de frota móvel em nossa unidade na cidade de Sorocaba, interior de São Paulo. Atualmente, temos um equipamento móvel em operação no Maranhão, que permite a produção de 50 m³/hora de água desmineralizada a partir da água do mar. A frota móvel de tratamento de água tem por objetivo filtrar a água para que possa ser utilizada em caldeiras de alta pressão nas indústrias de energia, petroquímica, química, papel e celulose, e sucroenergética. O benefício é que, por se tratar de uma tecnologia móvel, conseguimos levá-la facilmente até o cliente para atender a demandas sazonais. 4. Promover campanhas de engajamento e reconhecimento para incentivar nossos clientes a adotar práticas de gestão da água mais sustentáveis Prêmio Ecomagination Leadership O prêmio GE Ecomagination Leadership reconhece clientes no mundo inteiro por seu compromisso em reduzir o impacto ambiental e melhorar a produtividade de suas operações com o uso das nossas tecnologias. Em 2013, uma das premiadas foi a empresa Yacimientos Petrolíferos Fiscales (YPF), da Argentina, em reconhecimento à tecnologia utilizada em 2012 para o tratamento dos sistemas de resfriamento GenGard, dispensando o uso de produtos químicos, como o fósforo. Parte da água de resfriamento da unidade seria devolvida à natureza, representando, segundo dados de 2013, um total de 100m 3 /hora de água contaminada sendo jogada nos rios e mares. Com a tecnologia da GE, foi possível a redução nas taxas de corrosão dos ativos industriais e a redução de 15% na quantidade de água perdida nos processos de purificação ao longo de 2013, o que equivale a 437 mil m 3 de água. A YPF é uma empresa estatal argentina dedicada à exploração, ao refino e à venda de petróleo e seus produtos derivados. É a maior empresa dessa região e a terceira maior companhia de petróleo da América do Sul. Para essa premiação, a YPF concorreu com outras 740 empresas que usam a nossa tecnologia em seus processos de produção. Graças à proposta de trabalho da GE, pudemos implantar o sistema Campanha Fósforo Zero em nossa unidade, que permitiu reduzir tanto o nosso impacto ambiental quanto a corrosão dos nossos ativos industriais. A equipe da GE utilizou todo o seu conhecimento para apoiar as nossas equipes no dia a dia desse processo de implantação, reduzindo os riscos de danos operacionais e obtendo, após um trabalho de três anos, resultados positivos. Para nós, foi uma lição aprendida. Luis Borgognoni Líder de Operações da YPF Petroquímica La Plata, Argentina 28

7 Prêmio Return on Environment O prêmio Return on Environment reconhece os projetos industriais que demonstram um impacto ambiental positivo pelo uso de tecnologias e soluções inovadoras. Em agosto de 2013, premiamos duplamente a empresa Bunge, em Buenos Aires, na Argentina, pela redução da intensidade hídrica de seus processos produtivos e pelo tratamento de seus efluentes industriais. Com apoio da tecnologia da GE para o tratamento da água, a empresa melhorou o desempenho da fábrica Clarificadora, abastecendo com água de reuso todos os processos de seu complexo industrial, e reduzindo em 20% a descarga de efluentes no ano. Prêmio Proof not Promises Em reconhecimento ao trabalho das equipes formadas pelos funcionários da GE, em parceria com nossos clientes, para o desenvolvimento de soluções que promovam maior economia e melhoria de produtividade, oferecemos o prêmio global Proof not Promises. Em 2013, essa premiação foi dada à empresa produtora de tubos de aço Tenaris Siat, de Santa Fé, na Argentina, pelo reuso de água por meio do processo de osmose reversa, com a aplicação das tecnologias Hypersperse MDC150 e Cortrol IS3020 da GE. Esse projeto permitiu à Tenaris Siat uma economia de US$ 42,2 mil ao longo de INICIATIVAS INTERNAS Também procuramos melhorar o desempenho ambiental de nossas fábricas com a utilização das tecnologias da GE. Internamente, a gestão de recursos naturais é liderada por nossa equipe de meio ambiente, saúde e segurança, e é baseada no sistema de gestão global Environmental Excellence (Excelência Ambiental). Esse sistema consiste em 182 requisitos associados a seis temas: ar, água, resíduos, transporte de materiais, produtos químicos e práticas gerais em gestão ambiental, conformidade legal e treinamentos. Em 2014, também continuamos realizando as atividades de Treasure Hunt (Caça ao Tesouro), preparando equipes internas para auditarem nossas unidades industriais em toda a América Latina, identificando oportunidades e soluções para reduzir o consumo de água e energia, bem como as emissões de gases do efeito estufa (GEE) em nossas operações. O consumo de água da GE na América Latina é medido em três fábricas, sendo uma no Brasil, uma no México e uma no Chile, que são as unidades que utilizam um mínimo de 15 milhões de galões de água por ano. Nesse contexto, o total de água utilizado foi de m³ em 2013, representando uma redução de 16% em comparação com o ano de

8 TRABALHANDO EM PARCERIA Participação em associações de indústria e diálogo com a sociedade Para contribuir para a promoção do uso racional da água, bem como de tecnologias que permitam seu tratamento e reuso de forma eficiente e sustentável, atuamos em parceria com clientes dos setores público e privado. Para isso, promovemos políticas públicas que incentivem o reuso e a reciclagem da água e privilegiamos o diálogo com atores da sociedade, incentivando-os a refletir e adotar práticas mais sustentáveis relacionadas ao uso da água. Um exemplo dessa atuação no Brasil foi a divulgação de um menu de políticas públicas para o reuso e a reciclagem da água, com nosso posicionamento global adaptado para o Brasil e divulgado localmente entre nossos parceiros. Em nível global, também participamos de algumas associações, como a WateReuse, o World Resources Institute e outras organizações que compartilham o interesse em lidar com os desafios da água no mundo, bem como do conselho curador da Water Environment Federation, e da Water Environment Research Foundation, da qual somos membros ativos. No Brasil, para atuar no desenvolvimento e na melhoria de soluções locais, dispomos de um laboratório de aplicação e análise em Cotia, no Estado de São Paulo. O laboratório nos permite realizar testes no intuito de adaptar e otimizar a aplicação de nossas soluções no ambiente de cada cliente. Projeto para despoluição de rios no Brasil Em parceria com a Fundação Brava e com a liderança do Movimento Brasil Competitivo, participamos do projeto de despoluição dos rios da região metropolitana de São Paulo, coordenado pelo governo do estado, com o objetivo de recuperar as águas do sistema Tietê - Pinheiros. A iniciativa visa não só despoluir as águas, mas também a reintegração dos rios à cidade, criando áreas de lazer, cultura e esporte em seu entorno. A meta do projeto é despoluir as águas do sistema em seis etapas, da nascente à foz, até A primeira fase será concluída até o final de 2014, com a melhoria da qualidade das águas dos rios e afluentes que passam por oito cidades (Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz, Mauá, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano). As ações deste ano incluem a expansão da rede de esgoto na região, a maior eficiência no tratamento de resíduos e o monitoramento contínuo da qualidade da água. Nosso investimento para esse projeto, iniciado em 2013, é de US$ 178 mil. 30

9 métricas de água de esgoto tratados em parceria com a SANASA, em Campinas, até o momento Perspectiva para 2015: é o abastecimento do aeroporto de Viracopos, em Campinas, com água de reuso tratada pela SANASA US$ 64 mil a economia mensal estimada do aeroporto com consumo de água é o aumento da captação de água para abastecer a cidade de São Paulo, como resultado da parceria com a Sabesp para enfrentar a crise hídrica é a redução na quantidade de água perdida nos processos industriais de purificação na YPF, eliminando a presença de fósforo na água e diminuindo as taxas de corrosão dos ativos industriais em % é a redução no consumo de água da GE na América Latina medido em três fábricas, uma no Brasil, uma no México e uma no Chile, que utilizam um mínimo de 57 mil m³ (15 milhões de galões) de água no ano, em comparação ao ano de 2012 Redução no consumo de água industrial em 2013: m³ OLHANDO PARA O FUTURO Um dos papéis da GE é promover o debate e trabalhar em parceria com a indústria, o setor público e outros agentes da sociedade, com o objetivo de disseminar as práticas e tecnologias disponíveis de tratamento e reuso de água, e construir uma política nacional de reuso. Além do trabalho de engajamento com esses atores, continuamos trabalhando para o desenvolvimento de tecnologias de tratamento de água e efluentes, tais como ultrafiltração, osmose reversa, entre outros. Para atender de forma completa às necessidades da indústria em caso de emergências operacionais, faltas ocasionais de água e alterações imprevistas na qualidade da água consumida, estamos ampliando a oferta dos nossos sistemas móveis de tratamento de água por meio da locação de equipamentos. Também continuamos trabalhando pelo desenvolvimento e pela promoção de tecnologias de reuso que utilizam efluentes domésticos para processos de irrigação em áreas rurais. Por fim, difundir os ganhos ambientais, econômicos e sociais das práticas de reuso, com programas educacionais e de conscientização sobre uso racional da água, continua sendo uma obrigação presente e no longo prazo. 31

- RJ O Gerenciamento dos Recursos HídricosH nas grandes Cidades. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp

- RJ O Gerenciamento dos Recursos HídricosH nas grandes Cidades. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp III Pré-ENCOB - RJ O Gerenciamento dos Recursos HídricosH nas grandes Cidades Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - Sabesp 5ª Maior

Leia mais

Tratamento Descentralizado de Efluentes HUBER BioMem

Tratamento Descentralizado de Efluentes HUBER BioMem WASTE WATER Solutions Tratamento Descentralizado de Efluentes HUBER BioMem Solução HUBER para Tratamento Decentralizado de Efluentes Unidades móveis e fixas Uma variedade de opções de reutilização de efluentes

Leia mais

GE Power & Water Water & Process Technologies. Soluções para água municipal e águas residuais

GE Power & Water Water & Process Technologies. Soluções para água municipal e águas residuais GE Power & Water Water & Process Technologies Soluções para água municipal e águas residuais Há mais de um século, a GE vem oferecendo soluções sustentáveis para ajudar seus clientes em todo o mundo a

Leia mais

Núcleo União Pró-Tietê. Água : O ouro azul do planeta

Núcleo União Pró-Tietê. Água : O ouro azul do planeta Núcleo União Pró-Tietê Água : O ouro azul do planeta Água A água é um mineral, elemento químico simples (H 2 O) fundamental para o planeta. Forma oceanos, geleiras, lagos e rios. Cobre ¾ da superfície

Leia mais

Sistemas integrados de tratamento e reciclagem de águas servidas na América Latina: realidade e potencial

Sistemas integrados de tratamento e reciclagem de águas servidas na América Latina: realidade e potencial Sistemas integrados de tratamento e reciclagem de águas servidas na América Latina: realidade e potencial Julio Moscoso Cavallini - jmoscoso@cepis.ops-oms.org Luis Egocheaga Young - legochea@cepis.ops-oms.org

Leia mais

GIRH como Ferramenta de Adaptação às Mudanças Climáticas. Adaptação em Gestão das Águas

GIRH como Ferramenta de Adaptação às Mudanças Climáticas. Adaptação em Gestão das Águas GIRH como Ferramenta de Adaptação às Mudanças Climáticas Adaptação em Gestão das Águas Meta e objetivos da sessão Meta considerar como a adaptação às mudanças climáticas pode ser incorporada na gestão

Leia mais

Água - Recurso Natural

Água - Recurso Natural - Recurso Natural PROF. Carla Gracy Ribeiro Meneses A água é um elemento essencial para a humanidade. Nosso corpo é composto por dois terços de água, isso equivalente ao nosso peso total. Curiosidades!

Leia mais

PESQUISA O USO E O CONSUMO DA ÁGUA NO ESTADO DE SÃO PAULO. www.cpdec.com.br

PESQUISA O USO E O CONSUMO DA ÁGUA NO ESTADO DE SÃO PAULO. www.cpdec.com.br PESQUISA O USO E O CONSUMO DA ÁGUA NO ESTADO DE SÃO PAULO Introdução A pesquisa O Uso e o Consumo da Água no Estado de São Paulo foi desenvolvida pelo, em parceria com o NEIT (Núcleo de Economia Industrial

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE BIOLOGIA (EAD)

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE BIOLOGIA (EAD) UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE BIOLOGIA (EAD) TRABALHO DE BIOLOGIA GERAL RAQUEL ALVES DA SILVA CRUZ Rio de Janeiro, 15 de abril de 2008. TRABALHO DE BIOLOGIA GERAL TERMOELÉTRICAS

Leia mais

Paulo Massato Yoshimoto. Diretor Metropolitano - Sabesp

Paulo Massato Yoshimoto. Diretor Metropolitano - Sabesp Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp O papel da SABESP no ciclo de vida da água Redução do volume produzido. Preservação e despoluição dos mananciais. Água de reúso Controle de Perdas

Leia mais

Referência na gestão otimizada de recursos na América Latina

Referência na gestão otimizada de recursos na América Latina Referência na gestão otimizada de recursos na Renovando o mundo O mundo desenvolve-se e necessita de novos recursos: recursos naturais, econômicos e humanos. A nossa contribuição consiste em conceber e

Leia mais

Os desafios da gestão de recursos hídricos e as ações para redução do potencial de escassez de água

Os desafios da gestão de recursos hídricos e as ações para redução do potencial de escassez de água Os desafios da gestão de recursos hídricos e as ações para redução do potencial de escassez de água Mierzwa, José Carlos Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental Escola Politécnica da Universidade

Leia mais

PROF. RICARDO TEIXEIRA A DINÂMICA DA HIDROSFERA

PROF. RICARDO TEIXEIRA A DINÂMICA DA HIDROSFERA PROF. RICARDO TEIXEIRA A DINÂMICA DA HIDROSFERA A hidrosfera fonte para a vida A superfície do planeta Terra é constituída predominantemente de água. Os continentes e ilhas constituem cerca de 30% da superfície

Leia mais

ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO EPAR CAPIVARI II SANASA - CAMPINAS 5º ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS ABIMAQ SÃO PAULO - SP 14 DE AGOSTO DE 2014

ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO EPAR CAPIVARI II SANASA - CAMPINAS 5º ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS ABIMAQ SÃO PAULO - SP 14 DE AGOSTO DE 2014 ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO EPAR CAPIVARI II SANASA - CAMPINAS 5º ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS ABIMAQ SÃO PAULO - SP 14 DE AGOSTO DE 2014 Objetivos principais do tratamento de esgoto Necessidade...A

Leia mais

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade significa permanecer vivo. Somos mais de 7 bilhões de habitantes e chegaremos a 9 bilhões em 2050, segundo a ONU. O ambiente tem limites e é preciso fazer

Leia mais

Futuro é já! Universalização só virá com vontade política e enfrentando corporações estatais

Futuro é já! Universalização só virá com vontade política e enfrentando corporações estatais TRATAMENTO E REÚSO: GRANDES EMPRESAS FORNECEM SOLUÇÕES SOB MEDIDA Ano 3 nº 16 Maio/Junho de 2010 R$ 10,00 Ano 2 nº 16 Maio/Junho de 2010 R$ 10,00 Água - Gestão e Sustentabilidade Ranking Balanço de 81

Leia mais

GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS ESTUDO DE CASO: LATICÍNIO DO COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL MANOEL RIBAS

GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS ESTUDO DE CASO: LATICÍNIO DO COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL MANOEL RIBAS GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS ESTUDO DE CASO: LATICÍNIO DO COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL MANOEL RIBAS Ana Cláudia Ueda (*), Magali Bernardes Maganhini * Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Apucarana.

Leia mais

Este caderno contém exercícios de fixação e passatempos sobre os temas: Água no cotidiano - Módulo 1. A oferta de água - Módulo 2

Este caderno contém exercícios de fixação e passatempos sobre os temas: Água no cotidiano - Módulo 1. A oferta de água - Módulo 2 professor Este caderno contém exercícios de fixação e passatempos sobre os temas:. Mapa conceitual sobre Água: Água no cotidiano - Módulo que são em três estados físicos A oferta de água - Módulo 2 é encontrada

Leia mais

META DE CURTO PRAZO: chegar em abril de 2015 em situação segura para enfrentar mais um período de estiagem.

META DE CURTO PRAZO: chegar em abril de 2015 em situação segura para enfrentar mais um período de estiagem. Aliança pela Água de São Paulo São Paulo vive a maior crise hídrica da sua história. Mais de 60 municípios enfrentam a falta de água e o racionamento já atinge milhões de pessoas. Reservatórios e rios

Leia mais

Tipos de Reuso. . Reuso Industrial

Tipos de Reuso. . Reuso Industrial Cerca de 71% da superfície do planeta Terra é coberta por água. Cerca de 97,5% dessa água é salgada e está nos oceanos, 2,5% é doce sendo que deles, 2% estão nas geleiras, e apenas 0,5% estão disponíveis

Leia mais

DOSSIÊ Sistema Alto Tietê

DOSSIÊ Sistema Alto Tietê Espaço das Águas Fundação Patrimônio Histórico da Energia e Saneamento Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo Sabesp DOSSIÊ Sistema Alto Tietê Fevereiro 2009 1. Histórico da Implantação

Leia mais

USO RACIONAL DA ÁGUA NA AGRICULTURA

USO RACIONAL DA ÁGUA NA AGRICULTURA ASGAM Assessoria de Gestão Ambiental Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos COGERH USO RACIONAL DA ÁGUA NA AGRICULTURA Marcos Dantas Gestão Ambiental Pós-graduando em Biodiversidade e Sustentabilidade

Leia mais

REÚSO DE ÁGUA CINZA EM BACIAS SANITÁRIAS. Palavras-chave: Reúso, Água cinza, Bacias sanitárias, Recursos hídricos.

REÚSO DE ÁGUA CINZA EM BACIAS SANITÁRIAS. Palavras-chave: Reúso, Água cinza, Bacias sanitárias, Recursos hídricos. REÚSO DE ÁGUA CINZA EM BACIAS SANITÁRIAS Gilsâmara Alves Conceição 1 João José Cerqueira Porto 2 1 Universidade Federal da Bahia, Escola Politécnica. Av. Cardeal da Silva, 132, Federação, 40210-630. Salvador-BA,

Leia mais

A Pall é líder mundial em tecnologias de purificação de fluidos para o setor de geração de energia.

A Pall é líder mundial em tecnologias de purificação de fluidos para o setor de geração de energia. A Pall é líder mundial em tecnologias de purificação de fluidos para o setor de geração de energia. A avançada ciência de filtração e separação e a alta qualidade de fabricação da Pall são aplicadas em

Leia mais

Cenário atual da disponibilidade hídrica na RMSP e contribuições para inovação e uso racional da água.

Cenário atual da disponibilidade hídrica na RMSP e contribuições para inovação e uso racional da água. 28 de maio de 2014 Cenário atual da disponibilidade hídrica na RMSP e contribuições para inovação e uso racional da água. Edson Geraldo V. Souza - SABESP AGENDA SABESP ÁGUA NO PLANETA ADMINISTRAÇÃO DA

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP)

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP) CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP) Princípios de reúso de água na indústria Ministrante: Química Industrial Ana Elisa S. Caravetti Gerente de projetos especiais da Kurita do Brasil Contatos:

Leia mais

A Qualidade da Água nas Cidades de Campina Grande e Taperoá. *gicelia.moreira2009@gmail.com

A Qualidade da Água nas Cidades de Campina Grande e Taperoá. *gicelia.moreira2009@gmail.com A Qualidade da Água nas Cidades de e Gicélia Moreira (ID) 1,AntonioJoão S. Filho(ID) 1 Nataline C. S. Barbosa (ID) 1 Antonio N. de Souza (PG) Departamento de Química CCT-UEPB *gicelia.moreira2009@gmail.com

Leia mais

As Lições da Crise Hídrica na Região Metropolitana de São Paulo João Alberto Viol

As Lições da Crise Hídrica na Região Metropolitana de São Paulo João Alberto Viol As Lições da Crise Hídrica na Região Metropolitana de São Paulo João Alberto Viol Vice Presidente de Gestão e Assuntos Institucionais Resumo Planejamento das atividades de Infraestrutura de Saneamento

Leia mais

A WATER SOLUTION UMA SOLUÇÃO EM ÁGUAS

A WATER SOLUTION UMA SOLUÇÃO EM ÁGUAS A WATER SOLUTION UMA SOLUÇÃO EM ÁGUAS Escritório Rua Vicente Leporace, 1352 Campo Belo São Paulo-SP Tel.: (55 11) 2925-4297 Cel.: (55 11) 98787-5300 edison@1ws.com.br www.1ws.com.br NOSSO COMPROMISSO A

Leia mais

"Água e os Desafios do. Setor Produtivo" EMPRESAS QUE DÃO ATENÇÃO AO VERDE DIFICILMENTE ENTRAM NO VERMELHO.

Água e os Desafios do. Setor Produtivo EMPRESAS QUE DÃO ATENÇÃO AO VERDE DIFICILMENTE ENTRAM NO VERMELHO. "Água e os Desafios do Setor Produtivo" EMPRESAS QUE DÃO ATENÇÃO AO VERDE DIFICILMENTE ENTRAM NO VERMELHO. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E O PAPEL DE CADA UM É o desenvolvimento que atende às necessidades

Leia mais

Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX

Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX São Carlos, 31 de Janeiro de 2011. PROJETO REUSO DE ÁGUA - ELECTROLUX 1. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Electrolux do Brasil S/A Unidade: São Carlos

Leia mais

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de Reuso de Água Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Sumário Legislações de Reuso; Consumo de Água na Indústria; Experiências de Sucesso: Banco de Boas Práticas Ambientais;

Leia mais

LINEAMENTOS PARA MELHORAR A GESTÃO DAS ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS E FAZER MAIS SUSTENTÁVEL A PROTEÇÃO DA SAÚDE

LINEAMENTOS PARA MELHORAR A GESTÃO DAS ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS E FAZER MAIS SUSTENTÁVEL A PROTEÇÃO DA SAÚDE Primeiro lineamento geral: O TRATAMENTO E USO ADEQUADOS DAS ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS CONTRIBUEM A PROTEGER A QUALIDADE DOS CORPOS DE ÁGUA E DEVERIAM SER PARTE DE UMA GESTÃO MAIS EFICIENTE DOS RECURSOS

Leia mais

ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA.

ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA. ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA. Nilton de Paula da Silva 1 Ederaldo Godoy Junior 2 José Rui

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Sumário da apresentação Desenvolvimento do ISA Indicadores de Sustentabilidade Ambiental Indicadores Sustentabilidade

Leia mais

1. Introdução. 3 gutembergue.13@gmail.com; 4 gabriel12345681@hotmail.com; 5 carolinachiamulera10@gmail.com.

1. Introdução. 3 gutembergue.13@gmail.com; 4 gabriel12345681@hotmail.com; 5 carolinachiamulera10@gmail.com. Reaproveitamento da água efluente dos bebedouros pré-tratada em filtro alternativo: uma prática de educação ambiental na E.E.E.M. Severino Cabral na cidade de Campina Grande/PB Autor (s): Cibele Medeiros

Leia mais

SISTEMA DE REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA RESIDUAIS DE PROCESSOS INDUSTRIAL E ESGOTO RESIDENCIAIS POR MEIO DE TRANSFORMAÇÃO TÉRMICAS FÍSICO QUÍMICA N0.

SISTEMA DE REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA RESIDUAIS DE PROCESSOS INDUSTRIAL E ESGOTO RESIDENCIAIS POR MEIO DE TRANSFORMAÇÃO TÉRMICAS FÍSICO QUÍMICA N0. SISTEMA DE REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA RESIDUAIS DE PROCESSOS INDUSTRIAL E ESGOTO RESIDENCIAIS POR MEIO DE TRANSFORMAÇÃO TÉRMICAS FÍSICO QUÍMICA N0. 4 JACIRO JOHNSON PEREIRA JACQUIMINOUT jaciro.jacquiminout@am.senai.br

Leia mais

USO RACIONAL DA ÁGUA 2008

USO RACIONAL DA ÁGUA 2008 USO RACIONAL DA ÁGUA Tipos de Água: Água potável - é a que se pode beber. É fundamental para a vida humana, e é obtida através de tratamentos que eliminam qualquer impureza. Água poluída - É a água suja

Leia mais

Título. Mudanças Climáticas. Programa Corporativo de Gestão das Emissões de Gases de Efeito Estufa

Título. Mudanças Climáticas. Programa Corporativo de Gestão das Emissões de Gases de Efeito Estufa Mudanças Climáticas Título Programa Corporativo de Gestão das Emissões de Gases de Efeito Estufa Wanderley da Silva Paganini Superintendente de Gestão Ambiental - Sabesp São Paulo, 13 de junho de 2013.

Leia mais

Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto da ETE Penha - CEDAE. Edição 26/03/08

Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto da ETE Penha - CEDAE. Edição 26/03/08 Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto da ETE Penha - CEDAE Edição 26/03/08 1 Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto

Leia mais

TRATAMENTO DE CHORUME

TRATAMENTO DE CHORUME TRATAMENTO DE CHORUME Com tecnologias de alta performance e custos compatíveis com o mercado brasileiro 6 de Agosto, 2014 Sede do CREA, Rio de Janeiro, Brasil O QUE É CHORUME? Lixiviação de água durante

Leia mais

PALESTRA Tecnologias e processos inovadores no abastecimento de água em comunidades isoladas SEMINÁRIO

PALESTRA Tecnologias e processos inovadores no abastecimento de água em comunidades isoladas SEMINÁRIO PALESTRA Tecnologias e processos inovadores no abastecimento de água em comunidades isoladas Daniel Kuchida SEMINÁRIO Segurança da Água para Consumo Humano. Como moldar o futuro da água para as partes

Leia mais

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu GENERAL ELECTRIC A General Electric Company é uma empresa diversificada, atuando em vários segmentos, sempre com o compromisso declarado de alcançar liderança mundial em cada um de seus negócios. Atualmente,

Leia mais

REUSO DE ÁGUA NA COGERAÇÃO DE ENERGIA

REUSO DE ÁGUA NA COGERAÇÃO DE ENERGIA REUSO DE ÁGUA NA COGERAÇÃO DE ENERGIA Por : ARNO ROTHBARTH INTRODUÇÃO Há muito tempo a preocupação com o consumo de água é uma constante nos assuntos pertinentes ao meio ambiente. A água é um bem comum,

Leia mais

Examen Libre. Asignatura: 78.05 - Portugués. Texto. Vai valer mais que petróleo

Examen Libre. Asignatura: 78.05 - Portugués. Texto. Vai valer mais que petróleo Examen Libre Asignatura: 78.05 - Portugués Texto Vai valer mais que petróleo 5 10 15 No século XX forjou-se a idéia de que um dos indicadores mais seguros de riqueza de uma nação era o tamanho das reservas

Leia mais

Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria

Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria - Dotadas de poderosas estações de tratamento, montadoras chegam a recuperar 99% da água usada no processo produtivo Incomodada com a recente crise de abastecimento

Leia mais

Problemas Ambientais Urbanos

Problemas Ambientais Urbanos Problemas Ambientais Urbanos INVERSÃO TÉRMICA É comum nos invernos, principalmente no final da madrugada e início da manhã; O ar frio, mais denso, é responsável por impedir a dispersão de poluentes (CO,

Leia mais

Apresentação Comercial Março/2013 TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES

Apresentação Comercial Março/2013 TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES Apresentação Comercial Março/2013 TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES Atualmente, 1/3 da população mundial sofre escassez de água. Em 2050, mais de 2/3 da população mundial sofrerá deste problema! [ ] É consenso

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO A Ultrapar realizou em 2011 um programa de comunicação e disseminação do tema sustentabilidade entre seus colaboradores, com uma série de iniciativas voltadas para o engajamento e treinamento das pessoas.

Leia mais

Expediente... Série Educação Ambiental Água Coordenadoria de Comunicação Social do Semasa Projeto gráfico e ilustrações: Marcelo Pacheco

Expediente... Série Educação Ambiental Água Coordenadoria de Comunicação Social do Semasa Projeto gráfico e ilustrações: Marcelo Pacheco Expediente... Série Educação Ambiental Água Coordenadoria de Comunicação Social do Semasa Projeto gráfico e ilustrações: Marcelo Pacheco 5 A água no Planeta Terra A água tem uma enorme importância para

Leia mais

INSTITUTO DE ENGENHARIA

INSTITUTO DE ENGENHARIA INSTITUTO DE ENGENHARIA DISCUSSÕES INTERNAS SOBRE A SITUAÇÃO ATUAL E FUTURA DOS RECURSOS HÍDRICOS DA MACROMETRÓPOLE PAULISTA. CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES. AGOSTO 2014 RECURSOS HIDRICOS PARA A MACROMETROPOLE

Leia mais

GE Power & Water Water & Process Technologies. Soluções em água e processamento para o Indústria de Refinaria

GE Power & Water Water & Process Technologies. Soluções em água e processamento para o Indústria de Refinaria GE Power & Water Water & Process Technologies Soluções em água e processamento para o Indústria de Refinaria Maximização dos processos de refino e de produção de combustível Durante mais de 100 anos, a

Leia mais

Neam Sul - Núcleo de Educação Ambiental Sul

Neam Sul - Núcleo de Educação Ambiental Sul Seminário Socioambiental Água Fonte de Vida PURA Programa de Uso Racional da Água Unidade de Negócio Sul Sabesp Neam Sul - Núcleo de Educação Ambiental Sul Panorama Mundial - Escassez A SOBREVIVÊNCIA DA

Leia mais

MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS. São Carlos, 25 de fevereiro de 2010

MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS. São Carlos, 25 de fevereiro de 2010 MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS São Carlos, 25 de fevereiro de 2010 A BACIA HIDROGRÁFICA COMO UNIDADE DE PLANEJAMENTO OCUPAÇÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA O DESMATAMENTO DAS BACIAS OCUPAÇÃO DA BACIA

Leia mais

REÚSO DA ÁGUA BASE LEGAL E NORMATIVA

REÚSO DA ÁGUA BASE LEGAL E NORMATIVA REÚSO DA ÁGUA REÚSO DA ÁGUA BASE LEGAL E NORMATIVA Resolução nº 54, de 28/11/05 do Conselho Nacional de Recursos Hídricos -CNRH - Estabelece modalidades, diretrizes e critérios gerais para a prática de

Leia mais

AÇÕES IMPLEMENTADAS PARA O REUSO DE ÁGUA NA FÁBRICA PALESTRANTE: JOÃO HENRIQUE TEIXEIRA CAMACHO

AÇÕES IMPLEMENTADAS PARA O REUSO DE ÁGUA NA FÁBRICA PALESTRANTE: JOÃO HENRIQUE TEIXEIRA CAMACHO AÇÕES IMPLEMENTADAS PARA O REUSO DE ÁGUA NA FÁBRICA PALESTRANTE: JOÃO HENRIQUE TEIXEIRA CAMACHO . . A SITUAÇÃO DA ÁGUA NO BRASIL. O Brasil detém 11,6% da água doce superficial do mundo. Os 70 % da água

Leia mais

Serão distribuídos: Para os professores: Cinco módulos temáticos e um caderno de atividades. Para os alunos: um caderno de atividades.

Serão distribuídos: Para os professores: Cinco módulos temáticos e um caderno de atividades. Para os alunos: um caderno de atividades. professor Serão distribuídos: Para os professores: Cinco módulos temáticos e um caderno de atividades. Para os alunos: um caderno de atividades. Também serão produzidos, dentro de sala de aula, cartazes

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS EDUCANDO PARA UM AMBIENTE MELHOR Apresentação A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte SEMARH produziu esta

Leia mais

Formas de uso da água

Formas de uso da água Formas de uso da água INTRODUÇÃO A água é utilizada para várias atividades humanas: uso doméstico, geração de energia, irrigação, navegação, lazer, entre outras atividades. Distribuição relativa do consumo

Leia mais

Plásticos: soluções modernas para o saneamento. Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação

Plásticos: soluções modernas para o saneamento. Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação Plásticos: soluções modernas para o saneamento Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação Visão, Missão e Valores Visão Missão Valores Temos certeza que o lugar onde as pessoas

Leia mais

A HIDROSFERA. Colégio Senhora de Fátima. Disciplina: Geografia 6 ano Profª Jenifer Tortato

A HIDROSFERA. Colégio Senhora de Fátima. Disciplina: Geografia 6 ano Profª Jenifer Tortato A HIDROSFERA Colégio Senhora de Fátima. Disciplina: Geografia 6 ano Profª Jenifer Tortato A HIDROSFERA A água é o mais abundante solvente natural que atua no sentido de desagregar, ou seja, fragmentar

Leia mais

Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro.

Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro. Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro. Nós, membros do poder público, usuários e sociedade civil organizada, estudantes e profissionais da educação, reunidos

Leia mais

WWDR4 Resumo histórico

WWDR4 Resumo histórico WWDR4 Resumo histórico Os recursos hídricos do planeta estão sob pressão do crescimento rápido das demandas por água e das mudanças climáticas, diz novo Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento

Leia mais

22 o. Prêmio Expressão de Ecologia

22 o. Prêmio Expressão de Ecologia 22 o. Prêmio Expressão de Ecologia 2014-2015 Estação tratamento Efluentes Industriais Estação tratamento de água Estação tratamento Efluentes Doméstico Campanha interna Sistema de gestão de águas Fotos:

Leia mais

OSMOSE INVERSA: o que você talvez gostaria de saber

OSMOSE INVERSA: o que você talvez gostaria de saber Jorge Gomes do Cravo Barros Assessor em geologia da 4ª CCR OSMOSE INVERSA: o que você talvez gostaria de saber Introdução: entendendo a dessalinização natural das águas A água é a substância mais abundante

Leia mais

Tratamento de Água para Abastecimento

Tratamento de Água para Abastecimento Tratamento de Água para Abastecimento Prof. Dr. Jean Carlo Alanis Usos da água As águas são usadas ou consumidas pelo homem de várias maneiras. As águas são classificadas em dois grupos: - consuntivo;

Leia mais

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação: a nova estratégia da Sabesp. Fapesp, 12 de maio de 2009

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação: a nova estratégia da Sabesp. Fapesp, 12 de maio de 2009 Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação: a nova estratégia da Sabesp Fapesp, 12 de maio de 2009 Três pontos... A inovação constitui o motor do crescimento de longo prazo Os desafios do meio ambiente, regulação

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. Vittorio Medioli)

REQUERIMENTO (Do Sr. Vittorio Medioli) 1 REQUERIMENTO (Do Sr. Vittorio Medioli) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo sugerindo à Agência Nacional de Águas que determine às empresas concessionárias deste serviço a divulgação em suas

Leia mais

Para produzir energia elétrica e

Para produzir energia elétrica e Produção de energia elétrica A UU L AL A uma notícia de jornal: Leia com atenção o texto a seguir, extraído de Seca agrava-se em Sobradinho e ameaça causar novo drama social no Nordeste Para produzir energia

Leia mais

UMA SOLUÇÃO PARA O ETANOL BRASILEIRO

UMA SOLUÇÃO PARA O ETANOL BRASILEIRO UMA SOLUÇÃO PARA O ETANOL BRASILEIRO O Brasil tem o programa mais bem sucedido de substituição de combustível fóssil por combustível renovável no mundo. Esse resultado só foi possível pela resposta do

Leia mais

Os participantes concordaram em nove tópicos-chave nos quais houve semelhanças em problemas de água e gestão. São estes:

Os participantes concordaram em nove tópicos-chave nos quais houve semelhanças em problemas de água e gestão. São estes: A Academia Brasileira de Ciências (ABC), em parceria com o Instituto Internacional de Ecologia (IIE) - e com o suporte da Rede Interamericana de Academias de Ciências (IANAS), da Rede Africana de Academias

Leia mais

Reuso para uso Urbano não Potável

Reuso para uso Urbano não Potável 6 Seminário sobre Tecnologias Limpas Porto Alegre, 10 de Junho de 2015 Painel :Alternativas Práticas de Reuso Reuso para uso Urbano não Potável Eng. Américo de Oliveira Sampaio Coordenador de Saneamento

Leia mais

Concepção de instalações para o abastecimento de água

Concepção de instalações para o abastecimento de água Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano Concepção de instalações para o abastecimento de água Prof. Aníbal da Fonseca Santiago Universidade

Leia mais

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Carlos Alberto Ribeiro de Figueiredo Janice Dias PETROBRAS - Comunicação Nacional RESPONSABILIDADE SOCIAL SOCIAL CORPORATIVA Necessidade Assistencialismo

Leia mais

Sumário. p.3. 1 I SUEZ environnement. p.8. 2 I SUEZ environnement, pronta a revolução dos recursos. p.14

Sumário. p.3. 1 I SUEZ environnement. p.8. 2 I SUEZ environnement, pronta a revolução dos recursos. p.14 Apresentação corporativa Março de 2015 Sumário 1 I SUEZ environnement Pontos chaves e figuras 2 I SUEZ environnement, pronta a revolução dos recursos Estamos prestes a começar a revolução dos recursos

Leia mais

Nossa História. Ajudando o mundo a produzir os alimentos de que precisa

Nossa História. Ajudando o mundo a produzir os alimentos de que precisa Nossa História Ajudando o mundo a produzir os alimentos de que precisa O desafio é imenso: acabar com a fome, dobrar a produção de alimentos até 2050 e ajudar a reduzir o impacto ambiental da agricultura

Leia mais

Aplicação de Reúso na Indústria Têxtil

Aplicação de Reúso na Indústria Têxtil Aplicação de Reúso na Indústria Têxtil 1. Indústria Têxtil Uma Abordagem Geral: Indústria têxtil tem como objetivo a transformação de fibras em fios, de fios em tecidos e de tecidos em peças de vestuário,

Leia mais

COSEMA - FIESP Programas e Ações A para os grandes problemas da RMSP. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp

COSEMA - FIESP Programas e Ações A para os grandes problemas da RMSP. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp COSEMA - FIESP Programas e Ações A da Sabesp para os grandes problemas da RMSP Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp Evolução Populacional - RMSP Reversão da centrifugação Menor pressão

Leia mais

nº 344 novembro 2014 Inova BH completa um ano Odebrecht 70 anos: a história e as perspectivas da Organização em projetos de Água e Esgoto

nº 344 novembro 2014 Inova BH completa um ano Odebrecht 70 anos: a história e as perspectivas da Organização em projetos de Água e Esgoto nº 344 novembro 2014 Inova BH completa um ano Odebrecht 70 anos: a história e as perspectivas da Organização em projetos de Água e Esgoto Livros apoiados pela Organização vencem o Prêmio Jabuti 2014 Água

Leia mais

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 1 Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 O Conselho de Administração aprovou o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totais de US$ 224 bilhões, representando a média de US$ 44,8 bilhões

Leia mais

Maria Auxiliadora de Abreu Macêdo (Dora Abreu)

Maria Auxiliadora de Abreu Macêdo (Dora Abreu) I COBESA 14 de julho de 2010 Sessão Técnica 21 PAP001775 DESENVOLVIMENTO AGRÍCOLA E REUSO DE ESGOTOS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO: PROPOSTA DE UM MODELO DE AÇÕES BASEADO NA EXPERIÊNCIA ISRAELENSE Maria Auxiliadora

Leia mais

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Estrutura do grupo Reed Elsevier REED EXHIBITIONS Alcance Global 500 eventos por ano 43 países 43 setores da economia 7 milhões de visitantes

Leia mais

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Bacia Hidrográfica Área drenada por um conjunto de rios que, juntos, formam uma rede hidrográfica, que se forma de acordo com elementos fundamentais como o clima

Leia mais

ENERGIA E MUDANÇAS DO CLIMA

ENERGIA E MUDANÇAS DO CLIMA ENERGIA E MUDANÇAS DO CLIMA Por que é importante? A América Latina é uma região em pleno crescimento populacional e econômico. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), até 2030 sua população

Leia mais

PARECER TÉCNICO PROPOSTA DE REUSO DE ESGOTOS TRATADOS PELA USINA DE GERAÇÃO DE ENERGIA CARIOBA II

PARECER TÉCNICO PROPOSTA DE REUSO DE ESGOTOS TRATADOS PELA USINA DE GERAÇÃO DE ENERGIA CARIOBA II PARECER TÉCNICO PROPOSTA DE REUSO DE ESGOTOS TRATADOS PELA USINA DE GERAÇÃO DE ENERGIA CARIOBA II Autores: Ivanildo Hespanhol José Carlos Mierzwa São Paulo, 24 de maio de 2.001 Lienne Carla Pires 2 Índice

Leia mais

*Silvia Benedetti Edna Regina Amante Luis Fernando Wentz Brum Luis Carlos de Oliveira Jr. São Paulo 2009

*Silvia Benedetti Edna Regina Amante Luis Fernando Wentz Brum Luis Carlos de Oliveira Jr. São Paulo 2009 Universidade Federal de Santa Catarina Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA DE PROCESSO E RESÍDUOS DE INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS *Silvia Benedetti Edna Regina Amante

Leia mais

Título do Projeto: O Ciclo da Água no Espaço Natura Cajamar. Categoria em que o Projeto concorre: Meio Ambiente

Título do Projeto: O Ciclo da Água no Espaço Natura Cajamar. Categoria em que o Projeto concorre: Meio Ambiente 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Título do Projeto: O Ciclo da Água no Espaço Natura Cajamar Nome da Empresa: Natura Cosméticos S/A CNPJ da Empresa: 71.673.990/0001-77 Categoria em que o Projeto concorre: Meio

Leia mais

TRATAMENTO DE ÁGUA PARA CALDEIRAS DE ALTA PRESSÃO. Palavras chaves: geração de vapor, cogeração, tratamento químico, arraste volátil.

TRATAMENTO DE ÁGUA PARA CALDEIRAS DE ALTA PRESSÃO. Palavras chaves: geração de vapor, cogeração, tratamento químico, arraste volátil. TRATAMENTO DE ÁGUA PARA CALDEIRAS DE ALTA PRESSÃO Palavras chaves: geração de vapor, cogeração, tratamento químico, arraste volátil. Eng ARNO ROTHBARTH INTRODUÇÃO Nos dias atuais, onde o meio ambiente,

Leia mais

AJUDE a salvar O PLANETA. Feche a TORNEIRA do desperdício.

AJUDE a salvar O PLANETA. Feche a TORNEIRA do desperdício. AJUDE a salvar O PLANETA. Feche a TORNEIRA do desperdício. O que é a água? A água é um elemento essencial para a existência de vida no planeta, com papel fundamental nas funções biológicas de animais e

Leia mais

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida.

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Plástico é Energia Esta cidade que você está vendo aí de cima tem uma população aproximada de 70.000 mil habitantes e

Leia mais

Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE ÁGUA, DIREITO DE TODAS AS PESSOAS Recursos hídricos recursos naturais essenciais bens de valor econômico limitado viabiliza

Leia mais

Tratamento de Efluentes

Tratamento de Efluentes Tratamento de Efluentes A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO DE EFLUENTES E A REGULAMENTAÇÃO DO SETOR INTRODUÇÃO Conservar a qualidade da água é fundamental, uma vez que apenas 4% de toda água disponível no mundo

Leia mais

AEROTEC SANEAMENTO BÁSICO LTDA.

AEROTEC SANEAMENTO BÁSICO LTDA. INTRODUÇÃO Todo e qualquer sistema de captação e tratamento de efluente doméstico tem como destino final de descarte desse material, direta ou indiretamente, corpos d água como seus receptores. A qualidade

Leia mais

Localização Estoques Hídricos

Localização Estoques Hídricos ÁGUA USO RACIONAL FUNDAÇÃO RELICTOS Ciclo da Água Estado Físico da Água. Localização Estoques Hídricos Água no Mundo Água no Nosso Corpo 74% do nosso corpo também é constituído de água. Assim como a água

Leia mais

Gestão Ambiental. Diretrizes GRI: 2 EC2 EN27. Conformidade Legal. Principais Aspectos e Impactos Ambientais. Equilíbrio

Gestão Ambiental. Diretrizes GRI: 2 EC2 EN27. Conformidade Legal. Principais Aspectos e Impactos Ambientais. Equilíbrio GRI: 2 EC2 EN27 Gestão Ambiental Diretrizes Conformidade Legal Todas as usinas operadas pela Tractebel Energia possuem as autorizações e licenças ambientais exigidas pela legislação em vigor. A Companhia

Leia mais

A água nossa de cada dia

A água nossa de cada dia A água nossa de cada dia Marco Antonio Ferreira Gomes* Foto: Eliana Lima Considerações gerais A água é o constituinte mais característico e peculiar do Planeta Terra. Ingrediente essencial à vida, a água

Leia mais

Parte A - Questões Múltipla Escolha

Parte A - Questões Múltipla Escolha Matriz Energética Professor: Marcio Luiz Magri Kimpara Parte A - Questões Múltipla Escolha LISTA DE EXERCÍCIOS 1 1) Uso de fontes renováveis de energia no mundo. Fonte: Rio de Janeiro: IBGE, 21 O uso de

Leia mais

O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável

O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável Principais pontos de abordagem: Legislação Paulista que aborda Mudanças Climáticas; Estratégias para o Desenvolvimento

Leia mais

Água. Material de Apoio - Água

Água. Material de Apoio - Água Água Material de Apoio Programa Escola Amiga da Terra Mapa Verde Realização: Instituto Brookfield Assessoria: Práxis Consultoria Socioambiental Este material foi utilizado pelos educadores participantes

Leia mais

Prof. Jose Roberto Scolforo Reitor da Universidade Federal de Lavras UFLA. jscolforo@ufla.br

Prof. Jose Roberto Scolforo Reitor da Universidade Federal de Lavras UFLA. jscolforo@ufla.br Prof. Jose Roberto Scolforo Reitor da Universidade Federal de Lavras UFLA jscolforo@ufla.br Câmpus da UFLA em 2015 Discentes graduação:11.607 Discentes pós-graduação: 2.184 Técnicos: 563 Docentes: 603

Leia mais