UCL (Universidade Católica de Louvain)-BNUT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UCL (Universidade Católica de Louvain)-BNUT"

Transcrição

1 UCL (Universidade Católica de Louvain)-BNUT Prof. Yvan Larondelle Université Catholique de Louvain Unité de Biochimie de la Nutrition Place Croix du Sud 2/8 B 1348 Louvain-la-Neuve Tel.:+32(0) ATIVIDADES Valorização de alimentos pouco explorados ( frutas amazônicas; raízes andinas, tubérculos, subprodutos agrícolas,...), com suas riquezas específicas e compostos bioativos (polifenóis, carotenóides, glucosinolatos,...) dentro do quadro do desenvolvimento de alimentos funcionais. Avaliação e melhoria da composição do ácido graxo do leite de vaca ( ácidos omega-3 e linoléico conjugados - CLA) Determinação das necessidades alimentares dos peixes salmonídeos e impacto de estratégias de alimentação sobre a qualidade nutricional de sua carne. ÁREAS DE DOMÍNIO - Nutrição e saúde humana e animal - Bioquímica de lactação - Qualidade e segurança dos alimentos EQUIPAMENTOS EXCEPCIONAIS Cromatografia em fase gasosa (análise de ácidos graxos), cromatografia e espectrometria de massa (análise de ácido graxo), HPLC (Análise de polifenóis, ácidos graxos CLA, vitaminas, testosterona, aminoácidos, glutationa, ocratoxina) UPC² (dosagem de moléculas solúveis em solvente orgânico). Material para cultura de celular (todo o material necessário para a cultura de hepatócitos, adipócitos, células Caco-2, etc.) Local adequado para a manipulação de substâncias tóxicas (PCBs, PBDEs, metais pesados, etc.) Material de Bioquímica: PCR, congeladores -80 C, dosagens enzimáticas (triglicerídeos, fosfolipídios, colesterol, proteínas, etc.), Western Blot, etc. Piscicultura PUBLICAÇÕES https://www.uclouvain.be/en html.

2 Galactic Place d Escanaffles 23 B-7760 Escanaffles Denis Wiliquet Galactic Bioquimicos Ltda. Avenida do Batel 1230 Cj. 405 Torre BBC - Bairro Batel Curitiba Paraná - CEP , Brasil Tel.: Galactic é uma empresa que atua mundialmente no setor de biotecnologia, especializada na produção de ingredientes obtidos através da fermentação natural de açúcares. Utiliza-se de moléculas fabricadas naturalmente por microorganismos para garantir a segurança, o sabor e a conservação dos alimentos. A Galactic produz e comercializa em todo o mundo quatro linhas de produtos: Blends orgânicos: ácidos orgânicos e derivados combinados com ingredientes naturais para obter acidificantes, reguladores de acidez e conservantes bacteriostáticos. Bacteriocinas: são antimicrobianos produzidos por microorganismos focados em concorrer com microorganismos semelhantes. Culturas: podem ser bioprotetoras ou servir para diminuir o ph e formar o sabor, a textura e a cor. Fermentados: são caldos de fermentação, açúcares cultivados para manter o sabor original dos alimentos ao longo da sua vida. P&D Com ampla experiência na química do ácido láctico a Galactic conta com uma equipe de aplicações dedicada a estudar os problemas dos clientes e a prover soluções para os processadores de produtos alimentícios.

3 Centro de Pesquisas Agronômicas de Gembloux (CRA-W) Dr.Ir. Georges Sinnaeve, Coordinateur unité de Recherche Chaussée de Namur 24 B Gembloux Mail: Tél.:+32(0) ÁREAS DE ATUAÇÃO Experiência em espectroscopia e quimiometria Desenvolvimento de um vasto número de aplicações para avaliar a qualidade e a composição de ingredientes muito diversos e de matrizes complexas Equipada com mais de 20 diferentes tipos de instrumentos NIR, MIR e Raman ATIVIDADES Estudos de viabilidade para fins qualitativos e / ou quantitativos Desenvolvimento e validação de modelos de calibração Construção, exploração e manutenção de bases de dados Previsão de parâmetros em amostras desconhecidas Construção e manutenção de redes de espectrômetros Transferência de forma de calibração entre instrumentos do mesmo modelo de espectrômetro ou de diferentes modelos / marcas de espectrômetros Validação de métodos espectroscópicos (ISO 17025) Consultoria em quimiometria Redação de relatórios, notas técnicas, artigos científicos, projetos internacionais Organização de workshops e treinamentos EQUIPAMENTOS EXCEPCIONAIS Espectrômetros portáteis Microscópio NIR Câmera hiperespectral NIR estática Câmera hiperespectral NIR para análises on-line Vários microscópios ópticos (dia e episcópico, polarização, DIC, contraste de fase, fluorescência UV). Softwares específicos PUBLICAÇÕES page=70#publication

4 Belourthe Vincent CRAHAY, Diretor Executivo Avenue des Villas, 3 B-4180 Hamoir Uma das maiores fábricas européias de processamento de cereais Até 2005 era a unidade da Nestlé que exportava CERELAC para 71 países A partir de 2006 tornou-se uma empresa independente, guardando toda a tecnologia, os equipamentos e as formulações dos tempos da Nestlé Produz BABY CEREALS exportando para os 5 continentes Desde 2008 tem a Certificação de Qualidade GRADE A da BRC (British Retail Consortium) Capacidade de produção : toneladas Equipamento de última geração "state of the art" tecnologia de secagem roller drying Todas as matérias primas e os produtos acabados são analisados permanentemente nos próprios laboratórios da BELOURTHE Mudanças induzidas por nano materiais na sinalização celular e na expressão gênica a níveis transcriptômicos e proteômicos. PRODUTOS A gama de produtos da BELOURTHE foi especialmente criada para atender as necessidades de cada fase do crescimento de crianças de 6 meses a 12 anos, bem como para mães grávidas e lactantes ou ainda para toda a família. O objetivo da BELOURTHE é se tornar a líder no fornecimento de produtos de nutrição confiáveis e da mais alta qualidade, se empenhando em promover a qualidade de vida e melhorar a saúde e o bem-estar. NINOLAC BABY - estes cereais para bebês são disponíveis para serem comercializados mundialmente. Os cereais NINOLAC KIDS são destinados a crianças de 3 a 12 anos. O cereal a base de leite da marca NINOLAC MUM é um suplemento materno contendo vitaminas essenciais e minerais, proteínas, DHA e FOS. Rico em fibras, com os melhores perfis de aminoácidos e a melhor proporção (ratio) entre Omega 3 e Omega 6 que se possa ter, o MUM NINOLAC é cientificamente formulado para atender às importantes necessidades nutricionais de mães grávidas e lactantes. O cereal NINOLAC FAMILY é especialmente formulado para atender às exigências de adultos. O cereal da marca NINOLAC HYDRATIN são sais orais de reidratação para bebês, crianças e adultos. Destinado a tratar a desidratação causada por diarréia ou vômitos, por atividades físicas intensas acompanhadas de suor e perda de água, o NINOLAC HYDRATIN compensa a desidratação e restaura o equilíbrio eletrolítico do corpo. O NINOLAC NUTRIPLUS é um cereal de dieta equilibrada, formulado com ômega 3 e com uma combinação única de fibras, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes. O NINOLAC DIACARE é um cereal especialmente formulado para atender as necessidades de adultos. Um suplemento nutritivo que contém carboidratos de dispersão lenta destinados a liberar o pico de glicose no sangue de indivíduos diabéticos.

5 GALLER Marie-Pierre Galler, Export Key Account Manager Rue de la station, 39 B-4051 Vaux-sur-Chevromont Jean Galler, o criador, nasceu num ambiente de sobremesas de luxo. Ele gostava de trabalhar na confeitaria fundada por seu avô em 1930 e mantém sua paixão desde então. A Chocolaterie Galler é criadora de chocolates Belgas, inovadora desde Presente em mais de 50 países empregando 120 pessoas. Ela é Titular do Belgian Royal Warrant desde 1994 Privilégio e prova de qualidade Confiança da Corte Real da Bélgica Compromisso oficial de alcançar a perfeição A Proposta de Valores Galler: Larga gama de produtos, abrangendo todo o mercado Gourmet Inovação e criação A prova do futuro Marca inspiradora forte Prêmios e Medalhas nas feiras internacionais Apoio ao consumidor eficiente e dedicado Valores Galler : A Paixão pelo Chocolate Amor pela Perfeição A Criatividade Permanente

6 EUROPEAN COLOSTRUM INDUSTRY SA (ECI) Bertrand MOINET, Diretor gerente Rue de la Fontaine, 17a BE MARLOIE - BELGIUM A empresa belga ECI foi criada em 2011 a partir de uma parceria entre a empresa francesa Ouest Elevage (subsidiária da LAÏTA - EVEN) e do CER Group, um Centro de Pesquisas belga ativo nas áreas agro alimentar e biomédica. A ICE conta com o trabalho de pesquisa e com a experiência dos cientistas do CER Group que têm sido reconhecidos nesse campo nos últimos 25 anos, o que traz à ECI um know-how de alta qualidade. A ECI tem a missão de coletar colostro bovino após a primeira ordenha, de transformá-lo cuidadosamente e de distribuí-lo como matéria-prima ou como produto alimentar de saúde "health food". Os produtos desenvolvidos pela ECI garantem uma concentração elevada de anticorpos e proporcionam uma proteção excelente contra os agentes patogênicos principais (testes in vitro e in vivo). O processo de produção é composto de 5 etapas : 1. Coleção: A ECI coleta e desenvolve o colostro de primeira ordenha dos produtores através de suas fazendas leiteiras ou cooperativas de leite. Depois de analisá-lo a fim de determinar a concentração de anticorpos, o colostro em bruto é agregado e normalizado a 70g / l de anticorpos. O colostro padronizado, em seguida, apresenta uma vasta gama de anticorpos e de fatores imunológicos contra a maioria dos agentes patogênicos. 2. Desnatação: desnatar o colostro aumenta a longevidade do produto - o "best before date" - sem reduzir a atividade biológica 3. Secagem : Para secar o colostro, a ECI usa atualmente dois métodos de transformação, que foram meticulosamente estudados e validados através de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento: Liofilização e Atomização (MSD Multi Spray Drier) 4. Debacterização : este passo garante a segurança e a inocuidade do produto. 5. Embalagem e estocagem : após o condicionamento, o colostro em pó é mantido em instalações com normas de qualidade muito rigorosas. A ECI também visa a desenvolver novos produtos com colostro bovino para o mercado de animais de companhia, o mercado de alimentos para a saúde humana, bem como os mercados de cosméticos e farmacêutico. A ECI está convicta de que alimentação e saúde estão ligadas. Assegurada por sua experiência científica, a ECI está muito envolvida nas áreas de nutrição, saúde e lançamentos de projetos P & D, com o objetivo de melhorar a saúde dos consumidores. O envolvimento da ECI no campo da nutrição saúde vai viabilizar a criação de novos produtos feitos com colostro bovino. Esses produtos irão suprir inúmeras moléculas ativas do colostro, que são benéficos para todos nós. Os dirigentes da ECI estão convencidos de que a saúde e o bem-estar de todos ganhará com os vários componentes de seus produtos feitos com colostro bovino. Finalmente, a ECI trabalha rigorosamente em conformidade com os mais exigentes padrões de qualidade afim de garantir produtos de melhor qualidade e confiabilidade. O departamento de Garantia de Qualidade desenvolve e gere os sistemas de qualidade com vários objetivos: satisfazer os clientes, melhorar os processos e sua gestão, e aumentar suas atividades. Esses padrões operacionais de qualidade são: ISO 9001, ISO 22000, BPF e APPCC.

7 GRUPO DUMOULIN Patrick Schotte, Export Manager Parc Industriel, 18 B-5300 Seilles Desde 1937, a DUMOULIN tem dedicado as suas atividades na nutrição de ruminantes, suínos, eqüinos, aves, ovinos e coelhos. Hoje, seus diferentes locais de produção comercializam cerca de 480 mil toneladas de alimentos por ano e são especializados na produção de várias gamas de alimentação específicas, a fim de atender melhor as expectativas de seus clientes. Das matérias-primas aos alimentos de alta performance, a equipe DUMOULIN de conselheiros em nutrição animal, apoiados por sua equipe de Pesquisa & Desenvolvimento, propõe o fornecimento de várias nutrições personalizadas para atender às expectativas de seus clientes. Esforços para melhorar a qualidade nutricional do leite: A DUMOULIN tem desenvolvido desde 1993 uma gama de produtos extrudados feitos à partir de sementes oleaginosas que podem desenvolver significativamente a concentração energética do regime alimentar das vacas leiteiras. A utilização deste "Nutex" melhora o desempenho das vacas (produção de matérias leiteiras úteis) e promove de maneira significativa a fertilidade desses animais. Além disso, o valor nutritivo a gordura do leite melhora de maneira espetacular, aumentando os ácidos graxos insaturados (benéficos para a saúde humana) de mais de 30%, em detrimento dos ácidos graxos saturados (conhecidos aterogênicos) e aumentando ainda os ácidos graxos Omega3 e de CLA no leite. Este conceito nutricional foi protegido por várias patentes européias em 2000 e PRODUTOS As unidades de produção da DUMOULIN em Andenne e em Courtrai, na Bélgica, têm seus próprios portos fluviais e estão ligadas aos grandes portos marítimos europeus internacionais. Essas usinas estão equipadas com 6 linhas de processamento de alimentos: fabricação de farinhas, fabricação de granulados, descamação de cereais, cozimento de grãos de soja (tratamentos monogástricos, tratamentos específicos para ruminantes), extrusão de grãos de linho e colza usina de mix para ruminantes e cabras. EXPERTISE Além de vender seus próprios produtos, a DUMOULIN propõe também sua expertise na produção de um leite nutricionalmente aperfeiçoado, através da alimentação das vacas leiteiras.

8 REDEBEL Ir. Thomas BEDORET, GLP Study Director - Europe Business Development - Brazil Rue de Chassart 4 B-6221 Saint Amand Redebel SA é uma empresa familiar 100% independente fundada em 1988 por dois irmãos - Tanguy e Yvan Dumont Chassart - em Saint- Amand, no meio de campos da família. Ela é especializada em serviços de ajuda nas solicitações de homologação de produtos fitofarmacêuticos (PPP ), Biocidas e Produtos Químicos (REACH). Sempre na vanguarda da legislação européia e respeitada em suas acreditações GLP (Good Laboratory Practice) e GEP (Good Experimental Practices), ela conduz seus clientes nos processos de obtenção de autorização para a comercialização de seus produtos no Mercado Europeu. A empresa propõe à seus clientes todo o conjunto de atos necessários à submissão de um processo de homologação, desde a realização de testes de campo ( de seletividade, de eficácia e de resíduos ), gestão dos programas de teste europeus, elaboração de partes de dossiês ou dossiês completos até o monitoramento dos mesmos juntos às autoridades competentes. Redebel hoje é reconhecida em toda a Europa por sua experiência e pela qualidade do seu trabalho.

Dos resíduos às matérias-primas rentáveis

Dos resíduos às matérias-primas rentáveis Dos resíduos às matérias-primas rentáveis 1 Dos resíduos às matérias-primas rentáveis O aumento da população e do nível de vida previstos para as próximas décadas, pressupõem um acréscimo na procura de

Leia mais

Alimentação da vaca leiteira

Alimentação da vaca leiteira Alimentação da vaca leiteira A exploração leiteira consiste em atividade de converter recursos alimentares em leite, cujo valor agregado é superior a matéria-prima original. Recursos alimentares: Volumosos

Leia mais

Multi Star Adulto 15kg e 5kg

Multi Star Adulto 15kg e 5kg Multi Star Adulto 15kg e 5kg Proteína Bruta Extrato Etéreo (Mín.) 21% (Mín.) 8% Matéria Mineral Matéria Fibrosa (Máx.) 8% (Máx.) 4% Cálcio (Máx.) 1,8% Fósforo (Mín.) 0,8% Carne de Frango e Arroz Extrato

Leia mais

VALOR NUTRITIVO DA CARNE

VALOR NUTRITIVO DA CARNE VALOR NUTRITIVO DA CARNE Os alimentos são consumidos não só por saciarem a fome e proporcionarem momentos agradáveis à mesa de refeição mas, sobretudo, por fornecerem os nutrientes necessários à manutenção

Leia mais

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi

NUTRIÇÃO. Prof. Marta E. Malavassi Prof. Marta E. Malavassi Conceito: processo orgânico que envolve ingestão, digestão, absorção, transporte e eliminação das substâncias alimentares para a manutenção de funções, a formação e regeneração

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE E VALOR NUTRICIONAL DE ÓLEOS E GORDURAS

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE E VALOR NUTRICIONAL DE ÓLEOS E GORDURAS Data: Agosto/2003 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE E VALOR NUTRICIONAL DE ÓLEOS E GORDURAS Óleos e gorduras são constituintes naturais dos ingredientes grãos usados nas formulações de rações para animais. Podem

Leia mais

Metabolismo de Lipídios PEDRO LEONARDO DE PAULA REZENDE

Metabolismo de Lipídios PEDRO LEONARDO DE PAULA REZENDE Universidade Federal de Goiás Escola de Veterinária Depto. De Produção Animal Pós-Graduação em Ciência Animal Metabolismo de Lipídios PEDRO LEONARDO DE PAULA REZENDE Zootecnista Especialista em Produção

Leia mais

E OS SEUS BENEFÍCIOS

E OS SEUS BENEFÍCIOS E OS SEUS BENEFÍCIOS A principal função do leite é nutrir (alimentar). Além disso, cumpre as funções de proteger o estômago das toxinas e inflamações e contribui para a saúde metabólica, regulando os processos

Leia mais

Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite. Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal

Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite. Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal 1 Introdução: Brasil exportador - carne e leite ; Saltos de produtividade; Ganhos em escala;

Leia mais

Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO

Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO Unidade I: BRASILEIRA 0 Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA O Guia Alimentar é um instrumento que define as diretrizes alimentares a serem utilizadas

Leia mais

TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

TECNOLOGIA DE ALIMENTOS TECNOLOGIA DE ALIMENTOS A Tecnologia de Alimentos (T.A.) é das mais novas especialidades da necessidade da obtenção de mais fartas e constantes fontes alimentares. FATORES QUE CONTRIBUÍRAM PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

sinta a beleza... . Ativos na Pele. Concentração Máxima QUEM SOMOS COMPRIMIDOS de colágeno Suplemento de Vitamina C www.sunflower.com.

sinta a beleza... . Ativos na Pele. Concentração Máxima QUEM SOMOS COMPRIMIDOS de colágeno Suplemento de Vitamina C www.sunflower.com. QUEM SOMOS A Sunflower é uma indústria brasileira com mais de 15 anos de experiência no desenvolvimento, produção e comercialização de alimentos funcionais, nutracêuticos e suplementos alimentares. Consolidada

Leia mais

FORTIFIQUE O FUTURO. Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech

FORTIFIQUE O FUTURO. Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech FORTIFIQUE O FUTURO Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech A Fortitech foi pioneira, aperfeiçoou e continua avançando em pré-misturas personalizadas de nutrientes. Nos mercados de todo o mundo,

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

Nutrição completa para equinos. Linha Equinos. Rações Suplementos Minerais

Nutrição completa para equinos. Linha Equinos. Rações Suplementos Minerais Nutrição completa para equinos Linha Equinos Rações Suplementos Minerais Confiança, Tecnologia, Qualidade e Resultado Estes são os ingredientes que fazem a diferença dos produtos Fanton. Há mais de 25

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO 1 Ricardo Dias Signoretti A atual situação econômica da cadeia produtiva do leite exige que os produtores realizem todas as atividades

Leia mais

Uso de lipídeos em dietas de ruminantes

Uso de lipídeos em dietas de ruminantes Uso de lipídeos em dietas de ruminantes Sérgio Raposo de Medeiros 1 1 Pesquisador Embrapa Gado de Corte, Campo Grande, MS. A evolução das espécies ruminantes ocorreu associada à ingestão de forragens que

Leia mais

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes!

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 * Alimentos Diet: Alimento dietético

Leia mais

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi)

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi) Ficha técnica CHÁ VERDE COM CÓLAGENO, VITAMINA C E POLIDEXTROSE Pó para Preparo de Bebida a Base de Chá Verde, com Colágeno hidrolisado, vitamina C e polidextrose Sabor Abacaxi e frutas vermelhas REGISTRO:

Leia mais

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima Profª. Nensmorena Preza ALIMENTO Toda substância ou mistura de substâncias, no estado sólido, líquido, pastoso ou qualquer

Leia mais

Iogurte Sólido com Aroma

Iogurte Sólido com Aroma Escola Superior Agrária de Coimbra Licenciatura Engenharia Alimentar Processamento Geral dos Alimentos Iogurte Sólido com Aroma Elaborado por: Joana Rodrigues nº 20703020 José Sousa nº 20708048 Luís Jordão

Leia mais

31/01/2015. Programa. Paulo Figueiredo paulo@pfigueiredo.org

31/01/2015. Programa. Paulo Figueiredo paulo@pfigueiredo.org Paulo Figueiredo paulo@pfigueiredo.org Programa 1. Processos de alteração dos alimentos: físicos, químicos e biológicos. 2. Processos de conservação de alimentos: métodos fermentativos, conservantes alimentares,

Leia mais

Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais;

Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais; Lipídios Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais; Eles compartilham a característica de apresentarem baixa solubilidade em água sendo solúveis em

Leia mais

USO DE ÓLEOS E GORDURAS NAS RAÇÕES

USO DE ÓLEOS E GORDURAS NAS RAÇÕES 1 USO DE ÓLEOS E GORDURAS NAS RAÇÕES 1. INTRODUÇÃO A evolução gradual dos métodos que o homem tem usado para alimentação dos animais tem proporcionado um amplo e melhor conhecimento da ciência aplicada

Leia mais

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL.

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. Data: Junho/2005 CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução Milho e farelo de soja são os principais ingredientes utilizados na formulação de rações para

Leia mais

HÁBITOS ALIMENTARES. Normalmente são alimentos saudáveis, os mais próximos do seu estado natural/integral.

HÁBITOS ALIMENTARES. Normalmente são alimentos saudáveis, os mais próximos do seu estado natural/integral. HÁBITOS ALIMENTARES O hábito alimentar saudável deve ser formado e ensinado na infância, assim fica mais fácil de ser mantido. Consuma frutas, verduras e legumes desde cedo e estimule o consumo de alimentos

Leia mais

Introdução. Conceitos aplicados a alimentação animal. Produção animal. Marinaldo Divino Ribeiro. Nutrição. Alimento. Alimento. Nutriente.

Introdução. Conceitos aplicados a alimentação animal. Produção animal. Marinaldo Divino Ribeiro. Nutrição. Alimento. Alimento. Nutriente. Conceitos aplicados a alimentação animal Introdução Produção animal Marinaldo Divino Ribeiro EMV Depto de Produção ão Animal - UFBA Genética Sanidade Nutrição Alimento Susbstância que, consumida por um

Leia mais

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA NUTRIÇÃO QUÍMICA CELULAR PROFESSOR CLERSON CLERSONC@HOTMAIL.COM CIESC MADRE CLÉLIA CONCEITO CONJUNTO DE PROCESSOS INGESTÃO, DIGESTÃO E ABSORÇÃO SUBSTÂNCIAS ÚTEIS AO ORGANISMO ESPÉCIE HUMANA: DIGESTÃO ONÍVORA

Leia mais

1. Quem Somos 2. Os acionistas 3. Estrutura da empresa 4. Estratégia, Conceito de negócios e serviços 5. Área de atuação: portfólio, regiões e

1. Quem Somos 2. Os acionistas 3. Estrutura da empresa 4. Estratégia, Conceito de negócios e serviços 5. Área de atuação: portfólio, regiões e 1. Quem Somos 2. Os acionistas 3. Estrutura da empresa 4. Estratégia, Conceito de negócios e serviços 5. Área de atuação: portfólio, regiões e culturas agrícolas 6. Diferenciais de valor 7. Nosso presente

Leia mais

RAÇÕES PARA PEIXES: FATORES NUTRICIONAIS IMPORTANTES E IMPACTOS NOS RESULTADOS. Silvia Pastore - M.Sc. V Aquishow Agosto/2014

RAÇÕES PARA PEIXES: FATORES NUTRICIONAIS IMPORTANTES E IMPACTOS NOS RESULTADOS. Silvia Pastore - M.Sc. V Aquishow Agosto/2014 RAÇÕES PARA PEIXES: FATORES NUTRICIONAIS IMPORTANTES E IMPACTOS NOS RESULTADOS Silvia Pastore - M.Sc. V Aquishow Agosto/2014 Perguntas frequentes 1. As rações são todas iguais? 2. Como diferenciar as rações

Leia mais

7/3/2014 Alegações de propriedade funcional aprovadas

7/3/2014 Alegações de propriedade funcional aprovadas Contraste normal Alto Contraste Alegações de propriedade funcional aprovadas As alegações horizontais apresentadas a seguir fazem parte de um processo contínuo e dinâmico de reavaliação das alegações aprovadas

Leia mais

Amendoim forrageiro - alternativas destinadas ao consumo eqüino

Amendoim forrageiro - alternativas destinadas ao consumo eqüino Amendoim forrageiro - alternativas destinadas ao consumo eqüino Objetivando-se uma criação rentável e tecnicamente planejada, nada mais correto que o produtor venha a preocupar-se com a disponibilidade

Leia mais

Trato Digestivo do Suíno

Trato Digestivo do Suíno Trato Digestivo do Suíno Monogástrico onívoro com limitada fermentação pós-gástrica Estômago simples, incapaz de utilizar dietas ricas em forragem Incapaz de digerir algumas substâncias presentes em grãos,

Leia mais

ÁCIDOS GRAXOS. Alegação

ÁCIDOS GRAXOS. Alegação DECLARACIONES FUNCIONALES O DE SALUD As alegações horizontais apresentadas a seguir fazem parte de um processo contínuo e dinâmico de reavaliação das alegações aprovadas com base em evidências científicas.

Leia mais

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Leite relatório de inteligência JANEIRO 2014 O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Na busca da eficiência nos processos produtivos na atividade leiteira este

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Panificação. Alimentos. Subprodutos. Introdução

PALAVRAS-CHAVE Panificação. Alimentos. Subprodutos. Introdução 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

2011 Evialis. Todos os direitos reservados uma marca

2011 Evialis. Todos os direitos reservados uma marca Comprometida com a busca constante por soluções e inovações tecnológicas em nutrição animal que melhorem produção e rentabilidade nas produções rurais, a Socil anuncia uma grande novidade. uma marca A

Leia mais

PORTARIA N 29, DE 13 DE JANEIRO DE 1998

PORTARIA N 29, DE 13 DE JANEIRO DE 1998 PORTARIA N 29, DE 13 DE JANEIRO DE 1998 A Secretária de Vigilância Sanitária, do Ministério da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando a necessidade de constante aperfeiçoamento das ações

Leia mais

- LICITANTES DESABILITADOS -

- LICITANTES DESABILITADOS - - LICITANTES DESABILITADOS - NOME DO PROMOTOR: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACOAL EDITAL / PROCESSO: 0039-2012 / 1571/2012 PREGOEIRO RESPONSÁVEL: SILVIA DURAES GOMES OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS PARA POSSÍVEL

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Componente Curricular: Processamento de alimentos de origem vegetal

Plano de Trabalho Docente 2013. Componente Curricular: Processamento de alimentos de origem vegetal Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Dr Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Produção Alimentícia Habilitação Profissional: Técnico em Alimentos

Leia mais

Alimentos com Alegações de Propriedades Funcionais e ou de Saúde, Novos Alimentos/Ingredientes, Substâncias Bioativas e Probióticos

Alimentos com Alegações de Propriedades Funcionais e ou de Saúde, Novos Alimentos/Ingredientes, Substâncias Bioativas e Probióticos FONTE: ANVISA Alimentos com Alegações de Propriedades Funcionais e ou de Saúde, Novos Alimentos/Ingredientes, Substâncias Bioativas e Probióticos IX - Lista de alegações de propriedade funcional aprovadas

Leia mais

Milho: Produção, Armazenamento e sua utilização na elaboração de ração para Aves

Milho: Produção, Armazenamento e sua utilização na elaboração de ração para Aves MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL PET PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Milho: Produção, Armazenamento e sua utilização na elaboração de ração para

Leia mais

SENAI Paraná Alimentos e Bebidas. Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo

SENAI Paraná Alimentos e Bebidas. Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo SENAI Paraná Alimentos e Bebidas Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo Áreas de atuação Automação Alimentos e Bebidas Celulose e Papel Gestão Mineração / Minerais

Leia mais

A DIETA CERTA SAÚDE IATE

A DIETA CERTA SAÚDE IATE Ganhar músculos ou perder peso requer alimentos diferentes. Adequar o hábito alimentar aos objetivos garante resultados mais rápidos e eficazes A DIETA CERTA A alimentação equilibrada é essencial para

Leia mais

Nutrientes. E suas funções no organismo humano

Nutrientes. E suas funções no organismo humano Nutrientes E suas funções no organismo humano O corpo humano necessita de uma série de substâncias básicas indispensáveis para a formação de tecidos, para obtenção de energia, para a realização de atividades

Leia mais

Conheça a nossa história

Conheça a nossa história 9 Conheça a nossa história É uma empresa goiana, formada por uma equipe que trabalha a mais de 8 anos com a comercialização de alimentos saudáveis no estado de Goiás, oferecendo sanduíches naturais e o

Leia mais

Ingredientes: Óleo de açaí e vitamina E. Cápsula: gelatina (gelificante) e glicerina (umectante).

Ingredientes: Óleo de açaí e vitamina E. Cápsula: gelatina (gelificante) e glicerina (umectante). Registro no M.S.: 6.5204.0095.001-3 Concentração: 500 mg Apresentação: Embalagem com 1000 cápsulas; Embalagem com 5000 cápsulas; Embalagem pet com 500 cápsulas envelopadas; Refil com 2000 cápsulas envelopadas.

Leia mais

Granola Soft. Benefícios

Granola Soft. Benefícios Granola Soft A granola é um mix de cereais, castanhas e frutas secas que contêm vitaminas, proteínas, nutrientes, muitas fibras e outros componentes importantes para o equilíbrio do organismo e para controle

Leia mais

Características do Leite

Características do Leite Características do Leite Katiani Silva Venturini 1 (e-mail: katiani_sv@hotmail.com) Miryelle Freire Sarcinelli 1 (e-mail: miryelle@hotmail.com) Luís César da Silva 2 (website: www.agais.com) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

MEIOS DE CULTURA DESENVOLVIMENTO OU PRODUÇÃO DE MEIOS DE CULTURA. Necessidade Bactérias Leveduras

MEIOS DE CULTURA DESENVOLVIMENTO OU PRODUÇÃO DE MEIOS DE CULTURA. Necessidade Bactérias Leveduras MEIOS DE CULTURA Associação equilibrada de agentes químicos (nutrientes, ph, etc.) e físicos (temperatura, viscosidade, atmosfera, etc) que permitem o cultivo de microorganismos fora de seu habitat natural.

Leia mais

A PRODUCAO LEITEIRA NOS

A PRODUCAO LEITEIRA NOS A PRODUCAO LEITEIRA NOS ESTADOS UNIDOS Estatisticas A produção leiteira durante Janeiro de 2012 superou os 7 bilhões de kg, 3.7% acima de Janeiro de 2011. A produção por vaca foi em media 842 kg em Janeiro,

Leia mais

Processamento do Iogurte Gordo Sólido

Processamento do Iogurte Gordo Sólido Escola Superior Agrária De Coimbra Processamento Geral dos Alimentos Processamento do Iogurte Gordo Sólido Trabalho realizado por: Pedro Sá nº20603025 Ana Oliveira nº 20603030 Lénia Belas nº 20603031 Elisabete

Leia mais

Qualidade e valor nutricional da carne de coelho. Óscar Cerqueira Nutricionista ACES Douro I

Qualidade e valor nutricional da carne de coelho. Óscar Cerqueira Nutricionista ACES Douro I Qualidade e valor nutricional da carne de coelho Óscar Cerqueira Nutricionista ACES Douro I Vila Real, 25 de Novembro de 2011 Proteínas Funções das proteínas. Aminoácidos; aminoácidos essenciais. Valor

Leia mais

O QUE SÃO OS TRIGLICERÍDEOS?

O QUE SÃO OS TRIGLICERÍDEOS? O QUE SÃO OS TRIGLICERÍDEOS? Franklim A. Moura Fernandes http://www.melhorsaude.org Introdução Os triglicerídeos, também chamados de triglicéridos, são as principais gorduras do nosso organismo e compõem

Leia mais

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO (segunda parte) A ESCOLHA Responda à seguinte pergunta: Você gosta de carro? Se você gosta, vamos em frente. Escolha o carro de seus sonhos: Mercedes,

Leia mais

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Exatas e Ambientais Curso de Agronomia Disciplina: Bovinocultura de Leite

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Exatas e Ambientais Curso de Agronomia Disciplina: Bovinocultura de Leite Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Exatas e Ambientais Curso de Agronomia Disciplina: Bovinocultura de Leite Introdução a Pecuária Leiteira Valdirene Zabot Zootecnista valdirene@unochapeco.edu.br

Leia mais

Art. 1º Aprovar o REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE LEITE EM PÓ MODIFICADO, em anexo.

Art. 1º Aprovar o REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE LEITE EM PÓ MODIFICADO, em anexo. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 12 DE JUNHO DE 2007 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

UNIDADE 4 PRODUÇÃO, CONSUMO, EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO. PROCESSAMENTO TECNOLÓGICO DE OVOS

UNIDADE 4 PRODUÇÃO, CONSUMO, EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO. PROCESSAMENTO TECNOLÓGICO DE OVOS UNIDADE 4 PRODUÇÃO, CONSUMO, EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO. PROCESSAMENTO TECNOLÓGICO DE OVOS 1 CONSUMO DE OVOS Dados da FAO (2010) para a América Latina apontam que o Brasil se encontra na oitava posição em

Leia mais

Sugestão de Editorial

Sugestão de Editorial Sugestão de Editorial Cresce a demanda por produtos vegetais alternativos ao leite Este movimento de substituição já é global As bebidas vegetais, uma alternativa aos produtos lácteos, estão entre os itens

Leia mais

Considerações. Uso do termo ingrediente. Foco em alimentos. Enzimas (coadjuvantes) Ingredientes e ferramentas (bio/nanotecnologia, encapsulação)

Considerações. Uso do termo ingrediente. Foco em alimentos. Enzimas (coadjuvantes) Ingredientes e ferramentas (bio/nanotecnologia, encapsulação) Campinas, 11 de agosto de 2010 Ingredientes Considerações Uso do termo ingrediente Foco em alimentos Enzimas (coadjuvantes) Ingredientes e ferramentas (bio/nanotecnologia, encapsulação) Complexidade Tema

Leia mais

A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima

A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima Fispal - Sorvetes Junho/2014 2014 Centro de Tecnologia SENAI-RJ Alimentos e Bebidas Educação Profissional Curso Técnico de Alimentos Curso

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS

IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS ALEXANDRE DA SILVA SECHINATO Médico veterinário Pesquisador Tortuga Cia Zootecnica Agrária INTRODUÇÃO Ovo é um excelente alimento Alimento completo

Leia mais

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Quando se está em processo de emagrecimento procurar evitar os seguintes produtos: doces, frituras, refrigerantes, sucos artificiais, biscoitos

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 64 3,20 Carboidratos 14,20 4,73 Proteínas 1,30 1,73 Gorduras

Leia mais

Uso de dados de composição de alimentos (incluindo limitações)

Uso de dados de composição de alimentos (incluindo limitações) Uso de dados de composição de alimentos (incluindo limitações) FAO Os slides foram traduzidos para o Português pela Unidade de Tradução da FAO e revisados/revistos por Deborah Markowicz Bastos, Luisa Oliveira

Leia mais

B-PROTEIN. Proteína Isolada da Carne Hidrolisada

B-PROTEIN. Proteína Isolada da Carne Hidrolisada Informações Técnicas B-PROTEIN Proteína Isolada da Carne Hidrolisada INTRODUÇÃO A proteína da carne é reconhecidamente uma das melhores fontes de proteínas existente no mundo. Apresenta um papel fundamental

Leia mais

SECTOR AGRO-ALIMENTAR

SECTOR AGRO-ALIMENTAR SECTOR AGRO-ALIMENTAR Nº Projecto 4 Perfil das PME e Associações Industriais Requeridas Empresa vitivinícola, de rações animais, de lacticínios e/ou de sumos com relevância no mercado nacional e/ou internacional.

Leia mais

American Dietetic Association

American Dietetic Association É um método sistemático para resolução de problemas que os profissionais de nutrição empregam para pensar de modo crítico e tomar decisões para resolver problemas nutricionais e prestar assistência nutricional

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Último Encontro: Vila Velha 1 Escolha dos temas a serem trabalhados. Tema de hoje: Oficina sobre alimentação saudável 1) Alimentos Alimentos construtores: fornecem proteínas

Leia mais

FICHA TÉCNICA ISO WHEY V3

FICHA TÉCNICA ISO WHEY V3 FICHA TÉCNICA ISO WHEY V3 - MATRIZ PROTEICA ISOLADA - 54g DE PROTEÍNAS POR DOSE - BAIXO TEOR DE GORDURAS - 25 VITAMINAS E MINERAIS - PROTEÍNA MICROFILTRADA ISO WHEY V3 AGE é a forma molecular da Proteína

Leia mais

O QUE É IMPORTANTE SABER NA ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA CRIANÇAS? 27/08/2011. Amanda Poldi

O QUE É IMPORTANTE SABER NA ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA CRIANÇAS? 27/08/2011. Amanda Poldi O QUE É IMPORTANTE SABER NA ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA CRIANÇAS? 27/08/2011 Amanda Poldi CRIANÇA-DEFINIÇÃO LEI 11.265/2006 CRIANÇA: indivíduo até 12 (doze) anos de idade incompletos; CRIANÇA DE PRIMEIRA

Leia mais

Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012

Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012 Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012 Salvador, 14 de setembro de 2012 A editora da UFBA, EDUFBA lançou vários livros ontem na Biblioteca Central da UFBA. O evento teve uma boa aceitação

Leia mais

23/04/2014. PADRÕES DE QUALIDADE DE FARINHAS E GORDURAS (não comestíveis) NA VISÃO DO MAPA DIPOA. Secretaria de Defesa Agropecuária

23/04/2014. PADRÕES DE QUALIDADE DE FARINHAS E GORDURAS (não comestíveis) NA VISÃO DO MAPA DIPOA. Secretaria de Defesa Agropecuária ORGANOGRAMA DA SDA/MAPA PADRÕES DE QUALIDADE DE FARINHAS E GORDURAS (não comestíveis) NA VISÃO DO MAPA DIPOA/MAPA XIII Congresso Brasil Rendering 2014 Campinas DFIA Secretaria de Defesa Agropecuária DSV

Leia mais

Você tem ninho de ovos de ouro?

Você tem ninho de ovos de ouro? Você tem ninho de ovos de ouro? Promotor L, o reforço que suas aves precisam... E seu bolso também! Benefícios com o uso do Promotor L : Diminui efeitos do estresse (calor, debicagem, etc.); Aumenta a

Leia mais

SEGMENTO EMPRESA PRODUTOS OBJETIVOS

SEGMENTO EMPRESA PRODUTOS OBJETIVOS SEGMENTO EMPRESA PRODUTOS OBJETIVOS OFERECE PRODUTOS E SERVIÇOS NA ÁREA DE COMUNICAÇÃO, SEGURANÇA E ENERGIA SOLAR. SEUS PRINCIPAIS PRODUTOS SÃO: - CENTRAIS DE ATENDIMENTO; COMUNICAÇÃO / ENERGIA / SEGURANÇA

Leia mais

EDITAL. Publicado em 04 de março de 2015 MATRÍCULA PARA ALUNOS ESPECIAIS 2015/1

EDITAL. Publicado em 04 de março de 2015 MATRÍCULA PARA ALUNOS ESPECIAIS 2015/1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA, MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL EDITAL Publicado em 04 de março de 2015 MATRÍCULA

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE SARDINHAS ENLATADAS EM ÓLEO COMESTÍVEL, MOLHO DE TOMATE E AO NATURAL 1

ANÁLISE COMPARATIVA DAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE SARDINHAS ENLATADAS EM ÓLEO COMESTÍVEL, MOLHO DE TOMATE E AO NATURAL 1 ANÁLISE COMPARATIVA DAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE SARDINHAS ENLATADAS EM ÓLEO COMESTÍVEL, MOLHO DE TOMATE E AO NATURAL 1 CASSANEGO, Daniela Buzatti 2 ; MATTANNA, Paula 2 ; GUSSO, Ana Paula 2 ;

Leia mais

Bril Cosméticos Ecologie - apresenta sua linha Natural Pro no 21 Encontro Regional da Beleza em Fortaleza

Bril Cosméticos Ecologie - apresenta sua linha Natural Pro no 21 Encontro Regional da Beleza em Fortaleza Bril Cosméticos Ecologie - apresenta sua linha Natural Pro no 21 Encontro Regional da Beleza em Fortaleza A mais nova empresa de cosméticos brasileira destacará sua linha de produtos que une o natural

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 FUNÇÃO: NUTRICIONISTA (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES (N o DE INSCRIÇÃO) 1. Verifique

Leia mais

Como ler. Quantidade. Denominação do produto. Lista de ingredientes. Durabilidade. Fabricante/ Importador. Junho de 2008

Como ler. Quantidade. Denominação do produto. Lista de ingredientes. Durabilidade. Fabricante/ Importador. Junho de 2008 Como ler Flocos de arroz e de trigo integral, enriquecidos com vitaminas (B1, B2, B3, B6, ácido fólico, B12, C) e ferro Peso líquido: CONSUMIR DE PREFERÊNCIA ANTES DE Junho de 2008 Quantidade Denominação

Leia mais

VEGESOY FIBER. Fibra de soja: extrato insolúvel de soja em pó. Informações Técnicas

VEGESOY FIBER. Fibra de soja: extrato insolúvel de soja em pó. Informações Técnicas Informações Técnicas VEGESOY FIBER Fibra de soja: extrato insolúvel de soja em pó INTRODUÇÃO A soja é uma leguminosa cultivada na China há mais de 5 mil anos. Ao longo do tempo passou a ser consumida por

Leia mais

Analisadores de Tamanho e Forma das Partículas

Analisadores de Tamanho e Forma das Partículas Experiência - Inovação - Soluções Experiência - Inovação - Soluções Analisadores de Tamanho e Forma das Partículas Fabricação Desenvolvimento e Pesquisa Controle de Qualidade Laboratório Seu sócio nas

Leia mais

Quem somos. * Empresa liderada por profissionais com larga experiência no mercado de food service.

Quem somos. * Empresa liderada por profissionais com larga experiência no mercado de food service. Perfil empresarial Do que iremos falar Quem somos Nossas marcas Nossa visão Nosso posicionamento estratégico Nossa política de qualidade Nossos projetos de evolução Nossos clientes felizes Quem somos *

Leia mais

A VIEIRA DE CASTRO E A INTERNACIONALIZAÇÃO DA SUA MARCA

A VIEIRA DE CASTRO E A INTERNACIONALIZAÇÃO DA SUA MARCA A VIEIRA DE CASTRO E A INTERNACIONALIZAÇÃO DA SUA MARCA MOTIVAÇÕES PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO: procura de novos mercados; aumento das economias de escala da estrutura produtiva; busca de conhecimentos/aprendizagem;

Leia mais

Resíduos de agrotóxicos e fármacos veterinários em alimentos

Resíduos de agrotóxicos e fármacos veterinários em alimentos Resíduos de agrotóxicos e fármacos veterinários em alimentos Prof. Dr. Felix G.R. Reyes DCA / FEA / UNICAMP E mail: reyesfgr@fea.unicamp.br Grupo de Toxicologia de Alimentos e Fármacos Resíduos de agrotóxicos

Leia mais

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não especificados anteriormente 0116-4/99 Cultivo de outras

Leia mais

ESTÁGIOS CURRICULARES PARA O ENSINO MÉDIO PROFISSIONALIZANTE PROJETO BOLACHA DE MEL COM FIBRAS

ESTÁGIOS CURRICULARES PARA O ENSINO MÉDIO PROFISSIONALIZANTE PROJETO BOLACHA DE MEL COM FIBRAS 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( x ) TECNOLOGIA ESTÁGIOS

Leia mais

FARELO DE SOJA: PROCESSAMENTO E QUALIDADE

FARELO DE SOJA: PROCESSAMENTO E QUALIDADE Data: Janeiro/2001 FARELO DE SOJA: PROCESSAMENTO E QUALIDADE...A soja é uma das mais importantes culturas agrícolas mundiais, sendo sua produção destinada para a obtenção de óleo e farelo, pela indústria

Leia mais

Açaí, Agora No Combate Ao Câncer

Açaí, Agora No Combate Ao Câncer Açaí, Agora No Combate Ao Câncer Açaí Benefícios O minúsculo fruto da Amazônia ganha cada vez mais crédito entre nutricionistas renomados. Novas pesquisas sinalizam que o açaí ajuda a prevenir contra o

Leia mais

Ingredientes: Óleo de castanha do pará e vitamina E. Cápsula: gelatina (gelificante) e glicerina (umectante).

Ingredientes: Óleo de castanha do pará e vitamina E. Cápsula: gelatina (gelificante) e glicerina (umectante). Registro no M.S.: 6.5204.0093.001-2 Concentração: 1000 mg Apresentação: Embalagem com 1000 cápsulas; Embalagem com 5000 cápsulas; Embalagem pet com 500 cápsulas envelopadas; Refil com 2000 cápsulas envelopadas.

Leia mais

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Benéfico para a saúde, o produto substitui com vantagens outros óleos vegetais na cozinha, no preparo de saladas, bolos,

Leia mais

ROTULAGEM DE ALIMENTOS

ROTULAGEM DE ALIMENTOS ROTULAGEM DE ALIMENTOS Profª Ana Paula F. Bernardes Silva A QUEM COMPETE MINISTÉRIO DA SAÚDE: Produtos de origem animal; Vegetais e cereais (grãos) in natura; Bebidas e vinagre; Mel. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA:

Leia mais

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS:

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS: JUSTIFICATIVA Para termos um corpo e uma mente saudável, devemos ter uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, carnes, cereais, vitaminas e proteínas. Sendo a escola um espaço para a promoção

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINA UNIDADE PRÉ-REQUISITO CH SEMANAL CH SEMESTRAL TEO PRA TEO PRA 1. Administração Rural EA Economia Rural 2 1 32 16 48

Leia mais

Precisamente para ver mais longe

Precisamente para ver mais longe para ver mais longe Mensagem do Diretor Geral do Grupo InVivo NSA Sr. Hubert de Roquefeuil, CEO do Grupo INVIVO NSA responde às nossas perguntas. Quais são as ambições do grupo nos próximos 5 anos? A InVivo

Leia mais

ATUAÇÃO DA ANVISA NO CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS Previsões 2014

ATUAÇÃO DA ANVISA NO CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS Previsões 2014 Reunião ILSI São Paulo, 5 de dezembro de 2013 ATUAÇÃO DA ANVISA NO CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS Previsões 2014 William Cesar Latorre Gerente de Inspeção e Controle de Riscos em Alimentos Gerência Geral

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG

PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG Realização: PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG Parceria: Programa do curso Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG O curso oferece 18

Leia mais

QUÍMICA Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 1ª período

QUÍMICA Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 1ª período QUÍMICA Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Conclusão 74471 Química Estrutural 34 Química Química Inorgânica para Ciências Farmacêuticas OU 68 68977 Ciências Farmacêuticas 2008

Leia mais

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós Trabalho elaborado por: Enf. Anabela Queirós O que é a diabetes? Uma doença que dura toda vida Provocada pela ausência ou perda de eficácia da insulina; Provoca a subida de açúcar no sangue A diabetes

Leia mais