Sumário A TIM...3. Conquistas em Governança corporativa Perenidade dos negócios Comprometimento Códigos e políticas...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário A TIM...3. Conquistas em 2014...8. Governança corporativa... 11 Perenidade dos negócios... 13. Comprometimento... 15 Códigos e políticas..."

Transcrição

1 RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE

2 2 Sumário A TIM...3 Apresentação...3 Mensagem do presidente...6 Estrutura acionária...8 Conquistas em...8 Transparência Governança corporativa Perenidade dos negócios Comprometimento Códigos e políticas Metas: Resultados e Compromissos Conectar e cuidar de cada um Cuidar do negócio: desempenho econômico Cuidar do cliente Cuidar do meio ambiente Cuidar da sociedade Cuidar das pessoas Engajamento dos públicos de interesse Inovação e agilidade produtos e serviços Investimentos Sobre o relatório Materialidade... 60

3 3 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em Apresentação [GRI 1.2, 2.1, 2.2, 2.3, 2.4, 2.5, 2.6, 2.7, 2.8] A TIM Participações S.A. é uma holding que presta serviços de telecomunicação telefonia móvel, fixa local e de longa distância e transmissão de dados, priorizando soluções diferenciadas e inovadoras para manter seus clientes sempre conectados. Ativa desde 1998, em 2002 tornou-se a primeira operadora de telefonia celular a ter presença em todos os estados brasileiros; hoje, a TIM possui um alcance nacional de aproximadamente 95% da população urbana e sua rede de dados cobre cerca de 80% dos habitantes das cidades brasileiras, além de ser a operadora com a maior cobertura 4G de São Paulo. Sua marca de inovação e pioneirismo levou a empresa ser a primeira a lançar a tecnologia EDGE, os serviços MMS e a internet 3G pré-paga no Brasil. Subsidiária da TIM Brasil Serviços e Participações S.A., parte integrante do Grupo Telecom Italia, a empresa é sediada no Rio de Janeiro (RJ). Companhia de capital aberto, a TIM conta com duas subsidiárias, a TIM Celular S.A. (operadora de telefonia móvel) e a Intelig Telecomunicações Ltda. (provedora de serviços fixos de voz e dados). Atenta às necessidades dos usuários, a TIM oferece uma variedade de serviços para clientes individuais e corporativos. Telefonia móvel e fixa e acesso à internet, além da ultra banda larga fixa, integram o portfólio da empresa, oferecidos em diversos planos (pré e pós-pago, controle e roaming) e em aparelhos de última geração. Em, a TIM manteve-se como a operadora brasileira líder no segmento de celulares pré-pagos e continuou a ser a única empresa do setor presente no Novo Mercado, da BM&FBovespa, reconhecido como nível máximo de governança corporativa. O serviço de ultra banda larga Live TIM foi apontado (por pesquisas feitas por provedores internacionais de conteúdo como Netflix e Steam) como o mais rápido e confiável do país. E, entre as principais empresas do setor, foi a companhia menos demandada pelo Procon, segundo a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon). Essas e outras conquistas do ano refletem o ritmo constante de evolução e expansão da companhia, que prevê investimentos totais de R$ 14 bilhões no triênio em sua infraestrutura, em serviços e em produtos, incremento de quase 30% em relação ao triênio -16. Em tivemos, também, o lançamento do novo propósito da companhia Conectar e cuidar de cada um para que todos possam fazer mais que, além de traduzir nossa atuação inovadora, também se expressa por meio do apoio a projetos de responsabilidade social em sua forma mais ampla, para que todos os seus públicos internos e externos possam fazer mais por si mesmos e

4 4 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em para o mundo. Neste relatório serão apresentados os principais avanços da companhia, não apenas em tecnologia, serviços e indicadores econômicos, mas também no rumo a um desenvolvimento sustentável sem fronteiras. Operadora líder no segmento pré-pago Em, a TIM continuou a ser a operadora de telefonia celular brasileira com o maior número de clientes no segmento pré-pago. Registrou-se a entrada de 2,1 milhões de novos usuários na comparação com 2013, indo de 61,1 milhões para 63,2, uma expansão de 3,4%. A evolução foi acompanhada de resultados positivos também nos principais indicadores relativos à clientela. Linha do tempo 1998 Integração das operações da Tele Celular Sul Participações S.A. e da Tele Nordeste Celular sob o consórcio formado pela UGB Participações Ltda. ( UGB ) e pela Bitel Participações S.A. ( Bitel ) Autorização para oferecer serviços de telefonia móvel para todo o país, passando a ser o único grupo autorizado em nível nacional, operando com a mesma marca nas diversas regiões. Lançamento da tecnologia Global System for Mobile Communication (GSM) nas bandas D e E Expansão da tecnologia GSM para todo o seu mercado de atuação. Bitel incorpora a TIM Brasil S.A. e passa a ser denominada TIM Brasil Serviços e Participações S.A Ações da TIM Participações passam a ser negociadas na Bovespa, com o nome de pregão TIM PART. S.A Aprovação da incorporação da totalidade das ações da TIM Sul e da TIM Nordeste pela TIM Participações Aquisição de novos lotes de frequência em leilão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), passando a oferecer serviços de terceira geração em todos os estados, como oferta de banda larga móvel Início da prestação de serviços de terceira geração por meio da marca TIM 3G+, incluindo banda larga móvel, videochamada e TV móvel. Lançamento, em parceria com a HP, do primeiro notebook 100% conectado do Brasil, passando a operar na telefonia fixa com o TIM Fixo, em mais de 300 cidades, em todos os estados brasileiros. A companhia passa a ser listada no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da BM&FBovespa.

5 5 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em 2009 Início do reposicionamento da marca, com o lançamento do slogan Você, sem fronteiras e dos planos Infinity e Liberty. A Intelig é 100% incorporada à TIM PART. S.A Alcançada a vice-liderança na telefonia celular do Brasil e o primeiro lugar em market share de longa distância (código 41). Aquisição de sobras de faixa de frequência do SMP, podendo ampliar sua cobertura 2G e intensificar sua presença na Região Norte do país e nos estados do Paraná, de Santa Catarina e de Minas Gerais. A companhia passa a ser listada no Índice Carbono Eficiente (ICO2), da BM&FBovespa Aquisição da AES Atimus e incorporação de uma rede de fibra ótica de 5,5 mil km nas áreas metropolitanas do Rio de Janeiro e de São Paulo. Aquisição de blocos na faixa de MHz. Migração da companhia para o Novo Mercado da BM&FBovespa, segmento de maior nível de governança corporativa da bolsa Alcançada a liderança no segmento pré-pago; aquisição da frequência de 4G na faixa de 2,5 GHz em leilão realizado pela Anatel; vice-liderança no segmento de voz pós-pago. Lançamento do Live TIM, serviço de banda larga fixa Criação do Instituto TIM, com a missão de criar e potencializar recursos e estratégias que promovam o desenvolvimento humano no Brasil, tendo a tecnologia móvel como habilitadora. É lançada a versão oficial do portal Portas Abertas (www.tim.com.br/portasabertas), que faz o acompanhamento da evolução da qualidade da rede da operadora, reforçando o compromisso da TIM com a qualidade e a transparência. Julho de Alcançada marca de 100 mil clientes do Live TIM. Setembro de Aquisição da frequência 4G na faixa de 700 MHz, em leilão promovido pela Anatel.

6 6 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em Mensagem do presidente [GRI 1.1] A TIM alcançou resultados operacionais e financeiros muito positivos em. Nosso desempenho merece ainda mais destaque ao considerarmos que foi um ano desafiante para o Brasil, marcado por um crescimento mais lento da economia do país de maneira geral, o que se reflete também no mercado de telecomunicações. Mais uma vez, mantivemos a liderança no segmento celular pré-pago ultrapassando a marca de 63 milhões de usuários. Também aumentamos significativamente a base de clientes de dados e nosso market share no 4G. A rentabilidade operacional evoluiu e fechamos o ano com a maior margem Ebitda registrada desde 2010, um resultado impulsionado pelo crescimento do serviço de dados e pelo controle de custos. Merece igual destaque o turnaround efetuado em nosso negócio de telefonia fixa, que reverteu a tendência de queda e apresentou crescimento. Do ponto de vista de infraestrutura, continuamos a realizar fortes investimentos, principalmente na rede de dados, em linha com a demanda esperada para os próximos anos. Ao fim de, o nosso maior projeto na área, focado na qualidade da banda larga móvel, atingiu um total de 125 cidades conectadas por redes de fibra ótica de alta capacidade. Isso representa mais da metade do tráfego total de dados na rede. A estratégia tradicional de macro-cells é complementada pelo emprego de Wi-Fi e small cells e pela implantação de elementos de cobertura indoor, buscando a continua melhoria da qualidade do serviço. Se, em 2013, os investimentos em estrutura 3G e 4G representaram apenas pouco mais da metade do total dos aportes da TIM, em esse percentual chegou a quase 90% do total. A ênfase nesses investimentos é coerente com a permanente busca por serviços e produtos que incorporem a inovação. Em, isso se traduziu no lançamento de novos pacotes e ofertas diferenciadas. O sucesso no último leilão de banda larga 4G também posiciona a TIM como protagonista no desenvolvimento do setor. A inovação também esteve presente em nossas iniciativas de responsabilidade social e em nossos esforços de gestão ambiental. Com os projetos do Instituto TIM, promovemos ações culturais, educativas e de promoção do conhecimento científico. E nossos progressos em prol do desenvolvimento sustentável foram reconhecidos com a inclusão pelo sétimo ano consecutivo da TIM no Índice de Sustentabilidade Empresarial, da BM&FBovespa, que lista as companhias brasileiras com as melhores práticas em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa. Todos esses avanços estão documentados neste Relatório de Sustentabilidade, que faz parte do

7 7 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em em números [GRI 1.2, 2.8] 75,7 milhões de clientes, dos quais 63,2 milhões são usuários pré-pagos Presença em cidades brasileiras 2,1 milhões de novos usuários de celular pré-pago esforço da TIM para oferecer o máximo de transparência na exposição de seus processos de gestão e em sua prestação de contas. Nossas Políticas de Responsabilidade Social e Ambiental são baseadas nos dez princípios do Pacto Global, da ONU, compromisso do qual a TIM é signatária desde Dessa forma, este relatório tem como finalidade ser o Comunicado de Progresso (COP) da companhia nos princípios do Pacto Global, além de prestar contas de suas ações no modelo da Global Reporting Initiative (GRI). Diante das boas marcas apresentadas, acreditamos que a TIM seguirá seu percurso de sucesso, em 2015 e nos anos futuros. A empresa continuará reforçando seu posicionamento de mercado, baseado em nossa própria cultura de inovação e de qualidade de atendimento, com o compromisso de manter os altos padrões de governança que fizeram da TIM a única operadora de telecomunicações presente no Novo Mercado, da BM&FBovespa. Seguiremos adiante, proporcionando soluções para que cada um de nossos clientes, colaboradores, acionistas e demais públicos realizem ao máximo seus potenciais, orientados por um novo Propósito, lançado em : Conectar e cuidar de cada um para que todos possam fazer mais. RODRIGO ABREU Presidente da TIM Brasil 117% de crescimento na base de usuários do Live TIM 55 mil km de cabos de fibra ótica instalados colaboradores 12 milhões de celulares vendidos, sendo líder na venda de smartphones entre as quatro maiores operadoras

8 8 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em Estrutura acionária Telecom Italia 100% Telecom Italia International N.V. 100% TIM Brasil Serv. e Part. S.A. ON: 67% ( ) Minoritários ON: 33% ( ) TIM Participações S.A. 100% 100% TIm Celular S.A. Intelig Composição acionária Ordinárias % Total % Tim Brasil Serviços e Participações S.A Outros Total Conquistas em Relembre os principais destaques protagonizados pela TIM em. [GRI 2.9] Expansão em banda larga móvel No leilão do espectro de 700 MHz para a tecnologia móvel 4G, promovido pela Anatel em setembro, a TIM alcançou seu objetivo ao adquirir o direito de uso da radiofrequência sobre o Lote 2, que representará um investimento de R$ 2,877 bilhões; R$ 1,678 bilhões já pagos para uso do espectro e R$ 1,199 bilhões a serem pagos entre 2015 e 2018 para a constituição, junto com as demais operadoras vencedoras do leilão, da Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV a EAD. A radiofrequência na faixa de 700 MHz será muito importante para a ampliação da rede de dados móveis no país, ao oferecer uma qualidade de navegação ainda melhor na quarta geração e permitir que o serviço chegue a um maior número de usuários. Mais cidades com 4G O aumento da cobertura 4G em da TIM foi expressivo. Em janeiro, o serviço foi ativado em mais 15 cidades Porto Alegre (RS), Manaus (AM), Cuiabá (MT), Campinas (SP), São Bernardo do Campo (SP), Vitória (ES), Juiz de Fora (MG), Uberlândia (MG), Florianópolis (SC), Joinville (SC), Maceió (AL), Goiânia (GO), Belém (PA), Macapá (AP) e Boa Vista (RR). E, entre junho e julho, Rio Branco (AC), Manaus (AM), Macapá (AP),

9 9 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em Feira de Santana e Salvador (BA), Brasília (DF), Vitória (ES), Goiânia (GO), Contagem e Uberlândia (MG), Campo Grande (MS), João Pessoa (PB), Jaboatão dos Guararapes (PE), Curitiba e Londrina (PR), Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro e São Gonçalo (RJ), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), Porto Alegre (RS), Florianópolis e Joinville (SC), Aracaju (SE), Campinas, Guarulhos, Osasco, Ribeirão Preto, Santo André, São Bernardo do Campo, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba (SP) e Palmas (TO) passaram a contar com a internet móvel de quarta geração. Biosites no Rio de Janeiro e em Curitiba O primeiro biosite do país foi instalado pela TIM em junho, na capital do Paraná, Curitiba. Trata-se de um tipo de antena que demanda menos espaço físico para sua instalação (todos os equipamentos necessários são instalados dentro da própria antena) e que, por isso, causa menos poluição visual. A maior vantagem é sua multifuncionalidade: além de permitir a melhoria da qualidade no serviço de dados, pode ser usada, ao mesmo tempo, como alternativa para a iluminação pública e para câmeras de vigilância. O projeto de expansão prosseguiu no Rio de Janeiro, em dezembro. Ao fim de, 23 biosites haviam sido instalados. Bom desempenho na Copa do Mundo O balanço de seu desempenho de rede durante a Copa do Mundo, em junho e julho de, foi muito positivo. Durante as 64 partidas do mundial no Brasil, a operadora registrou um tráfego de 8,6 TB, cerca de um terço do total de dados trocados durante o evento. A maior parte do tráfego de dados da rede foi cursada no 3G (60%), seguido por Wi-Fi (26%), 4G (12%) e 2G (2%), levando-se em consideração o tráfego total da operadora nos 12 estádios das cidades-sede da Copa. Já nos seis estádios em que o Wi-Fi esteve funcionando, a tecnologia respondeu por 45% do tráfego. Para a instalação da infraestrutura de telefonia móvel e banda larga, as operadoras fizeram um investimento conjunto num projeto único, totalizando R$ 226 milhões. Além da cobertura indoor, que continua instalada nos estádios depois da Copa, as empresas de telefonia investiram R$ 1,3 bilhão nas cidades que sediaram os jogos, ampliando em 28%, em média, a infraestrutura que ficou como legado para a população. Centro de gestão próprio Com a internalização integral de seu Network Operation Center (NOC), ou centro de gestão de rede, a TIM não depende mais de fornecedores externos para o monitoramento e a gestão de sua rede para os segmentos móvel e fixo. O objetivo é ter controle direto sobre os processos e equipes para melhorar ainda mais os indicadores de qualidade de serviço. Durante seis meses, foram investidos R$ 8 milhões em treinamento de pessoal e em infraestrutura para garantir um centro de excelência de gestão de rede, em linha com as melhores práticas do mercado. Investimento em novas lojas A TIM prosseguiu, em, com a estratégia de ampliar sua rede própria. Foram inauguradas 11 novas lojas diretamente administradas pela operadora. Ao fim de, a TIM contava com um total de 173 lojas próprias em todo o território nacional. Leia mais no capítulo Conectar e cuidar de cada um.

10 10 A TIM Apresentação Mensagem do presidente Estrutura acionária Conquistas em Sétimo ano consecutivo no ISE A empresa mais uma vez faz parte da carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da BM&FBovespa, vigente até 2 de janeiro de A lista é composta de ações emitidas por empresas que apresentam alto grau de comprometimento com a sustentabilidade e a governança corporativa. Trata-se do sétimo ano consecutivo em que a TIM é incluída no índice, um fator indutor de boas práticas na empresa e que incentiva a realização de novas ações a cada ano. Leia mais no capítulo Comprometimento. Quinto ano consecutivo no ICO2 A TIM foi confirmada, em janeiro de 2015, pelo quinto ano consecutivo, na carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2), da BM&FBovespa, que reúne companhias comprometidas com o desenvolvimento sustentável e que adotam práticas para uma economia de baixo carbono. A operadora integra a carteira desde a sua criação, em O índice é composto de empresas de diversos segmentos do mercado. Leia mais no capítulo Conectar e cuidar de cada um. Instituto TIM: em 250 cidades O Instituto TIM, dedicado à promoção do desenvolvimento humano com base nos recursos tecnológicos da comunicação móvel, atingiu mais de 250 cidades brasileiras com suas iniciativas em. Foram mais de 70 mil pessoas beneficiadas por projetos de educação, cultura, cidadania e inclusão social. Uma ação de destaque foi o Agentes da Transformação, projeto que conquistou o prêmio ARede, concedido pela organização não governamental Bit Social para iniciativas que unam tecnologia e educação. Leia mais no capítulo Conectar e cuidar de cada um. Prêmios e reconhecimentos no ano Entre os prêmios conquistados pela TIM em, destacaram-se: [GRI 2.10] No Prêmio Nacional de Telesserviços (Prêmio ABT), a empresa conquistou um troféu Ouro (case Campanhas de comunicação externas ), dois troféus Prata (cases TIM rompe fronteiras no modelo de atendimento ao cliente e Troca de experiência: o novo jeito TIM de gerenciar parceiros ) e dois troféus Bronze (cases LIVE TIM: inovação sem fronteiras e Mais um projeto social para superar fronteiras: CDC em braile ); Prêmio Abemd, da Associação Brasileira de Marketing Direto, com o case Tire essa ideia do papel (Conta Online) ; Prêmio Ser Humano, da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RJ), com o case Desenvolvimento da liderança ; Prêmio Tele.Síntese de Inovação, com o case Live TIM Extreme ; Frost & Sullivan Award, pelo case Live TIM ; Prêmio Global Telecoms Business Innovation para a TIM Fiber; Prêmio Tela Viva Móvel para o TIM Music; Marca TIM incluída em diversos rankings como uma das mais lembradas pelos consumidores, incluindo o Top of Mind de Santa Catarina, o Top of Mind Universitário (Curitiba, PR), o Top of Mind Revista Amanhã (PR) e o Prêmio Top de Marcas de Londrina (PR). Destaque no ranking "The Latin America Executive Team" da revista norte-americana Institutional Investor, com as seguintes premiações: Best Investor Relations Primeiro Lugar Nomeado pelos Analistas do Sell Side; Best CEO Primeiro Lugar Rodrigo Abreu Nomeado pelos Analistas do Sell Side; Best Investor Relations Professional Terceiro Lugar - Rogério Tostes - Nomeado pelos Analistas do Sell Side.

11 11 Transparência Governança corporativa Perenidade dos negócios A transparência é um dos valores em destaque no Código de Ética e de Conduta da TIM, o que inclui o fortalecimento de relacionamentos internos e externos fundamentados em princípios de lealdade e troca de informações. O Relatório de Sustentabilidade ajuda a materializar esse valor ao sintetizar as principais informações sobre a gestão e o processo de governança da empresa e a definição dos temas materiais da TIM o conjunto de aspectos mais essenciais a serem observados para a manutenção sustentável dos negócios da empresa. Governança corporativa A TIM Participações S.A. é uma sociedade por ações, de capital aberto, administrada pelo Conselho de Administração e pela Diretoria e, ainda, supervisionada pelo Conselho Fiscal. O Conselho de Administração acompanha o desempenho da companhia em reuniões mensais e conta com o apoio de três comitês: Comitê de Remuneração, Comitê de Controle e Riscos e Comitê de Auditoria Estatutário. [GRI 4.1] Os deveres e responsabilidades dos membros do Conselho de Administração, da Diretoria e do Conselho Fiscal estão determinados na legislação brasileira, no Estatuto Social da companhia, no Regulamento de Listagem do Novo Mercado e nos seus respectivos regimentos internos. O Comitê de Auditoria Estatutário, por sua vez, segue as regras da Comissão de Valores Mobiliários, também refletidas no Estatuto Social da companhia. Desde 2011, a TIM faz parte do Novo Mercado, o mais alto nível de governança corporativa da BM&FBovespa, composto de ações de empresas que se comprometem, voluntariamente, com a adoção de boas práticas e a divulgação de informações adicionais em relação ao que é exigido pela legislação.

12 12 Transparência Instâncias da governança corporativa Assembleia geral Governança corporativa Perenidade dos negócios Conselho de administração Conselho fiscal Comitê de auditoria Estatutário Comitê de remuneração Comitê de controle e riscos Diretoria Estatutária A Assembleia Geral é o órgão superior da companhia, com poderes para deliberar sobre todos os negócios e tomar as providências que julgar convenientes à defesa e ao desenvolvimento da companhia. O Conselho de Administração é um órgão de deliberação colegiada que exerce a administração superior da companhia e o Conselho Fiscal é o órgão de fiscalização dos atos da administração da companhia e informação aos acionistas. E o Comitê de Auditoria Estatutário é um órgão colegiado de assessoramento, vinculado diretamente ao Conselho de Administração da companhia. Esse comitê funciona de forma permanente e em conformidade com as normas editadas pelos órgãos reguladores do mercado de capitais. A remuneração dos membros do Conselho da Administração, da Diretoria Estatutária e dos demais executivos não está relacionada ao desempenho social e ambiental da TIM. [GRI 4.5] Estrutura de administração [GRI 4.1, 4.2, 4.3, 4.9] Órgão Conselho de Administração Comitê de Auditoria Estatutário Comitê de Remuneração Comitê de Controle e Riscos Diretoria Estatutária Conselho Fiscal Composição e atribuições O Conselho de Administração da TIM é composto de nove membros, eleitos e destituíveis pela Assembleia Geral para o mandato de dois anos, permitida a reeleição, sendo três deles membros independentes. É responsável pela administração superior da companhia. Composto, no mínimo, de três e, no máximo, de cinco membros, indicados pelo Conselho de Administração. Faz recomendações e emite pareceres sobre os processos de auditoria, internos e externos, da companhia. Composto de três membros eleitos pelo Conselho de Administração dentre seus membros. Vinculado ao Conselho de Administração, avalia assuntos que fazem parte do seu escopo e faz recomendações. Formado por até cinco membros do Conselho de Administração (dois dos quais devem ser independentes). Avalia assuntos que fazem parte de seu escopo (incluindo responsabilidade social, em que temas relativos à sustentabilidade fazem parte das reuniões) e faz recomendações ao Conselho de Administração. Um diretor-presidente e seus diretores estatutários, eleitos pelo Conselho de Administração. Faz a gestão executiva da TIM. Composto de, no mínimo, três e, no máximo, cinco profissionais independentes. Atua na fiscalização dos atos da administração da companhia e das informações aos acionistas.

13 13 Transparência Governança corporativa Perenidade dos negócios As composições e os detalhes completos sobre atribuições e funcionamento dos órgãos, bem como as qualificações de seus membros, estão descritos no Estatuto Social da TIM (http://ri.tim.com.br/show.as px?idcanal=hgp12q6mgpswuvvp6icqew) e no regimento interno dos comitês (http://ri.tim.com.br/download.aspx?arquivo=3de6bsz4cqcrx7 NHAI+RnQ), no portal de relacionamento com investidores da empresa (http://ri.tim.com.br) [GRI 4.5, 4.7, 4.10] Perenidade dos negócios Certificações ambiental e de qualidade Como resultado de nossos esforços contínuos na busca da melhoria dos processos internos e dos serviços prestados aos nossos clientes, mantivemos em 2013 e três importantes certificações internacionais, com duas sendo ampliadas em A certificação ISO14001:2004 Gestão Ambiental, voltada para as atividades de gerenciamento e operação de rede da TIM Celular, foi estendida para os estados do Rio de Janeiro, do Espírito Santo e de São Paulo. A segunda certificação, ISO 9001:2008 Gestão da Qualidade, referente ao gerenciamento de rede da TIM Celular, também foi ampliada em 2012 e mantida em 2013 e. O escopo passou a cobrir todo o território nacional, integrando ainda mais os processos internos da companhia com foco no cliente e na melhoria contínua. No início de, a empresa também apresentou a abrangência da ISO 9001:2008 nos processos de gestão do faturamento pré-pago GSM da operadora para telefonia móvel, além da certificação já existente para os processos de gestão do faturamento pós-pago. Essas ações reforçam o compromisso da TIM com a qualidade dos serviços prestados e a preocupação com o meio ambiente. Políticas públicas A TIM participa do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), que representa institucionalmente as operadoras autorizadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a prestar o Serviço Móvel Pessoal (SMP) no Brasil. A empresa também integra a Associação Brasileira das Prestadoras de Serviço de Telecomunicações Competitivas (Telecomp), que tem como missão promover um ambiente de competição justo e isonômico na prestação dos serviços de telecomunicações, contribuindo de forma construtiva e ética para a regulamentação do setor, bem como encorajando a responsabilidade social e a cidadania corporativa. A TIM participa ativamente de debates e consultas públicas com grupos representativos da sociedade. O resultado desses debates é retroalimentado para a cadeia interna do produto. Em foram realizados diversos debates, como audiências públicas sobre a qualidade dos serviços de telefonia móvel no Congresso Nacional, em Assembleias Legislativas e em Câmaras Municipais de Vereadores, em praticamente todos os estados da Federação, com a presença da população e de representantes do povo (prefeitos, vereadores, deputados). [GRI SO5]

14 14 Transparência Governança corporativa Perenidade dos negócios A TIM teve participação ativa nos seminários da Associação das Câmaras de Vereadores do Paraná (Acampar) para divulgar no estado o Pacto das Antenas, assinado pela TIM e por outras operadoras com a Assembleia Legislativa do Paraná. Segundo o SindiTelebrasil, a nova lei vai facilitar a expansão da infraestrutura de telefonia e de banda larga móvel no estado do Paraná, permitindo uma melhoria na qualidade dos serviços e na cobertura de sinais, beneficiando toda a população. A TIM também participou de fóruns da Agenda 21, como o Fórum Agenda 21 do Estado de Minas Gerais. Internacionalmente, a TIM também participa de importantes associações do setor, como a GSM Association e a Associação Interamericana de Empresas de Telecomunicações (Ahciet), que reúnem empresas de telecomunicações da América Latina em fóruns de discussão. A TIM reconhece o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) como entidade competente para zelar pela ética na publicidade brasileira e rege-se pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária e pelo Código de Defesa do Consumidor. Como o Jurídico deve ser envolvido na análise de todas as mídias e publicidades da companhia, não há uma periodicidade específica, pois esta é uma atividade feita por demanda. Em, houve uma representação contra a TIM, a qual foi proposta por uma das empresas concorrentes já encerrada. Houve seis representações contra a TIM interpostas em 2013 e julgadas apenas em ; todas foram arquivadas. [GRI PR6] Para o ano de, havia 17 ações judiciais em aberto relacionadas a potenciais práticas de concorrência desleal. Essas ações continuavam em tramitação até o fim de dezembro de. Enquanto na esfera administrativa (CADE - Conselho Administrativo de Defesa Econômica), não existiam ações de concorrência desleal. [GRI SO7] A TIM foi proibida de comercializar serviços de dados e de voz durante o ano de, em decorrência de oscilações na qualidade de rede, nas seguintes localidades: Boa Vista (RR), Paraibano, Paulo Ramos, Marajó de Sena, Colinas, São Luís Gonzaga do Maranhão, Pedreiras, Trizidela do Vale, Lima Campos e estado do Maranhão (todos os municípios), Itiruço (BA), Tabatinga (AM), Pompeu (MG), Itaituba e Novo Progresso (PA), Monteiro (PB) e Itaperuna, Bom Jesus do Itabapoana, Italva, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula e Varre e Sai (RJ). Na maior parte dos processos, conseguiu-se reverter a decisão, e somente em seis localidades as vendas continuavam suspensas até o fim de dezembro de. [GRI PR6, PR7]

15 15 Comprometimento Códigos e políticas Metas: Resultados e Compromissos 2015 A busca de equilíbrio entre as três dimensões da responsabilidade corporativa (econômica, social e ambiental) ajuda a direcionar a TIM no cumprimento de seu Propósito. Essa busca envolve a observância de uma série de compromissos que ajudam a orientar a companhia no relacionamento com seus stakeholders internos e externos, nas boas práticas de gestão e governança e nas estratégias para preservar a perenidade do negócio. Traduzidos em políticas e códigos que versam sobre temas específicos, esses compromissos estão alinhados aos Valores da TIM e aos Princípios de Sustentabilidade da empresa. Conectar e cuidar de cada um para que todos possam fazer mais. Nosso Propósito [GRI 4.8] Conectar e cuidar de cada um para que todos possam fazer mais. Visando uma atuação mais focada e assertiva em todas as suas áreas de interesse, a TIM renovou em seu Propósito como empresa. Trata-se de um compromisso visando a uma relação personalizada e colaborativa com nossos clientes, funcionários e demais segmentos da sociedade, com os seguintes valores: Nossos Valores [GRI 4.8] Cuidar do cliente Fazemos perguntas legítimas aos clientes para identificar suas necessidades. Ouvimos os clientes com atenção e curiosidade. Levamos em consideração a experiência do cliente em cada uma das decisões. Nós nos orgulhamos de poder contribuir para uma vida melhor dos nossos clientes. Transparência Estabelecemos relações claras e francas, com todos. Geramos confiança por meio da integridade e da transparência em nossas ações.

16 16 Comprometimento Códigos e políticas Metas: Resultados e Compromissos 2015 Inovação Inovamos criando novas formas para fazer as coisas. Usamos a criatividade de cada um para fazermos mais. Comprometimento Somos responsáveis. Nós nos reconhecemos como parte de um projeto comum. Colaboramos colocando nosso talento e nossa dedicação em cada gesto. Agilidade Fazemos mais, melhor e mais rápido, num mundo cada vez mais complexo e dinâmico. Planejamos, decidimos e executamos rapidamente, facilitando o dia a dia de todos. Códigos e políticas Conheça o Código de Ética e de Conduta (http://www. tim.com.br/sp/sobre-a-tim/ institucional/codigo-de-etica). Código de Ética e de Conduta Todas as decisões internas sobre a conduta dos colaboradores são pautadas pelo Código de Ética e de Conduta. Sua mais recente versão foi aprovada em 2013 e lista os principais princípios e diretrizes do Grupo Telecom Italia. A TIM acredita que uma gestão centrada na ética, na integridade e no combate à corrupção é primordial para o sucesso das companhias e peça fundamental no estabelecimento de relações de confiança e respeito com seus públicos de relacionamento. A empresa trabalha continuamente para a disseminação dos preceitos do código entre os seus stakeholders, caminhando em busca da redução de riscos relacionados aos negócios e à conduta de seus públicos. Esse é um trabalho que está diretamente ligado ao gerenciamento de riscos e à busca pela máxima reputação. Em, prosseguiram as avaliações de riscos relacionados à corrupção. A TIM iniciou o planejamento de seu Programa Antifraude, cujos controles entrarão em atividade em Em outubro, foi publicado o novo programa de anticorrupção, chamado Modelo Organizativo. Os colaboradores ainda contam com um canal interno direto para relatar irregularidades. Leia mais no capítulo Transparência, na seção Perenidade dos negócios. Uma variedade de treinamentos e capacitações correlatos para os colaboradores foi promovida em, incluindo um curso de ética online e treinamentos sobre a nova Lei Anticorrupção, sobre segurança de dados e crimes eletrônicos, antifraudes e sobre controles internos, totalizando horas de treinamento. A alta administração e a diretoria jurídica cumpriram um total de 472 horas de treinamento sobre o tema ( Compliance: conhecimento e cultura ) e, para 2015, estão previstos treinamentos para os demais públicos internos. [GRI SO3] Foram registradas denúncias relacionadas a casos de corrupção em, enviadas ao endereço eletrônico Três auditorias enquadradas no tema corrupção foram oficializadas. Tanto as denúncias quanto as auditorias e as ações tomadas sobre os casos são de caráter confidencial. Não houve ação judicial encerrada referente a práticas de corrupção movidas contra a empresa ou seus empregados. [GRI SO2, SO3, SO4]

17 17 Comprometimento Códigos e políticas Metas: Resultados e Compromissos 2015 A TIM disponibiliza o Código de Ética e de Conduta na internet, além de promover os princípios do Pacto Global interna e externamente, mas não realiza treinamentos formais referentes a direitos humanos para seus colaboradores e profissionais de segurança. Em, não houve casos de discriminação contra empregados registradas em processos trabalhistas dentro dos limites da companhia. [GRI HR3, HR4, HR8] Total de empregados que receberam treinamento em políticas e procedimentos anticorrupção, por cargo [GRI SO3] Funcionários Categoria funcional treinados Centro de Relacionamento com o Cliente (CRC) Funcionários treinados 2013 Variação /2013 (%) Managers % Supervisão % Consultor de relacionamento % Headquarter, regionais e lojas Diretoria % Managers % Especialistas % Analistas e consultores % Assistentes % Princípios de Sustentabilidade A TIM acredita que suas estratégias, seus objetivos e seus resultados devem estar alinhados com as expectativas dos seus stakeholders. É preciso ser transparente ao interagir e prestar contas à sociedade e aos grupos de interesse para alcançar a perenidade dos negócios e o reconhecimento das pessoas. Esses grupos são divididos em oito categorias: clientes, fornecedores, concorrentes, organizações da sociedade civil, meio ambiente, comunidade, recursos humanos e acionistas. Baseada no conceito de triple bottom line, a TIM trabalha a sustentabilidade em três dimensões, descritas a seguir. A sustentabilidade econômica visa à manutenção do capital e ao seu incremento, equilibrando a criação de valor com as demandas da sociedade. A sustentabilidade ambiental exige a gestão responsável dos recursos naturais (matérias-primas e energia) e dos resíduos gerados pelos processos produtivos, a fim de manter o equilíbrio dos ecossistemas. A sustentabilidade social busca garantir a equidade entre os cidadãos, por meio da observância dos direitos humanos e civis, do acesso às oportunidades de desenvolvimento e da participação na tomada de decisões. Essa observância leva em conta tanto as necessidades atuais quanto as das futuras gerações. Nossas Políticas As empresas da TIM estão alinhadas com as mais importantes convenções e pactos globais de responsabilidade socioambiental, empresarial e direitos humanos. A busca pelas melhores práticas se reflete no Código de Ética e de Conduta e no Modelo Organizativo do Grupo Telecom Italia, que se inspiram nos dez Princípios do Pacto Global (Global Compact), promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

18 18 Comprometimento Códigos e políticas Metas: Resultados e Compromissos 2015 Para alinhar as ações internas com os preceitos de integridade e melhores práticas, a TIM Participações e suas controladas contam com uma estrutura de políticas específicas que traduzem e adaptam conceitos e lições universalmente aceitos para o dia a dia da empresa. As íntegras de algumas das políticas destacadas abaixo podem ser acessadas no site de relações com investidores (http://ri.tim.com.br/show.aspx?idcanal=5zfvn cwehunt36yzkgekcw==). Política de Privacidade de Dados de Clientes aprovada em 2010, essa política define os critérios necessários para garantir a privacidade dos dados de clientes, considerados confidenciais pela legislação brasileira, que estão baseados em premissas básicas de controle de acesso. Política de Responsabilidade Social reporta as diretrizes seguidas pela TIM em questões como saúde e segurança, valorização da diversidade, trabalho infantil e trabalho forçado ou compulsório, liberdade de associação e direito a negociação coletiva, discriminação e assédio moral e sexual, horário de trabalho e remuneração. Política Ambiental norteia a TIM no Brasil para promover a melhoria contínua do desempenho ambiental. Contempla o atendimento às legislações vigentes, às demandas de órgãos reguladores e às diretrizes do Grupo Telecom Italia, reforçando o compromisso com o desenvolvimento sustentável. Política de Mudanças Climáticas reúne princípios a serem aplicados nas atividades das empresas da TIM no Brasil com o objetivo de promover a gestão adequada e eficiente de suas emissões de gases de efeito estufa (GEE), atendendo às legislações vigentes, aos órgãos regulamentadores e às diretrizes do Grupo Telecom Italia. Política de Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho estabelece princípios a serem aplicados em todas as atividades da TIM no Brasil, com o objetivo de promover a melhoria contínua do desempenho das ações de segurança e saúde do trabalho, atendendo às legislações vigentes, aos órgãos regulamentadores e às diretrizes do Grupo Telecom Italia, reforçando o compromisso com a prevenção de acidentes e doenças do trabalho dos colaboradores das empresas do Grupo TIM no Brasil. Código de Conduta para os Negócios estabelece critérios para o relacionamento com fornecedores, clientes, consumidores e comunidade, prevenindo situações ou comportamentos potencialmente lesivos ao interesse da empresa e visando a um relacionamento justo e com equidade com o mercado e o ambiente de negócios. Política de Defesa da Concorrência o documento tem como objetivo disseminar, aos funcionários e colaboradores, os princípios que norteiam a política de defesa da concorrência no Brasil. Dessa forma, os profissionais, sobretudo os que lidam com os stakeholders da companhia, passam a conhecer a legislação antitruste e a atuação dos órgãos responsáveis por sua aplicação no Brasil. Assim, podem identificar e evitar a ocorrência de atos contrários às normas estabelecidas. Política de Contratação com Partes Relacionadas define as diretrizes e o procedimento a serem seguidos pelas empresas da TIM no Brasil no que diz respeito a toda e qualquer contratação com partes relacionadas, desde A política impede que pessoas físicas ou jurídicas que possuam qualquer vínculo que permita caracterizar uma relação de dependência ou controle possam realizar negociações entre elas. Conforme previsto em lei, não são permitidos quaisquer favorecimentos nessas operações.

19 19 Comprometimento Códigos e políticas Metas: Resultados e Compromissos 2015 Política de Relacionamento com Fornecedores no Processo de Compras a TIM no Brasil adotou medidas para compor um processo de compras mais eficiente, visando à redução dos custos com qualidade, excelência e responsabilidade socioambiental dos bens e serviços adquiridos. Esses princípios são somados à observância e à comparação de ofertas técnico- -econômicas dos fornecedores qualificados, segundo procedimentos estabelecidos pelas empresas. Também se busca imprimir a ética comercial na condução de temas como liberdade de associação, direito à negociação coletiva, combate à discriminação e ao assédio e valorização da diversidade e prever um adequado sistema de monitoramento e controle. Política de Engajamento o objetivo dessa política é orientar e estimular os colaboradores na condução participativa de relacionamentos, de modo a incentivar o diálogo e ampliar o envolvimento dos principais públicos de interesse das empresas da TIM no Brasil, promovendo iniciativas de engajamento e estimulando a multiplicação dessas práticas nas suas esferas de influência. Política de Comunicação de Marketing busca garantir o alinhamento das ações e dos projetos de comunicação de marketing da TIM com seu Propósito e seus princípios com relação à sustentabilidade. Esse processo deve acontecer de modo responsável e transparente, minimizando os riscos nas atividades comerciais da empresa, e com respeito aos códigos de autorregulamentação do setor e à legislação, além de incorporar orientações de entidades reconhecidas nessa matéria. Política de Gestão de Riscos Corporativos publicado em 2013, esse documento tem como objetivo definir a metodologia-padrão que deve permitir planejar a produção de um processo-padrão de gestão de riscos, como uma referência para análise, avaliação, tratamento e informação a respeito dos riscos presentes na empresa. Política Anticorrupção aprovada pelo Conselho de Administração em 2013, a Política Anticorrupção aplica políticas globais antissuborno, que proíbem oferecer, pagar, pedir ou aceitar vantagem de qualquer natureza, orientando seus destinatários sobre como agir nessas situações. São destinatários da política os órgãos societários, os administradores, os executivos, os empregados e todos que possuem relações e negócios com a TIM. Política para a Gestão de Conflito de Interesses aprovada pelo Conselho de Administração em 2013, define o quadro de referência para a prevenção, quando possível, e a gestão das situações de conflito de interesses, a fim de evitar ou conter impactos negativos aos interesses da empresa e apoiar e proteger as pessoas envolvidas e das quais é esperado um comportamento de transparência. Essa política é aplicável a todos os empregados da TIM e às áreas empresariais envolvidas na gestão dos potenciais casos de conflitos de interesses. [GRI 4.6] Modelo Organizativo O Modelo Organizativo da TIM, adotado com base no Decreto Legislativo da Itália n.º 231/01, na Lei Anticorrupção (n.º /2013) e em normas internacionais como a Foreign Corrupt Practices Act (FCPA) e a UK Bribery Act, deve ser adotado por todos os integrantes da TIM, de forma a otimizar os sistemas de controle já existentes e evitar que a responsabilidade pessoal de quem comete crimes previstos na lei extrapole para a pessoa jurídica. Com isso, auxilia na construção de uma gestão ética e diligente, que prima pela preservação da viabilidade do negócio e pela minimização da exposição a riscos que comprometam sua perenidade. O Código de Ética e de Conduta, os Princípios Gerais do Controle Interno, os Princípios de Comportamento com a Administração Pública e os Esquemas de Controle Interno são os documentos que orientam a construção do Modelo Organizativo, fixando processos para evitar a ocorrência de fraudes e corrupção.

20 20 Comprometimento Códigos e políticas Metas: Resultados e Compromissos 2015 Metas: Resultados e Compromissos 2015 Anualmente, a TIM estabelece metas de desempenho para temas específicos, com base nos seus objetivos e no resultado observado no ano anterior. Conheça mais sobre os resultados obtidos em e as metas fixadas para 2015 no quadro abaixo. Tema Indicador Unidade de medida Voluntariado Abono de um dia de trabalho para o colaborador que, voluntariamente, participar do Programa Cidadão sem Fronteiras Treinamento 1 Treinamento (total de horas: em sala de aula + online + on the job) Treinamento 2 Treinamento 3 Meio ambiente/ Baterias 4 Meio ambiente/ Resíduos 5 Meio ambiente/ Água 6 Meio ambiente/ Amianto Energia/rede 7 [GRI EN6] Gestão de fornecedores Sustentabilidade (quantidade de pessoas participando de, pelo menos, um treinamento sobre questões de sustentabilidade no ano corrente) Sustentabilidade (percentual de pessoas admitidas participando de um treinamento sobre questões de sustentabilidade no ano corrente) Coleta de celulares fora de uso, baterias e demais acessórios para reciclagem Percentual de reciclagem de resíduos gerados no escritório (não perigosos) Redução no aumento esperado de consumo de água previsto nos escritórios em relação ao ano anterior Conclusão de inventário, laudos e relatórios técnicos sobre a presença de amianto em 95 (82%) dos prédios administrativos e múltiplos até outubro de * Redução no aumento esperado de consumo de energia previsto da rede móvel Número dos principais fornecedores avaliados em questões relativas à sustentabilidade no ano corrente Dez./2013 (realizado) Meta Dez./ (realizado) Resultado Meta 2015 % (pessoal próprio) 4,06 2 2,4 Cumprida 2 Número de horas (pessoal próprio, estagiários e terceiros) % (pessoal próprio, estagiários e terceiros) % (pessoal próprio, estagiários e terceiros) , Toneladas 0, ,05 % % (limite do aumento de consumo de água nos escritórios) Não cumprida Cumprida N/A N/A N/A N/A N/A 90 Não cumprida Não cumprida N/A N/A N/A N/A Número N/A Cumprida % (limite do aumento de consumo de energia elétrica) N/A De 23% para 19% 19% Cumprida 2 68 De 13% para 10% A ação foi concluída e, por isso, a meta será descontinuada De 23% para 21% Número N/A Cumprida 60 *Prédios múltiplos compartilham duas ou mais funções. Por exemplo: administrativa, industrial, data center e comercial. 1 Em, houve uma revisão da base de dados relacionada à meta. Verificou-se que o número realizado em 2013 foi superestimado, o que levou a um cálculo errôneo da meta para, cujo atingimento tornou-se inviável. 2 A meta terá nova metodologia de cálculo para A metodologia de cálculo foi alterada, passando a considerar o percentual de pessoas admitidas participando de um treinamento sobre questões de sustentabilidade no ano corrente. 4 Em 2013, o programa de reciclagem de aparelhos, baterias e acessórios foi reformulado e suspenso temporariamente. A meta de não foi cumprida porque o programa não foi retomado conforme o planejado. Um plano de comunicação será estabelecido em 2015, voltado para os gerentes das lojas e os clientes, em busca de promover a conscientização das equipes sobre o programa, além de estimular os públicos externos a praticarem o descarte correto de materiais. 5 Entre setembro e dezembro de, a coleta seletiva em um dos Centros de Distribuição e Logística (CDL) foi interrompida, em decorrência de troca do fornecedor o que impediu o cumprimento da meta. Outro fator que impactou o cumprimento da meta foi o programa de outsourcing pool de impressão, adotado em 2013, que contribui para o controle do desperdício de papel (leia mais no capítulo Conectar e cuidar de todos, na seção Cuidar do meio ambiente). 6 A previsão de aumento do consumo de água se deve à realização de obras e ao aumento do quadro funcional e de visitantes nos escritórios administrativos. Para limitar o consumo, serão realizadas ações de conscientização do público interno e as rotinas de manutenção preventiva serão mantidas. Histórico do consumo de água nos escritórios: 2012 = m³; 2013 = m³; = m³. 7 A previsão de aumento no consumo de energia elétrica da rede móvel de até 2016 se deve a diversas ações para melhoria da cobertura, incluindo a expansão de capacidade da rede de tecnologia 2G, a ativação de nova cobertura e expansão das redes 4G e 3G, a ativação de nova cobertura para atendimento das obrigações rurais da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a expansão dos data centers. Diversas medidas de eficiência energética estão em curso para reduzir o consumo de energia. Leia mais no capítulo Conectar e cuidar de todos, na seção Cuidar do meio ambiente.

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

75,7 milhões. 12 milhões. 55 mil km 13.565

75,7 milhões. 12 milhões. 55 mil km 13.565 RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2014 2 A TIM Apresentação A TIM Participações S.A. é uma holding que presta serviços de telecomunicação telefonia móvel, fixa local e de longa distância e transmissão de dados,

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 1. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Esta Política tem como objetivos: Apresentar de forma transparente os princípios e as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e direcionam

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Síntese O Compromisso ALIANSCE para a Sustentabilidade demonstra o nosso pacto com a ética nos negócios, o desenvolvimento das comunidades do entorno de nossos empreendimentos,

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Relatório de Comunicação e Engajamento COE Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Declaração de Apoio Continuo do Presidente 21/08/2015 Para as partes interessadas: Tenho o prazer de confirmar

Leia mais

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage.

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage. Preâmbulo Para a elaboração da Política de Sustentabilidade do Sicredi, foi utilizado o conceito de Sustentabilidade proposto pela abordagem triple bottom line (TBL), expressão que reúne simultaneamente

Leia mais

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS do conteúdo dos Indicadores Ethos com outras iniciativas Com a evolução do movimento de responsabilidade social e sustentabilidade, muitas foram as iniciativas desenvolvidas

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO Este Manual/Relatório foi elaborado pela ATIVA com fins meramente informativos. É proibida a reprodução total ou

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 01/2014 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº15/2014-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

PROGRAMA COMPLIANCE VC

PROGRAMA COMPLIANCE VC Seguir as leis e regulamentos é ótimo para você e para todos. Caro Colega, É com satisfação que compartilho esta cartilha do Programa Compliance VC. Elaborado com base no nosso Código de Conduta, Valores

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Publicado em: 27/02/2015 Válido até: 26/02/2020 Política de Responsabilidade Socioambiental 1. SUMÁRIO 2 2. OBJETIVO 2 3. ABRANGÊNCIA 2 4. IMPLEMENTAÇÃO 2 5. DETALHAMENTO 2 5.1. Definições 3 5.2. Envolvimento

Leia mais

Índice. 4. Princípios Os seguintes princípios norteiam as ações de Responsabilidade Socioambiental da Chevrolet Serviços Financeiros.

Índice. 4. Princípios Os seguintes princípios norteiam as ações de Responsabilidade Socioambiental da Chevrolet Serviços Financeiros. Índice 1. Objetivo... 1 2. Escopo e Partes Afetadas... 1 3. Definições... 1 4. Princípios... 1 5. Objetivos, metas e programas... 2 6. Papéis e Responsabilidades... 5 7. Regulamentação Aplicável... 6 1.

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COELBA

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COELBA PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COELBA Guia Básico do Proponente Resumo das diretrizes e critérios da Coelba/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da - 1 - Prêmio CNSeg 2012 Empresa: Grupo Segurador BBMAPFRE Case: Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE Introdução A Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE foi concebida em 2009 para disseminar o conceito

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

Declaração de Apoio Contínuo Amostra

Declaração de Apoio Contínuo Amostra Geral Período coberto pela sua Comunicação de Progresso (COP) De: A: Declaração de apoio continuado pelo Diretor Executivo (CEO) Forneça uma declaração do diretor executivo da sua empresa expressando apoio

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO 2014 GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE O modelo de Gestão da Sustentabilidade do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE é focado no desenvolvimento de

Leia mais

Sustentabilidade Corporativa na Economia Mundial

Sustentabilidade Corporativa na Economia Mundial Sustentabilidade Corporativa na Economia Mundial NAÇÕES UNIDAS PACTO GLOBAL O que é o Pacto Global da ONU? Nunca houve um alinhamento tão perfeito entre os objetivos da comunidade internacional e os do

Leia mais

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO DECLARAÇÃO DE APOIO CONTÍNUO DO DIRETOR PRESIDENTE Brasília-DF, 29 de outubro de 2015 Para as partes

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

4. Perfil Abordagem pure mobile com infraestrutura fixa, para gerar inovação e qualidade com objetivo de criar ofertas que revolucionam.

4. Perfil Abordagem pure mobile com infraestrutura fixa, para gerar inovação e qualidade com objetivo de criar ofertas que revolucionam. 4. Abordagem pure mobile com infraestrutura fixa, para gerar inovação e qualidade com objetivo de criar ofertas que revolucionam. istockphoto.com/yuri_arcurs A TIM Participações S.A. é uma companhia holding

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 5 de Maio de 2006 1 Principais realizações Desempenho do Mercado Desempenho Financeiro 2 Status da Reestruturação Corporativa Principais realizações Melhorando a Estrutura

Leia mais

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS Governança Corporativa se faz com Estruturas O Itaú se orgulha de ser um banco essencialmente colegiado. A Diretoria atua de forma integrada e as decisões são tomadas em conjunto, buscando sempre o consenso

Leia mais

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2015

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2015 RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2015 SUMÁRIO RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2015 1 RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2015 Sumário A TIM Nosso perfil Mensagem do presidente do Conselho de Administração Sobre este

Leia mais

Compliance e a Valorização da Ética. Brasília, outubro de 2014

Compliance e a Valorização da Ética. Brasília, outubro de 2014 Compliance e a Valorização da Ética Brasília, outubro de 2014 Agenda 1 O Sistema de Gestão e Desenvolvimento da Ética Compliance, Sustentabilidade e Governança 2 Corporativa 2 Agenda 1 O Sistema de Gestão

Leia mais

1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES

1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES 1 A Endesa Brasil é uma das principais multinacionais privadas do setor elétrico no País com ativos nas áreas de distribuição, geração, transmissão e comercialização de energia elétrica. A companhia está

Leia mais

Compromissos de Sustentabilidade. Coelce

Compromissos de Sustentabilidade. Coelce Compromissos de Sustentabilidade Coelce ÍNDICE 5 5 5 6 6 6 7 8 8 9 INTRODUÇÃO 1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES 1.1 Valores 1.2 Política de Sustentabilidade 2. COMPROMISSOS INSTITUCIONAIS 2.1 Pacto

Leia mais

Crescer agregando valor

Crescer agregando valor Crescer agregando valor Marcio Araujo de Lacerda Presidente do Conselho de Administração Maio de 2008 1/XX Orientações do Governo Mineiro Para Minas Gerais: Um Estado para Resultados Visão: Tornar Minas

Leia mais

Declaração de apoio contínuo ao Pacto Global

Declaração de apoio contínuo ao Pacto Global SUMÁRIO 03 Declaração de apoio contínuo ao Pacto Global 04 Quem Somos 05 Nossa Missão, Visão e Valores 06 Pacto Global ONU 07 Direitos Humanos 10 Respeito ao Trabalho 17 Meio Ambiente 20 Anticorrupção

Leia mais

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Atuação da Organização 1. Qual(is) o(s) setor(es) de atuação da empresa? (Múltipla

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA APRESENTAÇÃO Este é o Código de Conduta da Net Serviços de Comunicação S.A. e de suas controladas ( NET ). A NET instituiu este Código de Conduta norteado

Leia mais

Comunicação Institucional Visão de Futuro

Comunicação Institucional Visão de Futuro Comunicação Institucional Visão de Futuro Organograma Presidente Comunicação Institucional Assistente Imagem Corporativa e Marcas Comitê Estratégico Imprensa Planejamento e Gestão Atendimento e Articulação

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM COLETIVA DE IMPRENSA Participantes: Relatores: Geraldo Soares IBRI; Haroldo Reginaldo Levy Neto

Leia mais

REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB

REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB O plano TIM Liberty Web é composto por seis pacotes para utilização em computadores, notebooks ou tablets com as seguintes características. Pacote de dados Volume de Valor do

Leia mais

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação A Dinâmica da Terra é uma empresa onde o maior patrimônio é representado pelo seu capital intelectual. Campo de atuação: Elaboração de estudos,

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Empresas e as mudanças climáticas

Empresas e as mudanças climáticas Empresas e as mudanças climáticas O setor empresarial brasileiro, por meio de empresas inovadoras, vem se movimentando rumo à economia de baixo carbono, avaliando seus riscos e oportunidades e discutindo

Leia mais

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente.

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente. CÓDIGO DE ÉTICA EMPRESARIAL 1 INTRODUÇÃO O Código de Ética Empresarial da COELCE, apresenta os princípios direcionadores das políticas adotadas pela empresa e que norteiam as ações e relações com suas

Leia mais

Comunicação institucional clara, rigorosa e transparente com o mercado. Business Case

Comunicação institucional clara, rigorosa e transparente com o mercado. Business Case Comunicação institucional clara, rigorosa e transparente com o mercado Business Case 2013 AGENDA ENQUADRAMENTO COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL CLARA, RIGOROSA E TRANSPARENTE COM O MERCADO ENQUADRAMENTO Na economia

Leia mais

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Introdução A consulta a seguir é um novo passo em direção às melhores práticas

Leia mais

COP 2013 COMMUNICATION ON PROGRESS PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS

COP 2013 COMMUNICATION ON PROGRESS PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP 2013 COMMUNICATION ON PROGRESS PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS 2003 É criada a G-COMEX ÓLEO & GÁS com o objetivo de prover soluções logísticas sob medida para o mercado de óleo, gás, energia e indústria

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE COMITÊ ORGANIZADOR DOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 206 RIO 206 POLÍTICA DE 25/02/205 / 2 Sumário. OBJETIVO... 2 2. DEFINIÇÕES... 2 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 5 4. DIRETRIZES... 7 4. Programa Geral de...

Leia mais

Indicadores Gestão da Ética

Indicadores Gestão da Ética Indicadores Gestão da Ética Identificação Segmento: Diversos Resultados Sua Pontuação: 0 Sua Avaliação: INICIANTE Descrição: A empresa utiliza muito pouco ou praticamente nenhuma ferramenta de gestão de

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ATA SUMÁRIA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Em 7 de fevereiro de

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo Conteúdo O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente

Leia mais

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito Banda Larga TV por Assinatura Telefonia Fixa Respeito APIMEC RIO Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2013 A GVT é uma empresa autorizada pela Anatel a prestar serviços em todo o país A GVT tem licença STFC

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 PALAVRA DA DIRETORIA Apresentamos, com muito prazer, o do Grupo Galvão, que foi elaborado de maneira participativa com representantes dos colaboradores

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN Resumo das diretrizes e critérios da COSERN/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. Guia Básico do Proponente 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

PREMIER AMBIENTAL COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1

PREMIER AMBIENTAL COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1 PERFIL DA EMPRESA A Premier Ambiental é uma empresa de Consultoria em Gerenciamento de Requisitos Legais, implantação e manutenção

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Diretrizes da CPFL de Energia Governança S.A. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário I Introdução 3 II Estrutura Corporativa

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DO GRUPO INVEPAR

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DO GRUPO INVEPAR DE DO GRUPO INVEPAR PÁGINA Nº 2/5 1. INTRODUÇÃO Desenvolver a gestão sustentável e responsável nas suas concessões é um componente fundamental da missão Invepar de prover e operar sistemas de mobilidade

Leia mais

O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações

O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações Webinar O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações Juliana Scalon 4 de Setembro de 2013 Aprimore o desempenho dos fornecedores Para se sobressair no mercado atual

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo Código de Conduta Índice Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo 3 4 5 6 9 Missão, Visão, Valores e Princípios Missão Visão Princípios Valores

Leia mais

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas.

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas. 1. OBJETIVOS Estabelecer diretrizes que norteiem as ações das Empresas Eletrobras quanto à promoção do desenvolvimento sustentável, buscando equilibrar oportunidades de negócio com responsabilidade social,

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais Declaração de Apoio Continuo da Presidente 23/10/2015 Para as partes interessadas: É com satisfação que comunicamos

Leia mais

COMMUNICATION ON PROGRESS

COMMUNICATION ON PROGRESS COMMUNICATION ON PROGRESS (COP) 2014 1. Declaração de Compromisso Esta é a primeira comunicação de Progresso (COP) que fazemos abrangendo o período de Dezembro de 2013 a Dezembro de 2014. Quero reforçar

Leia mais

Pacto Global da Nações Unidas (UN Global Compact) Relatório 2010. Comunicação sobre Progresso (Communication on Progress COP) www.acovisa.com.

Pacto Global da Nações Unidas (UN Global Compact) Relatório 2010. Comunicação sobre Progresso (Communication on Progress COP) www.acovisa.com. Pacto Global da Nações Unidas (UN Global Compact) Relatório 2010 Comunicação sobre Progresso (Communication on Progress COP) www.acovisa.com.br Boas-vindas Mensagem da Diretoria O compromisso com os princípios

Leia mais

Bem-vindo ao Relatório de

Bem-vindo ao Relatório de MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 2 Bem-vindo ao Relatório de Sustentabilidade TIM 2011 Para a TIM, 2011 foi um ano de crescimento estrutural marcante, tanto orgânico quanto via aquisições. Além disso, o ano marcou

Leia mais

Estrutura de Governança Corporativa

Estrutura de Governança Corporativa Estrutura de Governança Corporativa Conselho de Administração Composto de nove membros, sendo dois independentes (sem vínculos com os acionistas signatários do acordo de acionistas, na forma da regulamentação

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 INDICE POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 1. Objetivo...2 2. Aplicação...2 3. implementação...2 4. Referência...2 5. Conceitos...2 6. Políticas...3

Leia mais

Rua Hugo Carotini, 661 Inst. da Previdência - CNPJ 03.634.047/0001-03 CCM 2.874.479-9 Insc. Est. 115.662.060.118. Comunicação de Progresso (COP)

Rua Hugo Carotini, 661 Inst. da Previdência - CNPJ 03.634.047/0001-03 CCM 2.874.479-9 Insc. Est. 115.662.060.118. Comunicação de Progresso (COP) Comunicação de Progresso (COP) Período avaliado 20/09/2013 a 20/09/2014 São Paulo, 19 de setembro de 2014 Aos nossos participantes: Tenho o prazer de confirmar que Demolidora Solon reafirma o seu apoio

Leia mais

Política Ambiental das Empresas Eletrobras

Política Ambiental das Empresas Eletrobras Política Ambiental das Empresas Eletrobras Versão 2.0 16/05/2013 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Princípios... 3 3 Diretrizes... 3 3.1 Diretrizes Gerais... 3 3.1.1 Articulação Interna... 3 3.1.2 Articulação

Leia mais

Código. de Conduta do Fornecedor

Código. de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor 03/2014 Índice 1. Considerações... 03 2. Decisões... 04 3. Diretrizes... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto aos Direitos Humanos Universais... 06

Leia mais

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES N REQUISITOS OBSERVAÇÕES 01 02 03 04 05 06 07 A - MANUTENÇÃO E SUPORTE A empresa fornece produto de software com Verificar se a empresa fornece manual do produto (instalação), documentação de suporte ao

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL GOVERNANÇA CORPORATIVA

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL GOVERNANÇA CORPORATIVA 1. INTRODUÇÃO 1.1 A CAIXA A Caixa Econômica Federal é uma instituição financeira sob a forma de empresa pública, vinculada ao Ministério da Fazenda. Instituição integrante do Sistema Financeiro Nacional

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

COP 2011 - Visão Sustentável

COP 2011 - Visão Sustentável COP 2011 - Visão Sustentável A Visão Sustentável é uma consultoria brasileira especializada em Responsabilidade Social Corporativa e Sustentabilidade, trabalhando com o desenvolvimento de ferramentas e

Leia mais

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA 1 1. APRESENTAÇÃO Esta política estabelece os princípios e práticas de Governança Cooperativa adotadas pelas cooperativas do Sistema Cecred, abordando os aspectos de

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

14º Congresso de Auditoria Interna e Compliance

14º Congresso de Auditoria Interna e Compliance O Compliance e as metodologias para monitorar riscos de não conformidade 14º Congresso de Auditoria Interna e Compliance 11 de novembro 2014 14 horas Agenda Os principais objetivos do nosso encontro 1.

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

3.3 Deliberações do Conselho de Ética Pública do Estado de Minas Gerais.

3.3 Deliberações do Conselho de Ética Pública do Estado de Minas Gerais. 03/07/2013 Pág. 01 GESTÃO DA DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS ÉTICOS E Substitui a IO-07 CÓDIGO DE CONDUTA PROFISSIONAL E DO CANAL de 03/04/2012 DE DENÚNCIA DA COMPANHIA ENERGÉTICA DE MINAS GERAIS 1. FINALIDADE

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 1/9 Sumário 1. Introdução... 3 2. Objetivo... 3 3. Princípios... 4 4. Diretrizes... 4 4.1. Estrutura de Governança... 4 4.2. Relação com as partes interessadas...

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA

GOVERNANÇA CORPORATIVA GOVERNANÇA CORPORATIVA Os valores que lastreiam as práticas da Companhia são: transparência, prestação de contas, conformidade e equidade. Transparência refere-se em particular às informações que têm reflexo

Leia mais