MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014 Abril/2015 0

2 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014 Relatório de Gestão do exercício de 2014 apresentado aos órgãos de controle interno e externo como prestação de contas ordinária anual a que esta Unidade está obrigada nos termos do art. 70 da Constituição Federal, elaborado de acordo com as disposições da IN TCU nº 63/2010, IN TCU nº 72/2013, DN TCU nº 134/2013, DN TCU nº 139/2014, DN TCU nº 140/2014, Portaria TCU nº 90/2014 e Portaria CGU nº 522/2015. Brasília, 04/2015 1

3 LISTA DE ABREVIAÇÕES E SIGLAS ACI - Área de Controle Integrado ADN Ato Declaratório Normativo AFRFB Auditor-Fiscal de Receita Federal do Brasil AFRMM Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante AGU Advocacia Geral da União ALF Alfândega da Receita Federal do Brasil ANAC Agência Nacional de Aviação Civil ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária APRF - Ambiente de Pagamentos da Receita Federal ARFB Auditoria da Receita Federal do Brasil ARF Agência da Receita Federal do Brasil ARO - Aviso de Regularização de Obra Art. Artigo ASCOM Assessoria de Comunicação Social ASESP Assessoria Especial ASLEG Assessoria Legislativa ATA Assistente-Técnico Administrativo ATRFB Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil AUDIT Coordenação Geral de Auditoria Interna BACEN Banco Central do Brasil BEPS Base Erosion and Profit Shifting BI - Business Intelligence CAC Centro de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal do Brasil CADIN Cadastro Informativo dos Créditos não quitados do setor público federal CAEPF Cadastro de Atividades Econômicas da Pessoa Física CAFIR Cadastro Fiscal de Imóveis Rurais CARF Conselho Administrativo de Recursos Fiscais CEBAS - Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social CECLAM - Centro de Classificação Fiscal de Mercadorias CEF Caixa Econômica Federal CEI Cadastro Específico do INSS CEP Comissão de Ética Pública CEPS Comissão de Ética Pública Seccional CETAD Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros CGU Controladoria Geral da União CIAT Centro Interamericano de Administrações Tributárias CIEE Centro de Integração Empresa Escola CI-RFB Centro de Informações da RFB CNAE Cadastro Nacional de Atividade Econômica CIN Centro de Inteligência Nacional CIR Centro de Inteligência Regional CNAS Conselho Nacional de Assistência Social CNI Confederação Nacional da Indústria CNIR - Cadastro Nacional de Imóveis Rurais CNPJ - Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica COAEF Coordenação Geral de Atendimento e Educação Fiscal COANA Coordenação Geral de Administração Aduaneira 2

4 COCAD Coordenação Geral de Gestão de Cadastro COCAJ Coordenação Geral de Contencioso Administrativo e Judicial COCIF Coordenação-Geral de Cooperação E Integração Fiscal CODAC Coordenação Geral de Arrecadação e Cobrança COFIC - Coordenação de Orçamento, Finanças e Contabilidade COFINS Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social COFIS Coordenação Geral de Fiscalização COGEP Coordenação Geral de Gestão de Pessoas COGER Corregedoria Geral da Receita Federal do Brasil COGET Coordenação Geral de Estudos, Previsão e Análise COMAC Coordenação Especial de Maiores Contribuintes CONFAZ Conselho Nacional de Política Fazendária COPAV Coordenação Geral de Planejamento, Organização e Avaliação Institucional COPEI Coordenação Geral de Pesquisa e Investigação COPES Coordenação Geral de Programação e Estudos COPOL Coordenação Geral de Programação e Logística COREC Coordenação Especial de Ressarcimento, Compensação e Restituição COSIT Coordenação Geral de Tributação COTEC Coordenação Geral de Tecnologia da Informação CPC Código de Processo Civil CPDEN Certidão Positiva de Débito com Efeitos de Negativa CPGF Cartão de Pagamento do Governo Federal CPROC Coordenação de Gestão de Processos Institucionais CPF Cadastro da Pessoa Física CRC Conselho Regional de Contabilidade CSLL Contribuição Social sobre o Lucro Líquido CSRF Câmara Superior de Recursos Fiscais CT Crédito Tributário CT-e Conhecimento de Transporte Eletrônico CTI - Câmara Técnica Interministerial CTPS Carteira de Trabalho e Previdência Social CTMA Sistema de Controle de Mercadorias Apreendidas CPTA Comitê de Política Tributária e Aduaneira CTSI Comitê de Tecnologia e Segurança da Informação CVM Comissão de Valores Mobiliários DACON Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais DARF Documento de Arrecadação de Receitas Federais DATAPREV Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social DAU - Dívida Ativa da União DBR Declaração de Bens e Rendas DCTF Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais DE Declaração de Exportação DECRED Declaração de Operações com Cartão de Crédito DEFIS Delegacia Especial da Receita Federal do Brasil de Fiscalização DEINF Delegacia Especial da Receita Federal do Brasil de Instituições Financeiras DELEX Delegacia Especial da Receita Federal do Brasil de Fiscalização de Comércio Exterior 3

5 DEMAC Delegacia Especial de Maiores Contribuintes DERPF Delegacia Especial da Receita Federal do Brasil de Pessoas Físicas DEFMM - Departamento do Fundo da Marinha Mercante DGR - Programa de Desenvolvimento Gerencial DGT Demonstrativo dos Gastos Tributários DI Declaração de Importação DIAAC Divisão de Auditoria de Procedimentos de Atendimento e Controle do Crédito DIAAD Divisão de Auditoria de Procedimentos de Aduaneiros DIAEX Divisão de Atendimento aos Órgãos de Controle Externo DIAFI Divisão de Auditoria de Procedimentos de Fiscalização DIATA Divisão de Auditoria de Procedimentos de Tecnologia e de Administração DIFIS Divisão de Fiscalização DIGEP Divisão de Gestão de Pessoas DIMOF - Declaração de Informação sobre movimentações financeiras DIPAV Divisão de Planejamento, Avaliação e Controle DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRPF Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física DISO Declaração e Informações sobre Obras DITAB Divisão de Contabilidade DJE Documento para Depósitos Judiciais e Extrajudiciais DMA Depósito de Mercadorias Apreendidas DN Decisão Normativa DPF Departamento de Polícia Federal DPV Data do Primeiro Vínculo DRF Delegacia da Receita Federal do Brasil DRJ Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento DRJ - BEL - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Belém DRJ - BHE - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Belo Horizonte DRJ - BSA - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Brasília DRJ - CGE - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Campo Grande DRJ - CPS - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Campinas DRJ - CTA - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Curitiba DRJ - FNS - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Florianópolis DRJ - FOR - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Fortaleza DRJ - JFA - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Juiz de Fora DRJ - POA - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Porto Alegre DRJ - REC - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Recife DRJ - RJO I - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento no Rio de Janeiro I DRJ - RPO - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Ribeirão Preto DRJ - SDR - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Salvador DRJ - SPO I - Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em São Paulo I DSE Declaração Simplificada de Exportação DSI Declaração Simplificada de Importação DW Data Warehouse EADI - Estação Aduaneira Interior EBC Empresa Brasil de Comunicação ECD Escrituração Contábil Digital ECT Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e-dbv Declaração Eletrônica de Bens do Viajante 4

6 EL Estudo de Lotação ENCCLA Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro EVTE - Estudo de Viabilidade Técnica e Econômico-Financeira FAPI Fichas de Auditoria de Importação FATCA Foreign Account Tax Compliance Act FDI Fichas Despacho Importação FENACON Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas FHAB Ficha de Habilitação FINAM Fundo de Investimentos da Amazônia FINOR Fundo de Investimentos do Nordeste FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FUNRES - Fundo de Recuperação Econômica do Estado do Espírito Santo GDA Gerencial de Desempenho Aduaneiro GET Grupo de Estudos Temáticos GFIP Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social GIFA Gratificação de Incremento da Fiscalização e da Arrecadação GL - Grau de Lotação GPS Guia da Previdência Social GRU Guia de Recolhimento da União IACT - Índice de Adimplência do Crédito Tributário IAOA Índice de Adimplência da Obrigação Acessória IAR - Imposto a Restituir IBAMA Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis ICSJ - Índice de Crédito Tributário Sub Judice Controlado em Processos ICTG - Índice de crédito tributário garantido IDG Identidade Digital de Governo IGAM - Indicador global de acompanhamento dos maiores contribuintes IGDI - Índice global de desempenho aduaneiro no despacho de importação IGDS - Indicador global de desempenho da seleção IGES - Grau de eficácia da seleção para fiscalização aduaneira de intervenientes no comércio exterior IGF - Indicador global da fiscalização IGFA - Índice global da fiscalização aduaneira IGIF - Indicador global da atividade de inteligência fiscal IGMA - Índice de gestão de mercadorias apreendidas IN Instrução Normativa INSS - Instituto Nacional do Seguro Social IPF - Indicador de presença fiscal IQAIF - Índice de qualidade da atividade de inteligência fiscal IRC - Índice de recuperação da cobrança especial ISCID - Índice de solução de consultas internas e divergências no contencioso ITMP - Índice de temporalidade média de processos de crédito tributário IN Instrução Normativa IRF Inspetoria da Receita Federal do Brasil IRPJ Imposto de Renda da Pessoa Jurídica ISCID Índice de Solução de Consultas Internas e Divergências no Contencioso ITMP Índice de Temporalidade Média de Processos de Crédito Tributário ITR Imposto Territorial Rural LAB/LD Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro 5

7 LDO Lei de Diretrizes Orçamentárias LI - Licença de Importação LOA Lei Orçamentária Anual LRF - Lei de Responsabilidade Fiscal MAED Multa por Atraso na Entrega da Declaração MBA Mandado de Busca e Apreensão MCF Medida Cautelar Fiscal MDIC Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MEI - Microempreendedor Individual MF Ministério da Fazenda MeMGP - Metodologia de Gestão de Projetos MeMGPROG/RFB - Metodologia de Gerenciamento de Programas da Receita Federal do Brasil MPMP Medida Provisória MPOG Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão MPS - Ministério da Previdência Social MPU Ministério Público da União MRE Ministério de Relações Exteriores NAF Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal NAI - Nível de adequação imobiliária NCM - Nomenclatura Comum do Mercosul NF-e Nota Fiscal Eletrônica NFC-e Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica NIT - Nível de adequação da infraestrutura tecnológica OCI Órgão de Controle Interno OEA Operador Econômico Autorizado OFSS Orçamento Fiscal e da Seguridade Social OGC Office of Government Commerce OMA Organização Mundial das Aduanas PAC Programa de Aceleração do Crescimento PADIS Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores PAEX - Parcelamento Excepcional PATVD Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Equipamentos para a TV digital PCASP - Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCC Plano de Cargos e Carreira PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PEC Projeto Estratégico Corporativo PECFAZ Plano Especial de Cargos do Ministério da Fazenda PER/DCOMP Pedido Eletrônico de Restituição, Ressarcimento ou Reembolso e Declaração de Compensação PIAP Painel de Intenção de Atuação Profissional PLOA Projeto de Lei Orçamentária Anual PF Pessoa Física PFP Programa de Formação Profissional PGCC - Projeto Global da Construção Civil PGE Programas Grandes Eventos PGD Programa Gerador de Declaração PGFN Procuradoria Geral da Fazenda Nacional PGPE Plano Geral de Cargos do Poder Executivo 6

8 PIN Projeto de Integração Nacional PJ Pessoa Jurídica PLS Plano de Gestão de Logística Sustentável PMF Programa de Desenvolvimento e Modernização das Fronteiras Brasileiras PMI Project Management Institute PNA Plano Nacional de Aquisições PNC Programa Nacional de Capacitação PND Padrões Nacionais de Despesa PNEF Programa Nacional de Educação Fiscal PNFA Plano Nacional de Fiscalização Aduaneira PO Plano Orçamentário PPA Plano Plurianual PPP Parceria Público Privada PROEDUC - Programa de Educação Corporativa PRONAS/PCD - Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência PRONON - Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica PROUCA - Programa Um Computador por Aluno PROUNI - Programa Universidade para Todos PTRES - Plano de Trabalho Resumido PUC Programa de Unificação dos Créditos Previdenciários e Fazendários PSS Processo Simplificado de Seleção RADAR Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros RAINT Relatório Anual de Atividades de Auditoria Interna RAE Reunião de Avaliação Estratégica RAP Reunião de Avaliação de Projetos RCPS Regulamento do Custeio da Previdência Social RE - Registro de Exportação RECINE - Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica RECOMPE - Regime Especial de Aquisição de Computadores para uso Educacional RECOPA Regime Especial de Tributação para Construção, Ampliação, Reforma ou Modernização de Estádios de Futebol REIF - Regime Especial de Incentivo ao Desenvolvimento da Infraestrutura da Indústria de Fertilizantes RENUCLEAR - Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento de Usinas Nucleares REPAF Regulamento do Processo Administrativo Fiscal REPNBL- Redes - Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações REPORTO Regime Tributário para Incentivo à Modernização e à Ampliação da Estrutura Portuária REPENEC - Regime especial de incentivos para o desenvolvimento de infraestrutura da indústria petrolífera nas regiões norte, nordeste e centro-oeste RETAERO - Regime Especial para a Indústria Aeroespacial Brasileira RETID - Regime Especial Tributário para a Indústria de Defesa RFB Receita Federal do Brasil RG Registro Geral RI Regimento Interno RIC Registro de Identidade Civil RIP Registro Imobiliário Patrimonial RIPI Regulamento do Imposto sobre Produtos Industrializados 7

9 RIR Regulamento do Imposto de Renda RLE Registro e Licenciamento de Empresas RNE Registro Nacional de Estrangeiro RPC Regulamento da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins, da Contribuição para o PIS/Pasep-Importação e da Cofins-Importação RPI Remessas Postais Internacionais RTT Regime Tributário de Transição SAGA Sistema de Apoio ao Gerenciamento do Atendimento aos Contribuintes SAAUX Seção de Atividades Auxiliares SACAD Seção de Capacitação e Desenvolvimento SAGE Sistema de Apoio à Gestão Estratégica SCC Sistema de Controle de Créditos e Compensações SCDP - Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCORPIOS Sistema de Controle e Rastreamento da Produção de Cigarros SDJ Sistema de Depósitos judiciais SECI - Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflito de Interesses SECOM/PR Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República SERPRO Serviço Federal de Processamento de Dados SIADS Sistema Integrado de Administração de Serviços SIAFI Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAPE Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos SIASG Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse SIC Sistemas Integrados de Crédito Público SICOBE Sistema de Controle de Produção de Bebidas SINCAD PF Sistema Nacional de Informações Cadastrais da Pessoa Física SINTEGRA Sistema Integrado de Informações SINTER Sistema Nacional de Gestão de Informações Territoriais SIORG Sistema de Informações Organizacionais do Governo Federal SISAC - Sistema de Controle de Ações de Comunicação SISAM - Sistema de Seleção Aduaneira por Aprendizado de Máquina SISBACEN Sistema de Informações do Banco Central SISBIN Sistema Brasileiro de Inteligência SISCAD Sistema de Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas SISCOMEX Sistema Integrado de Comércio Exterior SPED Sistema Público de Escrituração Digital SLE Sistema de Leilão Eletrônico SPIUNet Sistema de Gerenciamento dos Imóveis de Uso Especial da União SPU Secretaria do Patrimônio da União SRL Solicitação de Revisão de Lançamento SRRF Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil STN Secretaria do Tesouro Nacional SUARA Subsecretaria de Arrecadação e Atendimento da Receita Federal do Brasil SUARI Subsecretaria de Aduana e Relações Internacionais da Receita Federal do Brasil SUCOR Subsecretaria de Gestão Corporativa da Receita Federal do Brasil SUDAM Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia SUDENE - Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste SUFIS Subsecretaria de Fiscalização da Receita Federal do Brasil SUTRI Subsecretaria de Tributação e Contencioso da Receita Federal do Brasil 8

10 TBC Tempo bruto consolidado do despacho de exportação TCU Tribunal de Contas da União TDA - Título da Dívida Agrária TI Tecnologia da Informação TIC - Tecnologia da Informação e da Comunicação TIEA - Tax Information Exchange Agreement TME Tempo Médio de Espera TR Tempo médio de atendimento aos pedidos de informação recebidos do exterior TUM Taxa de Utilização do Mercante UG Unidade Gestora UJ Unidade Jurisdicionada VIA Visão Integrada do Atendimento VICOMEX Visão Integrada do Comércio Exterior VIGIAGRO Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional ZFM Zona Franca de Manaus 9

11 SUMÁRIO Título Página Introdução Identificação e Atributos das Unidades cujas gestões compõem o Relatório Identificação da Unidade Jurisdicionada Finalidade e Competências Institucionais da Unidade Jurisdicionada Organograma Funcional da Unidade Jurisdicionada Macroprocessos Finalísticos da Unidade Jurisdicionada Informações sobre a Governança Descrição das Estruturas de Governança da Unidade Jurisdicionada Atuação da Unidade de Auditoria Interna Demonstração da execução das atividades de correição no âmbito da Unidade Jurisdicionada Avaliação, pelos próprios dirigentes da Unidade Jurisdicionada, da qualidade e suficiência dos Controles Internos Relacionamento com a Sociedade Descrição dos Canais de Acesso do Cidadão ao Órgão para fins de Solicitações, Reclamações, Denúncias, Sugestões, etc Informações sobre a elaboração e divulgação da Carta de Serviços ao Cidadão Demonstração dos Mecanismos para medir a Satisfação dos Cidadãos-Usuários ou Clientes dos Produtos e Serviços Resultantes da Atuação da Unidade Jurisdicionada Detalhamento do caminho de acesso, no portal da unidade jurisdicionada na Internet Resultados da avaliação do desempenho da unidade jurisdicionada na prestação de serviços ao cidadão Medidas adotadas pelos órgãos para o cumprimento das normas relativas à Acessibilidade

12 4 - Planejamento e Resultados Alcançados Planejamento da Unidade Jurisdicionada Programação Orçamentária e Financeira e Resultados Alcançados Informações sobre Outros Resultados Gerados pela Gestão Identificação dos resultados dos indicadores utilizados para monitorar e avaliar o desempenho operacional da Unidade Jurisdicionada Avaliação sobre possíveis alterações significativas nos custos de produtos e/ou serviços ofertados Gestão de Fundos do Contexto de Atuação da Unidade Gestão do Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçõamento das Atividades de Fiscalização FUNDAF Tópicos Especiais da Execução Orçamentária e Financeira Demonstração da Execução das Despesas Informações sobre despesas com ações de publicidade e propaganda Reconhecimento de Passivos por Insuficiência de Créditos ou Recursos Demonstração da Movimentação e Saldos de Restos a Pagar de Exercícios Anteriores Informações sobre Transferências de Recursos mediante Convênio, Contrato de Repasse Informações sobre Suprimento de Fundos Informações sobre renúncia de receitas Gestão de Pessoas, Terceirização de Mão de Obra e Custos Relacionados Estrutura de Pessoal da Unidade Jurisdicionada Informações sobre a Contratação de mão de obra de Apoio Informações referentes a Contratos firmados com empresas beneficiadas pela desoneração da Folha de Pagamento Gestão do Patrimônio Mobiliário e Imobiliário Gestão da Frota de Veículos Próprios e Locados de Terceiros Gestão do Patrimônio Imobiliário da União que esteja sob a Responsabilidade da Unidade Jurisdicionada Imóveis Locados de Terceiros Gestão da Tecnologia da Informação Informações sobre Sistemas Computacionais

13 10 - Gestão do Uso dos Recursos Renováveis e Sustentabilidade Ambiental Adoção de Critérios de Sustentabilidade Ambiental na Aquisição de Bens e na Contratação de Serviços ou Obras Conformidades e Tratamento de Disposições Legais e Normativas Tratamento de determinações exaradas em acórdãos do TCU Tratamento de recomendações feitas pelo Órgão de Controle Interno ao qual se vincular a Unidade Jurisdicionada Demonstração do cumprimento das obrigações estabelecidas na Lei nº 8.730/ Demonstração das Medidas Administrativas adotadas para apurar Responsabilidade por ocorrência de ano ao Erário Informações sobre as medidas administrativas e judiciais adotadas para a cobrança e execução da dívida previdenciária e não previdenciária Informações Contábeis Demonstração das Medidas para a Adoção de Critérios e Procedimentos Estabelecidos pelas Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público Demonstração sucinta do estágio de desenvolvimento e da sistemática de apuração dos custos dos programas e das unidades administrativas Informações sobre a conformidade contábil Declaração do Contador responsável por Unidade Jurisdicionada Outras Informações sobre a Gestão Informações não exigidas que sejam consideradas relevantes pela Unidade Jurisdicionada Considerações Finais

14 LISTA DE QUADROS E DECLARAÇÕES (conforme Portaria TCU nº 90/2014) Título Página Quadro 1 Identificação da UJ Quadro 2 Unidades Centrais Localizadas Fora de Brasília Quadro 3 Jurisdição das Regiões Fiscais Quadro 4 Macroprocesso Arrecadação e Controle do Crédito Tributário Quadro 5 Macroprocesso Fiscalização e Combate aos Ilícitos Tributários e Aduaneiros Quadro 6 Macroprocesso Administração Aduaneira Quadro 7 Macroprocesso Segurança Jurídica e Solução de Litígios Quadro 8 Macroprocesso Interação com a Sociedade Quadro 9 Avaliação do Sistema de Controles Internos da UJ Quadro 10 Objetivo fixado pelo PPA Quadro 11 Ações de Responsabilidade da UJ OFSS Quadro 12 Ação/Subtítulos - OFSS Quadro 13 Ações não previstas na LOA Restos a Pagar Não Processados OFSS Quadro 14 Indicadores de Desempenho Quadro 15 Programação de Despesas Quadro 16 Movimentação Orçamentária Interna por Grupo de Despesa Quadro 17 Movimentação Orçamentária Externa por Grupo de Despesa Quadro 18 Despesas por Modalidade de Contratação - Créditos Originários Total Quadro 19 Despesas Executadas por Modalidade de Contratação Créditos Originários Quadro 20 Despesas por Grupo e Elemento de Despesa - Créditos Originários Total Quadro 21 Despesas Executadas Diretamente pela UJ Créditos Originários Quadro 22 Despesas por Modalidade de Contratação - Créditos de Movimentação Quadro 23 Despesas por Grupo e Elemento de Despesa - Créditos de Movimentação Quadro 24 Despesas com Publicidade

15 Quadro 25 Reconhecimento de Passivos por Insuficiência de Créditos ou Recursos Quadro 26 Restos a Pagar Inscritos em Exercícios Anteriores Quadro 27 Resumo dos Instrumentos celebrados pela UJ nos três últimos Exercícios Quadro 28 Resumo da Prestação de Contas sobre Transferências Concedidas pela UJ na modalidade de Convênio e de Contratos de Repasse Quadro 29 Concessão de Suprimento de Fundos Quadro 30 Utilização de Suprimento de Fundos Quadro 31 Classificação dos Gastos com Suprimento de Fundos no Exercício de Referência Quadro 32 Renúncias Tributárias sob gestão da UJ - Renúncias Tributárias estimadas e quantificadas pela UJ Quadro 33 Valores Renunciados por Tributo e Gasto Tributário Quadro 34 Contribuintes Beneficiados pela Renúncia - Pessoas Físicas Quadro 35 Contribuintes Beneficiados pela Renúncia - Pessoas Jurídicas Quadro 36 Ações de Fiscalização da RFB Quadro 37 Força de Trabalho da UJ Quadro 38 Distribuição da Lotação Efetiva Quadro 39 Detalhamento da Estrutura de Cargos em Comissão e Funções Gratificadas Quadro 40 Custos do Pessoal Quadro 41 Contratos de Prestação de Serviços de Limpeza, Higiene e Vigilância Ostensiva Quadro 42 Contratos de Prestação de Serviços com Locação de Mão de Obra Quadro 43 Composição do Quadro de Estagiários Quadro 44 Distribuição Espacial dos Bens Imóveis de Uso Especial de Propriedade da União Quadro 45 Imóveis de Propriedade da União sob Responsabilidade da UJ, exceto Imóvel Funcional Quadro 46 Distribuição Espacial dos Bens Imóveis de Uso Especial Locados de Terceiros Quadro 47 Contratos na Área de Tecnologia da Informação em Quadro 48 Aspectos da Gestão Ambiental

16 Quadro 49 Cumprimento das Deliberações do TCU Atendidas no Exercício Quadro 50 Situação das Deliberações do TCU que Permanecem Pendentes de Atendimento no Exercício Quadro 51 Relatório de Cumprimento das Recomendações do Órgão de Controle Interno Quadro 52 Situação das Recomendações do OCI que Permanecem Pendentes de Atendimento no Exercício Quadro 53 Demonstrativo do Cumprimento, por Autoridades e Servidores da UJ, da Obrigação de Entregar a DBR DECLARAÇÕES Declaração de Inserção e Atualização dos Dados no SIASG e SICONV Declaração do Contador Afirmativa da Fidedignidade das Demonstrações Contábeis LISTA DE FIGURAS Figura 1 Organograma da RFB Figura 2 Regiões Fiscais Figura 3 Cadeia de Valor da RFB

17 LISTA DE ANEXOS Título Página Anexo 01 Quadro 9 - Avaliação do Sistema de Controles Internos da UJ Anexo 02 Tabela com a Relação dos 57 Projetos Estratégicos Institucionais da RFB e sua descrição Anexo 03 Tabela que relaciona os Projetos Estratégicos Institucionais existentes aos Objetivos Estratégicos impactados mais fortemente Anexo 04 Tabela que traz a relação dos Projetos Estratégicos Institucionais por Macroprocessos da Cadeia de Valor Anexo 05 Tabela demonstrando as datas de início e previsão de término, além do % executado de cada um dos Projetos Estratégicos Institucionais Anexo 06 Índices Não Disponíveis Anexo 07 Quadro 16 - Movimentação Orçamentária Interna por Grupo de Despesa Anexo 08 Quadro 32 - Renúncias Tributárias sob Gestão da UJ - Renúncias Tributárias Estimadas e Quantificadas pela UJ Anexo 09 Quadro 33 - Valores Renunciados por Tributo e Gasto Tributário Anexo 10 Contratos em Análise Anexo 11 Sistemas computacionais utilizados pela RFB e suas funções SERPRO Anexo 12 Quadro 47 - Contratos na Área de Tecnologia da Informação em Anexo 13 Quadro 48 - Aspectos da Gestão Ambiental DRJ S Anexo 14 Quadro 49 - Cumprimento das Deliberações do TCU Atendidas no Exercício Anexo 15 Quadro 50 - Situação das Deliberações do TCU que permanecem Pendentes de Atendimento no Exercício Anexo 16 Quadro 51 - Relatório de Cumprimento das Recomendações do Órgão de Controle Interno Anexo 17 Quadro 52 - Situação das Recomendações do OCI que permanecem Pendentes de Atendimento no Exercício Anexo 18 Subunidades Administrativas que terão os seus Custos apurados Anexo 19 Documentos referentes à extinção da Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento em Campinas

18 INTRODUÇÃO ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE GESTÃO O presente Relatório de Gestão consolida as informações referentes às Unidades Centrais da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e às 14 (quatorze) Delegacias da Receita Federal do Brasil de Julgamento da (DRJ). As 10 (dez) Superintendências Regionais, apresentam seus Relatórios de Gestão de forma individual, com as informações das respectivas Unidades Gestoras que integram a sua estrutura organizacional, conforme previsto no Anexo I da Decisão Normativa (DN) do Tribunal de Contas da União (TCU) nº 134, de 4 de dezembro de As informações apresentadas a seguir estão estruturadas de acordo com os itens e subitens previstos na Parte A do Anexo II da Decisão Normativa TCU nº 134, de 2013, alterada pela DN TCU nº 139, de 24 de setembro de 2014, combinados com as orientações e os quadros contidos na Portaria TCU nº 90, de 16 de abril de Em relação às informações específicas consignadas na Parte B do Anexo II da Decisão Normativa TCU nº 134, de 2013, será abordado apenas o Item 26 - Informações sobre as medidas administrativas adotadas pela RFB para a cobrança e execução da dívida previdenciária e não previdenciária (Acórdão nº 499/2009 TCU/Plenário). Alguns subitens e quadros previstos na Portaria TCU nº 90, de 2014, não constam deste Relatório e as justificativas para a não apresentação dos mesmos estão informadas no início do correspondente capítulo. 17

19 PRINCIPAIS REALIZAÇÕES DA RFB NO EXERCÍCIO Como órgão específico singular, subordinado diretamente ao Ministério da Fazenda (MF), em 2014, a RFB foi responsável por uma arrecadação de mais de R$ 1,146 trilhões em receitas administradas diretamente (cerca de 62% da arrecadação nacional). A RFB contou com a atuação de mais de 23 mil servidores, em exercício nas unidades administrativas distribuídas por todo o território nacional. Para desenvolver suas atividades no exercício de 2014, a RFB dispôs de um orçamento de R$ 2,660 bilhões. A RFB conseguiu executar 99,15% da sua dotação orçamentária autorizada, provendo o custeio de suas atividades e realizando parte de seus investimentos. No âmbito da melhoria da governança da Instituição, o ano de 2014 marca a criação do Comitê de Execução Orçamentária da RFB. Apresentamos, a seguir, alguns resultados da RFB em 2014, agrupados por Macroprocesso de Trabalho: Macroprocesso Arrecadação e Controle do Crédito Tributário Declaração Pré-Preenchida do Imposto sobre a Renda das Pessoas Físicas (IRPF): a partir do exercício 2014, ano-calendário 2013, a RFB disponibilizou aos contribuintes a Declaração Pré- Preenchida do IRPF, contendo informações relativas a rendimentos, deduções, bens e direitos e dívidas e ônus reais. Rascunho da declaração IRPF: foi disponibilizado um aplicativo que possibilitou iniciar o rascunho da declaração IRPF 2015 ao longo do ano de 2014, à medida que os fatos aconteceram. Restituição, compensação e ressarcimento: foram recepcionados pela RFB Pedidos Eletrônicos de Restituição, Ressarcimento ou Reembolso e Declaração de Compensação (PER/DCOMP). Foram emitidas, aproximadamente, 96 mil comunicações eletrônicas pelo Sistema de Controle de Créditos e Compensações (SCC). Foram encaminhados, de forma eletrônica, para pagamento, processos de restituição ou ressarcimento, que alcançam, aproximadamente, o valor de R$ 1,69 bilhão. Houve o encaminhamento à rede bancária do valor de, aproximadamente, R$ 15,45 bilhões, para pagamento de restituições de cerca de 12,26 milhões de pessoas físicas, referentes a imposto de renda retido na fonte ou recolhido a maior. Em 2014, foram encaminhados para a Dívida Ativa da União mais de 6 milhões de débitos, referentes a mais de 590 mil contribuintes pessoa jurídica, totalizando o valor de R$ 20,9 bilhões. Macroprocesso Fiscalização e Combate aos Ilícitos Tributários e Aduaneiros Planejamento Fiscal: a investigação de distorções de arrecadação, no seguimento dos contribuintes diferenciados, por meio da avaliação das declarações prestadas pelos contribuintes, promoveu a recuperação de créditos tributários na ordem de R$ 5,3 bilhões. O percentual de fiscalizações encerradas com resultado atingiu 91,86%, reflexo da melhoria constante na qualidade da seleção. Projeto Cartas: foi implementado projeto para alcançar os contribuintes pessoas físicas ainda não habituados a consultar a internet para verificar pendências na declaração e providenciar sua correção. 18

20 Resultados da Fiscalização: a fiscalização da Receita Federal constituiu, em 2014, crédito tributário no valor de R$ 150,5 bilhões, 2º melhor resultado histórico. O montante lançado resultou de procedimentos de auditoria externa e procedimentos de revisão interna de declarações de pessoas físicas, jurídicas e ITR, que totalizaram procedimentos de fiscalização. Outros resultados de destaque foram: Implantação da nova versão do Sistema de Controle e Rastreamento da Produção de Cigarros (Scorpios), nas linhas de produção. Instalação do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe) em mais 15 fábricas, totalizando 283 estabelecimentos controlados e operando com normalidade, o que tornou possível o controle da produção de cerca de 14 bilhões de litros de cerveja, 15,7 bilhões de litros de refrigerante e 2,2 bilhões de litros de outras bebidas. Alcance do número recorde de 10 bilhões de documentos autorizados no âmbito da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e). Implantação da Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e) em 8 estados da Federação. Instituição do esocial pelo Decreto nº 8373, de 11 de dezembro de 2014, projeto que envolve vários órgãos federais e que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação a seus empregados. Implementação do piloto da primeira fase do projeto Malha Pessoa Jurídica (PJ), com a emissão de cartas e a apresentação de extrato na internet. Ampliação do número de municípios conveniados a executar a fiscalização do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR). Lançamento da segunda edição do Programa Alerta Simples Nacional, em conjunto com as Secretarias de Fazenda dos estados, municípios e Distrito Federal. No que se refere à fiscalização aduaneira, em 2014 foram encerradas ações fiscais. O total de créditos tributários e apreensões chegou a R$ 4,5 bilhões. Ações desenvolvidas pela Área de Inteligência da RFB: As ações de Pesquisa e Investigação da RFB resultaram, em 2014, na realização de 32 operações de impacto, deflagradas pela instituição em parceria com outros órgãos públicos. Em tais operações foram cumpridos 557 mandados de busca e apreensão e realizadas 203 prisões temporárias ou preventivas. A realização de investigações integradas e intercâmbio de informações de Inteligência com o Departamento de Policia Federal e organismos policiais e aduaneiros internacionais possibilitou a apreensão, em 2014, de cerca de 3,5 toneladas de cocaína (no Brasil ou no exterior) com efetiva atuação da Receita Federal. No ano de 2014 foram empreendidas pela área diversas ações institucionais de prevenção e combate à lavagem de dinheiro, dentre as quais podemos destacar a instalação do Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro (Lab/LD), em abril, assim como a coordenação, dentre as 14 (quatorze) ações conduzidas no âmbito da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro ENCCLA, de três iniciativas relacionadas diretamente ao combate à sonegação fiscal e aspectos penais relacionados. Operações de vigilância e repressão: foram realizadas operações, parte delas em conjunto ou com o apoio de outros órgãos públicos. A apreensão total de mercadorias resultante da atuação de RFB nas áreas de fiscalização, repressão e controle sobre o comércio exterior (inclusive bagagem), alcançou o total de R$ 1,8 bilhão. Entre os fatores que provocaram o incremento nas apreensões, destaca-se a utilização de scanners, móveis ou fixos, em portos, aeroportos e pontos de fronteira alfandegados, bem como o trabalho das Equipes de Cães de Faro da Receita Federal. 19

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 7ª REGIÃO FISCAL - SRRF07 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 09ª REGIÃO FISCAL SRRF 09 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 10ª REGIÃO FISCAL SRRF 10 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 1ª REGIÃO FISCAL SRRF 01 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2010 Brasília/2011 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013 MARÇO/2014 0 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2011

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2011 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 8ª REGIÃO FISCAL SRRF 08 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 4ª REGIÃO FISCAL SRRF 4 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 1ª REGIÃO FISCAL - SRRF 01

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 1ª REGIÃO FISCAL - SRRF 01 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 1ª REGIÃO FISCAL - SRRF 01 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 2 a REGIÃO FISCAL - SRRF 02 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

Subitem CONTEÚDOS DO RELATÓRIO DE GESTÃO Todas as unidades jurisdicionadas, exceto as relacionadas na Parte C.

Subitem CONTEÚDOS DO RELATÓRIO DE GESTÃO Todas as unidades jurisdicionadas, exceto as relacionadas na Parte C. ANEXO II À DECISÃO NORMATIVA-TCU Nº 134, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013 PARTE A CONTEÚDOS GERAIS Os conteúdos desta Parte A são aplicáveis às unidades jurisdicionadas relacionadas no Anexo I e não destacadas

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA SEGUNDA REGIÃO FISCAL SRRF 02 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 9ª REGIÃO FISCAL - SRRF 09 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EXECUTIVA PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EXECUTIVA PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EXECUTIVA PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIA ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013 Brasília - DF / 2014 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA EXECUTIVA PRESTAÇÃO

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 5ª REGIÃO FISCAL - SRRF5 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

CARLOS ALBERTO FREITAS BARRETO

CARLOS ALBERTO FREITAS BARRETO CARLOS ALBERTO FREITAS BARRETO BACHAREL EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS E EM DIREITO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA; ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO TRIBUTÁRIO E GESTÃO CONTEMPORÂNEA, PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DA

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 6a REGIÃO FISCAL SRRF 06 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

Integrar disciplinas de gestão: Um desafio. XXIV Convenção Nacional da ANFIP Manaus, 26 de maio de 2013

Integrar disciplinas de gestão: Um desafio. XXIV Convenção Nacional da ANFIP Manaus, 26 de maio de 2013 Integrar disciplinas de gestão: Um desafio XXIV Convenção Nacional da ANFIP Manaus, 26 de maio de 2013 Equador Colômbia Venezuela Guiana Administração Tributária Suriname Ambiente de Atuação Guiana Francesa

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 8ª REGIÃO FISCAL SRRF08 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2013 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 7 a. REGIÃO FISCAL SRRF07 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 8ª REGIÃO FISCAL - SRRF08 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2012 MARÇO/2013 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 10ª REGIÃO FISCAL SRRF 10 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE www.ucp.fazenda.gov.br PROGRAMAS EM ANDAMENTO Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros - PNAFM

Leia mais

Construindo a Nova Receita Federal do Brasil. Encontro de Ideias e Inovações na Administração Pública 03 de julho de 2012

Construindo a Nova Receita Federal do Brasil. Encontro de Ideias e Inovações na Administração Pública 03 de julho de 2012 + Construindo a Nova Receita Federal do Brasil Encontro de Ideias e Inovações na Administração Pública 03 de julho de 2012 + MARCOS INSTITUCIONAIS Missão Exercer a administração tributária e aduaneira

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 5ª REGIÃO FISCAL - SRRF05 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA SEGUNDA REGIÃO FISCAL SRRF 02 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal do Brasil RFB Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil na 8ª Região Fiscal SRRF08

Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal do Brasil RFB Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil na 8ª Região Fiscal SRRF08 Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal do Brasil RFB Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil na 8ª Região Fiscal SRRF08 Processo de Contas Ordinárias Anual Relatório de Gestão

Leia mais

Projeto SPED de A a Z

Projeto SPED de A a Z Consultoria e Treinamentos Apresentam: Projeto SPED de A a Z SPED Decreto nº 6.022 22/01/07 Instituir o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) Promover a integração dos fiscos; Racionalizar e uniformizar

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 10ª REGIÃO FISCAL - SRRF 10 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

INFORMATIVO TRIBUTÁRIO

INFORMATIVO TRIBUTÁRIO INFORMATIVO TRIBUTÁRIO RECENTES DESTAQUES LEGISLAÇÃO FEDERAL 1. REPORTO regulamentação A Instrução Normativa nº 1.370 de 28.06.2013, publicada no DOU de 01.07.2013 regulamentou as regras para habilitação/aplicação

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO 530 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TOMADA DE CONTAS ANUAL - CONSOLIDADA RELATÓRIO Nº : 189892 UCI EXECUTORA : 170961 EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - 6ª REGIÃO FISCAL - SRRF 06 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Produtos Atividades Meta e Linha de Base 1.1 Processo de planejamento estratégico com foco em resultados implementado

Produtos Atividades Meta e Linha de Base 1.1 Processo de planejamento estratégico com foco em resultados implementado Subcomponente: 1. Aperfeiçoamento organizacional e da gestão estratégica Produtos Atividades Meta e Linha de Base 1.1 Processo de planejamento estratégico com foco em resultados implementado 3.058.000,00

Leia mais

Receita Federal do Brasil CAE/Senado Federal, maio de 2007

Receita Federal do Brasil CAE/Senado Federal, maio de 2007 do Brasil CAE/Senado Federal, maio de 2007 Objetivos da criação da RFB Financiamento do Estado e da Previdência Social Aumento da percepção de risco pelo descumprimento Estímulo ao cumprimento espontâneo

Leia mais

SUMÁRIO. 5- Certificação Digital e Procuração para a RFB

SUMÁRIO. 5- Certificação Digital e Procuração para a RFB 2 SUMÁRIO I- INTRODUÇÃO II- BREVE HISTÓRICO III- PRINCIPAIS ASPECTOS LEGAIS ( IN 1177/11) 1- Obrigatoriedade da apresentação 2- Dispensa da Apresentação 3- Forma e lugar da apresentação 4- Prazo de entrega

Leia mais

Receita Federal do Brasil. 20 a 22 de maio de 2015

Receita Federal do Brasil. 20 a 22 de maio de 2015 FOCCO-PB 20 a 22 de maio de 2015. DEFINIÇÃO É um órgão subordinado ao Ministério da Fazenda que exerce funções essenciais para que o Estado possa cumprir seus objetivos. É responsável pela administração

Leia mais

03/05/2015. Entendendo o esocial

03/05/2015. Entendendo o esocial Entendendo o esocial 1 O que é o esocial O esocialé o instrumento de unificação da prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 1ª REGIÃO FISCAL SRRF 01 RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2010 Brasília/2011 MINISTÉRIO

Leia mais

Ministério da Fazenda. Modelo de Mensuração dos Custos

Ministério da Fazenda. Modelo de Mensuração dos Custos Ministério da Fazenda Modelo de Mensuração dos Custos Novembro de 2014 Objetivo Desenvolver e implantar o modelo de mensuração dos custos do MF, de maneira a contribuir para a avaliação da eficiência das

Leia mais

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências.

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013 Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. (Publicado no DOE de 10 de abril de 2013) O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Como trabalhamos? no passado a pouco tempo Daqui para frente ECD Escrituração Contábil Digital IN RFB 787/07 O que é? : É a substituição

Leia mais

PORTARIA ANAC Nº 2898, DE 3 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA ANAC Nº 2898, DE 3 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA ANAC Nº 2898, DE 3 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe sobre orientações às unidades envolvidas na elaboração do Relatório de Gestão da ANAC referente ao exercício de 2014. O DIRETOR-PRESIDENTE DA AGÊNCIA

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Dispõe sobre o Modelo Integrado de Gestão do Poder Executivo do Estado de Pernambuco. Faço saber que a Assembléia

Leia mais

TUTORIAL LUCRO PRESUMIDO BLOCO 0 ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF)

TUTORIAL LUCRO PRESUMIDO BLOCO 0 ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) TUTORIAL LUCRO PRESUMIDO BLOCO 0 ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) é uma nova obrigação imposta às pessoas jurídicas estabelecidas no Brasil. O sujeito passivo deverá

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. CISPED, 21/11/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. CISPED, 21/11/2013 CISPED, 21/11/2013 Aspectos Técnicos Utilização do CPF como chave do trabalhador associado ao PIS/NIT; Validação na base do CNIS CPF/PIS/Data de nascimento; Cadastramento inicial apenas dos vínculos ativos;

Leia mais

Projeto EFD Social Programa de Unificação do Crédito (Fazendário e Previdenciário)

Projeto EFD Social Programa de Unificação do Crédito (Fazendário e Previdenciário) Projeto EFD Social Programa de Unificação do Crédito (Fazendário e Previdenciário) Projeto EFD Social Integra o Programa de Unificação do Crédito Previdenciário) PUC 1 (Fazendário e Iniciativa

Leia mais

Professor José Sérgio Fernandes de Mattos

Professor José Sérgio Fernandes de Mattos Professor Apresentação: 1. Instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL. Apresentamos a seguir as principais alterações ocorridas na legislação tributária no mês de maio de 2011.

INFORMATIVO MENSAL. Apresentamos a seguir as principais alterações ocorridas na legislação tributária no mês de maio de 2011. INFORMATIVO MENSAL Apresentamos a seguir as principais alterações ocorridas na legislação tributária no mês de maio de 2011. I FEDERAL IPI - NOVAS DISPOSIÇÕES SOBRE A SUSPENSÃO DO IMPOSTO NA EXPORTAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NA 3ª REGIÃO FISCAL SRRF 03 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA EXECUTIVA RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2012

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA EXECUTIVA RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2012 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA EXECUTIVA RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2012 Brasília (DF), março de 2013 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Leia mais

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais,

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012 Dispõe sobre procedimentos e prazos relativos ao encerramento do exercício de 2012 e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições

Leia mais

Certificado Digital Usos e Aplicações

Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital: Onde usar? O certificado digital é um documento eletrônico que proporciona agilidade em muitas das atividades realizadas atualmente por seu titular.

Leia mais

Anexo IV Metas Fiscais Anexo IV.10 Renúncia de Receitas

Anexo IV Metas Fiscais Anexo IV.10 Renúncia de Receitas Anexo IV Metas Fiscais Anexo IV.10 Renúncia de Receitas (Art. 4 o, 2 o, inciso V, da Lei Complementar n o 101, de 4 de maio de 2000) QUADRO I - LDO 2015 GASTOS TRIBUTÁRIOS - PROJEÇÕES 2016 - POR FUNÇÃO

Leia mais

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos!

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! CAMPINAS Centro Empresarial Conceição Rua Conceição, 233 Centro 23º andar conj.2303 CEP 13010 916 Tel: 19 3231 0399 SÃO PAULO Edifício

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA Equipe Portal de Contabilidade Para encerrar as atividades de uma empresa, é preciso realizar vários procedimentos legais, contábeis e tributários, além de, é claro,

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 8ª REGIÃO FISCAL DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CAMPINAS-SP

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 8ª REGIÃO FISCAL DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CAMPINAS-SP SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 8ª REGIÃO FISCAL DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CAMPINAS-SP PORTARIA DE DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIA N.º 243, de 01 de dezembro de 2008. O DELEGADO DA RECEITA

Leia mais

RTU - Perguntas e Respostas

RTU - Perguntas e Respostas RTU - Perguntas e Respostas O que é o RTU? O RTU já foi regulamentado? Já podem ser efetivadas operações de importação ao amparo do RTU? Quem poderá importar mercadorias ao amparo do RTU? O que é necessário

Leia mais

D E C R E T A CAPÍTULO I DO RESPONSÁVEL E DA ABRANGÊNCIA

D E C R E T A CAPÍTULO I DO RESPONSÁVEL E DA ABRANGÊNCIA Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." DECRETO Nº 13.869 DE 02 DE ABRIL DE 2012 Estabelece procedimentos a serem adotados pelos órgãos e entidades da Administração

Leia mais

Programa 2110 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda

Programa 2110 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda Mapeamento de Programas Integrantes da Lei Orçamentária de 212 Programa 211 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda Orgão: 25 - Ministério da Fazenda Momento do Momento LOA+Créditos

Leia mais

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo Câmara Americana de Comércio São Paulo / SP 02/10/2015 Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal

Leia mais

CNS - Confederação Nacional de Serviços. Principais Reflexos no FGTS

CNS - Confederação Nacional de Serviços. Principais Reflexos no FGTS CNS - Confederação Nacional de Serviços Principais Reflexos no FGTS Números Grandes R$ 410,6 bilhões Total Ativo R$ 311,6 bilhões 70 Milhões de clientes Saldo Contas Vinculadas R$ 77,8 bilhões Patrimônio

Leia mais

Instituições Financeiras, Seguros, Previdência e Outros.

Instituições Financeiras, Seguros, Previdência e Outros. Instituições Financeiras, Seguros, Previdência e Outros. Gerais - Assuntos de interesse geral CNPJ - Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas DCTF - Declaração de Contribuições e Tributos Federais DIRF -

Leia mais

Ministério da Previdência Social

Ministério da Previdência Social Ministério da Previdência Social Secretaria Executiva Assessoria de Cadastros Corporativos CNIS Cadastro Nacional de Informações Sociais Fundamentação Legal Criado pelo Decreto 97.936, de 10 de julho de

Leia mais

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Conceito de EFD-Social O (EFD-Social) é um projeto do governo federal que visa a unificação das obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias

Leia mais

Facilitação do Comércio Exterior. Encontro Nacional de Comércio Exterior Enaex 2013

Facilitação do Comércio Exterior. Encontro Nacional de Comércio Exterior Enaex 2013 Facilitação do Comércio Exterior Encontro Nacional de Comércio Exterior Enaex 2013 8,5 milhões de km2 16.886 Km de Fronteiras terrestres 7.367 Km de Orla Marítima 197 milhões de habitantes PIB de 2,39

Leia mais

Regulamenta o Regime Especial Tributário para a Indústria de Defesa - Retid, instituído pela Lei nº 12.598, de 22 de março de 2012.

Regulamenta o Regime Especial Tributário para a Indústria de Defesa - Retid, instituído pela Lei nº 12.598, de 22 de março de 2012. Incentivos Fiscais DECRETOS Decreto nº 8.122, de 16.10.2013 Regulamenta o Regime Especial Tributário para a Indústria de Defesa - Retid, instituído pela Lei nº 12.598, de 22 de março de 2012. Decreto nº

Leia mais

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito VI Fórum Interestadual de Regularidade 9 de outubro de 2014 Frederico Faber Coordenador de Cobrança Cenário Atual Os empregadores são obrigados a preencher

Leia mais

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas José Maia Ministério do Trabalho e Previdência Social Eduardo Tanaka Receita Federal Apresentação: - Visão geral do projeto - Aspectos conceituais

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL- RFB

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL- RFB Unidade Auditada: SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL- RFB Exercício: 2014 Município: Brasília - DF Relatório nº: 201502923 UCI Executora: SFC/DE/DEFAZII - Coordenação-Geral de Auditoria da Área Fazendária

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO

INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO Prof. Nicolau Afonso Barth, Dr. Universidade Tecnológica Federal do Paraná Assessoria de Projetos Cooperados / Assessoria de Assuntos Estudantis ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO: Lei

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 6ª REGIÃO FISCAL - SRRF 06 PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL RELATÓRIO DE GESTÃO

Leia mais

Resoluções e Normativas Federais. GTT - Náutico

Resoluções e Normativas Federais. GTT - Náutico Resoluções e Normativas Federais GTT - Náutico Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) -Decreto nº 6.759, de 5 de fevereiro de 2009. Regulamento Aduaneiro (art. 26 ao 30; art.

Leia mais

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte.

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte. SPED O Sistema Público de Escrituração Digital, mais conhecido como Sped, trata de um projeto/obrigação acessória instituído no ano de 2007, através do Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007. É um

Leia mais

Habilitação no SISCOMEX

Habilitação no SISCOMEX Habilitação no SISCOMEX Por JOSÉ ELIAS ASBEG Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil Belém - Pará Em regra, o despacho aduaneiro é processado no SISCOMEX. Para que seja efetuada uma importação ou exportação

Leia mais

CLIPPING INFORMATIVO DESTAQUES 29/10 a 07/11/2013 LEGISLAÇÃO

CLIPPING INFORMATIVO DESTAQUES 29/10 a 07/11/2013 LEGISLAÇÃO CLIPPING INFORMATIVO DESTAQUES 29/10 a 07/11/2013 LEGISLAÇÃO Decreto nº 8.138, de 06.11.2013 DOU de 07.11.2013 - Dispõe sobre os bens destinados à pesquisa e à lavra de jazidas de petróleo e gás natural

Leia mais

A modernização da estrutura da Receita Federal do Brasil e sua relação com o contribuinte

A modernização da estrutura da Receita Federal do Brasil e sua relação com o contribuinte A modernização da estrutura da Receita Federal do Brasil e sua relação com o contribuinte João Maurício Vital Assessor Técnico da Secretaria da Receita Federal do Brasil Atendimento Premissas Conclusividade

Leia mais

O Controle Interno no Âmbito do Poder Executivo

O Controle Interno no Âmbito do Poder Executivo O Controle Interno no Âmbito do Poder Executivo Contextualização Sumário - O Controle na Administração Pública - O Controle Externo - O Controle Interno O Controle Interno do Poder Executivo do Estado

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA: Auditoria de Gestão EXERCÍCIO: 2010 PROCESSO: 00190-015347/2011-28

Leia mais

INFORMATIVO 06/2014 REFIS DA COPA: REDUÇÃO DA PARCELA DE ENTRADA (ADESÃO AO PARCELAMENTO)

INFORMATIVO 06/2014 REFIS DA COPA: REDUÇÃO DA PARCELA DE ENTRADA (ADESÃO AO PARCELAMENTO) Novo Hamburgo, 22 de julho de 2014. INFORMATIVO 06/2014 REFIS DA COPA: REDUÇÃO DA PARCELA DE ENTRADA (ADESÃO AO PARCELAMENTO) Conforme anunciado no Informativo nº 05/2014, por meio da Lei nº 12.996, de

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 OBRIGATORIEDADE A empresa é obrigada a elaborar mensalmente a folha de pagamento da remuneração paga devida ou creditada a todos os segurados

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 CIRCULAR 37/12 Novo Hamburgo, 02 de julho de 2012. OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 DIA 04 IR-FONTE Pessoas obrigadas: pessoas jurídicas que efetuaram retenção na fonte nos pagamentos ou créditos decorrentes

Leia mais

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED?

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? SPED PIS/COFINS Teoria e Prática O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? E v e l i n e B a r r o s o Maracanaú - CE Março/2 0 1 2 1 2 Conceito O SPED é instrumento que unifica as atividades

Leia mais

Gestão e Administração do Programa

Gestão e Administração do Programa Programa 0084 Arrecadação de Receitas Previdenciárias Objetivo Aumentar a arrecadação da Previdência Social, mediante ação eficaz de controle, fiscalização e cobrança de créditos previdenciários Indicador(es)

Leia mais

Representa uma iniciativa integrada das administrações tributárias nas três esferas governamentais: federal, estadual e municipal.

Representa uma iniciativa integrada das administrações tributárias nas três esferas governamentais: federal, estadual e municipal. Apresentação Instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal (PAC 2007-2010)

Leia mais

INTEGRAÇÃO DO FISCO. Antônio Ricardo V. Schmitt Leonardo Gaffrée Dias Newton Berford Guaraná Paulo Fernando S. de Castro

INTEGRAÇÃO DO FISCO. Antônio Ricardo V. Schmitt Leonardo Gaffrée Dias Newton Berford Guaraná Paulo Fernando S. de Castro INTEGRAÇÃO DO FISCO Antônio Ricardo V. Schmitt Leonardo Gaffrée Dias Newton Berford Guaraná Paulo Fernando S. de Castro ROTEIRO APRESENTAÇÃO Federalismo Atual estágio da Integração do Fisco Fator crítico

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA 007/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E CONTÁBEIS

EDITAL DE ABERTURA 007/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E CONTÁBEIS EDITAL DE ABERTURA 007/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E CONTÁBEIS 1. DA REALIZAÇÃO A Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH),

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 04972.000579/2007-59 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

Protocolo de Arrecadação do DARF. Regras de Negócios para Preenchimento dos Campos da Mensagem TES0017 (Catálogo de Mensagens versão 3.

Protocolo de Arrecadação do DARF. Regras de Negócios para Preenchimento dos Campos da Mensagem TES0017 (Catálogo de Mensagens versão 3. Regras de Negócios para Preenchimento dos Campos da Mensagem TES0017 (Catálogo de Mensagens versão 3.00) ÍNDICE I - INTRODUÇÃO... 3 II ASPECTOS GERAIS... 4 III DESCRIÇÃO DOS CAMPOS - DARF NORMAL (PRETO)...

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Conselho Universitário

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Conselho Universitário Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Conselho Universitário PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ INTERESSADO: Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR ASSUNTO:

Leia mais

CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN

CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN DIFERENÇAS ENTRE AS CERTIDÕES ATÉ 02/11/2014 Duas certidões comprovavam a regularidade do sujeito passivo (pessoa física e pessoa jurídica) perante a Fazenda Nacional:

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos.

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos. Até dia Obrigação AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014 Histórico ocorridos no período de 21 a 31.07.2014, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra "b", da Lei nº 11.196/2005 ): 5

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Para mais informações, acesse o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Parte I Procedimentos Contábeis Orçamentários, 5ª edição. https://www.tesouro.fazenda.gov.br/images/arquivos/artigos/parte_i_-_pco.pdf

Leia mais

www.pontodosconcursos.com.br

www.pontodosconcursos.com.br Carreira de Auditoria da Receita Federal: Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil (AFRFB) e Analista Tributário da Receita Federal do Brasil (ATRFB). Meu nome é Vicente Paulo, sou servidor da Receita

Leia mais

NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO

NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO O resultado primário, que exclui das receitas totais os ganhos de aplicações financeiras e, dos gastos totais,

Leia mais

NORMA DE EXECUÇÃO/SA/INCRA/Nº 42, DE 25 DE JANEIRO DE 2005

NORMA DE EXECUÇÃO/SA/INCRA/Nº 42, DE 25 DE JANEIRO DE 2005 NORMA DE EXECUÇÃO/SA/INCRA/Nº 42, DE 25 DE JANEIRO DE 2005 Dispõe sobre os prazos e procedimentos para apresentação do processo de Contas Anual das Superintendências Regionais e suas unidades jurisdicionadas.

Leia mais