PEX Canal PAP 1ª Onda 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PEX Canal PAP 1ª Onda 2015"

Transcrição

1 PEX Canal PAP 1ª Onda 2015

2 PEX CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO FAIXAS DE CLASSIFICAÇÃO Diamante: 90,0% a 100% de adequação Ouro: 80,0% a 89,99% de adequação Prata: 70,0% a 79,99% de adequação Sem Qualificação: igual ou inferior a 69,99% de adequação ALTERAÇÃO DA REGRA PARA PDVS NOVOS: O modelo de cálculo para fins de resultado por PDV contemplará apenas uma casa decimal, sem utilizar método de arredondamento, conforme faixas de classificação do PEX. O pdv que apresentar mais de 3 indicadores com NA (não se aplica) ou 40% ou mais indicadores sem avaliação será automaticamente classificado como Sem Qualificação. Caso o PEX identifique no período da onda ou durante a contestação que algum dos indicadores do programa está inconsistente, aplicaremos NA e redistribuiremos a pontuação do indicador com problema. O pdv credenciado durante a execução de uma onda, receberá Sem Qualificação e a próxima onda já será avaliado normalmente. 1ª ONDA 2ª ONDA 3ª ONDA JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ Pdv novo = 1ª onda Sem Qualificação Onda de avaliação = Resultado real

3 APURAÇÃO E BONIFICAÇÃO JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN FEV MAR ABR 1ª ONDA 2ª ONDA 3ª ONDA RESULTADO DA ONDA APURAÇÃO APURAÇÃO APURAÇÃO PAGAMENTO DO PEX BÔNUS BÔNUS (ATÉ 60 DIAS APÓS DIVULGAÇÃO DO RESULTADO OFICIAL) BÔNUS Valor bônus (R$) PAP FULL Diamante ,00 Ouro ,00 Prata ,00

4 PEX CRITÉRIO DE ELEGIBILIDADE REVISÃO DOS CRITÉRIOS DO PEX Critério de Elegibilidade ao Bônus PEX: Todos os pdvs serão avaliados no programa, mas para ser elegível a bonificação, precisarão atingir 90% da meta da cesta de produtos (Fixo, Velox e Oi TV) nos quatro meses da respectiva onda de avaliação. Ou seja, para ser elegível a bonificação da 1ª onda 2015, o pdv deverá apresentar 90% do atingimento da meta acumulada no período de janeiro a abril. Fonte de informação: BOV PDV Y Mês mai Mês jun Mês jul Mês ago Total % atingimento Meta Velox Real Velox Meta Fixa Real Fixa % Meta Oi TV Real Oi TV % atingimento = real velox + real fixa+ real Oi TV (acumulado) = >90,0% meta velox + meta fixa+ real Oi TV (acumulado) ATENÇÃO: Somente serão consideradas para este indicador novas ativações; As metas e resultados aplicados serão os divulgados pela área de Planejamento de Canais; O atingimento de meta será único: 90% no acumulado da onda.

5 AVALIAÇÃO Periodicidade: Quadrimestral Serão realizadas 3 ondas no ano de Sistemas de Avaliação Pesquisa de Satisfação Mensurar a percepção do cliente com o atendimento ofertado; Relatórios Internos Indicadores de gestão fornecidos pela Oi como Treinamento Básico, cancelamento de fixo até 07 dias. Infraestrutura Auditoria realizada nos parceiros para avaliação do PEX com o objetivo de verificar se os itens pré-estabelecidos estão conforme diretrizes da Oi. Avaliadores Instituto Independente Pesquisa de Satisfação Oi Indicadores Internos. Fornecedor Externo - Auditoria

6 INDICADORES PEX POR CRITÉRIOS ÁREA DE EXCELÊNCIA DE PONTUAÇÃO Infraestrutura Auditoria 30 Pts Atendimento Pesquisa MDS - Monitoria de Desempenho de Serviço 20 pts Gestão Capacitação Item Restritivo PEX FAV Cancelamento em até 07 dias 25 Pts Treinamento Básico 25 Pts Advertências e notificações -10 Pts

7 REFERÊNCIA AGENDA Indicadores

8 PILAR DE EXCELÊNCIA: INFRAESTRUTURA 30 Pts Auditoria Padrão : Avaliaremos os parceiros de acordo com o manual de infraestrutura, a presença e o funcionamento dos equipamentos e realizaremos entrevistas sobre conhecimento de produtos e serviços da Oi com os vendedores do parceiro PAP. Evidência: A validação será baseada no checklist e no envio das fotos referentes aos itens negativados. Forma de avaliação: Checklist (Relatório com as questões de avaliação). Avaliador: Fornecedor Externo Tipo: Quantitativo Pontos de atenção: -A base de elegíveis deverá ser enviada até o dia 10/01/2015. Não serão aceitas alterações de informações (sejam de exclusão ou inclusão de parceiro, alteração de canal e/ou endereço e/ou horário) posterior a esta data. -A auditoria do PAP SEMPRE será realizada no endereço do escritório do parceiro. Caso não haja vendedor no local, o Gerente de Contas deverá conduzir o auditor até o local onde se encontra a equipe de vendas para que a avaliação de campo seja realizada com sucesso. Caso contrário, o auditor aplicará NA no checklist de auditoria de vendedores. - O Pex negativará aquele parceiro que se negar a receber auditoria por qualquer motivo e/ou estiver com o endereço incorreto na base de elegíveis validada pela regional. - O pdv que se recusar assinar o protocolo de avaliação de Auditoria e/ou Cliente Oculto será negativado nos pilares. O momento de contestação dos itens deverão ser feitos no período de contestação e não no momento da visita com o auditor.

9 PILAR DE EXCELÊNCIA: INFRAESTRUTURA Checklist Auditoria Macro Item Pontos PAP CDE Item de Controle Ferramentas 0,5 Existe divulgação interna de comunicados (Oi Conhece e Oi Vende Comunica)? 2,0 O Agente utiliza o contrato/formulário de cadastro de venda (modelo fornecido pela Oi Fixo, Velox, Oi TV? 2,5 O escritório do Agente possui a infra-estrutura mínima exigida? Estrutura Física 4,0 O agente possui BO de auditoria de vendas? 1,0 O Agente realiza plano de ação com foco na meta e resultados com qualidade e alinha com os supervisores? 1,0 O Agente conhece e divulga internamente os Indicadores do Programa de Excelência? Gestão de Resultados 1,5 1,5 A equipe de Vendas (Supervisores/ Vendedores) conhece suas metas individuais (mensais e diárias) definidas pelo Agente? O Agente e supervisor de equipe têm o controle diário de produtividade de seus Vendedores (meta x real (VI) x tendência)? 1,5 O Agente imprime e entrega para os vendedores o Guia do vendedor?

10 PILAR DE EXCELÊNCIA: INFRAESTRUTURA Checklist Auditoria Macro Item Pontos CDE Item de Controle Excelência Operacional 2,0 1,5 O Agente utiliza o DFV (Direcionamento da Força de Vendas ) como ferramenta para fazer a programação rotineira de visitas dos seus consultores em sua área de atuação? O Agente possui programa motivacional ou campanha de incentivo ligado a resultado para aumentar o rendimento da equipe de vendas? Gestão de Gente 1,0 O parceiro paga para o vendedor remuneração variável por venda de cada produto (comissão para Fixo, Velox, Oi TV)? 1,0 Todos os seus funcionários utilizam crachá dentro dos padrões definidos?(vendedores/supervisores) 1,0 O Agente possui todos os Vendedores uniformizados de acordo com os padrões definidos? Marca Oi 0,5 O Agente possui em estoque material de merchandising da oferta vigente? 1,5 Os Vendedores entrevistados conhecem os Produtos comercializados pelo cana PAP? Conhecimento de produtos e ofertas 2,0 Os Vendedores entrevistados conhecem as principais ofertas vigentes (vigente no mês) de Oi Fixo? 1,5 Os Vendedores entrevistados conhecem as principais ofertas de VELOX? 1,5 Os Vendedores entrevistados conhecem a principal oferta vigente de Oi TV? Atendimento 1,0 O vendedor apresentou atitude/ comportamento/ postura de acordo com o Jeito Oi de Vender?

11 PILAR DE EXCELÊNCIA: ATENDIMENTO 20 Pts Pesquisa de Satisfação (MDS) O QUE É A PESQUISA MDS? Pesquisa de satisfação com clientes que habilitaram planos Oi Fixo, Velox e Oi TV com o objetivo de medir a satisfação dos clientes com o atendimento recebido. METODOLOGIA: A pesquisa é realizada por telefone, e teremos entre 10 e 30 entrevistas por pdv por onda de avaliação do programa. A pontuação será atrelada conforme abaixo: Pergunta Critério Pontuação Agora, gostaria que o (a) Sr (a) avaliasse o (a) vendedor (a) utilizando uma nota de 1 a 10, onde 10 significa muito satisfeito e 1 muito insatisfeito. Média >=8 5 pontos Vou fazer algumas perguntas sobre a forma como o vendedor lhe atendeu... O vendedor: Fez perguntas para Identificar suas necessidades em relação ao uso do telefone fixo/internet? O vendedor ofertou serviços/ planos de Oi TV? Demonstrou empenho/interesse em explicar produtos e serviços de forma clara? Se sim em 80% dos casos Se sim em 80% dos casos Se sim em 80% dos casos 5 pontos 5 pontos 5 pontos

12 PILAR DE EXCELÊNCIA: GESTÃO 25 Pts Cancelamento de fixo até 07 dias Regra de Pontuação R1 % Cancelamento Nota PEX <=15,0% 25 Pts >=15,1 % a 30,0% 15 Pts >30,1 % 5 Pts Regra de Pontuação R2 % Cancelamento Nota PEX <=20,0% 25 Pts >=20,01 % a 35,0% 15 Pts >35,1 % 5 Pts O índice de Cancelamento em até 07 dias está dentro do percentual aceitável estabelecido pelo canal? Padrão: O índice de cancelamento em até 07 dias do Parceiro está dentro do percentual máximo estabelecido pelo canal? Evidência: Este item será avaliado internamente pela Oi através de relatório emitido pelo canal PAP. OBS1: Para verificar a adequação do Parceiro neste item, a Oi realizará a média quadrimestral de cancelamento bruto x venda líquida ocorrido que não poderá ultrapassar 15% na R1 e 20% na R2. OBS2: Não excluímos cancelamentos da base por nenhum motivo. Ex:O.S COMBO, venda indevida, erro sistêmico, entre outros. Forma de Avaliação: Relatório Avaliador: Oi Tipo: Quantitativo

13 PILAR DE EXCELÊNCIA: CAPACITAÇÃO 25 Pts Informação Treinamento e Básico De - Certificação (25,0 pts) A Força de Vendas do Parceiro está devidamente treinada? TREINAMENTO BÁSICO Extrair relatório do Oi Conhece com toda equipe de vendas cadastrada por pdv. E apurar se os usuários de cada pdv participaram do treinamento (on line ou presencial) e obtiveram seu login. A pontuação será total para aquele pdv que tiver 85% da força de vendas aprovada no treinamento Básico. EVIDÊNCIA: Extração periódica de relatórios do Oi Conhece. Público elegível: Toda a equipe de vendas (vendedores, Supervisores e backoffice). Forma de Avaliação: Será cruzada a base de vendedores, supervisores e backoffice por parceiro enviada pelo canal no ultimo mês de avaliação da onda X a base de vendedores e supervisores aprovados no básico extraída do Oi Conhece no dia 30/04/2015. Não serão aceitos s de solicitação para o controle de acesso de exclusão e/ou inclusão de logins depois do dia 20/04/2015, pois o SLA é de 48 horas utéis (8h por dia útil), portanto não deixe para última hora! Aquele parceiro que não informar o números de vendedores e supervisores ativos ou informar o número 0, será negativado no item.

14 PILAR DE EXCELÊNCIA: GESTÃO -10 Pts INDICADOR RESTRITIVO Advertências e Notificações (- 10 pts) O Parceiro recebeu advertências devido ao não cumprimento das responsabilidades contratuais no período avaliado? Padrão: O Parceiro não deverá ter recebido mais de 1 advertência ou notificação dentro do período que contemple a avaliação. Evidência: Será realizada uma consulta a Administração de Vendas para verificar se o Parceiro foi ou não advertido ou notificado durante o período que contempla a avaliação. Forma de Avaliação: Relatório ADM de Vendas Avaliador: Oi Tipo: Quantitativo

15 PEX NOTIFICAÇÕES REVISÃO DOS CRITÉRIOS DO PEX Pdvs avaliados como Sem Qualificação (menos de 70% de adequação ao programa) receberão notificação da OI, conforme politica comercial. Os pdvs novos classificados como Sem Qualificação não se enquadram no exposto acima. Os pdvs notificados: 1 As notificações serão consideradas para processo de expansão com os parceiros em questão. 2 Em três ondas consecutivas estarão sujeito ao descredenciamento. FLUXO: PEX: Sinaliza para o Canal os pdvs classificados como Sem qualificação. CANAL: Analisa o resultado, divide com a Regional, e demanda a ADM venda a Notificação. ADM VENDAS: Elabora e controla a entrega a Notificação ao pdv. Conta com a colaboração da Regional.

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

Implantação dos Requisitos Acreditação RN 277 (ANS)

Implantação dos Requisitos Acreditação RN 277 (ANS) Implantação dos Requisitos Acreditação RN 277 (ANS) Debates GVSaúde Acreditação Operadoras de Planos de Saúde Helton Marcondes Coordenação de Processos e Qualidade - GEPP Roteiro Unimed-BH em Números;

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE O Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE visa fortalecer a missão de desenvolver a nossa terra e nossa gente e contribuir para

Leia mais

Campanha de Incentivo Time de Craques Telemarketing

Campanha de Incentivo Time de Craques Telemarketing Campanha de Incentivo Time de Craques Telemarketing PERÍODO DA CAMPANHA: De Janeiro a Maio/2014 APURAÇÃO DOS RESULTADOS: Até 06 de Junho/2014 TIME DE CRAQUES TELEMARKETING: MECÂNICA DA CAMPANHA A pontuação

Leia mais

Programa de Remuneração Variável 2011

Programa de Remuneração Variável 2011 Programa de Remuneração Variável 2011 Sistema de Gestão É o conjunto de processos que permite traduzir as estratégias em ações alinhadas em todos os níveis de forma a garantir o alcance da Missão e Visão,

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS

INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS Este material tem o objetivo de fornecer aos comitês regionais e setoriais do PGQP, e a seus franqueados, informações atualizadas sobre o SAG e orientações para a

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

*Entende-se por Células dos Demais Grupos as operações de Back Office Consumer, Back Office Consumer Ajustes, Redes Sociais e Prime Ativo.

*Entende-se por Células dos Demais Grupos as operações de Back Office Consumer, Back Office Consumer Ajustes, Redes Sociais e Prime Ativo. 1. Objetivo 1.1. A campanha será patrocinada pela Telefônica Vivo e tem por objetivo incentivar e reconhecer seus colaboradores alocados a nível Brasil no Atendimento ao Cliente. 2. Período de vigência

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

*Entende-se por colaboradores do Staff Assistentes, Analistas, Supervisores de Staff e Especialistas.

*Entende-se por colaboradores do Staff Assistentes, Analistas, Supervisores de Staff e Especialistas. 1. Objetivo 1.1. A campanha será patrocinada pela Telefônica Vivo e tem por objetivo incentivar e reconhecer seus colaboradores alocados a nível Brasil no Atendimento ao Cliente. 2. Período de vigência

Leia mais

SE O OBJETIVO É A EXPORTAÇÃO, A SOLUÇÃO É O START EXPORT

SE O OBJETIVO É A EXPORTAÇÃO, A SOLUÇÃO É O START EXPORT SE O OBJETIVO É A EXPORTAÇÃO, A SOLUÇÃO É O START EXPORT SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA PARA EXPORTAR? Já participou de feiras internacionais do setor? Você pode adequar/modificar seu produto? Seu site e catálogos

Leia mais

Programa de Remuneração Variável 2015

Programa de Remuneração Variável 2015 Programa de Remuneração Variável 2015 APRESENTAÇÃO A Remuneração Variável é parte representativa nas práticas de gestão de pessoas. O modelo tradicional de pagamento através de salário fixo, tornou-se

Leia mais

Identificação: R.01 Revisão: 04 Folha: 1 / 11

Identificação: R.01 Revisão: 04 Folha: 1 / 11 Identificação: R.01 Revisão: 04 Folha: 1 / 11 Artigo 1 - Objetivo do documento 1.1. Este documento tem como objetivo regulamentar as atividades para credenciamento de uma empresa no Selo Excelência ABCEM.

Leia mais

O papel da remuneração no engajamento profissional

O papel da remuneração no engajamento profissional O papel da remuneração no engajamento profissional 15 de Maio de 2014 Agenda 1. Sobre o Hay Group 2. Contexto de mercado 3. Estudo global: O papel da remuneração no engajamento 4. Estudo Brasil: Melhores

Leia mais

PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV

PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV 1 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO DE PESSOAS 1.1 Histórico da Prática Eficaz A Nova Escola tem aplicado a Meritocracia como um recurso na Gestão de

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE ADESÃO CICLO 2015

INFORMAÇÕES SOBRE ADESÃO CICLO 2015 INFORMAÇÕES SOBRE ADESÃO CICLO 2015 Conteúdo Sobre o GVces Sobre o Programa Brasileiro GHG Protocol e o Registro Público de Emissões Política de qualificação dos inventários (Novo critério para o selo

Leia mais

PARA QUE SERVE O CRM?

PARA QUE SERVE O CRM? Neste mês, nós aqui da Wiki fomos convidados para dar uma entrevista para uma publicação de grande referência no setor de varejo, então resolvemos transcrever parte da entrevista e apresentar as 09 coisas

Leia mais

Atendimento Virtual Ampla

Atendimento Virtual Ampla 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Atendimento Virtual Ampla Carlos Felipe de Moura Moysés Ampla Energia e Serviços S.A cmoyses@ampla.com André Theobald Ampla Energia e Serviços S.A theobald@ampla.com

Leia mais

GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA

GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil GESTÃO DE EMPRESAS PARCEIRAS NA CELPA Severo Ferreira Sampaio Gelson Nunes Felfili

Leia mais

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Programa de Inovação Tecnologica FIESP CIESP - SENAI Sede Fiesp 2013 Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES PARA USO DO SITE

TERMOS E CONDIÇÕES PARA USO DO SITE TERMOS E CONDIÇÕES PARA USO DO SITE De um lado a empresa MULTICLICK BRASIL PUBLICIDADE LTDA. ME, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 10.248.759/0001-41 NIRE nº 3120821249-9,

Leia mais

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Agenda Sobre a Ferrettigroup Brasil O Escritório de Processos Estratégia Adotada Operacionalização do Escritório de Processos Cenário Atual Próximos Desafios

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO Selo de Excelência FLYTOUR

REGULAMENTO TÉCNICO Selo de Excelência FLYTOUR SUMÁRIO 1 CONDIÇÕES GERAIS... 2 2 CONDIÇÕES DE CERTIFICAÇÃO E VISÃO GERAL DO PROCESSO... 3 3 PROCESSO TÉCNICO PARA CONCESSÃO DO SELO... 5 4 PROCESSO TÉCNICO AUDITORIA DOS RESULTADOS... 7 5 RECONHECIMENTO

Leia mais

Consultoria: Alta Performance em Vendas

Consultoria: Alta Performance em Vendas MPRADO COOPERATIVAS Consultoria: Alta Performance em Vendas Apresentação: MPrado Consultoria Empresarial Uma das maiores consultorias em Agronegócio do Brasil; 15 anos de mercado; 70 Consultores em Gestão

Leia mais

PORTAL DE EMPREGOS ANHANGUERA CATHO-ON LINE

PORTAL DE EMPREGOS ANHANGUERA CATHO-ON LINE Principais dúvidas e benefícios Conteúdo O que é?... 3 Quem administra o Portal?... 3 Qual é o produto que estamos oferecendo aos alunos?... 3 O aluno terá que pagar alguma coisa?... 3 Mas o que são os

Leia mais

Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016

Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016 Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016 Av. Nossa Senhora do Carmo, 1.191, 3º andar, Sion, Belo Horizonte/MG - www.planetfone.com.br 1 SUMÁRIO 1. A PLANETFONE... 03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 04

Leia mais

COMO EXPLORAR OS BENEFÍCIOS DOS INDICADORES DE DESEMPENHO NA GESTÃO DE UM CSC. Lara Pessanha e Vanessa Saavedra

COMO EXPLORAR OS BENEFÍCIOS DOS INDICADORES DE DESEMPENHO NA GESTÃO DE UM CSC. Lara Pessanha e Vanessa Saavedra COMO EXPLORAR OS BENEFÍCIOS DOS INDICADORES DE DESEMPENHO NA GESTÃO DE UM CSC Lara Pessanha e Vanessa Saavedra A utilização de indicadores de desempenho é uma prática benéfica para todo e qualquer tipo

Leia mais

Informações e orientações para organização do processo decisório

Informações e orientações para organização do processo decisório Informações e orientações para organização do processo decisório Prof. Pedro Paulo H. Wilhelm, Dr. Eng. Prod (Dep. Economia) WILHELM@FURB.BR Prof. Maurício C. Lopes, Msc. Eng. Prod. (Dep. Computação) MCLOPES@FURB.BR

Leia mais

Auditoria Operacional no Setor Produtivo em uma Industria de Envelopes de Papel

Auditoria Operacional no Setor Produtivo em uma Industria de Envelopes de Papel Auditoria Operacional no Setor Produtivo em uma Industria de Envelopes de Papel UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO MBA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE SÃO PAULO 2009 Gerson C. Anis e grupo de trabalho SUMÁRIO RESUMO...2

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. O Plano de Vantagens Itaú oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento e a sua utilização dos

Leia mais

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial AGRODISTRIBUIDOR: O Futuro da Distribuição de Insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, 2011. Org: Matheus Alberto Cônsoli, Lucas Sciencia

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Março/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de Fevereiro/2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Março/2015. Neste mês, 20,8% dos empresários conseguiram aumentar

Leia mais

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO:

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: Considerando: - A Lei nº 12.232/10 estabelece no seu art. 4º que, para participar de licitações públicas, as agências

Leia mais

Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios. www.paggapremios.com.br 4003-4733

Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios. www.paggapremios.com.br 4003-4733 Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios Campanha de Incentivos O que é uma campanha de incentivos? É uma ação planejada e orientada para motivar equipes de vendas,

Leia mais

TOP N. CREDENCIADOS DETALHAMENTOS. Este benefício permite que Top Service e Credenciado

TOP N. CREDENCIADOS DETALHAMENTOS. Este benefício permite que Top Service e Credenciado REGULAMENTO DO PROGRAMA MAIS QUE PNEUS A COMERCIAL AUTOMOTIVA S.A. ( DPaschoal ), inscrita no CNPJ sob 45.987.005/0001-98, com sede na Avenida Anton Von Zuben, 2155, Campinas, SP ( CA ) institui através

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar MANUAL DO AVALIADOR Parte I 1.1 Liderança Profissional habilitado ou com capacitação compatível. Organograma formalizado, atualizado e disponível. Planejamento

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos

Gestão de Portfólio de Projetos Dez/2010 Gestão de de Projetos Prof. Américo Pinto FGV, IBMEC-RJ, PUC-RJ, COPPEAD Email: contato@americopinto.com.br Twitter: @americopinto Linkedin: Americo Pinto Website: www.americopinto.com.br Por

Leia mais

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves BPM Congress 27 e 28-11-2012 Palestrante: Ranussy Gonçalves O SEBRAE-MG Mais de 700 funcionários Orçamento para 2012 de mais de R$ 185 milhões 130 mil empresas atendidas em 2011 e 150 mil para 2012 O início

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Análise de Cenários Econômicos (Disciplina

Leia mais

Números do Sistema Unimed. 354 Cooperativas Unimed. Presente em 83% dos municípios

Números do Sistema Unimed. 354 Cooperativas Unimed. Presente em 83% dos municípios Números do Sistema Unimed 354 Cooperativas Unimed 300 Operadoras de plano de saúde 37 Prestadoras de serviço 110 mil Cooperados ativos 19,5 milhões Beneficiários 2.960 Hospitais Presente em 83% dos municípios

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

Adequação dos Fornecedores

Adequação dos Fornecedores Melhores Práticas em E-Procurement Adequação dos Fornecedores Paulo Afonso dos Santos Abril, 2005 Promover o fortalecimento das competências tecnológicas Adotar práticas de e-business visando a redução

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília INTEGRANDO UM DIAGNÓSTICO À GESTÃO POR PROCESSOS Pedro Barreto SUMÁRIO 1 Diagnóstico financeiro versus

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO. NOME DA PROMOÇÃO: PROTECT PREMIADO PERÍODO DA PROMOÇÃO: 24/02/2014 até 25/03/2014

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO. NOME DA PROMOÇÃO: PROTECT PREMIADO PERÍODO DA PROMOÇÃO: 24/02/2014 até 25/03/2014 REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO NOME DA PROMOÇÃO: PROTECT PREMIADO PERÍODO DA PROMOÇÃO: 24/02/2014 até 25/03/2014 DADOS DA EMPRESA PROMOTORA DA PROMOÇÃO FS VAS PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS

Leia mais

SIPED - Sistema de Investimento em Pesquisa e Desenvolvimento. Reservado ao Ambiente Interno da ANP

SIPED - Sistema de Investimento em Pesquisa e Desenvolvimento. Reservado ao Ambiente Interno da ANP Versão 2.0 SIPED - Sistema de Investimento em Pesquisa e Aviso de Sigilo Este documento contém informações reservadas à ANP, sendo o documento como um todo classificado no nível reservado, conforme art.

Leia mais

PLANEJAMENTO DE TRABALHO PARA MELHORIA DA SEGURANÇA PRATICADA. Autor: Data

PLANEJAMENTO DE TRABALHO PARA MELHORIA DA SEGURANÇA PRATICADA. Autor: Data PLANEJAMENTO DE TRABALHO PARA MELHORIA DA SEGURANÇA PRATICADA Autor: Data ABRANGÊNCIA DO TRABALHO Trabalho desenvolvido na Diretoria da Distribuição da Cemig D. Força de trabalho envolvida: 9310 Empregados

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas EDITAL N O 12, DE 23 DE ABRIL DE 2015 O Diretor Geral do Campus Campinas

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

CEMIG SAÚDE Prestadores de serviços

CEMIG SAÚDE Prestadores de serviços CEMIG SAÚDE Prestadores de serviços Maio de 2014 2 A pesquisa Amostra 639 entrevistas A PESQUISA Intervalo de confiança 95% Margem de erro 7% por segmento Data da coleta 13 a 22 de Maio de 2014 3 DESCRIÇÃO

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo IV Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo IV Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo IV Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre ANEXO IV SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO

Leia mais

1.1. Nutricionista Entrevistado(a) CRN- Estatutário [ ] Celetista [ ] Contratado [ ] Concursado Celetista [ ] Outro [ ] CRN- RT / QT

1.1. Nutricionista Entrevistado(a) CRN- Estatutário [ ] Celetista [ ] Contratado [ ] Concursado Celetista [ ] Outro [ ] CRN- RT / QT CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - ª REGIÃO UF ROTEIRO DE VISITA TÉCNICA DATA DA VISITA ALIMENTAÇÃO COLETIVA REFEIÇÃO CONVENIO / CESTA DE ALIMENTOS REFEIÇÃO CONVENIO

Leia mais

MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL

MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL IMPORTANTE Prezado Cliente, Atendimento On-Line (Via Internet). Estivemos trabalhando no desenvolvimento de uma ferramenta de atendimento que permitisse

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass. O Plano de Vantagens Itaú Uniclass oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento

Leia mais

Pompeia Santana Ipiranga

Pompeia Santana Ipiranga Pompeia Santana Ipiranga Apresentação dos Resultados Gerenciamento de Leitos Gerenciamento de leitos Significa buscar a utilização dos leitos disponíveis em sua capacidade máxima dentro dos critérios

Leia mais

Introdução... 4. Percepção sobre a economia e o comércio... 5. Gargalos da economia brasileira... 7. Consumo das famílias... 8

Introdução... 4. Percepção sobre a economia e o comércio... 5. Gargalos da economia brasileira... 7. Consumo das famílias... 8 Conteúdo Introdução... 4 Percepção sobre a economia e o comércio... 5 Gargalos da economia brasileira... 7 Consumo das famílias... 8 Ambiente regulatório... 9 Logística pública... 10 Mão de obra... 10

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

Comunicação e colaboração na execução do Plano Estratégico

Comunicação e colaboração na execução do Plano Estratégico Comunicação e colaboração na execução do Plano Estratégico Apresentação A Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica SEPG apoia a Presidência nas demandas relativas ao planejamento institucional,

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

Agenda ! GRUPO SABEMI. ! Contexto Geral de Processos e TI na SABEMI. ! Case: Processo de Atendimento dos Canais de Venda. ! Resultados da Automação

Agenda ! GRUPO SABEMI. ! Contexto Geral de Processos e TI na SABEMI. ! Case: Processo de Atendimento dos Canais de Venda. ! Resultados da Automação Agenda! GRUPO SABEMI! Contexto Geral de Processos e TI na SABEMI! Case: Processo de Atendimento dos Canais de Venda! Resultados da Automação Grupo SABEMI Vídeo Institucional Contexto Geral de Processos

Leia mais

ANEXO II MODELO DE PROJETO SOCIAL. Solicitação de Habilitação no Banco de Projetos Entidade/Organização

ANEXO II MODELO DE PROJETO SOCIAL. Solicitação de Habilitação no Banco de Projetos Entidade/Organização ANEXO II MODELO DE PROJETO SOCIAL Solicitação de Habilitação no Banco de Projetos Entidade/Organização 1 IDENTIFICAÇÃO 1.1.Dados de Identificação do(s) Proponente(s) Proponente: (órgão ou Nome entidade

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

Impactos e Adaptações do Mercado para. Alexandre Nunes Zucarato Gerente de Inteligência de Mercado Câmara de Comercialização de Energia Elétrica

Impactos e Adaptações do Mercado para. Alexandre Nunes Zucarato Gerente de Inteligência de Mercado Câmara de Comercialização de Energia Elétrica Impactos e Adaptações do Mercado para Implantação da Portaria MME 455/2012 Alexandre Nunes Zucarato Gerente de Inteligência de Mercado Câmara de Comercialização de Energia Elétrica Agenda Objetivos gerais

Leia mais

Monitoramento da Implementação da Lei de Conflito de Interesses

Monitoramento da Implementação da Lei de Conflito de Interesses Monitoramento da Implementação da Lei de Conflito de Interesses Patricia Audi Secretária de Transparência e Prevenção da Corrupção 20 de agosto de 2015 Do que trata a Lei? Situações que configuram conflito

Leia mais

Qual a participação da Engenharia na Incorporação imobiliária da Cyrela?

Qual a participação da Engenharia na Incorporação imobiliária da Cyrela? Qual a participação da Engenharia na Incorporação imobiliária da Cyrela? Atuação da Engenharia Cyrela AQUISIÇÃO DO TERRENO INÍCIO DESENVOLVIMENTO DO PRODUTO LANÇAMENTO DO EMPREENDIMENTO INÍCIO DA OBRA

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais/CVB s 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda,

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Abril/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de Março/2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Abril/2015. O mês de março mostrou mais uma queda no faturamento dos

Leia mais

Solução inovadora de premiação online e gerenciamento de campanhas

Solução inovadora de premiação online e gerenciamento de campanhas Solução inovadora de premiação online e gerenciamento de campanhas Campanha de Incentivos O que é uma campanha de incentivos? É uma ação planejada e orientada para motivar equipes de vendas, distribuidores,

Leia mais

DELOITTE TOUCHE TOHMATSU Código. POLÍTICA CORPORATIVA Revisão 00 1. OBJETIVO... 2 2. DEFINIÇÃO... 2 3. ABRANGÊNCIA/APLICAÇÃO... 2 4. DIRETRIZES...

DELOITTE TOUCHE TOHMATSU Código. POLÍTICA CORPORATIVA Revisão 00 1. OBJETIVO... 2 2. DEFINIÇÃO... 2 3. ABRANGÊNCIA/APLICAÇÃO... 2 4. DIRETRIZES... Página 1/5 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. DEFINIÇÃO... 2 3. ABRANGÊNCIA/APLICAÇÃO... 2 4. DIRETRIZES... 4 Sócio Nacional Página 2/5 1. OBJETIVO O programa tem como objetivo atender as demandas por novos modelos

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. O Plano de Vantagens Itaú oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento e a sua utilização dos

Leia mais

GUIA DO CICLO DE GESTÃO DE GENTE

GUIA DO CICLO DE GESTÃO DE GENTE GUIA DO CICLO DE GESTÃO DE GENTE 1/ 13 Índice I. O conceito do Ciclo de Gestão de Gente 1. O que é o Ciclo de Gestão de Gente? 2. Objetivos do Ciclo de Gestão de Gente 3. Como funciona o Ciclo de Gestão

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE NEGÓCIOS. Sejam Bem-Vindos

APRESENTAÇÃO DE NEGÓCIOS. Sejam Bem-Vindos APRESENTAÇÃO DE NEGÓCIOS 1 Sejam Bem-Vindos NOSSA EMPRESA 2 Administradora de Bolões Independente com Lotérica Parceira Escritório Operacional em Rio de Janeiro/RJ Bolões Lotéricos Altamente Projetados

Leia mais

Funcionários. Adicionar Funcionários. Abaixo na tela clicar no botão. *Dados obrigatórios: Matrícula, Nome, PIS e data de admissão

Funcionários. Adicionar Funcionários. Abaixo na tela clicar no botão. *Dados obrigatórios: Matrícula, Nome, PIS e data de admissão Funcionários Adicionar Funcionários Abaixo na tela clicar no botão *Dados obrigatórios: Matrícula, Nome, PIS e data de admissão Funcionários Aplicar escala a um funcionário Selecione o(s) funcionário(s)

Leia mais

Programa de Recompensas Fiat Itaucard. Orientações Cartas-Bônus

Programa de Recompensas Fiat Itaucard. Orientações Cartas-Bônus Programa de Recompensas Fiat Itaucard Orientações Cartas-Bônus Mecânica Programa de Recompensas Acumulo de pontos 5% do valor de cada compra realizada com o cartão Fiat Itaucard são convertidos em pontos.

Leia mais

c) O Programa tem prazo para acúmulo de Pontos do Catálogo 03/2015 de Outubro de 2015, a 30 de Março de 2016.

c) O Programa tem prazo para acúmulo de Pontos do Catálogo 03/2015 de Outubro de 2015, a 30 de Março de 2016. Regulamento Clube do Desejo Miess 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) As presentes disposições regulam o programa de pontos * Clube do Desejo Miess * (Programa), por meio do qual são atribuídos (*Pontos *) os clientes

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA 1/10 INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA... 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 3 1. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE:... 4 - MANUAL DA QUALIDADE... 4 Escopo do SGQ e definição dos clientes... 4 Política

Leia mais

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF

INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS - ICF GOIÂNIA - GO JULHO/2014 SUMÁRIO Série histórica do ICF... 3 Resultado do ICF... 4 Situação do emprego... 5 Perspectiva profissional... 6 Situação de renda... 7 Acesso

Leia mais

Global Productivity Solutions Treinamento e Consultoria em Seis Sigma. Seis Sigma em Serviços: desafios e adequações necessárias

Global Productivity Solutions Treinamento e Consultoria em Seis Sigma. Seis Sigma em Serviços: desafios e adequações necessárias Global Productivity Solutions Treinamento e Consultoria em Seis Sigma Seis Sigma em Serviços: desafios e adequações necessárias A importância do Seis Sigma e da Qualidade em serviços As empresas de serviços

Leia mais

A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos. Agenda da palestra

A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos. Agenda da palestra A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos Limeira, 27 de outubro de 2010 Aguinaldo Aragon Fernandes, DSc,CGEIT www,aragonconsultores.com.br Copyright 2010 By Aragon. Agenda da

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Método para Avaliar e Premiar a Qualidade de Atendimento e Reduzir Custos Operacionais

Leia mais

Transparência na relação com os consumidores

Transparência na relação com os consumidores Transparência na relação com os consumidores FLEURY MEDICINA e SAÚDE Fleury Medicina Diagnóstica 1926 Fundado em 1926 pelo médico Gastão Fleury Silveira; Primeiro laboratório multidisciplinar de análises

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO - JANEIRO DE 2010

SUMÁRIO EXECUTIVO - JANEIRO DE 2010 SUMÁRIO EXECUTIVO - JANEIRO DE 2010 CENTRAL DE RELACIONAMENTO FOME ZERO 1) Estrutura A Central de Relacionamento FOME ZERO do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS é responsável pelo

Leia mais

Este documento explica as ações de conversão na reta final deste ciclo, devendo servir de guia para as campanhas que se iniciam a partir de hoje.

Este documento explica as ações de conversão na reta final deste ciclo, devendo servir de guia para as campanhas que se iniciam a partir de hoje. O Documento Este documento explica as ações de conversão na reta final deste ciclo, devendo servir de guia para as campanhas que se iniciam a partir de hoje. O documento contém informações sobre a estratégia

Leia mais

Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015

Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015 2015 Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015 Texto traduzido e adaptado por Fernando Fibe De Cicco, Coordenador de Novos Projetos do QSP. Outubro de 2015. Matrizes de correlação entre a ISO

Leia mais

Missão de Negócios: Criar, ensinar a usar e vender maquiagens surpreendentes, encantando o maior número possível de mulheres.

Missão de Negócios: Criar, ensinar a usar e vender maquiagens surpreendentes, encantando o maior número possível de mulheres. CURSOS DE AUTOMAQUIAGEM INÍCIO NOV/07 1 Pesquisa com os consumidores nas franquias para obter informações sobre a demanda e melhores horários para oferecer o curso 2º Locação da sala próximo a dois Pdv

Leia mais

Sistema RH1000. Gestão de Pessoas por Competências. Foco em Resultados. Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde 1987. Atualizado em 01Set2015 1

Sistema RH1000. Gestão de Pessoas por Competências. Foco em Resultados. Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde 1987. Atualizado em 01Set2015 1 Sistema RH1000 Gestão de Pessoas por Competências Foco em Resultados Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde 1987 Atualizado em 01Set2015 1 Implantação do RH de Resultados (RHR ) Solução Completa Metodologia

Leia mais

BRASIL 2015 PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EM GESTÃO DO CAPITAL HUMANO

BRASIL 2015 PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EM GESTÃO DO CAPITAL HUMANO BRASIL 2015 PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EM GESTÃO DO CAPITAL HUMANO APRENDA, PRATIQUE E DESENVOLVA-SE COM O MERCER COLLEGE VISÃO GERAL OBJETIVOS Os objetivos do Mercer College, Programa de Desenvolvimento

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Hemobrás. ELABORADO POR RUBRICA DATA Nome: José Eduardo S. Martins / / Função: Gerente de Garantia da Qualidade

Hemobrás. ELABORADO POR RUBRICA DATA Nome: José Eduardo S. Martins / / Função: Gerente de Garantia da Qualidade Programa da Qualidade Página 1/20 ELABORADO POR RUBRICA DATA Nome: José Eduardo S. Martins / / Função: Gerente de Garantia da Qualidade REVISADO POR RUBRICA DATA Nome: Renato César Vieira de sousa / /

Leia mais

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2004 e Parecer dos Auditores Independentes Parecer dos Auditores Independentes 03 de fevereiro

Leia mais

O Advogado sem fronteiras

O Advogado sem fronteiras O Advogado sem fronteiras Até 201 8 100 os Tribunais devem estar com das ações no PJe A lei que prevê o processo eletrônico é de 2006. Mas Minas Gerais iniciou a implantação do sistema somente seis anos

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 enfermeira, 01 farmacêutica e 01 infectologista e consultoresrepresentantes

Leia mais

Pós-Graduação em Formação de Gerentes Pós-Graduação em Gestão de Pessoas. COMUNICADO Nº 06, de 11 de abril de 2014

Pós-Graduação em Formação de Gerentes Pós-Graduação em Gestão de Pessoas. COMUNICADO Nº 06, de 11 de abril de 2014 Estado de Goiás Secretaria de Gestão e Planejamento Superintendência da Escola de Governo Henrique Santillo Pós-Graduação em Formação de Gerentes Pós-Graduação em Gestão de Pessoas COMUNICADO Nº 06, de

Leia mais

Aplicação da Metodologia BPM Case SOCOR Jacqueline Furtado Portella

Aplicação da Metodologia BPM Case SOCOR Jacqueline Furtado Portella Aplicação da Metodologia BPM Case SOCOR Jacqueline Furtado Portella Gestora Hospitalar Especialista em Gestão em Saúde Gestora de Processos de Negócio Junho/2013 Agenda I) O contexto do Hospital Socor

Leia mais

Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento. Roland Artur Salaar Junior

Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento. Roland Artur Salaar Junior XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento Roland Artur Salaar Junior Companhia Paulista

Leia mais