Jardel Peron Waquim Engenheiro Agrônomo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Jardel Peron Waquim Engenheiro Agrônomo"

Transcrição

1 Jardel Peron Waquim Engenheiro Agrônomo

2 São os organismos que tiveram inseridos em seu código genético, genes estranhos de qualquer outro ser vivo

3 Isolar o gene desejado, retirando-o da molécula de DNA onde estava. Produzir cópias (clones) deste gene. Inserir os genes clonados em vetores. Inserir os vetores criados em células vivas. Selecionar as células válidas (que tiveram seu DNA modificado pelos vetores) e tratá-las de certa forma, dando origem a culturas de células ou a organismos multicelulares (OGMs).

4

5 1972, no Havaí, quando dois cientistas americanos, Cohen e Boyer -Stanford e na University of Califórnia-

6 1983- Gene codificante para resistência a antibiótico Pela primeira vez ocorre uma autorização da FDA, nos EUA, para uma cultura comercial de um alimento geneticamente modificado: o tomate Flavr Savr.

7 O funcionamento da CTNBio é definido pela Lei de Biossegurança (Lei ). Série de avaliações realizadas pela CTNBio. principio da precaução

8 É uma instância colegiada multidisciplinar Constituído por vinte e sete membros com reconhecida competência técnica, grau acadêmico de doutor, assim como destacada atividade profissional nas áreas de biossegurança, biotecnologia, biologia, saúde humana e animal, e meio ambiente.

9 Finalidade de prestar apoio técnico consultivo e de assessoramento ao Governo Federal na formulação, atualização e implementação da Política Nacional de Biossegurança relativa aos OGMs, bem como no estabelecimento de normas técnicas de segurança e pareceres técnicos conclusivos referentes à proteção da saúde humana, dos organismos vivos e do meio ambiente, para atividades que envolvam a construção, experimentação, cultivo, manipulação, transporte, comercialização, consumo, armazenamento, liberação e descarte de OGM e derivados.

10 o sistema brasileiro prevê ainda, mecanismos de controle pós autorização, como a rotulagem específica para os transgênicos e seus derivados. Tal previsão foi estabelecida pelo Decreto 4.680/2003.

11

12 Brasil é vice-líder em produção de transgênicos.

13 Transgênicos de milho, soja e algodão estarão em 90% da área plantada em 2020/21

14

15 Proteção contra pragas e resistência a herbicidas Condição de sobrevivência a ambientes adversos Produtos com maior valor nutricional Maior durabilidade e tempo de estocagem Saúde

16 Perdas na produção da agricultura mundial, devido ao ataque de pragas e doenças, chegam a 37%, sendo 13% dessa perda causada por insetos (Gatehouse et al., 1992)

17 Alta especificidade NÃO agindo em organismos não alvo

18 Área de refúgio: Mesmo Hibrido Faixas de 800m 10% da área

19 Diminuição de aplicação de inseticidas

20 Segundo FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations), a agricultura é responsável por 70% do total do consumo de água potável e água subterrânea em nível mundial.

21

22 Agricultores familiares afetados pela seca, no nordeste.

23 Embrapa e UFRJ identificam gene em planta de café que confere alta tolerância à seca.

24 Antunes et al.(2011), utilizando plantas transgênicas de batata com diminuição na expressão de SuSy 3. Plantas antisenso para SuSy 3, apresentaram menor gs (condutância estomática).

25

26

27 Um exemplo dessa nova geração é o arroz dourado ou "Golden rice", que tem um maior conteúdo de betacaroteno. Função: Precursor da Vitamina A.

28

29 A insulina é produzida por bactérias modificadas como também alguns medicamentos produzidos no combate ao câncer e o hormônio do crescimento. Estima-se que em 2025, 380 milhões de pessoas possuem diabetes.

30 Riscos Socioeconômicos Riscos Ambientais Riscos a Saúde Humana e Animal Casos Comprovados

31 Economia: 1970: 7 mil industrias produziam sementes no mundo. 2006: 10 empresas comandam 57% do mercado de vendas, sendo que as três maiores (Monsanto, Dupont e Syngenta) ficaram com 39% do mercado. Monsanto controla sozinha a venda de 88% das sementes transgênicas. Empresas que lideram o mercado de transgênicos também lideram o mercado de agrotóxicos e fertilizantes. Porque? sementes suicidas, terminator ou estéreis. Porque?

32 Social: Uso de sementes transgênicas podem impor a padronização dos tipos de alimentos em todo mundo ferindo as culturas locais e trazendo consequências futuras inimagináveis. Desenvolvidos para grandes produções voltada para exportação pode provocar êxodo rural. Os produtores ficam dependentes das grandes empresas de sementes, agrotóxicos e fertilizantes.

33

34 Dados do IBGE-2003 Propriedades com menos de 100 hectares. Ocupa 21% do território agrícola brasileiro. Realiza 38% do investimento total do setor. Emprega 81% da mão-de-obra rural. Responde por 47% do valor da produção agropecuária, incluindo ai 56% de alimentos e matérias-primas vegetais e de 67% da oferta interna de alimentos de origem animal.

35 Estudos apontam que a produção de alimentos no mundo é 5 vezes superior ao consumo humano e isso não se deve a produção de alimentos transgênicos. Mesmo considerando que há um grande montante de alimentos para consumo animal já está comprovado que o problema da fome no mundo é a distribuição de renda e a desigualdade social.

36 A imagem não pode ser exibida. Talvez o computador não tenha memória suficiente para abrir a imagem ou talvez ela esteja corrompida. Reinicie o computador e abra o arquivo novamente. Se ainda assim aparecer o x vermelho, poderá ser necessário excluir a imagem e inseri-la novamente. Uma revisão publicada em dezembro de 2000 revelou que dois terços dos trabalhos científicos sobre o cultivo de plantas transgênicas causou danos aos componentes do ecossistema.

37

38 Os transgênicos elevam o uso indiscriminado de agrotóxicos. Soja transgênica RR: De 2000 a 2005 aumentou 60%, a maioria dos herbicidas a base de glifosato.

39 Resistência de plantas á herbicidas. Buva (Conyza bonariensis) Azevem (Lolium multiflorum)

40 o surgimento das superpragas. Ataque mais intensivo. Pode ser maléfica a outras culturas. Terá um aumento da dose, que aumenta a contaminação do ambiente.

41 Efeitos em organismos não-alvo. Exemplos: Mata populações benéficas de abelhas e minhocas. Borboleta- 56% de sobrevivência. joaninha- efeito negativo na fecundidade.

42 O uso intensivo do mesmo ingrediente ativo causa desequilíbrio nas espécies, além de resistência em plantas daninhas, e reduz a biodiversidade. Desequilíbrio na população de cigarras. Variedade resistente a agrotóxico (Buva)

43 Nos EUA, em 1989, consumidores de um complemento alimentar contendo triptofano produzido por bactérias transgênicas adquiriram a síndrome de eosinofilia-mialgia, causando a morte de 37 pessoas e a invalidez de outras Testes realizados antes da liberação para consumo haviam estabelecido equivalência substancial, ou similaridade na composição do produto não transgênico. Mas o que os engenheiros genéticos não contavam é que, com a alteração genética as bactérias começassem a produzir um novo aminoácido (unidade de uma proteína) extremamente tóxico, como ocorreu.

44 Em 2005, a Gazeta do Povo (jornal paranaense de ampla circulação) publicou uma reportagem a respeito de uma pesquisa com ratos que indicou efeitos nocivos do consumo de milho transgênico. Estes ratos apresentaram intoxicação nos rins, fígado e modificação de propriedades vitais do sangue em relação a ratos que consumiram milho não-transgênico.

45 Estudos mostram que há o aumento de resíduos de agrotóxicos determinados em alimentos e águas de abastecimento provenientes de regiões que utilizam transgênicos devido à maior resistência destas plantas aos mesmos. Nos EUA, a borboleta monarca agente polinizador natural do milho foi praticamente extinta devido à variedade Bt. A borboleta não é praga do milho, mas interagiu com a introdução de genes para produção de substâncias tóxicas nas plantas, com o intuito de controlar as pragas

46 É necessário mais estudos e pesquisas para analisar com maior clareza os pontos positivos e negativos, e principalmente os riscos gerados pela transgenia. Existem outras técnicas que podem ser utilizadas. Para uma maior eficiência, é necessário o acompanhamento de um engenheiro agrônomo capacitado.

47

48 Obrigado!

Mentira: O homem não precisa plantar transgênicos Mentira: As plantas transgênicas não trarão benefícios a sociedade

Mentira: O homem não precisa plantar transgênicos Mentira: As plantas transgênicas não trarão benefícios a sociedade Como toda nova ciência ou tecnologia, ela gera dúvidas e receios de mudanças. Isto acontece desde os tempos em que Galileo afirmou que era a Terra que girava em torno do Sol ou quando Oswaldo Cruz iniciou

Leia mais

Mesa de controvérsia sobre transgênicos

Mesa de controvérsia sobre transgênicos Mesa de controvérsia sobre transgênicos Transgênicos: questões éticas, impactos e riscos para a Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional e o Direito Humano à Alimentação Adequada e Saudável Posição

Leia mais

Seleção Artificial. "A seleção feita pelo homem visa apenas seu próprio bem; a da natureza visa, de forma exclusiva, o bem do indivíduo modificado".

Seleção Artificial. A seleção feita pelo homem visa apenas seu próprio bem; a da natureza visa, de forma exclusiva, o bem do indivíduo modificado. Biotecnologia Seleção Artificial Processo conduzido pelo ser humano de cruzamentos seletivos com o objetivo de selecionar características desejáveis em animais, plantas e outros seres vivos. "A seleção

Leia mais

Definido o contexto: monitoramento pós-liberação comercial de plantas geneticamente modificadas. Paulo Augusto Vianna Barroso

Definido o contexto: monitoramento pós-liberação comercial de plantas geneticamente modificadas. Paulo Augusto Vianna Barroso Definido o contexto: monitoramento pós-liberação comercial de plantas geneticamente modificadas Paulo Augusto Vianna Barroso Experimentação com OGM Regulada pela Lei de Biossegurança (11.105/2005) Experimentação

Leia mais

Plantas Transgênicas

Plantas Transgênicas Plantas Transgênicas Organismo geneticamente modificado (OGM): Transgênico Organismo que recebeu um ou mais genes de outro organismo e passa a expressar uma nova característica de especial interesse. DNA

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

Gerenciando o Monitoramento Pós-Liberação o Comercial no Brasil

Gerenciando o Monitoramento Pós-Liberação o Comercial no Brasil logo_ilsi_al... Gerenciando o Monitoramento Pós-Liberação o Comercial no Brasil O Ponto de Vista da Indústria Avaliação do Risco Ambiental de Culturas Geneticamente Modificadas Geraldo U. Berger, Ph.D.

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR 1 DELAI, Lucas da Silva; 1 ALVES Victor Michelon; 1 GREJIANIN, Gustavo; 1 PIRANHA, Michelle Marques

Leia mais

TECNOLOGIA DO DNA RECOMBINANTE E TRANSGÊNICOS

TECNOLOGIA DO DNA RECOMBINANTE E TRANSGÊNICOS TECNOLOGIA DO DNA RECOMBINANTE E TRANSGÊNICOS As décadas de 1970 e de 1980 marcaram as grandes transformações por que passaria a biologia com as descobertas da organização do funcionamento e da variação

Leia mais

CULTURA DE TECIDOS VEGETAIS

CULTURA DE TECIDOS VEGETAIS CULTURA DE TECIDOS VEGETAIS Transformação Genética Vegetal Prof. Fernando Domingo Zinger INTRODUÇÃO A transformação genética é a transferência (introdução) de um ou vários genes em um organismo sem que

Leia mais

Audiência Pública Nº 02/2007

Audiência Pública Nº 02/2007 Audiência Pública Nº 02/2007 Requerimentos da CIBio da Monsanto do Brasil Ltda. para liberação comercial de algodão geneticamente modificado: Processo n o 01200.004487/04-48 - Algodão MON 1445 Processo

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº,DE 2009. (Do Sr. Cândido Vaccarezza)

PROJETO DE LEI Nº,DE 2009. (Do Sr. Cândido Vaccarezza) PROJETO DE LEI Nº,DE 2009. (Do Sr. Cândido Vaccarezza) Altera a Lei Nº 11.105, de 24 de março de 2005, que regulamenta os incisos II, IV e V do 1 o do art. 225 da Constituição Federal, estabelece normas

Leia mais

ADN. Ficha de Trabalho. 1 - Identifique algumas das aplicações das análises de ADN?

ADN. Ficha de Trabalho. 1 - Identifique algumas das aplicações das análises de ADN? Pág 1 ADN Ficha de Trabalho 1 - Identifique algumas das aplicações das análises de ADN? R: As aplicações são efectuadas em: Medicina Forense, testes de ADN e Engenharia genética. 1- Quais as potencialidades

Leia mais

TRANSGÊNICOS: FECHE A BOCA E ABRA OS OLHOS.

TRANSGÊNICOS: FECHE A BOCA E ABRA OS OLHOS. TRANSGÊNICOS: FECHE A BOCA E ABRA OS OLHOS. Esta cartilha foi produzida pelo Idec, no âmbito do projeto Consumer Organizations and the Cartagena Protocol on Biosafety: Protecting the Consumer s Right to

Leia mais

Alimentos transgênicos: mitos e verdades

Alimentos transgênicos: mitos e verdades Alimentos transgênicos: mitos e verdades Celeste Aparecida Pimentel Professora do Departamento de Ciências Humanas Campus VI UNEB celesteaparecidapei@yahoo.com.br Resumo Neste estudo apresento os alimentos

Leia mais

Um dos grandes problema agrários do Brasil é a sua estrutura fundiária: de um lado, um pequeno número de grandes proprietários de terras

Um dos grandes problema agrários do Brasil é a sua estrutura fundiária: de um lado, um pequeno número de grandes proprietários de terras Um dos grandes problema agrários do Brasil é a sua estrutura fundiária: de um lado, um pequeno número de grandes proprietários de terras A distribuição das propriedades rurais O Instituto Brasileiro de

Leia mais

PLANTAS TRANSGÊNICAS

PLANTAS TRANSGÊNICAS Plantas Transgênicas 15 PLANTAS TRANSGÊNICAS 5.2 A transformação genética é a transferência (introdução) de um ou vários genes em um organismo sem que haja a fecundação ou o cruzamento. Os organismos transformados

Leia mais

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes de Milho

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes de Milho Milho e Sorgo Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes de Milho Sete Lagoas Março 2012 Economia do Uso de Novas Tecnologias A escolha racional do agricultor: Aumento da produtividade dos

Leia mais

RELAÇÕES DE CONSUMO FRENTE AOS ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS. Leonardo Ayres Canton Bacharel em Direito

RELAÇÕES DE CONSUMO FRENTE AOS ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS. Leonardo Ayres Canton Bacharel em Direito RELAÇÕES DE CONSUMO FRENTE AOS ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS Leonardo Ayres Canton Bacharel em Direito INTRODUÇÃO A primeira norma a tratar sobre as atividades envolvendo organismos geneticamente

Leia mais

Palavras chave: sustentabilidade, insumos agrícolas, empresas transnacionais.

Palavras chave: sustentabilidade, insumos agrícolas, empresas transnacionais. SEMEANDO A (IN) SUSTENTABILIDADE: DISCUSSÃO SOBRE A UTILIZAÇÃO DE INSUMOS QUÍMICOS NA AGRICULTURA Autora: Doris Sayago 1 Instituição: Centro de Desenvolvimento Sustentável CDS/UnB Palavras chave: sustentabilidade,

Leia mais

ANÁLISE DE RISCO - sistematização de informações disponíveis visando identificar o perigo potencial e avaliar a possibilidade de exposição.

ANÁLISE DE RISCO - sistematização de informações disponíveis visando identificar o perigo potencial e avaliar a possibilidade de exposição. ANÁLISE E IMPACTOS DO PROTOCOLO DE CARTAGENA PARA O BRASIL 41 Deise M. F. Capalbo* A análise de risco é um processo comparativo que deve ser conduzido, caso a caso, com embasamento cientifico e por processo

Leia mais

Mutação e Engenharia Genética

Mutação e Engenharia Genética Mutação e Engenharia Genética Aula Genética - 3º. Ano Ensino Médio - Biologia Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Mutações erros não programados que ocorrem durante o processo de autoduplicação do DNA e

Leia mais

O produtor pergunta, a Embrapa responde

O produtor pergunta, a Embrapa responde Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Milho e Sorgo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento O produtor pergunta, a Embrapa responde José Carlos Cruz Paulo César Magalhães Israel

Leia mais

Breve Introdução sobre os OGM

Breve Introdução sobre os OGM DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE DESENVOLVIMENTO AGROALIMENTAR E RURAL DIVISÃO DE SANIDADE VEGETAL E SEGURANÇA ALIMENTAR Breve Introdução sobre os OGM O cultivo de variedades de milho geneticamente modificadas

Leia mais

Melhoramento Genético

Melhoramento Genético Melhoramento Genético Cibele Lima Douglas de Alencar Matheus Paiva Silva Pablo Medeiros Pedro Vierira César Rogério Ayres Alves O melhoramento genetico é uma ciência utilizada para a obtenção de indivíduos

Leia mais

HISTÓRICO DA BIOSSEGURANÇA NO BRASIL. Dra. Luciana Di Ciero. e-mail: ldiciero@esalq.usp.br www.anbio.org.br

HISTÓRICO DA BIOSSEGURANÇA NO BRASIL. Dra. Luciana Di Ciero. e-mail: ldiciero@esalq.usp.br www.anbio.org.br HISTÓRICO DA BIOSSEGURANÇA NO BRASIL Simpósio sobre biossegurança de Organismos Geneticamente Modificados Dra. Luciana Di Ciero Diretora Científica da ANBIO e-mail: ldiciero@esalq.usp.br www.anbio.org.br

Leia mais

ALIMENTOS TRANSGÊNICOS E BIOSSEGURANÇA

ALIMENTOS TRANSGÊNICOS E BIOSSEGURANÇA 1 ALIMENTOS TRANSGÊNICOS E BIOSSEGURANÇA Luiz Carlos Bresser Pereira Ministro da Ciência e Tecnologia Trabalho escrito maio de 1999 para ser publicado no site do MCT. O País presencia hoje intenso debate

Leia mais

Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos Brasília, 10 de julho de 2013

Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos Brasília, 10 de julho de 2013 Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos Brasília, 10 de julho de 2013 Painel Os Processos Decisórios e de Regulamentação e o Controle Social na Construção da Política de Biossegurança Leonardo Melgarejo

Leia mais

O que há de errado com os transgênicos

O que há de errado com os transgênicos O que há de errado com os transgênicos Especialistas em genética estão modificando formas de vida, alterando artificialmente os genes para produzir plantas e animais que nunca teriam existido em um processo

Leia mais

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO BRASIL: NOVOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SÉRGIO PAULO COELHO

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO BRASIL: NOVOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SÉRGIO PAULO COELHO PRODUÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO BRASIL: NOVOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SÉRGIO PAULO COELHO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A COMPETIVIDADE DO AGRONEGÓCIO EM BENEFÍCIO DA SOCIEDADE BRASILEIRA LEGISLAÇÃO

Leia mais

A transgenia não é a única estratégia para a transformação genética de plantas

A transgenia não é a única estratégia para a transformação genética de plantas A transgenia não é a única estratégia para a transformação genética de plantas MARIA HELENA BODANESE ZANETTINI - DEPARTAMENTO DE GENÉTICA, INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, UFRGS maria.zanettini@ufrgs.br A base

Leia mais

As Políticas Públicas e a Agricultura Familiar

As Políticas Públicas e a Agricultura Familiar As Políticas Públicas e a Agricultura Familiar Lei da Agricultura Familiar LEI Nº 11.326, DE 24 DE JULHO DE 2006. Art. 3 Para os efeitos desta Lei, considera-se agricultor familiar e empreendedor familiar

Leia mais

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO Produção Integrada de Arroz Irrigado O que é a Produção Integrada de Arroz Irrigado? A Produção Integrada é definida como um sistema de produção agrícola de

Leia mais

Alimentos Transgênicos

Alimentos Transgênicos Alimentos Transgênicos Daiany Fiorati 1, Fernanda Garcia 1, Giovana Colombo 1, Juliana Nonose 1, Luciana Osaku 1, Mariana Dalose 1, Renata Nonose 1, Renato Pinheiro 1, Tatiana Giovanini 1, Letícia Feitoza

Leia mais

Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013

Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013 Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013 A Evolução do Mercado de Soja no Brasil Avanços da genética, mais e melhores opções de insumos (sementes, máquinas, fertilizantes e defensivos)

Leia mais

O que são os «OGM s»???

O que são os «OGM s»??? O que são os «OGM s»??? Em Portugal, como em toda a União Europeia, apenas está autorizada a libertação deliberada no ambiente para o cultivo do milho geneticamente modificado, ou como vulgarmente é denominado,

Leia mais

Os impactos das plantas transgênicas no sistema de produção de alimentos

Os impactos das plantas transgênicas no sistema de produção de alimentos Os impactos das plantas transgênicas no sistema de produção de alimentos ENTREVISTA Entrevista concedida a Lucas Tadeu Ferreira e Maria Fernanda Diniz Avidos Foto: Cláudio Bezerra Produtos geneticamente

Leia mais

Para obter mais informações, entre em contato com: Colleen Parr, pelo telefone (214) 665-1334, ou pelo e-mail colleen.parr@fleishman.

Para obter mais informações, entre em contato com: Colleen Parr, pelo telefone (214) 665-1334, ou pelo e-mail colleen.parr@fleishman. Para obter mais informações, entre em contato com: Colleen Parr, pelo telefone (214) 665-1334, ou pelo e-mail colleen.parr@fleishman.com Começa a segunda onda prevista de crescimento e desenvolvimento

Leia mais

CONSUMIDOR. Onde foi produzido Rastreado Light / Diet Menos Sal / 0% Trans Livre de Transgênicos Segurança alimentar. Tendências: Como foi produzido

CONSUMIDOR. Onde foi produzido Rastreado Light / Diet Menos Sal / 0% Trans Livre de Transgênicos Segurança alimentar. Tendências: Como foi produzido Tendências: Como foi produzido CONSUMIDOR Onde foi produzido Rastreado Light / Diet Menos Sal / 0% Trans Livre de Transgênicos Segurança alimentar Carne Não Transgênica Milhões Tons. 80,0 75,0 70,0 65,0

Leia mais

Festa junina transgênica

Festa junina transgênica Festa junina transgênica Pesquisa do Idec avaliou se alimentos à base de milho informam os consumidores quanto à presença de ingredientes transgênicos Contexto atual A produção agrícola de espécies que

Leia mais

Monitoramento de variedades geneticamente modificadas

Monitoramento de variedades geneticamente modificadas Monitoramento de variedades geneticamente modificadas As falhas da Comissão Européia em proteger seus Estados-Membro O Greenpeace acusa a Comissão Européia de expor seus Estados-Membro aos riscos irreversíveis

Leia mais

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA TEL +55 34 3229 1313 FAX +55 34 3229 4949 celeres@celeres.com.br celeres.com.br IB14.03 16 de dezembro de 2014 INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA Conteúdo Análise Geral... 2 Tabelas... 5 Figuras Figura 1. Adoção

Leia mais

Tipos de Sistema de Produção

Tipos de Sistema de Produção Tipos de Sistema de Produção Os sistemas de cultura dominantes conjunto de plantas cultivadas, forma como estas se associam e técnicas utilizadas no seu cultivo apresentam grandes contrastes entre o Norte

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA DO FEIJÃO GM DA EMBRAPA

AUDIÊNCIA PÚBLICA DO FEIJÃO GM DA EMBRAPA AUDIÊNCIA PÚBLICA DO FEIJÃO GM DA EMBRAPA Vamos destacar nessa apresentação a questão da reprodução do feijão, já que é uma espécie Neotropical (México, América Central), onde a maioria absoluta das espécies

Leia mais

Em alguns países como o Estados Unidos, não existe regulamentação específica para o controle do uso da tecnologia de DNA/RNA recombinante.

Em alguns países como o Estados Unidos, não existe regulamentação específica para o controle do uso da tecnologia de DNA/RNA recombinante. 32 Em alguns países como o Estados Unidos, não existe regulamentação específica para o controle do uso da tecnologia de DNA/RNA recombinante. Os OGMs liberados no meio ambiente são regulados pelas agências

Leia mais

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA TEL +55 34 3229 1313 FAX +55 34 3229 4949 celeres@celeres.com.br celeres.com.br IB14.01 9 de abril de 2014 INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA Conteúdo Análise Geral... 2 Tabelas... 6 Figuras Figura 1. Adoção da

Leia mais

Domínios Geral Legislação Comunitária Legislação Portuguesa Observações

Domínios Geral Legislação Comunitária Legislação Portuguesa Observações QUADRO ANALÍTICO DA LEGISLAÇÃO EXISTENTE SOBRE OGM Investigação e Desenvolvimento Domínios Geral Legislação Comunitária Legislação Portuguesa Observações Experimentação Laboratorial Investigação e Desenvolvimento

Leia mais

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA TEL +55 34 3229 1313 FAX +55 34 3229 4949 celeres@celeres.com.br celeres.com.br IB13.02 16 de dezembro de 2013 INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA Conteúdo Análise Geral... 2 Tabelas... 5 Figuras Figura 1. Adoção

Leia mais

Projeto LAC-Biosafety

Projeto LAC-Biosafety Projeto LAC-Biosafety AMÉRICA LATINA: CONSTRUÇÃ ÇÃO O DA CAPACIDADE DE VARIOS PAÍSES SEGUNDO O PROTOCOLO DE CARTAGENA EM BIOSSEGURANÇA (COLÔMBIA, PERU, COSTA RICA, BRASIL) Subprojeto: Desenvolvimento da

Leia mais

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22...

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22... O OS BENEFÍCIOS ECONÔMICOS DA BIOTECNOLOGIA AGRÍCOLA NO BRASIL L: 1996/97 2011/12 O caso do algodão geneticamente modificado O caso do milho geneticamente modificado O caso da soja tolerante a herbicida

Leia mais

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Comissão de Constituição e Justiça

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Comissão de Constituição e Justiça SUBSTITUTIVO GERAL AO PROJETO DE LEI 307/2003. SÚMULA: Veda o cultivo, a manipulação, a importação, a industrialização e a comercialização de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) no Estado do Paraná,

Leia mais

conceitos e componentes Deise M F Capalbo

conceitos e componentes Deise M F Capalbo Biossegurança e Análise de Risco: conceitos e componentes Deise M F Capalbo SEMINÁRIO Comunicação de Risco CURSO TALLER LACbiosafety na biossegurança de OGM Armonización de técnicas para recolección y

Leia mais

SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL

SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL - Fontes oficiais de diversos estudos realizados por: BNDES, FIESP, SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS, DIEESE E ANVISA CAMPANHA NACIONAL

Leia mais

OGMs no Contexto da Agro-biotecnologia - Breve explicação científica / prática - Pedro Fevereiro psalema@itbq.unl.pt

OGMs no Contexto da Agro-biotecnologia - Breve explicação científica / prática - Pedro Fevereiro psalema@itbq.unl.pt OGMs no Contexto da Agro-biotecnologia - Breve explicação científica / prática - Pedro Fevereiro psalema@itbq.unl.pt www.cibpt.org Seminário Biotecnologia Uma Inovação na Agricultura Portuguesa Feira Nacional

Leia mais

A lagarta acabou com o meu feijão!

A lagarta acabou com o meu feijão! A lagarta acabou com o meu feijão! A UU L AL A Os brasileiros gostam muito de um bom prato de arroz e feijão. Quando vamos ao supermercado e compramos um pacote de feijão pronto para ser cozido, não imaginamos

Leia mais

Agroecologia. Agroecossistema

Agroecologia. Agroecossistema Agroecologia Ciência integradora dos princípios agronômicos, ecológicos e sócio-econômicos na compreensão da natureza e funcionamento dos agroecossistemas. Agroecossistema Unidade de estudo da Agroecologia,

Leia mais

Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia

Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia Hoje, um grande desafio para a agropecuária, principalmente em relação à inovação tecnológica, é a harmonização do setor produtivo com os princípios da

Leia mais

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto de Miranda 2

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto de Miranda 2 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto

Leia mais

MEL BRASILEIRO EM RISCO!

MEL BRASILEIRO EM RISCO! MEL BRASILEIRO EM RISCO! Manifesto pela retirada de todos pedidos de liberação de eucalipto transgênico na CTNBIO. Depois da soja e do milho transgênico, agora é a vez do Eucalipto. Está em processo de

Leia mais

Legislação de Biossegurança e Rotulagem de OGMs Patrícia Fukuma

Legislação de Biossegurança e Rotulagem de OGMs Patrícia Fukuma Legislação de Biossegurança e Rotulagem de OGMs Patrícia Fukuma Kayatt e Fukuma Advogados e Consultores Jurídicos Legislação de Biossegurança a) Lei 8974/95- chamada de Lei de Biossegurança foi aprovada

Leia mais

VI Semana de Ciência e Tecnologia IFMG- campus Bambuí VI Jornada Científica 21 a 26 de outubro

VI Semana de Ciência e Tecnologia IFMG- campus Bambuí VI Jornada Científica 21 a 26 de outubro Potencial da Doru luteipes (Scudder, 1876) (Dermaptera: Forficulidae) no controle da Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae). Willian Sabino RODRIGUES¹; Gabriel de Castro JACQUES²;

Leia mais

Eng o Agr o Decio Luiz Gazzoni. Do Oiapoque ao Chuí

Eng o Agr o Decio Luiz Gazzoni. Do Oiapoque ao Chuí Eng o Agr o Decio Luiz Gazzoni Do Oiapoque ao Chuí Nos últimos 40 anos, ocorreu no Brasil uma revolução sem paralelo na História da Agricultura: Passamos de importador de alimentos a maior exportador

Leia mais

Transgênicos: uma questão estratégica

Transgênicos: uma questão estratégica Página 1 de 7 Patrocínio Fundação Rosa Luxemburg fale conosco Busca no site Sexta-feira, 26 de agosto de 2005 Em sintonia com: Busca avançada Hipóteses sobre a revolução iniciada Imperador-bomba Transgênicos:

Leia mais

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (2004) 20 QUESTÕES ACERCA DE PRODUTOS ALIMENTARES GENETICAMENTE MODIFICADOS (GM)

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (2004) 20 QUESTÕES ACERCA DE PRODUTOS ALIMENTARES GENETICAMENTE MODIFICADOS (GM) ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (2004) 20 QUESTÕES ACERCA DE PRODUTOS ALIMENTARES GENETICAMENTE MODIFICADOS (GM) Estas perguntas e respostas foram preparadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em resposta

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

Recursos Genéticos brasileiros. Derly José Henriques da Silva Professor do Departamento de Fitotecnia Universidade Federal de Viçosa

Recursos Genéticos brasileiros. Derly José Henriques da Silva Professor do Departamento de Fitotecnia Universidade Federal de Viçosa Recursos Genéticos brasileiros Derly José Henriques da Silva Professor do Departamento de Fitotecnia Universidade Federal de Viçosa Acesso aos recursos genéticos (antes da CDB ECO - RIO 1992) recursos

Leia mais

Sumário Executivo. Contaminação transgênica global persiste

Sumário Executivo. Contaminação transgênica global persiste Sumário Executivo Este é o terceiro relatório Registros de Contaminação Transgênica (http://www.gmcontaminationregister.org), que analisa casos de contaminação, plantios ilegais e liberação de organismos

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, LEI Nº 12.128, de 15 de janeiro de 2002 Procedência - Governamental Natureza PL 509/01 DO- 16.826 DE 16/01/02 * Revoga Leis: 11.403/00; 11.463/00; e 11.700/01 * Ver Lei Federal 8.974/95 Fonte ALESC/Div.Documentação

Leia mais

Sumário. 3. Sistema orgânico de produção animal. 1. Contexto mundial 2. Modelo industrial de produção

Sumário. 3. Sistema orgânico de produção animal. 1. Contexto mundial 2. Modelo industrial de produção Angela Escosteguy Fiscal Federal Agropecuário, Méd. Veterinária Presidente do Instituto do Bem-Estar Porto Alegre,RS, Brasil E-mail: angela@ibembrasil.org Sumário 1. Contexto mundial 2. Modelo industrial

Leia mais

COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL. PROJETO DE LEI N o 1.062, DE 2007 (apenso o PL nº 1.

COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL. PROJETO DE LEI N o 1.062, DE 2007 (apenso o PL nº 1. COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL PROJETO DE LEI N o 1.062, DE 2007 (apenso o PL nº 1.166, de 2007) Institui incentivo fiscal para o controle biológico de pragas

Leia mais

Papel do Monitoramento no Manejo de Resistência (MRI)

Papel do Monitoramento no Manejo de Resistência (MRI) Papel do Monitoramento no Manejo de Resistência (MRI) Samuel Martinelli Monsanto do Brasil Ltda 1 I WORKSHOP DE MILHO TRANSGÊNICO 07-09 DE MARÇO DE 2012 SETE LAGORAS,MG Conceito de resistência Interpretação

Leia mais

O Melhoramento de Plantas e o Aquecimento Global. Arnaldo José Raizer P&D - Variedades

O Melhoramento de Plantas e o Aquecimento Global. Arnaldo José Raizer P&D - Variedades O Melhoramento de Plantas e o Aquecimento Global 1 Arnaldo José Raizer P&D - Variedades Roteiro Aquecimento Global Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) O setor sucro-energético Melhoramento Genético e

Leia mais

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista A atividade agrícola e o espaço agrário Prof. Bruno Batista A agropecuária É uma atividade primária; É obtida de forma muito heterogênea no mundo países desenvolvidos com agricultura moderna, e países

Leia mais

As árvores transgênicas

As árvores transgênicas documento informativo - wrm Arvores Transgênicas Movimento Mundial pelas Florestas As árvores transgênicas Até agora o debate sobre os organismos geneticamente modificados- também chamados de transgênicos-

Leia mais

Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais

Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais O desenvolvimento das ações em diferentes projetos poderão identificar

Leia mais

Inovação Biotecnológica e Cultivares: Proteção e Apropriação No Agronegócio Elza Durham Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2013

Inovação Biotecnológica e Cultivares: Proteção e Apropriação No Agronegócio Elza Durham Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2013 Inovação Biotecnológica e Cultivares: Proteção e Apropriação No Agronegócio Elza Durham Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2013 Tópicos - Agricultura e Biotecnologia - Proteção e Apropriação na Agroindústria

Leia mais

O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado

O MATOPIBA e o desenvolvimento destrutivista do Cerrado O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado Paulo Rogerio Gonçalves* No dia seis de maio de 2015 o decreto n. 8447 cria o Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba e seu comitê gestor.

Leia mais

Universidade do Pampa campus Dom Pedrito Seminários Prof. Alicia Ruiz. Soja. Acadêmicos:Quelem Martins, Ricardo Carneiro, Renan Régio

Universidade do Pampa campus Dom Pedrito Seminários Prof. Alicia Ruiz. Soja. Acadêmicos:Quelem Martins, Ricardo Carneiro, Renan Régio Universidade do Pampa campus Dom Pedrito Seminários Prof. Alicia Ruiz Soja Acadêmicos:Quelem Martins, Ricardo Carneiro, Renan Régio A soja (Glycine max (L.) Merrill) que hoje é cultivada mundo afora, é

Leia mais

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11 Céleres Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 199/97 a 2010/11 O CASO DO ALGODÃO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DO MILHO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DA SOJA TOLERANTE A HERBICIDA

Leia mais

NUTRIÇÃO E SUSTENTABILIDADE. Luciana Dias de Oliveira CRN2 4498

NUTRIÇÃO E SUSTENTABILIDADE. Luciana Dias de Oliveira CRN2 4498 NUTRIÇÃO E SUSTENTABILIDADE Luciana Dias de Oliveira CRN2 4498 O que é SUSTENTABILIDADE? Como aliar SUSTENTABILIDADE e NUTRIÇÃO? O que é sustentabilidade? Constituição Federal Art. 225. Todos têm o direito

Leia mais

1156 Pesquisa e Desenvolvimento para a Competitividade e Sustentabilidade do Agronegócio

1156 Pesquisa e Desenvolvimento para a Competitividade e Sustentabilidade do Agronegócio Programa úmero de Ações 8 1156 Pesquisa e Desenvolvimento para a Competitividade e Sustentabilidade do Agronegócio Objetivo Indicador(es) Incrementar a base de conhecimentos científicos e tecnológicos

Leia mais

ROTULAGEM DE OGMs : NORMAS, PROCEDIMENTOS E FISCALIZAÇÃO

ROTULAGEM DE OGMs : NORMAS, PROCEDIMENTOS E FISCALIZAÇÃO ROTULAGEM DE OGMs : NORMAS, PROCEDIMENTOS E FISCALIZAÇÃO Curitiba, 08 e 12 de novembro de 2004 ROTULAGEM DE OGMs Hoeck Miranda Assessor Técnico Gerência de Produtos Especiais da Gerência Geral de Alimentos

Leia mais

BIOTECNOLOGIA. 2. Conceito de clonagem molecular

BIOTECNOLOGIA. 2. Conceito de clonagem molecular BIOTECNOLOGIA 1. Introdução Até a década de 70, o DNA era o componente celular mais difícil de ser analisado. Sua seqüência de nucleotídeos de enorme tamanho e monotonia química era geralmente analisada

Leia mais

ESPELHO DE EMENDAS DE ACRÉSCIMO DE META

ESPELHO DE EMENDAS DE ACRÉSCIMO DE META SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS Página: 2504 de 2619 ESPELHO DE S DE 1 Apoio à pesquisa e preservação de recursos genéticos e biotecnologia Custos financeiros: Despesas de custeio - 3

Leia mais

Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos

Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos CONSEA Vicente Almeida Presidente do SINPAF O que é o SINPAF? É o Sindicato Nacional que representa

Leia mais

Palma de óleo, agricultura familiar e desenvolvimento rural sustentável

Palma de óleo, agricultura familiar e desenvolvimento rural sustentável Palma de óleo, agricultura familiar e desenvolvimento rural sustentável Sumário Agricultura familiar no Brasil Importância e aspectos positivos da palma de óleo Programa Palma de Óleo e sinergia com o

Leia mais

Problemas e desafios Soluções e ações propostas

Problemas e desafios Soluções e ações propostas FÓRUM DAS OFICINAS DO GRUPO DE TRABALHO DE AGRICULTURA ORGÂNICA E AGROECOLOGIA I - Introdução/Apresentações II - Comercialização III - Produção/Pesquisa/Assistência Técnica IV - Produção Animal V - Impactos

Leia mais

Tecnologia Agrícola e Irrigação

Tecnologia Agrícola e Irrigação Introdução Telecomunicações, agropecuária, softwares e segurança não são os únicos setores da tecnologia israelense que estão marcando presença no panorama internacional nas duas últimas décadas. Os agrônomos

Leia mais

EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007

EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007 EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007 Resumo com base em dados publicados pela Andef- Associação Nacional das Empresas de Defensivos Agrícolas (ORGANIZADOS pelo Diretor executivo da ANDEF

Leia mais

A companhia Nacional de Abastecimento é uma empresa pública de direito privado, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

A companhia Nacional de Abastecimento é uma empresa pública de direito privado, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento A companhia Nacional de Abastecimento é uma empresa pública de direito privado, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Missã o da Conab Contribuir para a regularidade

Leia mais

Gás LP no Brasil: Energia limpa e abundante para o agronegócio e áreas remotas

Gás LP no Brasil: Energia limpa e abundante para o agronegócio e áreas remotas Gás LP no Brasil: Energia limpa e abundante para o agronegócio e áreas remotas O que é o Gás LP? - O Gás LP é composto da mistura de dois gases, sendo 30% de butano e 70% de propano. - Por ser um produto

Leia mais

O MELHORAMENTO DE PLANTAS E AS MUDANÇAS DE CENÁRIOS DA AGRICULTURA

O MELHORAMENTO DE PLANTAS E AS MUDANÇAS DE CENÁRIOS DA AGRICULTURA 5º CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS O MELHORAMENTO DE PLANTAS E AS MUDANÇAS DE CENÁRIOS DA AGRICULTURA José Geraldo Eugênio de França Diretor-Executivo GUARAPARI-ES Agosto/29 OS DEZ MAIORES

Leia mais

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL AGRICULTURA FAMILIAR

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL AGRICULTURA FAMILIAR SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL E AGRICULTURA FAMILIAR Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) é a realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

TÍTULO: RESPONSABILIDADE PENAL E CIVIL DOS MANIPULADORES DE ALIMENTOS TRANSGÊNICOS

TÍTULO: RESPONSABILIDADE PENAL E CIVIL DOS MANIPULADORES DE ALIMENTOS TRANSGÊNICOS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: RESPONSABILIDADE PENAL E CIVIL DOS MANIPULADORES DE ALIMENTOS TRANSGÊNICOS CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

DESAFIOS DA PRODUÇÃO DE SEMENTES ORGÂNICAS E BIODINÂMICAS. Eng.Agr. MSc. PEDRO JOVCHELEVICH doutorando em melhoramento de plantas FCA-UNESP

DESAFIOS DA PRODUÇÃO DE SEMENTES ORGÂNICAS E BIODINÂMICAS. Eng.Agr. MSc. PEDRO JOVCHELEVICH doutorando em melhoramento de plantas FCA-UNESP DESAFIOS DA PRODUÇÃO DE SEMENTES ORGÂNICAS E BIODINÂMICAS Eng.Agr. MSc. PEDRO JOVCHELEVICH doutorando em melhoramento de plantas FCA-UNESP Introdução No Brasil já existem mais de 19 mil propriedades orgânicas

Leia mais

Atualmente recebemos muitas informações a respeito da saúde e da

Atualmente recebemos muitas informações a respeito da saúde e da 12 Alimentos do Futuro: Orgânicos, Funcionais e Transgênicos Christianne de Vasconcelos Affonso Nutricionista, Especialista em Qualidade de Vida e Atividade Física, UNICAMP Mestre em Ciência dos Alimentos,

Leia mais

A tecnologia da transgênese e seu respaldo jurídico

A tecnologia da transgênese e seu respaldo jurídico A tecnologia da transgênese e seu respaldo jurídico Dezidério Machado Lima 1 Resumo Com o advento de novas técnicas da engenharia genética, valores de cunho ético, religioso, econômico e jurídico foram

Leia mais