Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2009"

Transcrição

1 Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais

2 A pesquisa No seu terceiro ano, a pesquisa MBA 2009 contou com a participação de 94 alunos brasileiros de segundo ano de MBA das principais escolas de negócios do mundo dos EUA e Europa, segundo o ranking da Financial Times. A pesquisa teve adesão de 55% do universo de alunos dos EUA e 6 da Europa. A proposta da pesquisa é dar continuidade ao trabalho de identificação do perfil do brasileiro que faz MBA nas principais escolas internacionais, a fim de fomentar o mercado com informações que auxiliem no conhecimento destes profissionais e, conseqüentemente, no incremento de oportunidades.

3 A pesquisa Universidades participantes University of Chicago EUA ESADE Business School Europa Columbia Business School EUA IE Business School Europa Harvard Business School EUA IESE Business School Europa Kellogg School of Management EUA INSEAD Europa University of Michigan EUA London Business School Europa MIT Sloan School EUA New York University EUA Tuck School of Business EUA The Wharton School EUA Yale School of Management EUA

4 Padrões sócio-culturais

5 Proveniência Região do País - Geral 4% 8% 4% 85% S SE CO NE N

6 Proveniência Região do País - EUA 4% 8% 6% S SE CO NE N 83% 85% dos brasileiros entrevistados são provenientes da região Sudeste. Das demais regiões, o maior percentual foi representado pelo Nordeste, com 8%. Não foram constatados alunos provenientes da região Norte e apenas nos EUA foram identificados alunos provenientes da região Sul. Região do País - Europa 4% 8% 88% S SE CO NE N O Índice Geral de Cursos da Instituição de 2008 (do MEC), aponta que nos últimos três anos, 15, das 20 primeiras universidades colocadas no ranking, são provenientes da região Sudeste. (vide:

7 Idade dos estudantes Idade - Geral 1 46% 4 25 a a a a 36

8 Idade Idade - EUA 1 51% 39% 25 a a a a 36 Idade - Europa 6% 15% 36% 4 25 a a a a 36 86% dos alunos entrevistados em 2009 têm entre 28 e 32 anos. Em 2008, este percentual era de 66% e em 2007 era de 79%. Nos EUA, houve um envelhecimento dos alunos comparativamente a A grande concentração de alunos está hoje entre 28 e 32 anos (9). Em 2008, 75% tinham entre 25 e 29 anos. Na Europa, houve uma pequena inversão nas faixas entre 28 e 32 anos, comparativamente a Há alunos representantes de todas as faixas e as de 25 a 27 anos e de 33 a 36 anos permaneceram inalteradas, porém: 25 e e e e e % 49% 19% 23% 47% 25 e e e e e % 51% 4 36%

9 Gênero Gênero - Geral 16% Masculino Feminino 84%

10 Gênero Gênero - EUA 84% dos alunos em 2009 são do sexo masculino, número que se manteve do ponto de vista estatístico, frente a 2008 (8). 11% Masculino Feminino Em 2009, houve um aumento na quantidade de alunos do sexo feminino na Europa e um decréscimo nos Estados Unidos, frente à pesquisa de % 89% Gênero - Europa Continua evidente a interferência de questões sociais e econômicas nesta questão. Conforme PNAD 2009 (IBGE), em todas as posições profissionais, o rendimento dos homens é maior que das mulheres numa média de 2. Ainda, segundo pesquisas do IBGE, em 2008 a idade média para casamento era de 29 para os homens e 26 para as mulheres. 76% Masculino Feminino Logo, na média etária em que cursam MBA, os indivíduos já estão casados e optam por priorizar a carreira do homem.

11 Família Levou Família - Geral 49% 51% Sim Não

12 Família 43% Levou Família - EUA 57% Sim Não Em 2009, no cômputo geral houve uma equivalência entre estudantes que levaram a família consigo durante o MBA frente àqueles que não levaram. No entanto, pontualmente houve diferença no cenário dos EUA e Europa. Nos EUA, a maioria levou a família (57%) e na Europa apenas a minoria levou (39%). Os dados obtidos na pesquisa não justificam esta questão, especialmente porque, em 2008, havia uma equivalência entre EUA e Europa, com um equilíbrio grande entre os dois quesitos. 61% Levou Família - Europa 39% Sim Não Uma inferência decorre da crise global instalada no segundo semestre de 2008 e à maior incidência de cursos de MBA de menor duração na Europa. Em função deste cenário, os estudantes podem ter optado por deixarem suas famílias no Brasil enquanto cursavam o MBA, mas isso é uma suposição que decorre de conversas informais com os alunos.

13 Retorno ao Brasil Retorno ao Brasil pós-mba - Geral 36% Sim Não 59% Depende 5%

14 Retorno ao Brasil Retorno ao Brasil pós-mba - EUA 3 3% 67% Retorno ao Brasil pós-mba - Europa 43% 48% Sim Não Depen de Sim Não 59% dos alunos de 2009 têm interesse em retornar ao Brasil após o término do MBA, o que foi fundamentado pela evidência de crescimento da economia brasileira, principalmente frente ao cenário global. 36% dizem que, dependendo das oportunidades, retornariam ao Brasil ou iriam para outras localidades. Comparando-se cenários de EUA e Europa, nos EUA há uma certeza maior quanto ao retorno, enquanto que na Europa uma abertura maior às oportunidades em outras localidades. Em ambos os contextos, entretanto, apenas uma pequena parcela deseja permanecer no exterior, em função de razões distintas e específicas. Depen de 9%

15 Carreira

16 Graduação Universidade - Geral 31% 54% Privada Federal Estadual 16%

17 Graduação 39% Universidade - EUA 16% 45% Privada Federal Estadual Em 2009, 54% dos alunos de MBA são provenientes de escolas privadas. Tal cenário reverte as tendências de 2007 e 2008, por influência direta da Europa. Não há correlação direta com os dados constantes da pesquisa que justifique esta mudança. Enquanto nos EUA a predominância continua sendo de escolas públicas,, na Europa a predominância de escolas privadas aumentou sua representatividade. Em 2008, era de 5 e em 2009 é de 7. Universidade - Europa Nos EUA também houve aumento da participação de escolas privadas, de 3 para 45%. 15% 15% 7 Privada Federal Estadual Dentre as escolas públicas, permanece a predominância de escolas Estaduais, em detrimento das Federais, em ambos os cenários. A tendência permanece desde 2007, em função da maior presença de estudantes vindos da região Sudeste do Brasil, onde há uma maior concentração de escolas públicas estaduais encontradas nos MBAs, tais como UNICAMP e USP, por exemplo.

18 Área de graduação Área de Graduação - Geral 51% 47% Humanas Exatas Biológicas

19 Área de graduação Área de Graduação - EUA 3% 56% 4 Humanas Exatas Biológicas Quanto à área de graduação dos alunos de MBA de 2009, mantém-se a tendência vista em 2008, quando a predominância dos cursos de exatas deu lugar à equivalência entre cursos de exatas e humanas. Área de Graduação - Europa Também manteve-se a relação vista nos EUA e Europa. Enquanto nos EUA há predominância de alunos advindos de cursos de exatas, na Europa a maioria provém de cursos de humanas, reforçando-se o crescimento de alunos provenientes de cursos de Economia e Administração de Empresas nos MBAs da Europa. 39% Humanas Exatas 61% Biológicas

20 Experiência no exterior Experiência Prévia no Exterior - Geral % 3 Trabalho e estudo Estudo Trabalho Férias Não

21 Experiência no exterior Experiência Prévia no Exterior - EUA 21% 31% 16% 3 Trabalho e estudo Estudo Trabalho Férias Não Experiência Prévia no Exterior - Europa 3% 18% 33% 15% 78% dos alunos de MBA em 2009 tinham prévia experiência no exterior, seja trabalhando, estudando, ou ambos. Tal número representa uma manutenção do número apresentado em 2008, o que reforça o perfil internacional do estudante de MBA. Os gráficos dos EUA e Europa são iguais estatisticamente e há uma alteração dos dados apresentados pela Europa. Em 2008, 10 dos alunos entrevistados na Europa haviam trabalhado e/ou estudado no exterior e em 2009 este número cai para 78%. O dado mencionado é condizente com o fato de ter havido um rejuvenescimento dos alunos na Europa, com menor incidência de oportunidades no exterior devido ao tempo de trabalho e estudo destes alunos. 3 Trabalho e estudo Estudo Trabalho Férias Não

22 Experiência de trabalho Anos de Experiência Prévia - Geral 23% 41% 31% 0 a 3 3 a 5 5 a 7 7 a 10 Acima de 10

23 Experiência de trabalho 25% 28% Anos de Experiência Prévia - EUA 3% 44% 0 a 3 3 a 5 5 a 7 7 a 10 Acima de 10 73% dos alunos de 2009 têm prévia experiência profissional entre 3 e 7 anos, número que se mantém inalterado com relação a 2008, quando esta faixa representava 75%. Um dado relevante: entre as pesquisas feitas em 2007, 2008 e 2009, notou-se que a parcela de alunos com experiência de 3 a 5 anos aumentou progressivamente (de 29% em 2007 para 41% em 2009) e a parcela entre 5 e 7 anos diminuiu (de 55% em 2007 para 31% em 2009). Destes dados conclui-se que, ainda que não haja mudanças significativas com relação à faixa etária média dos alunos de MBA, tem havido uma redução na quantidade de anos previamente trabalhados, questão, esta, não justificada em dados obtidos na pesquisa. Anos de Experiência Prévia - Europa 6% 21% 36% 36% 0 a 3 3 a 5 5 a 7 7 a 10 Acima de 10 Na Europa, a faixa mais representativa em 2009 está entre 3 e 7 anos (7). Em 2008, a maior representatividade era de 5 e 10 anos, mas esta mudança é compatível com o crescimento de alunos entre 28 e 29 anos, com redução dos entre 30 e 32. Já nos EUA, houve um crescimento dos alunos com 7 a 10 anos de prévia experiência e redução dos com 5 a 7 anos, o que é compatível com a verificação de envelhecimento dos alunos comparativamente a No entanto, observou-se também um aumento dos alunos com 0 a 5 anos de prévia experiência, fato que não foi explicado pelos dados obtidos na pesquisa.

24 Segmento pré-mba Automotivo Consultoria Bens de Consumo Energia Engenharia Entretenimento / Mídia Mercado Financeiro Recursos Naturais Negócio Próprio Farmacêutica Private Equity Tecnologia Telecom Venture Capital Outros Segmento pré-mba - Geral 23% 21% 1 3% 3% 7% 3% 1 15%

25 Segmento pré-mba Automotivo Automotivo 23% Consultoria 21% Consultoria 1 Bens de Consumo 1 9% Bens de Consumo Energia Energia Engenharia 6% 3% 9% Engenharia Segmento pré-mba - EUA Entretenimento / Mídia 21% Entretenimento / Mídia Mercado Financeiro Recursos Naturais Segmento pré-mba - Europa Mercado Financeiro 3% 3% 7% 3% Recursos Naturais Negócio Próprio 6% Negócio Próprio Farmacêutica 3% Farmacêutica Private Equity Private Equity Tecnologia Tecnologia 1 Telecom 15% Telecom Venture Capital Venture Capital 15% Outros 15% Outros Em 2009, os segmentos que mais geraram alunos de MBA foram consultorias e mercado financeiro, mantendo-se a tendência de Houve, na participação geral, um aumento relevante de empresas de telecom (de 5% para 1) e de fundos de private equity (de para 7%). As indústrias de bens de consumo representam 1 do geral, uma importante parcela. O aumento dos fundos de private equity é determinado pelos EUA, que, por ter instituições genericamente mais focadas em finanças, recebe os alunos provenientes dos fundos, que cada vez mais ganham relevância no mercado brasileiro. Na Europa, comparativamente a 2008 (em que consultorias e negócios próprios lideravam), em 2009 há uma melhor distribuição dos segmentos pré-mba. Nos EUA, permanece a presença das consultorias e instituições financeiras, seguindo a tendência de 2008.

26 Posição pré-mba Advisor Analista Associado C-Level (CIO/CFO/COO) Consultor Diretor Empreendedor / negócio pp Gerente Sócio Presidente / CEO Analista Sênior / Negócios Consultor Sênior Gerente Sênior Supervisor Vice-Presidente Outros 1 6% 7% 1% Posição pré-mba - Geral 37% 5% 1% 5% 1 1% 7%

27 Posição pré-mba 7% 15% Advisor Analista Associado C-Level (CIO/CFO/COO 8% 3% ) Consultor Diretor Posição pré-mba - EUA Empreendedor / negócio pp ) 34% Gerente 5% Sócio 11% Presidente / CEO Analista Sênior / Negócios Consultor Sênior Posição pré-mba - Europa 4 Gerente Sênior Supervisor 1 Vice-Presidente Outros Em 2009, 61% dos alunos ingressaram no MBA já ocupando posições de liderança (37% eram Gerentes, 1 Associados e 1 Consultores Seniores). Comparativamente a 2008, nos cenários dos EUA e Europa houve uma maior equalização entre as posições ocupadas pelos alunos antes do MBA. Em 2008, era bastante nítida a maior senioridade dos alunos da Europa em relação aos EUA. Em 2009, apesar do cenário mais equânime, ainda há uma prevalência de Gerentes na Europa, em função de haver um intervalo de faixa etária / tempo prévio de experiência acima das verificadas nos EUA. 6% 6% 6% 3% 9% Advisor Analista Associado C-Level (CIO/CFO/COO Consultor Diretor Empreendedor / negócio pp Gerente 6% 1 6% 3% Sócio Presidente / CEO Analista Sênior / Negócios Consultor Sênior Gerente Sênior Supervisor Vice-Presidente Outros De 2007 a 2009, nota-se um aumento progressivo dos alunos que ocupam posições gerenciais antes do MBA. Isso se explica principalmente em função da participação crescente de alunos provenientes de segmentos distintos da consultoria.

28 Summer job Fez Summer Job - Geral 8 c 2 Sim Não

29 Summer job Fez Summer Job - EUA 89% c 11% Sim Não Fez Summer Job - Europa Em 2009, 8 dos alunos fizeram summer job. Apesar da maioria dos alunos ter feito summer, houve um decréscimo progressivo deste valor desde Em 2008, o fator principal era a Europa, que entrava pela primeira vez na pesquisa e tem cursos de menor duração, o que impacta diretamente neste quesito. Em 2009, na Europa, além dos cursos de menor duração, o principal fator que impactou na queda dos summer jobs foi a crise global. Nos EUA, o único ponto apresentado pelos alunos para queda dos summers foi a presença de alunos em cursos acelerados nos MBAs (neste ano aumentaram os alunos que mencionaram ter passado por cursos acelerados de MBA nos EUA). 64% c 36% O summer job é uma eficaz ferramenta principalmente para: ganho de experiência em áreas previamente desconhecidas pelos alunos; auxílio financeiro para despesas durante MBA (e, em alguns casos, a própria quitação do segundo ano do curso); período de experiência para recebimento de propostas de trabalho. Sim Não

30 Summer job Angola Bolivia Brasil Canada Costa Rica Espanha EUA Holanda Inglaterra Portugal Cingapura África do Sul Taiândia 1% 1% 57% Países em que fizeram Summer - Geral 21% 15% 1% 1% 1% 1% 1% 3% 1%

31 Summer job Angola Bolivia 65% Brasil Países em que fizeram Summer - EUA 3 Canada Costa Rica Espanha EUA 6% Holanda Inglaterra Portugal Cingapura Países em que fizeram Summer - Europa 38% 38% África do Sul Taiândia Em 2009, 57% dos alunos de MBA fizeram seus summer jobs no Brasil, seguindo a tendência de 2008, quando os alunos de MBA começavam a dar mais importância ao cenário nacional, em função do promissor momento econômico. Em 2009, além deste fator em particular, as oportunidades no exterior foram mais escassas. Em 2009, na Europa houve uma crescente realização de summer jobs na Inglaterra, havendo um crescimento de 9% em 2008 para 38% em Em contraposição, houve uma queda de summers realizados na Espanha, de 36% em 2008 para 5% em % 5% 5% 1 Nos EUA, a segunda colocação em 2009 está no próprio país, com 3 de alunos. Angola Bolivia Brasil Canada Costa Rica Espanha EUA Holanda Inglaterra Portugal Cingapura África do Sul Taiândia

32 Summer job Segmento EUA Europa Geral Segmento EUA Europa Geral Consultoria Bens de Consumo 31% 13% 24% 29% 9% Asset Management Conglomerado 4% 5% 3% 3% Serviços Financeiros Hedge Fund Inv. Banking Private Equity Telecom Venture Capital Healthcare Tecnologia Agribusiness 13% 7% 7% 7% 4% 7% 6% 4% 4% 19% 5% 9% 5% 5% 5% 5% 5% 4% 4% 3% Inv. Management Logística ONG Varejo Eletrônica Equity Research Imobiliário Internet Private Banking Vestuário 4% 5% 5% 1 5% 5% 5% 5% 5% 5% 3% 3% 3% 3% 1% 1% 1% 1% 1% 1%

33 Summer job No quadro geral, em 2009 os alunos de MBA fizeram summer job principalmente em consultorias (29%) e, comparando-se os contextos dos EUA e Europa, percebe-se que em ambos houve liderança de summer feitos em consultorias (31% nos EUA e 24% na Europa). Nos EUA seguem os summer realizados em instituições financeiras (13%) e indústria de consumo (13%), além de outras instituições voltadas ao mercado de capitais na seqüência. Já na Europa, empresas de telecom (19%) e o varejo (1) seguem as consultorias na realização de summer job. As instituições financeiras e outras voltadas ao mercado de capitais não tiveram representatividade no cenário da Europa em 2009, nem tampouco as indústrias de consumo. Comparando-se a pesquisa de 2009 a 2008, e até mesmo de 2007, verifica-se o decréscimo progressivo dos summer realizados em instituições financeiras e de mercado de capitais, com a busca de outros segmentos, em especial as consultorias. Isto está relacionado à crise que vinha se instaurando nos EUA desde 2007 e impactou o mundo a partir de setembro de 2008.

34 Summer job Recebeu bolsa-auxílio no Summer - Geral 26% Sim Não 74%

35 Summer job Recebeu bolsa-auxílio no Summer - EUA 25% 75% Sim Não Em 2009, 74% dos alunos de MBA receberam bolsa-auxílio durante seus summer jobs, o que segue uma tendência de decréscimo desde Em 2007, 96% dos alunos receberam bolsa-auxílio, enquanto em 2008 apenas 87% receberam. Tal situação é decorrente do cenário de crise global. Em 2008, nos EUA já havia o impacto direto da crise local, que se expandiu para o âmbito global, impactando também a Europa em % Recebeu bolsa-auxílio no Summer - Europa Sim Não Em 2009, a média de remuneração (em dólares norte-americanos) nos EUA foi de $25.000,00, enquanto na Europa foi de $11.000,00. Tais médias foram obtidas considerando-se distinções entre universidades e segmentos em que foram realizados os summer jobs. 71%

36 Atuação pós-mba Automotivo Consultoria Bens de Consumo Energia Engenharia Entretenimento / Mídia Mercado Financeiro Recursos Naturais Negócio Próprio Farmacêutica Private Equity Tecnologia Telecom Venture Capital Outros Segmento de mercado idealizado após MBA - Geral 49% 48% 35% 33% 16% 15% % 3% 3 18%

37 Atuação pós-mba 54% Segmento de mercado idealizado após MBA - EUA 5 33% 31% 13% 11% 8% 11% 13% 7% 28% 2 Em 2009, no cenário geral os alunos de MBA manifestaram preferência por retornar ao mercado nos segmentos de consultoria (49%) e fundos de private equity (48%), seguidos de empresas de bens de consumo, mercado financeiro e fundos de venture capital. Automotivo 6% Automotivo Consultoria Bens de Consumo 39% 4 Consultoria Energia Engenharia Entretenimento / Mídia Mercado Financeiro Recursos Naturais Negócio Próprio Segmento de mercado idealizado após MBA - Europa Bens de Consumo 21% Energia 9% Engenharia 21% Entretenimento / Mídia 33% Mercado Financeiro 1 1 Recursos Naturais Negócio Próprio Farmacêutica 3% Farmacêutica Private Equity 39% Private Equity Tecnologia Tecnologia Telecom 21% Telecom Venture Capital 33% Venture Capital Outros 15% Outros Analisando-se o gráfico dos EUA, fica claro o direcionamento dos MBAs ao mercado financeiro e de capitais, além das consultorias. Já na Europa, há uma abertura maior a diferentes segmentos. Além dos alunos da Europa já possuírem um perfil mais eclético e voltado a general management do que dos EUA (mais focados em segmentos de finanças), a crise global também é motivo para que estejam mais abertos a oportunidades que antes não considerariam. O cenário, de forma genérica, mantém-se parecido com o de 2008, com intensificação das questões elencadas no ponto acima.

38 Atuação pós-mba Consultoria Controladoria Finanças Recursos Humanos Marketing / Vendas Novos Negócios Negócio Próprio Produção / Operações Planejamento Estratégico Supply Chain Tecnologia Outros Área funcional idealizada após MBA - Geral 53% 49% 55% 3 29% 18% 5% 5% 5% 4%

39 Atuação pós-mba 55% 3% 57% Área funcional idealizada após MBA - EUA 27% 23% 18% 3% 48% 7% 3% 7% No âmbito geral, em 2009 os alunos buscam prioritariamente as áreas de consultoria, seguidos por planejamento estratégico e finanças. Consultoria 48% Controladoria 9% Finanças 36% Recursos Humanos Marketing / Vendas Novos Negócios Negócio Próprio Produção / Operações Planejamento Estratégico Área funcional idealizada após MBA - Europa 6% 4 39% 18% 67% Supply Chain Tecnologia 3% 9% Outros Nos EUA, as áreas de finanças são foco principal, seguidos por consultoria e planejamento estratégico. Já na Europa, novamente encontramos um cenário mais eclético, o que é compatível com a orientação por segmentos-alvo. Neste contexto, os alunos priorizam as áreas de planejamento estratégico, seguido por consultoria, marketing e novos negócios, sendo que finanças vem em quinto lugar. Consultoria Controladoria Finanças Recursos Humanos Marketing / Vendas Novos Negócios Negócio Próprio Produção / Operações Planejamento Estratégico Supply Chain Tecnologia Outros

40 Atuação pós-mba Background sólido Planejamento estratégico sólido Agressividade Planejamento de carreira Processos definidos Empreendedor Orientação a resultados Marca forte Negócio sustentável (empresa verde) Negócio sustentável (supera crises) Outros Critérios relevantes na escolha de uma companhia - Geral 75% 37% 37% % 24% 1 1 2

41 Atuação pós-mba Critérios relevantes na escolha de uma companhia - EUA 75% 37% 37% % 24% Para os alunos de MBA de 2009, o critério mais importante na escolha de uma companhia é a orientação a resultados (75%). Este é o principal quesito tanto para os alunos dos EUA, como da Europa. O segundo fator, igualmente para ambos os contextos, é o fomento ao empreendedorismo. Planejamento estratégico sólido é o terceiro fator também para os dois cenários. O planejamento de carreira e marca forte são mais relevantes para os alunos dos EUA do que para os da Europa, sendo que para a Europa é relevante, também, a orientação a processos definidos. Background sólido Planejamento estratégico sólido Agressividade Planejamento de carreira Processos definidos Empreendedor Orientação a resultados Marca forte Negócio sustentável (empresa verde) Negócio sustentável (supera crises) Outros Background sólido Planejamento estratégico sólido Agressividade Planejamento de carreira Processos definidos Empreendedor Orientação a resultados Marca forte Negócio sustentável (empresa verde) Negócio sustentável (supera crises) Outros Critérios relevantes na escolha de uma companhia - Europa 5 55% 8 18% 21% 21% 18% 1 1 6% 1

42 Empresas mais admiradas pelos alunos em 2009 Companhia EUA Europa Geral Companhia EUA Europa Geral Goldman Sachs 2 9% 16% Greenlight Capital Google 1 17% 13% IDEO Ambev 5% 13% 8% Itaú BBA GE 17% 8% KKR Amazon 5% 9% 6% Microsoft Apple 7% 5% MMX McKinsey 5% 4% 5% Morgan Stanley BCG 4% 3% Natura Coca-Cola 4% 3% Nestlé 4% Bain & Co Nokia 4% BTG Pactual 4% P&G 4% Credit Suisse 4% Santander Diageo Sequoia Capital Dupont Unilever Fleury Walt Disney Globo ZIPCAR

43 Valia do MBA Consideram MBA no exterior mais importante - EUA Consideram MBA no exterior mais importante - Geral 1% 98% Consideram MBA no exterior mais importante - Europa Sim Não 99% 10

44 Valia do MBA Motivações para MBA no exterior - EUA Motivações para MBA no exterior - Geral 8 75% 67% 79% 79% 13% 87% 74% 65% 84% 79% 14% Motivações para MBA no exterior - Europa 10 94% 79% 73% 61% Intercâmbio cultural Maior credibilidade no meu país Qualidade de Ensino Comprometimento integral Rede de relacionamento adquirida Outros 15%

45 Valia do MBA No quadro geral em 2009, 99% dos alunos de MBA afirmam que o MBA cursado no exterior é mais relevante do que os existentes no país, opinião que se mantém inalterada desde A questão de intercâmbio cultural foi o principal motivador da resposta (87%), o que é principalmente verificado na Europa, onde 10 dos alunos mencionaram este fator. Rede de relacionamentos (84%), qualidade do ensino (79%) e comprometimento integral (74%) foram os quesitos votados a seguir, sendo que o menos votado foi o item maior credibilidade no meu país, que ficou com 65% de votos.

46 Escolha do MBA Influenciaram na escolha da instituição - Geral 69% 48% 56% 54% 37% 15% 14% Marca Desenvolvimento de carreira Foco História Valores Vanguarda Outros

47 Escolha do MBA Influenciaram na escolha da instituição - EUA 7 44% 57% 5 33% 18% 15% Marca Desenvolvimento de carreira Foco História Valores Vanguarda Outros Influenciaram na escolha da instituição - Europa 64% 55% 55% 58% 45% 9% 1 Na escolha das escolas de MBA, os alunos de 2009 levaram em consideração alguns fatores principais, principalmente a marca (69%), o foco (56%) e os valores (54%). A tendência mantém-se semelhante nos EUA e Europa, com uma peculiaridade na Europa, onde os alunos priorizam o foco e o desenvolvimento de carreira no mesmo nível (55%). Dos fatores que influenciaram o item outros (37% do total), a localidade foi o mais mencionado. Marca Desenvolvimento de carreira Foco História Valores Vanguarda Outros

48 Aspectos Financeiros

49 Formas de pagamento MBA 25% 7 Recursos para MBA - EUA 18% 3% 49% 26% 2 Recursos para MBA - Geral 17% 45% Recursos para MBA - Europa 19% 1 15% 36% 78% 6% Instituições Financeiras Auxílio do MBA Próprios / Familiares Bolsa Patrocínio Empregador Outros 91%

50 Formas de pagamento MBA 21% Pagamento MBA - EUA 19% Pagamento MBA - Geral 8% 26% 27% 3 21% 6% 27% 14% Pagamento MBA - Europa 10 recursos próprios ou familiares 36% 44% 10 patrocínio do atual empregador 10 composto por fontes distintas (sem recursos próprios) 5 a 99% composto por fontes distintas (além de recursos próprios) 1% a 49% composto por fontes distintas (além de recursos próprios) 16% 4%

51 Formas de pagamento MBA Em 2009, 78% dos alunos utilizaram recursos próprios para pagamento da totalidade ou parte do curso de MBA. 45% dos alunos utilizaram recursos de instituições financeiras. Nos EUA, 7 dos alunos utilizaram recursos próprios e 49% de instituições financeiras. Já na Europa, 91% utilizaram recursos próprios e 36% de instituições financeiras. Mantém-se a tendência de 2008, com um ponto referente à Europa, que cresceu ainda mais o número de alunos que utilizaram recursos próprios, o que já era mais relevante naquele momento em relação aos EUA. Em linhas gerais, os alunos se utilizam de mais de uma forma de fonte de recursos para pagamento do MBA, uma tendência que permanece desde 2007, quando a pesquisa começou a ser aplicada. Em 2009, notamos um decréscimo de alunos que pagaram 10 do curso com recursos próprios (4 em 2008 para 27% em 2009), bem como de alunos que tiveram 10 do curso financiado por seus empregadores (15% em 2008 para 6% em 2009). A Europa contribuiu significativamente no pagamento de 10 com recursos próprios (44% dos alunos). Em contrapartida, aumentaram as parcelas de alunos que se utilizaram de diferentes fontes de recursos para pagamento do MBA, seja com utilização de recursos próprios ou não.

52 Formas de pagamento MBA Segmentos Patrocinadores MBA - EUA Segmentos Patrocinadores MBA - Geral 43% 23% 33% 25% Consultoria Mercado Financeiro Segmentos Patrocinadores MBA - Europa 14% 33% Consultoria Mercado Financeiro Consultoria Mercado Financeiro

53 Formas de pagamento MBA Segmento - EUA Mercado Financeiro Mercado Financeiro Quanto patrocina 5 10 Percentual 33% 67% Segmento - Geral Mercado Financeiro Quanto patrocina 2 Percentual 25% Consultoria 5 5 Mercado Financeiro 5 25% Consultoria Consultoria % 33% Mercado Financeiro Consultoria % Segmento - Europa Mercado Financeiro Quanto patrocina 2 Percentual 10 Consultoria Consultoria % 43% Consultoria 10 10

54 Formas de pagamento MBA Seguindo a tendência de 2008, em 2009 as consultorias e as instituições financeiras foram os principais segmentos a patrocinar seus funcionários para cursarem MBA (na totalidade ou em parte do curso). De uma forma geral, entretanto, ambos os segmentos patrocinaram menos do que em Naquele ano, 6 das consultorias haviam patrocinado seus funcionários, enquanto que em 2009 apenas 33% o fizeram. Também, 36% das instituições financeiras haviam patrocinado em 2008 e em % delas o fizeram. Comparando-se os cenários dos EUA e Europa, também houve um decréscimo de patrocínios, com exceção das instituições financeiras na Europa, as quais em 2008 não haviam surgido na pesquisa como patrocinadoras e, em 2009, 33% delas patrocinaram profissionais. Em linhas gerais, as mudanças são justificáveis pelo contexto de crise global, com exceção deste último dado, que não foi esclarecido pelas informações obtidas na pesquisa. Em 2008, havia-se verificado que as consultorias apresentavam um leque mais extenso de patamares de patrocínio, enquanto as instituições financeiras suportavam menos profissionais, mas o faziam em grande parte ou na totalidade do valor do curso. Em 2009, entretanto, assim como houve uma aproximação da quantidade de consultorias e instituições financeiras a auxiliarem seus funcionários, os patamares de patrocínio também se aproximaram. O mercado financeiro ainda tende a patrocinar menos profissionais com maior parcela dos custos do curso, mas já há uma tendência de redução da quantidade a ser dedicada ao curso de MBA. As consultorias, por outro lado, apresentaram patamares mais elevados de custeio do que em 2008.

55 Remuneração antes do MBA Remuneração pré-mba (em milhares) - Geral 3 26% 25% 18% 17% 2 13% 1 15% 1 1% 5% 3% 3% 5% US$ 15 a US$ 19,9 US$ 20 a US$ 24,9 US$ 25 a US$ 29,9 US$ 30 a US$ 34,9 US$ 35 a US$ 39,9 US$ 40 a US$ 49,9 US$ 50 a US$ 59,9 US$ 60 a US$ 79,9 US$ 80 a US$ 99,9 Acima de US$100

56 Remuneração antes do MBA Remuneração pré-mba (em milhares) - EUA 3 25% 2 15% 1 5% 3% 3% 18% 13% 26% 11% 21% US$ 15 a US$ 19,9 US$ 20 a US$ 24,9 US$ 25 a US$ 29,9 US$ 30 a US$ 34,9 US$ 35 a US$ 39,9 US$ 40 a US$ 49,9 US$ 50 a US$ 59,9 US$ 60 a US$ 79,9 US$ 80 a US$ 99,9 Acima de US$100 Remuneração pré-mba (em milhares) - Europa 24% 25% 2 15% 1 9% 18% 1 1 9% 1 5% 3% US$ 15 a US$ 19,9 US$ 20 a US$ 24,9 US$ 25 a US$ 29,9 US$ 30 a US$ 34,9 US$ 35 a US$ 39,9 US$ 40 a US$ 49,9 US$ 50 a US$ 59,9 US$ 60 a US$ 79,9 US$ 80 a US$ 99,9 Acima de US$100

57 Remuneração antes do MBA Média salarial anual por CARGO antes do MBA - Geral (em milhares de US$) Advisor Analista Associado C-Level (CIO/CFO/COO) Consultor Diretor Empreendedor / negócio pp Gerente Sócio Presidente / CEO Analista Sênior / Negócios Consultor Sênior Gerente Sênior Supervisor Vice-Presidente

Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2010

Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2010 Partners of Talenters (Argentina) O estudante de MBA em escolas internacionais - 2010 A pesquisa No seu quarto ano, a pesquisa MBA contou com a participação de 102 alunos brasileiros de MBA das principais

Leia mais

O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2011/2012

O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2011/2012 O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2011/2012 A Pesquisa A Pesquisa A Gnext Talent Search publica pelo 5º ano consecudvo, os resultados da Pesquisa GNext MBA. Os resultados deste ano englobam

Leia mais

internacionais - 2008

internacionais - 2008 O estudante brasileiro de MBA em escolas internacionais - 2008 São Paulo Brasil 2009 1 A Pesquisa Realizada por meio de aplicação de questionários quantitativos com 44 alunos brasileiros de 2º ano de MBA

Leia mais

O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2013

O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2013 O Estudante de MBA em Escolas Internacionais 2013 A Pesquisa A Pesquisa Esta pesquisa, no seu 6º ano consecutivo, oferece informações ao mercado sobre estudantes brasileiros que estejam cursando MBA nas

Leia mais

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil 2014 Objetivo Metodologia Perfil da Empresa de Consultoria Características das Empresas Áreas de Atuação Honorários Perspectivas e Percepção de Mercado

Leia mais

Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos!

Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos! Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos! CENÁRIO ATUAL - Crescimento exponencial da Telmex e América Móvil na América Latina; - Foco das atenções no Brasil. A Embratel será, em breve, responsável

Leia mais

na região metropolitana do Rio de Janeiro

na região metropolitana do Rio de Janeiro O PERFIL DOS JOVENS EMPREENDEDORES na região metropolitana do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL MARÇO DE 2013 Nº21 PANORAMA GERAL Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE) de 2011,

Leia mais

Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade. Alunos de Programas de MBA 2013

Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade. Alunos de Programas de MBA 2013 Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade Alunos de Programas de MBA 2013 Tópicos Sobre a Anamba Objetivos da Pesquisa Metodologia Principais Resultados Sobre a Anamba Tem por missão contribuir

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2012 M U L H E R N O M E R C A D O D E T R A B A L H O: P E R G U N T A S E R E S P O S T A S A Pesquisa Mensal de Emprego PME,

Leia mais

O Supply Chain Evoluiu?

O Supply Chain Evoluiu? O Supply Chain Evoluiu? Apresentação - 24º Simpósio de Supply Chain & Logística 0 A percepção de estagnação do Supply Chain influenciada pela volatilidade do ambiente econômico nos motivou a entender sua

Leia mais

A Área de Marketing no Brasil

A Área de Marketing no Brasil A Área de Marketing no Brasil Relatório consolidado das etapas qualitativa e quantitativa Job 701/08 Fevereiro/ 2009 Background e Objetivos A ABMN Associação Brasileira de Marketing & Negócios deseja

Leia mais

Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes

Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes Sistema de pesquisas domiciliares existe no Brasil desde 1967, com a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD; Trata-se de um sistema de pesquisas

Leia mais

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Indicadores CNI INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Momento difícil da indústria se reflete nos investimentos Intenção de investimento para 2015 é a menor da pesquisa Em 2014, 71,8% das empresas investiram 7,9

Leia mais

Sumário Executivo. Amanda Reis. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo

Sumário Executivo. Amanda Reis. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Comparativo entre o rendimento médio dos beneficiários de planos de saúde individuais e da população não coberta por planos de saúde regional e por faixa etária Amanda Reis Luiz Augusto Carneiro Superintendente

Leia mais

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores Os resultados da 5ª Pesquisa sobre o perfil e a área de Relações com Investidores no Brasil divulgado

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower indica que ritmo de contratação no Brasil deverá manter-se forte no 3 º trimestre de 2012

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower indica que ritmo de contratação no Brasil deverá manter-se forte no 3 º trimestre de 2012 Informações para a Imprensa: DFREIRE Comunicação e Negócios Tel. (11) 5505-8922 Debora Freire debora@dfreire.com.br Daniela Cabral danielacabral@dfreire.com.br Victor Santana victor@dfreire.com.br Pesquisa

Leia mais

Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil

Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil EMBARGOED UNTIL TUESDAY JUNE 09, 2015 AT 00.01 EST Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil A expectativa de contratação no Brasil chega a -3% para o próximo

Leia mais

Relatório de Intenção de compras de Natal

Relatório de Intenção de compras de Natal Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Intenção de compras de Natal Panorama da intenção de compras durante o período que antecede o Natal 2010 no município de Lages. Divisão de

Leia mais

Empresas de Minas diminuem investimento

Empresas de Minas diminuem investimento Ano 5 Nº 1 JANEIRO 2015 Empresas de Minas diminuem investimento No ano de 2014 mais da metade das empresas mineiras realizaram investimentos, no entanto, desde o início da pesquisa em 2010, o percentual

Leia mais

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria MBA Controladoria Controladoria O MBA Controladoria une a tradição do Ibmec em pesquisas avançadas em Administração, Economia e Finanças com a Controladoria. Com este embasamento, propõe-se desenvolver

Leia mais

Fusões e Aquisições. Fusões e aquisições movimentam R$ 43 bi no primeiro semestre. Destaque. Fusões e Aquisições

Fusões e Aquisições. Fusões e aquisições movimentam R$ 43 bi no primeiro semestre. Destaque. Fusões e Aquisições Fusões e Boletim Ano VIII Nº 9 Primeiro Semestre de 03 Fusões e aquisições movimentam R$ 3 bi no primeiro semestre Fusões e Anúncios Fusões,, OPAs e Reest. Societárias R$ bilhões N o º Semestre/ 3 3,0

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA SETEMBRO /2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1. Dimensão e características da ocupação no setor da construção civil no Brasil e na Bahia (2000 e 2010)...

Leia mais

Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho não elimina desigualdades

Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho não elimina desigualdades A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO DE PORTO ALEGRE NOS ANOS 2000 Boletim Especial: Dia Internacional das Mulheres MARÇO/2010 Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho

Leia mais

Pesquisa Semesp 2009. Índice de Imagem e Reputação

Pesquisa Semesp 2009. Índice de Imagem e Reputação Pesquisa Semesp 2009 Índice de Imagem e Reputação Uma ferramenta estratégica para a qualidade de mercado Desvendar qual é a real percepção de seus públicos estratégicos com relação à atuação das instituições

Leia mais

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 5 Número 01 janeiro de 2014 www.cni.org.br Intenção de investimentos para 2014 é a menor desde 2010 Investimentos em 2013

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese 2014 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese Dieese Subseção Força Sindical 19/09/2014 PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICILIOS - PNAD 2013 Síntese dos Indicadores POPULAÇÃO A Pesquisa

Leia mais

TEMA: A Mulher no Mercado de Trabalho em Goiás.

TEMA: A Mulher no Mercado de Trabalho em Goiás. TEMA: A Mulher no Mercado de Trabalho em Goiás. O Dia Internacional da Mulher, celebrado dia 8 de março, traz avanços do gênero feminino no mercado de trabalho formal. Segundo informações disponibilizadas

Leia mais

Impasses políticos. Novas tecnologias

Impasses políticos. Novas tecnologias Poder econômico em novos pontos do mundo Impasses políticos Fusões, aquisições e parcerias Mercados voláteis Foco em governança corporativa Mudanças demográficas Operaçõtes + complexas Novas tecnologias

Leia mais

3 O Panorama Social Brasileiro

3 O Panorama Social Brasileiro 3 O Panorama Social Brasileiro 3.1 A Estrutura Social Brasileira O Brasil é um país caracterizado por uma distribuição desigual de renda. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios

Leia mais

PED-RMPA INFORME ESPECIAL IDOSOS

PED-RMPA INFORME ESPECIAL IDOSOS A POPULAÇÃO IDOSA NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE SETEMBRO - 2008 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE PED-RMPA INFORME ESPECIAL IDOSOS

Leia mais

OS DESAFIOS DO INTERIOR DE SÃO PAULO EM ATRAIR E CONTRATAR EXECUTIVOS OS DESAFIOS DO INTERIOR DE SÃO PAULO EM ATRAIR E CONTRATAR EXECUTIVOS

OS DESAFIOS DO INTERIOR DE SÃO PAULO EM ATRAIR E CONTRATAR EXECUTIVOS OS DESAFIOS DO INTERIOR DE SÃO PAULO EM ATRAIR E CONTRATAR EXECUTIVOS OS DESAFIOS DO INTERIOR DE SÃO PAULO EM ATRAIR E CONTRATAR EXECUTIVOS EDITORIAL Bem vindos à nossa pesquisa. No Brasil desde 2000, a Michael Page foi a primeira consultoria internacional de recrutamento

Leia mais

PESQUISA SOBRE A MULHER NA COMUNICAÇÃO CORPORATIVA

PESQUISA SOBRE A MULHER NA COMUNICAÇÃO CORPORATIVA PESQUISA SOBRE A MULHER NA COMUNICAÇÃO CORPORATIVA O Instituto ABERJE de Pesquisas realizou uma pesquisa sobre a Mulher na Comunicação Corporativa, com o patrocínio da Natura e da Multibrás, e ouviu 6

Leia mais

Divulgação Resultados 1T09

Divulgação Resultados 1T09 Divulgação Resultados 1T09 Introdução 1. Principal negócio (fabricação e distribuição de produtos para a saúde) tem se mostrado resiliente 2. Mudanças na Diretoria Renúncia Antonio Godoy e desligamento

Leia mais

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS 2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS Neste capítulo se pretende avaliar os movimentos demográficos no município de Ijuí, ao longo do tempo. Os dados que fomentam a análise são dos censos demográficos, no período 1920-2000,

Leia mais

Figura 2 Pirâmide etária em percentual - Goiás, 2013.

Figura 2 Pirâmide etária em percentual - Goiás, 2013. PNAD 2013: Uma análise para o Estado de A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2013, realizada anualmente pelo Instituto eiro de Geografia e Estatística (IBGE), é dividida em duas partes,

Leia mais

Apresentação. Soluções para resolv. Legislação penal. Conclusão

Apresentação. Soluções para resolv. Legislação penal. Conclusão SUMÁRIO Apresentação Introdução Soluções para resolv esolver er a violência e a criminalidade Popularidade de possíveis soluções Políticas sociais x políticas de segurança Redução da maioridade penal Legislação

Leia mais

CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013.

CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013. CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013. ------------------------------------------- DUKE UNIVERSITY NEWS e FGV Notícias Duke University Office of News & Communications http://www.dukenews.duke.edu

Leia mais

Pelo segundo mês consecutivo cai o endividamento e a inadimplência em Santa Catarina. Síntese dos resultados Meses Situação da família

Pelo segundo mês consecutivo cai o endividamento e a inadimplência em Santa Catarina. Síntese dos resultados Meses Situação da família Núcleo de Pesquisas Pelo segundo mês consecutivo cai o endividamento e a inadimplência em Santa Catarina Os dados levantados pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (PEIC) de Santa

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

Como é o RH nas Empresas?

Como é o RH nas Empresas? Como é o RH nas Empresas? Informações gerais da pesquisa Objetivo: entender a percepção dos profissionais de RH sobre clima organizacional Pesquisa realizada entre 24/06 e 12/07 Parceria entre Hay Group

Leia mais

Pesquisa Salarial - Presidentes e Diretores Executivos Brasil 2015. www.pageexecutive.com

Pesquisa Salarial - Presidentes e Diretores Executivos Brasil 2015. www.pageexecutive.com Pesquisa Salarial Presidentes e Diretores Executivos Brasil 2015 1 Índice Apresentação Metodologia Destaques Benefícios Outros Benefícios Forma de contratação Seguro D&O Presidente Diretor Financeiro Diretor

Leia mais

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO Tâmara Freitas Barros A mulher continua a ser discriminada no mercado de trabalho. Foi o que 53,2% dos moradores da Grande Vitória afirmaram em recente pesquisa da Futura,

Leia mais

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil A 6ª Pesquisa sobre a área e os profissionais de Relações

Leia mais

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2012: análise dos principais resultados de Santa Catarina

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2012: análise dos principais resultados de Santa Catarina Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2012: análise dos principais resultados de Santa Catarina A 5ª edição do Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa é um dos produtos elaborados por meio

Leia mais

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 Junho de 2010 2 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 O objetivo geral deste estudo foi investigar as percepções gerais

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional 08/09/2010-10h00 Pesquisa visitou mais de 150 mil domicílios em 2009 Do UOL Notícias A edição 2009 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia

Leia mais

Elton Moraes. O que Clima Organizacional tem a ver com resultados da empresa?

Elton Moraes. O que Clima Organizacional tem a ver com resultados da empresa? Elton Moraes O que Clima Organizacional tem a ver com resultados da empresa? Sobre o Hay Group O Hay Group é uma consultoria mundial em gestão: Trabalhamos com líderes para transformar estratégias em realidade.

Leia mais

QUEM SÃO OS CANDIDATOS AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. Ramon Martinez Ribeiro Neto 1. Gilberto de Andrade Martins 2

QUEM SÃO OS CANDIDATOS AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. Ramon Martinez Ribeiro Neto 1. Gilberto de Andrade Martins 2 V S E M E A D P E S Q U I S A Q U A N T I T A T I V A E N S I N O QUEM SÃO OS CANDIDATOS AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO Ramon Martinez Ribeiro Neto 1 Gilberto de Andrade Martins 2 RESUMO

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Artigo para a Revista Global Fevereiro de 2007 DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT O conceito de Supply Chain Management (SCM), denominado Administração da Cadeia de Abastecimento

Leia mais

EXPECTATIVAS DE COMPRAS PARA O CARNAVAL 2014

EXPECTATIVAS DE COMPRAS PARA O CARNAVAL 2014 EXPECTATIVAS DE COMPRAS PARA O CARNAVAL 2014 Compradores "Mais compradores devem frequentar os centros de compras no pólo de confecções do Agreste em 2014" Os compradores dos Centros de Compras do Polo

Leia mais

Pesquisa. Intenção de

Pesquisa. Intenção de Pesquisa SPC BRASIL: Intenção de Compras para o Natal Novembro/2013 Pesquisa do SPC Brasil revela que brasileiros pretendem gastar mais e comprar mais presentes neste Natal Se depender dos consumidores

Leia mais

NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento

NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento Inteligência e Colaboração na Cadeia de Suprimentos e Demanda NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento Paulo Viola paulo.viola@neogrid.com Introdução Tema: Inteligência e Colaboração na Cadeia de Suprimentos e

Leia mais

DESEMPENHO RECENTE DO COMÉRCIO VAREJISTA

DESEMPENHO RECENTE DO COMÉRCIO VAREJISTA ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 - AO2 GERÊNCIA SETORIAL DE COMÉRCIO E SERVIÇOS Data: Dezembro/98 N o 20 DESEMPENHO RECENTE DO COMÉRCIO VAREJISTA O comércio é a ponta da cadeia produtiva e é o primeiro

Leia mais

A TRAJETÓRIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE

A TRAJETÓRIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE A TRAJETÓRIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE Ministro da Saúde José Saraiva Felipe Ministro da Educação Fernando Haddad Objetivo apresentar a Trajetória dos Cursos de Graduação na Área da Saúde;

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008 Brasília DF 2009 SUMÁRIO LISTA DE TABELAS... 3 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO São Paulo, 14 de julho de 2004. COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E OS TRABALHADORES Pulverizado, com uma grande concentração de empresas de pequeno porte - mais de 60% dos trabalhadores estão

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE ESTUDOS DO FUTURO. PESQUISA WebDelphi: PERSPECTIVAS DO EMPREGO E EMPREGABILIDADE

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE ESTUDOS DO FUTURO. PESQUISA WebDelphi: PERSPECTIVAS DO EMPREGO E EMPREGABILIDADE FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE ESTUDOS DO FUTURO PESQUISA WebDelphi: PERSPECTIVAS DO EMPREGO E EMPREGABILIDADE SÍNTESE DOS RESULTADOS RODADA 1 SÃO PAULO OUTUBRO, 2004 Pesquisa WebDelphi:

Leia mais

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2013: análise dos principais resultados de Goiás

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2013: análise dos principais resultados de Goiás Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2013: análise dos principais resultados de Goiás A 6ª edição do Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa é um dos produtos elaborados por meio da parceria

Leia mais

FICHA BIBLIOGRÁFICA. Título: Perfil da Mulher Metalúrgica do ABC. Autoria: Subseção DIEESE/Metalúrgicos do ABC

FICHA BIBLIOGRÁFICA. Título: Perfil da Mulher Metalúrgica do ABC. Autoria: Subseção DIEESE/Metalúrgicos do ABC FICHA BIBLIOGRÁFICA Título: Perfil da Mulher Metalúrgica do ABC Autoria: Subseção DIEESE/Metalúrgicos do ABC Equipe técnica responsável: Fausto Augusto Junior; Zeíra Mara Camargo de Santana; Warley Batista

Leia mais

MOBILIDADE DOS EMPREENDEDORES E VARIAÇÕES NOS RENDIMENTOS

MOBILIDADE DOS EMPREENDEDORES E VARIAÇÕES NOS RENDIMENTOS MOBILIDADE DOS EMPREENDEDORES NOTA CONJUNTURAL ABRIL DE 2014 Nº31 E VARIAÇÕES NOS RENDIMENTOS NOTA CONJUNTURAL ABRIL DE 2014 Nº31 PANORAMA GERAL Os movimentos de transição da população ocupada entre as

Leia mais

PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA

PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA São Paulo 2009 CONTEÚDO 1. PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA... 3 1.1 O segmento... 3 1.2 As empresas... 6 1.3 - Postos de trabalho

Leia mais

Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007. Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos

Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007. Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007 Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho

Leia mais

Número 24. Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no Brasil

Número 24. Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no Brasil Número 24 Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no 29 de julho de 2009 COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA Carga horária de trabalho: evolução e principais mudanças no 2 1. Apresentação Este

Leia mais

TÁBUA IBGE 2010 E OS EFEITOS NOS BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

TÁBUA IBGE 2010 E OS EFEITOS NOS BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL TÁBUA IBGE 2010 E OS EFEITOS NOS BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL O IBGE divulgou nesta quinta feira a Tábua IBGE-2010 que será utilizada pela Previdência Social, a partir de hoje até 30/11/2012, para

Leia mais

A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 RESUMO

A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 RESUMO 1 A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 Cleidi Dinara Gregori 2 RESUMO Este artigo tem como objetivo analisar a evolução do investimento externo direto, também conhecido

Leia mais

TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico

TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico DESTAQUES 2007 O Estudo sobre Comércio Eletrônico da TIC Domicílios 2007 apontou que: Quase a metade das pessoas que já utilizaram a internet declarou ter realizado

Leia mais

CRÉDITO EM RELAÇÃO AO PIB (%)

CRÉDITO EM RELAÇÃO AO PIB (%) CRÉDITO EM RELAÇÃO AO PIB (%) A representatividade das operações de crédito em relação ao total do PIB teve um crescimento de 78% nos últimos seis anos (Gráfico 1). Em agosto de 2007 as operações de crédito

Leia mais

Taxa de analfabetismo

Taxa de analfabetismo B Taxa de analfabetismo B.1................................ 92 Níveis de escolaridade B.2................................ 94 Produto Interno Bruto (PIB) per capita B.3....................... 96 Razão de

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 Notas importantes: O Banco de dados (BD) do Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) vem sofrendo nos últimos

Leia mais

A FORMAÇÃO PROFISSIONAL E O MBA REAL ESTATE DO NRE-POLI Profa. Dra. Eliane Monetti

A FORMAÇÃO PROFISSIONAL E O MBA REAL ESTATE DO NRE-POLI Profa. Dra. Eliane Monetti 1 A FORMAÇÃO PROFISSIONAL E O MBA REAL ESTATE DO NRE-POLI Profa. Dra. Eliane Monetti O tema do real estate no Brasil ainda não é alvo de uma formação específica em nível de graduação, sendo contemplado,

Leia mais

Como funcionam as micro e pequenas empresas

Como funcionam as micro e pequenas empresas Como funcionam as micro e pequenas empresas Introdução Elas são 99,2% das empresas brasileiras. Empregam cerca de 60% das pessoas economicamente ativas do País, mas respondem por apenas 20% do Produto

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL ANO 01 NÚMERO 14 MARÇO DE 2001 APRESENTAÇÃO

INFORMATIVO MENSAL ANO 01 NÚMERO 14 MARÇO DE 2001 APRESENTAÇÃO INFORMATIVO MENSAL ANO 01 NÚMERO 14 MARÇO DE 2001 APRESENTAÇÃO Neste número apresentamos dados alentadores sobre o mercado de trabalho em nossa região metropolitana. Os dados referentes ao desemprego em

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Pesquisa Mensal de Emprego EVOLUÇÃO DO EMPREGO COM CARTEIRA DE TRABALHO ASSINADA 2003-2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 2 Pesquisa Mensal de Emprego - PME I - Introdução A Pesquisa

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Rio de Janeiro, 21/09/2012 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho

Leia mais

Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008

Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008 Mudanças demográficas e saúde no Brasil Dados disponíveis em 2008 José Cechin Superintendente Executivo Carina Martins Francine Leite Nos últimos meses, vários relatórios publicados por diferentes instituições

Leia mais

O Sonho de ser Empreendedor no Brasil

O Sonho de ser Empreendedor no Brasil O Sonho de ser Empreendedor no Brasil Marco Aurélio Bedê 1 Resumo: O artigo apresenta os resultados de um estudo sobre o sonho de ser Empreendedor no Brasil. Com base em tabulações especiais elaboradas

Leia mais

O QUE ESTÃO FAZENDO OS JOVENS QUE NÃO ESTUDAM, NÃO TRABALHAM E NÃO PROCURAM TRABALHO?

O QUE ESTÃO FAZENDO OS JOVENS QUE NÃO ESTUDAM, NÃO TRABALHAM E NÃO PROCURAM TRABALHO? O QUE ESTÃO FAZENDO OS JOVENS QUE NÃO ESTUDAM, NÃO TRABALHAM E NÃO PROCURAM TRABALHO? Ana Amélia Camarano* Solange Kanso** 1 INTRODUÇÃO As fases da vida são marcadas tanto por eventos biológicos, como

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 Notas importantes: O Banco de dados (BD) do Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) vem sofrendo nos últimos

Leia mais

Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste

Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste Dinamismo do mercado de trabalho eleva a formalização das relações de trabalho de homens e mulheres, mas a desigualdade persiste Introdução De maneira geral, as mulheres enfrentam grandes dificuldades

Leia mais

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001 1 Ministério da Cultura Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) Data de elaboração da ficha: Ago 2007 Dados das organizações: Nome: Ministério da Cultura (MinC) Endereço: Esplanada dos Ministérios,

Leia mais

Liderança Feminina. Que tipo de clima as altas executivas geram em suas equipes? Setembro/2009

Liderança Feminina. Que tipo de clima as altas executivas geram em suas equipes? Setembro/2009 Liderança Feminina Que tipo de clima as altas executivas geram em suas equipes? Setembro/2009 Sobre o Hay Group Hay Group é uma consultoria global em gestão que trabalha com líderes para transformar estratégias

Leia mais

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011 Pesquisa IBOPE Ambiental Setembro de 2011 Com quem falamos? Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas telefônicas. Objetivo geral Identificar

Leia mais

Brasil, País do ingresso mais caro do Mundo

Brasil, País do ingresso mais caro do Mundo PLURI Especial Brasil, País do ingresso mais caro do Mundo Fernando Ferreira - Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria, da BrSM Brasil

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Previdência 20 Maioria dos brasileiros apoia mudanças na previdência Sete em cada dez brasileiros reconhecem que o sistema previdenciário brasileiro apresenta

Leia mais

Importância e Interesse do Tema

Importância e Interesse do Tema PROGRAMA UNIVERSIDADES 2015 COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS PARA A EMPREGABILIDADE Local: Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa 1ª Sessão - "Os desafios da Empregabilidade dos jovens

Leia mais

Quem vai liderar sua empresa?

Quem vai liderar sua empresa? Quem vai liderar sua empresa? Uma pesquisa exclusiva realizada pela Heidrick & Struggles mostra que os executivos estão ficando cada vez menos tempo em cada emprego o que compromete a sucessão em cargos-chave

Leia mais

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País.

Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. OBJETIVOS A Pesquisa

Leia mais

FIPECAFI oferece curso elearning Tópicos de Contabilidade Internacional com foco em IFRS

FIPECAFI oferece curso elearning Tópicos de Contabilidade Internacional com foco em IFRS FIPECAFI oferece curso elearning Tópicos de Contabilidade Internacional com foco em IFRS A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) abre inscrições para o curso elearning:

Leia mais

Artigo publicado. na edição 34. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. maio e junho de 2013

Artigo publicado. na edição 34. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. maio e junho de 2013 Artigo publicado na edição 34 Assine a revista através do nosso site maio e junho de 2013 www.revistamundologistica.com.br Paulo Guedes :: opinião Gastos e Custos Logísticos diferenciar para compreender

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Estudo sobre Rotatividade de Funcionários no Brasil Ano I - 2008

Estudo sobre Rotatividade de Funcionários no Brasil Ano I - 2008 Estudo sobre Rotatividade de Funcionários no Brasil Ano I - 2008 Marco A. Quége* INTRODUÇÃO A rotatividade de funcionários (turnover) é sem dúvida um elemento que demanda atenção constante por parte de

Leia mais

Pesquisa Investimentos em Marketing Digital 2013

Pesquisa Investimentos em Marketing Digital 2013 Investimentos em Marketing Digital 2013 - 1º Edição Investimentos em Marketing Digital 2013 Como as empresas estão alocando seus orçamentos de marketing digital para o ano de 2013? Quais canais, disciplinas

Leia mais

Briefing. Boletim Epidemiológico 2010

Briefing. Boletim Epidemiológico 2010 Briefing Boletim Epidemiológico 2010 1. HIV Estimativa de infectados pelo HIV (2006): 630.000 Prevalência da infecção (15 a 49 anos): 0,61 % Fem. 0,41% Masc. 0,82% 2. Números gerais da aids * Casos acumulados

Leia mais

Estudo de Remuneração 2012 2013

Estudo de Remuneração 2012 2013 1 Estudo de Remuneração 2012 2013 Apresentação Prezado (a), Nós da Michael Page temos a honra de apresentar a 6ª edição de nosso Estudo de Remuneração, versão 2012/2013. Há 6 anos este mapeamento tem o

Leia mais