3 a 5. 6 a a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos."

Transcrição

1 Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos

2 EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO INFANTIL NO PENTÁGONO KIDS: PARCERIA COM AS FAMÍLIAS O QUE A CRIANÇA APRENDE NO PENTÁGONO KIDS: Coordenação motora Letramento Conteúdos EDUCAÇÃO INFANTIL A educação infantil é considerada a primeira etapa da educação básica, tendo como finalidade o desenvolvimento integral da criança até seis anos de idade. Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos As crianças possuem uma natureza singular, que as caracteriza como seres que sentem e pensam o mundo de um jeito muito próprio. Nas interações que estabelecem desde cedo com as pessoas que lhe são próximas e com o meio que as circunda, as crianças revelam seu esforço para compreender o mundo em que vivem as relações contraditórias que presenciam e, por meio das brincadeiras, explicitam as condições de vida a que estão submetidas e seus anseios e desejos. No processo de construção do conhecimento, as crianças se utilizam das mais diferentes linguagens e exercem a capacidade que possuem de terem idéias e hipóteses originais sobre aquilo que buscam

3 desvendar. Neste sentido, na Educação Infantil do Pentágono Kids, as crianças constroem o conhecimento a partir das interações que estabelecem com as outras pessoas e com o meio em que vivem. EDUCAÇÃO INFANTIL NO PENTÁGONO KIDS: No Projeto do Pentágono Kids foram estabelecidos cinco princípios fundamentais que contribuem para o exercício da cidadania. Na escolha destes princípios foram consideradas as especificidades afetivas, emocionais, sociais e cognitivas das crianças até os seis anos: 1. O respeito à dignidade e aos direitos das crianças, consideradas nas suas diferenças individuais, sociais, econômicas, culturais, étnicas, religiosas etc.; 2. O direito das crianças a brincar, como forma particular de expressão, pensamento, interação e comunicação infantil; 3. O acesso das crianças aos bens socioculturais disponíveis, ampliando o desenvolvimento das capacidades relativas à expressão, à comunicação, à interação social, ao pensamento, à ética e à estética; 4. A socialização das crianças por meio de sua participação e inserção nas mais diversificadas práticas sociais, sem discriminação de espécie alguma; 5. O atendimento aos cuidados essenciais associados à sobrevivência e ao desenvolvimento de sua identidade. PARCERIA COM AS FAMÍLIAS As características da faixa etária das crianças atendidas, bem como as necessidades atuais de construção de uma sociedade mais democrática e pluralista apontam para a importância de uma atenção especial com a relação entre as instituições e as famílias. O Estatuto da Criança e do Adolescente reafirma, em seus termos, que a família é a primeira instituição social responsável pela efetivação dos direitos básicos das crianças. Desta forma, acreditamos que um trabalho conjunto entre nós e a família propiciará o desenvolvimento de um ser completo. Para o Pentágono Kids não há separação entre o estudante na escola e a criança em casa.

4 A troca de informações entre o Pentágono Kids e a família ocorre diariamente, por meio da agenda do estudante, ou então por contato telefônico, sempre que necessário. Promovemos também reuniões bimestrais com o objetivo de discutir e orientar a família sobre o desenvolvimento de cada criança. Temos também ao longo do ano, atividades de interação e integração para o fortalecimento dos laços e ampliação da parceria. O QUE A CRIANÇA APRENDE NO PENTÁGONO KIDS: Uma criança bem estruturada consegue enfrentar as adversidades da vida de uma forma muito melhor. A criança nesta fase escolar aprende a se situar no espaço da escola e da sala de aula e desenvolve a coordenação motora, a linguagem e a sociabilidade, além de entrar em contato com conceitos de leitura, escrita, ciências, matemática e artes, dentre outros conteúdos. Coordenação motora Durante a educação infantil, o estudante desenvolve as coordenações motoras grossa e fina. Com a primeira, é possível localizar as diferentes partes do corpo, bem como situá-lo no espaço. A criança aprende a controlar, por exemplo, a velocidade do andar e conceitos como "em cima/embaixo", "esquerda/direita" e "frente/trás". A coordenação fina é desenvolvida quando a criança começa a trabalhar com materiais pequenos, tais como massinha e giz grosso. O estudante faz o "movimento de pinça" com as mãos e, com isso, chega ao uso do lápis. A organização do espaço e do tempo também contribui para esse aprendizado do controle do corpo. Letramento O estudante do ensino infantil aprende conceitos de letramento, tomando contato com o universo da escrita e aprende, por exemplo, como são as letras e que a leitura se dá da esquerda para a direita e de cima para baixo. Ele pode até sair desta etapa lendo e escrevendo. Destaca-se que a alfabetização deve ocorrer no primeiro e no segundo ano do Ensino Fundamental.

5 Conteúdos Conteúdos de ciências, matemática e artes, dentre outros, são trabalhados com crianças no Pentágono Kids. Eles são adaptados para idade da criança e desenvolvidos de forma lúdica. Pela forma como a criança brincadeira, o professor consegue analisar como o estudante percebe o mundo e os adultos que estão ao seu redor.

6 ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos O Pentágono entende que a chegada da criança no primeiro ano do Ensino Fundamental causa inúmeras ansiedades para os pais e principalmente para a criança. Vontade de aprender, descobrir, conhecer, acompanhadas de algumas inseguranças, questionamentos e incertezas. Nesta fase rica da infância, a criança se caracteriza pelo alto grau de imaginação, curiosidade e pelo desejo de aprender e utiliza como recurso natural suas brincadeiras na construção de sua autonomia e identidade. Aqui no Pentágono Kids, nesta fase inicial, ela já pode simbolizar e compreender o mundo, estruturar seus pensamentos e fazer uso das múltiplas linguagens. Paulatinamente a criança terá acesso ao conhecimento e aos elementos da cultura - imprescindíveis para a vida em sociedade. No Pentágono Kid, especialmente em relação aos primeiros anos do Ensino Fundamental (Ciclo I), os objetivos educacionais estão pautados nos processos de alfabetização e letramento, no desenvolvimento das diversas formas de expressão e nos conhecimentos que constituem a base fundamental da formação educacional da criança.

7 AÇÕES PEDAGÓGICAS: O Pentágono Kids estabeleceu os seguintes princípios norteadores para ações pedagógicas nos anos iniciais do Ensino Fundamental: Éticos: da autonomia, da responsabilidade, da solidariedade e do respeito ao bem comum, ao meio ambiente e às diferentes culturas, identidades e singularidades. Políticos: de reconhecimento dos direitos e deveres de cidadania, do exercício da criticidade e do respeito à ordem democrática, da preservação dos recursos ambientais; Estéticos: da valorização da sensibilidade juntamente com a racionalidade; do enriquecimento das formas de expressão e do exercício da criatividade; da valorização das diferentes manifestações culturais, especialmente as da cultura brasileira, da construção de identidades plurais e solidárias.

8 AÇÕES POLÍTICAS NO COTIDIANO DO PENTÁGONO Para os gregos, aquele que se ocupava dos interesses da polis, ou seja, do coletivo era chamado de Político. Já, aquele que se ocupava do próprio interesse era chamado de Idiota. No Pentágono, cada classe tem a oportunidade de viver este processo político por meio da escolha democrática do representante de classe e desta forma, exercitar apenas um dos diversos sistemas de representação política. A escolha do representante de classe deve precisa ser vista como uma experiência democrática positiva e, ao mesmo tempo, complexa para a criança. Assim como qualquer pessoa que representa um grupo, o representante de classe deve ser capaz de equacionar diferentes qualidades que não se encerram em suas características pessoais. O colega que mais fala, ou aquele que tira as maiores notas, ou mesmo aquele que é mais calado, não será necessariamente o melhor representante. O representante precisa ser visto como alguém que discutirá as questões coletivas e não as suas questões particulares. Deverá ouvir as demandas da classe e levá-las às reuniões periódicas com a Direção do Pentágono para posteriormente prestar conta ao grupo que o escolheu. Ou seja, deve ser alguém que participe ativamente das questões que envolvem o Pentágono e a classe.

9 ARQUITETURA CURRICULAR: O Ensino Fundamental no Pentágono Kids está organizado em nove anos com o acesso de alunos a partir dos seis anos de idade, divididos em duas fases, conforme abaixo: Anos Iniciais Anos Finais 1º ano 2º ano 3º ano 4º ano 5º ano 6º ano 7º ano 8º ano 9º ano COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS: Ao final do Ensino Fundamental, o estudante será capaz de: Desenvolver a capacidade de aprender para dominar leitura, escrita e cálculo; Compreender o ambiente natural, social, político, das artes, das tecnologias e dos valores que fundamentam uma sociedade. Adquirir instrumentos e conhecimentos para se obter uma visão crítica de mundo; Fortalecer vínculos com a família e com a comunidade, vislumbrando a solidariedade e a tolerância. PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: Para o Colégio Pentágono a partir do sexto ano de vida a criança apresenta características que a distingue das de outras faixas etárias, sobretudo pela imaginação, a curiosidade, o movimento e o desejo de aprender aliados à sua forma privilegiada de conhecer o mundo por meio do brincar. É justamente nesta etapa que ela apresenta grandes possibilidades de simbolizar e compreender o mundo, estruturando seu pensamento e fazendo uso de múltiplas linguagens. Esse desenvolvimento possibilita à criança participar de jogos que envolvam regras e se apropriar de conhecimentos, valores e práticas sociais construídos na cultura. Nessa fase, vive um momento crucial de sua vida no que se refere à construção de sua autonomia e de sua identidade. Há também o estabelecimento de laços sócio-afetivos e a construção de seus conhecimentos na interação com outras crianças da mesma faixa etária, bem como com adultos com os quais se relacionam.

10 Para a criança que ingressa no primeiro ano do Ensino Fundamental, o Pentágono Kids divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 6 horas 240 horas Meio Ambiente 1 hora 40 horas Ciências 1 hora 40 horas Matemática 5 horas 200 horas Educação Física 1 hora 40 horas Artes e Música 1 hora 40 horas Base Nacional Comum: Total 15 horas 600 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 1 hora 40 horas Complementos de Matemática 1 hora 40 horas Complementos de Ciências e Informática 1 hora 40 horas Atividade Lúdica/ Jogos Dirigidos 1 hora 40 horas Recreação 1 hora 40 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Parte Diversificada: Total 6 horas 240 horas Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois

11 blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, a criança terá totalizado 840 horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 1º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 15 horas 600 horas Parte Diversificada 6 horas 240 horas Total da Carga Horária 21 horas 840 horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar. Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

12 SEGUNDO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No segundo ano do Ensino Fundamental, o Pentágono Kids divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 5 horas 200 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Ciências 2 horas 80 horas Matemática 5 horas 200 horas Educação Física 1 hora 40 horas Artes e Música 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 19 horas 760 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 6 horas 240 horas Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois

13 blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, a criança terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 2º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 19 horas 760 horas Parte Diversificada 6 horas 240 horas Total da Carga Horária 21 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar. Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

14 TERCEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No terceiro ano do Ensino Fundamental, o Pentágono Kids divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 5 horas 200 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Ciências 2 horas 80 horas Matemática 5 horas 200 horas Educação Física 1 hora 40 horas Artes e Música 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 19 horas 760 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 6 horas 240 horas Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois

15 blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, a criança terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 3º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 19 horas 760 horas Parte Diversificada 6 horas 240 horas Total da Carga Horária 21 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar. Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

16 QUARTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No quarto ano do Ensino Fundamental, o Pentágono Kids divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 5 horas 200 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Ciências 2 horas 80 horas Matemática 5 horas 200 horas Educação Física 1 hora 40 horas Artes e Música 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 19 horas 760 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 6 horas 240 horas Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois

17 blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, a criança terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 4º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 19 horas 760 horas Parte Diversificada 6 horas 240 horas Total da Carga Horária 21 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar. Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

18 QUINTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No quinto ano do Ensino Fundamental, o Pentágono Kids divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 5 horas 200 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Ciências 2 horas 80 horas Matemática 5 horas 200 horas Educação Física 1 hora 40 horas Artes e Música 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 19 horas 760 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 6 horas 240 horas Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois

19 blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, a criança terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 5º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 19 horas 760 horas Parte Diversificada 6 horas 240 horas Total da Carga Horária 21 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar. Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

20 ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos Os anos finais do Ensino Fundamental correspondem do 6º. ao 9º. ano, onde os objetivos educacionais estão pautados na compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da economia, da tecnologia, das artes, da cultura e dos valores em que se fundamentam a sociedade. Também importante é o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores; Ao final do Ensino Fundamental, o estudante do Pentágono será capaz de: Desenvolver a capacidade de aprender para dominar leitura, escrita e cálculo; Compreender o ambiente natural, social, político, das artes, das tecnologias e dos valores que fundamentam uma sociedade. Adquirir instrumentos e conhecimentos para se obter uma visão crítica de mundo; Fortalecer vínculos com a família e com a comunidade, vislumbrando a solidariedade e a tolerância. ARQUITETURA CURRICULAR: O Ensino Fundamental, ciclo II, inclui do 6º ao 9º ano, com turmas no período da manhã e tarde. Através do Sistema Didático Etapa, trabalhamos com apostilas mensais que contemplam as disciplinas de

21 SEXTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No sexto ano do Ensino Fundamental, o Pentágono divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 4 horas 160 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Química 2 horas 80 horas Física 1 hora 40 horas Biologia 1 hora 40 horas Matemática 4 horas 160 horas Educação Física 2 horas 80 horas Artes 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 20 horas 800 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Técnicas de Redação 2 horas 80 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Complementos de Matemática 2 horas 80 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 10 horas 400 horas

22 Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, o estudante terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 6º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 20 horas 800 horas Parte Diversificada 10 horas 400 horas Total da Carga Horária 30 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar.

23 Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

24 SÉTIMO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No sétimo ano do Ensino Fundamental, o Pentágono divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 4 horas 160 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Química 2 horas 80 horas Física 1 hora 40 horas Biologia 1 hora 40 horas Matemática 4 horas 160 horas Educação Física 2 horas 80 horas Artes 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 20 horas 800 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Técnicas de Redação 2 horas 80 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Complementos de Matemática 2 horas 80 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 10 horas 400 horas

25 Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, o estudante terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 7º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 20 horas 800 horas Parte Diversificada 10 horas 400 horas Total da Carga Horária 30 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar.

26 Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

27 OITAVO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No oitavo ano do Ensino Fundamental, o Pentágono divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 4 horas 160 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Química 2 horas 80 horas Física 1 hora 40 horas Biologia 1 hora 40 horas Matemática 4 horas 160 horas Educação Física 2 horas 80 horas Artes 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 20 horas 800 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Técnicas de Redação 2 horas 80 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Complementos de Matemática 2 horas 80 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 10 horas 400 horas

28 Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, o estudante terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 8º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 20 horas 800 horas Parte Diversificada 10 horas 400 horas Total da Carga Horária 30 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar.

29 Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

30 NONO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: No nono e último ano do Ensino Fundamental, o Pentágono divide o currículo em duas partes: Parte I Base Nacional Comum Conhecimentos, saberes e valores produzidos culturalmente, expressos nas políticas públicas e que são gerados nas instituições produtoras do conhecimento científico e tecnológico; no mundo do trabalho; no desenvolvimento das linguagens; nas atividades desportivas e corporais; na produção artística; nas formas diversas e no exercício da cidadania e nos movimentos sociais. s Anuais Língua Portuguesa 4 horas 160 horas História 2 horas 80 horas Geografia 2 horas 80 horas Química 2 horas 80 horas Física 1 hora 40 horas Biologia 1 hora 40 horas Matemática 4 horas 160 horas Educação Física 2 horas 80 horas Artes 2 horas 80 horas Base Nacional Comum: Total 20 horas 800 horas Parte II Parte Diversificada Enriquece e complementa a base nacional comum, prevendo o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da comunidade escolar. Está organizada em temas gerais, em forma de componentes curriculares, para serem desenvolvidos de forma transversal. s Anuais Inglês 2 horas 80 horas Espanhol 1 hora 40 horas Técnicas de Redação 2 horas 80 horas Ética e Cidadania 1 hora 40 horas Complementos de Matemática 2 horas 80 horas Avaliação Continuada 2 horas 80 horas Parte Diversificada: Total 10 horas 400 horas

31 Vale destacar que esta divisão é apenas didática, uma vez que a base nacional comum e a parte diversificada não podem se constituir em dois blocos distintos, com componentes curriculares específicos para cada uma dessas partes. Portanto, durante o ano letivo, o estudante terá totalizado horas de estudos em sala de aula, conforme abaixo: 9º. Ano Ensino Fundamental s Anuais Base Nacional Comum 20 horas 800 horas Parte Diversificada 10 horas 400 horas Total da Carga Horária 30 horas horas Plantão de Dúvidas No contra período, os estudantes podem tirar suas dúvidas quanto aos conteúdos com monitores das disciplinas de Português, Técnica de Redação, Inglês, Matemática, Física e Biologia. Orientação Educacional: Os estudantes tem a possibilidade de aprender a se organizar nos estudos através do departamento de Orientação Educacional. Com um atendimento que envolve reconhecer as formas que podem contribuir para um melhor aprendizado, observando posturas e sentimentos diante do ambiente escolar que possam prejudicar o desempenho estudantil, o Orientador Educacional trabalha juntamente com a família de forma a favorecer o desenvolvimento do estudante em todos os aspectos. Acompanhamento Psicopedagógico: A profissional da área de psicopedagogia investiga os fatores que possam interferir de forma negativa no desenvolvimento emocional e pedagógico do estudante, prejudicando seu desempenho escolar.

32 Através de observação e investigação junto aos professores e família, acompanha a rotina do estudante, encaminhando-o aos profissionais competentes, caso seja necessário.

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL ANTECEDENTES Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comum

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PROINFÂNCIA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A

Leia mais

********** É uma instituição destinada ao atendimento de crianças de 0 a 3 anos e faz parte da Educação Infantil. Integra as funções de cuidar e

********** É uma instituição destinada ao atendimento de crianças de 0 a 3 anos e faz parte da Educação Infantil. Integra as funções de cuidar e 1 CONCEPÇÃO DE CRECHE (0 A 3 ANOS): A Constituição Federal de 1988 assegura o reconhecimento do direito da criança a creche, garantindo a permanente atuação no campo educacional, deixando de ser meramente

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas:

EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM ORAL E ESCRITA. Premissas básicas: EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil, enquanto segmento de ensino que propicia um maior contato formal da criança com o mundo que a cerca, deve favorecer a socialização da criança, permitir a interação

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O Colégio Ceom, fundamenta seu trabalho educacional na área da Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Fundamental II e Ensino Médio, a partir das teorias de Jean Piaget e Emília

Leia mais

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução n 01/2010

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução n 01/2010 MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Resolução n 01/2010 Fixa normas para o Ensino Fundamental de 09 (nove) anos da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis, Santa Catarina. O CONSELHO

Leia mais

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE FLORESTA ISEF PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO FLORESTA PE 2013 SUMÁRIO I. JUSTIFICATIVA II. OBJETIVO A. GERAIS B. ESPECIFICOS III. DESENVOLVIMENTO IV. CRONOGRAMA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA RESOLUÇÃO Nº 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (*)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA RESOLUÇÃO Nº 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (*) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA RESOLUÇÃO Nº 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (*) Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil O Presidente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 257/06-CEE/MT

RESOLUÇÃO Nº 257/06-CEE/MT RESOLUÇÃO Nº 257/06-CEE/MT Dispõe sobre a Implantação do Ensino Fundamental para Nove Anos de duração, no Sistema Estadual de Ensino de Mato Grosso, e dá outras providências. O CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica.

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. ENSINO FUNDAMENTAL De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. Art. 32 "o Ensino Fundamental, com duração mínima de oito

Leia mais

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil

VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil VISÃO: ser referência na comunidade na área de educação Infantil NOSSA MISSÃO: Por meio da educação formar cidadãos felizes, independentes, éticos e solidários VALORES: Respeito, honestidade, boa moral

Leia mais

Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente

Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente A Prova Docente: Breve Histórico Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente Instituída pela Portaria Normativa nº 3, de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

PLANEJAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA.

PLANEJAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA. PLANEJAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA. OLIVEIRA 1, Jordânia Amorim da Silva. SOUSA 2, Nádia Jane de. TARGINO 3, Fábio. RESUMO Este trabalho apresenta resultados parciais do projeto

Leia mais

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio.

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio. Proposta Pedagógica Visão: Ser um centro de excelência em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio que busca alcançar a utopia que tem de pessoa e sociedade, segundo os critérios do evangelho, vivenciando

Leia mais

1º Semestre Código Disciplina Pré- Requisito

1º Semestre Código Disciplina Pré- Requisito MATRIZ CURRICULAR PARA O CURSO DE PEDAGOGIA LICENCIATURA 1º Semestre 01 Filosofia e Ética Educacional 80 h/a 02 Sociologia da Educação I 03 História da Educação I 04 Psicologia da Educação I 05 Leitura

Leia mais

Quem é quem. Eloiza Helena Coordenadora Pedagógica Segmento I. Andréa Cristiani Orientadora Educacional e psicopedagoga Segmento I

Quem é quem. Eloiza Helena Coordenadora Pedagógica Segmento I. Andréa Cristiani Orientadora Educacional e psicopedagoga Segmento I SEGMENTO I Quem é quem. Eloiza Helena Coordenadora Pedagógica Segmento I Andréa Cristiani Orientadora Educacional e psicopedagoga Segmento I ORGANIZAÇÃO DOS SEGMENTOS O Colégio São Geraldo é organizado

Leia mais

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Maria dos Prazeres Nunes 1 INTRODUÇÃO No Brasil a expansão da educação ocorre de forma lenta, mas, crescente nas últimas décadas. Com base nas determinações

Leia mais

LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.

LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. ANA PAULA CORDEIRO ARTE ARTE? O QUE É? QUAL SUA NECESSIDADE? QUAL SUA FUNÇÃO? ARTE: O QUE É? ARTE Uma forma de criação de linguagens- a linguagem visual,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

ARTES VISUAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL RESUMO

ARTES VISUAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL RESUMO ARTES VISUAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL RESUMO CAMILA SONALY QUEIROZ TITO¹ MAÍSE RODRIGUES LÚCIO² O presente artigo tem por objetivo levar educadores da Educação Infantil a repensar sobre as concepções e metodologias

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA INTRODUÇÃO

RELATO DE EXPERIÊNCIA INTRODUÇÃO RELATO DE EXPERIÊNCIA INTRODUÇÃO Na EEMASA - Escola Estadual Maria Augusta Silva Araújo, antes do início do ano letivo, professores, coordenação pedagógica e direção da escola definem coletivamente, em

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

Centro Educacional Pró-Hope

Centro Educacional Pró-Hope Centro Educacional Pró-Hope A escola da Casa Hope As pessoas que são atendidas pela Instituição sofrem com a carência financeira, a doença e o afastamento da rede familiar e social de apoio. Tudo isso

Leia mais

HORÁRIO DE TIRA DÚVIDAS PARA EXAMES FINAIS 09, 10 E 11 DE DEZEMBRO DE 2015 SEXTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

HORÁRIO DE TIRA DÚVIDAS PARA EXAMES FINAIS 09, 10 E 11 DE DEZEMBRO DE 2015 SEXTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL HORÁRIO DE TIRA DÚVIDAS PARA EXAMES FINAIS SEXTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 7h30min às 8h20min LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA 8h20min às 9h05min LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA INGLÊS GEOGRAFIA 10h15min às 11h05min

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04 Curso: Graduação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300 Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Educação Subsecretaria de Gestão dos Profissionais da Educação Coordenação de Administração de Pessoas Instituição CETEB A adolescência e o ensino da

Leia mais

O LUDICO NA MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

O LUDICO NA MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA O LUDICO NA MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Thaís Koseki Salgueiro 1 ; Ms. Ozilia Geraldini Burgo 2 RESUMO: Este projeto tem como objetivo apresentar o trabalho de campo desenvolvido

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. www.dombosco.sebsa.com.br/colegio

ENSINO FUNDAMENTAL. www.dombosco.sebsa.com.br/colegio ENSINO FUNDAMENTAL www.dombosco.sebsa.com.br/colegio Sala de aula 1º ao 5ª ano Os alunos do Colégio Dom Bosco desfrutam de uma ampla estrutura física, totalmente projetada para atender todas as necessidades

Leia mais

Objetivos gerais e conteúdos da educação infantil

Objetivos gerais e conteúdos da educação infantil Objetivos gerais e conteúdos da educação infantil Profa. Cláudia Yazlle 29 e 30/março/2011 Objetivos da aula de hoje Refletir sobre a identidade da educação infantil Conhecer os objetivos gerais da educação

Leia mais

PREFEITURA DE NOVA VENÉCIA-ES SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PORTARIA Nº 1612 DE 06 DE FEVEREIRO DE 2015.

PREFEITURA DE NOVA VENÉCIA-ES SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PORTARIA Nº 1612 DE 06 DE FEVEREIRO DE 2015. PORTARIA Nº 1612 DE 06 DE FEVEREIRO DE 2015. DISPÕE SOBRE O FUNCIONAMENTO E ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DAS UNIDADES DE ENSINO DA EDUCAÇÃO INFANTIL EM TEMPO INTEGRAL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE NOVA VENÉCIA-ES

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. O Presidente

Leia mais

Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens

Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens A obra salesiana teve início em Turim, na Itália, onde Dom Bosco colocou em prática seus ideais de educação associados ao desenvolvimento

Leia mais

Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras

Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras Curso Carga horária Área: Direito Direito Coletivo do Trabalho 40 Direito Empresarial 40 Direito Municipal e Urbanístico Direito Tributário Aplicado

Leia mais

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS Dificuldades de Palestra EF e EM Todas Conscientizar sobre as dificuldades de aprendizagem aprendizagem que podem ser manifestadas pelos alunos numa sala de aula e sugerir ações de encaminhamento, conforme

Leia mais

No final desse período, o discurso por uma sociedade moderna leva a elite a simpatizar com os movimentos da escola nova.

No final desse período, o discurso por uma sociedade moderna leva a elite a simpatizar com os movimentos da escola nova. 12. As concepções de educação infantil Conforme OLIVEIRA, a educação infantil no Brasil, historicamente, foi semelhante a outros países. No Séc. XIX tiveram iniciativas isoladas de proteção à infância

Leia mais

CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Claudia Maria da Cruz Consultora Educacional FEVEREIRO/2015 CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL A ênfase na operacionalização escrita dos documentos curriculares municipais é

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS/RJ PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA

PADRÃO DE RESPOSTA REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS/RJ PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA 3. O tema: Capacitação e formação continuada como ingredientes indispensáveis ao sucesso do profissional da educação. A exposição e a defesa das ideias do autor do texto

Leia mais

Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas

Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas Metodologia Científica 60 horas História da Educação 60 horas Sociologia da Educação I 60 horas Filosofia

Leia mais

Palavras-chave: Lúdico. Aprendizagem. Desenvolvimento. Necessidades Especiais.

Palavras-chave: Lúdico. Aprendizagem. Desenvolvimento. Necessidades Especiais. Nesse artigo realizamos uma discussão sobre a importância de atividades lúdicas na educação de crianças com necessidades especiais. Propomos explicitar a possibilidade de levar para o ambiente escolar

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EDUCAÇÃO INFANTIL. Currículo e Metodologia na Educação Infantil

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EDUCAÇÃO INFANTIL. Currículo e Metodologia na Educação Infantil CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EDUCAÇÃO INFANTIL Currículo e Metodologia na Educação Infantil Disciplina: Currículo e Metodologia na Educação Infantil Professora: Olga Noêmia de Moraes Currículo, Propostas

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira

BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira BASE NACIONAL COMUM E AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOCENTE Zilma de Moraes Ramos de Oliveira HISTÓRICO Constituição brasileira LDB Plano Nacional de Educação CONSTITUIÇÃO

Leia mais

Planejamento Anual 2016. Maternal I

Planejamento Anual 2016. Maternal I Planejamento Anual 2016 Maternal I Em nossa ação educativa, pretendemos colaborar para todos trabalharem pela harmonia nas relações entre os homens e os povos, fundada no amor ao outro, seja quem for,

Leia mais

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem da Criança de 0 a 5 anos Docente do Curso Gilza Maria Zauhy Garms Total da Carga

Leia mais

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA Prezados Pais, Responsáveis e Alunos Recomendamos a todos que leiam com atenção cada uma destas orientações, pois os pais e responsáveis dos alunos matriculados no SER

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE I... 4 02 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 4 03 PROFISSIONALIDADE DOCENTE... 4 04 RESPONSABILIDADE

Leia mais

Planejamento Anual 2015. Educação Infantil Maternal II

Planejamento Anual 2015. Educação Infantil Maternal II Planejamento Anual 2015 Educação Infantil Maternal II Em nossa ação educativa, pretendemos colaborar para todos trabalharem pela harmonia nas relações entre os homens e os povos, fundada no amor ao outro,

Leia mais

LEITURA E ESCRITA: O LÚDICO NO ESPAÇO ESCOLAR

LEITURA E ESCRITA: O LÚDICO NO ESPAÇO ESCOLAR LEITURA E ESCRITA: O LÚDICO NO ESPAÇO ESCOLAR Katia Maria de Oliveira CUSTODIO, Ketulem Cristina Vieira ARANTES, Ducéria TARTUCI, Maria Marta Lopes FLORES. Ângela Aparecida DIAS Departamento de Educação,UFG

Leia mais

Novas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil

Novas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil Novas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil Zilma de Moraes Ramos de Oliveira zilmaoliveira@uol.com.br Apoio Parceria Coordenação Técnica Iniciativa OBJETIVOS Discutir as implicações

Leia mais

INSTITUTO SINGULARIDADES CURSO PEDAGOGIA MATRIZ CURRICULAR POR ANO E SEMESTRE DE CURSO

INSTITUTO SINGULARIDADES CURSO PEDAGOGIA MATRIZ CURRICULAR POR ANO E SEMESTRE DE CURSO INSTITUTO SINGULARIDADES CURSO PEDAGOGIA MATRIZ CURRICULAR POR ANO E SEMESTRE DE CURSO 1º N1 1. Espaços e Práticas Culturais 40h N1 2. Oficina de Artes Visuais 80h N1 3. Prática de Leitura e escrita 80h

Leia mais

Cursos de Pedagogia têm novas Diretrizes Curriculares Nacionais

Cursos de Pedagogia têm novas Diretrizes Curriculares Nacionais Cursos de Pedagogia têm novas Diretrizes Curriculares Nacionais O Conselho Nacional de Educação baixou a Resolução nº 1, de 15 de maio de2006, publicada no Diário 0ficial da União de 16, instituindo as

Leia mais

JUSTIFICATIVA DA INCLUSÃO DA DISCIPLINA NA CONSTITUIÇÃO DO CURRICULO

JUSTIFICATIVA DA INCLUSÃO DA DISCIPLINA NA CONSTITUIÇÃO DO CURRICULO FATEA Faculdades Integradas Teresa D Ávila Curso: Pedagogia Carga Horária: 36h Ano: 2011 Professor: José Paulo de Assis Rocha Plano de Ensino Disciplina: Arte e Educação Período: 1º ano Turno: noturno

Leia mais

TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Seção I Das Disposições Gerais

TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Seção I Das Disposições Gerais TÍTULO V DOS NÍVEIS E DAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E ENSINO CAPÍTULO II DA EDUCAÇÃO BÁSICA Seção I Das Disposições Gerais Art. 22. A educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurar-lhe

Leia mais

A EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A IMPORTÂNCIA DO MOVIMENTO DESDE OS PRIMORDIOS DA VIDA

A EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A IMPORTÂNCIA DO MOVIMENTO DESDE OS PRIMORDIOS DA VIDA 1 A EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A IMPORTÂNCIA DO MOVIMENTO DESDE OS PRIMORDIOS DA VIDA Róbisper Alves da Silva Jair Brito da Costa Káriston Eger dos Santos RESUMO O presente artigo tem como objetivo

Leia mais

Sistema Maxi no Ensino Fundamental I

Sistema Maxi no Ensino Fundamental I Sistema Maxi no Ensino Fundamental I Características do segmento Ensino Fundamental: Anos Iniciais compreende do 1º ao 5º ano a criança ingressa no 1º ano aos 6 anos de idade Fonte: shutterstock.com Material

Leia mais

REGIMENTO ESCOLAR EDUCAÇÃO INFANTIL

REGIMENTO ESCOLAR EDUCAÇÃO INFANTIL INSTITUIÇÃO SINODAL DE ASSINTÊNCIA, EDUCAÇÃO E CULTURA - ISAEC ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL SINODAL SETE DE SETEMBRO NÃO-ME-TOQUE /RS REGIMENTO ESCOLAR EDUCAÇÃO INFANTIL 1 SUMÁRIO 1- CARACTERIZAÇÃO DA

Leia mais

Ciclo de Vida das atividades esportivas nos clubes da implantação ao encerramento Case Esperia: Reestruturação de atividade esportiva

Ciclo de Vida das atividades esportivas nos clubes da implantação ao encerramento Case Esperia: Reestruturação de atividade esportiva Ciclo de Vida das atividades esportivas nos clubes da implantação ao encerramento Case Esperia: Reestruturação de atividade esportiva O PIDE - Programa de Iniciação Desportiva do Clube Esperia foi criado

Leia mais

ANEXO E: EMENTÁRIO DO CURRÍCULO 13

ANEXO E: EMENTÁRIO DO CURRÍCULO 13 ANEXO E: EMENTÁRIO DO CURRÍCULO 13 I CICLO DE ESTUDOS INTERDISCIPLINARES (1º e 2º semestres): FUNDAMENTOS DA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO EMENTÁRIO: O I Ciclo do Curso de Pedagogia do UniRitter desenvolve os fundamentos

Leia mais

REUNIÃO COM AS FAMÍLIAS Ensino Fundamental Ano inicial (1º Ano) Recife, 2012

REUNIÃO COM AS FAMÍLIAS Ensino Fundamental Ano inicial (1º Ano) Recife, 2012 REUNIÃO COM AS FAMÍLIAS Ensino Fundamental Ano inicial (1º Ano) Recife, 2012 PAUTA Oração Pastoral Acolhida Direção Apresentação Serviços Educacionais Orientações 2012 NAP Mensagem final EQUIPE GESTORA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GABARITO DEFINITIVO.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GABARITO DEFINITIVO. CARGO 01: PROFESSOR ESPECIALIDADE: EDUCAÇÃO INFANTIL Gabarito A C C B A B C A B D B C D D C Gabarito B C B B C D C B B C B D C D D CARGO 02: PROFESSOR ESPECIALIDADE: 1º AO 5º ANO Gabarito A C C D B A B

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA A ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESCOLAR O Planejamento é o principal instrumento norteador da ação dos coordenadores e profissionais

Leia mais

DINÂMICA DE FUNCIONAMENTO: Horário matutino: de 5º ao 9 º ano do Ensino Fundamental.

DINÂMICA DE FUNCIONAMENTO: Horário matutino: de 5º ao 9 º ano do Ensino Fundamental. NÍVEIS E MODALIDADES DE ENSINO: EDUCAÇÃO INFANTIL: Maternal III: 3-4 anos 1º Período: 4-5 anos 2º Período: 5-6 anos ENSINO FUNDAMENTAL: Novatos: 1º ano matrícula com 6 anos completos (até 31 de março)

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/003/2009. UNIVERSIDADE ESTADU DA PARAÍBA APROVA O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA, DO CENTRO DE EDUCAÇÃO - CEDUC, QUE REFORMULA

Leia mais

Categoria Pôster 2 O NEI se constitui numa escola de Educação Infantil situada no Campus Central da UFRN- Natal, que

Categoria Pôster 2 O NEI se constitui numa escola de Educação Infantil situada no Campus Central da UFRN- Natal, que ARTE PRESENTE NA CONSTRUÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO: UM RELATO DE CASO 1 PONTES, Gilvânia Maurício Dias de (Mestranda PPGEd-UFRN/ Prof. do NEI-UFRN) PERNAMBUCO, Marta Maria Castanho Almeida (DEPED- CCSA-

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Prática: 15 h/a Carga Horária: 60 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

As crianças, a cultura. Lisandra Ogg Gomes

As crianças, a cultura. Lisandra Ogg Gomes As crianças, a cultura lúdica e a matemática Lisandra Ogg Gomes Aprendizagens significativas: Como as crianças pensam o cotidiano e buscam compreendê-lo? (Caderno de Apresentação, 2014, p. 33). O que as

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Resolução CME n 20/2012 Comissão de Ensino Fundamental Comissão de Legislação e Normas organização Define normas para a dos três Anos Iniciais do Ensino Fundamental das Escolas

Leia mais

Palavras-chave: cultura, esporte, lazer, jogos cooperativos.

Palavras-chave: cultura, esporte, lazer, jogos cooperativos. PROJETO CAIC DAS 16h : CULTURA, ESPORTE E LAZER PARA OS FILHOS DOS FUNCIONÁRIOS DA UEPG MATRICULADOS NA ESCOLA REITOR ÀLVARO AUGUSTO CUNHA ROCHA - CAIC Área Temática: Cultura Sonia Aparecida Gomes dos

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

Índice. 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3

Índice. 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3 GRUPO 6.1 MÓDULO 4 Índice 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3 1.1. Desenvolvimento e Aprendizagem de Jovens e Adultos... 4 1.1.1. Educar na Diversidade... 5 1.2. Os Efeitos da Escolarização/Alfabetização

Leia mais

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA UNISANTA FACULDADE DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA UNISANTA FACULDADE DE PEDAGOGIA UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA UNISANTA FACULDADE DE PEDAGOGIA FaPE Curso de Pedagogia Disciplina: Fundamentos da Infância II 2º semestre/ 2012. Profª. Ms. Maria Cristina P. Alves DISPOSITIVOS ANTECEDENTES

Leia mais

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Marília Darc Cardoso Cabral e Silva 1 Tatiane Pereira da Silva 2 RESUMO Sendo a arte uma forma do ser humano expressar seus sentimentos,

Leia mais

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica 15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME Política Nacional de Educação Infantil Mata de São João/BA Junho/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores urbanos e rurais

Leia mais

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL.

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. Arachele Maria Santos 1 Maria Joseilda da Silva Oliveira 2 RESUMO Este projeto

Leia mais

INFORMATIVO Nº 1 / 2014. Senhores pais

INFORMATIVO Nº 1 / 2014. Senhores pais INFORMATIVO Nº 1 / 2014 Senhores pais Mais um ano se inicia... Não temos palavras para agradecer a confiança que depositam em nosso trabalho ao matricularem seus filhos na Premier. Após um período de alguns

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA GERAL. Proposta Pedagógica Ensino Infantil

PROPOSTA PEDAGÓGICA GERAL. Proposta Pedagógica Ensino Infantil PROPOSTA PEDAGÓGICA GERAL Proposta Pedagógica Ensino Infantil Diretrizes Pedagógica Do Centro Educacional Logos, embasadas nas Diretrizes Curriculares Nacionais somada a livre inciativa privada de educação

Leia mais

PORTARIA SEE Nº 332/2014 ANEXO ÚNICO MATRIZES CURRICULARES. MATRIZ CURRICULAR - ENSINO FUNDAMENTAL 1º ao 5º ano Alfabetização e Letramento

PORTARIA SEE Nº 332/2014 ANEXO ÚNICO MATRIZES CURRICULARES. MATRIZ CURRICULAR - ENSINO FUNDAMENTAL 1º ao 5º ano Alfabetização e Letramento PORTARIA SEE Nº 332/2014 ANEXO ÚNICO MATRIZES CURRICULARES conhecimento e ano MATRIZ CURRICULAR - ENSINO FUNDAMENTAL 1º ao 5º ano Alfabetização e Letramento Fase I Fase II 1º ano 2º ano 3º ano 4º ano 5º

Leia mais

Currículo na Educação Infantil. Diretrizes Curriculares Nacionais DCNEI/MEC (2010)

Currículo na Educação Infantil. Diretrizes Curriculares Nacionais DCNEI/MEC (2010) Currículo na Educação Infantil Diretrizes Curriculares Nacionais DCNEI/MEC (2010) Ementa Formação Continuada AS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES PARA EDUCAÇÃO INFANTIL (MEC/SEB -2010) OBJETIVO GERAL: Qualificar

Leia mais

Possibilidades e desafios do Coordenador Pedagógico e a interface das práticas educativas

Possibilidades e desafios do Coordenador Pedagógico e a interface das práticas educativas Possibilidades e desafios do Coordenador Pedagógico e a interface das práticas educativas Encontro 2 Coordenadores Pedagógicos CEFOR 05 de Junho 2013 Pauta Acolhimento Leitura deleite Apresentação / entrevista

Leia mais

ANGLO: A GENTE SABE O QUE FAZ. INFANTIL E FUNDAMENTAL

ANGLO: A GENTE SABE O QUE FAZ. INFANTIL E FUNDAMENTAL ANGLO: A GENTE SABE O QUE FAZ. INFANTIL E FUNDAMENTAL Qualidade Cassiano Ricardo 02 ANGLO SÃO JOSÉ EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL NOTAS SOBRE O ANGLO. NO ANGLO... 1 2 3 4 5 6 A experiência e a

Leia mais

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar Colégio La Salle São João Professora Kelen Costa Educação Infantil Educação Infantil- Brincar também é Educar A importância do lúdico na formação docente e nas práticas de sala de aula. A educação lúdica

Leia mais

Estagio Supervisionado I Língua Inglesa

Estagio Supervisionado I Língua Inglesa Introdução O objetivo geral desse Estágio Supervisionado de Língua Inglesa I, bem como as etapas realizadas nesse período de pesquisa e busca do acadêmico do curso de Letras visando levá-lo a conhecer

Leia mais

Resolução SME N 24/2010

Resolução SME N 24/2010 Resolução SME N 24/2010 Dispõe sobre orientações das rotinas na Educação Infantil, em escolas e classes de período integral da rede municipal e conveniada, anexos I e II desta Resolução, com base no Parecer

Leia mais

pesquisa histórias arte jogos

pesquisa histórias arte jogos O Colégio Trevo oferece quatro anos de ensino na Educação Infantil: Mini Maternal,Maternal, Jardim I e Jardim II. Cada sala de aula possui ambientes exclusivos, onde alunos desenvolvem suas habilidades

Leia mais

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Josiane Lima Zanata (Seduc) josianezanata@hotmail.com Ivani Souza Mello (UFMT) ivanimello1@hotmail.com

Leia mais

O ESPAÇO DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: um estudo em creches e pré - escolas

O ESPAÇO DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: um estudo em creches e pré - escolas O ESPAÇO DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: um estudo em creches e pré - escolas Maria Zita Figueiredo Gera Doutora e Livre Docente em Psicologia Uni-FACEF Ana Maria Tassinari Psicopedagoga clínica, Mestre

Leia mais

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*)

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória: Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas e Físico-Motoras Inglês

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO EDUCACIONAL

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO EDUCACIONAL ORIENTAÇÃO PARA A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DA AVALIAÇÃO QUALITATIVA DA APRENDIZAGEM SEMESTRAL Educação Infantil Estimulação Essencial e Pré-Escolar O relatório da Educação Infantil - Estimulação Essencial

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO

INFORMATIVO 2015 GRUPO INFORMATIVO 2015 GRUPO 5 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional)

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) Universidade Federal de Roraima UFRR Brasil Especialista em Alfabetização (Prática Reflexiva

Leia mais

Tecnologia do Pará IFPA. gomesisaias68@yahoo.com.br. 1 Graduando do Curso de Licenciatura em Geografia do Instituto Federal de Educação, Ciência e

Tecnologia do Pará IFPA. gomesisaias68@yahoo.com.br. 1 Graduando do Curso de Licenciatura em Geografia do Instituto Federal de Educação, Ciência e GEOGRAFANDO BELÉM Isaias Gomes de Jesus Junior 1 Resumo O presente artigo vem apresentar a Tecnologia Educacional Geografando Belém. Esta Tecnologia Educacional, de princípio, foi desenvolvida para apresentar

Leia mais

Educação Integral, Escola de Tempo Integral e Aluno em Tempo Integral na Escola.

Educação Integral, Escola de Tempo Integral e Aluno em Tempo Integral na Escola. Educação Integral, Escola de Tempo Integral e Aluno em Tempo Integral na Escola. Chico Poli Algumas vezes, fora da escola há até mais formação do que na própria escola. (M. G. Arroyo) É preciso toda uma

Leia mais

PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO. Módulo V. A Criança, a Educação Infantil e o Ensino Fundamental de Nove Anos

PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO. Módulo V. A Criança, a Educação Infantil e o Ensino Fundamental de Nove Anos PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO Módulo V A Criança, a Educação Infantil e o Ensino Fundamental de Nove Anos Alexsandro da Silva Solange Alves de Oliveira Mendes EDUCAÇÃO INFANTIL Continuidade e Ampliação

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PEDAGOGIA Disciplina: Comunicação e Expressão Ementa: A leitura como vínculo leitor/texto através do conhecimento veiculado pelo texto escrito. Interpretação:

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA TEREZINHA SC CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL PROFESSORA MARIA ORIBKA KERECZ CRAVEIRO SANTA TEREZINHA SC

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA TEREZINHA SC CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL PROFESSORA MARIA ORIBKA KERECZ CRAVEIRO SANTA TEREZINHA SC SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA TEREZINHA SC CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL PROFESSORA MARIA ORIBKA KERECZ CRAVEIRO SANTA TEREZINHA SC PREMIO AMAVI EDUCAÇÃO 2013 PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO QUALIDADE

Leia mais

EXPERIÊNCIAS SIGNIFICATIVAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE PINHAIS-PR: COMPARTILHANDO IDEIAS E IDEAIS

EXPERIÊNCIAS SIGNIFICATIVAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE PINHAIS-PR: COMPARTILHANDO IDEIAS E IDEAIS EXPERIÊNCIAS SIGNIFICATIVAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE PINHAIS-PR: COMPARTILHANDO IDEIAS E IDEAIS Cordeiro, Juliana SEMED/Pinhais, vínculo efetivo, Pinhais, Paraná, Brasil juliana.cordeiro@pinhais.pr.gov.br

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS ALTAS HABILIDADES / SUPERDOTAÇÃO. Secretaria de Educação Especial/ MEC

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS ALTAS HABILIDADES / SUPERDOTAÇÃO. Secretaria de Educação Especial/ MEC POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS ALTAS HABILIDADES / SUPERDOTAÇÃO Secretaria de Educação Especial/ MEC Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva Objetivo Orientar os sistemas

Leia mais