LAUDO. ELY GOMES DOS SANTOS Engenheiro de Operação Eletrotécnica Engenheiro de Segurança do Trabalho Técnico em Mecânica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LAUDO. ELY GOMES DOS SANTOS Engenheiro de Operação Eletrotécnica Engenheiro de Segurança do Trabalho Técnico em Mecânica"

Transcrição

1 ILUSTRÍSSIMO SENHOR DIRETOR DO AMERICAN PARK LTDA - ME ELY GOMES DOS SANTOS, Engenheiro de Operação modalidade Eletrotécnica, Engenheiro de Segurança do Trabalho e, infra assinado, Responsável Técnico contratado por vossa senhoria, com Anotação de Responsabilidade Técnica ART junto ao CREA/BA nº BA anexa, em obediência aos dispositivos legais em vigor, após proceder os estudos que se fizeram necessários, vem apresentar a vossa senhoria o seguinte LAUDO SUMÁRIO 1. Objetivos 2. Fundamento Legal 3. Identificação 4. Equipamento 4.1. Informações Gerais 4.2. Funcionamento 5. Desenhos 6. Locais de Risco 6.1 Acessos e Descargas 6.2 Unidade dos Usuários 7. Sistema de Frenagem 8. Conclusão

2 1. Objetivos: I. Vistoriar o equipamento denominado Montanha Russa, montado no endereço indicado, verificando e avaliando se o mesmo dispõe de mecanismos que minimizem ou neutralizem os riscos porventura existentes. II. Concluir se o equipamento está em condições de funcionamento e uso. 2. Fundamento Legal A Lei Federal 5194/66 concede ao Conselho Federal de Engenharia Arquitetura e Agronomia (CONFEA) poderes para determinar as atribuições dos profissionais registrados em seu sistema. Diz a Decisão Normativa 052, de 25 de agosto de 1994, daquele órgão: Art. 2º - As prefeituras municipais dos Estados, através de seus órgãos competentes devem exigir, quando da concessão de alvarás de instalação e funcionamento de parques de diversões, uma via da Anotação de Responsabilidade Técnica - ART, firmada por profissional habilitado e registrado no CREA, assumindo a Responsabilidade Técnica pela montagem e boas condições de funcionamento dos diversos equipamentos e instalações, de forma a garantir a segurança e o conforto dos usuários. Art. 5º - Os profissionais habilitados para assumirem a Responsabilidade Técnica pelas atividades referidas nos artigos anteriores são os Engenheiros Mecânicos, Metalurgistas, de Armamento, de Automóveis, Aeronáuticos, Navais, bem como os Engenheiros Industriais, de Produção, de Operação e os Tecnólogos, todos desta modalidade. (destaque nosso) Este profissional, além de e é também Engenheiro de Operação. Portanto, habilitado para a lavra deste instrumento. 3. Identificação: Razão Social: American Park Ltda. - ME CNPJ: / Nome de Fantasia: American Park Sede da Empresa: R. Quintino de Lacerda, Itabaiana / SE Local da instalação: Av. Av. Soares Lopes, s/n Centro CEP Ilhéus - BA

3 4. Equipamento Trata-se de uma montanha russa, de fabricação italiana, com um movimento de loop na vertical, fabricada antes da edição da norma brasileira NBR Apesar do equipamento ter sido fabricado antes da norma citada, portanto desobrigado do seu atendimento, os dispositivos de segurança superam ao exigido naquele instrumento. 4.1 Informações Gerais Nome: Montanha Russa Tipo Z-42-L Tipo de movimento: Alternados de rotação, elevação, descida rápida, loop vertical e velocidade. Fabricante: Pinfari (Itália) Fabricação: 1998 Dimensões Altura: 10,30 m Largura: 17 m Comprimento: 47 m. Percurso 365 m Capacidade de Lotação: 36 passageiros Operado com 12 passageiros Capacidade horária: 480 pessoas/hora Operado com 240 pessoas/hora Potência de Operação: 26 kw Restrições Ergonômicas: Altura mínima: 1,30 m Idade mínima: 12 anos Restrições Patológicas: Inadequado para pessoas com mais de 1,90 m de altura e/ou peso superior a 95 kg. Não recomendado para grávidas, pessoas com problemas na coluna vertebral e epilépticos. Portadores de deficiências visuais e auditivas devem estar acompanhados Restrições Fóbicas: Não recomendado para pessoas com medo de altura ou outras restrições médicas.

4 4.2 - Funcionamento A parte funcional pode ser descrita como um conjunto de dispositivos mecânicos, elétricos, pneumáticos e eletrônicos, capazes de estimular e incentivar o usuário a experimentar sensações de descidas e subidas íngremes, incluindo um movimento de loop na vertical. O carro com quatro passageiros é levado por um plano inclinado ascendente, sobre trilhos puxado por uma corrente acionada por motor elétrico com acoplamento hidráulico até a altura de 10,30 m. Dispositivo anti-roll-back impede o retorno do carro. Neste ponto a corrente é desconectada do carro e este desce por ação da gravidade. O Percurso até a estação de chegada é composto por descidas, subidas, um loop (giro vertical de 360º), curvas e retas até o final. O percurso é dotado de um sistema de bloqueio setorizado, que se acionado de forma manural pelo operador ou de forma automática, os carros param em pontos predeterminados. Não há possibilidade de hver dois carros num mesmo setor, evitando-se assim colisão acidental em caso de acionamento ou parada de emergência. Este sistema de segurança atende ao prescrito na NBR 15926, apesar a da fabricação do equipamento ser anterior a esta norma.

5 5. Desenhos Fig. 1 Planta da Base

6 Fig. 2 Cavaletes de Suporte

7 Fig. 3 Loop, com indicação de torque máximo dos elementos de fixação

8 Fig. 4 - Trilho Fig. 5 Motor de acionamento da subida

9 6. LOCAIS DE RISCOS No acessos e descargas Os riscos de queda no acesso e descarga são neutralizados por piso antiderrapante, guarda-corpos, corrimões e grades de conformidade com as normas da ABNT 6.2 Nas unidades de usuário (carro) O risco de ejeção do carro é neutralizado pelas travas tipo colete, na altura dos ombros e apoio para os pés, conforme descrito no anexo D, da NBR As travas dos coletes são posicionadas de forma inacessível para o passageiro e só podem ser abertas pelo operador. Estes dispositivos estão de acordo com da NBR e são suficientes para garantir a segurança do passageiro com altura mínima de 1,30 no percurso. Fig. 6 Carro de passageiros

10 Fig. 7 (a) Fig. 7 (b) Fig. 7 (c) As figuras 7(a), 7(b) e 7(c) mostram detalhes dos coletes de segurança

11 7 Sistema de Frenagem A frenagem é acionada por um sistema pneumático, cujo atuador principal é um pistão alimentado por compressor de ar, com válvulas seletoras para as posições: normal (automático) ou manual. O sistema é composto por quatro conjuntos, dispostos nos pontos de menor velocidade dos carros, de forma que se ocorrer uma emergência, todos os carros nos trilhos são imobilizados nos pontos pré-determinados sem que nenhum atinja o que estiver à sua frente. Fig. 4.3 Sistema de Frenagem

12 8 Conclusão Apesar do equipamento ter sido fabricado antes da edição da NBR 15926, seus sistemas de segurança estão de conformidade com esta norma, tendo sido vistoriado, para a lavra deste instrumento, os itens abaixo relacionados, nada encontrando em desacordo com a normativa referida, estando em boas condições de montagem técnica e condições satisfatórias de operacionalidade, observadas as restrições citadas e as que se encontram em placa fixada na entrada do equipamento. a) Unidade dos usuários (carros) b) Trilhos c) Estruturas mecânicas d) Elementos de fixação (parafusos, porcas, arruelas, pinos e travas) e) Corrente f) Elementos de contenção do passageiro g) Plataforma e rampas h) Escadas i) Botoeiras j) Estado dos dispositivos de acionamento k) Instalações elétricas l) Pisos antiderrapantes m) Risco de ejeção do passageiro n) Estado geral do equipamento. Ilhéus, 27 de dezembro de 2013 Ely Gomes dos Santos Eng. de Op. Mod. Eletrotécnica Eng. de Segurança do Trabalho Téc. em Mecânica CREA MG 27189/D

MANUAL TÉCNICO JIRAU PASSANTE ELÉTRICO

MANUAL TÉCNICO JIRAU PASSANTE ELÉTRICO MANUAL TÉCNICO SUMÁRIO Introdução 03 Descrição da plataforma 04 Instruções de montagem 08 Informações de segurança 12 INTRODUÇÃO O ANDAIME SUSPENSO ELÉTRICO JIRAU é recomendado para trabalhos em altura

Leia mais

FÓRUM NORDESTE SOBRE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO JOÃO PESSOA, 24/02/2016

FÓRUM NORDESTE SOBRE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO JOÃO PESSOA, 24/02/2016 FÓRUM NORDESTE SOBRE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO JOÃO PESSOA, 24/02/2016 NOVAS EXIGÊNCIAS LEGAIS APLICÁVEIS AOS ELEVADORES DE OBRAS ANTONIO PEREIRA DO NASCIMENTO SRTE-SP

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DE MATERIAIS E PESSOAS

MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE DE MATERIAIS E PESSOAS Página: 1 de 13 Texto final APROVADO pelo CPN em 2 SET de 2010, considerando a Nota Técnica O66 2010- DSST/SIT/MTE ITEM TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO 18.14.1 Os equipamentos de transporte vertical de materiais

Leia mais

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA 2 SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA Com um conceito que busca facilidades, desenvolvemos uma plataforma cabinada, compacta e moderna, perfeita para o tipo de aplicação em estrutura de alvenaria. Com

Leia mais

ELEVADOR DE TRAÇÃO A CABO E CREMALHEIRAS

ELEVADOR DE TRAÇÃO A CABO E CREMALHEIRAS 1. OBJETIVO Esta apresentação tem por objetivo estabelecer diretrizes mínimas para assegurar a implementação de medidas preventivas e de proteção para a utilização de Elevadores de Tração a Cabo e Cremalheiras,

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS RJ DIRETORIA DE DIVERSÕES PÚBLICAS

CORPO DE BOMBEIROS RJ DIRETORIA DE DIVERSÕES PÚBLICAS CORPO DE BOMBEIROS RJ DIRETORIA DE DIVERSÕES PÚBLICAS CREA 01/03/2012 Segurança em Parques de Diversões: Legalização junto ao CBMERJ Palestrante: Ten Cel BM Leonardo TUPAN Introdução Índice: Histórico

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS RJ DIRETORIA DE DIVERSÕES PÚBLICAS

CORPO DE BOMBEIROS RJ DIRETORIA DE DIVERSÕES PÚBLICAS CORPO DE BOMBEIROS RJ DIRETORIA DE DIVERSÕES PÚBLICAS Segurança em Parques de Diversão: Papel da Defesa Civil Estadual Palestrante: Major BM Leonardo TUPAN FILME ILUSTRATIVO INTRODUÇÃO Índice: Histórico

Leia mais

E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E

E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E REV DEZ/2011 Imagens meramente ilustrativas. Com mais de 15 anos de mercado, a Daiken apresenta a experiência e a tecnologia de uma empresa que é referência

Leia mais

Manual de instruções. Rampa de alinhamento

Manual de instruções. Rampa de alinhamento Manual de instruções Rampa de alinhamento Apresentação Primeiramente queremos lhe dar os parabéns pela escolha de um equipamento com nossa marca. Somos uma empresa instalada no ramo de máquinas para auto

Leia mais

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos.

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos. A Empresa A Duplikar é representante autorizado da marca Engecass, queremos apresentar uma solução caso tenha necessidades de aumentar suas vagas de garagem. A Engecass é uma indústria Brasileira, fabricante

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO, INSPEÇÃO E SEGURANÇA BALANCIM MANUAL TIPO CABO PASSANTE

PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO, INSPEÇÃO E SEGURANÇA BALANCIM MANUAL TIPO CABO PASSANTE PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO, INSPEÇÃO E SEGURANÇA BALANCIM MANUAL TIPO CABO PASSANTE Os Andaimes Suspensos da AeroAndaimes, são caracterizados por serem versáteis, proporcionando movimentações rápidas e

Leia mais

18.14.24.2 É proibida a utilização de gruas para o transporte de pessoal.

18.14.24.2 É proibida a utilização de gruas para o transporte de pessoal. Texto aprovado pelo CPN e CTPP. GRUAS 18.14.24 Gruas 18.14.24.1 A ponta da lança e o cabo de aço de levantamento da carga devem ficar no mínimo a 3,00m (três metros) de qualquer obstáculo e ter afastamento

Leia mais

Aula 5 : Circulação Vertical Escadas, Rampas e Elevadores

Aula 5 : Circulação Vertical Escadas, Rampas e Elevadores Aula 5 : Circulação Vertical Escadas, Rampas e Elevadores Escadas Escada é o elemento de composição arquitetônica cuja função é proporcionar a possibilidade de circulação vertical entre dois ou mais pisos

Leia mais

Artigo Técnico: Startup de Elevadores

Artigo Técnico: Startup de Elevadores Artigo Técnico: Startup de Elevadores Problemas enfrentados no início de operação de elevadores instalados em edifícios existentes modernização ou substituição dos equipamentos em edificações habitadas.

Leia mais

PUC- RIO CENTRO UNIVERSITÁRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 1028 DESENHO DE ARQUITETURA I

PUC- RIO CENTRO UNIVERSITÁRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 1028 DESENHO DE ARQUITETURA I PUC- RIO CENTRO UNIVERSITÁRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 1028 DESENHO DE ARQUITETURA I Circulações Verticais São meios não mecânicos e mecânicos que permitem a ligação entre planos de níveis

Leia mais

VIA PERMANENTE. Manipulador de TLS

VIA PERMANENTE. Manipulador de TLS VIA PERMANENTE Manipulador de TLS Ualace Ventura da Silva¹, Antônio Dirceu de Oliveira Ribeiro² 1 Engenharia Ferroviária Vale S.A. - EFVM, Av. Dante Michelini, 5500 29090-900 Vitória, ES Brasil 2 Logística

Leia mais

Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego

Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego Elevadores de Passageiros Conhecimentos iniciais: Normas da ABNT NORMA NBR - 5666 Elevadores Elétricos - Terminologia NORMA NBR - NM 207 Elevadores

Leia mais

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico JUL/2011 Acionamento Hidráulico Atende às normas NBR 9050 e NBR15655-1 Movimentação por botão de pressionamento constante ou joystick

Leia mais

18.14.6 Os acessos da obra devem estar desimpedidos, possibilitando a movimentação dos equipamentos de guindar e transportar. (118.

18.14.6 Os acessos da obra devem estar desimpedidos, possibilitando a movimentação dos equipamentos de guindar e transportar. (118. 18.14. Movimentação e transporte de materiais e pessoas. 18.14.1 Os equipamentos de transporte vertical de materiais e de pessoas devem ser dimensionados por profissional legalmente habilitado. (118.256-0

Leia mais

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS ELEVADOR A CABO ELEVADOR DE CREMALHEIRA Elevador de cremalheira e pinhão Maior custo compra / aluguel; Maior padrão de segurança;

Leia mais

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos Porto Alegre, 18 de junho de 2012. A Assembleia Legislativa do RS Porto Alegre, RS REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores

Leia mais

ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001)

ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001) NR-18 Andaime Suspenso Mecânico ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001) NR-18.15.30 Os sistemas de fixação e sustentação e as estruturas de apoio dos andaimes

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas 18.14.1 Os equipamentos de transporte vertical de materiais e de pessoas

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Procedimento de Grua

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Procedimento de Grua 1) OBJETIVO Este procedimento estabelece os requisitos e condições mínimas objetivando a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores

Leia mais

Elevador de Cremalheira. ELC001-F - Catálogo Técnico 2015

Elevador de Cremalheira. ELC001-F - Catálogo Técnico 2015 Elevador de Cremalheira ELC001-F - Catálogo Técnico 2015 Conheça o Elevador de Cremalheira ELC001-F! Porque utilizar o Elevador de Cremalheira ELC001-F em minha obra? Vivemos em uma época em que a maioria

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO 1 MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado pela Elevac Tecnologia em Elevadores, indústria brasileira, é um sistema de

Leia mais

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br SOLUÇÕES PARA FACHADA metax.com.br Passarela para pedestres Estes equipamentos são utilizados em locais onde a instalação do andaime fachadeiro obstrui a passagem de via, ou seja, a fachada do prédio não

Leia mais

O Brasil tem utilizados desses equipamentos em todas as obras como os Estádios de Futebol, Portos, Aeroportos, Construção Civil, etc.

O Brasil tem utilizados desses equipamentos em todas as obras como os Estádios de Futebol, Portos, Aeroportos, Construção Civil, etc. GRUAS Os modernos Canteiros de Obras se utilizam de GRUAS para reduzirem o número de operários, auxiliar no cumprimento de prazos apertados e viabilizar a implantação de diversos sistemas de pré-moldados

Leia mais

MINI GRUA. metax.com.br

MINI GRUA. metax.com.br MINI GRUA metax.com.br mini grua metax (guincho de pequeno porte) A Mini Grua Metax é útil nas mais variadas situações. Desde obras civis de todos os portes, o equipamento possui funcionamento preciso

Leia mais

PORTARIA Nº 127 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008

PORTARIA Nº 127 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008 PORTARIA Nº 127 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008 Estabelece procedimento adicional à concessão de código marca/modelo/versão a veículos classificados na espécie misto, tipo utilitário, carroçaria jipe, com motores

Leia mais

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO Pág.:1 MÁQUINA: MODELO: NÚMERO DE SÉRIE: ANO DE FABRICAÇÃO: O presente manual contém instruções para instalação e operação. Todas as instruções nele contidas devem ser rigorosamente seguidas do que dependem

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012. GUINCHO VELOX e HUCK

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012. GUINCHO VELOX e HUCK MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA GUINCHO VELOX e HUCK ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 1. INFORMAÇÕES TÉCNICAS... 2 2. PROCEDIMENTOS GERAIS DE SEGURANÇA... 2 2.1. USO DOS GUINCHOS... 3 2.2. LUBRIFICAÇÃO... 3 2.3.

Leia mais

Linha de MOVIMENTAÇÃO

Linha de MOVIMENTAÇÃO Linha de MOVIMENTAÇÃO 2010 Empilhadeira Elétrica MEE 1.5 Ton MEE 2.0 Ton As Empilhadeiras Elétricas Menegotti são totalmente automatizadas, possuem controles de velocidade para deslocamento do equipamento

Leia mais

ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM CRUZ ALTA/RS

ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM CRUZ ALTA/RS ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM CRUZ ALTA/RS Página 1 de 7 I. OBJETIVO O presente documento visa estabelecer os requisitos, condições e diretrizes técnicas e administrativas necessárias

Leia mais

ANEXO IX INJETORA DE MATERIAIS PLÁSTICOS 1. Para fins de aplicação deste Anexo considera-se injetora a máquina utilizada para a fabricação

ANEXO IX INJETORA DE MATERIAIS PLÁSTICOS 1. Para fins de aplicação deste Anexo considera-se injetora a máquina utilizada para a fabricação ANEXO IX INJETORA DE MATERIAIS PLÁSTICOS 1. Para fins de aplicação deste Anexo considera-se injetora a máquina utilizada para a fabricação descontínua de produtos moldados, por meio de injeção de material

Leia mais

ANEXO DA DECISÃO Nº PL-0573/2010 TABELA DE CONVERGÊNCIA DE TÍTULOS PROFISSIONAIS NÍVEL GRADUAÇÃO

ANEXO DA DECISÃO Nº PL-0573/2010 TABELA DE CONVERGÊNCIA DE TÍTULOS PROFISSIONAIS NÍVEL GRADUAÇÃO ANEXO DA DECISÃO Nº PL-0573/2010 TABELA DE CONVERGÊNCIA DE TÍTULOS PROFISSIONAIS NÍVEL GRADUAÇÃO CONFEA, ANEXA À Engenheiro Construtor Engenheiro Civil 111-02-00 Engenheiro Civil Opção Estradas e Edificações

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL Resolução nº 002 de 09 de maio de 2011. O Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

DOU 201 21/01/2011 24/01/2011) * O

DOU 201 21/01/2011 24/01/2011) * O 18.15. Andaimes. 18.15.1.1 Os projetos de andaimes do tipo fachadeiro, suspensos e em balanço devem ser acompanhados pela respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica. (Nova redação dada pela Portaria

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas (Item 18.14.1 ao 18.14.23.6 com redação dada pela Portaria SIT n.º 224, de

Leia mais

plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso

plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso OUT / 2011 plataforma elevatória ac 02 Indicação Indicada para permitir acesso a desníveis de até 2m. Acesso a mezaninos, entradas de edifícios residenciais

Leia mais

catálogo de PRodutos

catálogo de PRodutos catálogo de PRodutos Linhas de trabalho Equipamentos como os fabricados pela eixomaq reduzem o esforço físico, tornando a jornada de trabalho muito mais prática e produtiva, além de, na maioria das vezes,

Leia mais

EMTV MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DESDE 1956

EMTV MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DESDE 1956 EMTV Elevador de manutenção telescópico vertical MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO ZELOSO DESDE 1956 PREFÁCIO APLICAÇÃO: Este manual contém informações para a operação e manutenção, bem como uma lista ilustrada

Leia mais

Informativo 21/2011. - Alterações nas NRs 12, 15 e 06 -

Informativo 21/2011. - Alterações nas NRs 12, 15 e 06 - Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Di - Alterações nas NRs 12, 15 e 06 - Informativo 21/2011 NR 12 NOVO ANEXO (XII - EQUIPAMENTOS DE GUINDAR PARA ELEVAÇÃO DE PESSOAS E REALIZAÇÃO DE TRABALHO

Leia mais

ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS

ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL 1. OBJETIVO REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS Este documento tem como objetivo estabelecer as características básicas aplicáveis aos veículos produzidos para

Leia mais

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS COMPANHIA DOCAS DO CEARÁ Secretaria de

Leia mais

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013 Catálogo Eletrônico Email: montich@ 2013 APRESENTAÇÃO A MONTICH ENGENHARIA, fundada em julho de 2013, com sede própria, hoje é especializada diretamente no seguimento de Fabricação, Projetos e Instalações

Leia mais

PL6 FOI SUBSTITUÍDA PELA PL7 PARA QUE CONTINUE ATENDENDO ÀS NOVAS NORMAS

PL6 FOI SUBSTITUÍDA PELA PL7 PARA QUE CONTINUE ATENDENDO ÀS NOVAS NORMAS APRESENTAÇÃO DE NOSSAS PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS A DWA apresenta uma solução econômica para quem tem duplex, desníveis acentuados, acessos para pessoas que necessitam de auxílio na locomoção e outras soluções

Leia mais

HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA.

HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA. HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA. ELEVADORES DE OBRA ELEVADOR DE OBRA ELEVADOR DE OBRA Controle automático digital Eficiência de consumo: quando o a velocidade ou carga está abaixo da condição de regime

Leia mais

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES Objetivo: Analisar as condições de funcionamento e segurança dos seus equipamentos 09/11/2014 Autor: LUIZ BARATTA - SENGE / RJ 1 NORMAS ABNT ABNT NBR 5665:1983 ERRATA

Leia mais

ANDAIMES E PLATAFORMAS DE TRABALHO

ANDAIMES E PLATAFORMAS DE TRABALHO Página: 1 de 5 ITEM TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO 18.15.1 Manter 18.15.1.1 18.15.2 Os andaimes devem ser dimensionados e construídos de modo a suportar, com segurança, as cargas de trabalho a que estarão

Leia mais

Stair-Glide Cadeira elevatória para escadas

Stair-Glide Cadeira elevatória para escadas Cadeira elevatória para escadas TK Elevadores Cadeira elevatória a seu serviço A capacidade para movimentar-se facilmente entre os pavimentos de sua casa com segurança e conforto. A liberdade para executar

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012 ANDAIME TUBULAR

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012 ANDAIME TUBULAR MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA ANDAIME TUBULAR ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 1. INFORMAÇÃO TÉCNICA... 2 2. PROCEDIMENTOS GERAIS DE SEGURANÇA... 4 2.1. USO DOS ANDAIMES TUBULARES... 5 2.2. MANUTENÇÃO (DIRETRIZES

Leia mais

Manual Ref. Técnica Plataforma Elevac 250

Manual Ref. Técnica Plataforma Elevac 250 Apresentação 1 A Plataforma Elevac traz comodidade e praticidade para todas as pessoas com dificuldades permanentes ou temporárias de locomoção. Ideal para clínicas, escolas, hospitais, hotéis e quaisquer

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Lançar mão dos recursos e técnicas de

Leia mais

AVISO DE RESULTADO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 039/2015 - SAÚDE MENOR PREÇO POR ITEM

AVISO DE RESULTADO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 039/2015 - SAÚDE MENOR PREÇO POR ITEM AVISO DE RESULTADO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 039/25 - SAÚDE MENOR PREÇO POR ITEM A Pregoeira Pollyanna Allen Gomes de Jesus, designado pela Portaria nº 092/24 da Prefeitura Municipal de Goiânia / Secretaria

Leia mais

PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO

PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC ACIONAMENTO POR FUSO PLATAFORMA ELEVATÓRIA MODELO ACCESS BASIC Indicação Indicada para permitir acesso a desníveis de até 2m. Acesso a mezaninos, entradas de edifícios

Leia mais

GUINCHO HIDRÁULICO G-1000

GUINCHO HIDRÁULICO G-1000 GUINCHO HIDRÁULICO G-1000 MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO ZELOSO DESDE 1956 PREFÁCIO GUINCHO HIDRÁULICO APLICAÇÃO: Este manual contém informações para a operação e manutenção, bem como uma lista ilustrada

Leia mais

RAMPAS NIVELADORAS E PONTES DE LIGAÇÃO

RAMPAS NIVELADORAS E PONTES DE LIGAÇÃO RAMPAS NIVELADORAS E PONTES DE LIGAÇÃO RAMPA NIVELADORA REFRAL / OPG ELECTROHIDÁULICA LÁBIO REBATÍVEL Rampa niveladora electrohidráulica REFRAL / OPG para uso intensivo. Fabricada em conformidade EN 1398.

Leia mais

Jaques Sherique. Engenheiro Mecânico e de Segurança do Trabalho Conselheiro Regional

Jaques Sherique. Engenheiro Mecânico e de Segurança do Trabalho Conselheiro Regional Jaques Sherique Engenheiro Mecânico e de Segurança do Trabalho Conselheiro Regional Cidadão que mediante aprendizado formal e específico adquiriu uma reconhecida qualificação para o exercício de uma determinada

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO TALHAS E TROLES MANUAIS

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO TALHAS E TROLES MANUAIS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO TALHAS E TROLES MANUAIS TALHAS ELÉTRICAS GUINCHOS DE ALAVANCA TALHAS COM ACIONAMENTO MANUAL 1) NORMAS UTILIZADAS: NBR 10401 e 10402 Especificação: Fixa as condições exigíveis

Leia mais

Manual de Referência Técnica ELEVAC 250

Manual de Referência Técnica ELEVAC 250 Manual de Referência Técnica ELEVAC 250 t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s ESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO A Plataforma Elevac 250 traz comodidade e praticidade para todas as pessoas com dificuldades permanentes

Leia mais

NORMA TÉCNICA Nº 005/2013 CBMPB. Segurança relativa ao combate a incêndio e controle de pânico nos veículos de shows, palcos de show e similares

NORMA TÉCNICA Nº 005/2013 CBMPB. Segurança relativa ao combate a incêndio e controle de pânico nos veículos de shows, palcos de show e similares Publicada no Diário Oficial de 26 de Janeiro de 2013. NORMA TÉCNICA Nº 005/2013 CBMPB Segurança relativa ao combate a incêndio e controle de pânico nos veículos de shows, palcos de show e similares Sumário:

Leia mais

SISTEMAS PROFISSIONAIS

SISTEMAS PROFISSIONAIS SISTEMAS PROFISSIONAIS Prof. Dr. Eng. Mec. Amarildo Tabone Paschoalini Docente Departamento de Engenharia Mecânica UNESP Ilha Solteira Coordenador da Câmara Especializada de Eng. Mecânica e Metalúrgica

Leia mais

GUINDASTE SOBRE CAMINHÃO STC1300. Capacidade de Elevação 130t

GUINDASTE SOBRE CAMINHÃO STC1300. Capacidade de Elevação 130t GUINDASTE SOBRE CAMINHÃO STC1300 Capacidade de Elevação 130t PÁGINA 01 GUINDASTE SOBRE CAMINHÃO STC1300 Comprimento da extensão total da lança principal de 60m, perfil U, placa de aço WELDOX de alta resistência.

Leia mais

18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas (Item 18.14.1 ao 18.14.23.6 com redação dada pela Portaria SIT n.º 224, de 06 de maio de 2011)

18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas (Item 18.14.1 ao 18.14.23.6 com redação dada pela Portaria SIT n.º 224, de 06 de maio de 2011) 18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas (Item 18.14.1 ao 18.14.23.6 com redação dada pela Portaria SIT n.º 224, de 06 de maio de 2011) 18.14.1 As disposições deste item aplicam-se à instalação,

Leia mais

- MINI GRUA RG MG 500.1 -

- MINI GRUA RG MG 500.1 - - MINI GRUA RG MG 500.1 - 2 ÍNDICE 1- APRESENTAÇÃO...3 2- CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS...4 3- INSTRUÇÕES DE MONTAGEM MECÂNICA...5 3.1- SISTEMA DE FIXAÇÃO POR TRIPÉ...5 3.2- CONJUNTO DE ACIONAMENTO PRINCIPAL...6

Leia mais

Laudo de Acessibilidade

Laudo de Acessibilidade Laudo de Acessibilidade Vistoriado por Arq. Eduardo Ronchetti de Castro CREA 5061914195/D Considerações legais elaboradas por Dr. Luis Carlos Cocola Kassab - OAB/SP 197.829 Rua Marechal Deodoro, 1226 Sala

Leia mais

RELATÓRIO VISTORIA N.º 001/2011

RELATÓRIO VISTORIA N.º 001/2011 RELATÓRIO DE VISTORIA N.º 001/2011 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL AGÊNCIA BOCA DO RIO Salvador, 14 de dezembro de 2011 1 RELATÓRIO DE VISTORIA 1 SOLICITANTE: Ministério Público Federal Procuradoria Regional dos

Leia mais

Manual de Referência Técnica

Manual de Referência Técnica Manual de Referência Técnica Apresentação O Elevador Pneumático ELEVAC, fabricado pela MHM,indústria brasileira, com patente registrada, é um sistema de transporte vertical pneumático, sem cabos, pistões

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DO ENSAIO DA PARTIDA ESTRELA-TRIÂNGULO DE UM MOTOR DE INDUÇÃO

LAUDO TÉCNICO DO ENSAIO DA PARTIDA ESTRELA-TRIÂNGULO DE UM MOTOR DE INDUÇÃO Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia Departamento de Engenharia Elétrica LAUDO TÉCNICO DO ENSAIO DA PARTIDA ESTRELA-TRIÂNGULO DE UM MOTOR DE INDUÇÃO Fernando A. Ishida Tharik Honda Luan Felipe

Leia mais

Portaria nº 30 de 20 de Dezembro de 2001

Portaria nº 30 de 20 de Dezembro de 2001 Portaria nº 30 de 20 de Dezembro de 2001 A SECRETÁRIA DE INSPEÇAO DO TRABALHO e o DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso das atribuições legais que lhe conferem o Decreto n.º

Leia mais

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Índice Capítulo Título Página 1 Informações Gerais 3 2 Segurança 4 3 Especificações Técnicas 5 4 Ferramentas, Instrumentos e Materiais 6

Leia mais

Instruções para Implementadores

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Curitiba, Brazil Instruções para Implementadores Data Grupo Edição Pág. 10.2011 95 01 1( 8 ) Características Construtivas Cabina e Chassi VM BRA50589 89034684 Portuguese/Brazil

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas (Item 18.14.1 ao 18.14.23.6 com redação dada pela Portaria SIT n.º 224, de

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.14 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas (Item 18.14.1 ao 18.14.23.6 com redação dada pela Portaria SIT n.º 224, de

Leia mais

de Prevenção de Acidentes) para melhorar as condições de segurança e trabalho na construção Civil.

de Prevenção de Acidentes) para melhorar as condições de segurança e trabalho na construção Civil. FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª MarivaldoOliveira COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Lançar mão dos recursos e técnicas de prevenção

Leia mais

Coleção MONTICUCO Fascículo Nº 70 Engenharia de Segurança e Meio Ambiente do Trabalho LISTA DE CHECAGEM ANDAIME SUSPENSO MOTORIZADO

Coleção MONTICUCO Fascículo Nº 70 Engenharia de Segurança e Meio Ambiente do Trabalho LISTA DE CHECAGEM ANDAIME SUSPENSO MOTORIZADO LISTA DE CHECAGEM DE ANDAIME SUSPENSO MOTORIZADO 1 Autor DEOGLEDES MONTICUCO Iniciou aos 14 anos como Mensageiro. 1974 - Engenheiro Civil e 1975 - Engenheiro de Segurança do Trabalho. Obras de construções:

Leia mais

Acessibilidade nos Ambientes Escolares EMEI ( ) EMEF ( )

Acessibilidade nos Ambientes Escolares EMEI ( ) EMEF ( ) Acessibilidade nos Ambientes Escolares EMEI ( ) EMEF ( ) Nome: Endereço: Data: / 2.005 Vistoriado por: Características da Edificação : LEGISLAÇÃO DECRETO Nº 5.296 DE 2 DE DEZEMBRO DE 2004 NBR 9050/2004;

Leia mais

SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL

SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL Obrigado por escolher equipamentos FLUHYDRO SYSTEMS. Os sistemas óleo hidráulicos são hoje, as melhores, mais seguras e econômicas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBRA...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUTAR OS SERVIÇOS PERTINENTES A ESTRUTURAS TEMPORÁRIAS CONFORME CROQUIS ESQUEMÁTICOS

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5629/2015

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5629/2015 CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5629/2015 1. Controle e Automação Industrial (Instrumentação) Engenharia de Computação Engenharia de Produção Mecânica Engenharia de Sistemas - Modalidade

Leia mais

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. NR 18-Construção Civil-Alterações

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. NR 18-Construção Civil-Alterações VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NR 18-Construção Civil-Alterações Orientador Empresarial PORTARIA SIT nº 201/2011: 24.01.2011, com

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS ALTOSUL INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS LTDA Fone /Fax (47) 3533-5330 Rua Presidente Nereu, 1300 Ituporanga-sc - Cep 88400-000 Sumario Sumario... 1 A Empresa... 2 Contatos... 2

Leia mais

Divisão Administrativa e Financeira Seção de Suprimento e Material

Divisão Administrativa e Financeira Seção de Suprimento e Material 1. OBJETIVO O presente memorial descritivo tem por finalidade indicar os serviços a serem executados estabelecendo Normas, Especificação de Serviços e Materiais nos aspectos pertinentes às particularidades

Leia mais

a) Peso Bruto Total Combinado - PBTC igual ou inferior a 74 toneladas;

a) Peso Bruto Total Combinado - PBTC igual ou inferior a 74 toneladas; RESOLUÇÃO CONTRAN Nº 211, de 13/11/2006 Requisitos necessários à circulação de Combinações de Veículos de Carga - CVC, a que se referem os arts. 97, 99 e 314 do Código de Trânsito Brasileiro - CTB. O CONSELHO

Leia mais

NBR 14022 Transporte - Acessibilidade à pessoa portadora de deficiência em ônibus e trólebus, para atendimento urbano e intermunicipal

NBR 14022 Transporte - Acessibilidade à pessoa portadora de deficiência em ônibus e trólebus, para atendimento urbano e intermunicipal ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas DEZ 1997 NBR 14022 Transporte - Acessibilidade à pessoa portadora de deficiência em ônibus e trólebus, para atendimento urbano e intermunicipal Sede: Rio de

Leia mais

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS DEFINIÇÃO DE GRUA: GUINDASTE UNIVERSAL DE TORRE PARA TRANSPORTE DE CARGAS, TANTO NA HORIZONTAL COMO NA VERTICAL SINALIZAÇÃO E ISOLAMENTO

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 www.henrimak.com.br vendas@henrimak.com.br / henrimak@henrimak.com.br TEL.: 21 3391-4646 / 21 3449-4112 CEL.: 7852-4626 / ID: 645*16704 A EMPRESA A HenrimaK foi fundada

Leia mais

ELEVADOR DE CREMALHEIRA. metax.com.br

ELEVADOR DE CREMALHEIRA. metax.com.br ELEVADOR DE CREMALHEIRA metax.com.br elevador de cremalheira Equipamento moderno e de alta tecnologia; Grande versatilidade para transporte de pessoas e cargas em níveis mais elevados; Segurança e economia

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 201 DE 21 DE JANEIRO DE 2011 (D.O.U. de 24/01/2011 Seção 1 págs 100 e 101) Altera a Norma Regulamentadora n.º 18, aprovada

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. Segurança e Saúde no Trabalho ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR. Andaimes setembro/2012. Andaime Fachadeiro.

MANUAL TÉCNICO. Segurança e Saúde no Trabalho ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR. Andaimes setembro/2012. Andaime Fachadeiro. e MANUAL TÉCNICO ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR e ANDAIME TUBULAR Objetivo Estabelecer os procedimentos que devem ser obedecidos na liberação de montagem / desmontagem de andaimes com a finalidade de

Leia mais

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA. Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA. Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas Memorial Descritivo Revisão - 1 Outubro / 2010 página 1 S U M Á R I O : 1

Leia mais

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO O estabilizador portátil de câmera Tedi Cam é um equipamento de avançada tecnologia utilizado para filmagens de cenas onde há a necessidade de se obter imagens perfeitas em situações de movimento

Leia mais

WORX AEROCART MODELO WG050

WORX AEROCART MODELO WG050 WORX AEROCART MODELO WG050 Avisos Gerais de Segurança AVISO Leia todos os avisos e instruções de segurança. Não seguir os avisos e instruções pode resultar em lesão séria. Guarde todos os avisos e instruções

Leia mais

mini grua metax.com.br

mini grua metax.com.br mini grua metax.com.br mini grua metax (guincho de elevação) A Mini Grua Metax é útil nas mais variadas situações. Desde obras civis de todos os portes, indústrias, cargas e descargas, o equipamento possui

Leia mais

Sistemas Pneumáticos

Sistemas Pneumáticos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Sistemas Pneumáticos Gilson PORCIÚNCULA wp.ufpel.edu.br/porciuncula Estrutura de um circuito Pneumático

Leia mais

PORTARIA N.º 20, DE 17 DE ABRIL DE 1998

PORTARIA N.º 20, DE 17 DE ABRIL DE 1998 PORTARIA N.º 20, DE 17 DE ABRIL DE 1998 MINISTÉRIO DO TRABALHO SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso das atribuições legais que lhe confere o

Leia mais

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção.

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. MODELO: BYG AR 1533 Índice 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. 7. Diagrama elétrico. 8. Diagrama hidráulico. 9. Peças

Leia mais

SENAI - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL CARTILHA ORIENTATIVA PARA ADEQUAÇÃO DE EQUIPAMENTOS À NR12

SENAI - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL CARTILHA ORIENTATIVA PARA ADEQUAÇÃO DE EQUIPAMENTOS À NR12 SENAI - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL CARTILHA ORIENTATIVA PARA ADEQUAÇÃO DE EQUIPAMENTOS À NR12 (BALACIM SYCLON AF6) (BALACIM RAPID 28) (PRENSA SOLAS UNIPEG SAFE) 2 Introdução 4 Balancim

Leia mais