Inovação na Brisa Auto-estradas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inovação na Brisa Auto-estradas"

Transcrição

1 ISQ 7/10/2010 Inovação na Brisa Auto-estradas Brisa Inovação e Tecnologia Jorge Sales Gomes

2 Porquê a inovação na Brisa? Detecção e Monitorização 550 CCTV 40 Estações Meteorológicas Sensores 5 Túneis e Pontes 93 portagens ALPR Free flow Manual-lane control Portagens Assistência Rodoviária 90 veículos 200 PMV 1200 SOS Número Azul PMV Número Azul Brisa FM Tráfego on-line Informação Operação fortemente apoiada em tecnologia

3 Porquê a inovação na Brisa? >Necessárias diversas competências: Gestão de Projectos Segurança e Manutenção Relações com Clientes Gestão de Portagens Gestão de Tráfego Gestão de Tecnologia INOVAÇÃO

4 Estrutura Organizacional Missão Assegurar o conhecimento do estado da arte ITS (Intelligent Transport Systems) e maximizar a eficiência de soluções para as concessões mundiais da Brisa, crescendo em mercados externos seleccionados Foco na criação de valor para os stakeholders

5 Modelo de Inovação

6 Modelo de Inovação Observação sistemática das envolventes relativamente à tecnologia existente no mercado e emergentes. Antevisão de novas tendências Gestão das ligações e análise dos contextos internos e externos da Brisa, potenciando as oportunidades e interacções Forte colaboração com um rede alargada de parceiros, com uma separação clara dos papeis e competências de cada um Ligação das grandes linhas estratégicas da Brisa com as actividades de inovação desenvolvidas

7 Modelo de Inovação da Brisa Desenvolvimento de novas soluções

8 Modelo de Inovação Inovação em rede na procura da criação de valor Universidades e Centros Tecnológicos Fornecedores INETI IT INESC Porto FEUP IST Univers. Aveiro NCP IMTT InIR APCAP ASECAP ISQ EP OmniAir ISEL COTEC ISR Pista Partners APOGEP ADI SIEV IPL ANSR CENTIMFE IBTTA ERTICO Associações e Entidades Governamentais U Minho ISCTE Politéc. Setúbal WhatEver Business Angels Financiadores U Coimbra Inovação LTU DailyWork Glint Kapsch Outsystems Cadash G3P Makewise CEV Salemo e Merca EID Efacec Roff Living Data Armis Startups Poli-Poli Q-Free ECOVIA Partners Observit Crossline ARH

9 Modelo de Inovação Processo de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Parcerias com instituições de I&D em actividades mais próximas da investigação Parcerias com empresas em actividades próximas do desenvolvimento Capacidades de Base Científica Know how generalista Exploração Experimentação/Laboratório s Aquisição de conhecimento Empresas catalizadoras de I&D+I + = Problemas e necessidades industriais Competências de Base Científica Conhecimento especializado Conhecimento do mercado/s Instituições de I&D: Transformação de capacidades em competências

10 Modelo de Inovação Empresas Parceiras Hardware Design Software mantendo internamente know-how nas competências críticas

11 Modelo de Inovação

12 Modelo de Inovação Criação de valor derivado da inovação na Brisa (2008):

13 Modelo de Inovação Patentes e Design Portal do Conhecimento - Sharepoint

14 Modelo de Inovação

15 Exemplos de projectos ALPR >ALPR Advanced Licence Plate Recognition >Sistema de reconhecimento automático de matrículas >Forte colaboração académica >Composto por dois módulos: dianteiro e traseiro >Fotos tiradas na gama do IV e do visível >Redução dos custos operacionais >Patente nacional Recuperação de receita e redução dos custos operacionais 15

16 Exemplos de projectos ALPR LPR LPR Ficheiro JPEG com cabeçalho adicional XT XT <other data>

17 Exemplos de projectos ALPR ISEL: Visão computacional Controlo de luminosidade Desenvolvimento de software Demonstradores IST: Benchmarking câmaras vídeo Estudos para a solução mecânica

18 Exemplos de projectos ALPR Empresas Parceiras Salemo & Merca: metalo-mecânica EID: CERCIMPRE: CROSSLINE: Makewise: G3P: ISQ: electrónica cablagem montagem integração de SW consultoria certificação electrónica

19 Exemplos de projectos ALPR Primeiros Resultados Unsuccessful Photos 35,0% 30,0% 25,0% 20,0% 15,0% 10,0% 5,0% 0,0% Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez % Fotos Apagadas Brisa 2007

20 Exemplos de projectos ETOLL: Máquina pagamento automático >Possibilita uma diversidade de meios de pagamento: cartão, moedas, notas e Via Verde >Sistema desenvolvido em Portugal e com recurso a empresas nacionais >Todo o processo é acompanhado remotamente através de câmaras de vídeo vigilância >Lançado em 2008 na Brisal (A17) Reforço da automatização e da segurança

21 Exemplos de projectos ETOLL: Máquina pagamento automático >Funcionamento 2,55 Customer Class 1 Vehicle Remote Operator 1. The driver inserts ticket in the reader 2. Pays with possible payment means 1. Camera screen appears automatically 2. Observes and follow remotely the operation 3. Receives bank card back or exceeding cash. Can ask for a receipt 4. Exit lane The Operator can talk with the driver (VoIP)

22 Mudança de Paradigma Organizações Catalisadoras Inovação Inovação Empresas Ancora Catalisadoras de Inovação de forma a assegurar a Sustentabilidade deste Sector Económico

23 Transformação do Ecossistema de Inovação da Brisa no Cluster dos Transportes Entidades do Sistema Científico e Tecnológico Empresas e Instituições do Mercado de Transportes Mercado de Incubação Associações Sectoriais E Regulamentadoras Financiadores Startups Fornecedores

24 Cadeia de Valor do Cluster de Transportes Mobilidade Sustentável Segurança e Conforto Sustentabilidade Ambiental Eficiência Energética Serviços para uma Mobilidade Sustentável Infra-estrutura de Comunicações Aeroportuário Marítimo portuário Ferroviário Rodoviário Transporte Urbano Aeroportos Centros Logísticos Portos Parques Estações Pessoas Produtos

25 O Início do circulo virtuoso do conhecimento

26 Empresas de Base Tecnológica com Domínio do Conhecimento para o Mercado Global Emprego Novo e Altamente Qualificado O circulo virtuoso do conhecimento

27 Princípios base >Foco no mercado e nas necessidades dos utilizadores >Aposta na partilha de conhecimento seguindo o modelo de OpenInnovation >Aposta no Capital Humano e na sua interacção/ colaboração em rede >Desenvolvimento económico sustentável global

28 Cluster dos Transportes ID+I Modelo MediaLab Instanciação do Modelo do Cluster Sustentabilidade do Modelo INPI BA, Venture Capital Fee Mercado Incubação Nacional CAIXA BI AICEP Leadership Mercado Global

29 Méritos da inovação e certificação Inovar vale a pena! Acelera o crescimento Cria valor para o accionista Cria valor social Promove a sustentabilidade financeira, ambiental e social Inovar é preciso Como factor distintivo Para preservar a liderança no negócio

30 Jorge Sales Gomes

Inovação e Tecnologia: O caso da Brisa

Inovação e Tecnologia: O caso da Brisa Inovação e Tecnologia: O caso da Brisa Jorge Sales Gomes Quidgest Portugal R. Castilho n.º 63 6.º 1250-068 Lisboa Portugal tel. (+351) 213 870 563 / 652 / 660 fax. (+351) 213 870 697 Porquê a inovação

Leia mais

Open Innovation: Caso Brisa

Open Innovation: Caso Brisa 2013 Brisa Inovação e Tecnologia SA Open Innovation: Caso Brisa Lisboa, 9/10/2013 Tomé Pereira Canas Brisa Inovação e Tecnologia Inovar está na ordem do dia Inovação fechada 2 Mas muitas vezes está fechada

Leia mais

Agenda. Universidade de Aveiro 2/6/2010. SISTEMA DE GESTÃO DA IDI INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO: Brisa Inovação e Tecnologia

Agenda. Universidade de Aveiro 2/6/2010. SISTEMA DE GESTÃO DA IDI INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO: Brisa Inovação e Tecnologia SISTEMA DE GESTÃO DA IDI INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO: Brisa Inovação e Tecnologia Tomé Pereira Canas Universidade de Aveiro 2/6/2010 Agenda >Porquê a inovação na Brisa? >Inovação na Brisa

Leia mais

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 Lisboa, 26 de Novembro 2009 1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 2. MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 3. EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO 4. DOUTORAMENTO EM MEIO EMPRESARIAL 5. OPEN

Leia mais

ECOSSISTEMA DOS TRANSPORTES

ECOSSISTEMA DOS TRANSPORTES ECOSSISTEMA DOS TRANSPORTES pela valorização económica do conhecimento pela criação de valor AGORA! quem somos AESE, AICEP, Alcatel-Lucent, ANA, ANSR, APL, Armis, Arsenal do Alfeite, Ascendi, Asterion,

Leia mais

Associação para o Desenvolvimento da Mobilidade e Transportes Sustentáveis ITS Portugal / Eng. Rui Camolino

Associação para o Desenvolvimento da Mobilidade e Transportes Sustentáveis ITS Portugal / Eng. Rui Camolino Associação para o Desenvolvimento da Mobilidade e Transportes Sustentáveis ITS Portugal / Eng. Rui Camolino Agenda Quem somos? Missão Principais objetivos Associados Órgãos Sociais e Organização Parcerias

Leia mais

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial. CoP de Gestão do Conhecimento Notas da sessão presencial de 24 de Março de 2014 Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Gestão de Projectos info@ipn-incubadora.pt +351 239 700 300 BEST SCIENCE BASED INCUBATOR AWARD Incentivos às Empresas Objectivos: - Promoção do up-grade das empresas de PME; - Apoiar

Leia mais

Brisa Inovação. Jorge Sales Gomes. Porto, 18 Maio 2011

Brisa Inovação. Jorge Sales Gomes. Porto, 18 Maio 2011 Brisa Inovação Jorge Sales Gomes Porto, 18 Maio 2011 Brisa > Gere o principal eixo rodoviário do pais > 6 Concessões Rodoviárias em Portugal > A nível internacional: Participa nos EUA, NWPY (1 concessão,

Leia mais

Calendário de Concursos

Calendário de Concursos Calendário de Concursos Resumo dos Principais Programas Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Inovação Empresarial Qualificação e Internacionalização PME s Promoção da Eficiência Energética e da Utilização

Leia mais

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015 INSERIR IMAGEM ESPECÍFICA 1 I. Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) Missão: Apoiar os nossos clientes na gestão de projetos que fomentem a inovação e promovam oportunidades

Leia mais

confiança know-how inovação disponibilidade convergência

confiança know-how inovação disponibilidade convergência confiança know-how inovação disponibilidade convergência Sobre a Meiostec Fundada em 1997, por um grupo de accionistas privados e com ligações a um Grupo que opera no mercado das TIs, a Meiostec responde

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

Gestão Activa de Tráfego em Rede de Auto-Estradas

Gestão Activa de Tráfego em Rede de Auto-Estradas Especialização em Transportes e Vias de Comunicação Sistemas e Tecnologias Inteligentes de Transportes Painel Lisboa 10 outubro 2012 Gestão Activa de Tráfego em Rede de Auto-Estradas Jorge Lopes (Brisa)

Leia mais

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010 Apresentação de Resultados 2009 10 Março 2010 Principais acontecimentos de 2009 Conclusão da integração das empresas adquiridas no final de 2008, Tecnidata e Roff Abertura de Centros de Serviços dedicados

Leia mais

confiança know-how inovação disponibilidade convergência

confiança know-how inovação disponibilidade convergência confiança know-how inovação disponibilidade convergência Sobre a Meiostec Fundada em 1997, por um grupo de accionistas privados e com ligações a um Grupo que opera no mercado das TIs, a MeiosTec responde

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Inovar para Ganhar Paulo Nordeste Portugal tem apresentado nos últimos anos casos de sucesso em inovação; como novos produtos, serviços e modelos de

Leia mais

Coordenação entre Indústria e SCT Nacional. ISEL/ Luís Osório

Coordenação entre Indústria e SCT Nacional. ISEL/ Luís Osório Coordenação entre Indústria e SCT Nacional ISEL/ Luís Osório Desafios para os quais o estado da arte em Sistemas e Tecnologias de Informação STI não permite o desenvolvimento de processos de inovação (sistemas)

Leia mais

Uma rede que nos une

Uma rede que nos une Uma rede que nos une Uma rede que nos une O IMTT - Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P. é um organismo da Administração Central, dotado de autonomia administrativa e financeira,

Leia mais

CONTRIBUTO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES 7 de Outubro de 2013

CONTRIBUTO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES 7 de Outubro de 2013 CONTRIBUTO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES 7 de Outubro de 2013 COTEC Portugal 1. COTEC Portugal Origem, Missão, Stakeholders 2. Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial

Leia mais

LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas. José Carlos Caldeira. 28 Fev 2008. Director jcc@inescporto.pt

LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas. José Carlos Caldeira. 28 Fev 2008. Director jcc@inescporto.pt 28 Fev 2008 LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas Campus da FEUP Rua Dr. Roberto Frias, 378 4200-465 Porto Portugal T +351 222 094 000 F +351 222 094 000 www@inescporto.pt www.inescporto.pt José

Leia mais

Os projectos de Sistemas Cooperativos Comunicação infra-estrutura veículo APCAP - CP3

Os projectos de Sistemas Cooperativos Comunicação infra-estrutura veículo APCAP - CP3 Os projectos de Sistemas Cooperativos Comunicação infra-estrutura veículo APCAP - CP3 APCAP Day, 22 de Outubro 2009 Índice Definição; Objectivos; Benefícios; Projectos em desenvolvimento (3); Definição:

Leia mais

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro www.regiaodeaveiro.pt PIMT de Aveiro, Aveiro TIS.PT Transportes Inovação e Sistemas, S.A. 1 16 Breve enquadramento A Comunidade Intermunicipal

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

Ilustratown - Informação Tecnológica, Lda.

Ilustratown - Informação Tecnológica, Lda. Ilustratown - Informação Tecnológica, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A é uma software house criada em 2006. A Ilustratown tem por objetivo o desenvolvimento e implementação

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

INOVAÇÃO, INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO E RELAÇÕES UNIVERSIDADE-EMPRESA.

INOVAÇÃO, INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO E RELAÇÕES UNIVERSIDADE-EMPRESA. Conferência 6 de Outubro, FC Gulbenkian Lisboa INOVAÇÃO, INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO E RELAÇÕES UNIVERSIDADE-EMPRESA. MANUEL CALDEIRA CABRAL UNIVERSIDADE DO MINHO MANUEL CALDEIRA CABRAL DIAGNÓSTICO(S)

Leia mais

A excelência ao serviço do cliente

A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE é uma resposta de excelência para as necessidades de empresas, instituições e particulares em tecnologias e soluções de engenharia, energia e

Leia mais

Soluções Empresariais. Business Remote Monitoring Solutions

Soluções Empresariais. Business Remote Monitoring Solutions Soluções Empresariais Business Remote Monitoring Solutions «A energia é hoje um bem escasso e dispendioso. Utilizá-la com rigor, de forma eficiente e sem desperdício, é o nosso desafio todos os dias» Isa

Leia mais

O reforço da gestão da inovação nas empresas portuguesas CCDR Algarve 6 de Maio de 2009 Isabel Caetano COTEC Portugal

O reforço da gestão da inovação nas empresas portuguesas CCDR Algarve 6 de Maio de 2009 Isabel Caetano COTEC Portugal O reforço da gestão da inovação nas empresas portuguesas CCDR Algarve 6 de Maio de 2009 Isabel Caetano COTEC Portugal COTEC PORTUGAL - ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL PARA A INOVAÇÃO A COTEC Portugal - Associação

Leia mais

Serviços Cloud e a Modernização da AP

Serviços Cloud e a Modernização da AP Jorge Lopes - NOSi Serviços Cloud e Modernização da AP MODELO INTEGRADO DE GOVERNAÇÃO ELETRÓNICA Promover a governança eletrônica como a melhor oportunidade para desencadear a transformação organizacional

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Alter do Chão 12 Novembro. Miguel Taborda - SPI

A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Alter do Chão 12 Novembro. Miguel Taborda - SPI A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Miguel Taborda - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. A NORMA NP 4457:2007 REQUISITOS

Leia mais

5º Encontro Transportes em Revista

5º Encontro Transportes em Revista 5º Encontro Transportes em Revista Transportes factor de inclusão social António Proença Administrador-Delegado 1 O que é a OTLIS? É um ACE (Agrupamento Complementar de Empresas) formado por 7 Operadores

Leia mais

Protection notice / Copyright notice

Protection notice / Copyright notice Innovation@Siemens Protection notice / Copyright notice Innovation@Siemens Worldwide Megatrends e Respostas Mais de mil milhões de pessoas não têm acesso a água potável Transporte de carga mundial aumentará

Leia mais

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento FTTH FORUM 2008 Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Principais Orientações

Leia mais

CTC Centro de Transferência e Valorização do Conhecimento

CTC Centro de Transferência e Valorização do Conhecimento CTC Centro de Transferência e Valorização do Conhecimento Empreendedorismo e Inovação Leopoldina Alves Maio 2009 Estruturas de promoção do Empreendedorismo e Inovação no IPL OTIC - Oficina de Transferência

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

Inovação e Criação de Novos Negócios

Inovação e Criação de Novos Negócios INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO AGRÍCOLA Inovação e Criação de Novos Negócios Luís Mira da Silva Cristina Mota Capitão Isabel Alte da Veiga Carlos Noéme Inovação INOVAÇÃO Inovação: introdução INOVAR

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Jorge Abegão Secretário-Técnico do COMPETE Coimbra, 28 de janeiro de 2015 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA EUROPA 2020 CRESCIMENTO INTELIGENTE

Leia mais

Fórum para a Inovação e Normalização

Fórum para a Inovação e Normalização Fórum para a Inovação e Normalização Jorge Sales Gomes Brisa Inovação (Administrador Delegado) Agenda 1. Brisa Inovação 2. Ilustrações do sector 3. Oportunidade Fórum de Inovação e Normalização 4. Conclusões

Leia mais

Vale Projecto - Simplificado

Vale Projecto - Simplificado IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica Vale Projecto - Simplificado VALES Empreendedorismo e Inovação Associados Parceiros / Protocolos IDIT Enquadramento Vale Projecto - Simplificado

Leia mais

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação O GRUPO AITEC Breve Apresentação Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo empresas e ofertas criadoras de valor no mercado mundial das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S. Carlos Nunes. Missão para os Cuidados de Saúde Primários

O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S. Carlos Nunes. Missão para os Cuidados de Saúde Primários O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S Carlos Nunes Missão para os Cuidados de Saúde Primários VILAMOURA 23 Março 2007 C A N D I D A T U R A S A U S F

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

REDE PME INOVAÇÃO COTEC

REDE PME INOVAÇÃO COTEC REDE PME INOVAÇÃO COTEC INICIATIVA ENTIDADES REDE PME INOVAÇÃO COTEC Uma das três grandes áreas de intervenção da COTEC Teve início em 2005, conjunto de 24 empresas, com os seguintes eixos estratégicos:

Leia mais

PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL Apoio à Inovação e Empreendedorismo Social

PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL Apoio à Inovação e Empreendedorismo Social Alto Minho 2020 : Por uma nova visão territorial das políticas públicas 2014-2020 Inclusão Social & Capital Humano: Que Instrumentos de Financiamento 2014-2020? PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL Apoio à Inovação

Leia mais

O Projecto de Alta Velocidade em Portugal. Lisboa, 17 de Novembro de 2008

O Projecto de Alta Velocidade em Portugal. Lisboa, 17 de Novembro de 2008 O Projecto de Alta Velocidade em Portugal Lisboa, 17 de Novembro de 2008 Sinopse Histórica Sinopse Histórica Dez/2000 Criação da RAVE Jan/2001 Criação do AVEP Jun/2002 Início dos Estudos de Viabilidade

Leia mais

DIÁRIO ECONÓMICO Calendário Projectos Especiais

DIÁRIO ECONÓMICO Calendário Projectos Especiais DIÁRIO ECONÓMICO Calendário Projectos Especiais 2012 JAN 19 Prémio Excelência Revista 30 Propriedade Intelectual 31 Industria Farmacêutica de Genéricos 2 Energia: Painéis Solares 7 Desafios de Portugal:

Leia mais

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes (PIMT) da Região de Aveiro. PIMT Região de Aveiro 1 16

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes (PIMT) da Região de Aveiro. PIMT Região de Aveiro 1 16 Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes (PIMT) da Região de Aveiro 1 16 Breve enquadramento A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) decidiu desenvolver o Plano Intermunicipal de

Leia mais

Centro de Mar em Portimão Apresentação do Estudo Preliminar

Centro de Mar em Portimão Apresentação do Estudo Preliminar Centro de Mar em Portimão Apresentação do Estudo Preliminar 24.Julho.2009 Auditório do Museu de Portimão Sumário (I) 2 Introdução I. As questões teóricas de enquadramento 1. O contexto económico e social

Leia mais

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias GESTÃO DA INOVAÇÃO AGENDA 1. IDT Consulting 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias 4. Diagnósticos Estratégicos de Inovação 5. Implementação de

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES

DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES Pedro Vilarinho COTEC Portugal 26 de Junho de 2008 AGENDA O Pólo de Software do Minho no Plano Estratégico da COTEC

Leia mais

INDRA: EMPRESA MULTINACIONAL DE INOVAÇÃO

INDRA: EMPRESA MULTINACIONAL DE INOVAÇÃO INDRA: EMPRESA MULTINACIONAL DE INOVAÇÃO 3.000 Milhões receitas I&D&i: 6-8% receitas 43.000 profissionais 149 paises 16% 17% 18% 11% 21% 17% Energia e Indústria Banca e Seguros Adm. Pública e Saúde Telecom

Leia mais

BIOCANT PARK A NOSSA VISÃO

BIOCANT PARK A NOSSA VISÃO 01 A NOSSA VISÃO O PARQUE DE BIOTECNOLOGIA DE PORTUGAL ESTÁ A CRIAR VALOR PARA A REGIÃO E PARA O PAÍS FOMENTANDO INVESTIMENTOS E INI- CIATIVAS EMPRESARIAIS DE BASE CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. A NOSSA VISÃO

Leia mais

A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER

A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER A Gestão da Inovação Proposta de Utilização do Guia de Boas Práticas de IDI e das ferramentas desenvolvidas no âmbito da iniciativa DSIE da COTEC para o desenvolvimento do sistema

Leia mais

Redes Inteligentes Inovar, para Competir nos Mercados Globais

Redes Inteligentes Inovar, para Competir nos Mercados Globais Missão Desenvolver infraestruturas de energia, mobilidade e ambiente, para um mundo sustentável Construindo parcerias de longo prazo Com elevado conteúdo tecnológico Assegurando agilidade e flexibilidade

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I. Fev. 2008

Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I. Fev. 2008 Implementação e Certificação de um Sistema I+D+I Fev. 2008 Medeiros genda 1. Áreas de negócio Martifer; 2. Martifer Energia Equipamentos para energia S.A.; 3. Certificações Obtidas 4. Porquê IDI? 5. Objectivo

Leia mais

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação COTEC 2010/10/19 Conteúdo - Apresentação da empresa - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação - Processo de implementação - Factores críticos de sucesso visão.c Apresentação

Leia mais

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe Iniciativa PE2020 A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos António Manzoni/Vilar Filipe Novembro 2013 Projeto Engenharia 2020 Preocupações macroeconómicas Papel da engenharia na

Leia mais

Recomendações para a ligação a Silicon Valley

Recomendações para a ligação a Silicon Valley Copyrights Leadership Business Consulting Empreendedorismo Portugal - Silicon Valley Recomendações para a ligação a Silicon Valley Com agregadores / facilitadores 1. Ponte Estruturada com Silicon Valley

Leia mais

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2014-2020

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2014-2020 COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA 2014-2020 18-11-2015 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL, IP-RAM MISSÃO Promover o desenvolvimento, a competitividade e a modernização das empresas

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

LOCALIZAÇÃO. Av. D. João II 4.47.01 D RC C, 1990-098 Parque das Nações, Lisboa, Portugal

LOCALIZAÇÃO. Av. D. João II 4.47.01 D RC C, 1990-098 Parque das Nações, Lisboa, Portugal LOCALIZAÇÃO Av. D. João II 4.47.01 D RC C, 1990-098 Parque das Nações, Lisboa, Portugal Exportech a empresa EXPORTECH A EMPRESA A Exportech Portugal é uma empresa de Importação e Exportação que actua no

Leia mais

Soluções com valor estratégico

Soluções com valor estratégico Soluções com valor estratégico Contexto O ambiente económico e empresarial transformou-se profundamente nas últimas décadas. A adesão de Portugal à U.E., a adopção do euro e o mais recente alargamento

Leia mais

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores Apresentação de 4 anos de actividade DNA Cascais Apoiamos Empreendedores 7 de Fevereiro 27 de Outubro de 2011 de 2010 ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR COMO INDUTOR DO TALENTO E DA SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA E

Leia mais

Com o Apoio de. Comissão de Coordenaçã e Desenvolvimento Regional do Centro

Com o Apoio de. Comissão de Coordenaçã e Desenvolvimento Regional do Centro OPEN Centro de Incubação de Oportunidades de Negócio Processo de Admissão de Utentes e Modelo de Incubação Centimfe, 2 de Março de 2005 Missão da OPEN Contribuir para a promoção da inovação e do emprego,

Leia mais

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Índice Quem Somos O SGI da AMBISIG; A implementação do SGIDI na AMBISIG; Caso de Sucesso. Quem somos? Somos uma empresa com 16 anos de experiência

Leia mais

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Culture OnLine, 5-7.6 Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Peering down the Wormhole Dr. Susan Hazan Filomena Pedroso Realidade Empresarial em Portugal Incerteza nos mercados recomenda

Leia mais

Ecossistema de Transportes um novo paradigma para fazer negócios... agora!

Ecossistema de Transportes um novo paradigma para fazer negócios... agora! Ecossistema de Transportes um novo paradigma para fazer negócios... agora! José Rui Pereira Soares 1, Jorge Sales Gomes 2 e Luís Osório 3 1BTEN Business Talent Enterprise Network, SA; jsoares@bten.pt;

Leia mais

Não aponte defeitos, aponte soluções. Qualquer um se sabe queixar. Henry Ford

Não aponte defeitos, aponte soluções. Qualquer um se sabe queixar. Henry Ford Não aponte defeitos, aponte soluções. Qualquer um se sabe queixar. Henry Ford A LRB Investimentos e Consultoria é uma empresa que pretende congregar o know-how de diversas áreas de conhecimento e ação

Leia mais

Fundos para a Internacionalização

Fundos para a Internacionalização Fundos para a Internacionalização Fundos de apoio às empresas O que são? São sistemas de incentivos vocacionados para o apoio às empresas, financiados por fundos comunitários e/ou nacionais. 2 Fundos de

Leia mais

Case Study. EDP Renováveis - Roménia

Case Study. EDP Renováveis - Roménia EDP Renováveis - Roménia A solução implementada pela Wavecom tem como objectivo a interligação de dois parques eólicos da EDPR, localizados na Roménia, com os seus centros de despacho. Wavecom - Soluções

Leia mais

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 Vítor Escária CIRIUS ISEG, Universidade de Lisboa e Augusto Mateus & Associados Barreiro, 30/06/2014 Tópicos Enquadramento A Estratégia de Crescimento

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

PROPRIEDADE INDUSTRIAL Proteger a Inovação. José Maurício Vogal do Conselho Diretivo do INPI

PROPRIEDADE INDUSTRIAL Proteger a Inovação. José Maurício Vogal do Conselho Diretivo do INPI PROPRIEDADE INDUSTRIAL Proteger a Inovação José Maurício Vogal do Conselho Diretivo do INPI Inovação Criação de Valor Inovação contínua Criação de Conhecimento Vantagem Competitiva Sucesso comercial A

Leia mais

Smart Cities Portugal

Smart Cities Portugal Smart Cities Portugal A rede Smart Cities Portugal tem por objetivo promover o trabalho em rede numa lógica inter-cluster, para o desenvolvimento e produção de soluções urbanas inovadoras para smart cities,

Leia mais

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director Marcos N. Lessa Global Document Outsourcing Director Managed Print Services: Serviço de valor acrescentado Managed Print Services (MPS) é um serviço que envolve a gestão de todos os equipamentos de impressão,

Leia mais

Sistemas de Informação:

Sistemas de Informação: Sistemas de Informação: A Chave para a Produtividade Joaquim Jesus Santos Director Geral SAP Portugal Agenda SAP Líder em Soluções de Negócio A nossa Visão O Ecossistema SAP Sistemas de Informação: A Chave

Leia mais

Seminário. O Desenvolvimento Sustentável das Telecomunicações. Artur Calado

Seminário. O Desenvolvimento Sustentável das Telecomunicações. Artur Calado Seminário Ferramentas de Gestão nas Tecnologias de Informação Aveiro, 19 de Março de 2009 O Desenvolvimento Sustentável das Telecomunicações Artur Calado Introdução A região de Aveiro possui condições

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

PÓLO TECNOLÓGICO FCT/UNL

PÓLO TECNOLÓGICO FCT/UNL PÓLO TECNOLÓGICO FCT/UNL 1, MODELO PÓLO TECNOLÓGICO FCT/UNL PÓLO TECNOLÓGICO FCT/UNL PÓLO TECNOLÓGICO FCT/UNL Recursos Qualificados Investigadores Formação Superior Empreendedores SPIN-OFF s Investigação

Leia mais

inovação & nas empresas 2020 competitividade

inovação & nas empresas 2020 competitividade inovação & nas empresas 2020 competitividade Desafios e Oportunidades de Inovação A Competitividade das Empresas e os Instrumentos do Portugal 2020 Coimbra Abril 2014 1 PT HOJE Empresas 2020: Desafios

Leia mais

PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS

PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS Enquadramento Protocolo de Quioto Cimeira de Joanesburgo Directiva Renováveis Estratégia Nacional de Desenvolvimento Sustentável Programa E4 Nova Resolução do Conselho de Ministros INTERREG Programas Regionais

Leia mais

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Quem somos TIS A TIS tem como missão a geração de valor na área da mobilidade e transportes para os seus clientes e acionistas, baseado em soluções sustentáveis do ponto de vista

Leia mais

Liderança Empresarial A crise como alavanca de oportunidades. AEP Março.2012

Liderança Empresarial A crise como alavanca de oportunidades. AEP Março.2012 Liderança Empresarial A crise como alavanca de oportunidades AEP Março.2012 1/ Perfil Em busca da Excelência Missão Inovar com qualidade 1/ Perfil Trabalhamos diariamente no desenvolvimento de soluções

Leia mais

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital Carlos Brazão Fernando Resina da Silva 28-06-2012 1 Quem somos? Uma plataforma das associações e players de referência das TIC, juntos por uma missão para

Leia mais

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER O SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI, NA CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS; 2- CRIAR EMPREGOS QUALIFICADOS NO PAÍS; 3- CRIAR E FORTALECER EMPRESAS

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

Consultoria Estratégica

Consultoria Estratégica Quem somos e o que fazemos A Select Advisor é uma empresa de Consultoria Estratégica Ajudamos à criação de valor, desde a intenção de investimento e angariação de parcerias até ao apoio de candidaturas

Leia mais

Plano Estratégico de Transportes. Linhas orientadoras- Horizonte 2011-2015

Plano Estratégico de Transportes. Linhas orientadoras- Horizonte 2011-2015 Plano Estratégico de Transportes Linhas orientadoras- Horizonte 2011-2015 Princípios Orientadores Cumprir os compromissos Portugal tem de cumprir os compromissos assumidos. Quer externamente no âmbito

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência

PAEX Parceiros para a Excelência PAEX Parceiros para a Excelência Estabelecer parcerias por melhores resultados: uma prática comum na natureza e nas empresas que querem se desenvolver. CONHECA A FDC Alianças Internacionais: Uma Escola

Leia mais

Na Cidade é de Scoo. u-scoot, 2015 1

Na Cidade é de Scoo. u-scoot, 2015 1 Na Cidade é de Scoo u-scoot, 2015 1 Porquê a Scooter? u-scoot, 2015 2 u-scoot, 2015 3 u-scoot, 2015 4 u-scoot, 2015 5 Pode circular na autoestrada e atravessar as pontes Permite transportar 2 pessoas Tem

Leia mais